Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

【FIXO】 Conhecendo melhor as bandas (Youtube)

Autor Mensagem
tncv
Veterano
# nov/08 · Editado por: tncv
· votar


Megadeth lliderado pelo seu fundador, vocalista e guitarrista Dave Mustaine. O grupo foi formado em 1983, após Dave ser expulso do Metallica. Desde então, a banda lançou onze álbuns de estúdio, seis álbuns ao vivo, dois EPs e duas compliações.
A banda ganhou fama internacional ligeiramente. Ficou muito conhecida por sempre trocar sua formação devido aos constantes problemas com drogas. Após se estabilizar, lançou álbuns premiados com o disco de ouro, platina e foi nomeado ao Grammy pelo álbum Countdown To Extinction em 1992. O grupo foi dissolvido em 2002, após Mustaine descobrir uma séria lesão no nervo do braço esquerdo, mas após dois anos de longa fisioterapia, Mustaine decidiu voltar a ativa com o lançamento do álbum The System Has Failed, e fazendo uma longa tour de shows. Megadeth faz parte do Big Four of Thrash, juntamente com Metallica, Slayer e Anthrax.
Início
No verão de 1983, apenas dois meses após o guitarrista Dave Mustaine ser expulso do Metallica após problemas com drogas, comportamento violento, e conflitos de personalidade com os demais membros da banda,[2] Mustaine, o baixista David Ellefson, o guitarrista Greg Handevidt, e o baterista Dijon Carruthers criaram o Megadeth em Los Angeles. Mustaine mais tarde disse, "Após ser expulso do Metallica, tudo que eu lembrava era que eu queria sangue. O deles. Queria ser mais rápido e pesado que eles.".[3]
Impulsionado pelo desejo de vingança,[4] Mustaine aumentou a velocidade e intensidade das músicas que já tinha escrito, como "Mechanix", cujo a nova formação do Metallica adaptou para uma versão lenta e chamada "The Four Horsemen". Após a procura sem sucesso de seis meses por um novo vocalista, Mustaine decidiu assumir a posição, se tornando assim, líder, guitarrista, compositor e vocalista.
No início de 1984, o Megadeth gravou três demos, apresentando Mustaine, Ellefson, e Rausch, que continha ás músicas "Last Rites/Loved to Death", "Skull Beneath the Skin", e "Mechanix". Após alguns shows, Lee Rausch foi substituído pelo baterista Gar Samuelson.[5] Após mostrar talento nas três demos, o Megadeth assinou contrato com uma Gravadora independente de Nova Iorque, chamada Combat Records, e em dezembro adicionou Chris Poland, como segundo guitarrista.
Com Poland, Mustaine, Samuelson e Ellefson tocando, o Megadeth lançou o demo Last Rites e em 1985 o primeiro e excelente Killing Is My Business... And Business Is Good, com excepcional aceitação do público e da mídia.
Após lançarem Peace Sells... But Who's Buying em 1986 Chris Polland e Gar Samuelson foram despedidos da banda por Mustaine, sendo substituídos pelo guitarrista Jeff Young e pelo baterista Chuck Behler. Essa formação lançou um novo álbum intitulado So Far, So Good... So What! com destaque para a música In my Darkest Hour, que foi por 3 meses a mais tocada nas rádios americanas.
Infelizmente naquela época o relacionamento de Mustaine com os membros do grupo não era muito bom. Ele sofria de dependência de drogas, e foi preso algumas vezes por isso. Um dia a polícia prendeu-o com oito tipos de drogas injetáveis. Após isso ele teve que ser internado em uma clínica de reabilitação.
Formação Rust in Peace
Poucos meses depois Mustaine dizia-se um novo homem e reformulou a banda que era composta pelo guitarrista Marty Friedman e o baterista Nick Menza.
Esta formação lançou o Álbum Rust In Peace, um sucesso de vendas em todo o mundo, e por várias semanas entre os TOP 10 dos Estados Unidos. Este álbum é considerado um classico do thrash metal, e alguns o apontam, ao lado de Master Of Puppets do Metallica, como o melhor de toda história desse estilo.
Em 1992, lançaram Countdown To Extinction, também um grande sucesso comercial. O destaque vai para a música Symphony of Destruction, que é a mais conhecida do público e foi regravada por várias outras bandas.
Youthanasia, lançado em 1994, manteve o bom nível do álbum anterior, e a música A tout le monde foi por quase 1 ano a mais tocada nas rádios dos Estados Unidos. No mesmo ano Dave acabou a briga com Hetfield e o Metallica tocou com o Megadeth várias vezes. Em meados dos anos 90, foi tentado uma reunião com a formação "quase original" do Metallica, com James Hetfield no vocal, Dave Mustaine na guitarra solo, Lars na bateria e o lugar de Cliff Burton seria ocupado por David Ellefson. Mas os contatos entre os empresários não deram certo.
No ano 95 lançaram o álbum Hidden Treasures que agradou o público mas a mídia não deu muita atenção.
Em 1997 o Megadeth lançou Cryptic Writings, um álbum de "volta às origens" com músicas que lembram toda a carreira da banda: "She-Wolf", "Trust", "Secret Place", "Vortex", "FFF", "Almost Honest", "The Desintegrators"
Nesse mesmo ano Nick Menza saiu da banda, os motivos são desconhecidos. Muitos dizem que um câncer no joelho o tirou da banda. Ele foi substituido por Jimmy DeGrasso.
Risk?
Em 1999, a banda lançou o polêmico álbum Risk, que continha músicas semi-eletrônicas. Este álbum desiludiu muitos fãs da banda e foi um fracasso crítico e comercial. Destaque para a música "Crush Em'" que foi tema do filme Soldado Universal. Um dos fãs assumidos que a banda ganhou, foi o ator Jean-Claude van Damme, que hoje é um grande amigo de Dave Mustaine.
Mustaine previa que o álbum Risk seria o último do guitarrista Marty Friedman. Até hoje não se sabe ao certo o motivo de sua saída. A versão oficial é de que ele não queria mais tocar em nenhuma banda, e sim criar uma longa carreira solo, o qual vem dando certo até hoje no Japão. Para o seu lugar foi escalado Al Pitrelli, ex-guitarrista da banda Savatage.
Era o ano de 2001, e a banda lançava o polêmico álbum The World Needs a Hero. Este teve muito boa aceitação. Uma curiosidade é que a banda foi barrada ao entrar na Malásia para fazer um show. O motivo foi que "a banda causa má conduta e deixa os jovens visivelmente modificados".
Encerramento temporário
No dia 3 de abril de 2002 Dave decide encerrar temporariamente o Megadeth por problemas em um nervo no braço. Naquela época ele entrou em crise com David Ellefson, o baixista da banda. Houve muitas brigas, inclusive judiciais. Em meio de todas essas confusões, Mustaine relança o álbum Killing Is My Business... And Business Is Good!, com novas faixas.
Volta triunfal
Era o ano de 2004, e todos pensavam que a banda ia encerrar definitivamente as suas atividades. Mas Dave Mustaine conseguiu recuperar do seu problema no nervo e anuncia o reinício da banda. Ainda lançam mais CDs remasterizados e com faixas novas.
Na metade do ano 2004, o Megadeth lança o álbum The System Has Failed. Para alguns o segundo melhor da história do grupo. As letras eram ótimas e faziam ataques ao atual governo americano. Chris Poland (guitarra), Vinnie Colaiuta (bateria) e Jimmy Lee Sloas (baixo) completaram a banda.

Chris Broderick
Após as vendas do novo álbum serem melhores de que o esperado, Mustaine anuncia uma tour pelo mundo inteiro. Chama o guitarrista Glen Drover e seu irmão Shawn Drover para a bateria. O baixista foi James MacDonough. Em 11 de outubro de 2005, a banda tocou no Brasil.
Em Fevereiro de 2006, o então baixista MacDonough foi despedido por Mustaine. Boatos na internet sugeriram a volta de David Ellefson, que fez as pazes com Dave um mês antes. Todos queriam isto menos ele. Chamou o baixista James LoMenzo.
Ainda em 2006 a banda lançou o novo DVD intitulado Arsenal of Megadeth que foi muito bem vendido nos Estados Unidos.
2007 foi um grande ano para a banda norte-americana. Em março, a banda lançou um DVD entitulado That One Night, Live in Argentina. United Abominations, o mais novo álbum de estúdio, saiu em maio e desponta como o retorno da banda às suas raízes, e vem fazendo muito sucesso entre os fãs do mundo inteiro onde alguns até dizem ser o melhor album desde o clássico Rust In Peace.
Recentemente, a banda lançou uma nova coletânea, intitulada Megadeth Warchest na qual traz 4 CD's com grandes músicas da banda, incluíndo inéditas e um DVD bonus de um show.
No dia 14 de Janeiro, Mustaine anunciou oficialmente a saída de Glen Drover por motivos particulares. O escolhido para substituir Glen foi o ex-guitarrista do Nevermore, Chris Broderick.
Atuais membros
• Dave Mustaine - Vocalista ,Guitarra solo e base (1983 - 2002, 2004 - atualmente)
• Chris Broderick - Guitarrista solo (2008 - atualmente)
• James Lomenzo - Baixo (2006 - atualmente)
• Shawn Drover - Bateria (2004 - atualmente)
Antigos membros
Guitarristas
• Greg Handevidt - Segunda guitarra (1983-1984)
• Kerry King - Segunda guitarra (1984)
• Chris Poland - Segunda guitarra (1984-1985, 1985-1987)
• Mike Albert - Segunda Guitarra (1985)
• Jay Reynolds - Segunda guitarra (1987)
• Jeff Young - Segunda guitarra (1987-1988)
• Marty Friedman - Segunda guitarra (1989-2000)
• Al Pitrelli - Segunda guitarra (2000-2002)
• Glen Drover - Segunda guitarra (2004- 2008)
Baixistas
• David Ellefson (1983-2002)
• James MacDonough(2004-2006)
Bateristas
• Dijon Carruthers (1983)
• Lee Rausch (1983)
• Gar Samuelson (1984-1987)
• Chuck Behler (1987-1988)
• Nick Menza (1989-1998)
• Jimmy DeGrasso (1998-2002)
Músicos temporários
Estes três músicos gravaram o CD The System Has failed com Mustaine, mas não continuaram na banda.
• Chris Poland - Segunda guitarra (The System Has Failed)
• Jimmy Sloas - Baixo (The System Has Failed)
• Vinnie Colaiuta - Bateria (The System Has Failed)
OBS: O site oficial do Megadeth não reconhece esta formação como oficial mas sim como temporária.
Aqui podemos ver claramente as passagens dos integrantes

Controvérsia

Dave Mustaine se tornou popular por declarações polêmicas na imprensa, quase sempre abordando assuntos relacionados a rivalidades com antigos companheiros e músicos de bandas como Slayer e Metallica. Ficou conhecido por sua desavença com James Hetfield e Lars Ulrich, sempre acusando eles de ter feito uma grande injustiça após ter expulsado ele do Metallica e de eles terem roubado letras de músicas prontas de Dave, sem ao menos dar crédito a ele. Em abril de 1988, em um concerto musical na Irlanda, Mustaine dedicou uma música à República Armada Irlandesa.[8][9].Antes do final da música "Anarchy in the U.K.", Mustaine disse, "Essa música é pela nossa causa!". Uma grande confusão se gerou na platéia e a banda teve de usar um ônibus blindado até o fim da tour. Este incidente serviu de inspiração para outras músicas como "Holy Wars... the Punishment Due".
Em Julho de 2004, o antigo baixista David Ellefson processou Mustaine e pediu $18.5 milhões. Ellefson alegou que Dave Mustaine alterou seu contrato e se negou a um acordo após a banda acabar em 2002.[10] Ellefson também acusou Mustaine de ficar com todo o dinheiro que a banda ganhava com propaganda e públicações em revistas. O processo foi interrompido em 2005,[11]
Desde o retorno da banda, o Megadeth nunca mais tocou sons cujo abordava o diabo, por Mustaine ter se convertido à religião cristã.[12][13] Em 2004, Dave, se batizou novamente. Em maio de 2005, Mustaine cancelou dois show na Grécia e um em Israel, pois se negou a subir ao palco com bandas de black metal que utilizavam muitas referências Anti-Cristo em suas letras.[14]
Desde o seu início, o Megadeth tem um tema que expoem com grande frequência nas suas músicas. Guerra - o que já é bem explicito no nome da banda. Nas músicas "Set The World Afire" e "Gears of War" ,Mustaine expõe os problemas de uma guerra nuclear. As músicas "Architecture of Aggression" e Hangar 18, mostram temas militares, que quase sofreram censura. A conhecida, Holy Wars... The Punishment Due fala sobre a guerra em Israel, e as consequencias do sangrento combate. Peace Sells.., fala sobre a paz mundial, cada vez mais afetada pelos políticos, que não se interessam por ela. Mas as músicas mais polêmicas na verdade, falam sobre suícidio. O videoclipe da música In my darkest hour foi banido da MTV mundial, porque passava esta mensagem. O mesmo aconteceu com a música "A tout le monde" , que apesar de não ser sobre o suicido é intrepretada por muitos como sendo. Apos a conversão de Dave Mustaine em 2004 ao protestantismo ele tambem tem feito letras sobre o cristianismo como de Shadow of Death, Truth Be Told, Never Walk Alone e Blessed Are The Dead.
Outros temas comuns nas músicas são política e relacionamentos.
Álbuns de estúdio Killing Is My Business... And Business Is Good! | Peace Sells... But Who's Buying? | So Far, So Good... So What! | Rust in Peace | Countdown To Extinction | Youthanasia | Cryptic Writings | Risk | The World Needs a Hero | The System Has Failed | United Abominations EP Maximum Megadeth | Hidden Treasures | Cryptic Sounds | Hell Wasn't Built in a Day Sampler Álbuns ao vivo Megadeth Live | Old Testaments | Live Trax |Unplugged and Unearthed | Live Trax II | Capitol Punishment: The Megadeth Years | Rude Awakening | Still Alive... And Well?| Greatest Hits: Back to the Start Singles Wake Up Dead | Anarchy in the U.K. | RIP Mary Jane | Liar | Holy Wars... The Punishment Due | Hangar 18 | Symphony of Destruction |Foreclosure of a Dream | Angry Again | The History of Megadeth| Sweating Bullets |Skin O' My Teeth |The Baby Head Promo |Train of Consequences | A Tout Le Monde| Trust | Almost Honest| A Secret Place | Crush 'Em | Kill the King| Moto Psycho |Blackmail the Universe/Kick the Chair | Gears of War/Sleepwalker Vídeos Rusted Pieces | Exposure of a Dream | Evolver: The Making of Youthanasia | VH1: Megadeth, Behind the Music Extended Version | Megadeth - Video Hits | The Arsenal of Megadeth | That One Night: Live In Buenos Aires
Symphony of Destruction
http://www.youtube.com/watch?v=1qKGZ4Ysy5M
Wake Up Dead
http://www.youtube.com/watch?v=VZaKOFAM5P0&feature=related

Holy Wars (Rock in Rio, 1991) Hino.
http://www.youtube.com/watch?v=kR8omQiavGs
Foreclosure of A Dream
http://www.youtube.com/watch?v=_pQK6bh5zkI
Train of Consequences
http://www.youtube.com/watch?v=ceiyvKwpRRo&feature=related

In My Darkest Hour. (instrumental homenagem a Cliff Burton) mais linda
http://www.youtube.com/watch?v=BTyHWW35m1E&feature=related

Peace Sells
http://www.youtube.com/watch?v=1DWoJBHibhM
Sweating Bullets
http://www.youtube.com/watch?v=PRJ99wuV1ng
Hangar 18 (com direito a cruz de malta aos 4:06)
http://www.youtube.com/watch?v=fLqdFnbHAlw

dedehulck
Veterano
# nov/08
· votar


massaa

Residencia Rock
Veterano
# nov/08
· votar


oláá blz?!?!

estamos tentando chegar ao topo do site do bandas de garagem,
tentando divulgar mais a banda. Ajuda nós ai hehehe
da uma acessada sempre q puder...

aproveita e deixa um comentario no mural, tem duas musicas para ouvir tbm
vlw abraços

www.bandasdegaragem.com.br/residencia

Bruno Teek
Veterano
# dez/08
· votar


Eu não gosto muito dessas bandas novas, mas esta aqui me surpreendeu:

The Killers

The Killers é uma banda de rock americana de Las Vegas, Nevada, formada em 2002 e composta por Brandon Flowers (vocais, teclado), Dave Keuning (guitarra, vocais), Mark Stoermer (baixo, vocais) e Ronnie Vannucci Jr. (bateria, percussão). Seus dois primeiros álbuns até hoje venderam juntos um excedente de 10 milhões de cópias pelo mundo. Eles têm o seu nome vindo do clip 'Crystal' da banda New Order.

Inicialmente, o The Killers tocava para clubes grandes em Las Vegas. Com os mesmos integrantes e o repertório de músicas expandindo, a banda começou a atrair a atenção de bookers talentosos, agentes locais, grandes gravadoras, "caçadores de talentos" - e um representante da Warner Bros do Reino Unido. Apesar dele não ter escolhido a banda, levou o demo com ele, mostrando para um amigo que trabalhava na gravadora (de Londres) Lizard King Records (agora Marrakesh Records). No verão de 2002, The Killers fechou negócio com uma gravadora britânica.

Eles lançaram seu álbum de estréia Hot Fuss em Junho de 2004 no Reino Unido e nos EUA (pela Island Records). O primeiro single foi "Somebody Told Me", um sucesso nos charts de música por todo o mundo. A banda também teve sucesso com os singles "Mr. Brightside", alcançando o topo do Top 10 no Reino Unido, e "All These Things That I've Done."

O grupo começou a gravar seu segundo álbum, Sam's Town, em Fevereiro de 2006, no Hotel e Cassino The Palms, em Las Vegas, foi lançado em Outubro de 2006. O cantor Brandor Flowers disse que Sam's Town é "um dos melhores disco dos últimos 20 anos". Apesar do álbum ter recebido respostas divergentes de críticos e fãs, ele continua popular e vendeu mais de 2,5 milhões de cópias pelo mundo. O primeiro single "When You Were Young", debutou nas rádios no final de Julho de 2006. No fim de Agosto de 2006, foi oferecido à venda para download, antes do álbum ser lançado. O single então entrou no charts de downloads sozinho no 5º lugar, e semanas após seu lançamento oficial chegou ao 2º lugar no Reino Unido. O vídeo clipe do segundo single, "Bones", foi dirigido por Tim Burton. O terceiro single foi "Read My Mind". Seu vídeo foi filmdo em Tokyo, Japão. O último foi "For Reasons Unkown", lançado em Junho de 2007.

O álbum vendeu mais de 700,000 mil cópias pelo mundo na primeira semana de lançamento, com estreiando o 2º lugar no chart total do mundo todo. Brandon Flowers anunciou em 22 de Agosto de 2007, em Belfast, Irlanda do Norte, no festival T Vital, que aquela seria a última vez que o álbum Sam's Town iria ser tocado na Europa. The Killers tocou pela última vez Sam's Town em Melbourne, Australia, em Novembro de 2007.

Muito da música do The Killers é baseado em influências britânicas e da cena dos anos 1980, particularmente new wave. Flowers tem dito em entrevistas que o som "maior-que-a-vida" de muitas das canções da banda são influenciadas pela vida em Las Vegas, uma cidade onde tudo é sobre "flash" e quem pode subir mais alto que o outro. Eles gostam de bandas do post-punk que começaram durante os anos 80, como Joy Division, e são fãs confessos de New Order, Pet Shop Boys, Dire Straits, David Bowie, The Smiths, Morrissey, Depeche Mode, U2, Queen, Oasis, The Smashing Pumpkins e The Beatles. Além destas, o segundo disco da banda foi dito ter grande influência das letras e músicas de Bruce Springsteen.

O disco de compilação chamado Sawdust, contendo b-sides, raridades, e algum material novo, foi lançado em Novembro de 2007. O primeiro single do álbum "Tranquilize", uma colaboração com Lou Reed, foi lançado em Outubro de 2007. A banda também lançou o cover do Joy Division "Shadowplay" nos EUA, em lojas de iTunes. O álbum também possui as canções "Ruby, don't take your love to town" (cover do The First Edition), "Romeo and Juliet" (cover de Dire Straits), e uma nova versão de "Move Away" (anteriormente encontrada na trilha sonora de Spider-Man 3). Uma das músicas de Sawdust é "Leave The Bourbon on the Shelf", que a princípio iria fazer parte da tão chamada 'Murder Trilogy', na qual é seguida de "Midnight Show" e "Jenny Was a Friend of Mine".

The Killers lançou um single de Natal chamado "Don't Shoot Me Santa", dia 1º de Dezembro de 2007. A música, assim como "A Great Big Sled", beneficia a campanha de luta contra a AIDS de Bono, Product Red, na África. A faixa não está incluida no "Sawdust".

Numa entrevista para a Billboard, Flowers disse que o novo som do próximo álbum poderia ser inspirado pelo inspiração dançante de Jacques Lu Cont's 'Thin White Duke Mix' de "Mr. Brightside", com Flowers sugerindo que a banda poderia voltar a tocar aquele som. Para completar, numa entrevista com Pete Tong, na BBC Radio 1, Stuart Price confirmou que estará produzindo pelo menos parte do terceiro álbum de estúdio do The Killers.

Videos:

On Top (reparem o feeling do batera - huahuahuuhaa)



Human (novo single)



When You Were Young (Essa mais conhecida - Guitar Hero 3)



Smile Like You Mean It



Dri_Cursino
Veterano
# dez/08 · Editado por: Dri_Cursino
· votar


Fugazi

Integrantes:
Ian Mackaye – guitarra e vocal
Guy Picciotto – guitarra e vocal
Joe Lally – baixo
Brendan Canty – bateria

O Fugazi é uma banda formada em 1987 depois de uma experimentação de Ian Mackaye e Jeff Nelson no cenário chamado de pós-hardcore: uma mistura de punk rock e o chamado indie-rock. Jeff Nelson, no entanto, seguiu com um outro projeto chamado Three.

Fugazi é frequentemente listada numa escala evolutiva de Ian Mackaye, que ficou famoso com seu nervoso e ingênuo Teen Idles, formado em 1979, e sua militância anti-drogas que foi o que praticamente fundou o movimento Straight Edge, apesar de Ian nunca ter tido esse intuito.

A atitude da banda de evitar a mídia deu margem a muitas especulações sobre seus integrantes.

Discografia:
Fugazi – 1987
Margin Walker – 1988
13 Songs – 1988
Repeater – 1990
Steady Diet of Nothing – 1991
In on the Kill Taker – 1993
Red Medicine – 1995
End Hits – 1998
Instrument Soundtrack – 1999
The Argument – 2001
Furniture – 2001






Meu filho ouvirá Classic Rock
Veterano
# dez/08
· votar


essa é de uma banda cover, do guitarrista Alexandre Spiga, é a Steve Morse cover band, é meio famosa, algum de vocês que curte o som do Morse já deve ter ouvido. Aqui eles tocam "User Frendly" do álbum "coast to coast".




tem também esse cover do Ex vocalista da Delpht e atualmente em carreira solo, Mario Pastore. Aqui ele canta How Many Tears do Helloween:



lumiojo
Veterano
# jan/09
· votar


Morcheeba

Morcheeba é uma banda do Reino Unido de música eletrônica com influências em trip hop, rhythm and blues e pop. foi formada pelos irmãos Godfrey com integrantes variados no papel de vocalista.

A trajetória do grupo começou em 1996 com o lançamento do álbum Who Can You Trust?. O sucesso do disco foi mundial, o que levou a banda a ter como parceiros musicais um de seus ídolos (David Byrne pediu pessoalmente que a banda trabalhasse em seu álbum solo). Em 1998, quando todos pensavam que a banda lançaria um álbum com a mesma concepção do anterior, eles mudam o seu som. Big Calm investe no dub, no soul, no hip hop e no psicodélico, enquanto seu predecessor era mais eletrônico.

Após cinco álbuns Edwards deixou a banda em 2003. Em 2005 gravaram novo álbum e recrutaram Daisy Martey (anteriormente da banda Noonday Underground) para substituir Edwards.

Em 4 de Fevereiro de 2008 lançam o novo álbum Dive Deep.

Principais Álbuns:
Charango - 2002
Parts of the Process - 2003
The Antidote - 2005






Minhas Favoritas:








Madssis
Veterano
# jan/09 · Editado por: Madssis
· votar


Asia

Fonte: Wikipedia

é uma banda de rock progressivo formada em 1981 como um supergrupo de ex-integrantes de Yes, King Crimson, Emerson, Lake & Palmer e The Buggles. Alguns sucessos da banda são Heat Of the Moment, Only Time Will Tell e Wildest Dreams.

História

Formação

Após o término do King Crimson em 1974, vários planos para a formação de um supergrupo envolvendo o baixista John Wetton foram cogitados, incluindo o projeto British Bulldog com Bill Bruford e Rick Wakeman em 1976. Em 1977, Bruford e Wetton reuniram-se no UK junto com o guitarrista Allan Holdsworth e o tecladista e violinista Eddie Jobson. Seu álbum homônimo de estréia foi lançado em 1978. Em 1980, após o fim do UK e a saída de Wetton do Wishbone Ash, um novo supergrupo foi sugerido envolvendo Wetton, Wakeman, Carl Palmer e Trevor Rabin, mas Wakeman desistiu pouco antes. No ano seguinte Wetton e o guitarrista Steve Howe começaram a trabalhar juntos, com Howe recém saido do Yes em no início do mesmo ano.

Howe e Wetton reuniram-se então com o tecladista do YEs e The Buggles Geoff Downes. Carl Palmer reuniu-se também postariormente. Trevor Rabin também foi considerado para a banda e chegou a gravar alguns materiais junto, mas desistiu para aceitar a oferta de Chris Squire e Alan White no qua tornou-se o novo Yes.

As primeiras ofertas para a banda foram consideradas decepcionantes para os críticos[1] e para os fãs do rock progressivo tradicional, que consideraram sua música muito mais próxima ao AOR. Entretanto a banda cativou fãs de bandas do começo da década de 1980 tais como Journey, Boston e Electric Light Orchestra.

Primeiros anos
O primeiro álbum da banda, Asia, teve sucesso comercial considerável, permanecendo por nove semanas no primeiro lugar das paradas dos Estados Unidos, impulsionado pelos singles "Only Time Will Tell" e "Heat of the Moment", ambos banstante usados um eventos esportivos naquele país. A turnê por aquele país também foi bem sucedida, com lotação em todas as datas entre 1982 e 1983, enquanto a MTV também mostrava bastante seus videoclipes. Foi considerado pela Billboard o álbum do ano.

A banda tornou-se uma das pioneiras da segunda fase do rock progressivo ao evitar as longas composições da primeira fase da década de 1970, um formato mais atrativo para as rádios. Álbuns seguintes como 90125 (Yes) seguiram os passos do Asia.

Apesar disso, tanto o segundo quanto o terceiro álbum repetiram o mesmo sucesso do primeiro. A revista Rolling Stone considerou Alpha como um álbum comercial superproduzido [2], enquanto outros lamentavam que Howe e Palmer eram efetivamente somente músicos de estúdio. Apesar disso o álbum recebeu disco de platina e atingiu o sexto lugar na Billboard.

Em 1983 Wetton foi forçado a sair da banda pelas vendas de Alpha, enquanto Greg Lake o substituiu para o concerto "Asia in Asia" no Japão, o primeiro televisionado por satélite para a MTV estadunidense. A banda foi reformulada com Wetton em 1985 para trabalhar no próximo álbum, mas Steve Howe logo saiu para ser substituído por Mandy Meyer (guitarrista do Krokus).
Howe acabou tendo um sucesso breve e menor com o GTR, outro supergrupo formado com Steve Hackett do Genesis e produzido por Geoff Downes.

De Astra à União Soviética
O terceiro álbum, Astra, não foi um sucesso comercial. Mandy Meyer forneceu a banda uma abordagem mais voltada ao hard rock. O único hit foi o modesto single "Go".
A banda retornou em estúdio em 1989 com o guitarrista Steve Lukather (Toto) e outros músicos e lançaram Then & Now. Pat Thrall juntou-se à Downes, Palmer e Wetton em turnê para apresentar materiais clássivos e também composições de King Crimson e UK. A banda fez turnê na União Soviética em 1990 para um público de 20 000 fãs em duas noites com casa cheia, o que virou posteriormente um DVD. O álbum recebeu disco de ouro. John Wetton deixou a banda em 1992 para concentrar-se em sua carreira solo, que não teve sucesso comercial.

A era Payne
A banda encontrou novo caminho com o vocalista e baixista John Payne, que liderou a banda até 2005. O próximo álbum, Aqua(1992), também contava com Steve Howe e Carl Palmer, mas Palmer não gravou para o álbum, sendo que todos os sons de bateria eram gravações de trabalhos antigos. Steve Howe fez pequenas contribuições ao álbum. O grupo lançou Aria em 1994, que tinha a participação do guitarrista Al Pitrelli, ex-membro do Danger Danger e futuro membro do Megadeth, que deixou a banda durante a turnê do disco. Lançaram Arena em 1996, que contava com três diferentes guitarristas de estúdio, incluindo Ian Crichton da banda Saga. No final da década de 1990 Downes e Payne lançaram o álbum duplo Archiva, uma compilação de faixas não lançadas durante os três primeiros álbuns com a dupla.

Em 1999 foi cogitado a reunião com a formação original, exceto por Howe, o que não foi feito. John Payne continuou a liderar a banda com Downes. Wetton e Palmer reuniram-se para formar o Qango, apesar da banda não ter durado muito. Dois anos depois foi lançado Aura, retornando ao rock progressivo mas sem o sucesso do primeiro álbum.

Quebra de rotina e nova formação
Marcando uma quebra com a convenção, pela primeira vez um álbum de estúdio não tinha em seu título somente uma palavra terminando com letra A. Silent Nation (2004) teve bastante exposição na Internet, e agora a banda tinha uma formação mais estabilizada com Geoff Downes, John Payne, Chris Slade e Guthrie Govan. Billy Sherwood e Jay Schellen também participaram nas primeiras sessões, mas nenhum participou na gravação final. O lançamento foi acompanhado por uma turnê no modelo acústico somente por Downes e Payne. No início de 2005 a banda por completo fez turnê pela Europa e Américas. Em agosto do mesmo ano Slade deixou o grupo, sendo substituído por Schellen. Enquanto isso Wetton e Downes lançaram arquivos antigos sob nome Wetton/Downe' e reuniram-se para um álbum, Icon.

Reunião da formação original
Em 5 de janeiro de 2006 a formação original foi reunida na Inglaterra, antecipando uma volta oficial no mesmo ano. Em julho as datas da turnê foram anunciadas e a primeira fase começou em 29 de agosto em Rochester, terminando em Londres em 3 de dezembro. A lista de canções incluiu a maioria do primeiro álbum e algumas canções do segundo. Para a segunda fase serão tocadas composições das bandas anteriores de cada membro, sendo começada em 2007.Também em 2007,o Asia tiveram a música "Heat of moment" presente no Guitar Hero Encore:Rocks the 80's (esta mesma música esteve presente na trilha sonora do filme "O virgem de 40 anos".
Integrantes
Muitos músicos participaram da banda ao longo de sua existência, especialmente durante a década de 1990, quando a banda consistia essencialmente de Geoff Downes, John Payne e um conjunto rotativo de convidados.
Atuais
• Geoff Downes - teclado e back vocal (ex-membro de Yes e The Buggles)
• John Wetton - baixo e vocal (ex-membro de King Crimson e UK)
• Steve Howe - guitarra e back vocal (ex-membro de Yes)
• Carl Palmer - bateria (ex-membro de Emerson, Lake & Palmer)
Antigos
• Greg Lake - baixo e vocal (ex-membro de Emerson, Lake & Palmer)
• Mandy Meyer - guitarra e back vocal
• Pat Thrall - guitarra e back vocal
• Al Pitrelli - guitarra (ex-membro de Savatage e Megadeth e atualmente membro de Trans-Siberian Orchestra)
• Michael Sturgis - bateria
• John Payne - baixo e vocal
• Aziz Ibrahim - guitarra
• Tomoyasu Hotei - guitarra
• Elliot Randall - guitarra
• Luis Jardim - percussão
• Guthrie Govan - guitarra
• Chris Slade - bateria (ex-membro de AC/DC e Uriah Heep)
• Jay Schellen - bateria (ex-membro de Hurricane e World Trade, atualmente membro de Conspiracy)

Outros músicos participaram por um curto período de tempo, se terem gravado material com a banda. A colaboração mais notável deste tipo foi a participação de Greg Lake no baixo e vocal no concerto Asia in Asia. Outros músicos tocaram em sessões especiais, como convidados ou em apresentações, incluindo Simon Phillips, Steve Lukather, Ian Crichton, Ant Glynne, Scott Gorham, Vinny Burns, Tony Levin e Vinnie Colaiuta.

Discografia

Álbuns e EP
• 1982 - Asia
• 1983 - Alpha
• 1985 - Astra
• 1986 - Aurora (EP) (somente para o Japão)
• 1992 - Aqua
• 1994 - Aria
participação de Downes, Payne, Pitrelli e Sturgis
• 1996 - Arena
participação de Downes, Payne, Sturgis, Ibrahim, Randall, Hotei e Jardim
• 2000 - Aura
participação de Payne, Downes, Howe, Crichton, Randall, Thrall, Govan, Slade, Sturgis, Colaiuta, Jardim e Levin
• 2004 - Silent Nation
participação de Downes, Payne, Govan e Slade
Ao vivo
• 1990 - Live In Moscow
• 2002 - America: Live In The USA
• 2005 - Live at Budokan
• 2007 - Fantasia: Live in Tokyo

Videografia

VHS e DVD
• 1983 - Asia In Asia (VHS)
• 1990 - Andromeda (VHS/DVD/Laser Disc)
• 2003 - America: Live In The USA (DVD)
• 2004 - Asia: 20th Century Masters (DVD)

Asia- Only Time Will Tell (live 1983)

http://www.youtube.com/watch?v=4YQJ54upxlo

Asia - Heat of the Moment

http://www.youtube.com/watch?v=NfFjb3B9RRw

Madssis
Veterano
# jan/09 · Editado por: Madssis
· votar


Kamelot

Fonte: Wikipedia

é uma banda de melodic metal, que utiliza elementos do Progressive metal, do power metal e do Symphonic metal.

Biografia
A banda surgiu nos Estados Unidos em Tampa, Flórida. Fundada no ano de 1992 por Thomas Youngblood e Richard Warner.

Em 1994 a banda assinou um contrato com a Noise Records, lançando seu primeiro álbum, Eternity, em Agosto. A imprensa apreciou o álbum como uma das ofertas mais promissoras de todas.

Em 1996 foi lançado o Dominion, um álbum que estava ainda mais variado e diverso que o seu antecessor.

Em 1997 Warner e Vanderbilt tiveram que ser substituídos. Kamelot encontrou Casey Grillo e o vocalista do Conception, Roy Khan, que foram muito mais que meros substitutos, unindo-se a banda na produção do terceiro álbum, Siége Perilous. A nova formação entrou em uma extensa turnê pela Europa no mesmo ano, osmente retornando ao Gate Studio em Wolfsbury doze meses depois para o quarto álbum da banda, The Fourth Legacy.

No verão de 2000, o primeiro álbum ao vivo do Kamelot foi gravado durante a turnê deste último álbum, que os levou pela Alemanha, Austria, Suíça, Holanda, Bélgica, Itália, Grécia e Espanha. Somente alguns meses depois, Khan, Youngblood, Grillo e o baixista Glen Barry apresentaram seu quinto álbum de estúdio, Karma , e embarcaram em uma nova turnê européia.

Epica chegou em 2003, seguido por outra turnê e manchetes na Europa, Japão, México e nos Estados Unidos assim como em muitos festivais como principal atração, adiciona mais um excitante e épico capítulo para a brilhante história da banda.

A continuação de sua adaptação da história de Fausto sobre a batalha entre o bem e o mal que começou no álbum anterior novamente combina a história de Goethe com a experiência da banda. O video "The Haunting" e "March Of Mephisto" tiveram inúmeros acessos no YouTube induziram a banda a criar seu próprio canal, chamado de KamTV, que já no início ficou entre os 10 melhores canais de música e em primeiro lugar entre os canais de Metal, incluindo todos os gêneros. Com o lançamento do álbum The Black Halo, Kamelot deu início uma turnê pela Europa, América do Norte, Japão e Brasil como banda principal, e mais em vários festivais ao redor do mundo.

Após o lançamento do muito bem sucedido álbum, Kamelot lançou seu primeiro DVD ao vivo, chamado One Cold Winter's Night, com direção da companhia Revolver Films e do mundialmente renomado diretor Patric Ullaeus.

Ghost Opera é o início de um novo capítulo na carreira do Kamelot, que ainda tem um longo caminho a seguir para o ápice de sua popularidade.

Membros

Formação atual
• Roy Khan (vocais)
• Thomas Youngblood (guitarra)
• Glenn Barry (baixo)
• Casey Grillo (bateria)
• Oliver Palotai (teclado)

Ex-membros
• Mark Vanderbilt (vocais)
• Richard Warner (bateria)
• David Pavlicko (teclado)
• Sean Christians (baixo)

Álbuns
• Eternity (1994)
• Dominion (1997)
• Siege Perilous (1998)
• The Fourth Legacy (1999)
• The Expedition - Live (live) (2000)
• Karma (2001)
• Epica (2003)
• The Black Halo (2005)
• One Cold Winter's Night (live) (2006)
• Ghost Opera (2007)
• Ghost Opera: The Second Coming (live) (2008)

Videoclips
• March of Mephisto (2005)
• The Haunting (2005)
• Ghost Opera (2007)
• The Human Stain (2007)
• Rule the World (2008)
• Love You To Death (2008)

March of Mephisto
http://www.youtube.com/watch?v=0Qdcl67H1Jw

The Haunting
http://www.youtube.com/watch?v=I438RH1oUJc

The Human Stain
http://www.youtube.com/watch?v=4n3LobCY5HE

Rule the World
http://www.youtube.com/watch?v=qJeqUW-T5hE

The Haunting (live)
http://www.youtube.com/watch?v=IWDALIOzXNk

Madssis
Veterano
# jan/09
· votar


Tempestt

fonte: Wikipedia

é uma banda brasileira de hard rock formada em 1999 por BJ, Edu Cominato, Kuky Sanchez e Léo Mancini.

Trajetória
A banda foi formada em meados de 1999 tocando covers de bandas como Journey, Kansas, Europe, Queen, Bon Jovi e Dream Theater. Ganharam bastante destaque e fãs por tocarem os conhecidos 'lados B', onde geraram um grande reconhecimento, como ter a participação de Billy Sheehan(ex-Mr. Big) em um de seus shows. Logo após (em 2002), foi chamada para ser a banda de apoio do vocalista Jeff Scott Soto(ex-Yngwie Malmsteen e Journey) para sua turnê no Brasil. Desta turnê se fez uma grande amizade entre Jeff e a banda.

Cada vez mais utilizando elementos progressivos, Kuky acabou saindo da banda por divergencias músicais, e então Paulo Soza assumiu o baixo da banda.

Em 2007 lançaram seu primeiro Cd, chamado Bring 'Em On, pela Dynamo Records/Century Media, onde conta com a participação especial de Jeff Scott Soto e Hugo Mariutti. Gustavo Barros se torna o novo guitarrista do Tempestt, e Léo vai para o Shaman.
Atualmente, a banda vem colhendo frutos do primeiro lançamento, apontado como um dos melhores albuns de 2008, segundo o MelodicRock[1] (um dos maiores sites dedicados ao Hard Rock/AoR) e ainda as participações em programas de TV, como na Tv Gazeta e Play TV.

Integrantes

Formação atual
• BJ (vocal)
• Edu Cominato (bateria)
• Gustavo Barros (guitarra)
• Paulo Soza (baixo)

Ex-Integrantes
• Léo Mancini - (guitarra)
• Kuky Sanchez - (contra-baixo)

Discografia

Álbuns de estúdio
• Bring 'Em On (2007)


Tempestt - Enemy in You (Ao Vivo)
http://www.youtube.com/watch?v=z2ji7U_CHos

Tempestt - Bring em on (LIVE)
http://www.youtube.com/watch?v=kMbA70p4vHQ

Bodhi
Veterano
# jan/09
· votar


Sobre o The Cure, por favor, não pode faltar esta aqui:

http://www.youtube.com/watch?v=E_nSETaWNzY

"Fascination Street"!

Uma das melhores músicas que já ouvi, a harmonia entre os intrumentos é de arrepiar. Simplesmente mágica.

lumiojo
Veterano
# fev/09
· votar


The Darkness

É uma banda inglesa de Glam/Hard Rock, nascida em 2000. Suas músicas têm influência em bandas de rock dos anos 70, como Queen, AC/DC, Judas Priest, Led Zeppelin, Thin Lizzy, New York Dolls, Mott the Hoople, Kiss, Van Halen,T.Rex e Sweet.

Biografia
Os irmãos Justin Hawkins e Dan Hawkins nasceram em Suffolk, na Inglaterra, e montaram uma banda de covers, com Dan nos vocais. Em 1997, Justin foi para a universidade em Huddersfield e Dan foi para Londres à procura de uma banda em que ele pudesse tocar. Foi lá que conheceu o baixista Frankie Poullain, com quem dividiu um apartamento.

Nos finais de semana, Justin e um baterista amigo dos irmãos, Ed Graham, visitavam Dan em Londres. O trio montou uma banda de rock progressivo chamada Empire. Não durou muito porque eles não ficaram satisfeitos com o resultado, principalmente com a performance de Dan nos vocais. Um tempo depois, Justin participou de um concurso com a canção "Bohemian Rhapsody", do Queen. Dan ficou impressionado com a performance do irmão e percebeu que Justin deveria cantar dali para frente.

Os irmãos decidiram chamar os amigos de volta. Frankie estava na Venezuela e voltou para Londres. Já Ed Graham tocava em outra banda, mas saiu para acompanhar o grupo. Em 2000, nascia o grupo de glam rock The Darkness e os dois primeiros anos foram dedicados ao circuito musical de Londres. Em 2002 saiu o EP "I Believe in a Thing Called Love", pelo selo independente Must Destroy Music.

Naquele ano, eles abriram shows para o Deep Purple e Def Leppard e, no início de 2003, foi lançado o single "Get Your Hands Off My Woman", que alcançou a 36º na parada britânica. A Atlantic Records interessou-se pelo grupo e colocou nas lojas o disco de estréia "Permission to Land". Antes de chegar nos Estados Unidos, o grupo teve que regravar uma canção do disco para tirar o excesso dos palavrões. Um ano depois do lançamento, comemoraram 1,2 milhões de cópias vendidas na Inglaterra e mais de meio milhão nos Estados Unidos.

A consagração veio em 2004, com quatro indicações ao Brit Awards. Foram elas: Grupo Revelação, melhor Grupo Inglês, Banda de Rock e Disco. O grupo levou as três últimas.

Em 2005 Frankie Poullain sai da banda e é substituído por Richie Edwards,no mesmo ano que estava sendo gravado o álbum One way ticket to hell...and back, Richie Edwards não tocou baixo no disco,pois todas as partes de baixo já tinha sido gravada por Dan H. mas ele deu os créditos a Richie,no mesmo sai o single "One Way ticket".

No ano de 2006 o The Darkness lança dois singles "Is it just me ?" e "Girlfriend",no meio do ano de 2006 é anunciado a saída do vocalista Justin Hawkins, foi declarado que sua saída da banda foi por causa de drogas tanto que ele se internou numa clinica de tratamento.

No começo de 2007 é anunciada a entrada de um novo integrante na banda, Toby MacFarlaine que assumi o posto de baixista da banda, já que Richie assumi o posto de vocalista.

Os ex-membros do The Darkness (Dan, Ed, Richie) formam uma nova banda chamada de Stone Gods junto com Toby.


Curiosidades
- O vocalista Justin Hawkins é super preocupado com seu público, tanto que não gosta que o público bata palmas ao fim das músicas, pois se preocupa com a maneira que os fãs iriam segurar suas bebidas, caso estivessem com alguma. Por isso ele prefere que os fãs façam um sinal de positivo com um dedão, assim eles não correm o risco de segurar mal sua bebida e se machucarem com copos quebrados durante o show.

- Frankie Poullian, baixista da banda, morou 9 meses na Venezuela e voltou para a Inglaterra à pedido de Justin (pedido feito por e-mail) para que ele se juntasse à banda.

- Justin Hawkins tem um problema no esôfago. Justin tem refluxo de ácido e foi operado em 2004, ao fim da turnê da banda. O vocalista teme que essa operação traga algum problema para sua voz, mas particularmente aos seus agudos.

- O Darkness doou uma guitarra Gibson autografada para entrar em leilão no E-bay. Os beneficiados com essa boa ação são as crianças de rua brasileiras, já que a instituição que arrecadará o valor conseguido na guitarra atua em projetos sociais aqui no Brasil.

- Com a grande onda de censura na industria fonográfica norte-americana, o Permission to Land, álbum de estréia da banda, teve que passar por algumas modificações, pois o número de palavrões era enorme.

- No Zoológico de Suffolk, cidade perto de Lowestoft (cidade natal da banda), existe uma girafa chamada Justin Hawkins. O zoológico decidiu prestar essa homenagem ao vocalista, que adorou a idéia.

- Os habitantes da cidade de Lowestoft decidiram homenagear seus mais ilustres cidadãos, dando seu nome a uma rua. O que não se sabe exatamente é o nome da rua, se será Darkness avenue ou Hawkins way.

- Justin Hawkins já recebeu uma ameaça de morte por carta. Sobre o fato, Justin disse: "Foi uma carta manuscrita e é muito esquisita.É bastante lisonjeiro que alguém queira me matar, mas, ao mesmo tempo, é muito assustador. Estou mais preocupado com a minha segurança de verdade. Você não pode sair por aí sendo bonzinho com todo mundo, porque, as vezes, as pessoas não entendem direito e começam a tomar liberdades".


Discografia

Álbuns
Permission to Land (2003)
One Way Ticket to Hell... And Back (2005)

Eps
I Believe in a Thing Called Love (Ep) (2002)

Dvd Singles
"Growing On Me" (2003)
"I Believe In A Thing Called Love" (2003)
"Christmas Time (Don't Let The Bells End)" (2003)
"Love Is Only A Feeling" (2004)
"One Way Ticket" (2005)
"Is It Just Me?" (2005)
"Girlfriend" (Dvd single) (2005)








james_the_bronson
Veterano
# fev/09
· votar


lumiojo

Essa última do Morcheeba eu curto, e é a única que eu conhecia também, huehuehuehue :P !!!

Tem idéia de onde veio esse nome ( da banda ) :D ???

:* !!!

lumiojo
Veterano
# fev/09
· votar


james_the_bronson

Poisé, é a mais conhecidinha deles eu acho! =)

Pior que nao sei de onde veio a inspiração pro nome nao, mas eu acho bacana! =D~
hehe

teacher ;) =**

lumiojo
Veterano
# fev/09 · Editado por: lumiojo
· votar


Red Hot Chili Peppers

Red Hot Chili Peppers é uma banda de rock dos Estados Unidos formada em Los Angeles, Califórnia em 1983. A banda vencedora dos Grammys, é composta por quatro membros, o vocalista Anthony Kiedis, o guitarrista John Frusciante, o baixista Michael "Flea" Balzary e o baterista Chad Smith. Assistindo a várias mudanças e a problemas pessoais de membros, o estilo da banda é variado, conseguindo juntar elementos do tradicional alternativo e funk com vários elementos de heavy metal, punk rock e rock psicodélico.

História

Eles eram garotos de Hollywood que descobriram um som diferente. Em retrospecto eles estavam fora do contexto, fora do que havia na época. Eram diferentes. Os Chili Peppers causaram polêmica desde o início, com suas famosas "Socks on Cocks", mas, por trás da fachada extravagante há uma amizade inabalável. O grupo passou pela morte de um dos integrantes (Hillel Slovak), e testemunho do quase declínio total de outro (John Frusciante). Após a recuperação, com a "nova" formação, o Red Hot Chili Peppers abriu novas trilhas e atingiu seu maior sucesso, ultrapassando muitos grupos rock atuais. E hoje eles são um fenômeno mundial.


A formação e o The Red Hot Chili Peppers (1983–1984)

O Red Hot Chili Peppers tem seu embrião desde 1979, nos intervalos entre aulas da Fairfax High School, em Hollywood, Los Angeles. Os garotos de 15 anos, Michael Balzary, Hillel Slovak e Jack Irons eram três amigos que tinham algumas ambições musicais formando a banda chamada Anthym. Um dos grandes admiradores dessa banda era Anthony Kiedis, também amigo de infância de Michael (Flea), Hillel e Irons. No verão de 1981 Flea sai do "Anthym" e vai para o Fear, uma banda punk de Los Angeles. Hillel e Irons permanecem no "Anthym", agora conhecida como What Is This?, com Anthony fazendo parte do conjunto.

Em abril de 1983 nasce o Red Hot Chili Peppers, ainda com o nome de "Tony Flow and the Miraculousy Majestic Masters of Mayhem", apartir de uma idéia súbita de Anthony Kiedis, e com ele Flea, Hillel Slovak, Jack Irons se apresentam em um clube de Los Angeles. A princípio seria só uma brincadeira, mas os integrantes gostaram do resultado e passaram a fazer shows, agora batizando a banda de Red Hot Chili Peppers*, onde tinham apenas duas músicas "Out in LA" e "Get up and Jump". Misturando punk e funk eles começaram a ser conhecidos por Los Angeles. A explicação para o nome Red Hot Chili Peppers vem de um improviso de Anthony Kiedis que conta: "Eu estava caminhando em Hollywood Hills e vi esse nome piscando num arbusto psicodélico".(o arbusto era em formato de pimenta), mas essa história parece muito mais uma lenda ou piada de Anthony, do que a verdadeira história. O que parece ser mais próximo da realidade é que eles adoravam comida mexicana com bastante pimenta (chili), Flea era fã da banda de apoio de Louis Armstrong "Red Hot Peppers" e Anthony Kiedis não poderia esquecer o nome da banda que tocou num pub em Londres, a "Chili Willy and the Red Hot Peppers".

Três meses depois eles recebem uma oferta da Run DMC num mini festival. No mesmo tempo que Hillel e Irons ainda tocavam no What Is This?, enquanto Flea continuava tocando com o Fear. No entanto, algo fazia com que o Red Hot Chili Peppers tivesse algo a mais. Mark Richardson conhecido como "Roaster", um descobridor de talentos, procurou a banda e no verão de 1983, os Peppers já tinham uma programação completa. Eles fizeram shows por toda a cidade e no Kit-Kat Club, onde os garçons andavam quase sem roupa, eles apareceram totalmente pelados, apenas vestindo meias em seus pênis (Socks on Cocks).

E em outubro de 1983, o Red Hot Chili Peppers assina o seu primeiro contrato com uma gravadora. A banda tinha apenas 6 meses, quando eles assinaram um contrato com a EMI, o que gerou problema, pois o grupo não pôde contar com Hillel Slovak e Jack Irons, que tinham compromissos com o What Is This?, que fazia parte do cast da MCA Records. Além do que Hillel e Jack acreditavam mais na sua banda que no RHCP, sabiam que tudo não passava de hobby e preferiam investir no seu antigo sonho de adolescência. Não teve outra, Anthony e Flea ficaram arrasados com a notícia e com a postura dos outros dois. Kiedis e Flea seriam obrigados a gravar no início do próximo ano, para contornar a situação chamaram então, o guitarrista Jack Sherman e o baterista Cliff Martinez. Porém, a química não era a mesma. Para tentar contornar o problema, a EMI sugeriu Andy Gill para ser o produtor do álbum, sendo bastante aceito por Anthony e Flea. Todavia, surgiu um conflito musical entre eles, pois Andy Gill não dava liberdade para a banda criar melodias próprias além de querer fazer com que suas músicas soassem modernas e mecânicas. O primeiro álbum foi chamado de The Red Hot Chili Peppers e foi uma grande decepção para a banda. O disco saiu em agosto de 1984 e não teve grandes atenções. No verão do mesmo ano, a MTV apresenta o RHCP no MTV News.

O clipe de True Men Don't Kill Coyotes faz um sucesso rápido e logo é esquecido, porém os Peppers continuam a estender a lista de shows e começam a tocar na costa-oeste e médio-oeste dos EUA. Durante estas viagens o consumo de drogas é intensificado, além disso, o contato pessoal durante todo o dia começou a criar atritos entre Sherman e Kiedis que não o suportava porque acreditava que ele era politicamente correto demais para a banda e não tinha a mesma habilidade de Hillel, então, no começo de 1985, Kiedis e Flea expulsam Sherman da banda, que é substituído por Hillel Slovak. Anthony e Hillel começam a usar heroína com mais freqüência. A maior obsessão de Hillel era encontrar os ruídos de Hendrix.

Freaky Styley e The Uplift Mofo Party Plan (1985–1988)

Em 1985, os Peppers completamente perdidos, batem na porta de George Clinton para que ele produzisse o novo álbum, e então obrigam a gravadora a aceitá-lo como o novo produtor da banda. Clinton fica impressionado com o conhecimento musical deles. Então vem o novo álbum da banda, o Freaky Styley, com sua gravação feita em Detroit, na fazenda de Clinton, sai em setembro de 1985 e recebe várias críticas positivas. O Red Hot Chili Peppers revive novamente, após o relativo fracasso do álbum anterior. Eles fizeram shows por todo os Estados Unidos e, no início de 1986, pisam pela primeira vez nos palcos europeus. Cliff Martinez deixa a banda e Jack Irons volta para os Peppers. Eles continuavam com toda a força para que tivessem o verdadeiro reconhecimento do público.

Um fato curioso durante a turnê do Freaky Styley é que, em 1986, Kiedis toca em Grand Rapids, sua cidade natal pela primeira vez, e tem a "brilhante idéia" de usar as meias (Socks on Cocks), o que acaba sendo um escândalo na sua cidade, e ele vira a "ovelha-negra" do público de lá.

No final do ano de 1986, um grande problema entrou na banda, drogas. Kiedis tinha perdido qualquer noção da realidade e se entregara às drogas totalmente. Ele andava em becos e tinha contato com algumas gangues. Ele chegou ao ponto mais baixo de sua vida e passou a consumir drogas embaixo de uma ponte no centro de Los Angeles, porém a heroína não fazia o mesmo efeito de antes. Nesta época eles fizeram a pior turnê da história da banda e Kiedis foi convidado a se retirar pelo seu vício, e Flea o aconselha a se tratar, aí então ele percebe que as drogas não eram mais diversão e estavam invadindo sua vida.

Kiedis vai se tratar e tem a ajuda de seu pai. Durante sua passagem na clínica ele conhece a acupuntura que acaba sendo um meio alternativo de aliviar a tensão dele. Sai limpo da clínica, escreve "Fight Like a Brave" e retorna ao RHCP. No verão de 1986, Flea se casa e logo começaria as preparações para o terceiro álbum. A banda ainda não tinha nenhuma música pronta e Rick Rubin se recusa a produzí-los. Entretanto, Michael Beinhorn aceita a tarefa e, em 4 de maio de 1987, os Peppers estão de volta na Capitol Studios, onde eles gravaram uma versão funk para a música de Bob Dylan, "Subteranean Homesick Blues" e outras músicas como "Special Secret Song Inside". O terceiro ábum fica acima de suas expectativas. The Uplift Mofo Party Plan sai em setembro de 1987 e fica no 143º lugar nas paradas, uma pequena vitória.

No começo de 1988, ao passo que o Red Hot Chili Peppers vinha ascendendo a cada trabalho e no caminho certo do sucesso, Hillel usava drogas cada vez mais. Flea já estava preocupado. Em maio, a banda vai para Inglaterra e numa manhã eles tiram a roupa e com apenas as famosas meias, fazem uma paródia da foto dos Beatles na Abbey Road. Logo após, a EMI lança The Abbey Road E.P., um álbum com apenas cinco músicas, incluíndo a cover "Fire" de Jimi Hendrix. Em junho, os Peppers estão de volta a Los Angeles, onde Michael Beinhorn está esperando por eles para começar o novo álbum. Kiedis e Hillel começam a usar drogas novamente. E no meio de uma noite o telefone de Flea toca, ele pensara que estavam ligando para dizer que Kiedis havia morrido devido ao abuso das drogas, porém a vitima era outra. E em 27 de junho, Hillel é encontrado morto por overdose de heroína. Ele tinha apenas 26 anos. Kiedis então vai para um pequeno vilarejo no México, ele queria um lugar onde ninguém o conhecesse, para tentar se livrar das drogas. Irons sai da banda sumindo por um tempo no mundo. Flea mergulha em projetos paralelos. Parecia que era o fim do Red Hot Chili Peppers.


Mother's Milk (1988–1990)

Anthony voltou para casa e Flea tornou-se pai de uma pequena menina chamada Clara, ocasião em que decidem reconstruir a banda em memória de seu grande amigo Hillel. Durante este tempo houve várias mudanças de guitarristas e bateristas nos Peppers, até que finalmente acham um novo guitarrista, John Frusciante de apenas 18 anos que, além de ser grande fã dos Peppers e de Hendrix, praticava até 15 horas por dia. Quando aconteceu o primeiro show com a banda os fãs não acreditaram que ele nunca tivesse tocado com os Peppers antes. "John era absolutamente um clone de Hillel. Ele não toca somente igual ao Hillel, ele se move como o Hillel...", disse Alain Johannes. Coincidência ou não, John tinha realmente todo o estilo de Hillel pois era o seu ídolo. Depois de muito procurar, os Peppers também encontram um novo baterista, Chad Smith que veio de Detroit.

Em fevereiro de 1989 os Peppers, com sua nova formação, começam novamente. Em abril Kiedis tira toda sua roupa em frente a uma mulher no backstage. Um ano depois ele tem que se justificar com um juiz na Virgínia. Houve outro incidente com Flea e Chad durante o MTV Spring Break Party e uma fã. Ultrapassadas as polêmicas, a banda começou a se dar muito bem. Anthony Kiedis e John Frusciante tornaram-se grandes amigos. O Mother's Milk foi lançado em agosto de 1989 a partir de um trabalho longo e doloroso, principalmente porque Frusciante e Michael Beinhorn, o novo produtor, não se davam nada bem. O título do novo trabalho reflete a nova mentalidade do conjunto: "O leite materno nutre e desintoxica. Quando você o bebe, você se sente bem e saudável. E isso é o que a gente quer que nossa música represente", disse Kiedis sobre o recém lançado álbum.

O disco Mother's Milk contém onze músicas e a cover de "Higher Ground" de Stevie Wonder e "Fire" de Jimi Hendrix, na qual Hillel participa. O primeiro single, "Knock me Down", foi lançado em memória de Hillel. Flea ainda toca trompete em "Subway to Venus", "Taste The Pain" e "Pretty Little Ditty". Finalmente os Peppers fizeram um álbum que fez sucesso nas paradas e vendeu 2 milhões de cópias em todo o mundo. Começaram uma turnê na Europa e deixaram os britânicos de cabelos em pé. Os RHCP, que tinham uma certa implicância com a Inglaterra e não escondiam isso de ninguém, fizeram um show completamente alucinante. Flea tocou baixo de cabeça para baixo, sendo amarrado pelos pés. Frusciante dava ótimas idéias para a banda. Kiedis e Flea começaram a considerar a idéia de lançar um álbum duplo porém não achavam que a EMI estivesse fazendo um bom trabalho de divulgação. Precisavam mudar de gravadora. Conseguiram se livrar do contrato e receberam inúmeras propostas de outras gravadoras, até fecharem com a Warner em 1991.


Blood Sugar Sex Magik (1990–1992)

O verdadeiro sucesso estava por vir. Com o novo contrato, também muda o produtor, Rick Rubin era o novo. As gravações aconteceram numa mansão que pertenceu a Rudolph Valentino, em Laurel Canyon. Durante oito semanas Rick usou sua estratégia para gravação: os músicos tocaram frente a frente, no mesmo quarto, usando menos tecnologia possível. O genial Blood Sugar Sex Magik foi lançado no final de setembro de 1991. O álbum teve vários Hits, como: "Give It Away", "Under the Bridge" e "Suck My Kiss" que atingem o topo das paradas no mundo inteiro. Resultado, o disco torna-se sucesso mundial, vendendo nada menos que 12 milhões de cópias, apesar de haver uma grande concorrência naquela época, as bandas grunges, que para Kiedis não era problema algum porque primeiramente simpatizava com elas e tinha amigos como Nirvana, Pearl Jam, Alice in Chains e depois porque sabia que o estilo dessas bandas não tinha nada a ver com o som que eles faziam.

Eles gravaram o primeiro clipe do álbum, "Give It Away", onde foram levados para o Deserto de Mojave e foram pintados de prata. Em seguida "Under the Bridge" estourou no mundo todo e as pessoas queriam conhecer a tal ponte citada na música, viviam lhe perguntando a localização e ele respondia: "No centro da cidade, mas eu não queria falar mais nada sobre isso. As pessoas estão tentando encontrá-la, não é? Fuck! Não é uma atração turística, pelo amor de Deus. É o território das gangues, vocês estão procurando uma bala nos seus miolos?". Uma curiosidade, durante uma apresentação na Europa, os Chili Peppers foram avisados para não se comportarem de forma muito sexual no palco e muito menos usarem meias, porem como já era de costume da banda contestar, eles fingiram concordar com as exigências, mas quando subiram ao palco estavam vestidos de damas da idade média, imediatamente foram expulsos do palco e tiveram que se explicar para toda a imprensa européia.

A turnê foi enorme e muito cansativa. Em conseqüência, John Frusciante não suporta toda essa pressão e constantes viagens e resolve deixar a banda, ficando um outro problema nas mãos dos Peppers, faltavam apenas poucos dias para o Lollapalooza, onde eram uma da atrações principais. Com a correria interna, pois tiveram que arrumar, rapidamente um substituto para John. A vaga foi ocupada por Arik Marshall que praticava até 5 horas por dia durante três semanas. A banda estava esgotada, não agüentava mais o ritmo dos shows, muitas coisas passavam pelas cabeças dos Peppers, principalmente na de Anthony Kiedis, ele gostava de Arik, achava que era um bom músico, mas não tinha a mesma criatividade de Frusciante, do qual sentia falta, mas sua raiva e decepção eram maiores, ele tinha certeza que precisava arranjar um outro guitarrista. Logo depois da saída de Arik Marshall, Jesse Tobias entrou em seu lugar, mas não permaneceu por muito tempo.



One Hot Minute (1993-1998)
Os problemas não pararam por aí. Em 1993, Flea foi diagnosticado com fadiga crônica e teve que descansar durante 12 meses para que se recuperasse. Em 31 de outubro, os Peppers perdem um dos seus melhores amigos: River Phoenix. Quando isto aconteceu Flea ficou muito doente com a perda de uma importante pessoa de sua vida. Dave Navarro (ex-guitarrista do Jane's Addiction), que estava com o "Deconstruction" foi solicitado novamente para entrar no Red Hot Chili Peppers, para substituir definitivamente John Frusciante. E em 5 de setembro de 1993 Dave Navarro é anunciado como novo guitarrista do Red Hot Chili Peppers.

Ao contrário do Blood Sugar Sex Magik, a banda foi para o Hawaii buscar inspiração, eles trocaram o silêncio da mansão por uma viagem descontraída e "barulhenta". Em abril de 94, Flea fica sabendo do suicídio de Kurt Cobain através da tv, ele fica chocado e conta para Kiedis, que começa a fazer uma reflexão sobre sua vida, e mesma que ele não admita, tudo leva a crer que ele escreveu a letra de "Tearjerker" pensando na morte de Kurt, afinal eles eram amigos e Kiedis tinha uma admiração profunda por tudo que Kurt representava. Após o Woodstock, eles começam a trabalhar no novo álbum e chamam novamente Rick Rubin para produzi-lo. O nome do novo álbum passou por muitas alterações, assim como também a "track list" das músicas, o que causou muitas dúvidas na banda. Os títulos considerados naquela época para o novo álbum eram: "Hypersensitive", "Turtlehead", "Black Fish Ferris Wheel", "The Blight Album" e "The Good and The Bad Moods of The Red Hot Chili Peppers", até chegar ao nome definitivo. O One Hot Minute, foi lançado em 8 de setembro de 1995.

O disco reflete o momento difícil pelo qual passava os integrantes, tendo um clima bastante melancólico nas músicas que compõe o trabalho, principalmente em baladas como "Aeroplane", "My Friends" e "Warped". Kiedis tinha problemas com os pais de Jamie, sua namorada na época, eles não aceitavam que sua filha de 17 anos se envolvesse com um rockstar de 31 (E é dessa história nasceu a letra da música "Let´s Make Evil"). O One Hot Minute obtém boa repercussão, mais fraca se comparada à do trabalho anterior. Após a turnê mundial, o Red Hot Chili Peppers retorna para casa e agora planeja o novo álbum sem data para o lançamento. Enquanto isso, John Frusciante se afundava nas drogas, chegando a beirar a morte. E no dia 4 de abril de 1998, Dave Navarro anuncia a sua saída do Red Hot Chili Peppers para dar uma maior atenção ao seu projeto "Spread". Dave diz que mesmo não estando com os Peppers eles serão amigos eternamente.



Californication (1998–2001)

Kiedis visita John Frusciante no hospital. Ele poderia esperar por todo mundo, menos por Kiedis e fica extremamente feliz com a visita. Então, num determinado dia, Flea estava em casa e alguém bate à porta. Era Kiedis e Frusciante, já recuperado do vício e da depressão pela qual passava. Flea se sentiu como se tivesse voltado sete anos no tempo. A banda precisava de uma decisão sobre o seu futuro, mas faltava um guitarrista. O primeiro nome a ser cogitado era Tom Morello, que na época tocava no Rage Against the Machine, e que estava trabalhando na trilha sonora do filme "Small Soldiers" com o Flea. "Peppers e Rage sempre tiveram uma ligação. Somos amigos e gostamos do trabalho um do outro. Mas Tom não vai se juntar a nós." Disse Flea.

Para Flea e Chad Smith só havia um guitarrista que poderia tocar no Red Hot. Assim, John Frusciante volta para a banda depois de seis anos. A sua volta é confirmada por Anthony Kiedis numa entrevista para MTV no dia 29 de abril de 1998. Somente em 1999 o grupo volta a gravar, lançando, em setembro, Californication que foi um grande sucesso, apesar de soar um pouco pop. A faixa-título, além de "Scar Tissue" e "Around The World" entre outras, são executadas à exaustão nas rádios e na MTV. "O título tem a ver com uma viagem que eu fiz ao redor do mundo há uns 2 anos. Eu fui para Índia, Tibet e outros lugares e notei que a minha cidade tem uma grande influência no resto de mundo. Mesmo sendo tão longe." Disse Kiedis. Rick Rubin decidiu quais faixas iria cortar. "Bunker Hill", "Gong Li", "Phat Dance" e "How Strong" foram algumas. Ele escolheu músicas que dessem ao álbum uma nova direção. Esse álbum era para mostrar a nova fase dos Chili Peppers, uma fase sóbria e madura. Por isso o elemento funk teve que ser reduzido a: "Around the World", "Right on Time", "Get on Top" e "Purple Stain".






By the Way (2002-2005)

Em julho de 2002, a banda lança o oitavo disco da carreira dos Red Hot Chili Peppers. Todos os integrantes se livraram de vez das drogas. E assim começava uma série de sucessos. O álbum vendeu mais de um milhão de cópias só na primeira semana do lançamento. O álbum recebeu muitas críticas dos fãs, pois praticamente só tem baladas românticas. Muito provavelmente por ter sido o primeiro álbum em anos que a banda fez sem usar nenhum tipo de droga. Mas, mesmo deixando o funk rock um pouco apagado, o álbum tinha excelentes músicas, como "Dosed", "The Zephyr Song", "By the Way" (que intitula o álbum). A faixa mais bem aceita entre os fãs antigos da banda foi a música "Can't Stop". Também foi nesse álbum que surgiu uma das primeiras críticas à mídia vinda dos Peppers, com a música "Throw Away Your Television". (Jogue fora sua televisão).

Em novembro de 2003, a banda lança o Greatest Hits, álbum com algumas das músicas que fizeram mais sucesso durante toda a carreira dos Chili Peppers. Teve também duas músicas inéditas: "Fortune Faded" e "Save The Population". Dentre as músicas do álbum By the Way, as músicas "Universally Speaking" e "By the Way" foram inclusos na coletânea. Também nesse mesmo ano, a banda faz um show que virou DVD. O show foi na Irlanda, o Live at Slane Castle, em 23 de agosto de 2003.

Em 2004, a banda lança seu primeiro álbum ao vivo, o Live in Hyde Park na Inglaterra, no qual foi feito dois CDs do show. Também foram tocadas duas músicas inéditas da banda; "Rolling Sly Stone" e "Leverage of Space".

Em 2005, a banda faz poucos shows, pois estavam todos cansados com a turnê mundial do álbum By the Way. Nesse mesmo ano, a banda participou de um evento beneficente no "React Now" no dia 9 de setembro de 2005, em Hollywood, Califórnia.






Stadium Arcadium (2006-2007)

Em 2006 foi lançado o álbum duplo Stadium Arcadium, nono álbum de estúdio da banda, lançado em 5 de maio de 2006 através da Warner Bros. Records. O álbum vendeu 442 mil cópias nos Estados Unidos na primeira semana e estreou em primeiro lugar na Billboard 200. Os singles "Snow ((Hey Oh))", "Tell Me Baby" e "Dani California" emplacam. O álbum duplo possui dois CDs intitulados "Mars" e "Júpiter". Destaque para Dani California que é a primeira música do álbum duplo. Planejado inicialmente para ser lançado como uma trilogia em partes separadas, o álbum, duplo, compila as 28 melhores músicas gravadas pela banda em parceria com o produtor Rick Rubin. Com mais de seis milhões de cópias comercializadas ao redor do mundo, o álbum se tornou o mais vendido de 2006. No clipe de "Dani California" algumas bandas são homenageadas, como Sex Pistols, Nirvana e The Beatles. Dani California é uma personagem da cabeça de Anthony. Ela também aparece em outras duas músicas da banda; "By the Way"e "Californication".

Em fevereiro de 2007, a banda concorreu na 49ª edição do Grammy Awards em Staples Center, Los Angeles. O álbum Stadium Arcadium foi indicado em sete categorias e ganhou quatro grandes prêmios; "Melhor Performance de Rock em Dupla ou Grupo" (Dani California), "Melhor Música Rock" (Dani California), "Melhor Álbum de Rock" (Stadium Arcadium), Melhor Disco em Edição Especial (Box) (Stadium Arcadium) e Produtor do Ano (Rick Rubin).






Hiatus e planos futuros (2008 - presente)

Anthony Kiedis disse em entrevista à Rolling Stone publicada no dia 20 de maio de 2008 que o Red Hot Chili Peppers estarão dando pausa no momento. Kiedis disse que banda está desgastada a partir de seus anos de trabalho sem interrupções desde Californication. Kiedis explicou que ele está atualmente preocupado com questões de cuidar de seu novo filho, enquanto que Flea está experimentando novas idéias musicais, Frusciante está continuando a sua carreira solo, e Chad Smith está com vários projetos com sua nova 'superbanda'. A banda tem planos de permanecer no hiato de "no mínimo um ano." No entanto, Kiedis afirmou que ele está ansioso para começar a pensar em novo projeto.

Em entrevista à Rhythm Magazine, Chad Smith disse: "Nós estivemos em turnê por um ano e meio, então dissemos 'vamos tirar um ano de férias.' Nós não tiramos férias desde que o John voltou para banda, há quase dez anos atrás. Nós escrevemos músicas, gravamos, daí saímos em turnês de um ano e meio, depois escrevemos mais, e já fizemos esse ciclo três vezes seguidas. Hora de dar uma paradinha. Anthony estava para ser pai, John quer fazer um disco solo, Flea tem as coisas dele para cuidar. Todos precisavam de uma pausa de ser os Chili Peppers." No entanto, Chad disse que a banda não se separou e que terá planos junto com outros membros. Chad Smith, no entanto, tem projetos com Sammy Hagar, Joe Satriani e Michael Anthony com a superbanda Chickenfoot.

Em outubro de 2008, o baixista Flea anunciou que o RHCP fará uma pausa por estarem "emocionalmente esgotados"."Trabalhamos arduamente durante muito tempo", explicou o baixista Flea ao "Los Angeles Times". "Estávamos precisando ficar longe de tudo para olhar as coisas sob uma nova perspectiva." Flea disse também que se matriculou na University of Southern California para estudar música. "Estou grato que minha educação musical tenha evoluído, mas é divertido aprender coisas que eu nunca havia estudado antes."

John Frusciante se prepara para lançar seu mais novo álbum na carreira solo. Aproveitando o período de férias do Red Hot Chili Peppers, o guitarrista John Frusciante prepara o lançamento de um novo álbum solo. O trabalho foi batizado como The Empyrean e o lançamento foi em 20 de janeiro de 2009, pelo selo americano Record Collection. ­ O disco trará dois convidados especiais, um deles é o ex-guitarrista da banda inglesa The Smiths, Johnny Marr. O outro convidado é o baixista Flea, parceiro de Frusciante no RHCP. "The Empyrean" é o décimo álbum solo do guitarrista e o sétimo desde que ele voltou ao Red Hot Chili Peppers em 1998. ­

Membros

Vocal

Anthony Kiedis, que está na banda desde sua criação; no início como amigo acompanhante da banda, depois como integrante oficial.
Baixo

Michael Balzary, conhecido como "Flea", também desde o início da banda;
Guitarra

Hillel Slovak - Primeiro guitarrista do Red Hot Chili Peppers. Morreu em Junho de 1988, com uma overdose de heroína. Foi substituído por:
Jack Sherman, que já havia tocado com o Red Hot no primeiro álbum, quando Slovak tinha um contrato com outra gravadora;
Duane 'Blackbird' McKnight;
John Frusciante - É o atual guitarrista. Era um fã da banda, com 18 anos, que os impressionou com seu estilo e técnica. Saiu temporariamente durante a turnê do álbum Blood Sugar Sex Magik, voltando em 1999, no álbum Californication. Foi substituído por:
Arik Marshall;
Jesse Tobias;
Dave Navarro, ex-guitarrista da banda Jane's Addiction, gravou o álbum One Hot Minute, de 1995. Atualmente toca no The Panic Channel.
Bateria:

Jack Irons - Saiu quando Hillel faleceu. Em 1994 foi tocar no Pearl Jam, onde permaneceu até 1998. E recentemente lançou um disco solo chamado Attention Dimension;
Cliff Martinez - Tocou nos 2 primeiros álbuns, pois Irons tinha um contrato com outra gravadora;
D.H. Peligro - Ex-baterista dos Dead Kennedys. Guitarrista e vocalista de sua banda própria: Peligro;
Chad Smith - Atual baterista desde 1989.


Discografia

Ver página anexa: Discografia de Red Hot Chili Peppers
1984 - The Red Hot Chili Peppers
1985 - Freaky Styley
1987 - The Uplift Mofo Party Plan
1989 - Mother's Milk
1991 - Blood Sugar Sex Magik
1995 - One Hot Minute
1999 - Californication
2002 - By the Way
2006 - Stadium Arcadium


Prêmios e nomeações

O Red Hot Chili Peppers venceu sete vezes o Grammy Awards:

1993: Melhor Performance de Hard Rock - "Give It Away"
2000: Melhor Canção de Rock - "Scar Tissue"
2007: Melhor Álbum de Rock e Melhor Disco em Edição Especial - Stadium Arcadium; Melhor Performance de Rock em Dupla ou Grupo e Melhor Canção de Rock: "Dani California"
MTV Video Music Awards
1992: Breakthrough Video - "Give It Away", Viewer's Choice - "Under the Bridge"
American Music Awards
2000: Artista Alternativo Favorito
2006: Pop/Banda de Rock/Dupla/Grupo Favorito, Artista Alternativo Favorito
Billboard Muse Awards
2000: Melhor Grupo Alternativo
A banda também recebeu uma estrela na Calçada da Fama de Hollywood em 2008




zedoidiao
Veterano
# mai/09 · Editado por: zedoidiao
· votar


EUROPE


A em concerto em 2008. Na , John Levén, Michaeli, Tempest, John Norum e Haugland.
Informação geral
Origem Upplands Väsby, Stockholm
País Suécia Suécia
Gêneros Hard rock
Glam metal e heavy metal
Período em atividade 1979 – 1992
2003 – atualmente
Gravadoras Hot Records
Epic Records
Sactuary Records
Sítio oficial EuropeTheBand.com
Integrantes
Joey Tempest
John Norum
John Levén
Mic Michaeli
Ian Haugland
Ex-integrantes
Peter Olsson
Marcel Jacob
Tony Reno
Kee Marcello

Europe é uma banda de hard rock, formada em Upplands Väsby, Suécia, em 1979 sob o nome Force pelo vocalista Joey Tempest e guitarrista John Norum. Apesar de largamente associada com glam metal, o som da banda incorpora elementos de heavy metal e hard rock. Desde a sua formação, os Europe çaram sete álbuns de estúdio, três álbuns ao vivo, três compilações e sete vídeos.

Os Europe atingiram a fama internacional em 1986/87 com o seu 3º álbum The Final , que se tornou um grande sucesso comercial e vendeu mais de três milhões de cópias nos EUA. Os Europe foram uma das bandas rock mais bem sucedida dos anos 80 e vendeu mais de quatro milhões de álbuns nos EUA apenas e mais de 10 milhões de álbuns mundialmente. A banda atingiu dois Top 20 em álbuns na tabela Billboard 200 (The Final Countdown e Out of this World). De 1986 a 1992 os Europe venderam mais de 20 milhões de álbuns mundialmente, fazendo eles o 4º grupo mais bem sucedido da Suécia na história.

Os Europe entraram em hiato em 1992, reuniram-se temporariamente para uma atuação única em Estocolmo na Véspera de Ano Novo 1999 e anunciaram uma reunião oficial em 2003. Desde então os Europe lançaram dois álbuns, Start from the Dark e Secret Society.

Biografia

O início

A primeira encarnação da banda chamava-se Force e formaram-se em 1978, em Upplands Väsby, Estocolmo e eram formados pelo vocalista e teclista Joey Tempest, o guitarrista John Norum, o baixista Peter Olsson e o baterista Tony Reno. A banda enviou vários demos para as gravadoras, mas disseram-lhes que para poderem ser publicados teriam que cortar os cabelos e cantar em sueco. Dois anos depois, Olsson saiu da banda e foi substituído por John Levén. Alguns meses mais tarde, Levén juntou-se à banda Rising Force de Yngwie J. Malmsteen e o baixista anterior de Malmsteen, Marcel Jacob juntou-se aos Force. Isto só durou três meses, contudo Levén aparentemente tinha conflitos com Malmsteen, portanto ele e Jacob trocaram de lugares novamente.

Em 1982, a namorada de Tempest colocou os Force no concurso de talentos de Rock Sueco Rock-SM. Competindo contra 4000 bandas, eles ganharam o concurso, as suas recompensas seriam um contrato de gravação de um álbum. Tempest vencou a nomeação individual para Melhor Vocalista e Norum venceu o nomeação para Melhor Guitarrista. Durante o concurso, o Force mudou seu nome para Europe. O seu álbum homônimo foi lançado no ano seguinte e vendeu bem tanto na Suécia no Japão. O single "Seven Doors Hotel" tornou-se um êxito Top 10 no Japão. O segundo álbum, Wings of Tomorrow foi lançado um ano mais tarde e o single "Open Your Heart" colocou a CBS Records interessada na banda, oferecendo-lhes um contrato internacional em 1985. O Teclista Mic Michaeli foi brevemente recrutado para tocar nos concertos ao vivo e tornou-se um membro oficial pouco tempo depois. Ao mesmo tempo, Tony Reno foi despedido por causa da sua falta de motivação e por alegadamente faltar aos ensaios. O seu substituto foi Ian Haugland. Em 1985 os Europe gravaram a banda sonora para um filme de adolescentes On the Loose, que lhes deu o êxito "Rock the Night". Vários meses mais tarde, Tempest foi convidado a escrever uma canção para o projeto de solidariedade Swedish Metal Aid. Eles escreveu "Give A Helping Hand", que iria representar as maiores estrelas do rock e metal sueco. O ganho das vendas do single, que foi produzido pelo Kee Marcello guitarrista dos Easy Action, foi doado às pessoas famintas da Etiópia.
O vocalista e líder Joey Tempest.

Sucesso mundial

No final do ano eles começaram a gravar o seu próximo álbum. O resultado foi The Final Countdown, um êxito mundial lançado em 1986. A faixa-título foi Nº1 em 26 países (incluindo as paradas da Gra-Bretanha) e a balada "Carrie" atingiu a 3ª posição na tabela Billboard Hot 100 nos EUA, enquanto a faixa título ficou em oitavo (o álbum também), vendendo ao todo mais de 18 milhões de cópias até hoje, sendo 10 do single da faixa título, e mais 8 do álbum. Faixas como "Rock The Night", que foi regravada e "Cherokee" também entraram no top 100 da Billboard. Não satisfeito com a predominância de teclados na produção do álbum nem com a imagem comercializada da banda, John Norum decidiu deixar os Europe em Novembro de 1986 para seguir uma carreira solo. Kee Marcello foi convidado a substituí-lo e depois de alguma consideração como compor e cantar (o que acabou não ocorrendo mais tarde) decidiu juntar-se à banda. O ano seguinte incluiu digressões de sucesso pelo continente Europeu e nos EUA. O sucessor de The Final Countdown foi intitulado Out of This World e foi lançado em 1988, com um som muito mais voltado ao AOR que o álbum anterior, numa altura em que os Guns N' Roses, INXS e os U2 tinham quebrado o monopólio que o hard rock melódico tinha na indústria da música. O álbum venderia dois milhões de cópias, que foi considerado um fiasco comparado com as vendas do álbum e single do anterior. Mais digressões seguiram-se, incluindo uma digressão nos EUA com Def Leppard e um concerto num festival no National Bowl em Milton Keynes, Inglaterra com Bon Jovi, Skid Row e Vixen.

Em Setembro de 1989, os Europe deram um concerto no clube Whisky a Go Go em West Hollywood, Califórnia, sob o pseudónimo Le Baron Boys. Esse nome seria mais tarde usado como o título para uma muito circulada bootleg dos Europe, que continha gravações demo de 1989-1990 (pois a gravadora se recusou a colocar as músicas num futuro álbum por julgarem serem "pesadas", o que não eram). Dois anos mais tarde, o álbum Prisoners in Paradise foi lançado, mas recebeu atenção limitada da parte da mídia devido ao "boom" do movimento grunge, começado pelos Nirvana e Pearl Jam. Na véspera de Ano Novo de 1991, os Europe começaram uma nova digressão com um espetáculo no Tokyo Dome, onde Tesla, Thunder e Metallica também atuaram. Curiosamente, o espetáculo chamava-se "The Final Countdown". Depois de dez anos de viver, gravar e digressarem juntos, os Europe decidiram fazer uma longa pausa quando a digressão terminou em 1992, quando após algumas discussões o guitarrista Kee Marcello deixou a banda e também o tecladista Mic Michaeli. Joey Tempest ainda chegou a chamar John Norum de volta, que recusou, e também o baterista Tony Reno (pois Ian Haugland havia sofrido um acidente de moto que o deixaria 6 meses sem tocar), para retornarem o Europe dos 2 primeiros álbuns, o que não ocorreu. Desde então, Tempest, Norum e Marcello lançaram álbuns solo, enquanto os outros membros participaram em diferentes projetos e bandas.

Reuniões

Para as celebrações do Minénio, os Europe foram convidados a dar um concerto em Estocolmo na Véspera de Ano Novo (disseram que foi uma proposta milionária irrecusável). Esse seria o primeiro concerto deles com dois guitarristas principais, pois tanto Norum como Marcello aceitaram tocar. Contudo esta não foi uma reunião a tempo inteiro e sim um evento único. Ao longo dos anos, houve vários rumores da reunião da banda e a 2 de Outubro do 2003 foi dado como oficial: os Europe anunciaram planos para um novo álbum e uma digressão mundial. A banda então voltou à formação clássica da altura de Final Countdown, com John Norum como o úncio guitarrista principal. No verão de 2004 os Europe seguiram numa digressão por festivais pelo continente Europe. Os alinhamentos dos concertos incluíam vários clássicos antigos, mas também introduziu a faixa-título do seu novíssimo álbum - Start from the Dark. Start from the Dark foi lançado em finais de 2004 e recebeu boas críticas dos críticos da música. Eventualmente, o álbum vendeu mais de 1 milhão de cópias mundialmente. Os Europe começaram uma nova digressão mundial e lançaram o seu último álbum, Secret Society, a 25 de Outubro de 2006. A 26 de Janeiro de 2008, os Europe deu um concerto acústico na sala Nalen em Estocolmo, chamando ao evento Almost Unplugged. A banda foi acompanhada por um quarteto de cortas e tocou versões trabalhadas das suas músicas, assim como versões cover de músicas de bandas que influenciaram o som dos Europe ao longo dos anos - Pink Floyd, UFO, Led Zeppelin e Thin Lizzy. O show foi transmitido ao vivo através da Internet no site oficial dos Europe. Foi lançado em CD a 17 de Setembro de 2008 e há também planos para um lançamento em DVD no Outono de 2008.

A 23 de Julho de 2008 os Europe fizeram um concerto de co-headlining com os Whitesnake em Pádua, Itália. Durante a atuação dos Whitesnake do seu encore "Still Of The Night", o Joey Tempest juntou-se a David Coverdale em palco para o último refrão. Em Agosto de 2008 os Europe foram a banda de abertura nos dois concertos do Deep Purple na Suécia, em Linköping a 8 de Agosto e em Ystad a 9 de Agosto. O John Norum juntou-se ao Deep Purple em palco em Ystad para uma sessão de jam com o guitarrista dos Deep Purple, Steve Morse e para uma atuação de "Smoke On The Water".

Os Europe terminaram de gravar um novo álbum cujo lançamento está previsto para stembro/outubro de 2009, na qual será chamado de "Last Look at Eden". Em maio a banda fez uma série de shows pelo Chile na qual apresentaram uma música inédita, "Mojito Girl". Neste momento eles estão gravando um novo clipe

Quem quiser conferir a nova música deles:



hero single dele do album start from the dark de 2004:



devil singles blues e forever travelling (ambas versoes acústicas)do album mais recente secret society de 2006








e as clássicas:

The final countdown(versão Spongebob Squarepants kkk) e let good times rock:





Queen Of The Sky
Veterano
# jun/09
· votar


SHADOWSIDE

Banda santista que começou em 2001, meio que uma mistura de Hard Rock com Heavy/Power Metal e vocal feminino 'arrasa-quarteirão'.

Está lançando seu segundo álbum, chamado Dare To Dream, e que foi disponibilizado NA ÍNTEGRA para ser ouvido no MySpace da bandaMySpace da banda

Dois sons do primeiro album:

Highlight


Vampire Hunter


MajorKong
Veterano
# jun/09 · Editado por: MajorKong
· votar


JAco Pastorius

Jaco Pastorius foi um daqueles seres "iluminados" que aparecem de 10 em 10 anos, ou mais, e mudam o rumo de todas as coisas relacionadas ao que fazem.

Desde 1987, 21 de setembro não é mais um dia com muitos motivos para sorrisos para os amantes da música. A tristeza pela ausência física e de novos trabalhos do homem, do gênio, que ensinou o mundo o que era e como se tocava um fretless, é grande demais. Porém, é suplantada pela presença de Jaco até hoje, em seus admiradores, seguidores, fãs, etc. No toque de cada baixista deste planeta, há um pouco de Jaco Pastorius, mesmo que esse próprio baixista nem saiba e perceba que está fazendo aquilo levado por influências 'Pastorianas'.

Jaco Pastorius representa para o baixo o mesmo que Hendrix para a guitarra. Inovou, mudou os rumos, revolucionou. Michael Manring, Billy Sheehan, Les Claypool, Tony Levin, entre outros mágicos do baixo, foram influenciados por Jaco e se referem a ele com respeito e admiração. Ou seja, se referem a ele da maneira como todos devem se referir, independente de gostar ou não do que ele fez com Pat Metheny, Weather Report, Joni Mitchell e outros.

Imagem

Filho de Jack e Stephanie Pastorius, John Francis Pastorius III nasceu em 1 de dezembro de 1955 em Norristown, Pensilvânia, de onde se mudaria para Fort Lauderdale, Flórida, em 1959, onde inicia sua carreira tocando bateria em 1963 numa banda local, The Sonics, e adotando o instrumento que o celebraria somente em 1967, quando já fazia parte do Las Olas Brass, outra banda local.

Sua fama começou a galgar vôo em 1973, quando começou a lecionar, por meio período, na Universidade de Miami. No decorrer da década gravaria vários discos em conjunto com vários artistas, notabilizando-se principalmente pelo trabalho junto ao Weather Report. No início dos anos 80 grava "Word of Mouth", seu segundo e mais famoso álbum solo, com uma versão inacreditável de "Blackbird", dos Beatles.

Dentre outras coisas, Jaco foi quem começou a usar harmônicos utilizando seus dedos para criá-los fora do braço. Seus únicos instrumentos foram dois Fender Jazz Bass sunburst - dos quais arrancou o escudo - e amplificadores Acoustic.

Apesar de todo sucesso de crítica, mídia e público, Jaco, cuja personalidade sempre fora difícil, teve várias crises depressivas, acabando por se afundar no álcool e nas drogas. Em setembro de 1985, foi preso na Filadélfia por tentar invadir a casa de seu pai, e em julho de 1986 acabou por internar-se na ala de psquiatria do Hospital Bellevue, em Nova York, onde foi diagnosticado como maníaco depressivo. No início do ano seguinte, após saber da morte de dois amigos de infância, entrou em profunda depressão e interrompeu o tratamento que iniciara no ano anterior, passando a beber além da conta e passar as noites dormindo em parques públicos, tendo sido preso diversas vezes por promover brigas, desordens e até furtos.

Tudo isto culminaria nos incidentes que causaram sua morte, iniciados na noite de 11 de setembro quando, já irreconhecível, tentou subir no palco durante um show do Santana em Fort Lauderdale, tendo sido retirado pelos ajudantes de palco. Logo cedo tentou invadir um clube noturno, acabando por se envolver numa briga com os seguranças, que o espancaram tanto que deu entrada no Centro Médico Municipal Broward em estado de coma, tendo resistido até o dia 21, quando foi declarado morto às 22 horas.

http://whiplash.net/materias/biografias/006853-jacopastorius.html










MajorKong
Veterano
# jun/09
· votar




MajorKong
Veterano
# jun/09
· votar


Jethro Tull

Por José Humberto Mesquita Filho

Foi um fenômeno único na história da música popular, dentro da corrente conhecida como rock progressivo. A banda britânica Jethro Tull, com sua mistura de hard rock, folk, toques de blues e jazz, e letras profundas (meio surrealistas, mas densas) desafiou qualquer tipo de análise superficial, e conseguiu uma legião de fãs que lhe deram 11 discos de ouro e 5 de platina. Ao mesmo tempo que sua popularidade crescia nos anos 70, conseguia o reconhecimento da crítica.

O Tull foi criado e liderado pelo genial guitarrista flautista vocalista compositor Ian Anderson (nascido em 1947 na Escócia), e teve vários nomes (Blades, John Evan Band, Navy Blue, etc.) antes de chegar ao nome de um fazendeiro (Jethro Tull) que inventou uma técnica agrícola nova no século XVIII. O nome "pegou" e o grupo conseguiu chegar a tocar no Marqueé londrino, ficando bastante popular por lá.

O primeiro álbum, This Was (1968), tinha na formação Ian Anderson, Mick Abrahams na guitarra, Clive Bunker na bateria e Glen Cornick no baixo. Abrahams também participou da composição desse disco, mas Anderson já era o membro dominante do grupo, e semanas depois do lançamento Mick saiu, tendo dois substitutos logo depois, um deles sendo Tony Iommi, que depois faria sucesso no Black Sabbath. Iommi ficou uma semana no Jethro Tull, chegando a aparecer no show "Rock 'n Roll Circus" dos Rolling Stones, tocando "A Song for Jeffrey" com o Tull. O outro foi Davy O'List. Depois desse, veio finalmente Martin Barre, que é até hoje o guitarrista líder.

Seguiram-se os álbuns Stand Up (1969) e Benefit (1970), que proporcionaram aumento da popularidade do Tull. Stand Up marca a primeira participação do maestro David Palmer em um disco do Jethro Tull, proporcionando arranjos orquestrados. Palmer iria aparecer em todos os álbuns seguintes, até juntar-se oficialmente à banda em 1977. Em 1971, sendo a formação Ian Anderson, Martin Barre, Clive Bunker, John Evans nos teclados e Jeffrey Hammond-Hammond no baixo, foi lançada a obra-prima do Tull: Aqualung.

Desde o segundo álbum as letras de Ian Anderson vinham ficando mais sérias, mas em Aqualung suas letras chegaram ao ponto que ele queria. O álbum trata da distinção entre Deus e a religião, a relação do homem com Deus, e como a religião interfere nessa relação. Musicalmente eles se distanciaram do blues de suas origens e fizeram um som mais próximo ao hard rock e heavy metal (com magníficos riffs de Barre) mas recheado de influências folk. O grande público se identificou com o tema da alienação que permeia esse trabalho conceitual. Aqualung foi um dos maiores sucessos do rock "cerebral", tendo várias faixas (Hymn 43, My God, Cross-eyed Mary, Locomotive Breath, Wind-up e a faixa título) tocando constantemente no rádio.

Depois do lançamento do álbum e da turnê, Bunker saiu e foi substituído por Barriemore Barlow, e essa formação durou por um bom tempo. Em 1972, saiu Thick as a Brick, considerado por muitos o melhor disco do Tull. A banda entrou de cabeça no rock progressivo dos anos 70, sendo Thick as a Brick uma obra complexamente estruturada, consistindo de uma única música (dividida em duas partes) que seria o poema de garoto-prodígio de oito anos sobre a sociedade, com várias imagens surrealistas e comentários ferinos. Foi o primeiro #1 do Tull nos Estados Unidos.

A aceitação entre o público e a crítica continuou grande ao longo da grande carreira do Jethto Tull, que com o seu estilo extremamente peculiar (caracterizado pela flauta de Ian Anderson) tem uma legião de fãs cativos. O melhor período do grupo foi a década de 70, com excelentes álbuns (como Songs From the Wood e A Passion Play), mas o grupo manteve a sua consistência criativa durante os anos 80 e 90, sempre liderado por Ian Anderson, que além de gênio visionário e compositor de tarimba, é também milionário - o maior exportador de salmão da Europa!



MajorKong
Veterano
# jun/09
· votar




Lt Nogueira
Veterano
# jun/09
· votar


É o Tchan!

É o Tchan! é um grupo musical brasileiro de Pagode Baiano ou Axé, que fez muito sucesso no final dos anos noventa. Suas letras eram baseadas repletas de frases de duplo sentido e referencias a sexualidade. O grupo que começou com o nome de Gerasamba, teve varias alterações em sua formação e obteve grande êxito comercial nos brindando com vários singles inesquecíveis como:
• A dança do bumbum -1996
• Dança da cordinha -1996
• Ralando o tchan(Dança do ventre) -1997
• Disque tchan -1997
• Bambolê -1997
• Dança do põe põe -1997
• É o tchan no hawaí -1998
• Arigatchan -1998
• Pegue no bumbum -1998
• É o tchan na selva -1999
• Lambatchan -1999
• Quebradeira -1999
• Festa do passe a mão -1999
• Abracadabra -1999

A música "A nova loira do tchan" de 1998 alcançou o primeiro lugar em todas as rádios não segmentadas do país.

Formação Clássica

Carla Perez, Débora Brasil e Jacaré – Dançarinos.
Beto Jamaica – Vocal Base.
"Cumpadi" Washington – Vocal Solo. (dididididi tchan an, ordinária, que abundância).

Outros Integrantes de Destaque

Scheila Carvalho e Sheila Mello – Dançarinas.





pikatchus
Veterano
# ago/09
· votar


MindFlow

Banda de rock criada em 2003. Já realizou 4 turnês pelo exterior, tocando em países como Coréia do Sul, Noruega, Inglaterra, Bélgica, Espanha, Canadá, Estados Unidos.

Lançou em 2008 o terceiro álbum, "Destructive Device", que foi produzido, gravado e mixado pelo norte-americano Ben Grosse, produtor das bandas Megadeth, Marilyn Manson, Disturbed, Slipknot entre outras.

Os dois primeiros álbuns foram responsáveis por destacar a banda no cenário internacional. O novo disco, chamado "Destructive Device" foi gravado em Los Angeles, CA, EUA, no reconhecido estúdio "The Mix Room" e masterizado em Nova Iorque no "Sterling Sound" por Ted Jensen (AC/DC, Metallica).

No Brasil, alguns shows de destaques foram o Live'N'Louder Rock Fest 2006 para um público de 18 mil pessoas, além de já ter se apresentado nas principais casas de show do país como o Credicard Hall, Via Funchal e Citibank Hall em São Paulo, Lapa Multishow em Belo Horizonte e Tropical Hotel em Manaus.

O mais novo projeto se chama MindFlow 365 em que o MindFlow vai lançar 1 música por mês de setembro de 2009 a agosto de 2010. O projeto vai ser lançado no ProgPower USA 2009, que ocorre em Atlanta, GA.



.PERA
Veterano
# ago/09 · Editado por: .PERA
· votar


Muse

É uma banda britânica de rock alternativo. Formada em 1994 por Matthew Bellamy (vocal, guitarra e piano), Christopher Wolstenholme (baixo, voz secundária e teclado) e Dominic Howard (bateria e percussão).

Eles são um mix de rock alternativo, música classica e eletrônica.

E acabei conhecendo a banda enquanto jogava guitar hero com meus amigos, uma das músicas era "Knights of Cydonia" me apaixonei por ela e fui pesquisar sobre a banda, infelizmente eles não são muito conhecidos na America do Sul e também não ocorrem muitos shows da banda por aki!!!

Bom ake estão alguns videos do show em 2007, intitulado Muse HAARP, no estádio de Wembley (Inglaterra):



Legume666
Veterano
# set/09
· votar


Unexpect (frequentemente capitalizado em uneXpect, unexpecT e UnexpecT) é uma banda de avant-garde metal de Montreal, Canadá com uma amálgama de diferentes estilos musicais, incluindo black metal, death metal, metal progressivo, heavy metal melódico, música clássica européia, ópera, música medieval, música cigana, electro, ambient, noise-music, música de circo, e jazz.




Fastturtle
Veterano
# set/09
· votar


topico legaL!

Excelion
Veterano
# set/09 · Editado por: Excelion
· votar


Eu acho que serei apedrejado tendo em vista que tem a idéia errada da banda que vou postar e tem muito headbanger aqui, mas como a idéia é conhecer melhor as bandas aqui vai...

Fonte: Wikipedia

Arctic Monkeys é uma banda de rock britânica formada em 2002 nos subúrbios da cidade de Sheffield, na Inglaterra.

A banda é geralmente considerada parte da cena indie rock assim como as bandas contemporâneas The Libertines, The Futureheads e Franz Ferdinand. Atingiram o sucesso através de fitas demo e compartilhamento de arquivos.

Após ganharem suas guitarras no natal de 2001, os vizinhos Alex Turner e Jamie Cook montaram uma banda com seus amigos da escola, Andy Nicholson, que tocava baixo, e Matt Helders, a quem sobrou ser o baterista.

Sob o nome Bang Bang, eles tocavam covers de bandas como Led Zeppelin e cantavam com sotaque de Sheffield. Após Alex assumir o vocal e a tarefa de escrever canções (ele na verdade já tinha algumas), eles mudaram o nome da banda para Arctic Monkeys.

Após alguns dos primeiros concertos, em 2003, eles começaram a gravar CD demos e distribuí-los para o público. Como a oferta era limitada, os fãs copiaram as canções e as disponibilizaram pela Internet. Até um perfil da banda no sítio MySpace foi criado, tudo sem que os próprios membros estivessem cientes. Graças a essa divulgação viral pela grande rede, logo não apenas os amigos, mas centenas de pessoas cantavam todas as letras nos concertos.

Em 2004, sua popularidade chamou a atenção da BBC Radio One e da imprensa britânica. Mark Bull, um fotógrafo amador local filmou uma apresentação ao vivo e fez o videoclipe para "Fake Tales Of San Francisco", lançando-o no seu sítio, juntamente com a coletânea Beneath The Boardwalk.

Mesmo com o vazamento na Internet e o intenso compartilhamento de arquivos, o álbum de estréia Whatever People Say I Am, That's What I'm Not, lançado em 2006, alcançou cifras recordes de venda. As 120 mil cópias no Reino Unido só no primeiro dia ultrapassavam a soma de todos os outros álbuns do "top 20" do país nessa data, e a primeira semana foi fechada como 363.735 cópias.

Em abril de 2007 lançaram o seu segundo álbum, Favourite Worst Nightmare, o qual no dia 29 do mesmo mês já apareceu na primeira posição nas paradas britânicas. Deste álbum surgiram três singles, Brianstorm, lançado em abril, Fluorescent Adolescent, em julho e Teddy Picker em dezembro, encerrando a digressão do álbum.

Em 2008, Alex Turner, o compositor e também vocalista da banda teve seu "caderninho" de musicas roubado, o que atrasou o inicio das gravações do terceiro album da banda. O vocalista conta que ao tentar lembrar das letras das musicas roubadas, ele acabava criando composições completamente novas, o que segundo o proprio, resultou em um trabalho único. No final do ano de 2008, já com alguns riffs de guitarra e as canções prontas, o grupo iniciou as gravações do terceiro album. Contando com a produção de James Ford, que já havia trabalhado com Alex em "The Age of the Understatement" do "The Last Shadow Puppets", e de Josh Homme, muito procurado para produzir trabalhos de diversas bandas e também vocalista do Queens of The Stone Age,a banda gravou Humbug que foi lançado em 19 de agosto de 2009 no Japão, 21 de agosto no Brasil, Irlanda Australia e Alemanha, dia 24 no Reino Unido e dia 25 nos EUA.

Vídeos:



The View From the Afternoon representa bem o 1º album deles.



Teddy Picker para representar o 3º album



Minha favorita do 3º album, mas não representa muito bem o album.



Potion Approaching representa melhor o novo rumo com o novo album



De bônus uma reedição de Red Right Hand do Nick Cave and the Bad Seeds pelo Arctic Monkeys.

lgr2k9
Veterano
# out/09
· votar


Provérbio X

Genero: Rap Gospel

Fundado em: 1995

Integrantes: Pr Isaias Jr, FPX, Dj Régis, X-Barão, Ary Jr, Stein e Loudy.

Vídeos:

http://www.youtube.com/watch?v=0K_Mas8pax4 - Ao Vivo no Aperte o Play 1

http://www.youtube.com/watch?v=KqwR-9jh7xw - Ao Vivo no Aperte o Play 1

http://www.youtube.com/watch?v=DM8gy3BmLBw - Participação Especial no DVD "Cartão Postal Bomba" de GOG

http://www.youtube.com/watch?v=JuIT55IxZ9c - Participação na Vigília do Frequencia Jovem

http://www.youtube.com/watch?v=eFMg05Y3rgc - Participação no Aleluia Festival

http://www.youtube.com/watch?v=lA_IhICUMas - Primeira Parte do documentário sobre o MHG

http://www.youtube.com/watch?v=owYvSGna6hk&feature=video_response - Segunda Parte do documentário sobre o MHG

http://www.youtube.com/watch?v=ZdrvjkrR74w&feature=video_response - Terceira Parte do documentário sobre o MHG


Site Oficial de Músicas: palcomp3.com/isaiasjrpx/

Blog: http://proverbiovivo.zip.net/

Discografia:

1996 - Não Perdi a Minha Fé

1998 - O Antcrime

2000 - Isaias Jr - O Louco

2002 - Parte 1, Parte 2

2003 - Atitude X

2007 - Cristocentrismo

Leex
Veterano
# dez/09
· votar


- Povo ai : Resume , todo mundo sabe que a maioria não vai para pra ler tudo.


Bullet for my valetine

Uma banda de Metalcore do Reino Unido, criada em 1998 a banda fazia Covers das bandas: Metallica, Nirvana, Limp Bizkit.
A banda cita como suas principais influencias músicais, Iron Maiden e Metallica. Seu primeiro disco de estúdio lançado em 2005(No seu país de origem) The Poison.Em 2006 a banda tocou no Warped Tour com lendas do Heavy metal, Iron Maiden e Metallica. Em 2008 lançou o Segundo disco de estúdio "Scream Aim Fire" que mostra a evolução músical da Banda.

Integrantes

* Matthew Tuck - vocal, guitarra
* Michael Paget - back vocal, guitarra
* Jason James - back vocal, baixo
* Michael Thomas - bateria

- Enfim banda que não é famosa, mais é bem excelente em questão tanto instrumental como letras bem trabalhadas.

Principais Videoclips : http://www.youtube.com/watch?v=Zszz5KsmSz8 - Tears Don't Fall

http://www.youtube.com/watch?v=wdH7_46hAro - All These Things I Hate (Revolve Around Me)

http://www.youtube.com/watch?v=tTLlbhlg1GM - Scream, Aim, Fire

http://www.youtube.com/watch?v=A14JkvnguJA - Waking The Demon

Albernardino
Veterano
# jan/10
· votar


"Kyu Sakamoto foi um ator e cantor japonês."


"One of his best known and most beloved songs was "Ashita ga Aru Sa" ("There's Always Tomorrow"). It was covered by the Japanese band Ulfuls in 2001."
Nasceu na periferia de Kawasaki, Kanagawa, Japão, e era o menor de 9 irmãos do casamento de Hiroshi e Iku, funcionários de um restaurante. Ao estudar na escola básica e secundária começou a cantar, e em 1958 se integrou ao grupo vocal "Drifters" como vocalista."

"Morreu tragicamente em 1985 no acidente do vôo Japan Airlines 123. Antes do impacto da aeronave com o solo escreveu um bilhete para sua esposa Yukiko Kashiwagi. Deixou dois filhos."

Mas que genero seria esse?



Ulfus
A Banda que fez cover - Muito bom! ;D


Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
 

Tópicos relacionados a 【FIXO】 Conhecendo melhor as bandas (Youtube)

290.859 tópicos 7.589.273 posts
Fórum Cifra Club © 2001-2014 Studio Sol Comunicação Digital