Ideia maluca para montar um amplificador

    Autor Mensagem
    Krist Novoselic
    Veterano
    # jun/10 · Editado por: Krist Novoselic


    Ando vendo umas coisas e me veio uma ideia na mente.. Gosto de coisas customizadas e tal.

    Partindo da ideia de fazer um ampli utilizando algo desse tipo na etapa da potencia: http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-144555127-amplificador-de-660-w atts-_JM , então eu pensei, e seu eu usar como pré um pré EMG com grave, médio, agudo e frequencia de médio (que funcionaria como o shape do meu hartke kickback) e talvez incluindo algo a mais como o circuito de um digitech bass squeezer como compressor ou então um bass drive e por uma XLR pra tirar o som pra mesa. (Inclusive o digitech tem uma saida como simulação de alto falantes que poderiar ser ela a responsável pela saida XLR)


    O mais entendidos de eletronica, o que acham?? Será que dá certo, tipo, acho que isso elimina aquele problema de pré sobre pré do modelo tradicional de um circuito dentro do baixo, que acaba passando outra vez pelo pré do amplificador e gera aqueles ruidos e mascaramento de frequencias..

    Imaginei que seria um amp com um baita som, muito potente e com equalização ativa de boa qualidade.


    obs: ele seria montando em uma caixa no estilo daqueles power amp, que além de resistente, se pensar bem, por ser todo de metal, acaba fazendo uma espécie de gaiola de faraday e blindando contra interferencias. Ele teria um cooler para refrigeração também.

    DotCom
    Veterano
    # jun/10
    · votar


    Será que dá certo, tipo, acho que isso elimina aquele problema de pré sobre pré do modelo tradicional de um circuito dentro do baixo, que acaba passando outra vez pelo pré do amplificador e gera aqueles ruidos e mascaramento de frequencias..

    Mascaramento de frequências é termo inventando por quem não entende da coisa... E ruído é problema do instrumento.

    O problema é que quando você quer um timbre, não faz muito sentido timbrar duas vezes o sinal.

    Imaginei que seria um amp com um baita som, muito potente e com equalização ativa de boa qualidade.
    Baita som vai depender da caixa, falantes, pré... Pode ficar uma bela porcaria também, depende muito dos outros componentes.

    ele seria montando em uma caixa no estilo daqueles power amp, que além de resistente, se pensar bem, por ser todo de metal, acaba fazendo uma espécie de gaiola de faraday e blindando contra interferencias.
    A maioria dos amplificadores é feita em caixa de metal...

    ---------------

    Sobre funcionar, FUNCIONA SIM.
    Mas não se engane com esse preço de 195 reais. Aí faltam os componentes da fonte (que vão custar pelo menos uns 200 reais), fora a parte de marcenaria (caixa acústica e suporte para o amplificador), e falantes.
    O custo total deve ser uns 1400 pra mais.

    Krist Novoselic
    Veterano
    # jun/10 · Editado por: Krist Novoselic
    · votar


    Eu já sei o preço certo... Na versão mono sai 500 e poucos reais completo no gabinete.

    Krist Novoselic
    Veterano
    # jun/10
    · votar


    A maioria dos amplificadores é feita em caixa de metal...

    A maioria tem a frente de metal e o resto de madeira..

    Krist Novoselic
    Veterano
    # jun/10 · Editado por: Krist Novoselic
    · votar


    Baita som vai depender da caixa, falantes, pré... Pode ficar uma bela porcaria também, depende muito dos outros componentes.


    O pré eu ja falei!

    Mas poderia ser um tonechaser tb, muito bom e mais barato, já testei um, faixa de frequencias bem bolada...

    Sobre a caixa, seria feita da melhor forma possivel, estudando os parametros dos auto falantes..

    Krist Novoselic
    Veterano
    # jun/10 · Editado por: Krist Novoselic
    · votar


    Mascaramento de frequências é termo inventando por quem não entende da coisa... E ruído é problema do instrumento.


    O problema é que quando você quer um timbre, não faz muito sentido timbrar duas vezes o sinal.



    Sempre que se liga mais de um pré juntos gera ruido

    Engraçado, timbrar duas vezes é oque todo mundo faz, por isso to falando no circuito equalizador no próprio ampli, pra eliminar a timbragem dobrada.

    Krist Novoselic
    Veterano
    # jun/10 · Editado por: Krist Novoselic
    · votar


    errei aqui.. apagado

    no quarter
    Veterano
    # jun/10
    · votar


    Krist Novoselic
    A maioria tem a frente de metal e o resto de madeira..

    Acho que o que você vê é uma caixa de metal dentro de uma caixa de madeira...

    Krist Novoselic
    Veterano
    # jun/10
    · votar


    Tira o amp de dentro da caixa de madeira pra ver então se ele é fechado em cima. MAs isso não é importante.. Esquece

    DotCom
    Veterano
    # jun/10
    · votar


    A maioria tem a frente de metal e o resto de madeira..
    Não só a frente. Pelo menos um "U" envolvendo o equipo, pelo que vejo.

    Sempre que se liga mais de um pré juntos gera ruido
    Não necessariamente. Depende dos equipamentos envolvidos, e dos ganhos que você usa em cada um.

    Tira o amp de dentro da caixa de madeira pra ver então se ele é fechado em cima. MAs isso não é importante.. Esquece
    E você acha que eu já não fiz isso com ALGUNS, pra estar falando?

    Agora, depende do tipo do ampli.
    Mas como você disse, esquece.

    Eu já sei o preço certo... Na versão mono sai 500 e poucos reais completo no gabinete.
    Então tá. 500 reais por uma potência de 600 watts tá bom o preço.
    Como eu disse, funcionar vai funcionar. Agora, se vai timbrar bem, depende de outros N fatores.

    Krist Novoselic
    Veterano
    # jun/10
    · votar


    Sim... A minha única dúvida é se um pré legal de contra baixo do estilo EMG por exemplo tem possibilidades de funcionar bem como um sistema de equalização ativa de um amplificador... O que acha?

    makumbator
    Veterano
    # jun/10
    · votar


    Krist Novoselic

    Vamos ver se eu entendi, vc quer usar um pré que se usa onboard em baixos ativos dentro de um amp, com esse pré passando a integrar o circuito do amp, correto?


    Bem, se for isso, claro qu funcionaria(com as resalvas apontadas pelo DotCom).


    A minha única dúvida é se um pré legal de contra baixo do estilo EMG por exemplo tem possibilidades de funcionar bem como um sistema de equalização ativa de um amplificador.

    Não vejo problema, pois no fundo não é assim que usamos os baixos ativos com amps? A diferença é que o pré vai estar fora do corpo do baixo. Mas é claro que tudo passa pelo gosto de cada um, além da qualidade final do projeto, peças e construção.

    Krist Novoselic
    Veterano
    # jun/10
    · votar


    valeu

    DotCom
    Veterano
    # jun/10
    · votar


    Sim... A minha única dúvida é se um pré legal de contra baixo do estilo EMG por exemplo tem possibilidades de funcionar bem como um sistema de equalização ativa de um amplificador... O que acha?
    Funcionar vai funcionar. Se vai ficar BOM, depende do que é bom pra você, e depois, só dá pra saber testando.

    MAS como você tá basicamente montando uma potência, não tem muito como dar errado. Se com o pré EMG não soar bem, testa outro. Se o outro não soar bem, testa um terceiro...

    Pra mim, o PRINCÍPIO pro baixo soar bem é o amplificador ter potência. De nada adianta um ampli com timbre divino e 100w num palco... Ninguém ouve. Então, tendo um ampli potente, pode tentar moldar todo o resto no pré.

    Krist Novoselic
    Veterano
    # jun/10
    · votar


    concordo

    Abner santuz
    Veterano
    # jun/10
    · votar


    me ajudem por favor...
    eu quero colocar uma meteoro conectada no pc...
    mas parece que tem que ser mono

    http://forum.cifraclub.com.br/forum/10/233678/

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Ideia maluca para montar um amplificador