Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      É teoricamente possível de se produzir notas na percussão?

      Autor Mensagem
      Balls Balls Balls Of Steel
      Membro
      # 04/abr/17 20:47


      Pois bem, eis os axiomas:
      *O som é a expansão/contração do ar;
      *Quando o ar expande e contrái 440 vezes por segundo, ouvimos a nota Lá;
      *A percussão é apenas uma "pancada" de ar;

      Seria possível de se produzir um Lá em 440 hertz tocando algum instrumento percussivo? Eu sou da filosofia de que se soprar num ventilador produz nota( e realmente, produz) uma máquina de bater tambor 440x por segundo também consiga.

      makumbator
      Veterano
      # 04/abr/17 20:49 · Editado por: makumbator
      · votar


      Lógico que é possível (não apenas na teoria como na prática). Nunca ouviu um tímpano de orquestra? Dá a nota perfeitamente (inclusive o afinador capta e reconhece o tom).

      Em geral os tímpanos são afinados em tônica e quinta da peça ou trecho a ser tocado (com isso ele reforça a harmonia além de ter o aspecto rítmico). Eles são colocados normalmente em pares, então o mínimo normal é ter dois.

      https://www.youtube.com/watch?v=40k3AAbA7tM



      Obviamente tem um monte de outros instrumentos de percussão com afinação precisa:

      glockenspien, xilofone, sinos, o próprio piano (que pode ser considerado como um instrumento de percussão, uma vez que os martelos batem nas cordas), etc...

      Balls Balls Balls Of Steel
      Membro
      # 04/abr/17 21:11
      · votar


      Lógico que é possível (não apenas na teoria como na prática). Nunca ouviu um tímpano de orquestra? Dá a nota perfeitamente (inclusive o afinador capta e reconhece o tom)

      Sim mas o que pergunto é um pouquinho diferente kk. No caso do tímpano, a pele continua vibrando e em uma frequência específica, no caso a nota. O que quero é produzir essa vibração "mecanicamente", sendo que cada oscilação da onda sonora na verdade seria uma baquetad.

      Synth-Men
      Veterano
      # 04/abr/17 21:20
      · votar


      Sim! É possível.

      Sim pode!

      Todo som gera alguma nota em alguma frequência.

      makumbator
      Veterano
      # 04/abr/17 21:24 · Editado por: makumbator
      · votar


      Balls Balls Balls Of Steel

      O que quero é produzir essa vibração "mecanicamente", sendo que cada oscilação da onda sonora na verdade seria uma baquetad.

      Dá pra fazer isso até com um som rítmico qualquer se você o acelerar de maneira exagerada (além do limite humano).

      Por exemplo, aqui nesse trecho do vídeo o ritmo virou uma nota (a afinação é gerada pela frequência de repetição do som:

      https://youtu.be/h3kqBX1j7f8?t=7m34s

      Mas logicamente não tem nada de surpreendente nisso, pois é exatamente assim que os sons dos instrumentos são criados (vibrações rápidas de superfícies, colunas de ar, cordas, etc...)

      Fidel Castro
      Veterano
      # 04/abr/17 21:25
      · votar


      Bom, xilofone por exemplo

      Tímpano, triângulo...

      Synth-Men
      Veterano
      # 04/abr/17 21:40
      · votar


      Vi umas videoaulas com um professor de nome Anderson Sabadine.

      Ele usa um glockespien como referencia para afinar a bateria, deixando-a mais grave ou mais aguda de acordo com o estilo.

      Às vezes em intervalos de 4ª ou 5ª. Depende do que o estilo pedir. Grave ou agudo.

      Está referencia de intervalo é importante, pois não deixa os tambores, com tonalidades nem muito perto e nem muito longe.

      Lelo Mig
      Membro
      # 04/abr/17 22:19 · Editado por: Lelo Mig
      · votar


      Balls Balls Balls Of Steel

      Eu não entendi direito o que você quer saber...

      Instrumentos de percussão, são aqueles que precisam ser percutidos para emitir som. Percurtir significa bater, friccionar, esfregar, chacoalhar...

      Eles são divididos em determinados e indeterminados. Os indeterminados "não possuem altura definida" costumam ser mais utilizados para função ritmica, e os determinados, possuem altura definida, são vários, e podem ser usados para função melódica e harmônica: Xilofones, Marimbas, Tímpanos, Carrilhões, Steeldrums... até um Piano, de certa forma se enquadra como percussão, instrumento de corda "percutida". (Na verdade qualquer instrumento de corda, dependendo de como for executado pode ser encaixado neste conceito).

      Acho que eu não entendi direito sua ideia, explique melhor, por favor.

      Wade
      Membro Novato
      # 04/abr/17 22:45
      · votar


      Acho que o que ele quis perguntar foi se existe como, na prática, tocar um instrumento de percussão exercendo função harmônica na música e não apenas percussiva.

      Mas a resposta já foi dada: sim.

      Vários instrumentos exercem função percussiva e harmônica e/ou melódica ao mesmo tempo.

      Uns mais limitados, como por exemplo um par de tímpano, onde os dois tambores estão afinados em uma nota específica e nela permanecem durante toda a execução (desconsiderando o efeito do pedal, que de fato muda a tonalidade da batida).

      Uns mais livres, como um synth pad, que apesar de ser eletrônico, tambem pode ser considerado um instrumento de percussão. Onde você pode ter 12 pads e cada um produzir uma nota do sistema temperado, incluindo semitons.

      Mas isso já é amplamente utilizado em música eletrônica com função harmônica/melódica. Não tem nada de surpreendente nisso.

      DuBarzinho
      Membro Novato
      # 04/abr/17 23:46
      · votar


      Pelo que nosso amigo escreveu ele pretende alterar a frequência da pele da percussão com a frequência de batidas, mas percussão não funciona assim. Você afina a pele e é nessa frequência que ela vai soar. Várias batidas por segundo vão fazer com que uma cancele a outra impedindo o som

      Ningen
      Veterano
      # 05/abr/17 00:34 · Editado por: Ningen
      · votar


      Eu acho que a questão principal está no terceiro asterisco dele...

      *A percussão é apenas uma "pancada" de ar;

      Vejamos, não é preciso que um carro percorra a distância de 100 quilômetros para sabermos que ele está a uma velocidade de 100 km/h.

      Assim como não é preciso mais que uma "pancada" de onda para se descobrir a "velocidade" da vibração se deu, o tom dela.

      A partir de um ciclo, se foi e voltou, já é uma nota, curta, mas é...

      Suponho.

      Jabijirous
      Veterano
      # 05/abr/17 02:47
      · votar


      Balls Balls Balls Of Steel

      Olha aí

      https://www.youtube.com/watch?v=8uAkaUShxxc

      Ismah
      Veterano
      # 05/abr/17 08:05
      · votar


      Ningen

      Nem precisa ser um ciclo. Se passar na transformada rápida de Fourier (FFT) dá para ver imediatamente o que rola.

      Lelo Mig

      Até os indeterminados dá para afinar... Bateria afinada por notas não é tão comum, mas é o sweet spot dela

      http://forum.batera.com.br/forum_posts.asp?TID=65700&title=afinando-po r-notas

      acabaramosnicks
      Membro Novato
      # 05/abr/17 08:15 · Editado por: acabaramosnicks
      · votar


      Eu acho que eu entendi o que vc quis dizer.

      Quando vc dá uma baquetada no tom da bateria, por exemplo, vc só bateu uma vez, mas a pele continua se movimentando, gerando som, e numa determinada frequência que é definida pela massa da pele (peso) e pela tensão aplicada na pele pelo aro.

      Por mais que tenha sido apenas UMA baquetada, o som produzido não é UMA pancada só, a pele é excitada e vibra, se movimenta várias vezes, logo, produz uma nota (e normalmente harmônicos).

      Inclusive, como já citado, é comum vc definir notas para as peças da bateria quando vc vai afinar ela.

      Só pra vc entender melhor um pouco como funciona a física da coisa...
      A frequência que o negócio vai vibrar, como eu disse, é definido pela massa do negócio que está vibrando e pela tensão aplicada.
      Na guitarra, por exemplo, vc tem uma tensão parecida em todas as 6 cordas, porém, a nota da corda solta é diferente pq a massa é diferente.

      No caso do xilofone, quanto maior for a pecinha de metal, mais massa vc tem, logo, mais grave o som fica.

      Em um tambor funciona de maneira parecida, a pele tem uma massa, e é aplicada uma tensão, normalmente por um aro. No caso do tímpano que falaram aí em cima, o negócio é um tamborzão enorme, a pele é grande, logo, a massa é grande, daí o som fica bem grave (frequência baixa).

      Entendeu?


      É bom deixar outra coisa clara:
      Quando se fala em tambores, é difícil tanto ter uma massa uniforme como aplicar uma tensão uniforme pela pele toda, e além de tudo ainda tem a compressão do ar e ressonância do resto do tambor além da pele influenciando as frequências produzidas tanto ativa como reativamente.
      Nesses casos, na verdade são geradas várias "notas" ao mesmo tempo, porém, é comum que uma nota específica seja significativamente mais proeminente em relação às outras, isto é, uma nota que tem mais "volume" e presença do que as outras.
      Esta nota é a que vai ser levada mais em consideração

      Levando isso novamente para a bateria, quando vc afina um tom-tom, é comum vc ter uma nota de referência, daí vc afina a pele naquela nota. Na hora que vc for tocar de verdade, vai vir um monte de frequências misturadas, mas vai ter uma principal que se destaca.
      Escute a bateria do Dream Theater, por exemplo, ele costuma deixa-la com os tons bem afinados em notas específicas.

      Lelo Mig
      Membro
      # 05/abr/17 08:49 · Editado por: Lelo Mig
      · votar


      Ismah

      "Até os indeterminados dá para afinar... Bateria afinada por notas não é tão comum, mas é o sweet spot dela..."

      Afinar bateria por notas, não é tão incomum não.... Toquei com muitos bateristas nessa vida... alguns afinavam a bateria por padrão de "nota fundamental"... outros acham isso uma tremenda bobagem.

      Contudo, em minha experiência, tocando, com bateristas e percussionistas ao longo de décadas, a afinação de peças de som indeterminado e com função exclusivamente rítmica é bastante discutível e subjetiva. E coincidência, ou não, os melhores bateristas que toquei afinavam suas baterias ritmicamente e não melodicamente.

      entamoeba
      Membro Novato
      # 05/abr/17 18:37
      · votar


      Isso é coisa do povo dos cordofones beliscados...

      Balls Balls Balls Of Steel
      Membro
      # 08/abr/17 16:24
      · votar


      Por exemplo, aqui nesse trecho do vídeo o ritmo virou uma nota (a afinação é gerada pela frequência de repetição do som:

      https://youtu.be/h3kqBX1j7f8?t=7m34s


      ISSO! Era exatamente essa informação que eu queria, obrigado!

      A maioria não entendeu bem o que eu quis dizer, não estou querendo praticidade, só queria sanar essa dúvida sobre a ciência por trás da produção do som mesmo. rs

      Lelo Mig
      Membro
      # 08/abr/17 17:09 · Editado por: Lelo Mig
      · votar


      Balls Balls Balls Of Steel

      Hummm.....não tinha entendido sua questão, confesso... desculpe o "desvio".

      Agora saquei o que você indagava...

      Vejo, já obteve a resposta.

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a É teoricamente possível de se produzir notas na percussão?

      303.923 tópicos 7.864.129 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2017 Studio Sol Comunicação Digital