Arquivo de timbres do Grimc

    Autor Mensagem
    Grimc
    Veterano
    # 08/jun/22 22:16


    Ultimamente ando com vontade de só pegar a guitarra, fuçar bastante no equipamento, tirar um timbre que eu ache legal e gravar um riffzinho ou um lick rapido.

    Aí decidi postar aqui só pra postar em algum lugar. Meio que como um desafio pessoal meu também, de fazer alguma coisa pra me obrigar a tocar mais guitarra, se não eu desanimo.

    O primeiro foi essa distorção pra base que eu achei que ficou bem decente.



    LeandroP
    Moderador
    # 09/jun/22 08:40
    · votar


    Grimc

    Ficou animal!
    Dá pra vender muita Zoom 505 com essa demo rs
    Mandou bem pacas!

    Grimc
    Veterano
    # 09/jun/22 09:21 · Editado por: Grimc
    · votar


    Ficou animal!
    Dá pra vender muita Zoom 505 com essa demo rs
    Mandou bem pacas!


    Tem um IR no rolê que é responsavel por uns 80% do timbre, a distorção crua da Zoom é abelha total hauhau. É tipo os GT2 clones, em teoria ele é pra simular ampli e caixa, mas na prática é melhor tratar como um pedal de distorção ou preamp sem caixa mesmo, e jogar no loop de efeitos ou na frente de um amp, por exemplo (ou num IR)

    Eu tentei chegar mais ou menos perto dum som de Mark IV, achei parecido com o que eu tirei do Amplitube simulando esse mesmo ampli. Só pela brincadeira.

    BrotherCrow
    Membro Novato
    # 09/jun/22 11:40
    · votar


    Grimc
    Eu tenho uma Zoom 506 (que é a versão pra contrabaixo da 505). Por um bom tempo usei só por causa do compressor, equalizador e do chorus. Um dia percebi que ela roubava sinal demais! A 505 tem esse problema também?

    Adoro pedaleira velha. Boss ME-6 for life! Sobre teu timbre, nada a acrescentar, ficou foda. Qual IR você usou?

    Sobre usar como preamp, comprei um desses amp heads baratinhos da Hotone (no meu caso o Vulcan Five-O) exclusivamente pra essa finalidade: nunca uso o pré deles, só ligo distorções e preamps diversos direto no power, e daí pra caixa ou pro IR.

    Grimc
    Veterano
    # 09/jun/22 12:30 · Editado por: Grimc
    · votar


    Um dia percebi que ela roubava sinal demais! A 505 tem esse problema também?
    Sim.

    Qual IR você usou?
    Nesse em especifico usei o do amplitube mesmo, simulando um gabinete Mesa 4x12 com um sm57, um tlm87 e um pouco de room.

    Essa outra gravação foi 100% amplitube, em estereo, com o mesmo sinal de DI de antes (a brincadeira com a zoom foi um "reamp"), dessa vez simulando um mark iv no lado direito e um mark iii do lado esquerdo, e com a minha função favorita do reaper, botei uns 15 ms de offset entre os 2 canais pra dar um efeito meio de double track (porque o riff foi improvisado e eu fiquei com preguiça de tentar imitar o que eu fiz de novo). Tentei deixar o video mais informativo dessa vez, com screenshots das configurações do ampli no amplitube (ambos empurrados com um tube screamer na classica configuração zero drive full volume). Em termos de sonoridade, gosto mais dos plugins da Neural DSP do que do amplitube, mas o amplitube é mais divertido de fuçar por ter todos os controles do ampli original :p

    Infelizmente, fiz cagada na hora de mixar e acabou clipando um pouco, mas acho que da pra ter uma noção boa.



    _JCM_
    Veterano
    # 09/jun/22 17:48
    · votar


    Grimc

    Aí decidi postar aqui só pra postar em algum lugar. Meio que como um desafio pessoal meu também, de fazer alguma coisa pra me obrigar a tocar mais guitarra, se não eu desanimo.

    Boa tarde irmão! to fazendo algo parecido... logico que não tenho a tua técnica, mas te confesso que tem sido bem legar gravar toda a semana. Não levo como obrigação de postar algo, mas como um estudo mesmo.. de timbrar, montar um solo que me soe bem.

    To postando também toda a semana aqui.

    Parabéns pela iniciativa! timbre ta matador.

    Grimc
    Veterano
    # 09/jun/22 18:40
    · votar



    Boa tarde irmão! to fazendo algo parecido... logico que não tenho a tua técnica, mas te confesso que tem sido bem legar gravar toda a semana. Não levo como obrigação de postar algo, mas como um estudo mesmo.. de timbrar, montar um solo que me soe bem.

    To postando também toda a semana aqui.

    Parabéns pela iniciativa! timbre ta matador.


    Vou dar uma conferida! Digo "me obrigar" mais como figura de linguagem mesmo, diria que é mais um incentivo.

    Valeu pelo apoio!

    LeandroP
    Moderador
    # 09/jun/22 19:04
    · votar


    Grimc

    Ah, agora eu entendi o show rs

    Eu também considero apenas o efeito como um pedal de drive ou distorção.

    Certa vez eu tive que fazer um som com a tão falada Zoom 505, que era horrível etc e tal. Enfim, fiz 3 pressets (um levemente crunshado, um drive e outro drive mais venenoso com delay. O segredo é usar o mínimo de recursos possíveis em um presset, e deixar o input da guitarra o mais alto possível. Essa é a pedaleira que ensina na prática o significado de "menos é mais" rs Mas, você conseguiu um puta som mesmo usando IR de caixa.

    _JCM_
    Veterano
    # 10/jun/22 08:55
    · votar


    Grimc

    Show! é isto ai! a gente não pode deixar morrer a vontade de tocar! kkkk

    Mauricio Luiz Bertola
    Veterano
    # 10/jun/22 20:20
    · votar


    LeandroP
    Concordo inteiramente com você. O segredo de usar a 505 é nunca exagerar nos efeitos (usá-los leves), e nunca fazer um preset com mais de 2 efeitos. Toquei com um cara que usava a Zoom 508 (delays), com pedais de drive, distorção, fuzz e booster, e ficava muito bom!
    Abç

    Grimc
    Veterano
    # 10/jun/22 23:47
    · votar


    Concordo inteiramente com você. O segredo de usar a 505 é nunca exagerar nos efeitos (usá-los leves), e nunca fazer um preset com mais de 2 efeitos. Toquei com um cara que usava a Zoom 508 (delays), com pedais de drive, distorção, fuzz e booster, e ficava muito bom!
    Abç


    Acho que a grande limitação da zoom como multiefeitos (da zoom e de varias outras pedaleirinhas dessa época, tipo a RP 50 da digitech), é que você não tem muito controle sobre a cadeia de sinal, você tem que usar as coisas numa ordem pre definida, e os efeitos não tem muitos parâmetros. Acaba não valendo muito a pena explorar tanto com efeitos simultâneos. As modulações por exemplo, ficam todas depois do ampli, o que as vezes não é o que você quer (pra fazer um som tipo van halen, por exemplo, o legal é colocar o phaser antes da distorção, a zoom não deixa você fazer isso, também as vezes gosto de colocar um chorus modesto antes do drive pra dar uma enchida no som, tipo o Alex Lifeson e o Petrucci fazem, a zoom também não deixa).

    No fim das contas, é melhor deixar os efeitos pra patches limpos, e usar no maximo um delayzinho se for fazer um patch de lead.

    Paulo Heineken
    Veterano
    # 11/jun/22 01:01
    · votar


    Oi...não sei se vc sabe, mas eu sou fã de mesa boogie...é meio que segredo isso, ngn sabe...mas vamos lá

    sobre seu timbre, preciso pontuar algumas coisas que notei qnd vc tocou e que me incomodou um pouco

    tá animal pra carai...e isso me incomoda, pq agora deu vontade de tocar e to com preguiça de tirar a guitarra do case....pqp!!!!

    vc me paga!!!

    Grimc
    Veterano
    # 11/jun/22 11:42 · Editado por: Grimc
    · votar


    Oi...não sei se vc sabe, mas eu sou fã de mesa boogie...é meio que segredo isso, ngn sabe...mas vamos lá

    sobre seu timbre, preciso pontuar algumas coisas que notei qnd vc tocou e que me incomodou um pouco

    tá animal pra carai...e isso me incomoda, pq agora deu vontade de tocar e to com preguiça de tirar a guitarra do case....pqp!!!!

    vc me paga!!!


    Caralho, que elogio. Valeu mesmo. Sou fã de mesa boogie desde que cresci ouvindo metallica, dream theater, etc, principalmente porque me identifico muito com o jeito de ser do Randall Smith, sempre fuçando e experimentando e "nerdalhando" com os amplis dele, mas nunca tive um. Pelo menos com a tecnologia hoje em dia da pra matar um pouco a vontade com esses plugins.

    O que eu adorei no amplitube é que os controles parecem ser bem fiéis ao ampli real, tanto que eu puxei o manual do Mark IV pra entender o que eles fazem (porque esses amplis são meio diferentões, como você deve saber)

    mgustavo72
    Membro Novato
    # 11/jun/22 16:13
    · votar


    Legais os vídeos do Grimc!

    Peguei uma Zoom 505 a uns 2 anos, fazendo rolo com um pedal Chorus da Fuhrmann. Na verdade foi minha primeira pedaleira, mas é bem o que o pessoal falou sobre configurar os efeitos.
    Também alguns presets de fábrica são bacanas, como aqueles de oitavas (lembra um pouco jazz rock, como Chic Corea Elektric Band).

    Infelizmente estou tentando vender por estar precisando de grana! Decidi isso porque peguei uma pedaleira Behringer V-amp II como forma de pagamento. Sinto que essa tem mais a ver no momento.

    Grimc
    Veterano
    # 11/jun/22 16:37
    · votar


    Infelizmente estou tentando vender por estar precisando de grana! Decidi isso porque peguei uma pedaleira Behringer V-amp II como forma de pagamento. Sinto que essa tem mais a ver no momento.

    Ah a V-Amp II é objetivamente melhor em timbre e funções, apesar de que tem uma coisa que eu acho que a Zoom tem superioridade, que é a construção do pedal em si. Apesar de ser de plastico e tal, é um pedal dos anos 90 que eu nunca vi estragar (exceto coisa tipo quebrar botões ou coisa do tipo por cavalice do usuário mesmo), é made in Japan. Os produtos da Behringer já costumam ser menos confiáveis em durablidade, apesar de terem um custo benefício ótimo.

    Grimc
    Veterano
    # 11/jun/22 18:19 · Editado por: Grimc
    · votar


    Esse foi o que eu fiquei menos satisfeito até agora, timbre pra leads, porque é totalmente fora da minha zona de conforto mesmo. Não sou muito de solar, fico muito mais focado em riffs e tal, então ainda não manjo muito de timbrar pra lead. Usei o plugin do John Petrucci dessa vez, gostei da quantidade de efeitos que tem, mas pra mim o melhor plugin da Neural DSP continua sendo o Fortin Nameless.



    (Edit, parando pra ouvir, clipou na mix denovo. Vou mixar denovo e já reposto o vídeo).

    Grimc
    Veterano
    # 12/jun/22 19:42
    · votar


    Mais um timbre, dessa vez um clean. Também no plugin do Petrucci. Quem jogou Diablo 1 ou 2 vai sacar de onde eu me inspirei.



    Grimc
    Veterano
    # 15/jun/22 11:50
    · votar


    Dessa vez mais um drivezão, testando a função de transpose do plugin do john petrucci, e também o melhor plugin gratuito que eu já vi na vida, o DrDrive da Audiority (simula mais ou menos um horizon devices precision drive que é meu pedal de overdrive favorito)



    Cloudkicker
    Veterano
    # 17/jun/22 18:29
    · votar


    Muito bom, rapaz, muito bom mesmo!

    Se aceitar, queria deixar uma sugestão pra um dos próximos vídeos: tentar algo próximo de Orange Rockerverb (MKIII, se possível) de 100w com algum IR de gabinete Orange, também.

    Grimc
    Veterano
    # ontem às 14:03 · Editado por: Grimc
    · votar


    Cloudkicker
    Se aceitar, queria deixar uma sugestão pra um dos próximos vídeos: tentar algo próximo de Orange Rockerverb (MKIII, se possível) de 100w com algum IR de gabinete Orange, também.

    Então, pra ser bem sincero, eu não entendo ABSOLUTAMENTE NADA de Orange. O único que eu tive a oportunidade de tocar foi o Dark Terror (puta amplizinho nervoso, por sinal), então sem o conhecimento do ampli de referência eu não sei exatamente como ele deveria soar. Esse ampli em especifico também não ta nos oranges que eu tenho no Amplitube 5, mas tenho o Rockverb 50 mkII. O que eu posso fazer, é usar esse amp e alguma caixa da Orange, e tentar tirar um som que eu goste, mas sem muito compromisso com soar parecido com o ampli real pq eu realmente não tenho esse parâmetro

    Os Mesa Boogie eu já tenho uma noção melhor de como é pra soar porque é um timbre bastante presente nos albuns que eu escuto, por isso foi o primeiro que eu tentei.

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Arquivo de timbres do Grimc