Sobre transliterações estúpidas.

    Autor Mensagem
    Black Fire
    Gato OT 2011
    # abr/13 · Editado por: Black Fire


    "Transliteração, em sentido estrito, é um mapeamento de um sistema de escrita em outro. Tenta ser sem perdas, isto é, o leitor informado deve poder reconstruir a ortografia original de palavras transliteradas que desconhece. Para consegui-lo, deve definir convenções complexas sobre como transliterar letras que não têm correspondência direta na escrita de destino. Romaji, por exemplo, é um método de transliteração.

    Na prática corrente, transliterar é transcrever a escrita de um alfabeto em outro. No caso da língua portuguesa, a transliteração é o processo de transcrição de outros alfabetos para o alfabeto latino de 26 letras (sem outros sinais), com a acentuação correspondente quando necessária."

    Eu não sei bem, mas acho que uma transliteração deveria utilizar sílabas que façam sentido na língua para a qual se translitera, mas não é bem assim que o negócio funciona, exemplos:

    Chanucá - Traduzindo uma espécie de "R" gutural hebraico com CH, nunca vi ninguém que não conheça a pronuncia não lendo "Xanucá".

    Khomeini - A pronuncia original não é Comeini, o Kh aprocimasse do J espanhol, faria muito mais sentido transliterar como Romeini.

    Al-Qaeda - Como é que se translitera utilizando uma sílaba (Qa) que nem existe? Como se pronuncia isso?

    Fedor Emelianenko - O lutador fedido. Um conhecimento mínimo de russo faz você saber que "ë" não se pronuncia "é".

    Dissertem

    sallqantay
    Veterano
    # abr/13
    · votar


    ontem a noite não consegui dormir pensando nisso, valeu teru por colocar em pauta esse tema

    Viciado em Guarana
    Veterano
    # abr/13
    · votar


    É um assunto importante. Discorra também sobre aqueles alemãezinhos que falam sem tremer o "r".

    LeandroP
    Moderador
    # abr/13
    · votar


    Vou pensar no assunto enquanto toco um "carron".

    landlord
    Veterano
    # abr/13
    · votar


    Eu tbm costumo a pensar em "transliteração" nos sábados pela manhã...

    Les Guitar
    Veterano
    # abr/13
    · votar


    Chanucá

    Esse é toscão mesmo.

    sallqantay
    Veterano
    # abr/13 · Editado por: sallqantay
    · votar


    agora que notei que o Black Fire fez um pótico pensando no meu nick. Que fofuxo!

    quechua > esperanto > demais balbucios pré-históricos

    kiki
    Moderador
    # abr/13
    · votar


    Black Fire
    pois é, é um problema da relação da fonética com a escrita de cada idioma.

    Chanucá - Traduzindo uma espécie de "R" gutural hebraico com CH, nunca vi ninguém que não conheça a pronuncia não lendo "Xanucá".
    eu vi esse tipo de problema em palavras judaicas (acho), tem bastante esse som, em geral escrito como CH.

    não sei se é esse o problema, mas com idiomas asiáticos acontece muito de a transliteração ser baseada no ingles.

    por exemplo usamos muito a letra K pra passar do japones pro portugues, quando poderiamos usar o C.
    usamos tambem as letras J e G com o som do ingles.
    Koji (um nome bem comum) se pronuncia "côdi"
    Vegeta (um nome lá de um desenho famoso) se pronuncia "bedita" (porque japones não tem V).

    e coisas similares que meus amigos chineses e coreanos já me contaram.

    anonymous4
    Veterano
    # abr/13 · Editado por: anonymous4
    · votar


    Nem precisa ir longe. Que tal o fonema TH do ingles, ou o Theta do grego.

    Galera acha que se pronuncia como um "D", quando na verdade é bem mais afrescalhado que isso.

    Btw, nossa lingua tbm nao tem alguns fonemas guturais do alemão como o CH em Achtung ou ou o H em Hochschule...

    kiki
    Moderador
    # abr/13
    · votar


    anonymous4
    Btw, nossa lingua tbm nao tem alguns fonemas guturais do alemão como o CH em Achtung ou ou o H em Hochschule...

    nossa lingua não tem vários fonemas
    assim como todas as línguas não tem vários fonemas!

    Galera acha que se pronuncia como um "D", quando na verdade é bem mais afrescalhado que isso.

    a gente puxa pro que a gente conhece.
    frances fala como se fosse Z.
    e na verdade é no meio dos dois.

    kiki
    Moderador
    # abr/13
    · votar


    anonymous4
    Nem precisa ir longe. Que tal o fonema TH do ingles
    mas aí não é transliteração (só percebi agora), pois se usa o mesmo alfabeto.

    Black Fire
    Gato OT 2011
    # abr/13
    · votar


    kiki
    eu vi esse tipo de problema em palavras judaicas (acho), tem bastante esse som, em geral escrito como CH.

    Eu não sei direito qual a origem do "ch", mas em algumas línguas, como o alemão, ele tem efetivamente pronuncia de "r" gutural. Mas, de qualquer forma, em português isso aí simplesmente não funciona, tanto é que o "ch" é usado como equivalente fonético de outras letras que nada tem a ver com esta, tipo no "Gorbachev" (um dos nomes mais cagadamente transliterados de todos). É incrível também que tenha sido abandonado o "tch" do Tchecoslováquia e nomeado o país separado na prática de República Xeca.

    Essas e japones é muito frustrante, porque os caras simplesmente importam tudo do inglês, já vi inclusive em livros pra aprender japonês a pronuncia claramente transliterada em inglês.

    Black Fire
    Gato OT 2011
    # abr/13
    · votar


    anonymous4
    Isso já não cai num problema de transliteração, mas é realmente muito estranho ver alguém não holandês pronunciando "van Gogh".

    kiki
    Moderador
    # abr/13
    · votar


    Black Fire
    tipo no "Gorbachev" (um dos nomes mais cagadamente transliterados de todos).
    pelo que vejo, o russo é bem problemático no geral pro portugues.

    traduções modernas estão bem diferentes das antigas: Ana Kariênina, Liev/Lev, etc.
    (será que a Lìív é russa?)

    Essas e japones é muito frustrante, porque os caras simplesmente importam tudo do inglês, já vi inclusive em livros pra aprender japonês a pronuncia claramente transliterada em inglês.
    mas por outro lado eu já vi um livro antigo de ensino de japones pra brasileiros, e era muito estranho a grafia aportuguesada.
    combauá o que se escreve em geral kombawa, etc.
    (isso porque eu acostumei a ver coisas em japones escrito assim, como se fosse inglês).

    Black Fire
    Isso já não cai num problema de transliteração, mas é realmente muito estranho ver alguém não holandês pronunciando "van Gogh".
    mas no fundo é o mesmo problema.

    nenhum alfabeto (que é só um sistema gráfico) tem relação direta com a fonética. cada idioma cria a sua fonologia, seu sistema de sons que correspondem a letras e sílabas.
    por isso um som que pra gente é associado ao R um espanhol associa ao J; e um holandes fala para o V o nosso som de F.

    sallqantay
    Veterano
    # abr/13
    · votar


    pedantismo a 134% e subindo

    kiki
    Moderador
    # abr/13
    · votar


    sallqantay
    usar a palavra pedante é pedante

    sallqantay
    Veterano
    # abr/13
    · votar


    kiki

    sou um metapedante

    kiki
    Moderador
    # abr/13
    · votar


    metapedante

    Black Fire
    Gato OT 2011
    # fev/14
    · votar


    Andei percebendo que existe um hábito de pegar a transliteração inglesa e ler em português, Со́чи, em português é Sóti, e não sóxi, como tem aparecido nos jornais. O inglês não tem o som do "j" português, por isso transliteram como "zh", mas a pronuncia em português não é de z é de j, nas línguas eslavas que adotam o alfabeto latino (nas que eu conheço), este som é representado pela letra "Ž", por isso o nome do charlatão lá é Jijéqui, e não Zízequi.

    Contribuam com o tópico.

    makumbator
    Veterano
    # fev/14
    · votar


    Black Fire
    Со́чи, em português é Sóti, e não sóxi, como tem aparecido nos jornais.

    Mas tem a questão do sotaque local também. Vi reportagens com alguns russos que moram na cidade falando Sôti (fechado) e não Sóti como parece ser a pronúncia "oficial" (e que também ouvi sendo pronunciada dessa forma da boca de russos)

    Não sei se aquelas pessoas em particular falavam de maneira não usual, se eles só moram ali mas são de outra parte da Rússia com um sotaque diferente, etc...


    Um exemplo em protuguês é a palavra "academia", que aqui no Brasil já ouvi pessoas em diferentes regiões falando: "acadimia", "acadêmia" e "académia".


    Tudo isso complica ainda mais!

    Thiago Livgren que toca mais ou menos
    Membro Novato
    # fev/14
    · votar


    Black Fire
    Gostei desse tópico, mas acho que eu não posso contribuir muito, exceto por isso:
    Em idiomas nórdicos, o J "tem som de I".

    Viciado em Guarana
    Veterano
    # fev/14
    · votar


    Em idiomas nórdicos, o J "tem som de I".

    Ja!

    Viciado em Guarana
    Veterano
    # fev/14 · Editado por: Viciado em Guarana
    · votar


    Mas quando eu descobri que ch também tem som gutural a minha vida mudou.

    Samá Samutte
    Membro Novato
    # fev/14 · Editado por: Samá Samutte
    · votar


    Black Fire

    Qual seria a pronúncia correta da seguinte frase: "Baruch Ata Adonai Elohênu mélech haolam"

    Black Fire
    Gato OT 2011
    # fev/14
    · votar


    makumbator
    Sim, a vogal pode variar de abertura, mas a consoante não muda de um t para um x de forma nenhuma.

    sallqantay
    Veterano
    # fev/14
    · votar


    e eu aqui pensando que o registro oral era mais livre, mas os grammar nazi estão em todas as partes

    /o\

    Johnny Favorite
    Veterano
    # fev/14
    · votar


    translitere "aprocimasse" ai por favor? =P

    kiki
    Moderador
    # fev/14
    · votar


    Black Fire
    Sim, a vogal pode variar de abertura, mas a consoante não muda de um t para um x de forma nenhuma.

    mas as vezes coisas nesse nível podem acontecer sim.

    o exemplo mais variado que existe eu acredito que seja os sons de R.
    só no brasil tem pelo menos uns 4 ou 5 sons diferentes, conforme o sotaque. variando entre baiano (aspirado como um H em ingles), paulistano da moóca (estilo italiano), paulista do interior (tipo r ingles), carioca (que parece com o portugues de portugal), e por aí vai.

    outro exemplo mais simples é o TI e o DI, que em boa parte do pais se fala como se fosse TCHI e DJI, mas em alguns lugares não.
    eu acho bem engraçado como alguns sotaques do interior paulista falam puDIm (com o D bem linguodental).

    Black Fire
    Gato OT 2011
    # fev/14
    · votar


    kiki
    Ah sim, geralmente S e R tem variações mesmo.

    Samá Samutte
    Membro Novato
    # fev/14
    · votar


    Black Fire

    Não vai responder ao meu questionamento?

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Sobre transliterações estúpidas.