Solos estranhos do Blackmoore

    Autor Mensagem
    rhoadsvsvai
    Veterano
    # 23/dez/17 19:47 · Editado por: rhoadsvsvai


    Banda autoral é uma coisa legal e autentica... o problema, principalmente se a ideia for produzir tudo em equipe, é que demora demais pra caminhar, além disso, principalmente o pessoal que vive de musica, muitas vezes cancela o ensaio autoral por conta de alguma gig de casamento etc.....

    Como a minha banda ta caminhando devagar, e estou com muita vontade de tocar por ai, comecei a tirar algumas musicas do deep purple, na esperança de em alguns meses montar uma banda cover ( prefiro ter o repertorio nos dedos antes de montar a banda, porque eu demoro muito pra tirar e memorizar musicas e acabo atrasando a banda inteira).

    percebo que apesar de dizerem que todos os solos do blackmoore são improvisos, alguns solos são bem estilo história, bem faceis de entender, apesar de requerem algum estudo pra tocar, os solos mais classicos, smoke on the water, highway star são nessa linha..


    Porém estou tendo dificuldades com outros solos.... solos que parecem ser mais improvisados, tem tablaturas geralmente erradas ou no minimo imperfeitas, e que são confusos demais pra tirar de ouvido, dificil de entender o que ta acontecendo. Alguns exemplos:



    alguma dica de como lidar com solos assim em um contexto de banda cover?

    ejames
    Membro Novato
    # 23/dez/17 19:55
    · votar


    alguma dica de como lidar com solos assim em um contexto de banda cover?

    Talvez não seja a resposta que você queira, mas eu simplesmente improvisaria.

    Mauricio Luiz Bertola
    Veterano
    # 23/dez/17 20:47
    · votar


    rhoadsvsvai
    Improvise...
    Nada mais.
    Abç

    Lelo Mig
    Membro
    # 23/dez/17 21:28 · Editado por: Lelo Mig
    · votar


    rhoadsvsvai

    "apesar de dizerem que todos os solos do blackmoore são improvisos"

    Não sei de onde tiraram isso. Muito pelo contrário, quase todo solo do Blackmore é "assoviavel", ou seja possui uma melodia própria, construída, começo, meio e fim.

    Eles "nascem" geralmente de uma forma característica e particular do Blackmore improvisar, mas tomam forma, são compostos, ordenados logicamente e a espinha dorsal é mantida.... Mesmo quando ele improvisa ao vivo, os solos são identificáveis.

    Quem acompanha o trabalho dele, ouviu os outtakes, até chegar ao solo final, sabe que se existe um cara no rock que criou seus solos note by note, este alguém é o Blackmore.

    "alguma dica de como lidar com solos assim em um contexto de banda cover?"

    Conforme voce for tirando os solos dele, vai se habituar com uma linguagem propria dele. A forma como usa alavanca, seu vibrato característico, sua forma de fazer os ligados.... Ele gosta de fazer barulho também.

    Ai é só improvisar usando a mesma linguagem dele.

    rhoadsvsvai
    Veterano
    # 23/dez/17 23:26
    · votar


    Lelo Mig
    Mauricio Luiz Bertola
    ejames
    Vocês não acham que em uma banda cover fica "chato" improvisar? passa uma impressão de que não se garante ou de que não estudou a musica? meu medo é passar essa imagem... quer dizer, eu sei que ao vivo o blackmore improvisava todos os solos, mas da perspectiva dele é uma banda autoral né.

    NeoRamza
    Veterano
    # 23/dez/17 23:57 · Editado por: NeoRamza
    · votar


    rhoadsvsvai
    Vocês não acham que em uma banda cover fica "chato" improvisar?

    Eu acho. Se não puder fazer o solo nota por nota, tudo bem, não faça. Mas mantenha-o bastante semelhante.

    Mauricio Luiz Bertola
    Veterano
    # 23/dez/17 23:59
    · votar


    rhoadsvsvai
    Vocês não acham que em uma banda cover fica "chato" improvisar?
    Isso não existe.
    Abç

    Lelo Mig
    Membro
    # 24/dez/17 01:23 · Editado por: Lelo Mig
    · votar


    rhoadsvsvai

    "Vocês não acham que em uma banda cover fica "chato" improvisar"

    Não acho que precise tocar 100% igual o tempo todo. Mas, alguns solos dele são muito marcantes, se mudar o solo descaracteriza a música e dá a impressão que voce não sabe/consegue fazer.

    Não consigo imaginar Burn, por exemplo, com outro solo.

    rhoadsvsvai
    Veterano
    # 24/dez/17 02:06
    · votar


    Lelo Mig
    esses mais marcantes, são os que da entender e tirar, o problema é que as vezes ele viaja, e alem disso ele é muito tecnico pra um guitarrista do começo dos anos 70, tem frases que precisa trabalhar a velocidade com metronomo pra pegar...
    ----------------
    mas acho que vou fazer isso mesmo pessoal, quando não tiver jeito improvisar o mais proximo possivel da sonoridade original.

    Lelo Mig
    Membro
    # 24/dez/17 09:22
    · votar


    rhoadsvsvai

    "alem disso ele é muito tecnico pra um guitarrista do começo dos anos 70"

    Já disse isso aqui e levei pedrada, mas continuo pensando do mesmo jeito: Ritchie Blackmore é o mais completo guitarrista de rock de todos os tempos.

    Adler3x3
    Veterano
    # 24/dez/17 09:27
    · votar


    Eu li num revista de décadas atrás, quando começou esta de usar efeitos especiais na guitarra, ele já era uma referência nisto.

    Usava a tecnologia a seu favor.

    Rei Arthur Pendragon
    Veterano
    # 24/dez/17 10:29 · Editado por: Rei Arthur Pendragon
    · votar


    Rapaz, eu já toquei em uma banda de Deep cover. Realmente algumas coisas que ele toca são muito complicadas de reproduzir. O Page, Beck e o Blackmore tem aquela coisa de se arriscar no palco, de tentar alguma coisa lá no momento. Às vezes eles também jogavam assim no estúdio. Eu li isso em alguma entrevista de um desses 3. Foi dito na entrevista que isso nem sempre ficava bom, principalmente ao vivo. Eles tinham shows excelentes e uns com péssimas performances. Mas eles sempre se arriscavam, tentando alcançar na hora ali alguma coisa naquela performance em especial.

    Minha solução era tirar igual os mais marcantes e improvisar (parte ou todo) ou "consertar" algumas partes dos solos. Explico esta última: Alguns solos claramente os caras acertam umas notas foras/ou fora do tempo pretendido, mas como tem aquele feel e groove acaba dando certo. Só que é muito ARRISCADO tentar reproduzir isso no show, pois se você não toca exatamente do jeito e/ou a bateria muda alguma coisa ali na hora e o groove não encaixa fica com cara de erro.

    Saca a música "I can't quit you baby"? Ela foi gravada pelo Led, e nela você vai ver erros de tempo e notas GROSSEIROS na guitarra do Page se prestar atenção. Como a gravina tinha um FEELING massa (segundo entrevista dele), ele deixou os erros. Só que tentar reproduzir exatamente assim é capaz de ficar muito feio. Então eu improvisava e/ou consertava, tocando apenas solto o tempo, sem marcar muito, apenas para dar o "feel" original. Não sei se deu pra entender, mas é mais ou menos isso ehehehhehehe

    rhoadsvsvai
    Veterano
    # 24/dez/17 15:12
    · votar


    Rei Arthur Pendragon
    essa dica foi realmente importante, manterei isso em mente, obrigado!

    JJJ
    Veterano
    # 24/dez/17 15:14
    · votar


    Realmente, alguns parecem meio improvisos. Lembro assim de cabeça de Long Live rock and roll. Mas também tem os obviamente pensados, como Burn ou highway star...

    Andre 1991
    Membro Novato
    # 25/dez/17 16:43
    · votar


    Cara, não entendi o que tem de estranho nos solos do Blackmore hehehe
    Você diz as alavancadas??

    Tenho trabalhado na linha de Clapton, Page e Blackmore nos 70. De fato seus solos são os mais difíceis e 'fora da escala' dentre os três (colocaria na ordem: Blackmore, Page e Clapton, este último raramente sai das pentas).

    Pô, vc tá mandando bem.

    Os três solos que sei do Blackmore são Smoke On The Water, Burn e Lay Down Stay Down. Os solos dele foram mais difícies do que dos outros para tirar, acho que o mix é mais sujo/o timbre dele não ajuda a dar definição nas notas.
    De qualquer modo, como esse é me hobbie e não vivo disso, procuro tirar os solos nota por nota através de um app do celular que deixa a música em até 25% da velocidade original.
    Ou seja, o shredd do Blackmore sai como uma baladinha rs

    Mas parabéns! Me chamou atenção os arpejos que não sei fazer no solo de knocking... ficará como desafio para o ano que vem!

    Andre 1991
    Membro Novato
    # 25/dez/17 16:45
    · votar


    Ah, outra coisa, é legal ter esse cara como referência: https://www.youtube.com/watch?v=g-g0BOSb-lE

    Ele tem alguns covers do Blacmore tirados nota a nota e com notável perfeição.
    Esse vídeo qe posto é ele tocando a versão do CalJam. Se liga nas fritadas 'bem livres' que o cara tira e poe de modo semelhante. Baita trabalhão!!

    rhoadsvsvai
    Veterano
    # 26/dez/17 00:28
    · votar


    Andre 1991
    esses videos não sou eu, apenas postei pra exemplificar minha questão.

    LeandroP
    Moderador
    # 26/dez/17 10:03
    · votar


    O solo de Knocking at Your Back Door é insano.

    Como foi dito, improvise. Pra ficar mais legal, experimente seguir o mesmo raciocínio do Blackmore.

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Solos estranhos do Blackmoore