Caixa FRFR x Caixa Ativa x Amplificador para uso com Pedaleira (IR)

    Autor Mensagem
    ticbs
    Membro Novato
    # 17/mar/21 20:18 · Editado por: ticbs


    Caros, boa noite.

    Encontrei alguns tópicos sobre o assunto, porém muito antigos, então gostaria de levantar esse assunto que costuma ter bastante discussão na gringa, mas que não vejo muito por aqui.

    Estou com uma pedaleira Hotone Ampero e gosto muito do timbre dela nos meus monitores pequenos (Edifier) e no fone de ouvido, porém ao ligar no meu amplificador valvulado (Acedo Audio 276) não tenho um resultado tão legal, pois acho que a graça de uma pedaleira é poder simular caixas e microfones diferentes, que modificam completamente o timbre. Ao ligar no amp, perco a variedade de sons que eu tenho simulando as caixas, mas consigo tirar um som decente desligando a simulação de cab. Queria perguntar aqui para quem usa pedaleiras no que gostam de ligá-la e de que forma.

    Quando eu uso o amplificado valvulado, eu ligo no input dele (não tem FX loop), zero o ganho do pré-amplificador e ajusto os agudos, porém parece que não importa a simulação de pré que eu escolha, o som não dá uma diferença muito grande - acredito que pelo voicing do falante que acaba colorindo o meu som e deixando tudo meio parecido. Quando conecto no fone de ouvido ou nos pequeno par de monitores que eu tenho, o som é bem legal. Eu gostaria de reproduzir o mesmo som que obtenho mas em uma caixa com falantes maiores como em um ampli ou uma caixa ativa.

    Para essa aplicação, o que seria melhor? Um gabinete rox stage FRFR, uma caixa ativa ou um outro valvulado com loop de efeitos no estilo do Pedrone Super Clean?


    edit: peço a gentileza de que este tópico seja deletado, pois eu abrir ele no de amplificadores.

    Rei Arthur Pendragon
    Veterano
    # 19/mar/21 11:59
    · votar


    Eu usei muitos anos uma POD HD500x. Avaliando agora, creio que tenha obtido os melhores resultados de duas formas: 1) no Loop de amplificadores transistorados que tinham bons falantes 2) direto na mesa com BONS PAs. PA ruim sempre dava resultado ruim.

    Pela minha experiência, amplificadores com sistema 2x12 rendiam melhores resultados que os de 1x12, por causa da maior reprodução de graves. Muitas simulações a gente usa 2x12 ou aquela parede marshall com 4x12, e isso soava pequeno e magro num ampli 1x12. O melhor som que eu já tirei na vida com pedaleira foi indo no loop de um Valvestate 2x12 100w.

    Amplificadores valvulados geralmente encrencavam um pouco com o som original, dependendo muito tb do volume usado. Mas eu realmente conseguia resultados mais próximos da programação original com esses sistemas mais neutros. Não que eu não conseguisse um bom som de outras formas, mas geralmente tinha que mexer bastante pra tirar um som bom. Além disto, esse não seria exatamente muito próximo da programação que feita em casa - ou seja: tinha que abrir a um pouco a cabeça para pensar em um novo som em vez de ficar buscando o match do som original). Mas pude obter resultados excelentes quando tive tempo pra mexer em soundcheck.

    Nunca testei as caixas FRFR da Rox, mas parecem vir com bons falantes. Pode ser uma boa solução. As caixas da line 6 também são excelentes para esse fim. Acho que o nome é Headrush. Nunca usei, mas é bem elogiado. Quanto à caixas ativas eu já toquei em algumas que tinham um puta som, mas não consigo lembrar os modelos para recomendar. Procure um sistema que tenha capacidade de reproduzir bem os graves, pois aqui se aplica o mesmo que foi falado acima sobre os amps 2x12.

    HortaRates
    Membro
    # 19/mar/21 13:44
    · votar


    ticbs
    Pode ser uma bobeira que provavelmente você já ajustou, mas vou falar assim mesmo: É muito importante desligar a simulação de alto falantes da pedaleira antes de ligar no amplificador de guitarra. Simulação da pedaleira + falante de guitarra mesmo fica um som bem fechado, grave, sem definição, esquisito.

    Por outro lado, quando utilizando fones ou caixas que não têm alto-falantes próprios pra guitarra, tem que deixar a simulação da pedaleira ligada pra obter um bom resultado.

    ticbs
    Membro Novato
    # 20/mar/21 22:32
    · votar


    Eu usei muitos anos uma POD HD500x. Avaliando agora, creio que tenha obtido os melhores resultados de duas formas: 1) no Loop de amplificadores transistorados que tinham bons falantes 2) direto na mesa com BONS PAs. PA ruim sempre dava resultado ruim.

    Pela minha experiência, amplificadores com sistema 2x12 rendiam melhores resultados que os de 1x12, por causa da maior reprodução de graves. Muitas simulações a gente usa 2x12 ou aquela parede marshall com 4x12, e isso soava pequeno e magro num ampli 1x12. O melhor som que eu já tirei na vida com pedaleira foi indo no loop de um Valvestate 2x12 100w.


    Eu adorei o seu feedback. É bem completo e me deu uma outra ótica sobre essa questão. Eu vejo que lá fora, a maior parte dos FRFR são 1x12 ou 2x12 talvez pelo mesmo motivo que você tenha mencionado, os falantes de 12 devem ter melhor resposta com a simulação. Porém, na ROX os dois projetos de FRFR usam caixas 2x6 e 4x6. Dizem eles que testaram todas as outras combinações, mas que gostaram mais dessas. Mesmo sabendo que talvez não seja tão sensacional quanto um 2x12, decidi encomendar o 2x6 para ver o quão bom é o bixinho já que portabilidade era um dos meus requisitos mais importantes - moro em apto e quero poder carregar ele facilmente para a casa dos meus pais.

    ticbs
    Membro Novato
    # 20/mar/21 22:34
    · votar


    Pode ser uma bobeira que provavelmente você já ajustou, mas vou falar assim mesmo: É muito importante desligar a simulação de alto falantes da pedaleira antes de ligar no amplificador de guitarra. Simulação da pedaleira + falante de guitarra mesmo fica um som bem fechado, grave, sem definição, esquisito.

    Por outro lado, quando utilizando fones ou caixas que não têm alto-falantes próprios pra guitarra, tem que deixar a simulação da pedaleira ligada pra obter um bom resultado.


    Eu tiro um timbre legal com pedaleira + valvulado direto no input do meu ampli com a simulação de caixa desligada, como você falou. Porém, sinto falta de poder emular caixas diferentes. Não vejo tanta graça usar a pedaleira e só poder mudar o pré-ampli, honestamente nem sinto tanta diferença entre os modelos de pré-ampli. Agora, quando eu ligo as simulações e os IRs é outra história, parece que da pra tocar absolutamente tudo e tirar todo tipo de som, do crunch valvulado até o metal moderno.

    Rei Arthur Pendragon
    Veterano
    # 22/mar/21 11:02
    · votar


    ticbs
    Na verdade, caso sejam projetadas corretamente, as caixas ativas com essa configuração terão ainda mais capacidade de reprodução dos graves. Elas apenas não darão a mesma pressão sonora/sensação de tocar de frente pra um amp de guitarra. Vai ser a mesma sensação de se ouvir em caixas de retorno.

    Sistemas FRFR geralmente respondem bem entre 50Hz a 18KHz. Falantes de guitarra entre 75Hz a 5/6Khz. Sendo assim, as FRFR e sistemas de PA terão mais fidelidade na reprodução da sonoridade que foi programada originalmente com fones/monitores.

    Nesta seção do meu post que você destacou eu estava me referindo apenas ao setup pedaleira/loop do amplificador de guitarra. Amps 2x12 funcionavam melhor q os 1x12. As caixas ativas e FRFR são outra história.

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Caixa FRFR x Caixa Ativa x Amplificador para uso com Pedaleira (IR)