Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      A Maldição do Rock and Roll no AC/DC

      Autor Mensagem
      Wuju Wu Yi
      Membro Novato
      # mar/16
      · votar


      Ismah

      maçons ou alguma outra coisa?

      Fernando
      Veterano
      # mar/16
      · votar


      Cara esquece, o Metallica não exige nada, não sabe nada. Apenas tocam com o instrumento que ganham na mão, comem o que tem no cardápio, e tiram foto sorrindo ou fazendo cara de mau... Talvez compor e gravar eles tenham um pouco de voz e vez - TALVEZ.
      Quem manda mesmo, é o produtor/empresário da banda. Algumas poucas bandas, se empresariam a si mesmas ou um parente o faz.


      Cara, definitivamente com o Metallica não é assim. Leia livros sobre o Metallica... O Lars e o Hetfield comandam TUDO. Eles sempre tiveram o papel de gerenciador e empresário... Principalmente o Lars, nada escapa do controle dele. Foi assim desde o começo e é assim até hoje.

      já viram a reportagem sobre os alimentos que o Metallica exige nos seus shows?? Os caras especificam até a marca da aguá que não é pra comprar porque faz mal, o mesmo deve acontecer com outras bandas.

      Hoje os caras estão diferentes. Hetfield passou por várias reabilitações até que encontrou paz e virou um cara "saudável e do bem". Mas eles já fizeram muita merda e já abusaram muito por aí (estou falando sobre álcool, drogas, confusões e tal... Esse lado de "pacto" já não procede, 90% das bandas são só personagens mesmo).

      makumbator
      Veterano
      # mar/16 · Editado por: makumbator
      · votar


      Ismah
      Cara esquece, o Metallica não exige nada, não sabe nada. Apenas tocam com o instrumento que ganham na mão, comem o que tem no cardápio, e tiram foto sorrindo ou fazendo cara de mau... Talvez compor e gravar eles tenham um pouco de voz e vez - TALVEZ.

      Como o Fernando comentou, o Metallica é exatamente o oposto disso. Eles controlam a própria música, negócios, turnês, licenciamentos e tudo mais a bastante tempo. São um bom exemplo de artista que tomou pra si as rédeas de sua carreira como um todo. Há anos que possuem a própria empresa para gerenciar tudo da banda (empresa essa controlada por eles), tem o próprio selo, etc...

      um reflexo (positivo) disso é que não lançam disco a cada 2 anos (como boa parte das bandas, que lançam por lançar). Se fossem escravos de gravadoras não conseguiriam ficar tanto tempo (ás vezes mais de meia década) sem lançar álbum de inéditas.

      marcelosz
      Membro Novato
      # mar/16
      · votar


      Há um tempo vi uma entrevista do frontman do Opeth, onde ele disse algo do tipo: "O lance de ligar o metal ou hard rock em geral com o demônio é puro marketing. Fazemos isso pra chamar atenção."

      99% das bandas devem pensar assim...

      cheidpulga
      Veterano
      # mar/16 · Editado por: cheidpulga
      · votar


      A Questão das letras demôniacas que a maioria das bandas de Rock têm, parte do príncipio de protesto contra os cristãos, mas na verdade é uma justificativa para os caras viverem na ideologia da rebeldia já antiga do "Eu quero fazer, então eu faço ninguém pode me impedir, eu faço o que quero".

      Daí parte o início de tudo onde acaba tornando-se uma coisa sem limite, pois os caras tem grana, fama, uma legião de pessoas que os adoram, eles se sentem os deuses e partem para a parte do prazer: Sexo, Drogas e o maior prazer de todos Rock'n Roll. Mas isso é passageiro. O Sexo dura só alguns instantes, as drogas também e para fazer efeito tem que usar mais. Já parte do Rock'n Roll, bems caras têm o dom sabem tocar e cantar mas têm que compor letras também. Como os caras vão compor uma música falando de uma realidade que eles não vivem e não conhecem? É impossível. Portanto eu acho que além de marketing tem a parte da vivência dos caras também nas letras, as letras são realmente o que eles vivem.

      Lógico que temos bandas que tem o marketing de serem diabólicas justamente para provocarem os cristãos(Ghost, Marduk e outras) que creio eu não incomoda em nada os cristãos, pois o principal mandamento dos cristãos é amar a Deus e ao teu próximo sem importar se ele é satanista ou não, ou seja, chamar atenção dessa forma na minha opinião é uma imbecilidade. Se são os cabulosos fazem uma banda falando mal de Alá e dos muçulmanos, que onde acontece mais violência no mundo e se quiserem chamar atenção pra valer façam um show lá no meio da Síria.

      Resumindo: A Maldição não só no AC/DC, mas em várias outras bandas de Rock que tiveram integrantes sendo mortos tragicamente, suicídios e sofrendo vários tipos de coisas tristes e que comporam músicas totalmente satanistas estão justamente na vivência que os caras tem fora do palco e que acabam refletindo nas letras quando vão compor, ou seja, se falam do encardido é porque realmente estão vivendo igual a ele, ou realmente fizeram o tal pacto e a conta chegou hehehe.

      UnderDog
      Membro Novato
      # mar/16 · Editado por: UnderDog
      · votar


      As letras sobre diabo, inferno e etc, se referem a duas coisas:

      1 - Rock surgiu do movimento de "rebeldia", [na verdade é sobre liberdade, não exatamente a rebeldia no sentido de destruir tudo] mas a sociedade entendeu errado e começaram a taxar essa "rebeldia" de coisa do diabo, afinal não tem "simbolo" mais apropriado para a "rebeldia" que o diabo, pois segundo a crença foi o anjo que se revoltou contra o próprio criador.

      2- Chocar! Tornar as letras mais mais chamativas no sentido do marketing, é só prestar atenção a todas as letras que falam de inferno e diabo que você vai ver que 90% delas são metáforas, relacionadas a algo ruim, e/ou perigoso, a própria música do AC/DC Highway to Hell, se você assistir uns documentários e livros sobre, Bon Scott, e outros relacionados a banda, vão dizer que essa música trata-se dos perigos da estrada, na época ele viajavam muito e corriam vários tipos de perigo da vida na estrada, não tem nada de demoníaca, a letra usa isso como uma metáfora, para chamar atenção, outra coisa interessante que se nota nas letras do AC/DC, é a música Hells Bells (sinos do inferno) se você pesquisar sobre como é um um culto satânico, vai descobrir que eles não usam nenhum tipo de sino, pois segundo eles, o som dos sinos causam uma dor terrível aos ouvidos do demônio, logo a musica sinos do inferno já não faz sentido kkk
      E muitas outras bandas, como Dio por exemplo, tem uma música dele chamada Hungry for heaven (faminto pelo paraíso) onde no refrão ele diz: "Your hungry for heaven! But you need a little hell (Você esta faminto pelo paraíso! Mas precisa de um pequeno inferno) se você ler a letra toda, e não só esse trecho, você nota que com isso ele quer dizer que, todos desejamos a felicidade e sabedoria, mas para isso precisamos passas por algumas dificuldades e tristezas, para entender a verdadeira felicidade e sabedoria, e a só assim conquista-la.
      Existem sim muitas músicas do diabo, mas a maioria não é, isso questão de interpretar, e procurar saber a história da canção, não apenas ler o nome do diabo nas letras e já sair falando que ela é do diabo.

      Obs:
      Vejam a letra da música Levidate Dominus - Helloween, e digam oque acham kk

      cheidpulga

      Lógico que temos bandas que tem o marketing de serem diabólicas justamente para provocarem os cristãos(Ghost, Marduk e outras) que creio eu não incomoda em nada os cristãos, pois o principal mandamento dos cristãos é amar a Deus e ao teu próximo sem importar se ele é satanista ou não

      Concordo, o "verdadeiro"cristão (embora seja muito difícil ser "verdadeiro") respeita, e ama a todos, independente do que façam, mas a preocupação dos cristãos diante disso não é referente a provocação, e sim nas consequências que podem causar a sociedade;
      Mais isso já é um outro assunto, que não tem nada haver com a música, foi só uma obervação que fiz a respeito, não vou entrar nesse assunto.

      Wuju Wu Yi
      Membro Novato
      # mar/16
      · votar


      cheidpulga

      "Eu quero fazer, então eu faço ninguém pode me impedir, eu faço o que quero"

      Esse é um princípio básico do satanismo. Tanto que Satanás tentou Jesus no deserto para fazer suas vontades imediatas. Este que obviamente e com sabedoria resistiu.

      cheidpulga
      UnderDog

      Lógico que temos bandas que tem o marketing de serem diabólicas justamente para provocarem os cristãos(Ghost, Marduk e outras) que creio eu não incomoda em nada os cristãos, pois o principal mandamento dos cristãos é amar a Deus e ao teu próximo sem importar se ele é satanista ou não

      Concordo, o "verdadeiro"cristão (embora seja muito difícil ser "verdadeiro") respeita, e ama a todos, independente do que façam, mas a preocupação dos cristãos diante disso não é referente a provocação, e sim nas consequências que podem causar a sociedade;
      Mais isso já é um outro assunto, que não tem nada haver com a música, foi só uma obervação que fiz a respeito, não vou entrar nesse assunto.


      UnderDogs respondeu com uma precisão grande.

      A preocupação de nós Cristãos para com esse tipo de provocação tem a ver com duas coisas. O dano que quem faz isso causa a si mesmo, e o potencial dano que pode causar a terceiros influenciados por tais provocações.

      E falando um pouco mais sobre os duplos sentidos e metáforas nas músicas. Realmente como apontou o UnderDogs elas existem, onde muitas vezes o significado fica diversificado da ideia primeira e negativa que se tem da letra. No entanto, essa ambiguidade e com essa temática em muitos casos são colocados intencionalmente justamente para acostumar nossa mente a fazer certa assimilação com certas termologias e ideias. Um exemplo disso é exatamente o refrão Your hungry for heaven! But you need a little hell que transmite uma mensagem mascarada por uma contextualização muito diferente, fazendo assim com que a mente se distraia com outro significado quando com ou sem consciência você ainda capta a mensagem, e passa a assimilar tal mensagem de uma forma menos negativa do que a princípio seria comum.

      Isso percebe-se de diversas outras formas. A sociedade está se amansando para várias questões. Promiscuidade, libertinagem, infidelidade, e muitas coisas diversas. Uma música como essa por exemplo:



      Mistura romantismo e positividade a ideia de infieldade, passando uma imagem quase de exaltação e poesia do ato. E para chegarem ao ponto de tornar-se algo normal tiveram que percorrer bastante chão. A explosão do fenômeno rock foi um dos maiores pilares históricos para construírem essa cultura.

      Podemos até mesmo considerar que hoje só existem funks com essas letras absurdas pelo passo inicial que o rock começou nos anos 50-60

      UnderDog
      Membro Novato
      # mar/16 · Editado por: UnderDog
      · votar


      Wuju Wu Yi

      Mandou bem. o/

      Só uma observação.

      Eu quero fazer, então eu faço ninguém pode me impedir, eu faço o que quero"

      Esse é um princípio básico do satanismo. Tanto que Satanás tentou Jesus no deserto para fazer suas vontades imediatas. Este que obviamente e com sabedoria resistiu.


      Acabei de ver uma entrevista com a Joan Jett e ela fala exatamente isso, sobre poder fazer oque quiser e tal, e não tem nada haver com conceito satânico, tem haver com um conceito "anti-depressivo"(não encontrei uma palavra melhor pra usar), onde mostra que você é capaz de fazer tudo oque quiser e não pode deixar ninguém dizer que não pode, como por exemplo, se eu tenho o sonho de subir em um palco e fazer um grande show, não é nada e nem ninguém que vai me impedir de realiza-lo, tem haver com você lidar com desanimo, com pessoas invejosas que não querem ver seu sucesso, e etc, não tem nada haver com a rebeldia de ir contra algo. A questão bíblica que você mencionou trata-se de um conceito diferente, que se você quiser, podemos conversar a respeito de uma outra forma pois é um assunto que nada tem haver com música como mencionei antes.

      Obs. Também sou cristão.

      shoyoninja
      Veterano
      # mar/16
      · votar


      Um exemplo disso é exatamente o refrão Your hungry for heaven! But you need a little hell que transmite uma mensagem mascarada por uma contextualização muito diferente, fazendo assim com que a mente se distraia com outro significado quando com ou sem consciência você ainda capta a mensagem, e passa a assimilar tal mensagem de uma forma menos negativa do que a princípio seria comum..

      Ué. Que mensagem negativa?

      Ramsay
      Veterano
      # mar/16
      · votar


      Eu acho que se desviaram um pouco do foco do tópico.

      Quando postaram que o vocalista do Jota Quest perdeu 30% da audição com o uso de fones de ouvido eu não me surpreendi, pq, de certa forma, já aconteceu comigo há anos atrás.
      Eu já estava tendo uma certa dificuldade em entender o que as pessoas ao lado no trabalho estavam falando.

      E A CULPA DISSO SÃO OS MALDITOS HEADPHONES INTRA-AURICULARES QUE ENTRAM DENTRO DO OUVIDO E QUE, COM O PASSAR DO TEMPO, TIRAM A SENSIBILIDADE DO TÍMPANO.

      Aí, aconteceu o acaso, ou seja, o meu headphone intra-auricular que eu usava há anos começou a dar mal contato num dos canais e por isso eu o substituí por um headphone normal de concha e, para minha surpresa, algum tempo depois, passei a ouvir tudo normalmente (e olha que toco guitarra em volumes bem altos, mas, não diariamente).

      Então, falem pro Flausino que 30% de surdez ainda é reversível, desde que ele pare de usar os malditos headphones intra-auriculares.

      Agora no caso do Brian Johnson, por ser surdez causada por volume excessivo no palco há décadas, eu acho que não tem jeito.

      UnderDog
      Membro Novato
      # mar/16 · Editado por: UnderDog
      · votar


      shoyoninja
      Ué. Que mensagem negativa?

      You hungry for heaven! But you need a little hell
      (Você esta faminto pelo paraíso! Mas precisa de um pequeno inferno)

      Muitos interpretam isso como sendo um "conselho" de que você precisa mesmo é de um pouco do inferno(coisas erradas,ruins) invés de almejar o paraíso. Seria como se um cara da pá virada falasse para um garoto direito, que parasse com isso e fizesse coisas erradas.


      Ramsay

      Agora no caso do Brian Johnson, por ser surdez causada por volume excessivo no palco há décadas, eu acho que não tem jeito.

      Brian esta com esse problema audição por pilotar carros de corrida sem proteção, como ele mesmo diz nessa rápida entrevista.
      AC/DC: em vídeo legendado de 2014, Brian Johnson fala da surdez
      Se fosse por culpa dos shows os caras do Manowar já estariam 100% surdos, pois eles estão no guinness book sendo o concerto com volume mais alto do mundo. Acima do Deep Purple e Motorhead quem vem logo em seguida.

      Ismah
      Veterano
      # mar/16 · Editado por: Ismah
      · votar


      Wuju Wu Yi
      JJJ
      makumbator

      O lance que o makumba fala é procedente, existe um vídeo bom sobre o esquema de pirâmide.

      -> https://www.youtube.com/watch?v=G7BsBlWdtq4

      Eu confundi algumas (várias) coisas, porque realmente fazia tempo, mas o nome do negócio é Dinastia, e se baseia em venda de apólices de seguro, e blá blá blá. Segue o site se alguém quiser dar uma bisbilhotada...

      -> http://site.dinastiarede.com.br/index.php

      Curiosamente, teve um bom processo na cidade vizinha a minha (Feliz) envolvendo a Dinastia Soluções Financeiras, sobre ser esquema de pirâmide, que não deu em nada.

      Tem uma resposta boa da empresa no reclame aqui...
      -> http://www.reclameaqui.com.br/5940383/dinastia/piramide-financeira/

      Enfim... Na real eu acho que isso é plausível (sendo pirâmide ou não), contanto que tu seja bom de lábia, o suficiente, pra sair da base e chegar ao topo da pirâmide. E claro, cara dura suficiente, pra enrabar outros, e dormir tranquilo...

      Uma avaliação, tendenciosa, mas bem profunda sobre como funciona a Dinastia.

      -> https://industriadadecepcao.wordpress.com/2012/02/20/dinastia-solucoes -financeiras-mais-informacoes-a-respeito-de-seu-plano-de-marketing-e-d o-comportamento-de-seus-associados/

      Ismah
      Veterano
      # mar/16
      · votar


      Ramsay
      desde que ele pare de usar os malditos headphones intra-auriculares.

      Estética é muito mais importante, que ele ficar surdo. Infelizmente.

      Os intra-auriculares exigem cuidado. É complicado medir o volume lá dentro. É difícil se controlar (mesmo os top's de mercado).

      Tocar com volume moderado em volumes de chão, arranjos cardioides no PA, e/ou abafadores intra-auriculares*, é a melhor saída.

      * Percebi que minha audição está mais sensível desde que passei a usar estes. Portanto procede o que tu afirma.

      makumbator
      Veterano
      # mar/16
      · votar


      Ismah
      Eu confundi algumas (várias) coisas, porque realmente fazia tempo, mas o nome do negócio é Dinastia, e se baseia em venda de apólices de seguro, e blá blá blá. Segue o site se alguém quiser dar uma bisbilhotada...

      É, sai fora disso cara! É roubada.

      shoyoninja
      Veterano
      # mar/16
      · votar


      UnderDog
      Não faz o menor sentido, a letra nada tem a ver com isso...

      makumbator
      Veterano
      # mar/16 · Editado por: makumbator
      · votar


      UnderDog
      You hungry for heaven! But you need a little hell
      (Você esta faminto pelo paraíso! Mas precisa de um pequeno inferno)

      Muitos interpretam isso como sendo um "conselho" de que você precisa mesmo é de um pouco do inferno(coisas erradas,ruins) invés de almejar o paraíso. Seria como se um cara da pá virada falasse para um garoto direito, que parasse com isso e fizesse coisas erradas.


      Pra mim não significa isso, e sim um aviso de que mesmo querendo uma vida perfeita de paraíso, é preciso sempre lidar com os problemas e coisas ruins (metaforicamente nomeados como inferno, nesse caso) para crescer.

      Basicamente é isso que entendi desse trecho da letra.

      Ismah
      Veterano
      # mar/16
      · votar


      makumbator
      Pode crer, mas eu sou chegado ao perigo aí...

      UnderDog
      Membro Novato
      # mar/16 · Editado por: UnderDog
      · votar


      Prestem mais atenção no que eu escrevi por favor.

      You hungry for heaven! But you need a little hell
      (Você esta faminto pelo paraíso! Mas precisa de um pequeno inferno)

      Muitos interpretam isso como sendo um "conselho" de que você precisa mesmo é de um pouco do inferno(coisas erradas,ruins) invés de almejar o paraíso. Seria como se um cara da pá virada falasse para um garoto direito, que parasse com isso e fizesse coisas erradas.


      Isso que eu escrevi foi uma resposta a isso:
      Ué. Que mensagem negativa? - Pergunta do shoyoninja

      A minha interpretação da música eu coloquei em uns posts anteriores,
      essa outra interpretação é a que pessoas de fora (sociedade) costumam fazer sem conhecer a letra de verdade e saem por ai negativando ela com a interpretação errada.

      Leiam os posts completos antes de virem comentar, e pagar de intelectuais.

      Wuju Wu Yi
      Membro Novato
      # mar/16
      · votar


      shoyoninja

      Um exemplo disso é exatamente o refrão Your hungry for heaven! But you need a little hell que transmite uma mensagem mascarada por uma contextualização muito diferente, fazendo assim com que a mente se distraia com outro significado quando com ou sem consciência você ainda capta a mensagem, e passa a assimilar tal mensagem de uma forma menos negativa do que a princípio seria comum..

      Ué. Que mensagem negativa?

      You hungry for heaven! But you need a little hell
      (Você esta faminto pelo paraíso! Mas precisa de um pequeno inferno)

      Não faz o menor sentido, a letra nada tem a ver com isso...


      Cara, você não conseguiu interpretar o que eu escrevi?

      shoyoninja
      Veterano
      # mar/16
      · votar


      Wuju Wu Yi
      Não oras, e por isso estou pedindo esclarecimentos: Qual a mensagem negativa que está mascarada?

      shoyoninja
      Veterano
      # mar/16 · Editado por: shoyoninja
      · votar


      UnderDog
      Desculpa mas não dá para ficar prestando muita atenção não, ainda mais porque você tende a escrever em blocos.

      De qualquer forma, eu perguntei: qual a mensagem negativa mascarada?


      Mesmo no sentido literal ( o que não é "mascarar", e o próprio Dio falava que ele não escrevia sobre religião, mas sobre pessoas) não tem nada de negativo nisso!

      UnderDog
      Membro Novato
      # mar/16 · Editado por: UnderDog
      · votar


      shoyoninja

      Não estou obrigando que prestem atenção, só digo que se pretendem responder algo a respeito do que eu escrevi, que façam após ler todo o conteúdo, pra não deixar as coisas que escrevo fora de contesto.
      Se você não viu nenhuma mensagem negativa nessa letra bom para você, você perguntou oque tinha de negativo e teve a resposta, se mesmo assim continua não vendo, melhor ainda.

      Wuju Wu Yi
      Membro Novato
      # mar/16 · Editado por: Wuju Wu Yi
      · votar


      shoyoninja

      Cara, a mensagem mascarada é a literal da afirmação, e que foi mascarada com o restante do contexto da música e com as metáforas, onde você até falou que 'a letra não tem nada a ver com isso'. Esse é o ponto.

      o UnderDogs realmente explicou de maneira clara uma outra perspectiva da frase. Não tem como você não ver.

      makumbator
      Veterano
      # mar/16 · Editado por: makumbator
      · votar


      Wuju Wu Yi

      Não acho que a interpretação dele seja mais válida que a minha ou de qualquer outro sobre a letra, uma vez que cada um vê as "mensagens" mais ligadas à sua cultura e forma de pensamento.

      Mas que o Dio dizia que de maneira geral ele não escrevia sobre religião, ah isso ele dizia. Então não se deve tomar as letras por esse lado (principalmente que nesse caso é preciso tomá-las de maneira literal pra ver uma ligação religiosa).

      shoyoninja
      Veterano
      # mar/16
      · votar


      UnderDog
      Ok.

      Wuju Wu Yi
      Ou é literal, ou é mascarada.

      E ainda assim, tomando a interpretação de "bem e mal", não tem nada de negativo, a não ser talvez repetição de um tema que o Dio explorou bastante, como na Heaven and Hell por exemplo.

      Wuju Wu Yi
      Membro Novato
      # mar/16 · Editado por: Wuju Wu Yi
      · votar


      makumbator

      sim é isso mesmo, tanto que a interpretação do UnderDogs não é a única possível, da pra ter outras, e inclusive a afirmação literal por si só já é escandalosa a visão do Cristianismo. Só que, eles fazem questão de colocar as coisas dessa forma ambígua, e mais especificamente com esse tipo de temática.

      shoyoninja

      Ou é literal, ou é mascarada.

      Não, essa dicotomia não existe. Está mascarado para diminuir o peso e impacto do literal.

      E ainda assim, tomando a interpretação de "bem e mal", não tem nada de negativo, a não ser talvez repetição de um tema que o Dio explorou bastante, como na Heaven and Hell por exemplo.

      Da perspectiva Cristã afirmar a necessidade de um pouco de inferno para quem busca o paraíso é muito negativo.

      makumbator
      Veterano
      # mar/16 · Editado por: makumbator
      · votar


      Wuju Wu Yi

      Mas a ambiguidade não está em certo nível em todas as letras de música?

      Um exemplo que tem alguma relação com isso é a análise de livros feita em exercícios de edições destinadas a escolas.

      Não sei se é algo que ainda fazem em aulas de literatura, mas na minha época a gente tinha essas edições de romances da literatura que vinham com exercícios para atestar o entendimento do aluno sobre a obra. E os professores sempre cobravam a "interpretação certa" da obra, algo que não me descia bem.

      Pois bem, após ficar mais velho vi em entrevistas alguns dos autores de certas obras que estudei na escola contradizerem a interpretação dessas edições com exercícios. Alguns davam exemplos e esclareciam pontos que tornavam as respostas certas dos exercícios totalmente erradas.


      Da perspectiva Cristã afirmar a necessidade de um pouco de inferno para quem busca o paraíso é muito negativo.


      Mas aí que está, como garantir que o Dio estava partindo da perspectiva cristã? Pra mim tanto o paraíso quanto o inferno citados na música não são os tradicionais da mitologia cristã, e sim alegorias para falar dos percalços inevitáveis na vida. Mas claro que isso é a minha visão, obviamente.

      Wuju Wu Yi
      Membro Novato
      # mar/16 · Editado por: Wuju Wu Yi
      · votar


      makumbator

      interpretações múltiplas acontecem em muitos lugares sim, sem um pingo de dúvida. tanto que me identifico totalmente com esse caso que você narrou, porque comigo era igual, até no enem tive essa puxada na orelha, mas marquei a que deduzi que era a que esperavam como certa.

      na questão da música em específico, o problema é que eles sempre fazem essas ambiguidades com temas sociais e ideológicos de peso como sexo, questões religiosas, coisas promiscuas, e etc...

      algumas coisas dão a transparecer muitas vezes que a ambiguidade não foi intencional, nesse caso que tratávamos no entanto as temáticas encaixam tão bem em outros contextos, especialmente no contexto religioso e de maneira antagônica, que parece claramente que é feito de maneira intencional e cujo molde que encobre tem fins apenas de disfarce e justificativa para questionamentos.

      Mas aí que está, como garantir que o Dio estava partindo da perspectiva cristã? Pra mim tanto o paraíso quanto o inferno citados na música não são os tradicionais da mitologia cristã, e sim alegorias para falar dos percalços inevitáveis na vida. Mas claro que isso é a minha visão, obviamente.

      Certa vez já li que a família do Dio era ocultista, mas vamos supor que ele não tinha nenhum envolvimento. Em muitos casos vários artistas são meras marionetes. Apresentam certa proposta e recebem o timbre ideológico que o pessoal por trás quer passar.

      UnderDog
      Membro Novato
      # mar/16 · Editado por: UnderDog
      · votar


      Existe uma interpretação certa sim, [embora o autor de uma obra possa também querer mais de uma interpretação do mesmo, que é um caso de exceção].
      Eu fiz uns testes a um tempo atras, escrevi uma letra com apenas UMA mensagem e mandei para alguns amigos meus lerem e depois me dizerem oque tinham entendido, de todos que mandei (5 amigos) 3 interpretaram exatamente a mensagem que eu queria passar, enquanto dois deles interpretaram de uma forma bastante diferente, e isso me chamou atenção, fui ler minha própria letra partindo da interpretação que esses dois amigos fizeram e vi que eles não inventaram coisas, realmente a minha letra também passava uma outra mensagem, ou seja a letra que eu fiz para passar apenas uma mensagem,acabou passando duas,mas que na verdade só uma era a certa.
      Pode acontecer de interpretarem uma letra de forma diferente, exatamente pelo que o makumbator disse (questões culturais e etc.) mas o fato é que apenas uma delas [ou mais de uma se for a intenção do autor que é um caso de exceção] vai estar certa.

      Dio não fala de religião no sentido de questiona-la, (tanto positiva quando negativa) mas se ele usa mesmo que em forma de metáfora o inferno,diabo,e outros, querendo ou não indiretamente envolve a religião, é tipo o herói da Marvel Thor, que apesar de ter sido retirado da mitologia nórdica, não fala exatamente dele em cotexto de crença e tal, é só um personagem tirado de lá, e sendo você um nórdico ou não, você gostar dele,ou não gostar,mas pelos motivos do que é o personagem, e não pelo motivo da crença.

      makumbator
      Veterano
      # mar/16
      · votar


      UnderDog
      Existe uma interpretação certa sim

      Não existe não.

      escrevi uma letra com apenas UMA mensagem e mandei para alguns amigos meus lerem e depois me dizerem oque tinham entendido

      Tinha apenas uma mensagem pra você, mas quem interpreta é o receptor da obra (o criador não controla isso totalmente, pode no máximo tentar influenciar). Obviamente cada um leu de um jeito, pois a obra existe na mente do público, e não em um éter vazio com um único significado.

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a A Maldição do Rock and Roll no AC/DC

      305.719 tópicos 7.894.892 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2018 Studio Sol Comunicação Digital