Jimi Hendrix se revira no túmulo - Little Wing, por Marcos De Ros.

Autor Mensagem
nichendrix
Veterano
# out/10 · Editado por: nichendrix
· votar


De Ros

É, negão era vanguarda... inovação pura.

O problema que vejo hoje é um eterno revival do que é antigo, ninguém pega isso e tem o senso crítico de fazer uma releitura.

Eu realmente não me empolgo vendo uma pessoa tocando musica igual ao Hendrix, se for pra ouvir igual, vou ouvir o original, tem gente que fala horrores da versão do SRV, mas putz, por mais que eu goste, eu não vejo grandes coisas, ele fez o que o Hendrix fez, com a vantagem que o Hendrix nunca conseguia tocar ela 2x certo, as vezes até a introdução mudava, as musicas dele eram sempre algo em mutação.

Releituras era um forte do Hendrix, ele sempre pegava algo dos outros e fazia de outro jeito, levava pra uma direção inesperada, acho que o mais próximo que ele chegou de tocar igual foi Sunshine of Your Love, e olha que está bem diferente.

Nisso eu vejo um grande valor quando alguém toca Hendrix da maneira que ele faria, mudando tudo, se reinventando, trazendo a tona novas nuances da personalidade, da musica e da estética pessoal das composições que tocava.

Por isso quando vejo uma versão como a tua, ou a do Clapton que vão pra rumos totalmente diferentes do original, mas ao mesmo tempo pegam bem o espirito do Hendrix, enfim acho o máximo isso.

Quem vive só de passado é museu, tem que jogar a musica pra frente, se não daqui a 50 anos, meus netos vão estar ouvindo Hendrix e falando: nossa 100 anos se passaram e ninguém veio revolucionar a coisa feito o negão.

Ian Anderson
Veterano
# out/10
· votar


De Ros

Ficou doidããooo que ssooooooooohhhhhhhhhh!!!!!!!
=P

se o objetivo foi o experimentalismo (ou o "pensamento hendrixiano") a idéia ficou muito boa.

makumbator
Veterano
# out/10
· votar


De Ros

Versão ousada!

É normal muita gente não gostar quando mudam algo tão seminal. É aquela velha história dos cânones que se estabelecem e devem ser "respeitados". Eu adoro tradicionalismo, mas também gosto mais de criatividade de mudança e experimentação.

A menção a um clássico como esse gera toda uma expectativa. É aquele dilema: se vc tocar da mesmíssima forma será visto como "clonador" e se tentar mudar demais acharão que é falta de respeito. E essa coisa da expectativa nem é muito consciente.

Por isso compreendo que muita gente não tenha gostado(afinal, cada um tem um gosto e uma expectativa frente a um clássico como esse), e tenho certeza que vc também esperava um pouco disso.


Dito isso, gostei do espírito da sua versão(me surpeendi pelo vocal, achei que vc faria um instrumental). Acho que não violentou a original, e ecoou sua personalidade na música.

Até fiquei com vontade de ouvir a original(que faz tempo que não escuto)

Blizzy
Veterano
# out/10
· votar


fico bem doidão

curti

harley.
Veterano
# out/10
· votar


Eu curti, Principalmente a "ousadia" pq se não fosse isso Hendrix não seria Hendrix, idolatrado por muitos, copiado por tantos e homenageados por alguns que souberam pegar a essência certa, no caso: De Ros. Parabéns gaudério!

Dreh28
Veterano
# out/10
· votar


Eu fiz a versão exatamente da maneira que eu quis, sem tirar, nem por. Usei o ganho que eu achei legal para essa música.
De Ros

Eu achei que a execução foi muito legal. Eu gosto de covers diferentes das originais pq isso mostra que o artista pode ter uma visão diferenciada daquela música, e isso não faz nenhum mal.

O cara pois a cara pra bater e acho que "bateu" muito mais do que apanhou, ou seja, PARABÉNS!

Ouví diversas vezes e achei muito legal.

Rabbit
Veterano
# out/10 · Editado por: Rabbit
· votar


nichendrix

+1

É por isso que mudar o rumo das coisas ou revolucionar é muito difícil e trabalho para poucos. A pessoa tem que estar muito concentrada no que quer e ter sua trilha traçada pra isso. Ignorar o resto do mundo e manter o seu caminho, mesmo que remando contra a maré. Trabalho difícil! Pois todos nós temos ego.

Como falaram aqui. Eu imagino os fãs do Bob Dylan comentando sobre a versão do Hendrix para "All along the watchtower" quando ouviram pela primeira vez. Imagino que a linha de pensamento foi semelhante a essa que estamos vendo por aqui.

Não quero dizer que quem não gostou está errado ou que ninguém tem o direito de não gostar. Só fico bobo quando tentam racionalizar o porque de não terem gostado.

O mais comum é dizer que ficou muito diferente da original. Como se isso fosse um erro, um defeito. Talvez o "problema" está na cabeça de quem está ouvindo, pois está tentando encontrar uma coisa que não vai estar lá.

Greggio
Veterano
# out/10 · Editado por: Greggio
· votar


bem inovador

gostei bastante do video, bem em harmonia com a canção, acho que casou bem com o audio

Córtex Frontal
Veterano
# out/10
· votar


De Ros

Ae cara, parabens, eu achei legal a sua versao, boa qualidade, tecnica e também achei a voz legal

só na MINHA opniao achei a guitarra meio suja de mais.. mas isso é opniao pessoal..


De resto ficou otimo..


abraços

old steel
Veterano
# out/10
· votar


Poxa,vou dar um pitaco de novo.Tem gente que não sabe diferenciar "cover",de "releitura".Cara eu toco rock na noite tem bem quase 30 anos,por puro prazer,pois não consegui viabilizar a música como profissão,e como o colega disse acima,não tenho menor pudor em responder a um comentário "não tá igual".Cara quer igual ouça o disco.Outra coisa,respeito o trabalho do De Ros,pelo seu talento e ousadia,e não por timbres e outros,já que minha praia é Blues e hard setentista,sendo grande fã de Hendrix,Blackmore,Page...,agora,não da para ficar postando gringos e fazendo comparações.Gostando ou não do estilo,temos que reconhecer que o cara é um talento,e talvez fora do Brasil com certeza já teria muito mais reconhecimento.
É essa minha humilde opinião.

cvaio
Veterano
# out/10 · Editado por: cvaio
· votar


De Ros

uma dica [não quero brigar de forma alguma, ok?]:
melhore um pouquinho a pronuncia do ingles que fica perfeito!
XD

cvaio
Veterano
# out/10
· votar


Sgt. Eddie
Phil X detona!!!!!

De Ros
Veterano
# out/10 · Editado por: De Ros
· votar


nichendrix

Po velho, concordo com tudo que tu falou! Positivadíssimo!!

Ian Anderson

Valeu amigo, que bom que tu curtiu!

makumbator

Que massa! Temos uma ideia musical bem parecida! Eu também adoro as coisas tradicionais! Musica folclórica de várias partes do mundo, inclusive. Mas sei que a minha passagem por aqui não é para dar continuidade ao tradicional, mas sim buscar algo novo, diferente!

Ou cairei no esquecimento como alguém que tentou e não fez nada que preste, ou vou deixar uma semente de algo mais ousado.

Tenho um amigo cujo "motto" é: "O mundo é dos audazes!".

Não acho que seja assim, mas que eles tem o seu lugar, isso é certo!

Blizzy

Hehehe! "Doidão"! Brigadão velho!!

harley.

Poxa, muitíssimo obrigado! Fiquei tri feliz com o teu depoimento!!

Dreh28

Bah velho, legal que tu tenha gostado e escutado diversas vezes! Grande abraço!!

Rabbit

Concordo 100% contigo! Acho um argumento pobre dizer "não gostei porque está diferente do original".

Mas sempre lembrando, acho um argumento excelente o cara dizer "Não gostei", afinal, ninguém é obrigado a gostar (obvio)!

Abração!

Greggio

Legal velho! Fico tri feliz que tu tenha gostado, inclusive do video! Dá um baita trabalho fazer essas montagens...

Córtex Frontal

Tranquilo! Inclusive, muita gente concorda contigo! Mas essa questão também está na mesma linha de pensamento de quando gravei "Hora de Sonhar" ou "As Rosas não Falam". Todo mundo esperava que eu gravasse esses sons, ainda mais pelo fato de ser guitarra solo (sem acompanhamento), com um timbre clean.

Ficariam mais "normais", mais digeríveis, concordo! Mas quem disse que eu to aqui para ser normal? Eu realmente quero algo diferente, e por isso, nem sempre vou agradar à maioria...


Abração!!

old steel

Velho, a tua "humilde opinião" é um enorme elogio! Te agradeço muito o incentivo, fico muito feliz de receber o apoio de tanta gente, principalmente de um pessoal da minha geração, que, as vezes, são bem mais fechados ao novo!

Grande abraço!!

cvaio

Valeu velho, e concordo contigo! Acredite se quiser, sou auto-didata no inglês!! Mas umas aulas de pronúncia (e vocabulário) não me fariam mal nenhum!

E sim, Phil-X é um absurdo! Toca de Hendrix à Malmsteen com a sua pegada animal e, para piorar, canta demais e está sempre no pique! Bom demais!!!

Abraço!

TavaresBluesMan
Veterano
# out/10
· votar


De Ros
Cara, o legal nessa versão é a sua originalidade em cima de uma música que dispensa qualquer tipo de comentário.. Muito legal, na boua, bem diferente. Mas 'bem diferente' por ser a tua!
Você é beem corajoso! Eu até hoje num tive a manha de mandar nada aqui por medo de ser apedrejado heheh
Parabéns, muito bom!
Abraços

cvaio
Veterano
# out/10
· votar


De Ros

também sou auto-didata em inglês e [NÃO ESTOU CONTANDO VANTAGEM] sou o melhor de inglês na minha escola que só estuda playboy que faz cursinho...
As vezes aprendendo sozinho é bem melhor!

De Ros
Veterano
# out/10
· votar


TavaresBluesMan

Velho, brigadão pelos elogios e manda as suas coisas sim, apedrejamento virtul dói um pouco menos que o real (hehehe), e sempre tem alguém que vai saber valorizar o teu trampo!!

Abração!!

cvaio

"As vezes aprendendo sozinho é bem melhor!"

Aí eu já não sei, pois se eu tivesse feito aulas, com certeza os professores (se fossem bons professores, lógico) teriam corrijido esses meus vicios de pronúncia, sem contar que meu inglês escrito é bem pobre, erro muitas palavras!

Tipico de quem não estudou formalmente...


Abração!

Christhian
Moderador
Prêmio FCC 2007
# out/10 · Editado por: Christhian
· votar


Deixa só eu fazer uma ratificação aqui. Aparentemente a resposta do De Ros pra mim foi sensata, sobre gosto musical e achei bacana. Mas lendo comentários diversos posteriormente, cabe uma observação.

Música se faz, acima de tudo, para seus ouvintes. E quando fazemos isso, estamos sucetíveis à opiniões diversas baseadas em gostos distintos e convergentes, especialmente em uma versão.

Acho que a mesma moeda tem dois lados. Da mesma maneira que tento ser cuidadoso, dizendo que meu comentário crítico reflete minha opinião, baseada no meu gosto, acho que um elogio poderia seguir a mesma linha.

Quando vejo comentários igualando essa versão em termos de criatividade com a do Clapton e a versão do Hendrix para Watchtower acaba se tornando inevitável comparar, e aí a coisa fica complicada, por que ambas caíram no meu gosto e essa não. Pra mim, chega a não fazer sentido nenhum tais comparações, sem desmerecer em nenhum momento a música do De Ros, muito pelo contrário - eu acredito que ele não tenha tido a mesma intenção de ambos, que tenha feito um arranjo rápido pensando muito mais nas suas características. E nesse sentido, funcionou.

É a mesma história de racionalizar o fato de não gostar, percebem? Não gostou, ótimo. Gostou, ótimo também! Já querer desmerecer a qualidade do músico ou superposicionar em comparações são as inversões extremas da mesma situação.

Enfim, acho que cabe reforçar: Um músico fazer um trabalho que não agrade, não significa que ele seja um músico ruim. E creio que acima de qualquer comparação, uma crítica sincera de um ouvinte interessado, encaminha muito mais do que um elogio sem tanta coerência, sendo que estou considerando como coerente o meu próprio ponto de vista musical.

Desculpem a todos. Não quis citar ninguém diretamente e se alguém se sentir ofendido, já tem o meu pedido de desculpas.

Abraços.

MauricioBahia
Moderador
# out/10 · Editado por: MauricioBahia
· votar


Christhian: Música se faz, acima de tudo, para seus ouvintes.

Olha velho, eu penso que o "acima de tudo" ficou meio exagerado. Acho que o artista tem diversas facetas. O pintor, o músico, escultor podem fazer um trabalho pra ele, para o seu bel-prazer. A criação não precisa ter platéia e nem ser revelada. Penso assim.

Abs

cvaio
Veterano
# out/10
· votar


De Ros

Nah, todos os professores de inglês que ja tive[tenho] não falam melhor, que, realmente, eu tenho uma professora que quando a classe conversa muito ao inves de ela falar "shut up" ela fala "shit" ela n sabe a diferença...

Christhian
Moderador
Prêmio FCC 2007
# out/10 · Editado por: Christhian
· votar


MauricioBahia
Claro que sim. Mas ele não postou aqui para as pessoas ouvirem?

MauricioBahia
Moderador
# out/10
· votar


Christhian: Claro que sim. Mas ele não postou aqui para as pessoas ouvirem?

Claro, e à cores!

ehhe

Paulo Heineken
Veterano
# out/10
· votar


DE Ros, alem de cômico, tu toca bagarai
acho que o hendrix se revirou no túmulo pra curtir a nova versão, só se for!
hahaha, o mundo precisa de guitarristas assim!

guitarfilth
Veterano
# out/10
· votar


Eu gostei, deu uma mudada legal nela, cada um tem teu estilo!
E coisa bonita é uma pessoa com estilo!
E o DE ROS tem estilo de sobra!!!

Rabbit
Veterano
# out/10
· votar


Christhian

E ai Christhian, tudo bom velho?

Bom, vi que você mencionou o lance do "watchtower", como eu mencionei isso, talvez o que você disse foi se referindo ao que eu escrevi. Então me senti na obrigação de uma resposta.

Não quis comparar a obra dos artistas (Hendrix e De Ros), até porque a minha intenção no post foi exatamente falar contra comparações. O que me referi foi em relação as supostas primeiras impressões que os fãs do Bob Dylan tiveram quando ouviram a versão do Hendrix.

Acho super necessário alguém dizer que não gostou do som. Agora ficar querendo dar "soluções" pra consertar o som do cara, como se ele tivesse feito algo de errado, eu acho isso um absurdo. Uma falta de respeito com o artista. Isso acontece muito entre guitarristas amadores, é uma febre.

Abraço!

Christhian
Moderador
Prêmio FCC 2007
# out/10
· votar


Rabbit
Fala velhote.

Cara, não havia visto sua citação, acho que alguém colocou essa 'farinha no bolo' antes.

Mas em resumo, o que eu quis dizer é o seguinte:

Imagine se eu chegasse aqui e dissesse 'Não gostei, prefiro a versão do Restart'. Eu estaria desvalorizando o De Ros em detrimento de uma banda que muita gente acha de baixo nível*. Torna-se pejorativo, justamente por ser uma crítica e abriria margem pra um monte de gente que discorda (ou simplesmente é fã) criar um debate infundado de melhor ou pior. Tenho certeza que o De Ros, por exemplo, polido como é, iria aceitar de boa, mas várias outras pessoas leriam o que escrevi e não se sentiriam a vontade com tal comentário.

A mesma coisa acontece com um elogio comparativo, mas no extremo oposto. Acho que justificar o fato de não ter gostado, dizendo que 'acha a versão de sicrano é melhor' é tão surreal quanto dizer que é tão inovador quanto o Clapton ou Hendrix.

E não acho que o elogio tenha que ser abreviado, do tipo 'Gostei!'. Achei, por exemplo, o comentário do makumbator perfeito nesse sentido.

Enfim, my 2 cents.

* exemplo tosco, eu sei.

Jube
Veterano
# out/10
· votar


Muito legal, digna de um eargasm

Tomaz.
Veterano
# out/10
· votar


Eu gostei... Teve ousadia, mas com inteligência.
Alguns pontos não me agradaram (mas é mera questão de gosto mesmo, não é minha praia esse tipo de som), mas nada que mereça comentário.

Parabéns.

De Ros
Veterano
# out/10 · Editado por: De Ros
· votar


Christhian

Entendi o teu post. Do mesmo modo que é estranho o pessoal usar comparações para "falar mal", tu também acha estranho comparações para "falar bem".

Eu já acho bacana quando o pessoal quer elogiar e faz comparações, como, por exemplo, falar que tu é o "Dio" Brasileiro, só para dar um exemplo.

Tu não é o Dio e minha versão não é "Watchtower". Nós sabemos disso, e quem escreveu sabe disso também. Mas que é gostoso ouvir um bom elogio, isso é!

P.S. Usei o Dio como poderia ter colocado qualquer outro cantor. Se por acaso, em algum tópico, alguém já fez essa comparação, é coincidência, ok?

Ah, aqui tem um detalhe:

Música se faz, acima de tudo, para seus ouvintes

Discordo. Pelo menos, esse não é o meu caso.

Se eu fizesse música para os ouvintes, eu faria exatamente o que eles querem. Sabe o que eles querem? (a esmagadora maioria).

Que eu toque covers do Vai, Satriani e Malmsteen. Veja os videos dos guitarristas Brasileiros mais assitidos no YouTube...

E se fosse música própria, seria Metal. Ou Blues. Nada além disso.

Nada de Choro'n'Roll, de Peças de Bravura, de Guitarra Brasilis, de Eletrotango, de música Erudita...

Ou seja, eu faço música para me agradar. Se agrada aos ouvintes, fico super feliz.

Enfim, acho que cabe reforçar: Um músico fazer um trabalho que não agrade, não significa que ele seja um músico ruim. E creio que acima de qualquer comparação, uma crítica sincera de um ouvinte interessado, encaminha muito mais do que um elogio sem tanta coerência, sendo que estou considerando como coerente o meu próprio ponto de vista musical.


Concordo! Mas lógico que cada um acha coerente o seu próprio ponto de vista, hehehe!

Enfim, legal teu ponto de vista! Abraço!!

MauricioBahia

Olha velho, eu penso que o "acima de tudo" ficou meio exagerado. Acho que o artista tem diversas facetas. O pintor, o músico, escultor podem fazer um trabalho pra ele, para o seu bel-prazer. A criação não precisa ter platéia e nem ser revelada. Penso assim.

Justamente!

Paulo Heineken

Valeu velhão, te agradeço demais! Mas tenho dúvidas... Acho que ele foi é tapar os ouvidos, hehehe!!

guitarfilth

Putz! Com um baita elogio desses, eu sopu capaz de acretidar hein!

Hehehe, não te preocupa, sei que o caminho é muito longo ainda!

"Se o caminho é meu, deixa eu caminhar, deixa eu"

Salve Dona Ivone Lara!!!

Rabbit

Cara, não tem como eu concordar mais contigo!! Se desse eu positivava umas 10 vezes!

Acho massa dar sugestões, principalmente quando um músico mais experiente tem alguma dica útil para um que está começando, mas acho engraçado quando o oposto acontece (e acontece bastante).

Com o tempo eu me acostumei, e até tirei proveito para rever alguns conceitos de público que eu tinha!

Mas aí é assunto para uma tese bem extensa, e chega de escrever por agora, tem uns arpeggios me chamando!!!

Christhian
Moderador
Prêmio FCC 2007
# out/10 · Editado por: Christhian
· votar


De Ros

Existe um abismo entre tocar pra sua audiência e fazer o que as pessoas querem, velho.

As pessoas que curtem o seu som, sabem das suas características e sabem o que esperar de você. Não imagino, por exemplo, o público de um Ney Matogrosso clamando que ele dedique sua aguda voz ao Heavy Metal. Mas além de tocar suas músicas mais agraciadas pelo público nos shows, ele sempre traz algo interessante, sem fugir de suas características. Conceitualmente, todos nós fazemos músicas para nos agradar. Mas no momento em que resolvemos não guardar isso no armário do esquecimento, estamos admitindo que queremos que outras pessoas gostem.

Bom, mais uma vez, é meu ponto de vista. Eu, pessoalmente, não gosto das comparações em relação a mim, nem pra elogios nem pra críticas.

Ends here. =)

Abraços.

De Ros
Veterano
# out/10 · Editado por: De Ros
· votar


Christhian

Saquei! No fim tudo se resume a achar estranho comparações.

Eu também acho, mas no fim das contas, para facilitar o recado, o pessoal acaba comparando para ilustrar melhor os pontos de vista.

Mas concordo que comparações, ainda mais nas artes, nunca são muito justas!

"Mas no momento em que resolvemos não guardar isso no armário do esquecimento, estamos admitindo que queremos que outras pessoas gostem."

Droga! Vou ter que dar o braço a torcer aqui! Tu tem razão!

Abração!

Jube

Eargasm? Uhauhauhauhauhauhauha!!

Putz! Super elogio, velho, muito obrigado!!!

Tomaz.

Valeu velho! E se os pontos que não te agradaram dizem respeito à performance vocal, eu vou concordar contigo, pois não acho minha voz legal e nem que eu cante bem.

Se for à respeito do drive inicial, ta de acordo com a maioria também, hehehe!

Abração e valeu pelo elogio "ousadia, mas com inteligência. "

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Jimi Hendrix se revira no túmulo - Little Wing, por Marcos De Ros.