Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      Novo Roland xps-10

      Autor Mensagem
      higorsm
      Veterano
      # 05/ago/15 18:36
      · votar


      Pessoal, aproveitando, tenho uma duvida que pode ser boba, mas vai mesmo assim: Se eu pegar um adaptador e ligar o XPS 10 numa caixa de som bluetooth (JBL FLIP 2) ela irá funcionar? alguem sabe? pois essa caixa de som é bluetooth mas funciona com saída p2 normal tb....

      Felipe Vianna
      Veterano
      # 06/ago/15 14:39
      · votar


      Se tem entrada P2, vai funcionar se ligar o cabo P10 com o adaptador. Mas a potência dessa caixa, pelo que pude ver, é aproximadamente 10 W, então provavelmente ou vai ficar muito baixo, ou vai rachar o som se aumentar muito.

      higorsm
      Veterano
      # 06/ago/15 17:15
      · votar


      pelo que pude ver, é aproximadamente 10 W

      A JBL FLIP 2 são 12 W, ela é "bem" alta para sua proposta. Então tb acho que deve ficar baixo ou raxar o som, mas seria algo só provisorio até comprar um amplificador, apesar que a ideia do xps 10 é com fones de ouvido mesmo e gravar no pc..

      higorsm
      Veterano
      # 06/ago/15 22:36
      · votar


      Alguem sabe pq esse modelo do xps-10 é um pouco diferente do vendido aqui no brasil?

      https://www.youtube.com/watch?v=1Qv4LPRw9PE

      Parece que tem umas escritas a mais...
      Enfim, tem outros modelos do xps?

      bravo57
      Veterano
      # 12/ago/15 13:59
      · votar


      higorsm
      Amigão, o que sei dizer é que o XPS tem alguns timbres da antiga linha XP mais voltado para cada região. Quanto as escritas não ficou muito claro, mas pode ser apenas um adesivo usado pela Roland daquele país.

      higorsm
      Veterano
      # 14/ago/15 13:11
      · votar


      bravo57

      Amigo, acho que é isso mesmo que vc disse...
      só fiquei na duvida pois estou para comprar um, mas antes procuro saber tudo que posso sobre o xps 10, e a maioria fala muito bem pelo visto..

      bravo57
      Veterano
      # 17/ago/15 01:08
      · votar


      higorsm
      Concordo com vc, tem que pesquisar e experimentar mesmo, dinheiro não dá em árvore e com o atual cenário econômico e cotação do dolar, os preços de teclados subiram bastante, e o XPS pode ser encontrado por até 2300 reais novo, enquanto isso existem lugares vendendo o PSR e443 por 2mil! Ou seja 300 de diferença entre um sintetizador profissional e um arranjador voltado a iniciantes. Mais barato do que isso só o Casio XW-p1, mas esse casio é um teclado que não me atende, pois os timbres mais uso, não me agradaram no XW-P1.

      higorsm
      Veterano
      # 17/ago/15 23:47
      · votar


      bravo57

      Com certeza, estou quase comprando esse XPS 10 por R$ 2.100 na loja fisica da minha cidade, mas eu gostaria que ele tivesse somente mais duas coisas (até pagaria a mais por isso):

      1) Teclas pesadas (tipo do roland RD 64, tanto que andei olhando ele na net, mas está mais caro, acima de 4 mil, e tb não é tão versátil qnto o XPS 10)

      2) Timbre do piano poderia ser um "pouco" melhor, mais encorpado sei la, qndo testei não achei muito bom..

      Sei que a proposta desse modelo não e essa, mas fora isso acho que seria "ideal" pro meu uso..

      bravo57
      Veterano
      # 18/ago/15 00:07
      · votar


      higorsm
      Sobre as teclas... impossível. Teclas pesadas em tops de 61 não existem, em entry é que não rola mesmo. Mas veja o lado positivo, o mecanismo leve é um dos fatores que permitem um peso abaixo de 5kg para o XPS. Normalmente teclado de 61 teclas tende a privilegiar órgãos, synths, brass, sanfona... Aí quem faz questão de pesadas pros pianos, só em 88 mesmo.

      Quanto ao piano, com certeza dá pra melhorar, eu tenho um Juno Di e baixei no 4shared uma edição de piano que me agradou muito, é bem mais pesado e encorpado do que os de fábrica. O XPS é praticamente a mesma engine do Di, então com certeza dá pra fazer muita coisa nele, só é uma pena não poder compartilhar os patches entre esses modelos. Para o Di, o arquivo é .jxe, não sei como é para o XPS. Se fosse o mesmo, eu buscaria algum XPS pra copiar os timbres do banco XP... sonho meu.

      higorsm
      Veterano
      # 18/ago/15 02:09
      · votar


      [b]bravo57

      Bom saber desse detalhe de "melhorar" o piano do XPS, na verdade isso até me "incomoda" mais que o proprio peso das teclas. Devo pegar o meu na semana que vem, acredito que o melhor preço hoje (agosto de 2015) seja esse de R$ 2.100 mesmo. Caso alguem conheça uma loja com preço melhor, por favor, me avise.

      Felipe Vianna
      Veterano
      # 20/ago/15 12:33
      · votar


      Então, amigos. Comprei um XPS-10 na Teclacenter, estou esperando ele chegar, mas já queria perguntar algo aos que possuem o teclado: é possível mudar rapidamente o rotary do órgão de low para fast pelo toque de algum botão ou somente pela alavanca de modulation?

      higorsm
      Veterano
      # 20/ago/15 19:30
      · votar


      Felipe Vianna
      Felipe Vianna

      Qual valor vc conseguiu, amigo? o melhor preço q tinha visto era 2.105 na loja carneiro instrumentos musicais aqui do ES, mas hoje subiu pra 2400..
      Era p ter comprado por esse valor antes, mas ta dificiul agora...

      Felipe Vianna
      Veterano
      # 20/ago/15 20:18
      · votar


      Consegui 2.385 na Teclacenter. Lá também estava por 2.100 e uns quebrados, mas não tem mais.

      Edson Caetano
      Veterano
      # 20/ago/15 22:45
      · votar


      Felipe Vianna
      Dica leia o manual, algo que você deveria fazer já que está ansioso kkk

      Mas algo comum nos teclados rolands é você direcionar diversos efeitos ao pedal... Então ao invés do tradicional sustain, certamente vc consegue ligar e desligar rotary neste pedal

      É um teclado honesto e que deveria valer ainda mais a pena, pena o dólar alto, aqui em Santos ele está custando 2990' a prazo um absurdo

      Felipe Vianna
      Veterano
      # 26/ago/15 12:06
      · votar


      Edson Caetano

      Sim, Edson, já baixei e já li, mas lá não fala muita coisa dos efeitos. Aliás, os manuais em geral dos teclados, hoje, estão bem básicos. Saudades das mais de 100 páginas do meu XP-80, com gráficos, fotos, tudo que tinha direito, rsrsrsrs.

      Eu sei que é possível ativar e desativar o efeito com um botão só, então acho que vou acabar é direcionando para o pedal, mesmo, como você falou.

      Felipe Vianna
      Veterano
      # 09/set/15 14:34
      · votar


      Meu XPS-10 chegou ontem. Passei em torno de 4 horas com ele, me familiarizando com o instrumento. Passo aqui minhas primeiras impressões, para fazer, após mais tempo de convívio, um review mais completo.

      Parte 1 - Construção, teclas e visão geral
      O teclado é basicamente um A800PRO com algumas poucas modificações. Pareceu muito bem construído. A carcaça não aparenta ser frágil, os botões são fáceis de pressionar e não parecem receber danos com facilidades, os pads idem.
      As teclas são leves e padrão Roland. Não me pareceram ser menores, como as de algumas linhas (como dizem ser as do Juno Di, por exemplo, nunca toquei, então não posso confirmar). São bem gostosas de tocar, embora prejudiquem um pouco o piano (como toda tecla leve), mas são ótimas para órgão e acordeon, onde é necessário mais rapidez/agilidade.
      Os botões estão bem distribuídos, é muito fácil achar o que você precisa, pois há um agrupamento lógico de informações.
      A alavanca de Picth/Modulation é "padrão Roland" (ou seja, são juntas e a Modulation retorna ao lugar após solta). Prefiro as separadas, como as Yamahas, já que é possível deixar o Modulation ativado sem precisar segurar. No XP-80 evitava isso pois ele tinha um slider para o qual eu endereçava o comando de Modulation (para ativar o Rotary fast nos órgãos, p.ex.), não sei ainda como vou fazer isso no XPS-10. Posso endereçar ao pedal, mas aí perco o sustain e não descobri se é possível mudar o funcionamento do pedal para um só banco (só consegui mudar de forma global).

      Parte 2 - Funcionamento básico
      A tela é pequena, então se prepare para rolar alguns menus. Mas isso não é tão chato quanto parece, é muito fácil montar Splits e Duals de forma rápida (existe botão dedicado), ajustar os volumes (por meio dos faders), salvar (Shift + Write), ajustar oitavas, os efeitos (Menu, Effect Edit), etc. Tudo isso, apesar de para algumas coisas (ajuste de efeitos, p.ex.) necessitarem rolar muitas telas, é rápido, fácil e intuitivo. Achei bem mais fácil editar nele que no MicroSTATION, p.ex.
      O que me incomodou no funcionamento básico, até agora, é principalmente uma coisa, que pode parecer besteira, mas me chateia: eu não descobri como faço para, quando for escrever o nome com que quero salvar meu patch ou performance, apagar de forma rápida as letras excedentes. P.ex., quero nomear a "Init Perform" como "Metal". Ao substituir as letras, ainda me sobre "Perfom" inteira para apagar, e ter que rodar letra por letra (maiúsculas, minúsculas e caracteres especiais) até chegar no "espaço" é bastante chato e consome tempo desnecessário. No XP-80 existia essa opção de espaço e delete rápidos.
      No mais, o funcionamento é liso e intuitivo. Poucas vezes tive que consultar o manual para encontrar o que queria.

      Parte 3 - Sons de fábrica
      Os sons vem organizados por categorias de acesso rápido por botões (Piano/E. Piano, Strings/Guitar, etc.).
      Ao selecionar um banco pela primeira vez ao ligar, ele acessa o primeiro timbre daquele banco. Se você mudar o timbre (p.ex., ir para o timbre 10 daquele banco) e sair do banco, ao voltar ele vai aparecer com o último timbre selecionado (no caso, o 10). Se você clicar outra vez no mesmo banco, ele "pula" para a outra categoria, p.ex.: ao clicar no banco de piano, ele pula para o 39, o primeiro E. Piano. Se clicar de novo, ele "pula" para o "User", caso você já tenha salvado algum timbre (caso contrário, volta para os pianos). É bem fácil navegar pelos timbres, então.
      Achei os timbres bons para o nível do teclado. Alguns são até melhores do que eu esperava (caso dos Rhodes).
      Não gostei do timbre de piano "principal", o 88StageGrand. O que mais gostei foi o ConcertGrand, o qual editei com correção do reverb que considerei excessivo (diminui os valores de time e size no reverb Hall). O resultado ficou bastante bom para um teclado dessa faixa de preço e ficou bom no PA, embora ainda não tenha usado com banda. Acredito que não sumirá.
      Destaque também para o inesquecível MIDIed Grand presente no banco World, que, se não é tão bom quanto o do XP-80 (e nem poderia ser), cumpre muito bem seu papel de ser o famoso "piano para música de baile", como se diz por essas bandas. Como eu sentia falta desse timbre!
      Dos pianos elétricos, gostei principalmente do Pure EP e do SA EPiano1 (que ser uma alusão ao EPiano clássico do RD-1000). Ainda estou batendo cabeça com o tremolo deles (não está exatamente a meu agrado), mas nada que me incomode tanto, gostei do resultado. Com um pouco mais de tempo chegará lá.
      Órgãos, todos sabem, não é bem o forte da Roland, mas achei todos usáveis. Minha recomendação fica para o Pop Organ 1, que possui um rotary bem legal. No banco "World" há também o Perky Twin B, clássico da linha XP.
      Não usei a parte de keyboard ainda (vibrafones, celesta, etc.).
      Na parte dos Strings, senti falta do FilmOctaves da linha XP, que era meu "strings padrão". Fiz um dual do Warm Strings com o Chamber Str1, abaixando um pouco o volume do último, acho que ficou bacana. Passei vários minutos brincando com o timbre "Staccato", muito legal.
      Não usei a parte de guitarras ainda.
      Metais, eu fiz uma perfomance misturando 3 timbres: Brass Sect 1, Bright Brass (uma oitava mais baixo e com volume levemente menor) e o X Brs Sect 1 (banco "World", com volume levemente mais alto). Ainda há espaço para melhoras (eu queria fazer o naipe instrumento por instrumento, ajustando as oitavas, mas estava com um pouco de pressa), mas o resultado é bom. A parte de "madeiras" (sax, flauta, etc.) não possui muitos instrumentos (só há uma flauta, p.ex.), então, se não gostar, ou é usar os GM, procurar algo no "World" ou editar o que vem.
      Não usei a parte de baixos, ainda.
      Synths e Pads eu achei todos bons, nenhuma indicação especial, talvez o JupiterLead1 ou o Alpha Spit 1. É o maior banco do teclado.
      Por fim, o banco "World e Other". No parte do Brasil, destaque para o Nice Piano, MIDIed Grand e Perky Twin B. Muita gente gosta também do West Coast, mas eu, particularmente, não gosto.
      Não usei a parte de bateriais.
      Minhas reclamações quanto aos sons são duas, basicamente: (1) acho que a maioria deles vem com muito reverb; (2) pouca variedade de madeiras.
      De resto, acho que supera as expectativas para um teclado desse preço (bem mais barato que MX61 e Kross).

      Parte 4 - Samples e Audio Pad
      O teclado possui 32Mb de samples, mas ainda não fiz uso dessa possibilidade. Sei que o Sidinho disponibiliza o sample de um acordeon e inclusive possui um vídeo ensinando a como descarregar no teclado. Vou fazer isso no futuro.
      Nos Audio Pad é possível executar arquivos de áudio e, de fábrica, vem alguns padrões rítmicos.

      Parte 5 - Efeitos e EQ
      É possível, em uma performance, utilizar até 3 efeitos MFX (endereçados para a part que quiser) e mais Chorus e Reverb. Todos os efeitos são editáveis. O EQ é feito através de um efeito MFX, então, se quiser equalizar, saiba que só vai poder usar mais dois MFX simultâneos. Existem mais de 30 MFX disponívels (EQ, wah-wah, rotary, flanger, phaser, tremolo, etc.).

      Parte 6 - Conexões
      Tudo padrão. As conexões ficam na lateral do teclado, o que considero muito bom, pois evita aquela poluição visual. Possui entrada USB para pendrive e para PC (tipo impressora), pedal. Não possui entrada MIDI tradicional. Entrada de fone é padrão P2.

      Parte 7 - Considerações finais
      Tudo considerado, achei o teclado espetacular para o que ele custa. Para quem gosta dos sons da Roland e quer um teclado leve, prático, fácil de usar e com bons sons, não tem como errar se escolher esse. Nenhum timbre ficou abaixo do que esperava e conseguir chegar a sons que me agradaram em todos os que precisei (piano, e. piano, órgão, acordeon, metais e strings).
      Recomendo MUITO!

      Leosynth
      Membro Novato
      # 16/set/15 15:39 · Editado por: Leosynth
      · votar


      Felipe Vianna
      Você acha que vale arriscar vender o meu Mx61 e pegar um Xps10? Existe corte na troca de timbres usando as performances? Necessito de timbres bons como Piano acústico, Rhodes, metais, synth entre outros. No Mx esses são bons, não sei se são iguais ou parecidos com os do Xps, também não sei se você conhece o Mx, o que me diz?

      Felipe Vianna
      Veterano
      # 17/set/15 12:56
      · votar


      Leosynth
      Não conheço a fundo o MX61, então não posso opinar com profundidade.
      O corte na troca de timbres do XPS-10 não é muito perceptível, pelo para mim não é um problema.
      Os timbres de piano acústico, rhodes, metais e synths do XPS-10 são bastante bons, mas sinceramente não sei se vale a pena a troca do MX61 por ele, a não ser que você ganhe um dinheiro de volta. Em termos de sons, salvo se você gostar da sonoridade específica da Roland, creio que fique elas por elas, salvo se a troca de timbres no MX61 tenha um corte bem acentuado que te incomode.
      Existe um tópico do Yamaha MX aqui no fórum, talvez o pessoal de lá saiba de indicar melhor.

      Leosynth
      Membro Novato
      # 17/set/15 18:51
      · votar


      Felipe Vianna
      Valeu pelas informações, já estive em conversas pelo FÓRUM do MX e já foram esclarecidas algumas dúvidas, mas obrigado mesmo assim.

      bravo57
      Veterano
      # 17/set/15 21:32
      · votar


      Leosynth
      Amigão, o MX tbm é um teclado bacana, meu contato com ele foi apenas o testando numa loja, e como a loja tava vazia e o vendedor tinha trocado uma ideia comigo antes, me deixou 1 hora testando o teclado. Conheci um rapaz q tinha o XPS, e antes deste, teve um MX61. Segundo ele a troca valeu apena, ele gostou dos timbres do XPS, principalmente pelo sampler. Mas eu te sugiro não trocar teu teclado agora. Espere pra ver se o XPS 30 vai chegar, este terá todos timbres do XPS 10 e alguns novos, com o varias outras vantagens como saida e entrada midi, display melhor, knobs assinaláveis, saída extra pra pedal de expressão como seu MX... e etc. Umas boas correções.

      Leosynth
      Membro Novato
      # 17/set/15 22:55
      · votar


      bravo57
      Obrigado por opinar, na verdade estou muito satisfeito com o Mx, consegui associar os timbres dele com alguns samples, a idéia seria pegar um Xps por um preço acessível e abandonar o notebook de vez. Mas acho que vou seguir seu conselho e esperar por novidades futuras, mas valeu mesmo assim.

      alexandrespa
      Veterano
      # 23/dez/15 17:47
      · votar


      Complicado pra um dinossauro véio aprender todo esse lance de edição em sinths...

      danielcampos15
      Veterano
      # 30/jan/16 12:53
      · votar


      Pessoal,

      Boa tarde, como estão? Espero que muito bem.
      Comprei um XPS 10 com pouco uso. Estou gostando muito e me acostumando ao synth (uma vez que estou acostumado a tocar em um Roland FP4). Contudo, tem algo que me está tirando o sono: o controle de volume (geral).

      Ele não parece ser preciso. As vezes aumento até 100% e é claro que o som não está no volume máximo, ai volto e aumento de novo o controle, ai o som aumenta.

      Apesar de parecer bem óbvio que está com problema, queria só perguntar se isso aconteceu com mais alguém e o que vocês fizeram.

      O meu ainda está na garantia.

      Obrigado galera, grande abraço

      Leo Synth
      Veterano
      # 31/jan/16 17:50
      · votar


      No XPS 10, o potenciômetro de volume não atua diretamente no áudio. Funciona como o controlador A 800 Pro, só que nesse caso, controlando o gerador de sons interno. Você pose perceber claramente isso, tocando uma nota (de preferência piano) e vai perceber que o som é totalmente granulado. Então o que pode estar acontecendo com o teu XPS 10 é algum erro de software ou algum bug no sistema que pode até mesmo ser corrigido no futuro pela equipe da Roland. Sendo assim, eu recomendo fazer um backup do XPS 10 num pendrive e resetar o teclado. Feito isso, experimente agora o volume com a programação de fábrica; Funcionando bem, faça um restore com o teu backup e experimente novamente, agora com os programas que estavam nele. Se tudo funcionar bem, então ótimo, se deu problema com o teclado "resetado" pode ser realmente um defeito, se deu problema só com os dados que estavam programados nele então pode ser alguma coisa que foi mal resolvida na programação, defeito no hardware ou coisa assim. Se o volume muda bruscamente de um valor para outro, então pode ser defeito no próprio potenciômetro, principalmente se ele não estiver firme. Se estiver "bambo", não está normal e sim com a base interna quebrada e só tem como resolver substituindo o mesmo.

      BrunoReggae
      Membro Novato
      # 30/mai/16 08:40
      · votar


      Olá pessoal, tudo bem?
      Estou pra comprar um teclado usado essa semana, e o meu foco é tocar reggae... tenho disponível uns 2.300 reais, e estou na dúvida se pego um Roland XPS10 ou um Korg X50 (a diferença de preço entre os 2 não interessa nesse caso).
      Vendo vídeos na internet eu gostei bastante dos timbres dos órgãos do Korg X50, achei mais encorpado do que os do Roland XPS10... mas o XPS10 tem a vantagem de ser um teclado mais novo e existe a opção de sampler (mas li que não dá pra samplear quase nada pq ocupa muito espaço cada sampler).
      Então estou muito em cima do muro e gostaria de uma ajuda de vocês, lembrando que meu foco 99,9% é o reggae.
      E sobre a programação, eu vi que o XPS10 é bem simples, o X50 tbm é?
      E a última coisa que gostaria de saber é se o X50 tbm dispara músicas e efeitos igual o XPS10 dispara através de seus audio pads.
      Muito obrigado!!!

      welves _keys
      Membro Novato
      # 08/jun/16 09:11
      · votar


      galera comprei meu xps-10 ontem usado por 2100, que teclado bacana pelo preço, tinha um fantom xa e achei os timbres dele melhores mas agradáveis da pra fazer muita coisa nele e é bem simples de mexer foi uma boa aquisição não me arrependo *--*

      douradomariana18
      Membro Novato
      # 29/ago/16 15:25
      · votar


      pessoal entre o xps 10 e korg kross, ou o roland xps 30

      welves _keys
      Membro Novato
      # 01/set/16 09:51
      · votar


      pessoal entre o xps 10 e korg kross, ou o roland xps 30


      cara em funções e timbres xps-30 na frente disparado

      korg kroos é concorrente do xps-10

      welves _keys
      Membro Novato
      # 01/set/16 09:52
      · votar


      galera estou com xps-10, estou pensando em fazer rolo ne um juno stage, quero saber se vou ter uma melhora em timbres

      DuduXP
      Veterano
      # 01/set/16 14:32
      · votar


      welves _keys
      Não terá nenhum ganho em timbres.

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Novo Roland xps-10

      302.346 tópicos 7.829.281 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2017 Studio Sol Comunicação Digital