O tensor tem um limite de aperto?

    Autor Mensagem
    MateusHafaya
    Membro Novato
    # 28/abr/21 12:30 · Editado por: MateusHafaya


    Antes de tudo não achei a resposta que eu queria no fórum, as poucas informações que eu vi não respondia minha pergunta.

    Então galera, com o violão deitado na minha frente e o headstock/braço do violão estando para o lado esquerdo do meu corpo, eu aperto o tensor girando para a direita do violão, para o meio do braço subir. A cada 2 dias eu desafinava o violão e apertava um pouco, pq o braço estava bem desregulado e as cordas altas. Ao longo dessas uma/duas semana eu devo ter dado umas duas voltas no tensor já, ele tava bem desregulado. Eu percebi que quando desafino o violão eu praticamente não vejo curvatura, só que quando eu afino, dá pra ver bem a curvatura. Eu percebi uma melhora, porém parei de apertar mais, pois senti que o tensor ficou mais duro. E aí surge a pergunta:

    Tem como saber se o tensor está no limite? Não quero quebrar o braço do meu violão kkkkkkk Coloquei uma regua no braço e vi que não encosta em todos os trastes ainda.

    Não levei no luthier pois o luthier aqui perto cobrou caro só para regular o braço, e eu não tenho esse dinheiro, nem sei se o serviço dele é confiável. Eu já havia lixado o rastilho do violão á um tempo.

    ejames
    Membro Novato
    # 28/abr/21 12:46
    · votar


    MateusHafaya
    pois o luthier aqui perto cobrou caro só para regular o braço

    Mais caro que o preço de um violão novo?

    MateusHafaya
    Membro Novato
    # 28/abr/21 13:06
    · votar


    Mais caro que o preço de um violão novo?


    Já falei que não vou mais mexer no tensor. Não tenho grana para pagar o luthier. Perdi meu estágio na Pandemia. Só não queria deixar o violão largado de lado até arranjar emprego. Mas se não tiver solução, então vou deixar ele largado.

    Agora se você não vai colaborar, também não precisa atrapalhar.

    DoisUm
    Membro Novato
    # 28/abr/21 13:21
    · votar


    MateusHafaya
    Eu percebi uma melhora, porém parei de apertar mais, pois senti que o tensor ficou mais duro.

    Essa regulagem é simples, mas apertar o tensor não é tão molinho quanto apertar um parafuso. Realmente existe uma resistência, afinal o metal esta fazendo força contra a madeira.

    Observe bem se não há algum travamento ou defeito no seu tensor, e vá apertando aos poucos, 1/4 de volta + ou -.

    MateusHafaya
    Membro Novato
    # 28/abr/21 13:28
    · votar


    Observe bem se não há algum travamento ou defeito no seu tensor, e vá apertando aos poucos, 1/4 de volta + ou -.


    Aparentemente está tudo certo com o tensor. Mas meu medo é quebrar o braço kkkkkk Não tem como saber se eu corro esse risco?

    HortaRates
    Membro
    # 28/abr/21 13:56 · Editado por: HortaRates
    · votar


    MateusHafaya
    Cordas altas podem ter diversos motivos, nem sempre é o tensor. Vi que você falou que lixou o rastilho, e geralmente ajuda (se o rastilho for o problema), mas pra saber se você precisa mexer no tensor, tanto apertar quanto soltar, você tem que medir a curvatura do braço. Existe um procedimento pra fazer isso, se você souber ler inglês procura no google "measure neck relief". Vai precisar de um capotraste e de uma régua, apenas.

    Eu não sei se existe um procedimento pra verificar se o tensor está no fim do curso, que não seja verificando que claramente ele está duro e não se move mais. Use o bom senso, se tiver muito duro pra girar, não force. É necessário, no entanto, fazer uma forcinha pra girar o tensor, não é um parafuso "mole".

    Se você estiver girando o tensor e vendo que a medida de curvatura do braço não se altera, isso pode ser evidência de algo mais grave, como um problema no próprio tensor, ou braço empenado. Nesse caso só luthier pra resolver, ou, se o violão for barato, melhor comprar outro.

    O importante é você medir a curvatura à medida que mexe no tensor. Não precisa esperar de um dia pro outro, o instrumento é de madeira, não de concreto armado. Meça a curvatura, anote, dê um quarto de volta, espere 20 minutos e meça de novo.

    MateusHafaya
    Membro Novato
    # 28/abr/21 15:40
    · votar


    Existe um procedimento pra fazer isso, se você souber ler inglês procura no google "measure neck relief". Vai precisar de um capotraste e de uma régua, apenas.

    Acabei de fazer aqui. Botei o Capo na primeira casa, apertei com o dedo a ultima casa e medi a altura do traste na Oitava casa. E a base da corda fica bem acima do primeiro tracinho da regua, no caso 1 milimetro. Há essa folga que poderia ser menor. Tirei foto do meu violão, baseado nessa foto eu devo girar o tensor para direita correto?

    https://ibb.co/NFmtQVv

    Devo girar para direita (seta azul) para que o meio do braço do violão suba e diminua a altura das cordas?

    HortaRates
    Membro
    # 28/abr/21 16:05
    · votar


    MateusHafaya
    Todos os instrumentos que eu já tive, para apertar o tensor, basta girar no sentido horário, no sentido da seta azul.
    Tem mais de 1mm entre o traste da oitava casa e a corda? se for isso tá muito desregulado mesmo.

    ejames
    Membro Novato
    # 28/abr/21 16:09
    · votar


    MateusHafaya
    E a base da corda fica bem acima do primeiro tracinho da regua, no caso 1 milimetro
    Se você quer receber ajuda, precisa descrever as coisas com mais precisão. "Bem acima" de um milímetro é quanto? Dois, três, cinco, dez.... ?

    Já falei que não vou mais mexer no tensor
    Se o braço realmente estiver desregulado e você quiser resolver isso sozinho, você vai ter que mexer no tensor. Não é questão de deixar de te ajudar nem muito menos te atrapalhar (não entendo como meu comentário poderia ter lhe atrapalhado, mas enfim, me desculpe caso tenha soado rude), apenas botei em perspectiva como o barato pode sair caro.

    MateusHafaya
    Membro Novato
    # 28/abr/21 16:46
    · votar


    Tem mais de 1mm entre o traste da oitava casa e a corda? se for isso tá muito desregulado mesmo.

    Sim, a corda pega bem no primeiro tracinho da regua. E pelo que vi aqui o tensor ta no limite. Antes não tava tão duro quanto ta agora, acho que se eu forçar mais do que testei ele nem roda. Então deve ser algum problema de empeno do braço ou do corpo do violão(?) Caso de luthier, agora é correr atrás de emprego pra levar o meliante pra vê a doença dele kkkkkkk

    Mas obrigado pela ajuda de todos.

    HortaRates
    Membro
    # 28/abr/21 18:10
    · votar


    MateusHafaya
    Uma solução provisória seria trocar o encordoamento por um mais leve, tipo um .009. Eles têm uma tensão menor e pode ser que resolva o problema. Dá pra afinar o violão em Ré também com o encordoamento atual e ver se dá diferença.

    ejames
    Membro Novato
    # 28/abr/21 18:42
    · votar


    MateusHafaya
    Quais é o encordoamento que está nele?

    MateusHafaya
    Membro Novato
    # 28/abr/21 18:57
    · votar


    Quais é o encordoamento que está nele?


    O encordamento é 0.10, é um Tagima Dallas Mahogany. Eu vi que ele vêm de fábrica com 0.11, mas eu uso 0.10.

    Delson
    Veterano
    # 29/abr/21 10:13
    · votar


    Tensor não é um bicho de sete cabeças, como muitos luthiers tentam falar, pra assustar o cliente e fazê-lo levar o instrumento na oficina toda semana, MAAAAAAAASSSSSSSSSSSSSSSSSSSS não significa que não demande cuidado.

    O procedimento citado pelo HortaRates é o mais correto, na falta de um equipamento mais avançado. Aperta a primeira e a última casa, no meio da escala deve ter uma folga suficiente pra passar uma cartolina fina (dessas caixinhas de remédio), talvez até pouco menos. Isso assumindo que os trastes estejam alinhados.

    Mas a altura das cordas do instrumento deve ser analisada como um todo. Tensor não é pra regular altura de cordas, e sim pra compensar a força exercida por elas. Se seu violão estivesse na minha oficina eu analisaria rastilho, nut, escala, ponte, tensor e trastes.

    O tensor tem sim um final de curso, mas é bem provável que não tenha chegado nele. Pra isso acontecer sem que se tenha o resultado esperado, a construção do instrumento deve ter sido muito ruim. Quebrar o braço por causa de aperto de tensor eu nunca vi, mas não duvido. Com cada instrumento mal feito que a gente vê por aí isso é provável.

    LeandroP
    Moderador
    # 29/abr/21 16:55
    · votar


    Sim, o tensor tem um limite de aperto, como qualquer parafuso.

    DoisUm
    Membro Novato
    # 29/abr/21 23:15
    · votar


    MateusHafaya

    Não precisa esperar de um dia pro outro, o instrumento é de madeira, não de concreto armado. Meça a curvatura, anote, dê um quarto de volta, espere 20 minutos e meça de novo.


    Essa é uma dica bem relevante. Dá pra notar o efeito no braço até instantaneamente, dependendo de quanto você girar.
    Gire o tensor, afine, espere alguns minutos e observe qual foi o comportamento no braço, dificilmente causará qualquer dano no instrumento desta maneira.

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a O tensor tem um limite de aperto?