Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      Teste de alcance auditivo agudo.

      Autor Mensagem
      Buja
      Veterano
      # 14/set/17 11:37
      · votar


      Lelo Mig
      Perguntei pro medico se a culpa é do "Jim Marshall" ele disse que não exclusivamente, mas que ele pode ter uma boa participação.


      E igual quando dei capsulite. O Bill Gates e o Flea me ferraram feio.

      Lelo Mig
      Membro
      # 14/set/17 11:41
      · votar


      Buja

      É por ai mesmo, correto o seu raciocínio.

      Há um pressão interna, aparentemente o "respiro esta entupido"... Mas não aparece o porque.

      A colocação de um dreno dará ao medico a certeza de que a solução é por este caminho. Se não der resultado, necessitara outros rumos.

      Buja
      Veterano
      # 14/set/17 11:42
      · votar


      E se a solucao for por este caminho?
      Cai colocar um tubinho pra aliviar a pressao, dar passagem de ar?

      Lelo Mig
      Membro
      # 14/set/17 11:55 · Editado por: Lelo Mig
      · votar


      Buja

      "E se a solucao for por este caminho?"

      Ai existe uma outra cirurgia, um pouco maior, para a colocação de um dreno "definitivo" (mesmo assim valido de 2 a 3 anos)... Ou uma outra tecnica que é a colocação de um "micro balão", tipo aqueles usados em gastro.

      Buja
      Veterano
      # 14/set/17 11:59
      · votar


      Lelo Mig
      Nao sei como seria o dia-a-dia disso velho, mas, resolvendo, é o que importa.

      Tava ontem falando com minha mulher, sobre deficiencias, e eu disse que qualquer uma é uma maldição...porem, acho que eu suportaria perder duas pernas, mas nao suportaria perder uma mao.
      Acho que suporta enxergar 10% so, mas nao suportaria ouvir 10% so.

      Enfim, papo ruim esse meu, foi mal.

      Torço pra que de certo cara. Torço de verdade.

      Lelo Mig
      Membro
      # 14/set/17 13:15
      · votar


      Buja

      A tecnologia do micro balão é moderna, bastante recente no Brasil... Então, convênio não banca, não tem pelo SUS e estas coisas que conhecemos bem no Brasil.

      Mas se der certo, a "definitiva" tem prazo de validade de até uns 3 anos... Ou seja fazendo esta experimental, confirmando tudo, fazendo a outra ganho uns 3 a 4 anos.

      Até lá, muita coisa mudou, novas tecnicas e etc... Então o médico falou pra eu nem me preocupar com isso agora.

      Ismah
      Veterano
      # 15/set/17 20:40
      · votar


      Lelo Mig

      Ter até tem estes problemas, mas temos mais crianças, mais pessoas... E sim, mais recursos... Mas isso não muda que a interferência da medicina, pode ser causa de várias doenças que não eram comuns a humanos... É algo hipotético, e muito difícil de mensurar, talvez levemos décadas para conseguir quantificar, mais décadas para analizar e catalogar, e mais décadas para compreender...
      Não é algo simples, ninguém para, e vários começam diariamente a fumar com tudo apontando que faça mal... Eu e tu somos exemplos disso! Eu parei um tempo, e voltei a fumar essa semana, começando por um Marlboro Gold... E vou consciente que isso vai acelerar meu funeral...

      No mais, desejo melhoras, felizmente tudo tem solução... Custa outro órgão, mas tem solução...

      Buja
      No estagio 3, bug no cerebro, acho que beira o impossivel.

      Se existem pessoas que voltam a andar, falar, etc, ouvir não deve ser impossível, se tudo está certo. Como? É a pergunta de um milhão de doletas...

      Lelo Mig
      Membro
      # 15/set/17 21:55
      · votar


      Ismah

      No mais, desejo melhoras,

      Obrigado meu velho! Gracias!

      fernando tecladista
      Veterano
      # 16/set/17 21:13 · Editado por: fernando tecladista
      · votar


      Esse teste só vai dizer até sua caixa ou fone reproduz áudio
      Se suspeita de algo o certo e fazer uma audiometria em uma clinica

      Ismah
      Veterano
      # 17/set/17 05:26
      · votar


      Temos o vencedor do prêmio Rubens Barrichello rsrs

      daimon blackfire
      Membro Novato
      # 17/set/17 09:40
      · votar


      É triste e nada agradável ver pessoas dizerem que deficiências são maldições.

      Buja
      Veterano
      # 18/set/17 16:34 · Editado por: Buja
      · votar


      As pessoas que as tem não sao maldiçoes. Pelo contrario, a esmagadora maioria sao seres humanos incriveis. Eu conheco varias.

      Mas a deficiencia fisica, em qualquer grau nao é desejavel por ninguem. Nisso ela se torna uma maldicao. É uma pena dizer isso, mas é verdade.

      Tambem as pessoas confundem deficiencia fisica com incapacidade.
      É uma tremenda duma mentira.
      Até eu, que tenho miopia, em pequeno grau posso ser considerado deficiente visual.
      Na verdade, os que eu conheci pessoalmente, tendo deficiencia visual, auditiva ou até mental, tem habilidades e personalidades incriveis, dos quais duvido que alguem sem elas poderia adquirir.

      Repito o exemplo que ja citei aqui: na minha reuniao religiosa, o responsavel pelo sistema sonoro tem deficiencia auditiva ainda nao bem recuperada, mas chegou a quase ficar surdo. Hoje ele tem um senso auditivo tao apurado, que parece mesmo que ele ouve sem ouvir. É uma loucura. O cara parece um mic condensador. É como se pressentisse uma micronofia. Antes de conseguirmos nota-la, ele diz: ta ouvindo a microfonia? Quando de repente, 3 segundos depois, ela vem ensurdecedora.

      Outro era um cara que trabalhava comigo no Sesi de bh/gameleira.
      Ele tinha deficiencia visual, em grau completo.
      E detalhe: Ele digitava! Rapido e muito bem!
      Digitava inclusive atas de reuniao, na hora! E fazia muitos dos nosso casos de uso. Como??? Nao sei, eu juro. Mas ele fazia.

      A deficiencia em certos aspectos pra ele poderia ser uma maldição. Mas ele como pessoa e a vida dele, se existe este termo, era uma 'bendição'.

      Ismah
      Veterano
      # 18/set/17 23:25
      · votar


      Buja

      O que tu descreve do responsável técnico, não é nada absurdo... Acredito que todos técnicos com prática, ficam assim... Normalmente levo menos de 3 segundos para ouvir, analisar a situação e agir numa microfonia...

      Isso parece fácil, mas quando são 11 vias é complicado de achar a fonte...
      Show passado, levei quase o show inteiro para saber onde entrava diabos 12kHz no mic do canário e sobrava... Resultado: chimbal tem uma platinela em cima, e isso quando o baterista marcava com o pé, vazava e fazia sobrar no monitor de voz...

      Beto Guitar Player
      Veterano
      # 19/set/17 14:54
      · votar


      Emudeceu no 12 KHz...
      Estou em um lugar barulhento, vou tentar fazer quando estiver em um lugar silencioso.

      daimon blackfire
      Membro Novato
      # 19/set/17 20:27
      · votar


      Buja

      De fato, nenhuma pessoa com deficiência é uma maldição. Ninguém é uma maldição, na verdade. O que eu disse anteriormente foi que, como pessoa com deficiência, é muito triste ver que ainda se acredita que deficiência é maldição.
      Também é triste que o preconceito seja visto apenas em sua esfera ofensiva. As vezes, a superestima é tão danosa quanto o desprezo. Não é surpreendente que um cego consiga digitar rapidamente. A tua surpresa vem de um preconceito, mesmo que inconciente. A final de contas, o que diferencia um digitador cego de um digitador não cego? Por que um te impressionou tanto, se não fez nada de excepcional?
      Personalidade e habilidade não são fatores de forma alguma sujeitos a qualquer tipo de deficiência. Isso também é preconceito. Para de pensar assim.

      Lelo Mig
      Membro
      # 04/nov/17 02:35
      · votar


      Marcando para comentar, amanhã, como foi minha cirurgia auditiva.

      Adler3x3
      Veterano
      # 04/nov/17 09:21 · Editado por: Adler3x3
      · votar


      Olha não consegui fazer o teste satisfatoriamente, depende muito do nível de volume que se fixa, aqui que esta ao meu ver o problema deste teste.
      Não tem como calibrar, pois isto envolve muitos detalhes.
      Não coloquei muito alto e nem muito baixo deixei numa zona de conforto.
      Na verdade eu nunca gostei de escutar som alto.
      Costume que adquiri quando era pequeno e escutava música num rádio de Galena.

      Acho que este teste não é conclusivo, tem hora que ouvi até perto de 13000 e tem hora que ouvi perto de 14.000, e as vezes até mais, mas não me preocupei em buscar um valor exato.

      Eu acho que tenho uma boa audição, pois ouço sons que muita gente bem mais nova que eu não escuta, tenho 63 anos.
      Percebo isto quando estou junto com outras pessoas, eu ouço um som, e pergunto ouviram? e a turma diz que não ouviu.
      Eu escuto um barulho ou aproximação de um carro de longe, o que muita gente não ouve.
      Ou no caso de um trem ouço o trem se aproximando a quilômetros e quilômetros, e muita gente não houve.
      Outra noite escutei o barulho de um racha de motoqueiros, no dia seguinte perguntei ao vizinho que zona era aquela, e ele disse que não ouviu nada.

      Tá furado este teste.
      Acho que se a pessoa se acostuma a ouvir com o som mais baixo desenvolve melhor a percepção, do que aquele que sempre ouve som alto.
      O som alto causa distorções que mascaram os sons mais leves.

      Gosto de ouvir peças no pianíssimo, com detalhes mais sutis
      Claro as vezes ouço com um volume mais alto nas caixas, depende muito do estilo, principalmente o rock.
      E com a loudness war fica difícil saber se você esta ouvindo bem ou não.
      E os softwares de música em geral tendem a produzir sons mais altos, e aí você faz a sua música, que comparada a dos outros, que já esta alta, parece com volume baixo, mas esta alta, a da maioria esta absurdamente alta.
      A maioria dos plugins e seus presets tem a tendência de aumentar o volume.

      E aí você fica meio perdido na produção musical e acaba errando na mixagem e masterização, com a tendência negativa de deixar o som mais alto, parece que na padronização dos aparelhos de reprodução, esqueceram que existe o botão de volume.

      Entretanto vou fazer um teste em laboratório confiável, pois nem me lembro mais de quando fiz o último teste, só me lembro que estava tudo certo.

      As vezes uma limpeza no ouvido dá resultados e me lembro da minha mãe, que mesmo com 85 anos ouvia bem até o fim dos seus dias.

      Beto Guitar Player
      Veterano
      # 04/nov/17 09:28
      · votar


      Adler3x3

      Puxa meu, tenho metade da sua idade e acho que tenho perda de audição, mesmo que eu também não goste de música alta.
      Às vezes sinto dificuldade de reconhecer alguns sons, tirar música de ouvido e tal.

      Quanto ao teste, até feito em laboratório não acho confiável, já que depende da sua resposta em relação a percepção ao ruído executado. Você pode simplesmente "achar" que ouviu alguma coisa e pressionar o botão, enquanto que não ouviu realmente.
      Esse teste em específico fica um bom tempo emitindo um bip de forma contínua e isso acaba entrando na sua cabeça, então mesmo que esteja inaudível pra vc, vc pode achar que ainda está ouvindo e se enganar em relação ao teste.

      Adler3x3
      Veterano
      # 04/nov/17 09:47 · Editado por: Adler3x3
      · votar


      Beto Guitar Player
      Escreveu
      Você pode simplesmente "achar" que ouviu alguma coisa e pressionar o botão, enquanto que não ouviu realmente.


      Quando fiz o teste virtual do link eu tive esta impressão, e me pergunto se realmente ouvi, ou foi uma sugestão do cérebro, pois dá para ouvir música dentro da cabeça sem ter som físico de verdade.

      E tem também as vibrações causadas pelos sons mais graves, na verdade você não ouve, mas sente a vibração, e aí o cérebro associa aquilo a um som.
      Muitos animais percebem a ocorrência de um terremoto muito antes dos seres humanos.
      Alguns pássaros já percebem a eminência e já saem voando para se proteger e fugir do local, e para nós esta o maior silêncio.

      Agora uma coisa é escutar estas frequências, bips e sons agudos, que no geral são desagradáveis, e outra coisa é ouvir música que é agradável.
      Pode ser que o melhor teste de audição seja o de ouvir música, mas conforme a música vai tocando, e o som abaixando pode ser que o cérebro complete os compassos seguintes, mesmo sem realmente ouvir, e fica na ilusão que ouviu.

      Então o teste poderia ser não o das frequências irem aumentando, mas sim o som diminuindo até ficar inaudível, e quem esta acostumado a ouvir mais baixo tem o ouvido mais treinado.

      Por isto que temos que ouvir música com bons arranjos, com vários instrumentos muitos deles bem sutis, quase inaudíveis, mas estão lá.

      Me lembro do último teste que fiz em laboratório, era uma sala, um cubículo, que tinha uma janela, e na frente da janela ficava a moça, e dava para notar, pela expressão corporal, ou até mesmo pelo movimento dos olhos, mesmo sem ver claramente, quando ela apertava o botão, então quando ela apertava o botão, logicamente você ia associar que estava ouvindo algo, quando poderia na verdade não estar ouvindo nada.
      Ou ela poderia testar a sua sinceridade, e fingir que apertava o botão, ou apertava um botão que não gerava som nenhum, e ia saber que você estava mentindo.

      Ordinaire
      Membro Novato
      # 04/nov/17 11:41 · Editado por: Ordinaire
      · votar


      Esse teste só serve para saber até qual frequência o ouvido escuta, mas não tem muito a ver em quanto o ouvido é bom na questão musical, uma pessoa pode muito bem escutar até os 13kHz e ter ouvido absoluto, do mesmo jeito que outra pode escutar até 17kHz e não ter (não que seja um problema, é só desenvolver o ouvido relativo).

      A frequência das notas na escala temperada são:

      do = 16,352 Hz
      do# = 17,325 Hz
      re = 18,3545 Hz
      re# = 19,445 Hz
      mi = 20,602 Hz
      fa = 21,827 Hz
      fa# = 23,125 Hz
      sol = 24,500 Hz
      sol# = 25,957 Hz
      la = 27,500 Hz
      la# = 29,135 Hz
      si = 30,868 Hz
      do = 32,704

      As notas se repetem quando tem a sua freqência dobrada (x2), daí temos as oitavas. Pegando o exemplo da escala acima a primeira nota Do é 16,352Hz, a sua oitava é 16,352*2 que é igual a 32,704Hz.

      Um exemplo mais interessante é pegar uma nota com valor redondo como o La. Assim sendo, temos a nota La em: 27,5Hz - 55Hz - 110Hz - 220Hz - 440Hz - 880Hz - 1,760kHz - 3,520kHz... e assim infinitamente.


      E sobre o teste, eu já havia feito a partir desse video https://www.youtube.com/watch?v=H-iCZElJ8m0 nos fones de ouvido minha audição começa aos 30Hz e termina aos 15kHz.

      Lelo Mig
      Membro
      # 04/nov/17 12:10 · Editado por: Lelo Mig
      · votar


      Galera!

      Conforme prometido retornei para comentar minha cirurgia.

      Quem não sabe do que se trata, eu descrevi o problema em alguns posts atrás. É só se interar.

      Dei entrada no Centro Cirurgico ontem por volta das 9:30.

      Sedação e/ou Anestesia geral. O procedimento é rapido e praticamente indolor, mas por se tratar de um "micro furo e micro dreno no timpano" o paciente tem de estar totalmente derrubado. Um minimo movimento no corpo e seu timpano vira uma racha, por isso a necessidade de apagar total.

      10 e pouco estava acordando, lesado e falando merda na sala de observação. Entre cantar enfermeiras e cochilos devo ter ficado 45 minuto, 1 hora.

      11 tava no quarto, almoço de hospital, esperam pra ver se você fara xixi normalmente e alta.

      12:30 no máximo, tava em casa.

      A percepção é imediata!

      É como se alguém abrisse o Pot Brilho!

      O volume não aumentou muito, mas a nitidez, a gama de harmonicos é notável. Tudo ganhou cor.

      Sons que eu ouvia opaco, ou aveludado, e já não me dava conta de como eram, ganharam cor.

      Por exemplo, ao abrir um coador de papel ou deixar a agua escorrer da torneira eu ouvia um som linear, como se fosse uma nota. Agora, voltei a perceber aqueles "crecs" do papel estalando e os harmônicos fornecidos pelos pingos de diferentes tamanhos que se espalham além do jato principal.

      Peguei meu violão.... Um Yamaha Folk... O som estava irreconhecivel...é outro violão com muito mais brilho e presença.

      Não tive dor, os zumbidos diminuiram bem, mas ainda ocorrem, não é pra tomar nenhuma medicação, só não pode molhar ate o retorno.

      Retorno segunda feira 6/11 a tarde.

      É isso aí.....a poha dos meus timpanos tem muito mais influência no timbre do que a madeira.....kkkk.

      Adler3x3
      Veterano
      # 04/nov/17 12:42 · Editado por: Adler3x3
      · votar


      Ordinaire

      Bons os seus comentários.
      Tentei fazer o teste, mas não consegui, estes tipos de som me irritam, comecei e me parece ouvir aos 23, mas não consegui chegar ao fim do teste.

      Mas não dá para ter certeza, com estes sons fico com ansiedade.
      Tenho paciência para outras coisas mas estes ruídos não gosto de ouvir.

      E também esta sujeita a erros, acho que antes de fazer o teste teria que calibrar o sistema de audição com o ruído rosa para se obter um resultado mais confiável.

      Vai ver que é por isto que não consigo tocar música usando metrônomo, em vez de ajudar na concentração e no tempo me irrita e me perco facilmente.
      E não é qualquer relógio que fico escutando o tic tac, tem que ser um relógio dos bons na qualidade do som.
      Talvez se trocar o som do metrônomo possa ficar melhor.

      Adler3x3
      Veterano
      # 04/nov/17 12:43
      · votar


      Lelo Mig

      Que bom que a operação resultou em sucesso.
      Agora cuide bem e não exagere em som alto, conforme a situação use protetores.

      Beto Guitar Player
      Veterano
      # 04/nov/17 14:04
      · votar


      Lelo Mig

      Que bom que saiu tudo bem na sua cirurgia.

      É isso aí.....a poha dos meus timpanos tem muito mais influência no timbre do que a madeira.

      Kkkkkkkk, lembrei daquela discussão besta sobre a influência do tipo de madeira no timbre da guitarra, essa sua resposta é a melhor de todas.

      JJJ
      Veterano
      # 04/nov/17 14:33
      · votar


      Lelo Mig

      Pois é, mas agora quando você fizer o teste da madeira, talvez ouça algo que os demais não ouvem... hehehe

      Bom que deu tudo certo!

      Lelo Mig
      Membro
      # 04/nov/17 14:46 · Editado por: Lelo Mig
      · votar


      Caras....ontem fiquei em casa, de repouso.

      Hoje dei uma saida na rua. Mano, to me sentindo o Homem Aranha depois da picada... To ouvindo com nitidez impressionante sons que nem lembrava mais, como o vibrar das folhas ao vento, risadas de crianças ao longe, chiado de pneus no asfalto, meus próprios passos. Incrível!

      Confesso que motores, buzinas, maquinas estão até me incomodando.

      JJJ
      Veterano
      # 05/nov/17 11:06
      · votar


      Lelo Mig

      Duas perguntas:

      1) Refez o teste aqui? Ouviu até quantos KHz?

      2) E o zumbido nos ouvidos? Passou, com a "operação"?

      Lelo Mig
      Membro
      # 05/nov/17 11:53 · Editado por: Lelo Mig
      · votar


      JJJ

      Não fiz este teste do Youtube não. O correto é fazer com fones e eu não usarei fones até o retorno ao medico.

      Na audiometria que tenho comigo, feita anteriormente a cirurgia, minha audição vai em media de 25Hz a 10 Khz... Nos 2 ouvidos, mas audiometria, considera um outro dado, medido em dB, que não sei exatamente como é classificado.

      Só sei que o meu é 45 dB na direita (perda de audição moderada) e 35 dB na esquerda (perda de audição leve). Audiometria tonal.

      96% de percepção vocal na direita, 92% de percepção vocal na esquerda. Audiometria vocal.

      Como pode perceber minha audição é pior num ouvido para a tonal e pior na outra para vocal. Um sintoma não muito comum. Esse é um dos motivos da não definição exata de um diagnóstico, como eu expliquei antes.

      Além disso foi feito outros testes, como, imitância acústica e outro de flexibilidade dos tímpanos.

      Acho que o Dr. pedirá outra audiometria, ai poderemos comparar.

      Com relação a zumbido, não sumiu totalmente, mas reduziu uns 50%.

      Obs: O médico havia me dito que o zumbido provavelmente não sumiria. Que 80% das pessoas possuem é bastante complexo e com inumeras causas. O meu zumbido não incomodava muito e agora, reduzido, passo horas sem percebe-lo.

      JJJ
      Veterano
      # 05/nov/17 12:10 · Editado por: JJJ
      · votar


      Lelo Mig
      Que 80% das pessoas possuem é bastante complexo e com inumeras causas.

      É, já percebi que isso é complicado. Ainda bem que o meu também é bem discreto. A maior parte do tempo nem percebo. Meu medo é que aumente...

      Acho que o meu tem a ver com pressão. Fiz um MAPA e, apesar de nenhum pico hipertensivo (ou hipo), deu hipertensão. Não entendi muito bem, porque a média foi pouco mais de 12 por 8... Mas parece que eles baixaram o "padrão" agora, como fizeram com glicose, colesterol, etc... Vou ver com o cardiologista...

      Aos mais novos:

      Envelhecer é uma merda. Mas a "alternativa" é bem pior! hehehe

      Alex guitar man
      Veterano
      # 05/nov/17 13:39
      · votar


      Lelo Mig
      Lelo Mig

      Cara, gostei muito de ler seu post, não conhecia nada sobre essa cirurgia e achei magnífico a mudança que sentiu nos sons!!!

      Piada: Agora não tem desculpa, ja da pra sentir diferenca em guitarras de mogno e de alder? Kkkkkk brincadeira!

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Teste de alcance auditivo agudo.

      303.745 tópicos 7.860.236 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2017 Studio Sol Comunicação Digital