Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      Quando você fala que é musico e te perguntam "mas você vive do que?"

      Autor Mensagem
      Btardelli
      Veterano
      # mar/12


      Quem de vocês nunca passou por isso?

      vi esse vídeo, axei legal e resolvi compartilhar. Se ja rolou por ai me desculpem, procurei mas não encontrei...



      MauricioBahia
      Moderador
      # mar/12 · Editado por: MauricioBahia
      · votar


      Tudo bem que foi um desabafo mas, na boa, achei esse vídeo muito infantil. O cara usa palavrões como se fossem vírgulas. É por isso que, pra mim, perde a credibilidade. Que tal falar o mesmo com educação? Assim, ele mostraria maturidade e mais, profissionalismo e respeito.

      Enfim, achei um discurso exagerado e, até certo ponto, desnecessário.

      Raven_Heart
      Veterano
      # mar/12
      · votar


      MauricioBahia
      Concordo, mas vai saber...de repente o cara tinha acabado de ouvir uma dessas e foi gravar o vídeo de cabeça quente. É meio exagerado e realmente perde a credibilidade, até porque foi bem engraçado.

      MauricioBahia
      Moderador
      # mar/12 · Editado por: MauricioBahia
      · votar


      Raven_Heart: até porque foi bem engraçado.

      Acabou ficando até engraçado! hehe Eu tenho primos músicos profissionais e são hiper respeitados. Esse cliché "mas você vive do que?" é mais velho que minha avó. Na época que jogador de futebol era tido como vagabundo ou malandro.

      Eu acho que o cara do vídeo acordou como "ovo virado" e saiu disparando pra todo o lado. Talvez, a realidade dele seja esta, mas a minha, definitivamente, não é.

      O cara que é profissional não usa esse discurso sujo. Ele não precisa:





      Abs

      thefuga
      Veterano
      # mar/12
      · votar


      É, o uso demasiado de "palavrões" é dispensável.
      Oque parece é que o cara quis fazer algo nessa onda desse pessoal que fala palavrão até não poder mais para que sua palavra ganhe mais força. Como o Felipe Neto faz.
      A única diferença é que ele fala em 90% para adolescentes. Os mesmos acham super legal que o cara faça um video falando um monte de bobagem.
      Mas um video que tem intuito de ser sério não deveria ser feito assim. Eu acho isso muito sem graça. Nota-se de longe que é forçado. Humor tem de ser natural...

      Citando ele...
      "Vamo transforma isso numa coisa série. Como, eu num sei..."
      Bom, fazendo um video menos forçado e um pouco mais profissional seria um começo. Falando desse jeito, oque vai acontecer vai ser que as pessoas que achavam os músicos "vagabundos", vão ter certeza.
      Ele compara muito com médico.. Bom, eu acho que médicos não fazem palestras nesse nível...
      Não sou profissional nem nada, mas algumas coisas que ele fala eu achei legal. Agora, forçou muito a barra no linguajar... Ele pede que respeitem a profissão desrespeitando as pessoas, chamando-as de "filha da pu#@". Não é assim que vai dar certo!

      MauricioBahia
      Moderador
      # mar/12 · Editado por: MauricioBahia
      · votar


      thefuga

      Olha a descrição que ele postou no vídeo:

      "e peço desculpa a quem se sinta ofendido, e tambem peço a quem se sinta ofendido com meus palavrões que vá se fuder e continue sendo humilhado e calado em seu "mundinho de BOB". O Video foi feito espontaneamente e EU SOU MAL EDUCADO ".

      Ou seja, ele me mandou "me fuder" de graça, só pq não gostei dos palavrões. Fora que meu "mundinho" não é de "BOB", mas de uma família de músicos (repetindo) que trabalham desde os anos 70/80, ralando pra caramba e com muita dignidade, diga-se de passagem.

      Abs

      thefuga
      Veterano
      # mar/12 · Editado por: thefuga
      · votar


      MauricioBahia
      É... ficou ainda pior!
      Se ser mal educado para ele funciona, parabéns pra ele. Mas eu dúvido que ele chame qualquer contratante de "filho da puta". Até onde eu sei, respeito é bom e todo mundo gosta.

      Abraço!

      Led Zé
      Veterano
      # mar/12
      · votar


      Esse cara do vídeo é um idiota. É burro e mal informado. Ele meio que dá a entender que músico é só quem estudou e tem aquela porcaria daquela carteirinha..Música é um forma arte . Limitar a música aos "músicos profissionais" seria a mesma coisa de limitar a arte a quem frequentou umas escola de artes. Dessa forma, não poderiam exercer a profissão nem o Jimmi Hendrix nem o Aleijadinho. O cara é um ignorante. Ele põe a culpa do insucesso dele na fiscalizão da OMB. HAHAHAHA. Para de chorar e vai correr atrás, meu filho!!!!!!

      Bog
      Veterano
      # mar/12
      · votar


      Led Zé

      Concordo. O cara se coloca em defesa da reserva de mercado.

      A minha área (computação) não é regulamentada. Quando eu estava na faculdade, uns 12 anos atrás, a área estava em discussão sobre exigir diploma e afins. Optou-se por não exigir, e deixar que o mercado se auto-regule. Não coincidentemente, na maior parte dos lugares sérios, o diploma OU a competência comprovada são requisitos mínimos para se trabalhar. E sim, o ponto fundamental é o grau de risco direto a que se expõe as pessoas.

      O cara reclama do "filha da puta que compra um violão sábado e sai prá tocar e fala que é músico". Isso é problema do dono do estabelecimento e do seu público. O cara bota um incompetente para tocar, desagrada os clientes, e perde a freguesia para o bar do lado, que tem música boa. Simples assim. Da mesma forma que qualquer semi-analfabeto pode se dizer jornalista, mas uma revista escrita por semi-analfabetos perde a credibilidade, da mesma forma que qualquer guri que aprendeu IF-THEN-ELSE pode se dizer programador, mas uma empresa que faz sistemas ineficientes e cheios de bugs perde espaço para as mais competentes.

      Achei a argumentação do cara juvenil e bem ridícula. Se ele quer que a profissão seja respeitada, antes de tudo, que respeite quem ele quer convencer. Do jeito que está, virou uma auto-piada.

      Btardelli
      Veterano
      # mar/12
      · votar


      Revendo o vídeo, percebi que o cara exagerou em algumas partes. Porém, parte do que ele fala faz sentido, por exemplo, porque o CREA funciona, a OAB funciona e a OMB nem funcionário direito não deve ter...?

      Bog
      O cara reclama do "filha da puta que compra um violão sábado e sai prá tocar e fala que é músico". Isso é problema do dono do estabelecimento e do seu público. O cara bota um incompetente para tocar, desagrada os clientes, e perde a freguesia para o bar do lado, que tem música boa. Simples assim

      Seja sincero. Alguma vez alguem (que não seja musico ou pelo menos toque algum instrumento) te falou "não volto naquele bar, a musica é horrivel!", ou então "vamos sair, o "musico" é um lixo".

      abç

      Bog
      Veterano
      # mar/12
      · votar


      Btardelli
      Seja sincero. Alguma vez alguem (que não seja musico ou pelo menos toque algum instrumento) te falou "não volto naquele bar, a musica é horrivel!", ou então "vamos sair, o "musico" é um lixo".

      Eu nunca saí do bar porque a música era ruim, mas já fui em bares porque a música era boa.

      Se a qualidade da música não é importante para o estabelecimento e os seus clientes, então ela pode ser mesmo executada por qualquer "filha da puta que compra um violão sábado e sai prá tocar e fala que é músico". Da mesma forma que se a decoração do ambiente não é importante, não precisa ser feita por um designer competente; da mesma forma que se a propaganda não é importante, pode ser feita por aquele filho do amigo do dono que diz que aprendeu a mexer no Corel Draw. Não havendo riscos à saúde (deixemos as piadinhas de lado) e à segurança, quem determina a importância de cada função são o dono do estabelecimento e os clientes, não quem executa a funçao.

      Led Zé
      Veterano
      # mar/12 · Editado por: Led Zé
      · votar


      Btardelli
      Cara, o que esse idiota do vídeo quer é que só exerça a música quem for formado em música , provavelmente porque deve estar sem grana, frustrado e morrendo de inveja do Michel Teló. Como pedir a mesma fiscalização do CREA? Se um prédio cai e mata 200 pessoas porque o cara que construiu não era engenheiro é uma coisa mas se um " filho da puta com um violão de 38 reais" sobe no palco e faz uma música ruim é outra totalmente diferente. Só me responde uma coisa: o Jimmi Hendrix foi ou não foi músico?

      Sou mais o Hendrix com um violão de 38 reais na mão do que um Zé ruela com uma Gibson e uma carteirinha de merda.

      A minha indignação não é com você, brother ...é com a falta de visão desse mal educado que não tem nem idéia do que é a música.

      Btardelli
      Veterano
      # mar/12 · Editado por: Btardelli
      · votar


      Led Zé

      O problema é que um maluco pega uma guita dessas de 100 conto nem afinar direito, bate na porta de um boteco qualquer, toca praticamente de graça e tira o trampo de muita gente que estudou MUITO e por isso cobra mais caro.

      como disse, revendo o video percebi que o cara exagerou também, mas tirando o exagero, ele tem razão.

      abç

      Bog
      Veterano
      # mar/12
      · votar


      Btardelli
      O problema é que um maluco pega uma guita dessas de 100 conto nem afinar direito, bate na porta de um boteco qualquer, toca praticamente de graça e tira o trampo de muita gente que estudou MUITO e por isso cobra mais caro.

      E você não acha que a escolha entre o maluco que não sabe afinar a guitarra direito e o cara que estudou MUITO cabe ao dono do estabelecimento e aos seus clientes? Tipo, tem que ter uma lei para dizer para o cara que ele não pode ter lá música "ruim"? (como se carteirinha da OMB fosse garantia de algo)

      Bog
      Veterano
      # mar/12 · Editado por: Bog
      · votar


      Btardelli

      Pergunta: quando você compra um computador você escolhe:

      1) O que atende melhor às suas necessidades, dentro das suas condições de pagamento.

      2) O mais barato, independente de especificações, qualidade percebida, marca, etc.

      3) Aquele que foi projetado e construído por gente mais esforçada.

      4) Outro critério (especificar).

      Curly
      Veterano
      # mar/12
      · votar


      Esse rapaz está sendo imaturo, acho que esse excesso de palavrões é algo tipo imitando os vídeos daquele imbecil chamado Felipe Neto, os músicos têm amplos motivos para manifestar indignação mas esse tipo de atitude só depõe contra a categoria.

      Btardelli
      Veterano
      # mar/12
      · votar


      Bog

      O meu ultimo foi uma mistura de 1) O que atende melhor às suas necessidades, dentro das suas condições de pagamento com o 3) Aquele que foi projetado e construído por gente mais esforçada.. fui na loja de um amigo, falei o que precisava e ele montou pra mim.

      não entendi aonde voce quer chegar, hehe :)

      abç

      Bog
      Veterano
      # mar/12 · Editado por: Bog
      · votar


      Btardelli
      não entendi aonde voce quer chegar, hehe :)

      Eu quero chegar no ponto em que a escolha do critério cabe a quem contrata o serviço.

      Você não respondeu os meus outros comentários. Você não acha que a escolha entre o maluco que não sabe afinar a guitarra direito e o cara que estudou MUITO cabe ao dono do estabelecimento e aos seus clientes? Tipo, tem que ter uma lei para dizer para o cara que ele não pode ter lá música "ruim"? (como se carteirinha da OMB fosse garantia de algo)

      Edit: a propósito, o teu amigo que montou o computador é filiado à Sociedade Brasileira de Computação?

      Vinícius Iron
      Veterano
      # mar/12 · Editado por: Vinícius Iron
      · votar


      Que abobado... deu a entender que agora não se pode mais ter músicos hobbistas, porque esses vão tirar o emprego dos profissionais e ''manchar'' sua profissão. Além do mais, esses palavrões me encheram o saco. Ele nunca vai conseguir que pessoas sérias levem o vídeo dele à sério, se ele fica dando uma de adolescente rebelde xingando o mundo inteiro como se fosse dono dele. Sai dessas fraldas, rapaz, e faz um vídeo com mais seriedade e respeito.

      Btardelli
      Veterano
      # mar/12
      · votar


      Bog

      Você não respondeu os meus outros comentários. Você não acha que a escolha entre o maluco que não sabe afinar a guitarra direito e o cara que estudou MUITO cabe ao dono do estabelecimento e aos seus clientes? Tipo, tem que ter uma lei para dizer para o cara que ele não pode ter lá música "ruim"? (como se carteirinha da OMB fosse garantia de algo)

      Sim, acho que cabe ao dono do estabelecimento, que muitas vezes chama o que cobra menos. e também ao publico que muitas vezes (principalmente homens) vão nos lugares que "tem mulher gostosa", pouco se importam com o resto.

      Edit: a propósito, o teu amigo que montou o computador é filiado à Sociedade Brasileira de Computação?

      nem sabia que isso existia, vou perguntar por curiosidade ;)

      abç

      Bog
      Veterano
      # mar/12
      · votar


      Btardelli
      Sim, acho que cabe ao dono do estabelecimento, que muitas vezes chama o que cobra menos. e também ao publico que muitas vezes (principalmente homens) vão nos lugares que "tem mulher gostosa", pouco se importam com o resto.

      Se você acha isso, como concorda com o vídeo, onde o cara basicamente se posiciona a favor da reserva de mercado?

      nem sabia que isso existia, vou perguntar por curiosidade ;)

      Pois é, ele pode estar tirando o emprego de alguém que tem carteirinha e paga anuidade, olha só...

      Btardelli
      Veterano
      # mar/12
      · votar


      Bog

      Se você acha isso, como concorda com o vídeo, onde o cara basicamente se posiciona a favor da reserva de mercado?

      Acho que me coloquei mal. Concordo, desde que sejam pessoas que toquem no minimo, decentemente. O que sou contra é que qualquer um chega num lugar, pede 10 reais e uma água pra "tocar" a noite toda, isso sim eu não concordo. Todos tem o direito de tocar, mas porque não fazem prova da OMB que qualquer um com o minimo de conhecimento musical passa? se um cara não passa em uma prova dessas ja sou contra ele tocar mesmo em uma rodinha de amigos...

      abç

      alexandrecoppo
      Veterano
      # mar/12
      · votar


      Vi o titulo do topico e lembrei de um masterclass do juninho afram, ele disse q foi viajar com a familia o kra o aeroporto perguntou com o que ele trabalhava, quando ele disse q era musico o kra fez essa mesma pergunta e so parou de enxer quando ele disse q era autonomo.

      Bog
      Veterano
      # mar/12
      · votar


      Btardelli
      Concordo, desde que sejam pessoas que toquem no minimo, decentemente.

      Então você acha que se eu tiver um bar eu não posso colocar para tocar no MEU NEGÓCIO quem eu quiser? Digo, o problema não é meu e dos meus clientes (e dos nossos respectivos ouvidos)? Precisa ter legislação, burocracia, prova, documento para determinar quem eu, dono do meu estabelecimento, posso escolher para tocar? Se eu colocar lá um cara que não sabe afinar o violão e pede 10 reais e uma coca, o problema não é meu?

      se um cara não passa em uma prova dessas ja sou contra ele tocar mesmo em uma rodinha de amigos...

      Putz... é a burocratização da rodinha de amigos.

      - Opa, então, vamos fazer um churrasco?
      - Só se o churrasqueiro tiver carteirinha da ordem dos churrasqueiros do Brasil!

      Btardelli
      Veterano
      # mar/12
      · votar


      alexandrecoppo

      Um amigo meu uma vez foi fazer uma compra em uma dessas lojas tipo casas bahia, magazine luiza, ricardo eletro (não me lembro qual foi) quando ele disse que era musico quase negaram o credito pra ele.

      Bog

      Então você acha que se eu tiver um bar eu não posso colocar para tocar no MEU NEGÓCIO quem eu quiser? Digo, o problema não é meu e dos meus clientes (e dos nossos respectivos ouvidos)? Precisa ter legislação, burocracia, prova, documento para determinar quem eu, dono do meu estabelecimento, posso escolher para tocar? Se eu colocar lá um cara que não sabe afinar o violão e pede 10 reais e uma coca, o problema não é meu?

      Se tiver alguma coisa que regulamente o contrario, na minha opinião, não pode. Você contrataria uma pessoa formada em direito que não passou no exame da OAB para defender teu estabelecimento? eu creio que não....

      Putz... é a burocratização da rodinha de amigos.

      - Opa, então, vamos fazer um churrasco?
      - Só se o churrasqueiro tiver carteirinha da ordem dos churrasqueiros do Brasil!


      KKKKKK

      abç

      Its Fucking Boring To Death
      Veterano
      # mar/12
      · votar


      enquanto o povo não tiver acesso cultura, músico não vai receber o tratamento que merece. Como eu não me iludo com esse país de merda, então, não acredito que isso vá mudar.

      quanto ao video: os palavrões chamaram mais atenção do que a mensagem transmitida pelo visto. Por um lado, é culpa do próprio autor do video, mas, por outro, é frescura de quem reclama.

      Bog
      Veterano
      # mar/12
      · votar


      Btardelli
      Você contrataria uma pessoa formada em direito que não passou no exame da OAB para defender teu estabelecimento?

      Razões diferentes, cara... Não dá para entrar aqui em detalhes sobre o assunto, mas é preciso analisar as implicações em cada área.

      Mas veja bem: eu também não colocaria para tocar uma banda sem antes ouvir e aprovar. O que eu defendo é o direito de cada dono de estabelecimento decidir por si próprio. Quer decoração feita por um profissional? Contrate um profissional. Quer uma decoração qualquer? Deixe na mão de um qualquer. Quer música feita por um profissional? Contrate um profissional. Querm uma música qualquer? Deixe na mão de um qualquer. Simples assim. Não precisa de legislação, burocracia, prova, anuidade, para isso.

      Como eu disse, trabalho em uma área que não é regulamentada. Qualquer piá que aprende o básico de C pode sair por aí dizendo que é computeiro. Sem medo de soar arrogante, essa gente não me incomoda. Eu não tenho medo deles. Confio na minha competencia profissional para chegar em um lugar e dizer: "é, eu cobro mais caro que esse guri, porque meu serviço é superior ao dele". Eu estudei, tenho experiência, e independente de carteirinhas ou diplomas, minha história e resultados dizem o quanto meu trabalho vale. Essa defesa intransigente da reserva de mercado só favorece os medíocres e inseguros.

      renatocaster
      Moderador
      # mar/12 · Editado por: renatocaster
      · votar


      Uns 3 segundos depois de pensar, o cara diz: "Eu não estou aqui fazendo vídeo pra pegar menininha". Bom, isso já seria o bastante para me fazer desistir de prosseguir com vídeo, mas insisti em continuar. Coisa de uns 30 segundos depois, não aguentei mais.

      O problema nem foram os palavrões (deve ter falado muito mais ao longo do video), e sim a maneira "aborrecente" de falar, fazendo colocações infantis o tempo inteiro. Porque palavrão até o Anhaia fala, só que os vídeos dele não dá nem pra começar a comparar com o desse cidadão aí.

      Como disse o Romário certa vez: "O Pelé com a boca fechada é um poeta". Concordo com ele, tem certas pessoas que se ficassem de bico calado ganhariam bem mais e ainda nos poupariam.

      Abs

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Quando você fala que é musico e te perguntam "mas você vive do que?"

      304.964 tópicos 7.882.804 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2018 Studio Sol Comunicação Digital