Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      Nichendrix's Piano Bar Chat - Jazz, Blues, Rock Mulheres e One Bourbon, One Scotch and One Beer

      Autor Mensagem
      ogner
      Veterano
      # out/10 · Editado por: ogner
      · votar


      Huahuehuahe!!!!


      DoS reviews do AMAZON:

      9 of 9 people found the following review helpful:
      4.0 out of 5 stars A MUST HAVE RARITY IN YOUR HENDRIX COLLECTION!, May 24, 2007
      By M. McKay (Downey, CA United States) - See all my reviews
      (REAL NAME)

      This review is from: The Jimi Hendrix "Experience" [Live at The Royal Albert Hall 2/24/69] (Audio CD)
      On Feb. 24th of 1969, The Jimi Hendrix Expierence rocked The Royal Albert Hall in London, the first U.K. shows they had played in over a year and what would turn out to be their last. Neither Reprise in the U.S. nor Polydor in the U.K. issued a live album of this concert though a few songs were released on the American album "Hendrix In The West" in 1972. However this concert has been issued and re-issued on various indie labels throughout the last few decades, spliced and diced in every which way conceivable complete with fade ins, fade outs, deceiving track squencing, even the insane idea of chopping the song "Room Full Of Mirrors" in half then playing both parts on top of one another and labeling it a "short version." The various issues have made claims that this was The J.H.E.s last concert (not true) and even Jimi's last concert before he died (VERY NOT TRUE). Jimi's last concert was on 9/6/70 at an open-air festival in Germany, not at The Royal Albert Hall in London.

      One of those deceiving re-issues happened to be the first Hendrix I ever owned. It was 1987, I was in the fourth grade, and I bought a cassette titled "The Last Expierence" on the Legacy International label. The front cover made the latter claim that I mentioned above. The Royal Albert Hall concert is special to me in particular because it was the first I'd heard such Hendrix classics like "Purple Haze," "Fire," or "Voodoo Child." After all these years, I wanted to reunite with the live show that got me started on Jimi as a youngster but I didn't want to buy another cheap hodge-podge of it. I'm glad I held out until I found this great 2-CD set, which gives you the entire concert (except for one song) AND presents it in the correct order finally!

      Apon hearing this concert for the first time in almost 16 years, it's just as awesome and undeniably RAW (keyword there) as I remember it. But as I listened, it dawned on me why Expierence Hendrix has probally chosen to not re-issue this concert, in all honesty, it's not one of Jimi's best shows. While Jimi and the guys turn in some killer versions of "Stone Free," "I Don't Live Today," and "Foxey Lady," each with unique solos unlike any other live versions you've heard before, feedback and hiss from the amps plagues many of the songs, and not in a good way. Jimi also sounds tired throughout the set and sometimes, downright frustrated making more apologies to the audience than he did at Woodstock. On this version of "Fire" in paticular, Jimi dosen't bother to sing the song with much enthusiasm or even include the come-ons between verses ("oh move over Rover..."). It rocks none the less though. That's not to say Jimi was without his humor on this night, his mimicking Noel saying "blast from the past" in a British accent is funny and there are a few times Jimi chastises the audience for not bringing their instruments so they could come up on stage and jam with him.

      There is no "bad" Hendrix you can buy, that's one of the things I love about Jimi, everything he did was special in some way or another, be it on the stage or in the studio, he was that full of creativity. This concert is great in it's own way, like Woodstock and all the others. You get to hear the second time Jimi performed "The Star Spangled Banner" in front of an audience, right after he completes "Wild Thing, and then procedes to do what is titled on the CD as "The Smashing Of The Amps." A feeback noise fest as Jimi smashes his guitar to bits. Probally one of the last times he did that for his audience.

      ogner
      Veterano
      # out/10
      · votar


      nichendrix

      Parece que foi tudo planejado!! hehehehe!!!!!!!!

      Curly
      Veterano
      # out/10
      · votar


      ogner

      eu tinha o vinil, essa "room" foi tipo uma jam, se não me engano rolava até uma flauta no lance (chris wood ?)

      ogner
      Veterano
      # out/10
      · votar


      Curly

      Rola sim...cara to tentando achar infos...Parece que é todo "colagem"
      nao entendi direito ainda...To meio atolado trabalhando e querendo ler sobre isso"!!! hauehuha

      nichendrix
      Veterano
      # out/10
      · votar


      ogner

      Cara, sei lá... bootleg tem tudo menos controle de qualidade... hehehehhee

      Logo, não duvido que haja essas coisas não.

      MMI
      Veterano
      # out/10 · Editado por: MMI
      · votar


      ogner

      Caramba...

      O Cd que eu estava falando era esse. Duca!!!! Viciei! Para mim, um dos melhores dos últimos CDs dele.
      "Compra" que vale a pena

      ogner
      Veterano
      # out/10
      · votar


      MMI
      nichendrix

      Valeu..Comprando!!!

      To ouvindo com mais atenção o Lucille do BB King!!!

      Bemmmmm bacana!!! A apresentação da Lucille é sensacional!!!

      nichendrix
      Veterano
      # out/10
      · votar


      MMI

      Com esses óculos quadrados e essa barba por fazer o Clapton está a cara do meu pai, só muda o cabelo e a cor dos olhos hehehhehehehe

      MMI
      Veterano
      # out/10 · Editado por: MMI
      · votar


      ogner

      Espero que goste, depois conta para a gente.
      Eu ouvia um slide "nervoso" demais no CD. Depois que vi que era o Derek Trucks.

      nichendrix

      Pô... Seu pai deve ser seu herói! hehehehehehe

      nichendrix
      Veterano
      # out/10
      · votar


      MMI

      Nem tanto esse titulo vai pra minha avó hehehehhehehehe

      Mas eu nunca nem tinha percebido até a época do One More Car, One More Rider... um amigo meu tava vendo o DVD e disse, nossa agora sei como seria seu Renato tocando guitarra... hehehhee

      MMI
      Veterano
      # out/10
      · votar


      nichendrix
      ogner

      Tá muito sem música no bar!





      nichendrix
      Veterano
      # out/10 · Editado por: nichendrix
      · votar


      MMI
      Mas nessa época já tem os bisnetos para dar uma bengalada e gritar: Play the Blues!

      Meu bisavô que morreu com 101 anos, o vô Moisés, depois que deu um derrame, por idos de 90 anos, ele voltou ao normal só ficou meio manco e com umas caduquices bem malucas. Uma delas era tirar o cabo da vassoura e meter a bengala no lugar e usar o cabo como bengala, tinha também uns lapsos de memoria que esquecia quem eram as pessoas e sempre que via uma das pessoas esquecidas pensava que era ladrão, pivete, pé de pano, malandro, camisa verde, comunista, terrorista, cangaceiro e tudo de ruim que tu pensar e a reação padrão era descer a bengala ou cabo de vassoura na moleira, eu e um primo meu, corremos muito dele quando eramos crianças, porque em geral ele esquecia as pessoas mais recentes na memoria dele.

      Mas a caduquice mais massa dele era quando ele metia na cabeça que era cantor e vendedor de roupas, e ia tirando a roupa e estendia no chão e dizia q tava vendendo das roupas no gogó, peladão no quintal ou na porta de casa hehehehe.. a minha avó sempre diz que ser cantor era o sonho dele e o velho tinha um vozeirão mesmo, baritono classicão e teve uma loja de roupas por muito tempo quando vivia no Rio de Janeiro.

      Saia até uns Nelson Gonçalves, Pixinguinha, Chiquinha Gonzaga e outras músicas do tempo que ele era um jovem boêmio.

      MMI
      Veterano
      # out/10
      · votar


      nichendrix

      Bem engraçado... heheheheehehee

      Na fazenda de meu avô tinha muitas festas, festança mesmo. Juntava um povo grande, tudo maluco. Depois que já tinham secado uns 3 garrafões de 5 litros de pinga, os caras resolviam cantar... Imagina no que dava! heheehehe

      Ian Anderson
      Veterano
      # out/10 · Editado por: Ian Anderson
      · votar


      os meus bisavos, tocavam acordeon, Bandoneón e violão e meu tio- avô toca sax, eles se reuniam a familia pra festejar um pouco, minha avó a as irmãs cantavam. isso em Mil Novecentos e a Dercy era jovem. =P

      Do outro lado da familia, meu avos são inquietos mesmo com 80 nas costas, nessa idade o véio produz vinho se bobear se ve ele subir no telhado e mexer na caixa dagua ou antena.

      Até quando eu tava lixando a guitarra ele veio me dizer pra eu descasar um pouco q ele queria lixar um pouco. =P

      nichendrix
      Veterano
      # out/10 · Editado por: nichendrix
      · votar


      Ian Anderson
      MMI

      Eu acho massa esses velhos pra frente, minha avó já vai com 80 e meu avô com 88, e na empresa são os que mais fazem coisa, uma vez um menor aprendiz tava falando que o sonho dele é chegar aos 60 com a disposição do meu avô, porque até de pedreiro as vezes ele ataca, lembro da ultima reforma que foram mudar umas paredes de lugar e um dia um dos pedreiros faltou e o outro ficou enrolando, ele pegou e fui fazer as vezes de pedreiro. Quando meu tio perguntou se ele sabia alguma coisa de fazer parede, ele tacou um: se eu monto o motor de um trem, eu lá vou ter problema pra botar esse monte de tijolim vei no lugar?

      E depois de 12h de trabalho por dia, aos 88 anos, ainda acorda 4:30 pra dar o café da manhã dos mendigos na igreja lá do bairro dele e anda uns 3km antes de ir trabalhar pra "ajudar o coração".

      MMI
      Veterano
      # out/10
      · votar


      nichendrix

      Isso sem contar o jipe Willis!

      nichendrix
      Veterano
      # out/10 · Editado por: nichendrix
      · votar


      MMI

      Nem me fale nesse Jipe quando tive agora em Setembro o vô tinha torcido o pé e não conseguia fazer baliza (mas teimava em dirigir), eu nunca botei tanta força na vida, quanto fazer uma baliza no jipe. Foi 2 dias de dorflex pra botar os pinos das costas nos eixos.

      Depois ele reclama que Cadillac é lindo mas é carro de moça porque tem a direção muito mole (é hidralica desde os anos 50)... pode uma coisa dessas?

      Engraçado que o vô tocava flautim (picolo) na fanfarra da escola dele... toda vez que toco saxofone perto dele, ele fica teimando comigo dizendo que eu to soprando errado e que minha boquilha tem defeito e que parece um apito chamar pato do finado padre Globber. Quando eu digo que o som mais meloso que ele tá acostumado só tem como tirar com uma boquinha C3 e que eu uso uma B5 e uma M7 que tem o som com mais ataque... ele vem com aquela conversa... nam que tocador que é tocador tira tudo que é som duma boquilha só... heheheheh

      nichendrix
      Veterano
      # out/10 · Editado por: nichendrix
      · votar


      double post

      Ian Anderson
      Veterano
      # out/10
      · votar


      Depois ele reclama que Cadillac é lindo mas é carro de moça porque tem a direção muito mole (é hidralica desde os anos 50)... pode uma coisa dessas?

      ashauhsuahsuhasuahsua
      =P

      MMI
      Veterano
      # out/10
      · votar


      nichendrix

      Seu avô é jipeiro radical! Conheço alguns assim que falam a mesma coisa, bom mesmo é um Willis cinquenta e pouco, duro, pesado, não veda, que se senta em cima do tanque, que deixa com cheiro de fumaça ou molhado (porque não veda jamais) e por aí vai. O pior é que eu mesmo gosto desses carros... hahahahahahaha

      nichendrix
      Veterano
      # out/10
      · votar


      MMI

      Ele nem é tão radical assim, chegou a ter uns 14 ou 15 Willys na garagem... hehhhehe

      Ele gosta muito de Alfa Romeo também, diz que eram carros bons e sem frescura... enfim, ele prefere carros mais duros, como ele diz, dá pra sentir o carro melhor, diz ele que sabe se tem alguma coisa errada só pela forma como a vibração do volante ou o barulho do motor (que faz teco-teco-teco-teco em baixa rotação.. hehehehehe)

      nichendrix
      Veterano
      # out/10
      · votar


      A francesinha aqui é uma teteia e toca legal que só... heheheh





      Ian Anderson
      Veterano
      # out/10
      · votar


      nichendrix

      esqueceu de postar essa



      MMI
      Veterano
      # out/10
      · votar


      nichendrix

      Deliciosa de se ouvir e ver...

      MMI
      Veterano
      # out/10
      · votar


      nichendrix

      Falando em amigos, vou te contar uma que estou armando em off... O Fabio Seiji é O cara... Conversando com ele, troquei umas idéias sobre archtops, fiz até uns videos da Benedetto e da PRS para ele, mostrando detalhes da construção por dentro delas. E nisso, ele está construindo uma hollowbody para um forista aqui e estou para conhecer um luthier brasileiro que faz archtops que estudou nos EUA e vou ver o que rola lá com ele... Quem sabe traio o Foster e sai uma 7 cordas? hehehehe
      Nem sabia que tinha brasileiro fazendo esse tipo de guitarra com madeiras de primeira.

      MMI
      Veterano
      # out/10
      · votar


      nichendrix

      Agora, até onde sei, com o estimulo certo, o squirt pode se tornar universal, logo não é exclusividade de quem está solteiro não, pode estudar a anatomia lá da fonte e procurar como faz pra fazer a magica hehehhehehehe

      É, ouvi dizer que isso não é exatamente um dom. Com um pouco de prática e habilidade, se consegue tal proeza.
      Mas aí entra duas questões primordiais. Vou citar 2 amigos para que não digam que o MMI falou tal coisa... Um deles diz que depois de anos de namoro e casamento, o sujeito tem que ser muito tarado para atacar verozmente a mulher. Outro é mais matreiro, do interior... Conta ele que no interior, diz-se que depois de alguns anos a esposa se torna "chuchu de cerca". Com a interrogação e pouco entendimento de tal cultura dentre os ouvintes, ele explica... Chuchu que nasce na cerca, pega e come só para o vizinho não comer. Mas não tem gosto de nada...
      Fica difícil... hahahahahaha

      nichendrix
      Veterano
      # out/10 · Editado por: nichendrix
      · votar


      MMI

      Cara, não sei não... tipo meu avô e a minha avó, ou são anormais nisso ou então descobriram outra formula, porque no ano que minha avó fazia 42 anos (tua idade), tiveram um filho em janeiro e outro em novembro e olha que já tinham 12... heheheheheh e o do encerramento ainda foi mais pra frente e reza a lenda que não fosse a menopausa, era capaz de eu ter uns 30 tios... hehehhehe

      Enfim, eu sou muito pouco recomendado pra falar, já que a minha família tem uma certa fama de casamentos longos e de situações que dão o que falar em cantos escuros... hehehhehehehe

      De qualquer forma... melhor fazer uma prato novo com o chuchu do que morrer de fome... heheehheheheh

      nichendrix
      Veterano
      # out/10
      · votar


      MMI

      Cara, eu nunca testei, conheço uns luthiers que dizem que fazem, um faz violinos e outro faz violões, violas (dos dois tipos), violinos e rabecas e dizem que fazer uma não é muito mistério e que já fizeram, nunca fiz foi pegar uma dessas pra tocar e nem sei se é tão bom quanto os instrumentos que fazem normalmente.

      nichendrix
      Veterano
      # nov/10
      · votar


      Música pra movimentar um pouco.





      MMI
      Veterano
      # nov/10
      · votar


      nichendrix

      Caramba! Esse terceiro video foi de "cair o c* da bunda!" hahahahha

      Eu to numa fase muito jazz... As guitarras distorcidas dimunuíram um pouco. Muito Lee Ritenour e Pizzarelli. Esses caras me fazem rir sozinho dentro carro ouvindo o som deles. Sabe como é, no trânsito de Sampa, não tem jeito... hehehe

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Nichendrix's Piano Bar Chat - Jazz, Blues, Rock Mulheres e One Bourbon, One Scotch and One Beer

      304.990 tópicos 7.883.112 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2018 Studio Sol Comunicação Digital