Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

Músicas da época da ditadura brasileira

Autor Mensagem
nothing else matters
Veterano
# nov/04


Opa pessoal..
Falem músicas e postem letras que foram compostas na época da ditadura por "cabeças" onde criticavam de modo indireto a politica da época do Brasil...

Led_Zeppelin
Veterano
# nov/04
· votar


Cara, muita gente escrevia sobre a situação de forma disfarçada, pelo que eu saiba. "A BANDA", por exemplo do Chico Buarque é uma dessas músicas.

nothing else matters
Veterano
# nov/04
· votar


Led_Zeppelin
Sim...!
O que parece uma letra simples....
he he he
é uma PUTA DE UMMA LETRA

forzille
Veterano
# nov/05
· votar


Eu nem vivi essa epoca mais admiro mto e escuto mto....acho que foi a epoca musicalmente mais produtiva,assim como o rock dos anos 80 que eu tambem considero mto.

LeandroP
Moderador
# nov/05
· votar


Pra não dizer que não falei das flores.

Geraldo Vandré


Um dos que mais sofreram com a ditadura.

MyNameIsRevolution
Veterano
# nov/05
· votar


nothing else matters

ueaheuaheuaheauea, kct q indireta hein kra!

Atum Bluesman
Veterano
# nov/05
· votar


Cálice eh uma musica com uma puta letra "escondida".

Fritz_mkvl
Veterano
# nov/05
· votar


Só Raul.

CurTu MeTaL e NaO o DemOn
Veterano
# nov/05
· votar


Sei muito pouco sobre isso, mas uma musica que minha professora comentou esses dias foi essa tal de ''Cálice''...gostei da ideia, mas naum conheço a musica inteira!

Guimoloco
Veterano
# nov/05
· votar


nothing else matters
uma q tb critica a ditadura eh "meu caro amigo" do chico buarque

Wasted Years comes alive
Veterano
# nov/05
· votar


LeandroPanucci
coitado do Vandré, apanhou tanto q pirou, o cara era um gênio

Angusss
Veterano
# nov/05
· votar


Vandré eu também recomendo.Um cara que realmente faz sentido.

LeandroP
Moderador
# nov/05
· votar


Sapato 36 - Raul Seixas

Eu calço é 37
Meu pai me dá 36
Dói, mas no dia seguinte
Aperto meu pé outra vez
Eu aperto meu pé outra vez

Pai eu já tô crescidinho
Pague prá ver, que eu aposto
Vou escolher meu sapato
E andar do jeito que eu gosto
E andar do jeito que eu gosto

Por que cargas d'águas
Você acha que tem o direito
De afogar tudo aquilo que eu
Sinto em meu peito
Você só vai ter o respeito que quer
Na realidade
No dia em que você souber respeitar
A minha vontade
Meu pai
Meu pai

Pai já tô indo-me embora
Quero partir sem brigar
Pois eu já escolhi meu sapato
Que não vai mais me apertar
Que não vai mais me apertar
Que não vai mais me apertar

Por que cargas d'águas
Você acha que tem o direito
De afogar tudo aquilo que eu
Sinto em meu peito
Você só vai ter o respeito que quer
Na realidade
No dia em que você souber respeitar
A minha vontade
Meu pai
Meu pai

Pai já tô indo-me embora
Eu quero partir sem brigar
Já escolhi meu sapato
Que não vai mais me apertar
Que não vai mais me apertar
Que não vai mais me apertar

LeandroP
Moderador
# nov/05
· votar


Só pra variar - Raul Seixas


Tem que acontecer alguma coisa, neném
Parado é que eu não posso ficar
Quero tocar fogo onde bombeiro não vem
Vou rasgar dinheiro, tocar fogo nêle, só prá variar

Antes d'eu me confessar pro padre, neném
vou comer 3 quilos de cebola
Ver de perto o Papa, ai que luxo meu bem
Vou rasgar dinheiro, tocar fogo nele, só prá variar

Pena não ser burro... Não sofria tanto...
Essa noite eu vou dormir... Botar as manguinhas de fora...
Dizer que eu estou chegando e botando prá quebrar

Vou jogar no lixo a dentadura, neném
Vou ficar banguelo numa boa
É que eu vou fundar mais um partido também!
Vou rasgar dinheiro, tocar fogo nele, só prá variar

Diz que o paraíso já tá cheio, neném
Vou levar um lero com o Diabo
Antes que o inferno fique cheio também

Vou rasgar dinheiro, tocar fogo nele, só prá variar

Fritz_mkvl
Veterano
# nov/05
· votar


LeandroPanucci
Sapato 36 - Raul Seixas
Essa eu não sabia que era sobre a ditadura.

Fritz_mkvl
Veterano
# nov/05
· votar


Canção de protesto para crianças:
arimbador Maluco
Raul Seixas

Composição: Raul Seixas

5... 4... 3... 2...
- Parem! Esperem aí.
Onde é que vocês pensam que vão?

Plunct Plact Zum
Não vai a lugar nenhum!!
Plunct Plact Zum
Não vai a lugar nenhum!!
Tem que ser selado, registrado, carimbado
Avaliado, rotulado se quiser voar!
Se quiser voar....
Pra Lua: a taxa é alta,
Pro Sol: identidade
Mas já pro seu foguete viajar pelo universo
É preciso meu carimbo dando o sim,
Sim, sim, sim.
O seu Plunct Plact Zum
Não vai a lugar nenhum!
Plunct Plact Zum
Não vai a lugar nenhum!
Tem que ser selado, registrado, carimbado
Avaliado, rotulado se quiser voar!
Se quiser voar....
Pra Lua: a taxa é alta,
Pro Sol: identidade
Mas já pro seu foguete viajar pelo universo
É preciso meu carimbo dando o sim,
Sim, sim, sim.
O seu Plunct Plact Zum
Não vai a lugar nenhum!
Plunct Plact Zum
Não vai a lugar nenhum!
Mas ora, vejam só, já estou gostando de vocês
Aventura como essa eu nunca experimentei!
O que eu queria mesmo era ir com vocês
Mas já que eu não posso:
Boa viagem, até outra vez.
Agora...
O Plunct Plact Zum
Pode partir sem problema algum
Plunct Plact Zum
Pode partir sem problema algum
(Boa viagem, meninos.
Boa viagem).

LeandroP
Moderador
# nov/05
· votar


Fritz_mkvl

Pode crer que ele não fez essa música pro pai dele.

forzille
Veterano
# nov/05
· votar


Panis et circenses
Mutantes

Eu quis cantar minha canção iluminada de sol,
soltei os panos sobre os mastros no céu,
soltei os tigres e os leões no quintal,
mas as pessoas na sala de jantar
são ocupadas em nascer;
e morrer.

Eu quis fazer de puro aço luminoso um punhal,
para matar o meu amor e matei,
as 5 horas na avenida central,
mas as pessoas na sala de jantar
são ocupadas em nascer;
e morrer.

Eu quis plantar folhas de sonho no jardim do solar,
as folhas sabem procurar pelo sol,
e as raizes procurar,
procurar,
mas as pessoas na sala de jantar ,
são ocupadas em nascer;
e morrer.

A letra nao eh dos mutantes eu nao sei d quem eh exatamente mais exige mta interpretação, nao sei c a letra ta certa pq eu escrevi d cabeça...

franciscocantao
Veterano
# nov/05
· votar


Apesar de você - Chico Buarque

Hoje você é quem manda
Falou, tá falado
Não tem discussão
A minha gente hoje anda
Falando de lado
E olhando pro chão, viu
Você que inventou esse estado
E inventou de inventar
Toda a escuridão
Você que inventou o pecado
Esqueceu-se de inventar
O perdão

Apesar de você
Amanhã há de ser
Outro dia
Eu pergunto a você
Onde vai se esconder
Da enorme euforia
Como vai proibir
Quando o galo insistir
Em cantar
Água nova brotando
E a gente se amando
Sem parar

Quando chegar o momento
Esse meu sofrimento
Vou cobrar com juros, juro
Todo esse amor reprimido
Esse grito contido
Este samba no escuro
Você que inventou a tristeza
Ora, tenha a fineza
De desinventar
Você vai pagar e é dobrado
Cada lágrima rolada
Nesse meu penar

Apesar de você
Amanhã há de ser
Outro dia
Inda pago pra ver
O jardim florescer
Qual você não queria
Você vai se amargar
Vendo o dia raiar
Sem lhe pedir licença
E eu vou morrer de rir
Que esse dia há de vir
Antes do que você pensa

Apesar de você
Amanhã há de ser
Outro dia
Você vai ter que ver
A manhã renascer
E esbanjar poesia
Como vai se explicar
Vendo o céu clarear
De repente, impunemente
Como vai abafar
Nosso coro a cantar
Na sua frente

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
 

Tópicos relacionados a Músicas da época da ditadura brasileira

289.260 tópicos 7.547.365 posts
Fórum Cifra Club © 2001-2014 Studio Sol Comunicação Digital