Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      Sobre escrever letras "intelectuais"

      Autor Mensagem
      Ismah
      Veterano
      # 15/ago/17 14:59 · Editado por: Ismah
      · votar


      Buja

      Sim, sei disso. Mas o Bertola é sociólogo, é uma visão mais ampla que a nossa.

      Adler3x3
      Veterano
      # 15/ago/17 15:04
      · votar


      E a opera como fica?

      Mauricio Luiz Bertola
      Veterano
      # 15/ago/17 15:14
      · votar


      Ismah
      O dinheiro é uma excelente invenção.
      Imagina trocar um alaúde por uma vaca! olha o trabalho em carregar a vaca!
      Kkkkkk....
      Agora o que acontece é que em nossa Sociedade tudo, absolutamente tudo foi reduzido à categoria de mercadoria (que é um conceito), inclusive aquilo que não é material (como a fé, as emoções, etc). Essa é uma característica da sociedade Capitalista.
      Abç

      Buja
      Veterano
      # 15/ago/17 15:17
      · votar


      Ismah
      Sim, sei disso. Mas o Bertola é sociólogo, é uma visão mais ampla que a nossa.

      Ele é um veja multiuso isso sim, rsrs. (sem ofensas rsrs)
      É sociologo, leciona historia, faz instrumentos, toca em banda, e é contribuinte de topico fixo de luthieria...

      some bode to eat
      Membro Novato
      # 15/ago/17 15:39
      · votar


      Então não devia se chamar Maurício Luiz Bertola Genérico?

      Lelo Mig
      Membro
      # 15/ago/17 15:57 · Editado por: Lelo Mig
      · votar


      A questão do dinheiro em minha visão esta no comportamento/educação, no discurso que tomamos como correto sem se dar conta de que a maioria não analisa o discurso, apenas o repete.

      - Acredita-se que quem trabalha mais tem mais dinheiro.
      - Acredita-se que quem fez fortuna, fez com o suor de seu trabalho.
      - Acredita-se que o patrão trabalha 16 horas por dia e o funcionário é vagabundo.
      - Acredita-se que o trabalho enobrece o homem, que a fortuna é mérito.


      Esse é o discurso do escravocrata que perdura até hoje. Teu patrão trabalha 12 horas por dia porque ele esta rico. Se eu te pagar 800 reais por mês quanto tempo você trabalha prá mim? E se eu te pagar 20 mil?

      Se você chega em casa e sua única preocupação é jantar (na mesa posta), tomar banho e dormir. Porque seu café estará na mesa no dia seguinte, suas roupas lavadas e passadas, sua cama será trocada e arrumada, e há um carro confortável para te levar ao trabalho, porque não vestir a camisa da empresa?

      Agora, se você pega buzão lotado, chega em casa duas horas depois de sair do trampo, faz a tua janta, lava tua louça, arruma a cama, faz o café, faz faxina e lava roupa no final de semana......desculpe, mas se você diz que veste a camisa da empresa, você mente.

      Prolifera-se a falácia do empreendedorismo, porque assim tiram seu emprego formal e o exploram como terceirizado, que é ainda mais fácil além de poder culpá-lo pelo seu eventual fracasso, sob a pecha de incompetente.

      Antes que alguém pergunte; não, não sou comunista, nem eleitor da esquerda brasileira, que definitivamente não me representa. A direita também não.

      Sou partidário que que sou explorado por empresários gananciosos e que, por isso mesmo, patrocinam a política corrupta.

      Estou generalizando? Estou......mas é o geral que dita as regras, e não a exceção.

      Só a educação transformará o homem e a sociedade a seu redor. Por isso mesmo, há um investimento maciço na ignorância.

      Acordem! E parem de acreditar que a ignorância, a incompetência e a miséria são opções, são escolhas.

      Lelo Mig
      Membro
      # 15/ago/17 15:57 · Editado por: Lelo Mig
      · votar


      Double.

      some bode to eat
      Membro Novato
      # 15/ago/17 16:16
      · votar


      Analisando esta cadeia hereditária quero me livrar desta situação precária

      Ismah
      Veterano
      # 15/ago/17 16:33
      · votar


      Mauricio Luiz Bertola

      Porque carregar a vaca, se a vaca pode me carregar enquanto toco o alaúde?

      Mas a pergunta acho que não foi clara, ou eu não entendi a resposta... Basicamente estás concordando comigo, que o problema da baixa qualidade do tipo de música mais consumido, é a ignorância do consumidor médio. Quando a redução de tudo a um produto vendável, é outro, causado pelos ideais capitalistas da sociedade em que estamos inseridos. Certo?

      metal_ofender
      Membro Novato
      # 15/ago/17 16:59 · Editado por: metal_ofender
      · votar


      Eu amo o Rock, e para mim, o Rock é isso, uma mistura de historia com melodias.

      Sempre quando escuto alguma música com temas interessantes tento interpretar, e depois dou uma pesquisada sobre na internet.

      Não precisa ser só esses temas que o autor do tópico citou, tem muitos outros temas que simplesmente contam uma historia legal/triste de alguém, ou até mesmo contar a história da própria banda.

      Nunca fui um cara de ler livros, mas descobri muita coisa interessante com letras de rock.

      E outra, se não escrever sobre "historias e coisas filosóficas", o que os autores irão escrever? Sobre como foi sua noite na balada?

      Agora para contribuir, vou postar 3 internacionais que gosto muito.








      some bode to eat
      Membro Novato
      # 15/ago/17 17:08
      · votar


      Vivemos num país escravocata e temos uma cocotinha...eu.

      Ningen
      Veterano
      # 15/ago/17 17:13
      · votar


      Ismah

      Acho que o que ele quer dizer é que o capitalismo é culpado pelo emburrecimento.

      Mauricio Luiz Bertola
      Veterano
      # 15/ago/17 17:21
      · votar


      Ningen
      Não, de modo nenhum!
      O Capitalismo é revolucionário, é um tipo de estrutura ecoômica específica em que a sua própria lógica interna impulsiona aquilo que no século XIX chamamos de "Progresso".
      O problema é que isso tem a sua contrapartida, e as suas contradições, que, como o Capitalismo gera tal riqueza e produtividade, são ainda maiores e mais evidentes...
      E, Ismah, não é que "...redução de tudo a um produto vendável, é outro, causado pelos ideais capitalistas da sociedade em que estamos inseridos...", isso nada tem à ver com ideais, mas sim com a lógica do sistema em sí, que É essa.
      Abçs

      some bode to eat
      Membro Novato
      # 15/ago/17 17:25
      · votar


      Quero ter o direito de ler turma da Mônica e não ser chamado de imbecil. Quanto mais o cara fala mais doente fica...enquanto houver raça existirá o futebol mas continuará a imbecilidade.

      Mauricio Luiz Bertola
      Veterano
      # 15/ago/17 17:39
      · votar


      Odion, Inarelli, etc...

      some bode to eat
      Membro Novato
      # 15/ago/17 17:45
      · votar


      Gran

      entamoeba
      Membro Novato
      # 15/ago/17 17:59
      · votar


      Adler3x3
      E a opera como fica?

      Ópera era a novela mexicana antes do advento da TV.

      entamoeba
      Membro Novato
      # 15/ago/17 18:08
      · votar


      Há o capitalismo que é um modelo de trocas, motivacional etc.

      E há o capitalismo que é uma religião: o culto à mão-invisível.

      Mauricio Luiz Bertola
      Veterano
      # 15/ago/17 18:08
      · votar


      entamoeba
      Ópera era a novela mexicana antes do advento da TV
      AHAHAHAHAH....

      entamoeba
      Membro Novato
      # 15/ago/17 18:09
      · votar


      Como defender o cu de um dedo que não pode ser visto?

      some bode to eat
      Membro Novato
      # 15/ago/17 18:13
      · votar


      E o tráfico?

      fernando tecladista
      Veterano
      # 16/ago/17 07:01
      · votar


      O que vocês acham de escrever letras inspiradas em Filosofia, política, questões sociais? Eu acho uma bobagem, porque não tem como passar uma mensagem aprofundada numa letra de música.

      Se vai abrir a boca pra falar então que fale alguma coisa
      Se não se sente inspirado para uma letra, que faça uma música instrumental ou só com vocalizes
      Melhor do que ficar rimando melão com com pão

      Mauricio Luiz Bertola
      Veterano
      # 22/ago/17 08:44
      · votar


      Ismah
      Só um detalhe:
      Mas o Bertola é sociólogo,
      Infelizmente Ismah, eu não sou Sociólogo.
      Sou Historiador Econômico e Arquivista (UFF/USP/UFF) e ministro também aulas de Filosofia no ensino público.
      Abl

      JJJ
      Veterano
      # 22/ago/17 08:59
      · votar


      fernando tecladista
      que faça uma música instrumental ou só com vocalizes

      Uma que é fantática:



      Buja
      Veterano
      # 22/ago/17 09:00
      · votar


      Mauricio Luiz Bertola
      ministro também aulas de Filosofia no ensino público

      Tenho curiosidade de saber como anda o interesse dos alunos nessa área hoje em dia.
      Quando eu tinha aulas de filosofia, a digamos 15 anos atras, o interesse geral era pouco, porem, debates interessantes aconteciam, e um ou outro aluno realmente se sobressaia com uma mente ampla e aberta em diversos assuntos em sua maioria antropólogos.

      ps: Inclusive uma menina que nunca esqueço (pelos seus atributos físicos perfeitamente modelados, e pela sua mente surpreendente), hoje tambem ministra aulas de filosofia, e se empenha na escrita de um livro.

      Mas hoje em dia, com o emburrecimento dos pais e filhos desta geração porca, queria saber se ainda existem alguns gatos pingados sobresalentes que se interessam e entendem filosofia.

      Mauricio Luiz Bertola
      Veterano
      # 22/ago/17 09:11
      · votar


      Buja
      Tenho curiosidade de saber como anda o interesse dos alunos nessa área hoje em dia.
      É baixo...
      Na verdade eu procuro trabalhar com a História do Conhecimento e fazer uma análise de questões atuais à partir de uma visão filosófica.
      queria saber se ainda existem alguns gatos pingados sobresalentes que se interessam e entendem filosofia.
      Existem sim... Poucos, mas existem...
      Abç

      Beto Guitar Player
      Veterano
      # 24/ago/17 11:23
      · votar


      Nossa, tanto buchicho por causa de um troll?


      Tenho letras assim, estou escrevendo um livro e poderia tranquilamente fazer um canal no YouTube com esses temas, acho que um não impede o outro.

      Vitarossi
      Membro
      # 24/ago/17 12:28
      · votar


      O Mopenudo mesmo que gerou a polêmica desapareceu...

      Ismah
      Veterano
      # 24/ago/17 14:33
      · votar


      Mauricio Luiz Bertola
      Infelizmente Ismah, eu não sou Sociólogo.

      Posso jurar que tu havia dito ser formado em sociologia. :O
      Desculpe!

      Lelo Mig
      Membro
      # 24/ago/17 16:56 · Editado por: Lelo Mig
      · votar


      Apenas um exemplo, para quem tem interesse:

      O gosto pelo poder e a tomada de consciência pela solução anárquica:

      Disparada – Geraldo Vandré

      Introdução ao “personagem” e a narrativa:

      Prepare o seu coração
      Pras coisas
      Que eu vou contar
      Eu venho lá do sertão
      Eu venho lá do sertão
      Eu venho lá do sertão
      E posso não lhe agradar
      Aprendi a dizer não
      Ver a morte sem chorar
      E a morte, o destino, tudo
      A morte e o destino, tudo
      Estava fora do lugar
      Eu vivo pra consertar


      O início, ao perceber que (“Estava fora de lugar”... alguma coisa esta “fora da ordem”), era preciso mudar, deixar de ser apenas mais um, tomar posição. Ainda, que neste momento, “por acaso”, “por necessidade”, aproveitando uma oportunidade que a vida oferece:

      Na boiada já fui boi
      Mas um dia me montei
      Não por um motivo meu
      Ou de quem comigo houvesse
      Que qualquer querer tivesse
      Porém por necessidade
      Do dono de uma boiada
      Cujo vaqueiro morreu


      Sentindo o “gostinho” do poder:

      Boiadeiro muito tempo
      Laço firme e braço forte
      Muito gado, muita gente
      Pela vida segurei
      Seguia como num sonho
      E boiadeiro era um rei


      A visão vai clareando pela experiência, o tempo, com “o mundo rodando”, vai se tornando mais consciente:

      Mas o mundo foi rodando
      Nas patas do meu cavalo
      E nos sonhos
      Que fui sonhando
      As visões se clareando
      As visões se clareando
      Até que um dia acordei


      Faz com que perceba que ainda que se sinta orgulhoso de ser “rei” e que tenha algum prazer, as pessoas são diferentes, possuem individualidades, e o poder e os mandos as oprimem e as fazem sofrer:

      Então não pude seguir
      Valente em lugar tenente
      E dono de gado e gente
      Porque gado a gente marca
      Tange, ferra, engorda e mata
      Mas com gente é diferente


      Relembrando que o personagem esta narrando sua experiência:

      Se você não concordar
      Não posso me desculpar
      Não canto pra enganar
      Vou pegar minha viola
      Vou deixar você de lado
      Vou cantar noutro lugar
      Na boiada já fui boi
      Boiadeiro já fui rei
      Não por mim nem por ninguém
      Que junto comigo houvesse
      Que quisesse ou que pudesse
      Por qualquer coisa de seu
      Por qualquer coisa de seu
      Querer ir mais longe
      Do que eu


      E o personagem percebe que só será realmente forte e livre se estiver numa Anarquia (um reino que não têm rei):

      Mas o mundo foi rodando
      Nas patas do meu cavalo
      E já que um dia montei
      Agora sou cavaleiro
      Laço firme e braço forte
      Num reino que não tem rei
      Na boiada já fui boi
      Boiadeiro já fui rei
      Não por mim nem por ninguém
      Que junto comigo houvesse
      Que quisesse ou que pudesse
      Por qualquer coisa de seu
      Por qualquer coisa de seu
      Querer ir mais longe
      Do que eu
      Mas o mundo foi rodando
      Nas patas do meu cavalo
      E já que um dia montei
      Agora sou cavaleiro
      Laço firme e braço forte
      Num reino que não tem rei


      É necessário compreender que o problema não esta em escrever uma "letra intelectual", o problema esta em não procurar entender uma letra.

      Não é uma questão de gostar... não é uma questão de concordar. Ninguém precisa gostar ou concordar com nada. Apenas enxergar que uma letra como essa, é uma obra magnífica!

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Sobre escrever letras "intelectuais"

      303.741 tópicos 7.860.067 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2017 Studio Sol Comunicação Digital