Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      Novos Roland Xps30, Juno Ds61 e Ds88

      Autor Mensagem
      Maestron
      Veterano
      # 17/set/15 14:19
      · votar


      rodolfo1982

      Também gostaria de saber... Acho que alguns nomes têm um significado técnico, como o "XF" que aponta para a memória flash... Outros devem ser simplesmente batizados para ter um nome... rsssss...

      Mas a Roland ressuscitando esses nomes antigos, com certeza tem a ver somente com marketing, com uma tentativa de atrelar o lançamento ao sucesso dos antigos......

      bravo57
      Veterano
      # 17/set/15 14:47
      · votar


      Pois bem... parece que a Roland voltou a ser malhada nesse forum como era de costume há uns 2, 3 anos atras... O novo teclado nem foi lançado ainda e todo mundo aqui já tá criticando. Se pesquisar aqui no forum sobre Yamaha S03 veremos uma chuva de ¨os presets são ruins mas editando o bicho é muito bom...¨ Alguem aqui viu as possibilidades do Juno editor? Tbm achei alguns presets do Di ruins, mas até agora tudo q procurei e editei melhorou bastante.

      Quanto ao Juno DS, vejo umas melhorias legais em relação ao DI, mesmo sendo coisas simples, fazem a diferença na hora de tocar...

      Samples nas teclas
      4 knobs assinaláveis
      lower e upper em slides
      8 pads
      Pianos e órgãos reformulados
      entrada para pedal de expressão (vergonhoso o Di não ter 2 entradas para pedais)
      Manteve a entrada e saída midi

      Enfim, não é nenhuma inovação, mas um entry level ter essas coisas está de bom tamanho... Devemos esperar o que? que faça pipoca de microondas?

      Ninguem reclamou q o MX é mais frágil que brinquedo da China e não é nem capaz de fazer uma performance com mais de 2 timbres, fora o display q foi uma regressão, ninguem fala que o Kross tem as mesmas teclas de manteiga derretida do X50 e de quebra veio sem nenhum knob ou slide para controlar em tempo real... Ou pior, a Kurzweill e a Alesis que nos deixou sem entry level a pra termos synths baratos pra Gigs simples, temos q recorrer a KRY.

      Enfim... Acima de tudo, que venha com ótimos timbres esse Juno Ds

      bravo57
      Veterano
      # 17/set/15 15:18
      · votar


      Só não entendi porque lançar 2 teclados praticamente idênticos... XPS30 e Juno DS???

      JeffersonX
      Veterano
      # 17/set/15 15:50 · Editado por: JeffersonX
      · votar


      bravo57
      Cara, você citou algo que eu estava pensando hoje... Percebo que a Roland costuma ser um pouco sabatinada aqui no fórum. Acho que possuem muita expectativa para os lançamentos dela e quando não faz algo referente ao passado dela, caem matando.

      Eu sou muito grato à Roland, pois foi minha porta de entrada ao mundo dos synth. Lembram do Juno D? OK, não era o melhor teclado da Roland e era synth muito limitado. Mas para as minhas condições daquela época, era o melhor que eu podia comprar. E mesmo com suas limitações, era um instrumento mais profissional do que o arranjador PSR que eu tinha.

      Graças ao Juno D eu aprendi parâmetros básicos como Cut Off, Ressonasse, Release, Attack, Decay, etc. Cheguei ao ponto de descobrir que havia jeito de misturar mais de 2 timbres depois que entendi como o modo Perform funcionava e como o padrão MIDI trabalhava com canais. Era algo que nem o manual citava. Foi até o ponto que o instrumento passou a ser o meu limitador e tive que partir para outros mais robustos como o KORG Kross e KORG Krome.

      Mas tenho um carinho especial pela marca, pois ela possui produtos entry level que, mesmo com suas limitações, possuem recursos interessantes e acessíveis para novos músicos. E veja a evolução que a linha Juno D teve com os anos. Juno Di foi um grande salto. Agora o Juno DS adicionou a função sampler, coisa que antes só teclado top possuía. Temos também agora opção de 88 teclas com mecanismo usado em teclados mais robustos da marca. Na minha opinião ele é sim um grande avanço na linha. A única coisa que citei anteriormente e repito é que até o momento não entendi o lançamento do XPS-30. Na minha opinião o mais coerente seria apenas ter lançado o Juno DS adicionando os timbres do XPS-10.

      Imagina se a Roland fizesse instrumentos top... Muita gente não teria acesso. Claro que ela não pode se esquecer de lançar coisas maiores. E hoje ela tem produtos top, como Jupiter, synths analógicos como JD-xi/a. Acho que falta apenas uma workstation top pra brigar de igual com Kronos e Motif. A linha Fantom parece que não foi bem sucedida. Talvez ela está dando um tempo para voltar com algo totalmente novo.

      DuduXP
      Veterano
      # 17/set/15 16:20 · Editado por: DuduXP
      · votar


      bravo57
      Realmente pegamos pesado com a Roland aqui no Forum, mas uma coisa que aprendi com a experiencia de vida é, só se cobra de quem tem algo a oferecer, e a Roland já nos ofereceu muito no passado e tem deixado a desejar no presente, não em tudo, mas alguma coisas tem ficado em falta, porém nem tudo que é feito pela empresa é criticado, procure criticas aos Jupiter 80 ou 50, procure criticas ao RD800, não tem, o problema é a expectativa que é criada quando a empresa nomeia um produto como algo que já fez muito sucesso e não corresponde com o lançamento, quer o marqueting do nome, tem que arcar com as consequencias das expectativas.

      bravo57
      Veterano
      # 17/set/15 18:04
      · votar


      JeffersonX
      Pois é cara... Fiz esse comentário, mas espero que levem como algo imparcial. Acontece que vejo uns e outros que malham alguns teclados, daí um iniciante abre o tópico, interpreta o post de qualquer jeito, testa o teclado por 30 minutos e depois sai dizendo tbm q o teclado é uma porcaria... e eu pergunto, entry level é porcaria como? comparado aos TOps? Então os unicos instrumentos que prestam são os Tops de linha?

      DuduXP
      Isso é verdade, mas depois q a Roland tirou de linha os XPs, realmente os Fantoms não trouxeram tantas novidades no que diz respeito a som, os Tritons eram melhores, quanto aos Jupiters, são excelentes no fator SOM, os ouvi numa apresentação e adorei, fora os demos de internet, ainda assim quando falo desses teclados pra alguns tecladistas desavisados, eles vem malhando dizendo q hj em dia porrada é o Kronos, Motif e Nord, sendo q o infeliz nunca tocou em nenhum deles, falam isso apenas pois são os q aparecem na TV.

      Quanto ao Juno, tenho um Di, trabalho tbm com sonorização... mesa yamaha, behringer, caixas attacks e JBLs EON... Nesse som já liguei Triton, X50, MOX, MOXF, S03, Kurzweil SP 4/7, SP76, Nord Electro, Motif ES e Xs, XP 30 e meu Di, são os q lembro, não eram meus esses teclados, apenas os sonorizei e toquei em alguns da lista. Confesso q os Tops, tinham um ganho e um peso diferenciado, sobretudo o Triton, mas comparado ao X50, S03 e Mox, meu Juno não fez feio, é claro q uso nele timbres editados, mas mesmo assim, não acho que esse teclado é tão ruim como pintam aqui no forum.

      Mas sobre o Juno DS, melhor testar antes e dar as impressões depois. Porem a melhor opinião, é a de quem convive com o instrumento.

      Joesky
      Veterano
      # 17/set/15 19:21
      · votar


      Com todo respeito a quem Segue a ROLAND, mas em teclados Entry level ainda prefiro os Korg´s... Lembro-me muito bem dos velhos X5 e X5d, tão pequenos e tão potentes, sem falar no X50, N5, etc... A korg não economiza no motor sonoro e isso faz a grande diferença.
      Com Sampler e tudo, se o preço for o que eu estou pensando, na casa dos 4k, vou preferir continuar com o KROSS, e se quiser sampler de verdade uso o ipad ou o notebook.

      bravo57
      Veterano
      # 17/set/15 20:08 · Editado por: bravo57
      · votar


      Joesky
      Sim, eu tbm acho que a Roland deveria lançar esse teclado por menos de 4mil, mas com o dólar do jeito q tá mais o fator lançamento, é complicado prever preços. Com relação a korg, tbm acho a paleta de timbres dos x50 muito boas, muitos timbres são superiores ao Di, mas quanto ao X5 e X5d, gosto muito desse tecladinho, muito melhor que o XP 10 na época, e prefiro ele q o S03 (gosto) , mas acho os timbres do Juno D melhores (concorrentes em 2004), embora esse tenha sido lançado depois. Quanto a pegada no PA, achei o X50 totalmente comparável ao Juno Di, utilizando timbres de Rhodes, Ac pianos e Strings.

      Agora, vamos esperar pra ver se esses órgãos e pianos reformulados do Juno DS sejam realmente bons, a única coisa q fiquei com o pé atrás é só o XPS 30 ter na descrição novos sons regionais, se esse teclado vier com aquelas porcarias de sanfonas do Di, seria uma vergonha, eu custei a conseguir uma acordeon razoável no meu Di, o X50 nesse assunto é muito melhor, e com sertanejo universitário em alta, é hj um timbre fundamental.

      Julieno
      Membro Novato
      # 17/set/15 22:50 · Editado por: Julieno
      · votar


      Pessoal, preciso de ajuda para decisão:
      Tenho um Yamaha MX61 que comprei a 10 meses... O problema que sinto é sobre a troca de timbres, que corta o som.
      Vale a pena trocar por Roland XPS30 ou DS61?? Os timbres são melhores?
      Aguardo opiniões...

      bravo57
      Veterano
      # 18/set/15 10:23
      · votar


      Julieno
      O XPS 30 ainda não chegou no Brasil, já o DS61 ainda não está nas lojas, mas sobre troca de timbre é o seguinte, tenho um Juno Di e na ultima atualização a Roland adicionou o Patch Remain, função essa q permite trocar o timbre sem cortar, então como os novos DS61 e XPS30 são baseados no Di, pode ser que eles tenham essa função. Timbres podem ser algo pessoal, e o MX da yamaha é bem resolvido nesse aspecto, sobre troca esses modelos, é melhor esperar esses Rolands chegarem nas lojas para que vc os experimente e tire suas conclusões.

      TrebleH
      Veterano
      # 18/set/15 11:17
      · votar


      Sou fã boy da Roland. Tenho um Juno Di (que me satisfaz relativamente bem), conheço o potencial do Juno Di Editor.. já tive outros Roland's etc etc etc.

      Mas francamente, meu deu nojo ao ver o Juno Ds (que ficou legal) e o XPS 30.
      Meu que coisa ridícula!
      Por que caralhos lançar dois teclados IDÊNTICOS? Que horror!!! A Roland está sendo criativa em fazer teclados iguais (XPS 10 --- Controlador A 800), (XPS 30 --- Juno DS), Daqui a pouco me sai um TOP de linha que será a cara do XP 80 ou do Fantom G. Pelo amor de Deus, pelo menos que fizessem os botões em lugares diferentes.

      Tô chateado. Espero que esses novos teclados pelo menos sejam melhores no PA ou tenham timbres mais ou menos do naipe do VR 09, que são um pouco melhores que os Juno

      bravo57
      Veterano
      # 18/set/15 13:13
      · votar


      TrebleH
      Pô cara, tbm tenho um Di, o lance da Roland ficar fazendo teclados iguais tbm acho bizarro, mas deve ser pra baratear a produção. Acho q NÃO deveria lançar JUNO DS, o nome Juno em entry levels já tem mais de 10 anos, já cansou, e pelo que parece de timbre, esse DS tem pouco plus em relação ao Di, mais vale mesmo se tivesse lançado apenas o XPS 30 q tem os timbres do DI, o banco XP do XPS 10 (timbres regionais bacanas) e alguns novos timbres reformulados, sem contar novos controles que não tinha no XPS 10 nem no Di, então tenho medo de não lançarem no Brasil o XPS 30, nos deixando apenas com com o DS. Sei lá, não vejo sentido nesses dois teclados, pois sim, são IDÊNTICOS! E tá arriscado o XPS 30 chegar custando quase um FA 06.

      Leosynth
      Membro Novato
      # 18/set/15 13:39
      · votar


      Julieno
      Existe algumas maneiras de se trabalhar com esse teclado.
      1. Usando o modo performance pelo direct select, nesse caso você terá mais qualidade nos timbres podendo misturar até 16 timbres de uma só vez por performance, o que não é necessário, porém haverá corte na mudança. Isso é possível usando o editor Vycro do Mx e o mesmo estando com a nova atualização 1.01
      2. Usando o part select dentro de uma performance, já nesse caso não há corte na mudança de timbre, porém as edições são bem limitadas, como apenas um layer ou split, mas a qualidade também fica muito boa.
      Qualquer dúvida entre em contato pelo o meu email que posso lhe orientar melhor.
      "financeiroecontabil@gmail.com" um abraço e fica com Deus.

      Julieno
      Membro Novato
      # 18/set/15 23:08
      · votar


      Valeu pelo contato Leosynth... Eu nem tenho muito tempo pra mexer com edição; tenho baixado uns arquivos .x5A que encontro no facebook. Tentei mexer com edição mas não consegui fazer... Uso o teclado só na igreja, mais pianos, PAds e orgaos... só isso... gostei muito dos timbres do MX61 porém sinto falta do peso "grave" do pianos da Roland, porém, o piano da roland não tem aquele martelo que o MX61 tem...

      bravo57
      Veterano
      # 19/set/15 00:07 · Editado por: bravo57
      · votar


      Julieno
      Rapaz, na verdade a Roland tem uma simulação de martelo sim, por exemplo... Com o Juno editor temos uma edição mais profunda, e dentro dos parâmetros podemos alterar os tones q são tipo subdivisões de um patch. Para montar um patch, podemos unir até 4 tones, e nesses tones temos várias opções, como martelo de piano, click de órgão, fretz (arranho quanto escorregamos o dedo na corda do violão), e etc... Na realidade, sobre o peso nos graves, é algo relativamente fácil com uma boa equalização nos parâmetros do teclado, acredito q no MX de pra fazer diretamente no painel.

      Leosynth
      Membro Novato
      # 19/set/15 00:54
      · votar


      Julieno
      Tenho alguns arquivos no formato x5A, caso queira trocar arquivos comigo é só falar.
      Em relação ao xps 30 espero que seja melhor que seu sucessor, vamos esperar pra ver.

      Julieno
      Membro Novato
      # 19/set/15 17:02 · Editado por: Julieno
      · votar


      Leosynth grato pelo retorno...
      Eu tenho os arquivos .X5A que peguei no https://www.facebook.com/groups/525112087634988/files/?filter=files .
      Se tiver outros ae... tipo... uso piano com pad, piano com strings, piano com órgão, piano eletrico com pad e órgão tbm... algo mais pra música clássica e gospel.
      Preciso do peso do piano Roland, o grave, e martelo dos agudos da Yamaha hehe... se puder ajudar... Agredeço.
      Se possível envie no meu email.: patrickcefetmg@gmail.com
      .

      Leosynth
      Membro Novato
      # 19/set/15 18:26
      · votar


      Julieno
      Tenho alguns Pianos da linha Mox instalados no Mx, assim que tiver um tempo na semana mando pra você pode aguardar.
      Em relação ao peso do Piano Roland eu discordo de você, acredito que isso tem mais haver com a edição, já vi alguns músicos tocando com instrumentos bem mais caros que o meu e o meu falando mais, a única coisa que me faz pensar em trocar pelo Xps 10 ou 30, é a capacidade de inserir samples, já que uso alguns metais, acordeon scandalli entre outros que não abro mão.

      Uma coisa não ficou clara em relação ao Juno Ds, ele também aceita samples? Aguardando os valores desses novos teclados para quem sabe adquirir.

      Julieno
      Membro Novato
      # 21/set/15 20:21 · Editado por: Julieno
      · votar


      Olhem isso pessoal...


      bravo57
      Veterano
      # 22/set/15 00:40
      · votar


      Falta agora um video maior com os novos timbres mais detalhados. Tomara q o teclado vingue.

      JeffersonX
      Veterano
      # 22/set/15 07:41
      · votar


      Parece ser bem interessante. Vi alguns relatos de quem testou a versão 88 teclas. Pessoal gostou bastante. Vi no site da Roland Brasil que o XPS30 também será lançado aqui.

      Synth-Men
      Veterano
      # 22/set/15 09:30 · Editado por: Synth-Men
      · votar


      A Casio lançou um 88 teclas na categoria;
      A Korg lançou um 88 teclas na categoria;
      A Yamaha já tem os DGX;
      Agora a Roland lançou o seu também;

      Eu vejo no futuro, que não haverá, mais aquelas linhas infantis, infato-intermediarias e intermediarias.

      Será mais ou menos isto que estamos vendo. Seja o custo-benefício bom ou não.

      Estes fabricantes e estes modelos semelhantes, é uma fotografia, do que irá acontecer.


      Do jeito que anda a economia mundial, não veremos momentaneamente, grandes lançamentos.

      Leosynth
      Membro Novato
      # 22/set/15 11:10
      · votar


      Não entendo como podem lançar teclados de 61 e 88 teclas e não de 76, hoje em dia a procura por praticidade é cada vez mais alta, são cotados os tecladistas que levam para o palco teclados pesados, sei que depende muito do estilo de música de cada um, mas acredito que se existisse um teclado ENTRY LEVEL com recursos como esse em uma versão 76 por um preço acessível, iria vender muito bem.

      JeffersonX
      Veterano
      # 22/set/15 11:21 · Editado por: JeffersonX
      · votar


      Leosynth
      Cara, você falou tudo! Acho que hoje só a KORG que lança ainda teclados com 73 teclas que não são top level. Eu queria muito o Roland FA, porém eu não abria mão de ser 73 ou 76 teclas. Infelizmente não tinha. Já a KORG tinha o Krome com 73 teclas. Não pensei duas vezes! Essa oitava a mais faz uma grande diferença pra mim.

      Leosynth
      Membro Novato
      # 22/set/15 11:28 · Editado por: Leosynth
      · votar


      JeffersonX
      Com certeza faz muita diferença, principalmente quem usa muito piano, já tive um JV1000 (76 teclas) e hoje sofro com o MX61 (61 teclas), mas com timbres bem mais realísticos e modernos, é o que posso ter pela faixa de preço, então tenho que me virar.

      Artref
      Veterano
      # 22/set/15 11:55
      · votar


      Sempre escuto de vendedores e leio nos fóruns que os modelos de 76 e 73 teclas não vendem bem. A Roland acabou desistindo da ideia. Também acho uma pena.

      Leosynth
      Membro Novato
      # 22/set/15 13:20
      · votar


      Artref
      Até pode fazer sentido, levando em consideração os valores de modelos ENTRY LEVEL com preços de TOP's, como é o caso do Yamaha MX61, hoje cotado à R$ 3.990,00 na "teclacenter" por exemplo, quanto seria um "MX76"? O mesmo acontece com o korg kross que está na mesma faixa de preço, o juno di e por aí vai... OBS: TECLADOS NOVOS NA CASA.
      É por essas e outras que não vale a pena, quem iria pegar um 76 ENTRY LEVEL ao invés de um TOP 61 teclas?
      O problema tá nos valores absurdos e descompassados do mercado, super valorizaram os ENTRY LEVE's de 5 anos pra cá e agora não conseguem equilibrar os valores.
      Não esperem bons valores desses modelos "JUNO DS e XPS 30" porque não vai acontecer, infelizmente...

      Julieno
      Membro Novato
      # 22/set/15 13:24
      · votar


      Pessoal, tenho um YAmaha MX61 e apareceu uma oportunidade para troca por Roland V-Combo VR-09... vale a pena?

      Leosynth
      Membro Novato
      # 22/set/15 14:05
      · votar


      Julieno
      Como te prometi, vou enviar alguns timbres pra você hoje.
      Em relação a troca, depende do que você gosta de usar, não conheço o vr09 a fundo, mas pra quem usa e gosta de organ's, é um excelente teclado, eu não trocaria, mas se queres mudar ou experimentar novas experiências vale a pena.
      Não gostei dos metais dele, apesar de acreditar muito no poder da " EDIÇÃO"
      Veja esse vídeo do sidinho.
      http://www.youtube.com/watch?v=9KIVcJn4-XQ

      André Luiz Keys
      Veterano
      # 30/set/15 11:03
      · votar


      É importante lembrar que a linha XPS não é vendida no mundo todo como o JUNO-DS.

      Aqui no Brasil haverá esse "choque" entre os dois modelos, mas em vários países, apenas o JUNO-DS estará disponível.

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Novos Roland Xps30, Juno Ds61 e Ds88

      302.806 tópicos 7.837.554 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2017 Studio Sol Comunicação Digital