Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      Preco cobrado de Shows em bares e Lanchonetes

      Autor Mensagem
      SlyX
      Veterano
      # jun/04
      · votar


      faculdade eh legal
      mas tipo..
      faz um conservatorio pra aprender acho q vale + a pena
      facul eh muita teoria pelo q me falaram =D

      evitaerc
      Veterano
      # jun/04
      · votar


      Zedin

      Cara eu acho que vale talvez não valha muito em termos financeiros mas vc vai crescer muito como musica, por mais que o mercado seja dificil, se vc ehh um profissional muito bom, as oportunidades acabam surgindo. Se vc tem uma faculdade e um mestrado e doutorado em musica pode conseguir uma cadeira de professor em alguma faculdade, ou pode conseguir tocar na orquestra de são paulo (7000R$) o salário, sem faculdade vc vai ficar tocando em bar pro resto da vida, a não ser que vc de muita sorte ou seja extremamente talentoso, tipo um raphael rabello da vida!!

      MarcoAntonio
      Veterano
      # jun/04
      · votar


      Muito interessante esse tópico.
      Eu ainda estou ensaiando com banda para tocar ao vivo na noite, mas nem penso em abandonar minha carreira para viver de música.
      Mas a expectativa é essa mesmo: a banda inteira ganhar valores de 300 a 700 por show, dependendo do lugar. Tem lugares que pagam até 1800 por show, mas são lugares maiores, com público cativo, mas só as banda mais famosas é que tema acesso a tocar.
      TAmbém tem o lance do repertório da banda: tem alguns estilos musicais que levam pouco público à casa noturna, e a banda não ganha nada mesmo.

      Zedin
      Veterano
      # jun/04
      · votar


      Realmente a situação é complicada, eu amo a música e não vejo nenhuma outra profissão a qual seja feliz...

      the_paranoid
      Veterano
      # jun/04
      · votar


      a namorada do meu colega tm uma banda, dae a banda dela e otras bandas amigas alugaram um local. dae eles recuperaram o dinheiro vendendo ingresso pra ir lah e achu q entro ainda um dinheiro pra eles

      Christofer Johnsson
      Veterano
      # jun/04
      · votar


      Realmente a situação é complicada, eu amo a música e não vejo nenhuma outra profissão a qual seja feliz...
      (2)
      estudo pra ganhar dinheiro ou pra fazer algo q me de prazer???

      tio rica
      Veterano
      # jun/09
      · votar


      que legal, eles pagam bem no estado de voces. aqui para tocar 3H e meia em um bar, eles choram para pagar R$ 30,00. é absurdo, mas tem muito músico que acaba aceitando, quebrando o nosso mercado.

      MauricioBahia
      Moderador
      # jun/09
      · votar


      tio rica
      Vc é crente?

      KAEL METAL
      Veterano
      # jun/09
      · votar


      MauricioBahia

      tio rica THE BACK TO LIVE MAN !

      viniciusjau
      Veterano
      # 26/jan/16 16:50
      · votar


      Sobeeee
      E em 2016 como anda o cache da galera por ai?

      bezerrabru
      Veterano
      # 26/jan/16 17:07
      · votar


      Estão rolando umas discussões engraçadas no Face com este tema... pqp.

      Ismah
      Veterano
      # 27/jan/16 08:59
      · votar


      bezerrabru

      Fala do acordeonista/gaiteiro/sanfoneiro do Safadão que ganha 3k, enquanto o show dele é o segundo mais caro do país?
      Isso é mais recorrente que parece, trouxa o músico que aceita isso - se bem que aí pra cima, só precisa saber segurar o acordeon, e sorrir, já que o mercado é bem carente desse instrumento.

      Me resta crer que é a ilusão infantil de "vou ser famoso tocando com o cara", ou que "se ele crescer eu vou crescer também"... Isso é cilada sempre, e até que os músico entenderem que tem banda onde tu é sócio (que tu forma com amigos) e a que tu é empregado como qualquer outra empresa (que era o caso do cara)...

      Só falei o quanto ganhava/cobrava para meu chefe dentro da banda, porque ele se tornou meu amigo, amigo mesmo. Antes de tudo, é anti-ético.

      bezerrabru
      Veterano
      # 27/jan/16 09:41
      · votar


      Ismah
      Nem vi esta história do cara do Safadão, eu vi uma discussão mais superficial de um cara que fala que músico que toca na noite por 150 com instrumento de 5K é trouxa. O problema que o cara começou a chamar de trouxa qualquer um que tocasse por 150, e uma galera começaram a querer definir o que é ser músico e tal.

      Mas eu te entendo cara, é difícil.

      Wade
      Membro Novato
      # 27/jan/16 10:15
      · votar


      Já tocamos de graça, já pagamos pra tocar (ajudar no aluguel do som), já tocamos por cerveja, por água e lanche e uma ou duas vezes por participação no lucro do bar, que é sempre uma merda.

      Difícil essa vida de tocar em barzinho e casa pequena.

      Tem também os "festivais", onde um cara organiza tudo. A casa fica com toda a renda da consumação e o organizador com a renda dos ingressos. E as bandas que ele chama pra tocar não recebem nada, pois aquilo é uma "oportunidade" pra mostrar o trabalho.

      É injusto, mas...

      Ismah
      Veterano
      # 27/jan/16 14:38
      · votar


      Wade

      Não sei de onde tu é, mas aqui no sul, tem até certo mercado nas cidades médias e grandes... Tem casa pagando 5k de cachê para banda com show de 2hs...

      6Strings
      Membro Novato
      # 27/jan/16 16:51
      · votar


      Wade

      Já tocamos de graça, já pagamos pra tocar (ajudar no aluguel do som), já tocamos por cerveja, por água e lanche

      Já participei de umas paradas assim também....hoje em dia tenho uma preguiça desgraçada de entrar numa dessas de novo, maior trampo.

      Wade
      Membro Novato
      # 27/jan/16 18:41
      · votar


      Ismah
      5k aqui só se paga pra banda com renome nacional. Falando de Rock, claro.

      6Strings
      Aceitamos isso por levarmos a banda como um hobby, uma diversão. Nós nunca dissemos pra nós mesmos "ok, larguem os empregos, vamos viver disso". Tocar é um prazer imenso. A gente paga por prazeres, normal. Ser pago pra ter prazer é privilégio. Quando acontece, ótimo.

      Nessas brincadeiras, o nome da banda vai se espalhando por aí e quem sabe as coisas tomem outros rumos espontaneamente. Aí tudo muda. Mas por enquanto é isso. A gente brinca de rockstar.

      moioli
      Membro Novato
      # 23/ago/17 07:55
      · votar


      Cara, msm estando começando se vc canta e toca bem, vc tem que vender seu show ja no mesmo preço que os músicos cobram. Vamos lá eu por exemplo de final de semana como 350 reais, que no caso sexta, sabado e domingo, durante semana que pego show de quarta quinta e as vezes na terça cobro 220 reais...
      Vc tem que saber que se seu produto for de qualidade, vc não pode fazer essas coisas de graça pois assim vc vai cavar seu próprio buraco.
      Eu vivo muito bem da música, dou aulas de violao, guitarra, baixo e cobro 150 por mes dos meus alunos dou uma aula de 1h na semana e ou aula de 40 minuto para ajudar nos treinos. Fora esses show que faço a noite as vezes aparece trabalhos diferenciados como gravações.
      Se você quer viver de musica tenho outra dica, nunca deixa a música de segundo plano, se você estiver começando arrume um outro trabalho de segundo plano e viva a música como primeiro.
      Você tem que saber vender tbm, não adianta você chegar e oferecer sem ter uma amostra, vídeos, páginas no face, pelo menos dois videos profissional com camera e som de qualidade, pra voce mostrar...
      Cara isso tudo que estou falando geralmente as pessoas cobram por essas explicações, mas agente tem que se unir, não é competição não pode pensar assim, e se você cobrar barato vc acaba tirando o trampo de outro cara que vive disso e precisa, e quem cobra barato não consegue sair do lugar.

      Felipe Stathopoulos
      Membro Novato
      # 23/ago/17 09:29
      · votar


      moioli

      Cara, vc é profissional, vive disso, e só faz isso da vida. O músico profissional tem de entender que nem todo mundo quer ou, principalmente, PODE largar seu emprego para viver de música...

      Adoraria estar na mesma condição, viver apenas de música, mas não posso. Nem por isso vou abandonar minha paixão.

      Nem por isso vou deixar de tocar, ainda que de graça (porque é isso que os caras oferecem por aí, no esquema "pegar ou largar").

      A verdade é que quando consigo tocar com um PA razoável e microfones que captam minha voz já me dou por bem feliz...

      (E quero ver aparecer algum vagabundo de fiscal da OMB pra encher o saco onde eu estiver tocando: vou descer do palco pra bater, vai tomar porrada do lugar inteiro e tô pouco me lascando se for pra cadeia depois! Pilantras!)

      Sobre dar aulas, e e etc.: nem todo mundo QUER dar aulas; aliás, se todo mundo fizesse isso os músicos profissionais como você estariam provavelmente enrascados, concorda?

      Aonde está o erro? Porque que a coisa é assim? Eu não sei. Honestamente não faço ideia. Mas é assim. É o que tem pra hoje.

      Mauricio Luiz Bertola
      Veterano
      # 23/ago/17 09:51
      · votar


      Felipe Stathopoulos
      Concordo.
      Música como profissão única é complicado aqui no Brasil. Existe, mas está cada vez mais difícil e raro, e não se pode confundir isso com músicos/artistas de sucesso comercial.
      Conheço vários deles, profissionais MESMO, que tocaram com grandes nomes da MPB e do rock nacional, que, ou abandonaram a carreira, ou conjugam essa carreira com outra mais "segura" (inclusive o magistério).
      O restante são amadores, que tem uma profissão e tem suas bandas (que cobram, ou não...).
      Abç

      Buja
      Veterano
      # 23/ago/17 10:01
      · votar


      A família da minha esposa na sua integridade são pessoas com espírito empreendedor (o típico que não gosta de receber ordens de patrão).

      Entao todos eles tem uma negocio proprio. Um tem uma fabrica de cosmeticos, outro monta e instala estruturas metalicas, outro tem salao de beleza, limpeza de pele, etc etc etc. Cada um faz uma coisa no seu ramo.

      Mas tem uma cosia que eles vivem falando, e apesar de discordar por um bom tempo, hoje, sou mais favorável:

      Tem um tipo de negocio que não quebra: Alimentação.

      Qualquer coisa ligada a alimentação, sacolão, supermercado, açougue, churros na praça, agua de coco na praia. Isso nao quebra.
      Pode até viver nos frangalhos, se mal administrado, mas ficar sem vender nada, nao fica.

      Isso porque, quando a situação economica ta boa, voce sai de casa pra comer num restaurante caro.

      Se a situação ta mais ou menos, voce sai pra tomar um caldo, um tropeiro na esquina, voce ainda assa uma carne em casa e assiste futebol.

      Se a situação ta braba mesmo, voce sai de casa pra distribuir curriculo, e se bater uma fome na rua, voce ainda come uma coxinha, toma uma agua mineral.

      Mas comprar roupa nova, voce so compra se a situacao ta boa. Fazer aula de dança, comprar viagens, trocar de celular, tunar o carro, make-up no salao de beleza, ir em shows, comprar guitarras novas, essas coisas voce so faz se ta bem.
      Fora isso, voce usa seu dinheiro para o basico.
      É o basico pra sobrevivencia é o que?
      Alimentacao, Higiene, Saúde. Voce faz pra viver.

      Por isso esses negocios nao quebram. Agora quem vive, depende SO e somente SO de musica, na crise economica de hoje, ta muito corajoso.

      Ismah
      Veterano
      # 23/ago/17 15:25
      · votar


      Felipe Stathopoulos
      Cara, vc é profissional, vive disso, e só faz isso da vida. O músico profissional tem de entender que nem todo mundo quer ou, principalmente, PODE largar seu emprego para viver de música...

      Não sei se é questão de poder, e sim de optar...

      Quem formou família primeiro, perdeu a vaga... Eu sou desquitado, comecei bastante novo, e recebi o apoio da família até me estabelecer profissionalmente como técnico.

      Felipe Stathopoulos
      Membro Novato
      # 24/ago/17 09:40
      · votar


      Ismah

      "Desquitado"

      Porra Ismah, essa vc foi buscar no fundo do baú, nem na faculdade de Direito eu ouvia essa, e olha que faz uns 15 anos que saí de lá kkkkkkk

      fernando tecladista
      Veterano
      # 24/ago/17 15:03
      · votar


      moioli
      vc tem que vender seu show ja no mesmo preço que os músicos cobram. Vamos lá eu por exemplo de final de semana como 350 reais, que no caso sexta, sabado e domingo, durante semana que pego show de quarta quinta e as vezes na terça cobro 220 reais...

      na teoria é bonito
      o que acontece com todo mundo, é que o cara ta começando, o publico não conhece quem é o cara, o dono do bar muito menos...

      se você chegar falando que quer tocar no sabado por um valor digno...
      o dono do bar vai tirar uma da sua cara
      ele tem uma empresa que precisa gerar lucro
      ai ele té oferece a quinta, a quarta, pelo valor de meia portaria, ou vala que a quarta é free porque ele deixa o palco em aberto para quem quer demonstrar a banda
      não adianta deixar dvd todo bonito, o cara é dono de empresa, não tem como ele tirar uma hora pra assistir sua banda, amanhã ele tem que se preocupar em passar no ceasa
      e outra você pode ser o cara, mas ele quer saber o retorno financeiro que você traz ele tem que pagar contas
      a sexta e o sábado ele deixa pra quem garante publico, publico é o que garante o funcionamento da empresa dele

      então quem tá pondo as caras pra fora precisa passar por essa parte, se falar que não vai ficar em casa tocando
      muita banda ainda é virgem de palco, precisa ter a labia pra isso, não se pega isso em estudio ensaiando... treino é treino, jogo é jogo!
      ----------------------------------------------------------------

      eu lembro de um músico que resolver abrir um bar e o discurso era bem assim:
      - no meu bar eu vou valorizar os músicos, eu vou abrir espaço para as bandas novas, eu vou pagar uma paga digna...
      - começou assim, foi lindo.... no primeiro mês ele viu que as contas não fecharam...
      no segundo mês começou a fazer o que todo mundo faz... pagar cenzinho por músico, pagar portaria na quarta, deixar as bandas melhores que para as datas melhores, as mais novas para o fim do mês...
      e falava
      - cara eu tive que fazer isso se não eu fecho o bar, não dá pra fazer caridade aqui

      Ismah
      Veterano
      # 24/ago/17 17:02
      · votar


      Felipe Stathopoulos

      Acho que devo desculpas por te fazer sentir-se velho rsrs

      Paludo756
      Membro Novato
      # 25/ago/17 09:16
      · votar


      fernando tecladista
      não adianta deixar dvd todo bonito, o cara é dono de empresa, não tem como ele tirar uma hora pra assistir sua banda, amanhã ele tem que se preocupar em passar no ceasa
      e outra você pode ser o cara, mas ele quer saber o retorno financeiro que você traz ele tem que pagar contas
      a sexta e o sábado ele deixa pra quem garante publico, publico é o que garante o funcionamento da empresa dele


      Bem colocado. Não é deixando DVD, CDzinho, Cartãozinho que brilha no escuro, músicas demo da banda na internet, que vai fazer o dono do estabelecimento comprar o trabalho de uma banda, o que faz os olhos do cara brilhar é o público, é disso que ele precisa.
      Semana passada a minha banda conseguiu levar 57 pessoas pra assistir a um show num bar, e o dono da casa já está oferecendo cachê pra tocar mais um dia lá. Banda sem público tá morta.
      E o importante também é as pessoas que você leva gostarem do show, a grande maioria dos que foram estão muito a fim de ver outro show, e esperamos conseguir ainda mais pessoas para o próximo.
      Antes de sair fazendo material pra mostrar a banda, crie um publico.

      fernando tecladista
      Veterano
      # 28/ago/17 14:33
      · votar


      Paludo756
      Antes de sair fazendo material pra mostrar a banda, crie um publico.

      o primeiro vídeo que fizemos foi uma filmagem que pedi pra esposa levar a câmera (não havia celular que filmava como hoje)
      e fiz umas editadas no moviemaker

      tinha gente pra dedel, era encontro de motos todos aguardando a atração que fechavam a noite, não era a minha banda, a quantidade ajudou
      o bom é ter o pacote básico
      pagina no facebook, instagram, canal no youtube
      fotos, muitas fotos... mesmo que as manjadas de ir tirar foto na estação, em rua de paralelepípedo... já vai todo mundo com um visual bacana.. nada de tenis e camiseta (a não ser que seja o estilo do som da banda)
      se o dono do boteco pedir link, tá fácil pra passar, se alguém do publico perguntar se a banda tem pagina já tá fácil pra procurar, aproveitar os intervalos e fazer contato, tem sempre um que conhece outro boteco, alguem que é ligado a motoclube que vai falar de tocar no aniversario do motorclube... claro que nunca tem verba, mas pedir no minimo ajuda com os gastos de combustivel e que cubra o aluguel de estudio, esse motoclube conhece quem te enfia no da principal da cidade e com paga boa, se de cara já bater o pé, falando que a banda não sai por menos de 1.500 já assusta e não dá conversa,

      Paludo756
      Membro Novato
      # 06/set/17 20:45
      · votar


      fernando tecladista
      Eu registro tudo, até ensaios da banda eu filmo, porque as vezes na hora a gente deixa passar tudo, mas depois, quando assistimos ao ensaio da nossa banda realmente notamos os problemas. Aí é o vídeo no youtube, restrito para só as pessoas da banda verem, link no grupo do facebook, e cada um apontando os problemas e dizendo em qual vídeo e em qual tempo ocorre.
      O mesmo é feito nos shows, tudo registrado.
      Tem ajudado muito para melhorarmos.

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Preco cobrado de Shows em bares e Lanchonetes

      303.275 tópicos 7.848.551 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2017 Studio Sol Comunicação Digital