Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      Qual o mercado para bandas tributos

      Autor Mensagem
      Tele_Guitar_man
      Membro Novato
      # 12/set/17 20:49 · Editado por: Tele_Guitar_man


      Não achei nenhum tópico para isso portanto...
      tenho uma banda a pouco mais de 1 ano e meio, mas cada integrante já é musico a mais de 14 anos... estamos enfrentando dificuldades em conseguir agendar shows, pois ainda não temos muito nome, e as bandas locais da região que eu moro (Joinville a Balneário Camboriú, Santa Catarina), são bandas grandes e renomadas de covers e tributos.. tem algumas autorais também...

      Tocamos em um bar e o dono nos pediu para "façam algum tributo que assim é mais fácil vir gente"... não é a primeira vez que eu escuto alguém falar algo assim, então venho perguntar pra quem tem banda cover, ou já teve... Compensa realmente investir tempo, dinheiro, horas e horas de ensaio com a banda, e ensaio individual para se tornar uma banda cover? O mercado é realmente bom ? Em média quanto uma banda cover recebe por show? E as bandas tributos? É mais fácil por não ser necessário copiar IDENTICAMENTE a banda a ser homenageada ?
      Ou investimos em músicas autorais ? quem tiver passado pela mesma situação, e tenha alguma experiência, me dê uma luz aee

      HotLicks
      Membro Novato
      # 12/set/17 21:24 · Editado por: HotLicks
      · votar


      Tele_Guitar_man

      Compensa realmente investir tempo, dinheiro, horas e horas de ensaio com a banda, e ensaio individual para se tornar uma banda cover? O mercado é realmente bom ? Em média quanto uma banda cover recebe por show? E as bandas tributos?
      Cara, eu acho que aí, vc deveria fazer uma pesquisa de mercado na sua região. Vc diz que existem bandas grandes e renomadas. Bom, elas não nasceram grandes e renomadas, todo mundo começa de alguma forma. Ensaios e dedicação. Aí, vc responde sua primeira pergunta.

      HL

      JJJ
      Veterano
      # 12/set/17 21:26 · Editado por: JJJ
      · votar


      Nunca ouvi esse termo... banda tributo seria diferente de banda cover?

      Bom... desde muito tempo, acho que banda que toca música já conhecida tem mais facilidade de arrumar público e achar espaço pra tocar... acho que é meio consenso isso.

      Quanto a tocar a música de forma idêntica, até o detalhe, acho terrivelmente chato, tanto de tocar quanto de ouvir. Se quero o original, toco o CD...

      Quanto a preços, estou completamente desatualizado, mas suponho que os cachês para bandas iniciantes estejam valendo mais ou menos... uma merreca... rs

      Tele_Guitar_man
      Membro Novato
      # 12/set/17 21:35
      · votar


      vc deveria fazer uma pesquisa de mercado na sua região
      cara... pelo que eu vejo, eles ganham mais dinheiro que eu kkkkkkk isso sem dúvida... mas eles estão no mercado a 15 anos, então isso é um fato.. e eles são baita paus no cú... não curtem dividir as experiencias... Mas me pergunto uma coisa... e se esse tempo todo investido pra transformar sua banda em uma cópia de outra banda, for desnecessário ? a que limite chega uma banda cover??? Porque como músico autoral, não há limites... mas com uma banda cover, será que não haveria, depois de alguns anos um ponto final ? Tipo, é isso ai e deu pelo resto da sua vida??? Será que isso compensa? Nenhum músico ai que toca em banda cover pra dar uma opinião ?

      Tele_Guitar_man
      Membro Novato
      # 12/set/17 21:37
      · votar


      banda tributo seria diferente de banda cover?
      bandas covers são bandas que simplesmente tiram um xerox de uma banda que já fez sucesso.. copia tudo desde apresentação e tons...
      tributo é uma banda que gosta muito de uma certa banda, e usa umas 20 músicas de sucesso dessa banda e fazem um "tributo' a essa banda... mas não precisa necessariamente ser IDENTICO, como é o caso de uma banda cover

      Ismah
      Veterano
      # 12/set/17 21:48
      · votar


      JJJ

      Eu comentei disso em algum lugar recentemente... O conceito gringo de cover, é a banda X tocando a música de Y... Mas por aqui, cover os caras copiam até os trejeitos da banda original...

      JJJ
      Veterano
      # 13/set/17 09:38
      · votar


      Ismah

      Até a roupa, o cabelo... ah... vsf

      Wade
      Membro Novato
      # 13/set/17 10:01 · Editado por: Wade
      · votar


      Pra mim, cover define música, não banda. É uma música de uma banda tocada por outra banda, mantendo a essência da música original (o que difere de versão).

      Uma banda autoral pode fazer um cover no meio do show sem virar uma "banda cover". Isso de banda cover é um conceito vazio pra mim. Não existe.

      Se uma banda toca apenas covers, tem dois caminhos: banda de baile (quando toca covers de várias bandas) ou banda tributo (que toca covers de apenas uma banda específica).

      Sobre o mercado: ganha e toca mais que autoral. Comparando duas bandas com "peso" equivalentes no mesmo circuito.

      DuBarzinho
      Membro Novato
      # 13/set/17 10:22
      · votar


      Acredito que em raras exceções uma banda precisa fazer uma mistura, toca uns covers para a plateia poder interagir e junta coisa autoral aos poucos para poder divulgar.

      LeandroP
      Moderador
      # 13/set/17 10:23
      · votar


      Minha banda tocava classic rock, agora fazemos tributo ao Whitesnake.
      O lance é que a banda é o trio básico (baixo, guitarra, bateria) e a vocalista. Tenho que me desdobrar pra fazer as harmonias, afinal a banda tem no mínimo duas guitarras e teclados. De qualquer forma, tá rolando legal, a agenda tá boa. Mas é como já disseram, a banda não nasce pronta e até conseguir alguma notoriedade necessita de bastante sacrifício. O mais deprimente, na minha opinião, é quando você ensaia durante 6 meses, e quando está tudo no ponto, alguém desiste. Fora isso, manda ver, quem sabe?!

      Pleonasmo
      Membro Novato
      # 13/set/17 10:24
      · votar


      Bandas tributo são a moda do momento por aqui. A diferença entre tributo e cover é puro marketing, é igual trocar o botão "cadastro" por "continue" em um site de compra, um pequeno detalhe que faz toda a diferença.
      Vale a pena, você traz o público que curte a banda original. No geral é mais fácil que autoral.
      Uma que acompanho é a TN SHE de umas mulheres que tocam acdc, elas tem um bom marketing.

      LeandroP
      Moderador
      # 13/set/17 10:25
      · votar


      A diferença entre tributo e cover é puro marketing, é igual trocar o botão "cadastro" por "continue"

      Pó de crê rsrsrs

      LeandroP
      Moderador
      # 13/set/17 10:28
      · votar


      Se eu tivesse uma banda autoral, o mais provável seria eu me envolver em festivais (que além dos prêmios, pagam bem), em vez de barzinhos. É muito difícil ver banda autoral tocando em bares, a não ser que a banda já tenha alguma notoriedade e o público conhece as músicas. O pessoal que vai pra barzinho curtir bandas, geralmente querem ouvir um cover (ou tributo).

      Felipe Stathopoulos
      Membro Novato
      # 13/set/17 10:33
      · votar


      Eu já entendo diferente: banda tributo é que toca músicas apenas de uma banda, faz homenagem a ela e copia até as maquiagens e os trejeitos dos caras. Banda cover toca várias músicas de várias bandas (mas é diferente de banda baile, que toca de tudo e, aí sim, imita trejeitos e indumentária, e tals, mas toca desde samba até heavy metal).

      De minha parte eu já detesto gozar com a pica alheia, imagina gozar com a MESMA pica alheia todo dia... Deus o livre...

      Mas sim, bandas tributos tem bem maior facilidade pra agendar shows que bandas cover, e ambas muito mais que bandas autorais.

      Agora, se tocar pro resto da vida músicas dos outros dá grana, aí eu já não sei... Sei que tem gente que vive disso, mas eu simplesmente nem tô a fim de fazer isso: nem existe uma banda que eu goste tanto assim...

      Mauricio Luiz Bertola
      Veterano
      # 13/set/17 10:40
      · votar


      Felipe Stathopoulos
      Concordo...
      Detesto bandas e cover e "tributo"...
      Abç

      Lelo Mig
      Membro
      # 13/set/17 10:42
      · votar


      Na boa, pra mim, tocou musica não autoral é cover.

      Pode ser boa pra burro ou ruim pracarai, mas é cover.

      De resto é banda de baile (um cover de cada artista) ou tributo (cover de uma só banda ou estilo).

      Mudar um solinho ou andamento não deixa de ser cover.

      Ao menos que se faça uma "releitura".... Gravar "Poderosa" da Anita com arranjo trash metal... Ai é diferente.

      Ismah
      Veterano
      # 13/set/17 10:52
      · votar


      JJJ

      http://acdccoverrs.wixsite.com/acdccoverrs
      http://gunscoverbrazil.com.br/
      http://legiaourbanacover.com.br/ (note que o vivente se parece com o Renato)

      Só dois exemplos que eu conheço...
      Não acho errado, porque vira um show performático. Não é só música.

      Do outro lado da moeda...

      https://thebeatlesnoacordeon.com/
      https://www.facebook.com/StonesBluesBand/

      JJJ
      Veterano
      # 13/set/17 11:00
      · votar


      Ismah

      Cara, eu toco música "dos outros" desde os 14 anos. Não tenho nada contra. Normalmente, minhas bandas quando na ativa, enfiavam uns 20% a 50% de música alheia. Mas nunca me preocupei em fazer igualzinho, parecer igualzinho, tirar até o barulhinho do Page roçando na corda na intro de Stairway to Heaven... isso é de lascar...

      Mas houve uma exceção. Uma banda cover de Beatles que tentamos uma vez. Ali, sim, era pra tirar tudo igual. A banda era ótima (os músicos), mas o saco encheu... durou só umas poucas semanas.

      Beto Guitar Player
      Veterano
      # 13/set/17 11:17
      · votar


      Vou falar por mim, toquei em banda cover (músicas variadas de bandas variadas) por uns 10 anos e fizemos nesse tempo até alguns shows por aí, mas nada grande, só os buteco da vida mesmo. E nesse tempo todo, nunca trabalhamos em nenhuma música autoral, fico até chateado por isso.

      Eu nunca quis e nunca me imaginei fazer tributo ou cover de uma única banda, pra falar a verdade, acho que eu não conseguiria fazer isso de nenhuma banda específica, gosto de muitas e muitas bandas, mas acho que nenhuma vale a pena gastar tempo e dinheiro pra desossar todas as músicas... Tinha alguns colegas que tocavam num Guns cover, inclusive eles conseguiram até ir no Faustão, mas acho complicada essa questão.
      É fato que existem muitas super bandas que muita gente nunca conseguiu ou conseguirá ver na vida, por isso as bandas tributo acabam fazendo algum sucesso por causa disso.

      Hoje não estou tocando em nenhuma banda, tenho planos de fazer alguma coisa com o baixista que tocava comigo, nas não conseguimos arranjar outros integrantes com as mesmas ideias que temos e pra falar a verdade, nem estamos procurando.

      E hoje eu tenho umas 100 músicas autorais e quero produzi-las sozinho, tocando as guitarras/violões e usar VST pra todo o resto, mas não tenho mais vontade de fazer sucesso, ou ser famoso nem nada do tipo, quero somente por satisfação pessoal.

      Ismah
      Veterano
      # 13/set/17 12:30
      · votar


      JJJ

      Gosto e opinião é como... cada um tem o seu, e dá quem quer...
      As cifras tem parte de culpa nisso... Eu tirei e tiro música de ouvido, se não de memória, e tento entender o que tá acontecendo... Não porque eu quero ser cool, o troozão da turma... Mas porque só consigo por minha identidade se fizer assim... Se fosse para ter uma réplica exata, mas tocada ao vivo, poderia criar um robô, que tem precisão muitas vezes maior que um humano...

      Ismah
      Veterano
      # 13/set/17 12:32
      · votar


      LeandroP

      Até aí é mais fácil com "a pica alheia". Tenho um conhecido, guitarrista, dono de estúdio, produtor, endorser de umas 5 marcas... O cara não sabe dizer " oi " no mic, mas é um baita guitarrista...
      Toca em power trio clássicos do rock, em versão instrumental, com altas doses virtuosismo (like Michael Angelo Batio)... 70mil pra um show que ninguém presta a atenção...

      Ele dá uns mil pila na mão de cada músico, embolsa o resto da grana... Tá errado? Legalmente não, mas é questionável pela ética... Começa se o dinheiro público, deve ser investido em algo que seja além da compreensão popular (vide exposição do Santander em PoA)...

      ejames
      Membro Novato
      # 13/set/17 13:00
      · votar


      Ismah
      Começa se o dinheiro público, deve ser investido em algo que seja além da compreensão popular

      Como que se filtra o que é ou o que deixa de ser "além da compreensão popular"?

      entamoeba
      Membro Novato
      # 13/set/17 13:31
      · votar


      É só nivelar por baixo até que toda a forma de linguagem morra e passemos a nos comunicar por socos e grunhidos.

      Não tem investimento do dinheiro público pior do que a alienação!

      Ismah
      Veterano
      # 13/set/17 14:53
      · votar


      ejames

      Se eu soubesse isso, seria um artista de sucesso, não um técnico meia boca. Pergunte a um especialista em sociologia... Ou faça melhor, vá no bairro mais pobre de sua cidade, e mostre a eles Segóvia, Yamandú Costa, e Michael Angelo Batio. Já é um bom peso de medida.

      Mas o ponto de familiaridade é fácil de entender: "onde o que gostamos precisa ser um pouco diferente do que a gente já conhece - pra ser uma novidade - mas não tão diferente do que a gente não consegue entender".

      Retirado de www.youtube.com/watch?v=MmL_CUGtGTg

      Agora, com toda certeza, se o citado show está as moscas, é algo que não deveria ser repetido, mas o vivente tá lá todo ano dos últimos 7...
      Se querem levar rock a guitarra, existem N projetos que misturam música popular e guitarra... O Metaleiro seria uma boa ideia!

      Da mostra... A repercussão negativa, e precisando haver explicações para a arte apresentada, basta para ver que a compreensão do escopo popular esta aquém...

      LeandroP
      Moderador
      # 13/set/17 15:10
      · votar


      Ismah

      Já toquei com gente assim e não toco mais. Sinceramente, só saio de casa com a guitarra se o lance valer a pena. O foda é quando a pica alheia é a minha rsrs

      Na próxima sexta vamos abrir o show do Velhas Virgens, num PUB da z/s, fazendo um tributo ao Whitesnake :p

      Ismah
      Veterano
      # 13/set/17 16:15
      · votar


      Pô o Velhas é do caramba! Foi o primeiro show nacional que eu fiz na sonorização.

      Paulão de Carvalho e Alexandre Carvalho são caras das antigas, baita sangue bom, e tocam sem xaropear... Saindo som tá lindo!
      Acho muito massa que o Paulão por ser um dos ases do SBT, nunca usou isso para se promover. Aliás, acho que eles nem nunca tocaram no SBT.
      E com orgulho são a maior banda indie do país.

      LeandroP
      Moderador
      # 13/set/17 16:27
      · votar


      Ismah

      As pessoas nem fazem ideia que ele é do SBT, que trabalhou inclusive no programa daquele otário... O Gugu Liberado

      Ismah
      Veterano
      # 13/set/17 16:34
      · votar


      Bussiness man! Only bussiness!

      Buja
      Veterano
      # 13/set/17 17:13
      · votar


      Vejo gente que nao curte banda cover, banda tributo ou autoral.

      Eu por exemplo, so ouço banda autoral quando quero escutar banda autoral.
      Ja banda cover escuto em todo lugar. Tributo por aqui tambem é so se quiser ouvir.

      Dentre estas todas, prefiro a cover. A que toca de tudo, e faz versões e medleys de tudo.
      Banda tributo fica um gosto de...."prefiro a original".
      Aqui em BH tem pubs que apresentam tributos a Bon jovi, Red hot, U2, etc.
      Ja fui no tributo ao RHCP, porque curto muito RHCP.

      Sabe o que eu achei: os caras tocam bem pra kcta, mas fica aquele gostinho de "kd o RHCP?!"

      Agora nas bandas covers, onde os caras chegam la e mandam um Metallica no cajon, uns anos 80 medley, uns sambas no meio, já acho mais legal. Prece trabalho melhor feito. E se curte mais.

      Banda autoral, poooo, sinceramente, a nao ser que seja bem reconhecida na região, se ninguem conhece as musicas direito, ai sim...quem g*za é so a banda sozinha, por que o resto, nao ta nem rasgando.

      Ja cheguei em festival onde tinha uma bandinha ruim pra danar, e comecaram a berrar "cantando"...
      Quero os maltrefeques do palácio do planalto...com suas caras esfoladas no asfaltooo.....yeahhhhh.....e o jeito que vamos dar para o Brasil...é mandar todo mundo pra p*ta que pariu.....ohh yeahhhhh

      Bicho, sacanagem né...sair de casa pra escutar uma m*rda dessa....prefiriria escutar pela milesima vez um jump do van halen do que esse maldito hard rock brasileiro dos inferno.

      Synth-Men
      Veterano
      # 13/set/17 23:16
      · votar


      Pô mêu!

      Esse negocio de banda autoral em bares e clubes, só dava certo mesmo nos anos 70, 80 e mais ou menos que entrou em decadência após o Gangrena Gasosa. Os caras queriam ver o artista mesmo. Hoje isso meio que acabou.

      A exemplo do circo. Antigamente todo mundo queria ir no circo, hoje o palhaço não tem mais graca.

      Músico de barzinho de esquina, tem que tocar a merda toda. Música de comercial, vídeo game, novela, seriado, jingle de abertura de programa, modinhas da hora, Beethoven a Tiririca. O dono do estabelecimento que te contratou é o patrão.

      A banda pode variar. Sei lá! Qualquer merda, hoje tributo ao Cauby, amanhã ao Zé Ketti, depois ao Jamelao. Porra o cara quer fica a vida toda homenagiando ao U2 ou outro qualquer. Chega uma hora que satura tudo, a procura, oferta, os caras da banda. Até o Michael Jackson já encheu a porra do saco. Beatles e outros clichês já não dá mais para fazer tributos.

      Mas se você tocar uma de cada um já fica legal. Quer fazer tributo, faz tributo a décadas. 70, 80, 90. Essa bosta ainda dá certo. Faz um medleyzão com a metade de cada música.

      Já fui em um evento que tive que tocar a música de abertura do Jornal Nacional, tiros, gritos, latidos, barulho de panelas, tive que me preparar. Achei ridículo na hora, mas aprendi.

      Se o cara tocar bem um cover da vida, o pessoal ficar animado, dá para enfiar uma autoral no meio. Mas a música tem que ser boa e a galera tem que tocar bem. Eu enjoei desta merda, mas não deixo de ouvir e tirar um converzinho. Isso traz uma experiência do ca%#*+@$.

      Com essa graninha, vai aprimorando as autorais num estúdio aí marromeno até conseguir ficar supimpa para gravar uma demo digna de cópias. Aí até o próprio produtor do estudio vai se interessar.

      Tudo é devagar. Hoje tu toca no buteco, amanhã no puteiro, depois num clubão, depois no evento da prefeitura, de um vereador, um deputado puto aí qualquer, depois no festival da cidade, de repente tu tá na abertura do show de algum famoso aí da vida, faz participação no CD do coral da igreja da cidade. Depois a banda cover bambambam do estado te chama pra fazer participações, é por aí vai.

      Se prende a uma coisa do não.

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Qual o mercado para bandas tributos

      303.726 tópicos 7.859.537 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2017 Studio Sol Comunicação Digital