Canon Rock! (tentando tocar) -quero dicas!

    Autor Mensagem
    rhoadsvsvai
    Veterano
    # mai/14


    bom estou muito lentamente voltando ao projeto de tirar essa musica, esse video obviamente não é o resultado final, mas mostra meu progresso até agora, gostaria de algumas observações dicas e conselhos



    De Ros
    Veterano
    # mai/14
    · votar


    rhoadsvsvai

    Cara, eu achei que tu está no bom caminho!
    Agora é continuar tocando e treinando para amadurecer cada vez mais! Mas parabéns, tem muita coisa legal aí!

    lauradiias
    Membro Novato
    # mai/14
    · votar


    Adorei as caretas e as coisas grudadas na parede heheh
    O cover tá super legal! Ta no bom caminho (2)
    Parabéns =)

    krixzy
    Veterano
    # mai/14
    · votar


    rhoadsvsvai
    Cara já disseram que vc é louco só de ver essa tua parede ai? ahsuashaushuauashus.... o som ta legal

    Lelo Mig
    Membro
    # mai/14
    · votar


    Mestres Makumba e De Ros fazendo escola.....hehehe.

    Muito bom!

    rhoadsvsvai
    Veterano
    # mai/14
    · votar


    De Ros
    muito feliz de ler elogios vindo de você ! vou me esforçar

    lauradiias
    muito obrigado! :D

    krixzy
    ja,principalmente quando olharam de perto e viram moedas de 50 centavos e 1 real

    Lelo Mig
    kkkkkkkkkk

    JoaoAgs1
    Veterano
    # mai/14
    · votar


    Legal ver o makumbator e o De Ros inspirando os guitarristas deste fórum a se aventurarem na música erudita.

    rhoadsvsvai

    Achei ótimo seu cover.

    R. Carvalho
    Membro Novato
    # mai/14
    · votar


    rhoadsvsvai
    Bolei no Sweep Picking ali em 1:40 hahahahah
    Mandando bem pra caramba cara, achei excelente!

    rhoadsvsvai
    Veterano
    # mai/14
    · votar


    JoaoAgs1
    muito obrigado!
    R. Carvalho
    acredita que esse sweep picking é uma das partes rapidas da musicas que são mais faceis?pq parece que a sequencia de digitação é completamente natural.... se você pega a sequencia de arpegios antes da musica modular pra fa , (que é bem onde eu parei o video) é muito mais dificil por mais que sejam arpegios de 3 cordas ..... eu toquei na cagada, acompanhando no loop do guitar pro o maximo que consigo é 80% da velocidade e isso ja estando completamente aquescido e treinando a horas....mas gradualmente chego nos 100%

    tem musicas como os arpegios de eugene trick bag do steve vai(que na verdade é um capricho do paganini) que não consigo tocar nessa velocidade nem fodendo, é cheia de ligados,saltos de cordas,digitações estranhas..... esse arpegio ai que você falou é aquele cara que parece dificil mas é facil hehehe

    makumbator
    Veterano
    # mai/14
    · votar


    rhoadsvsvai

    Está ficando bem legal. O lance é estudar. Pelo que já ouvi você tocando acho que tem plenas condições de tocar essa peça completa (e bem, pois tocar mal é pior que não tocar!).


    JoaoAgs1
    Lelo Mig

    Heheh! Não sei se influenciei, mas é sempre bom receber comentários como os de vocês!

    Adler3x3
    Veterano
    # mai/14 · Editado por: Adler3x3
    · votar


    rhoadsvsvai

    Esta música é uma das minhas preferidas.
    Não importa o estilo adaptado.
    Para melhorar você poderia intercalar partes mais lentas com partes mais rápidas.
    E como é um Canon em algumas partes valorizar mais a linha do baixo, e quem sabe até incluir alguns pads de teclado.
    Como é um Canon pode-se fazer evoluções começando lento, com variações de volume do sutil ao mais pesado, e outras inversões, do mais rápido para o mais lento.

    Esta música possibilita trabalhar em outros detalhes, enfim um trabalho que não tem fim.
    Esta música combina até com efeitos de fundo (água, vento, fogo, e outros sons de ambiente).
    Você pode explorar mais a fundo as sutilezas desta música, e não necessita ser o mais rápido, o que importa é a precisão e explorar melhor o lado harmônico.
    Experimente digitar a partitura num bom editor de partituras, respeitando a versão original e você vai perceber mais nuances da peça e vai se encantar com o trabalho do compositor.
    Uma coisa é analisar a partitura impressa no papel, outra coisa é ir digitando e ouvindo, e a medida que vai fazendo as outras linhas de instrumento, nota outros detalhes, que na observação comum não são percebidos.
    E depois com base na percepção destas nuances e detalhes trabalhar nas outras linhas da harmonia adaptando ao seu trabalho.
    Dá um trabalho mas compensa o ganho.
    Pode gravar mais linhas da guitarra não necessariamente rápidas como você esta tentando fazer.
    Estudar a partitura original e ver onde podem ser inseridas mais linhas de guitarra e até um violão.
    Mas assim já estou querendo demais, né?

    Mas tá indo muito bem.
    Gostei do timbre da guitarra.
    Na introdução senti uma certa falta de sincronia.
    E o final pode ser melhorado.
    E tem algumas partes mais para o fim que tem um som de fundo, que podem requerer o uso melhor de efeitos (não de plugin, mas sim de efeitos de som de música incidental).
    E uma retomada a parte mais clássica com sutileza, usando mais instrumentos e caprichando no estéreo para atrair a atenção do ouvinte.

    Eu gosto de música clássica, de Rock e de Metal, e muito mais.
    Mas quando vamos montar uma versão adaptada temos que levar em consideração a sutileza, isto é a beleza da composição, e a força do ritmo do rock, buscando um equilíbrio.
    Assim o ritmo do rock contagia e a beleza adorna.
    Se fica só para um lado do Rock e do Metal perde-se a essência.
    E a quantidade de solos de guitarra não precisa ficar o tempo todo soando rapidamente, pois isto cansa.
    Muitas partes podem ser feitas em contraponto com solos mais suaves, e outros toques de acordo com a harmonia, para depois retomar com mais força.

    Esta música é como uma progressão (e de acordes também) de pessoas andando para algum lugar, a medida que vai evoluindo e se aproximando do destino vai ficando diferente, muito embora ocorram muitas repetições, mas o andamento é que faz a diferença.
    O modo do andamento e das variações é que faz com que possa parecer que as pessoas estão se dirigindo a algum lugar, do que parecer que estão andando em círculos sem destino nenhum.
    Esta música mexe com a pulsação e vibração do corpo e assim para ficar dentro do espírito do compositor e sustentar o ouvinte tem que tentar respeitar estas sutilezas da harmonia.
    Esta música é um calmante natural que equilibra as células, se o braço esta mais tenso que a perna e os músculos da face, as batidas do coração com o ritmo da respiração, a audição de uma boa execução, relaxa e restaura a harmonia do corpo.
    Harmonia musical > harmonia do corpo.
    Inclusive repara o equilíbrio entre os hemisférios cerebrais.
    Quando ouvimos esta peça bem executada até as nossas células vibram no ritmo certo e fazem um bem ao ser humano.
    O andamento é a chave do sucesso nesta peça. (variações de tempo e de volume, tem que ter uma pulsação, é a pulsação que faz o cérebro agir e equalizar a mente e consequentemente melhorar o corpo).
    Pode reparar como esta no vídeo logo no início, ficou movimentando a cabeça e depois fazendo caretas, e o efeito da música no cérebro e no corpo.

    rhoadsvsvai
    Veterano
    # mai/14 · Editado por: rhoadsvsvai
    · votar


    Adler3x3
    obrigado pelas dicas mas opa opa..... quem me dera ter sido o cara que fez o arranjo rock dessa musica! hahah não é minha não cara, eu só estou aprendendo a tocar a versão de alguem,e não tenho pretensão de re-arranjar esse re-arranjo .... o re-arranjo original dessa musica é esse aqui


    essa parte sobre harmonia corporal foi interessante

    makumbator
    sera que eu não vou desistir dneovo ?heheh

    JotaEmidio
    Veterano
    # mai/14
    · votar


    rhoadsvsvai

    Mandou bem cara!

    rhoadsvsvai
    Veterano
    # mai/14
    · votar


    JotaEmidio
    muito obrigado!

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Canon Rock! (tentando tocar) -quero dicas!