Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      Novo Piano de Palco Roland RD-2000

      Autor Mensagem
      André Luiz Keys
      Veterano
      # 19/jan/17 09:51


      A Roland apelou nesse piano de palco:
      https://www.roland.com/global/products/rd-2000/

      TrebleH
      Veterano
      # 19/jan/17 11:59
      · votar


      Achei bacana, mas vão matar o recente RD 800?

      jorget
      Membro Novato
      # 19/jan/17 12:04 · Editado por: jorget
      · votar


      E o RD800 já era?
      Está parecendo mais o Kronos com processadores de timbres (sound engine), como um pro V-Piano, outro pros supernatural, orgãos, etc, num total de 1100 timbres (parecem novos pois diz poder se expandir pros timbres do 800). Acho que sua maior novidade é essa: muito mais timbres sampleados supernatural e conexões com PC, além de teclas mais eficientes e 2 slots de expansões, Coisa que os anteriores não faziam (softwares), além do poder de modulação do V-piano e algumas luzes no painel e parece ser mais pra estudio que plco (PC). Só testando pra saber

      O piano é incrível:


      e funções como no Fantom, Jupiter e FA (virou sinth?)




      Eu não uso 90% disso. Se um antigo RD700 tivesse timbres sampleados supernatural (principalmente pianos acústicos), pra mim já estava bom demais (e barato). Mas este parece ter virado o Jupiter colorido e caro (quem quer sinth, compra um sinth, oras!)

      DuduXP
      Veterano
      # 19/jan/17 14:46
      · votar


      Achei excelente, gostei de tudo que ele oferece, parece que serve para studio, serve pra palco, imagino que o único problema será o preço... como tudo no Brasil.
      Sobre o RD800, isso é concorrência de mercado, o RD800 não era tão superior assim ao RD700NX, é igual a Apple faz com o iPhone, 5, 5S aí vem o 6, 6S, agora com esse RD2000 parece que realmente houve uma evolução...
      pelo menos parece, com o tempo vamos confirmar.

      André Luiz Keys
      Veterano
      # 19/jan/17 15:01
      · votar


      Alguns itens interessantes:

      - Timbres de piano do V-Piano com polifonia ilimitada

      - Teclas híbridas - madeira + materiais moldados

      - Interface de ÁUDIO e MIDI. Ótimo pra quem usa VST´s e programas ao vivo. O áudio do USB pode ser roteado pras saídas de áudio secundárias.

      - 8 partes sonoras simultâneas. Pode usar sons internos ou externos (módulos/computador).

      - Nos pianos elétricos tem os processadores de efeito clássicos, que trarão uma sonoridade vintage única.

      Conseguiram fazer um equipamento pra colocar a Roland num patamar bem forte frente aos principais concorrentes de teclas pesadas.

      DuduXP

      Sobre o RD800, isso é concorrência de mercado, o RD800 não era tão superior assim ao RD700NX,
      Ao meu ver que já toquei bastante nos dois, o primeiro impacto são as teclas. As do RD-800 vc toca o dia todo e não cansa. Os sons de piano AC e EPs melhoraram, bem como os presets de fábrica vieram no jeito pra ligar e sair tocando.

      Os botões de alteração de parâmetros comuns como trêmolo nos pianos elétricos, rotary nos órgãos, etc, estão tudo na mão.

      Preço / Quando chega

      Ele deve custar o mesmo preço do RD-800. A previsão de chegada no Brasil é em maio.

      Assim que o bicho chegar, vou gravar uns vídeos e postar pra vcs.

      Abs!

      André Luiz

      Synth-Men
      Veterano
      # 19/jan/17 16:42
      · votar


      André Luiz Keys

      Parece a ressurreição do RD-1000, com mais proteínas e vitaminas.

      Quem ouve Elton John, ouve o RD 1000, que o acompanhou até os meados dos anos 90 em discos, cassetes, CDs e vídeos.

      Eram 16 polifonias de pura elegância.

      jorget
      Membro Novato
      # 19/jan/17 18:35 · Editado por: jorget
      · votar


      DuduXP
      o RD800 não era tão superior assim ao RD700NX

      O RD800 tem dezenas de timbres supernatural e mais timbres que o RD700NX onde possui uns 2 ou 3 pianos SN e pouca coisa nos EP, além de ter melhor modelagem do samples SN contra pouco do NX e ainda (tirado de um forum estrangeiro) "ter 5 processadores de som contra 1 do NX. Sobre timbres: Há 40 Pianos supernatural , 50 EP supernatural , 20 Clarinetes SuperNatural e 10 órgãos tonewheel virtuais "TW", enquanto todo o restante (incluindo 22 kits de bateria) são gerados pelo motor PCM synth". É verdade que o 800 perdeu algumas funções e edições do NX mas no geral ganhou outras novas como vintage, efeitos de amplificação, FX, EQ, teclas melhores, etc e ficou superior, principalmente em timbres/samples e qualidade sonora muito mais real e mais perto de instrumentos acústicos, enquanto que no NX se percebia muitos timbres "artificiais" na sua listagem.

      Sobre o SN (de forum estrangeiro), é claro, além da qualidade de gravação e ter processador especial pra ele:

      O que é Tecnologia supernatural?

      Imagine que você tem um piano sampleado com quatro amostras por nota, gravadas em velocidades MIDI de 15, 47, 79 e 111. Você pode então programar o seu motor de reprodução para reproduzir a primeira amostra se você pressionar uma nota com uma velocidade na faixa de zero a 31, o segundo na gama de 32-63, e assim por diante. Se gravadas corretamente, cada amostra sucessiva será tanto mais alta e mais brilhante do que a anterior, e terá um tempo de decaimento com uma estrutura harmónica que a distingue das outras. O maior problema com esta abordagem ocorre nos limites de velocidade. A nota tocada com uma velocidade MIDI de 63 não deve soar muito diferente de uma com uma velocidade de 64, mas será de fato tão diferentes como notas com velocidades de 32 e 95; ou seja, uma sendo tocada três vezes 'mais complicada' do que a outra!

      Para melhorar isso, os fabricantes usam filtros e amplificadores para fazer velocidades mais baixas de uma dada amostra de som mais curto, mais silenciosos e mais maçante - onde uma melhor, embora mais difícil abordagem, implica levar as amostras e usá-los para criar um modelo matemático do instrumento original para suas amostras gravadas e variando suavemente seus atributos em toda a gama completa de velocidades. Esta foi a base da SAS ( Structured Adaptive Synthesis) e, juntamente com tecnologia adicional das modelagem, como o ruído de martelo, o ruído de chaveamento e ressonância simpática, este consegue sustentar o Piano supernatural (e, de forma modificada,também muitos dos outros instrumentos supernatural ).


      DuduXP
      Veterano
      # 20/jan/17 01:29 · Editado por: DuduXP
      · votar


      jorget
      Eu sei o que é o supernatural meu prezado, e afirmo com mais ênfase, especificações técnicas nem sempre querem dizer superioridade pratica, já tive muita experiência com inúmeros modelos e marcas de teclado.
      E eu não disse que o RD 800 não era superior, eu disse que a diferença não é tão grande, e na prática não o é.
      Não sei qual a sua experiência com equipamentos (teclados), mas eu tenho uma boa experiência com romplers, e baseado nessa experiência eu falo sem medo, não é o caso específico do RD800 e RD700NX, mas nem sempre o sucessor é superior ao seu antecessor...

      Agora, esse RD2000 em termos de sonoridade, não posso dizer nada pois não o toquei pessoalmente ainda, mas na experiência de uso e praticidade ele se mostra nitidamente superior aos outros RDs.

      Grande abraço.

      mich29
      Veterano
      # 24/jan/17 18:47
      · votar


      Boa tarde!
      É esse RD-2000 substitui o V-Piano e com um preço muito mais em conta disse a Roland Brasil.
      E chegará aqui em Maio.
      SO POR CURIOSIDADE:
      KORG GrandStage [ainda em desenvolvimento ]
      * 88 key: RH3 (Real Weighted Hammer Action 3)
      * 73 key: RH3 (Real Weighted Hammer Action 3)
      * 400 Programas
      * 2 Displays
      * 4 Insert Efects
      * 1 Master Efects
      * XLR Outputs
      * Pitch wheel
      * Mod Wheel
      * Switch 1 e 2
      * 64 Gigabytes de Preset PCM
      * 7 Motores
      -SGX-2: Italin Grand, German Grand, Japonese Grand, Austrian Grand , Bechstein Grand, Upright Piano
      -EP-1
      -AL-1
      -CX-3 Organ
      -VOX Organ
      -Farfisa Organ
      -HD-1
      Valeu galeeeraaa!!!

      DuduXP
      Veterano
      # 25/jan/17 08:22
      · votar


      KORG GrandStage [ainda em desenvolvimento ]
      * 88 key: RH3 (Real Weighted Hammer Action 3)
      * 73 key: RH3 (Real Weighted Hammer Action 3)
      * 400 Programas
      * 2 Displays
      * 4 Insert Efects
      * 1 Master Efects
      * XLR Outputs
      * Pitch wheel
      * Mod Wheel
      * Switch 1 e 2
      * 64 Gigabytes de Preset PCM
      * 7 Motores
      -SGX-2: Italin Grand, German Grand, Japonese Grand, Austrian Grand , Bechstein Grand, Upright Piano
      -EP-1
      -AL-1
      -CX-3 Organ
      -VOX Organ
      -Farfisa Organ
      -HD-1


      Os números impressionam, mas tem que se ver na pratica a realidade sonora, normalmente a Korg acerta, mas por exemplo, o Kronos com toda a sua superioridade numerica, na minha opinião, ainda assim os pianos do Nord soam melhor, não estou falando dos recursos, só estou citando os timbres de piano.

      TrebleH
      Veterano
      # 25/jan/17 08:38
      · votar


      * 64 Gigabytes de Preset PCM

      Que isso velho !!!! Essa Korg não tá de zoera não.
      Engraçado, comentaram tempos atrás e, embora não gostasse muito da ideia, de fato a Korg é a única marca que tá a frente dos concorrentes, principalmente no quesito tecnologia (em termos de timbres isso é discutível). Mas é um lançamento louco atrás do outro. Tem produto pra todos os públicos e tecnologia de sobra. É muito interessante mesmo isso, não sei se tá dando os resultados que deveriam à empresa, mas em pouco tempo tivemos uma chuva de teclados barateados pelos lançamentos (M50, M3, TR, X50, Microstation, Microarranger, Micro X, PS60, PA's, tudo substituído por Krome, Kross, Kronos, Kredo, Kralhos, Kruzes etc kkkkkk)

      Espero que as marcas voltem a competir mais acirradamente, principalmente na questão de preços, agora com os lançamentos da Roland e os da Yamaha que eu imagino que virão, embora o mercado ainda não seja próprio pra isso.

      André Luiz Keys
      Veterano
      # 26/jan/17 14:28
      · votar


      Uma ótima demo do piano elétrico e acústico do RD-2000.

      O som chega rasgando no meio da banda:

      https://www.youtube.com/watch?v=GNh9_3WWt48

      jorget
      Membro Novato
      # 26/jan/17 15:08
      · votar


      André Luiz Keys
      Essa apresentação é banda de Jazz, coisa extremamente evitada pelo povo brasileiro e pela maioria dos músicos (alias, qualquer coisa americana, ate sanduíche, esta sendo evitada pelo mundo todo - piada: deve ser pela atual discriminação do Trump ao mundo..rsrsrsrs).
      Eu por exemplo. apesar do Jazz usar os mais nobres instrumentos acústico (normalmente) como piano, percussão, Metais, etc, não consigo assimilar/"enxergar", ouvir ou curtir tais instrumentos por causa desse tipo de música. Não entra nos meus ouvidos, ate partindo de um piano Stainway ou Bosendorfer, não dá pra curtir, o famoso "enjoy it" americano. Ailas, uma curiosidade dele e extremamente anotada, detalhada e que chamou muito a atenção no famoso e belíssimo filme "La la landa" sobre um pianista (só por isso vale ver), detonam a queda do Jazz na atualidade (que só velho" curte e nada de jovens e quando os velhos morrerem,morre junto o jazz: atenção, os próprios americanos detonando o jazz), onde nenhum país no mundo tem índices de audição desse ritmo, diferente por exemplo da bossa nova ainda tocada e vendendo muitos CDs no mundo(não existe nenhum piano bar no mundo todo que não toque ela, aos milhões todo dia sem dúvida as tocando).
      Portanto, que postem aqui, sim, o RD 2000 mas com qualquer outro ritmo sem ser o jaz (vamos obedecer ao filme e aos americanos nisso ...rsrsrs)

      TrebleH
      Veterano
      # 26/jan/17 20:28
      · votar


      Cara... é de Jazz que você tá falando? Não é funk carioca nem sertanejo universitário?

      Pq Jazz é tão complexo que iniciante não toca. Entendo que gosto é gosto, que tem gente que acha repetitivo, mas pera lá né? Muito respeito ao ritmo

      jorget
      Membro Novato
      # 27/jan/17 01:10 · Editado por: jorget
      · votar


      Acredito na falta de patriotismo mesmo pra pedir "respeito" a um ritmo estrangeiro, obsoleto (pesquise mais) e decadente. Se achar um americano que goste de ritmos brasileiro é agulha no palheiro ou praticamente inexistente onde a esmagadora maioria (99%) dos ouvintes acham um lixo ou tempo perdido os nossos ritmos e está pra nascer o americano que peça "respeito" por nossos ritmos, sendo o Br como um dos maiores países do mundo em ritmos (na Polônia praticamente só há o polka e aqui há muitas dezenas e ate muito mais ritmos que americanos, franceses, ingleses, chineses, japoneses, o coreano Psy Gangnam Style, etc. Deve-se sim aprender a pedir respeito aos nossos ritmos e cultura: nunca use essa palavra pra música estrangeira (curta, ouça, mas não exija NADA dos outros sobre teus gostos particulares e estrangeiros). O Vinicius, Jobim e outros devem estar se revirando no túmulo!

      Obs1: somos um dos raros países culturalmente rítmicos, reconhecidamente (nunca confunda "ritmos" como pop, dance, etc, como ritmos culturais, nem mesmo nacionalidade tem, existindo pop/dance europeus, americanos e ate chineses/japoneses ou latinos desde sua existência - uns dizem que foi os Beatles, outros o Elvis, alemães, etc, isso entre muitos outros pseudo-ritmos - a conta é gigante). Valorize o nosso e estes sim merecem respeito. O mundo nos respeita (só nós é que não e achamos um eurotrash melhor).
      Obs2: me ache um cidadão inglês, alemão, francês (somos melhor que eles em opinão alheia?) ou italiano que valorize qualquer ritmo americano e que peça "respeito" a eles. No outro dia poderá ser expulso do país e a remo ...rsrss (estarás no país certo?)

      TrebleH
      Veterano
      # 27/jan/17 11:11 · Editado por: TrebleH
      · votar


      99% baseado em que fonte científica?

      Ninguém aqui tá desvalorizando os riquíssimos ritmos brasileiros não. Sei da nossa importância, mas isso não nos faz melhor/pior que ninguém, muito menos em relação a Jazz.

      Não interessa se americano, italiano, grego, chinês etc não valoriza os brasileiros, riqueza é uma coisa, preferência é outra. Não tô falando como ouvinte, tô falando como músico, raros são os estilos brasileiros (atuais!!!!) que chegam aos pés de um blues ou jazz da vida bem tocados. E, francamente, essas porcarias que andam tocando por aí, é pra gringo meter a ripa mesmo, como que dá pra ouvir esses Funk Carioca, Sertanojo Universitário, esses calypso da vida que até uma criança de 4 anos consegue montar pista e gravar? Isso que não é música! Além disso, não ache você que muitos das músicas que estão por aqui não tem influência externa... esse papo de gosta pq é estrangeiro é pura viagem. Vai me dizer agora que você só toca berimbau, pq guitarra, teclado, wurly's, rhodes é coisa de gringo? fala sério né?

      Mas, enfim, voltemos ao RD 2000...

      bravo57
      Veterano
      # 06/fev/17 20:40 · Editado por: bravo57
      · votar


      Essa apresentação é banda de Jazz, coisa extremamente evitada pelo povo brasileiro e pela maioria dos músicos (alias, qualquer coisa americana, ate sanduíche, esta sendo evitada pelo mundo todo - piada: deve ser pela atual discriminação do Trump ao mundo..rsrsrsrs).
      Eu por exemplo. apesar do Jazz usar os mais nobres instrumentos acústico (normalmente) como piano, percussão, Metais, etc, não consigo assimilar/"enxergar", ouvir ou curtir tais instrumentos por causa desse tipo de música. Não entra nos meus ouvidos, ate partindo de um piano Stainway ou Bosendorfer, não dá pra curtir, o famoso "enjoy it" americano. Ailas, uma curiosidade dele e extremamente anotada, detalhada e que chamou muito a atenção no famoso e belíssimo filme "La la landa" sobre um pianista (só por isso vale ver), detonam a queda do Jazz na atualidade (que só velho" curte e nada de jovens e quando os velhos morrerem,morre junto o jazz: atenção, os próprios americanos detonando o jazz), onde nenhum país no mundo tem índices de audição desse ritmo, diferente por exemplo da bossa nova ainda tocada e vendendo muitos CDs no mundo(não existe nenhum piano bar no mundo todo que não toque ela, aos milhões todo dia sem dúvida as tocando).
      Portanto, que postem aqui, sim, o RD 2000 mas com qualquer outro ritmo sem ser o jaz (vamos obedecer ao filme e aos americanos nisso ...rsrsrs)


      Esse forum tá indo pro buraco mesmo...

      jorget
      Membro Novato
      # 06/fev/17 21:47 · Editado por: jorget
      · votar


      concordo: tá indo pro buraco mesmo ao ver brasileiros defendendo música estrangeira e detonando a música desta terra. Só pode ser gente que detesta a cultura nacional. Sugestão pra estes? virarem expatriados e irem curtir lá fora. Ou se naturalizarem gringos e esquecerem este país (e com risco de serem deportado pelo Trump). O exemplo vem do povo mais culturado do mundo: o europeu. Façamos igual (ah, ainda não conhecem a Europa?)

      bravo57
      Veterano
      # 07/fev/17 21:37 · Editado por: bravo57
      · votar


      jorget
      Amigo, ninguem aqui detonou a musica brasileira, eu particularmente adoro a velha bossa nova de Tom Jobim. Agora, não faz sentido vc chiar por conta de uma demo que se executa jazz, apenas por vc não gostar da cultura estadunidense. A propria bossa nova teve muito espaço e apreciação nos EUA, tendo inclusive sido uma das paixões de um dos maiores cantores de todos os tempos, falo de Frank Sinatra. Se vc não curte esse ritmo, ok, acredite, ainda existem muitos que o apreciam, nesse caso cabe a vc respeitá-los e não adianta reclamar aqui. Sempre ouviremos músicas e ritmos que nos desagradam em qualquer lugar, seja aqui no forum ou em qualquer outro lugar. Não vale a pena reclamar contra isso.

      daimon blackfire
      Membro Novato
      # 08/fev/17 02:02
      · votar


      Não entendo de nada disso, mas gostei do timbre da demo.

      André Luiz Keys
      Veterano
      # 11/mar/17 11:43
      · votar


      Apenas compartilhando que a primeira unidade de testes chegou ao Brasil.

      No fim da semana que vem passo mais impressões.

      A um primeiro contato me agradou muito.

      O som já era de se esperar, mas a construção está fantástica.. faders e knobs top.

      Amei tudo que consegui testar (em apenas uma hora hehehe).

      OlivCris
      Membro Novato
      # 20/mar/17 12:59
      · votar


      tá indo pro buraco mesmo ao ver brasileiros defendendo música estrangeira e detonando a música desta terra
      Ufa... achei que você fosse alguém sensato quando começou a falar de Jazz. Mas entendi o seu recalque nessa frase acima. Vai tocar Arrocha que é mais a sua cara.

      gegorges1
      Membro Novato
      # 02/mai/17 14:43
      · votar


      Bom dia, alguém sabe sobre o inicio das vendas\?? alguém falou em Maio... Alguma informação mais precisa??

      André Luiz Keys
      Veterano
      # 06/mai/17 09:04
      · votar


      gegorges1

      Ele estará disponivel agora no começo do mês em algumas lojas.

      Semana passada gravei um video dele pra Roland.

      Me surpreende a cada dia.. que som!

      O video deve ir pro canal da Roland Brasil no Youtube em uns 15 dias.

      Abs

      André Luiz

      gegorges1
      Membro Novato
      # 08/mai/17 14:52
      · votar


      André Luiz Keys

      Obrigado.. vendi meu teclado para comprar um Rd-800 que a esta em um preço muito bom na teclacenter 9600,00, porém quero aguardar para o inicio das vendas do RD-2000 e avaliar se vai valer a pena o investimento a mais que nao se tem informações ainda sobre valores..

      mano_a_mano
      Veterano
      # 11/mai/17 13:33
      · votar


      Faz tempo que não vejo um top da Roland sendo lançado, e o RD-2000 veio em ótimo momento. Espero que ele seja fantástico sonoramente, como o é visualmente.

      gegorges1
      Membro Novato
      # 12/mai/17 13:57
      · votar


      Bom.. Tomei coragem e comprei, apenas 3 lojas no brasil tinham a pronta entrega segundo a roland, liguei e confirmei e todas receberam nesta última semana, claro que no lançamento não é a melhor hora de comprar, mas ja estava esperando a 3 meses e quase comprei o Rd-800 . Depois de alguns leiloes bati o martelo com a mil sons. Detalhe, comprei sem nunca tocar, o que não se deve fazer... mas enfim, baseado no Rd 800 e todos os comentários.. espero nao me arrepender. aguardando...

      mano_a_mano
      Veterano
      # 12/mai/17 14:20 · Editado por: mano_a_mano
      · votar


      gegorges1
      Detalhe, comprei sem nunca tocar, o que não se deve fazer
      Isso é muito relativo. Se você já conhece o instrumento e tem boas referências de modelos anteriores, não há por que se preocupar, mesmo sem testar antes. Agora, se for um instrumento totalmente desconhecido para você, aí sim, é melhor testar.

      gegorges1
      Membro Novato
      # 12/mai/17 15:52
      · votar


      mano_a_mano
      Analisando é isso mesmo, tem-se um excelente histórico, e muito boas referencias... abraços.

      jorget
      Membro Novato
      # 12/mai/17 16:06
      · votar


      gegorges1
      Detalhe, comprei sem nunca tocar, o que não se deve fazer

      Eu nunca faria isso pois os históricos mostram muitas distorções
      Mas é claro, torço por voce e que tenha felicidade e sucesso com ele (e esperamos ser superior ao RD800 em tudo, principalmente timbres)

      mano_a_mano
      Se você já conhece o instrumento e tem boas referências de modelos anteriores, não há por que se preocupar, mesmo sem testar antes
      Não se pode confiar em modelos anteriores cegamente para comprar um modelo mais novo ou um "setup" dele. Vejamos os históricos:

      -no próprio modelo RD, muita gente reclamou demais do 800 ser similar ao 700N mas com o dobro do preço, ou que não viu vantagens nele. Eu pelo contrário, achei maravilhoso por portar muitos samples SuperNatural, gravações reais e em dezenas de timbres, como por exemplo de pianos e perto do que oferece a placa K do RD700GX (ainda superior em números que o 800) e por ter todas as 12 placas SRX (caríssimas e maravilhosas) dentro dele. Só isso paga o 800. Mas houve muita crítica sobre ele.

      -outro exemplo de se desconfiar de um modelo anterior, há muitos na Roland, como o próprio nome "Jupiter", um modelo nada a ver com os antigos,muito ruins ate em timbres (alguns JV renomados e só). A própria linha JV tem muitas/demais linhas JV, uma antes ou depois e vice-versa, uma melhor e outra pior e v.v. Isso entre muitos modelos.

      -e noutra marca tem o exemplo a Korg no PA80, praticamente uma bomba em relação ao seu anterior i30 e principalmente ao seu sucessor e excelente PA800. O PA80 nunca deveria ter sido lançado (péssima tela mono contra a excelente i30 e a perfeita e colorida do PA800, timbres pior que nos dois, teclas e funções pior que os dois, etc - é claro, feito na Itália contra os dois do Japão)

      -e isso com muitas marcas e modelos que muitos colegas aqui poderão atestar. Há muito disso nos históricos de marcas.

      Essa uma pequena parte dos históricos, apenas isso, nada contra o RD2000 (nem sei como é)

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Novo Piano de Palco Roland RD-2000

      302.563 tópicos 7.832.643 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2017 Studio Sol Comunicação Digital