Jimmy Page explica como aprendeu a tocar guitarra

Autor Mensagem
Beto Guitar Player
Veterano
# 22/fev/18 09:26 · Editado por: Beto Guitar Player


Segundo ele próprio, aprendeu tudo que sabe em um livro como autodidata.
Seria isso possível?

Fonte.

NeoRamza
Veterano
# 22/fev/18 10:48
· votar


Seria isso possível?

Sim

Lelo Mig
Membro
# 22/fev/18 10:54
· votar


Beto Guitar Player

Um monte de gente aprendeu assim, ou parecido, inclusive só ouvindo.

É a realidade de 80% dos guitarristas do anos 70 pra trás, quase ninguém tem algum tipo de estudo formal.

De genios como Jimi Hendrix a ze ruelas, como eu, iniciamos todos de ouvido e posteriormente autodidatas por livros e observação.

Beto Guitar Player
Veterano
# 22/fev/18 11:12
· votar


Lelo Mig

Então, eu nunca fiz aulas (na verdade até comecei a fazer por um ou dois meses), mas o pouco que sei, praticamente aprendi sozinho.
De qualquer maneira, estamos falando de Jimmy Page. O cara é um gênio.
É difícil pensar que caras como ele tenha aprendido tudo o que sabe, sozinho.

Falando por mim, um simples mortal, sinto que estagnei. Acho que não progredi mais, mas talvez seja só preguiça mesmo.
Hoje em dia as coisas estão muito fáceis, antigamente a gente tinha que grudar a caixa de som na orelha e tentar tirar as músicas na raça.

JJJ
Veterano
# 22/fev/18 11:30
· votar


Lelo Mig

A gente fala, fala... e ninguém acredita... kkkkkkkkkkkkk

Ordinaire
Membro Novato
# 22/fev/18 12:18
· votar


É por isso que as lendas são lendas. Mas não acho impressionante, pois não só o Jimmy Page, mas todos esses caras que fizeram algo relevante realmente se doaram para a música.
Sinceramente, acho que alguém que não bater no peito e decidir que é para isso que quer viver e vai fazê-lo sem garantia de porra nenhuma, com o risco de acabar sem nada, dificilmente vai fazer algo grande seja na música ou em outras áreas. O que escutamos nas músicas que marcaram gerações e hoje são clássicos não são meras composições, nesses trabalhos é audível a obstinação de pessoas que apostaram a própria vida naquilo que acreditavam.
De certa forma, é melhor morrer no ostracismo perseguindo os sonhos do que ter uma longa vida de conformismo e "estabilidade" a troco de baixo risco.

Lelo Mig
Membro
# 22/fev/18 12:28
· votar


Beto Guitar Player

Cara... Não é diferente. Page é o tipico guitar hero dos 70... Ele é muito criativo, muito bom compositor, otimo harmonista (trabalha muito bem os acordes e sonoridades e etc...).

Em compensação, tecnicamente é bastante limitado, nitidamente é indisciplinado e não segue uma rotina de exercicios e treinos, ao vivo alterna momentos magistrais com momentos vergonhosos, com passagens sublimes e erros grotescos... Coisa que você nunca verá um guitarrista da safra de estudiosos dos 90 pra frente fazer... Estes não erram.

Eu prefiro essa forma intuitiva dos guitarristas dos 70, porque acho que os momentos criativos compensam todas as falhas técnicas. Mas, convenhamos, já ouvi Page fazer cada merda ao vivo... De doer.

São universos diferentes, mundos diferentes. Estes caras eram pobres, nasceram no pós guerra, em bairros demolidos por bombardeios. Começaram com um violão velho, muito amor em fazer música e necessidade de imaginar uma vida diferente da que viam seus pais levando. Você lê biografia dos idolos dos 70 e se impressiona de como são parecidas as histórias.

De resto, talento, ouvido, dedicação, disciplina, facilidade motora, até mesmo a genética... Tudo isso vai influir na construção do músico e em suas particularidades.


JJJ

Pois é..... A maioria não consegue imaginar como é tirar um som ouvindo um vinil e sem absolutamente nenhuma referência visual.

JulianoF.
Membro Novato
# 22/fev/18 14:26
· votar


Lelo Mig
E não tinha repeat. Quando começaram a surgir os primeiros aparelhos de cd, um amigo me mostrou 2 recursos que na época falei: "pronto, agora qualquer um tira música de ouvido".
Repeat e Repeat A-B (poder ficar ouvindo um trecho da música em loop? sem rebobinar a fita ou reposicionar a agulha? é coisa do demônio).

JJJ
Veterano
# 22/fev/18 14:33 · Editado por: JJJ
· votar


Lelo Mig
Pois é..... A maioria não consegue imaginar como é tirar um som ouvindo um vinil e sem absolutamente nenhuma referência visual.

Tinha as revistinhas também, né?... Mas muitas vezes com erros, tanto de cifras como de letras.

O jeito de começar, lendo algum livrinho (nem sempre específico de guitarra), era super comum. Eu comecei assim também, tipo o Page falou - só não foi o mesmo livro.

Eu usei alguma publicação do Paulinho Nogueira como pontapé inicial, se não me engano.

Lelo Mig
Membro
# 22/fev/18 14:51
· votar


JJJ

"Tinha as revistinhas também..."

Ajudavam... Com a base. Mas, no meu tempo, eram só cifras, não haviam tablaturas (eu nem conhecia), então, os riffs, licks e etc... Tinham de ser na orelha mesmo.

Uma música como Black Dog ou Burn, vinham com umas cifras escrotas como base pro vocal e soava nada a ver com o "vinilzão"....rs.

Eu tive um bom aprendizado assim, porque sempre fui muito preguiçoso para estudar, mas eu adorava tirar musica, então, acabava de certa forma "estudando" desse jeito.

xmarhunterx
Membro Novato
# 22/fev/18 15:04 · Editado por: xmarhunterx
· votar


Post duplo

xmarhunterx
Membro Novato
# 22/fev/18 15:04
· votar


Lelo Mig
Na sua época não tinha partitura não?

Beto Guitar Player
Veterano
# 22/fev/18 15:29
· votar


Mas, no meu tempo, eram só cifras, não haviam tablaturas

Lelo Mig


Usei muita tablatura na vida, mas como as cifras, tinha muita coisa errada...
Eu tentava comprar as "Guitar Player" da vida, mas às vezes vinha uma música transcrita só, isso quando tinha alguma música. Gostava também da "Cover Guitarra", sempre tinha mais músicas transcritas...

MMJr
Veterano
# 22/fev/18 15:54 · Editado por: MMJr
· votar




>
>
>
>



Lelo Mig
Membro
# 22/fev/18 16:00
· votar


xmarhunterx

"Na sua época não tinha partitura não?"

Ainda não, eu nasci por volta do século V......kkkkkkkkk

Claro que existiam, mas eu não sabia ler.

Sou músico de ouvido, aprendi sozinho, ouvindo, sem ver ninguém tocar.

Depois, com revistinhas e amigos, fui aprendendo a montar os acordes de forma correta (a maioria eu montava diferente) e fui aprendendo o nome dos acordes.

Assim, com revistas, livros e amigos me tornei autodidata. Partitura, só depois, aprendi sozinho também, mas muito pouco. Sou capaz de identificar as notas, nada além disso. Sou incapaz de tocar uma música a primeira vista ou as cegas (sem saber qual é a canção) e quem não faz isso não pode dizer que lê partitura.

De qualquer forma, acesso a partituras de rock na minha adolescência, só através de songbooks importados caríssimos e sob o alto risco de ter uma notação da melodia vocal e base harmonica, o que não lhe ajudaria muito com relação a guitarra.

Felipe Stathopoulos
Membro Novato
# 22/fev/18 16:13
· votar


xmarhunterx

Ter, tinha. Mas como disse o Lelo Mig, a maioria não sabia ler partitura, que de mais a mais eram caríssimas (pra mim, que tinha 15 anos e ganhava salário mínimo) porque eram importadas e, mesmo que vc tivesse a grana, muito difíceis de achar.

Quando eu descobri o que era tablatura já tocava há uns 2 anos. De contrabaixo era impossível de achar.

Ou seja: era tudo no método "oreia" mesmo...

makumbator
Veterano
# 22/fev/18 16:42
· votar


Pensei que ele ia dizer que aprendeu a tocar guitarra plagiando outras bandas...hahsahsah!

Brincadeirinha pessoal (mas com um pinguinho de verdade).

metal_ofender
Membro Novato
# 22/fev/18 16:47
· votar


Acho que o que mais ajudou ele foi ser um músico de estúdio.

E antigamente a galera que gostava de música era mais unida também, se você anda com músico vc aprende muito mais,

JJJ
Veterano
# 22/fev/18 16:57
· votar


metal_ofender
E antigamente a galera que gostava de música era mais unida também, se você anda com músico vc aprende muito mais,

Matou a pau, cara... é isso mesmo. As dicas rolavam entre a galera, todo mundo se ajudava.

Mauricio Luiz Bertola
Veterano
# 22/fev/18 18:33
· votar


JJJ
Matou a pau, cara... é isso mesmo. As dicas rolavam entre a galera, todo mundo se ajudava.
Cuidado... Vão dizer que você é "comunista"!!!!
Kkkkkkkkkkkk

tomcykman
Veterano
# 22/fev/18 18:44 · Editado por: tomcykman
· votar


eu não acredito em autodidatismo não kkkk se aprendeu ouvindo vinil então aprendeu com outras pessoas ué.. mó romantismo ficar achando que dá pra se aprender algo sozinho, as pessoas sempre dependem das outras! mais ainda, geralmente quem aprende ouvindo boas referências do que já foi feito vai soar melhor do que quem aprende sem ouvir os outros

makumbator
Veterano
# 22/fev/18 19:10
· votar


tomcykman
eu não acredito em autodidatismo não kkkk se aprendeu ouvindo vinil então aprendeu com outras pessoas ué.. mó romantismo ficar achando que dá pra se aprender algo sozinho

Concordo contigo. É que fica mais heroico e incrível parecer que a genialidade surgiu do nada. O cara pode não ter se matriculado em escola de música ou ter tido aulas formais, mas se ele praticou seriamente, estudou o estilo de outros, fez anos de audição analítica de música, consultou revistas e livros sobre música e trocou informações com outros músicos, é claro que não seria um autodidata realmente "puro" (se é que isso existe).

Lelo Mig
Membro
# 22/fev/18 19:51 · Editado por: Lelo Mig
· votar


tomcykman
makumbator

Concordo... Uso o termo autodidata por costume, e não porque ache "heroico ou romântico".

E, sempre friso e deixo claro, os pontos negativos e consequências de não aprender algumas tecnicas corretamente desde cedo.

Muitas coisas que digo aqui, por fazer parte de uma minoria com mais de 50 anos no FCC, é "como eram feitas pela maioria da época"... O que é diferente de dizer: era melhor ou éramos melhores.

Que fique claro!

Beto Guitar Player
Veterano
# 22/fev/18 20:08
· votar


Autodidata não se refere ao sujeito que aprende sem nenhum tipo de auxílio externo, até mesmo porque isso não existe, se refere ao sujeito que aprendeu sem um professor ou mentor.

Até mesmo pra "aprender" a respirar, precisamos de um tapa na bunda do médico quando nascemos.

Isso não tira o mérito do Jimmy Page que estudou um método de ensino sem o auxílio presencial de outra pessoa.

makumbator
Veterano
# 22/fev/18 20:13 · Editado por: makumbator
· votar


Beto Guitar Player
Até mesmo pra "aprender" a respirar, precisamos de um tapa na bunda do médico quando nascemos.


Na verdade não precisa do tapa pra isso. É um processo involuntário. Médicos fazem isso pois curtem um sadismo infantil.

sem o auxílio presencial de outra pessoa.

Ficaria melhor dizer sem o auxílio formal e constante de outra pessoa. Auxílio presencial de outras pessoas com certeza existiu.

Além do que, aquelas músicas não se plagiavam sozinhas! Heheh!

Beto Guitar Player
Veterano
# 22/fev/18 20:16
· votar


Na verdade não precisa do tapa pra isso. É um processo involuntário. Médicos fazem isso pois curtem um sadismo infantil.

Kkkkkkkkkkk, já coloquei "aprender" entre aspas porque esperava alguma resposta assim...

Além do que, aquelas músicas não se plagiavam sozinhas! Heheh!


Vou nem comentar sobre isso, kkkkkkkkkk.

Felipe Stathopoulos
Membro Novato
# 23/fev/18 08:28
· votar


Mauricio Luiz Bertola

"Matou a pau, cara... é isso mesmo. As dicas rolavam entre a galera, todo mundo se ajudava."

"Cuidado... Vão dizer que você é "comunista"!!!!
Kkkkkkkkkkkk"


Nada a ver sua colocação hein Maurício? Polemizando à tôa man? Até porque se tem uma coisa que comunismo NÃO faz é ajudar alguém (tirando os pertencentes à camarilha governante)...

JJJ
Veterano
# 23/fev/18 08:44
· votar


Mauricio Luiz Bertola
Cuidado... Vão dizer que você é "comunista"!!!!

Hoje em dia, se você falar "X", vão dizer que você, necessariamente, é "anti-Y"... e se falar "Y", necessariamente é "anti-X". Bom-senso, raciocínio, caminho-do-meio, terceira-via, tudo isso foi pro saco. É uma era de extremos (e os extremos costumam dar merda...)

tomcykman
makumbator
Lelo Mig

É bem isso que o Beto Guitar Player falou. O termo se refere, no sentido lato, mais à falta de educação formal (aka professor). Claro que, se jogar o bebê na ilha deserta com uma guitarra, dificilmente vai sair alguma coisa. Se sair, aí sim, seria um autêntico auto-didata!

boblau
Veterano
# 23/fev/18 09:12
· votar


JulianoF.

sem rebobinar a fita ou reposicionar a agulha?

Cara, as função mais importante de um K7 era o Pause.... com ele dava para escutar a última nota sem o "estouro" do Stop.

Comprei na Sta Efigênia (ou Ifigênia, como quiserem), um gravador de rolo Akai porque com ele eu conseguia voltar a fita literalmente "na mão".... para escutar "aquela" maldita nota 20 vezes e cada vez ela parecia diferente...

O gravador de rolo era usado para tirar músicas em casa e como delay analógico "on stage", e ainda tinha um som dapoha ....hahaha

Beto Guitar Player
Veterano
# 23/fev/18 12:39
· votar


Cara, as função mais importante de um K7 era o Pause.... com ele dava para escutar a última nota sem o "estouro" do Stop.

Sem contar aqueles "duplo deck" que dava pra gravar de uma fita para outra. Como já ouvi dizerem aqui no FCC, esse era download dos anos 90.

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Jimmy Page explica como aprendeu a tocar guitarra