Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      Novo Roland xps-10

      Autor Mensagem
      bravo57
      Veterano
      # ago/14
      · votar


      Darcius

      Pois bem, como foi informado, vai depender do motivo que vc quer o teclado. Se tiver intenção de usar os dois juntos, controlando timbres do m50 pelo XPS, pelo que eu saiba não será possível, pois ele não tem saída e entrada midi. Mas se vc busca um teclado profissional mais barato pra eventos menores, ensaios e estudo pra ¨economizar¨ o M50, certamente é um dos melhores investimentos do mercado em se tratando de instrumento novo. Veja bem o que vc precisa.

      fabioreinas
      Veterano
      # ago/14
      · votar


      Pessoal. Já me decidi. Assim que vender meu juno Limited Edition vou comprar o XPs-10. Menor valor dos que estava em mente Juno Di e Yamaha MX61.

      Consegui encontra-lo por R$1859,00 a vista.

      Alguém já comprou na Kadu Som? Lá está esse valor contra R$2069,00 da teclacenter.

      Darcius
      Veterano
      # ago/14
      · votar


      um teclado profissional mais barato pra eventos menores, ensaios e estudo pra ¨economizar¨ o M50, certamente é um dos melhores investimentos do mercado em se tratando de instrumento novo.

      É exatamente o que eu procuro. E além disso, um par para o meu M50. Estava pensando num stage piano, porque não gosto de split no teclado, me sinto preso, sei lá. Mas esse teclado se encaixa como uma luva, será um ótimo par para o m50 73.

      on-man-band
      Veterano
      # ago/14 · Editado por: on-man-band
      · votar


      Olá Pessoal! Recebi o meu a uma semana e devo dizer que estou bem satisfeito, pois por esse preço vai ser difícil um concorrente com essa qualidade! (e já tive de tudo, XP, Juno, Motif XS7, etc). Gostaria de compartilhar algumas coisas, a quem interessar....

      1. Os timbres tem peso e aparecem bem com banda, além de não cortar o som na troca;
      2. Encontrei timbres do D50, da linha JV, XP e Juno conforme prometido que é bem legal, unindo o retrô com o atual;
      3. Roda músicas em formato MP3 e Wav, o que é bom pros ensaios, tirar músicas e até pra quebrar um galho tocando junto;
      4. Dá pra colocar padrões de ritmos (não roda midi, precisa gravar uns 8 compassos em wav) em looping com até seis variações, então funciona como se fosse uma espécie de arranjador (mas aí precisa usar o split pra fazer o baixo).
      5. A função "Favorite" é bem fácil e dá pra colocar 100 timbres que mais se usa com acesso rápido, salvando inclusive suas performances;
      6. É possível dividir o teclado em até 16 partes, então além do tradicional DUAL e SPLIT temos o LAYERS com até 16 sons diferentes tocando juntos!

      A única questão é no uso dos samples, achei pouca memória (só 32 Mb), mas acaba sendo razoável pelo detalhe à seguir: Não consegui montar uma performance com multisamples ou amostras nota a nota com variações de intensidade. Dá até pra carregar as notas, mas ao indicar a nota original o XPS mapeia automaticamente em todo o teclado copiando desta nota, e na hora de montar a performance o máximo de notas serão 16, pois são 16 partes, e diminuem se usar, por exemplo duas variações de level (aí seriam 8 partes, ou 5 partes se com três level). Mas o detalhe principal é que, mesmo colocando até três notas juntas na mesma região com intensidades diferentes elas somente irão TOCAR JUNTAS e não como acontece normalmente no Kontakt, isto é, deveria responder conforme se toca no teclado, quando mais fraco aparece a Wav sem brilho e tocando mais forte a outra aparece, com mais brilho.

      O que eu consegui fazer e ficou bom em alguns Pianos elétricos do XP80, como o MK-80 por exemplo, foi carregar somente DUAS amostras Wav o Dó3, por exemplo, uma tocado fraca e outra forte, com mais agudo. Após montar a Performance com duas partes tocando em toda extensão do teclado (uma amostra em cada parte) e ter sido salvo, ao tocar dá pra usar a função DUAL e aí nos slides de volume ajustar o volume de cada amostra individualmente, ficando ora mais agudo com brilho ora com mais abafado ou um mix delas. Se usar mais do que duas notas fica melhor a qualidade, mas o controle de volume será somente para as partes 1 e 2.

      Se alguém já conseguiu carregar multisample to aceitando a dica. Abrç.

      f76
      Veterano
      # ago/14
      · votar


      2. Encontrei timbres do D50, da linha JV, XP e Juno conforme prometido que é bem legal, unindo o retrô com o atual;

      O som do MIDIEd Grand é exatamente igual ao do JV-80? Ou tem aquela famosa "diferença" causada pelo fato do gerador de som não ser o mesmo?

      on-man-band
      Veterano
      # ago/14 · Editado por: on-man-band
      · votar


      [i]O som do MIDIEd Grand é exatamente igual ao do JV-80? Ou tem aquela famosa "diferença" causada pelo fato do gerador de som não ser o mesmo?

      Sinceramente, a meu ver nunca é exatamente igual ao original, sinto que sempre falta aquele peso, o som 'gordo', mas bem equalizado fica muito bom.

      fabioreinas
      Veterano
      # ago/14
      · votar


      Como disse o on-man-band. Eu tinha o MIDIEd Grand no Juno D que foi criado pela galera do juno D, já que o mesmo não tinha esse timbre. No Xps-10 achei bem próximo do criado no juno D.

      Agora seria legal a galera expert no assunto, caso melhorasse algum timbre passar pro pessoal dos XPs-10 . Embora estou gostando dos timbres, diferente do Juno D que tinha alguns pianos magros que ficaram melhores com edição.


      Ouvi dizer que faltaram alguns timbres top da linha XP, como MK-80 Rhodes.

      Com edição deve se chegar perto desse timbre. É questão de tempo, já que o teclado é novo.

      No geral estou animado com o XPs-10. Agora a luta é achar uma case certinha pra ele, já que só estou encontrando case grande.

      JeffersonX
      Veterano
      # ago/14
      · votar


      fabioreinas
      Eu tinha também no Juno D. Achei os parâmetros numa comunidade que tinha no saudoso Orkut. Ficou ótimo!

      [modo_desabafo=on]Saudades do Orkut... As comunidades, como essa do Juno D, era ótimas. Facebook não chega aos pés...[modo_desabafo=off]

      f76
      Veterano
      # ago/14
      · votar


      [i]O som do MIDIEd Grand é exatamente igual ao do JV-80? Ou tem aquela famosa "diferença" causada pelo fato do gerador de som não ser o mesmo?

      Sinceramente, a meu ver nunca é exatamente igual ao original, sinto que sempre falta aquele peso, o som 'gordo', mas bem equalizado fica muito bom.


      Valeu on-man-band, eu já desconfiava. Este problema ocorre também no tão badalado Integra-7 e muito provavelmente nos novos FA. Particularmente acho uma p... sacanagem da Roland isso, e me deixa revoltado. Se falam que vai ter MIDIEd Grand então tem que ter MIDIEd Grand e não uma falsificação dele; isto pra mim chama-se MENTIRA, PROPAGANDA ENGANOSA ou coisas do tipo. Não me interessa se o gerador de som é diferente ou qualquer outra explicação furreca que queiram dar. Que enfiem então o gerador dos JV dentro dos novos teclados e estes tenham dois geradores, um para timbres antigos e outro para timbres atuais; a Roland tem grana e engenharia suficiente para fazer isto, não faz porque não quer, afinal, melhor fazer um genérico furreco para enganar os trouxas do que gastar tempo e dinheiro para fazer uma coisa mais honesta. Eu acho sensacional a idéia de misturar num mesmo equipamento timbres atuais com antigos e não me importaria de pagar mais por isso desde que levasse para casa timbres antigos verdadeiros e não enganações e falsificações baratas. Já vi que não tenho outra saída, vou ter que ter dois teclados mesmo: um JV/XP e outro mais atual. O pior é conseguir um JV/XP em bom estado e com preço justo atualmente. Que saco isso! $#%&*@

      TrebleH
      Veterano
      # ago/14
      · votar


      F76.... não dá para colocar 300 Km/h em Fiat UNO.

      É uma verdade!

      Se você quer um teclado mais completo, parrudo... etc... terá que pagar por isso! (No mínimo ter um Mid level). O que você vai encontrar em teclados Entry como Juno Di, XPS etc.... são timbres próximos, usáveis e alguns até bons! Mas não espere de um teclado de 2K um timbre com peso de um de 10K. Isso, não dá pra ter mesmo

      Joesky
      Veterano
      # ago/14 · Editado por: Joesky
      · votar


      F76
      Não culpo as fabricantes por isso, na verdade eles estão colocando um produto no mercado e compra quem quer, quem não quer procura melhores opções...
      Acho até que este XPS 10 tem um preço muito bom, para o poder de fogo que ele apresenta. Apesar de alguns recursos ser pra enganar os trouxas, como este samplerzinho de 32mb. Mas tem um preço justo levando-se em consideração somente os prós...
      Os timbres de JV/XP não seria algo que justifique a compra de destes antigos clássicos, mas há quem goste... Hoje com a superioridade tecnológica, (Vst´s, samples, etc e tal), não dá pra ter saudades destes dinossauros. rsrsrsrsr.
      Ninguém faz entry level como a KORG, lembro-me bem de X5d, N5ex, X50, etc, que fizeram grande sucesso devido ao poder sonoro espetacular que tinham... Os entry level da Roland sempre tiveram a sonoridade magrinha!

      jrpianissimo
      Veterano
      # ago/14
      · votar


      Já não sei o que compensa comprar nos dias de hoje...tops custam uma fortuna! e os entry, de um modo geral, estão caros e deixam a desejar. TEnho um nord electro 3 e ele não me satisfaz por completo. Vou caçar um samples na internet e usar notebook empoeirado que tenho no meu quarto.

      Não compro mais teclado.

      Cleômenes Tecladista
      Membro Novato
      # ago/14
      · votar


      Olá pessoal! Sou novo por aqui, mas tenho acompanhado e aprendido muito com vocês! :)

      Gostaria de saber se alguém conseguiu utilizar aqueles faders do Roland XPS-10 como controles de volume ou outros parâmetros em uma DAW (Sonar, FruityLoops...) ou VST's.

      Obrigado!

      f76
      Veterano
      # ago/14
      · votar


      não espere de um teclado de 2K um timbre com peso de um de 10K
      Amigo, um JV-80 não é um teclado de 10K.

      Se você quer um teclado mais completo, parrudo... etc... terá que pagar por isso!
      Foi exatamente o que escrevi no meu texto. Explicando melhor: se a Roland cobrasse mais pelo XPS-10 mas os timbres clássicos dele tivessem a mesma sonoridade dos originais eu não me importaria de pagar a mais por isso e compraria hoje mesmo sem chiar. Até porque tenho certeza que o acréscimo no preço não seria tão grande assim. A propósito, a Roland poderia ter umas aulinhas com a Korg e a Kurzweil sobre "módulos sonoros" em um teclado.

      Não culpo as fabricantes por isso, na verdade eles estão colocando um produto no mercado e compra quem quer,
      Sim, compra quem quer mas os fabricantes têm a obrigação de falar a verdade sobre as características de seus produtos. No caso em questão, se o timbre não é o MIDIEd Grand original, então que coloquem um outro nome no timbre.

      não dá pra ter saudades destes dinossauros
      Eu tenho e muita! Não troco o MIDIEd Grand original por 95% destes timbres de EP modernos.

      fernando tecladista
      Veterano
      # ago/14
      · votar


      Se falam que vai ter MIDIEd Grand então tem que ter MIDIEd Grand e não uma falsificação dele; isto pra mim chama-se MENTIRA, PROPAGANDA ENGANOSA ou coisas do tipo
      Que enfiem então o gerador dos JV dentro dos novos teclados
      você não espera que um teclado de entrada tenha mais de uma sintese
      outra fato é "quantas sinteses" com a linha JV nunca me comovi, sempre gostei dos timbres da linha D, então esse teclado teria que ter a sintese do do JV pra você e a sintese do D para eu ter um fantasy original do D50, sempre esses teclados tem algum piano FM, então também falta a sintese FM, porque esse piano é sampleado

      o que você vai ter lá é algo sampleado do timbre original
      mesmo que colocassem a tal sintese, não vai ser a mesma coisa, um JV tem lá todas aquelas placas pra chegar a aquele resultado, em um teclado atual você vai ter algum emulador, vst ou sei lá o que pra chegar no mesmo resultado, teclado hoje é um programa que roda em uma placa de pc, seja qual modelo for
      e não vai sair igual, já coloquei meu DX7 ao lado de um FM7 e notei diferenças, isso com o mesmo banco de timbres descarregados nos dois

      não espere de um teclado de 2K um timbre com peso de um de 10K
      Amigo, um JV-80 não é um teclado de 10K.

      hoje não é mas já foi, como um Karmanguia já foi,
      já foi o top da linha, JV foi fabricado de 1992 a 1994, 1994 salario minimo foi de 70 reais, comprei meu 01/w em 1995 com salario a 100 paguei 2.000 reais (20 salarios minimos) mesmo preço de um XP50 que foi a série que entrou após
      ligando os pontinhos você vai ver que teclado naquela época era caro pra caraca quanto hoje e o JV era caro mesmo, hoje um top top tá chegando chegando nos 15.000 (20 salarios minimo) estamos na mesma m**** de 20 anos atras

      Explicando melhor: se a Roland cobrasse mais pelo XPS-10 mas os timbres clássicos dele tivessem a mesma sonoridade dos originais eu não me importaria de pagar a mais por isso e compraria hoje mesmo sem chiar
      sim existe isso, se chama V-synth, jupiter-80 50....
      xps-10 é um bom teclado para os dias de hoje, mas se torna ordinario comparando com os tops, da mesma forma que o XP-10 quebrava um galhão antigamente mas era ordinario perto dos outros XPs

      Joesky
      Veterano
      # ago/14
      · votar


      Vamos pensar um pouco mais... Mesmo com as limitações do XPS10, eu duvido muito que não consiga montar um timbre 50 vezes melhor que este MIDIed Grand do Jv90, mesmo que pra isso seja preciso usar alguns layers.

      f76
      Veterano
      # ago/14
      · votar


      você não espera que um teclado de entrada tenha mais de uma sintese
      Espero sim, por que não? De qualquer forma se a Roland não quer colocar mais de uma síntese então que seja honesta com os clientes e não me venha com esse papo de "o XPS-10 tem com uma seleção de timbres clássicos"; isto é marketing enganoso. Na verdade ele tem imitações baratas com nomes falsos.

      então esse teclado teria que ter a sintese do do JV pra você e a sintese do D para eu ter um fantasy original do D50
      Exatamente! É esse o ponto central da minha opinião. Para a Roland anunciar que o XPS-10 tem timbres da linha JV e do D-50 teria que criar um teclado com esta estrutura. Ou então seja honesta e não anuncie "timbres clássicos" no XPS-10, no Integra-7, nos FA ou qualquer outro só para vender os produtos iludindo os clientes.

      se a Roland cobrasse mais pelo XPS-10 mas os timbres clássicos dele tivessem a mesma sonoridade dos originais...
      sim existe isso, se chama V-synth, jupiter-80 50....
      Não, amigo, o V-sinth e o Jupiter-80, apesar dos preços estratosféricos, não tem os timbres clássicos com a sonoridade original.

      xps-10 é um bom teclado para os dias de hoje, mas se torna ordinario comparando com os tops, da mesma forma que o XP-10 quebrava um galhão antigamente mas era ordinario perto dos outros XPs
      Discordo. Acho que a diferença do XPS-10 para os tops atuais (da Roland) não é tão colossal como a do XP-10 para os tops da época. Vejo muitas qualidades no XPS-10, muitas mesmo, compraria um tranquilamente e sei que seria muito feliz com ele. Minha reclamação sobre ele é somente com relação aos tais "timbres clássicos" que seria uma sacada sensacional se fosse honesta.

      Vamos pensar um pouco mais... Mesmo com as limitações do XPS10, eu duvido muito que não consiga montar um timbre 50 vezes melhor que este MIDIed Grand do Jv90, mesmo que pra isso seja preciso usar alguns layers.
      Eu pensei muuuuuito mais e discordo. Cada timbre tem características próprias; os melhores timbres que se pode fazer com o XPS-10 nunca serão melhores que o MIDIed Grand dos JV ou o Fantasia do D-50; são apenas diferentes, cada qual com seus méritos. O que me deixa "fulo" de raiva é a Roland dizer que o XPS-10, o Integra-7 e os FA têm MIDIEd Grand e Fantasia. Não têm mesmo. Deveriam por um outro nome nestas imitações funestas com intenções comerciais desonestas.

      on-man-band
      Veterano
      # ago/14
      · votar


      Amigos, sempre gostei dos teclados antigos pelo peso e textura dos timbres e, segundo a minha opinião, nunca mais se conseguiu isso mesmo nos Tops, que são bons mas o som parece mais 'enxuto'. Talvez seja o nosso ouvido, lembro quando se usava muito delay/reberb na voz (ainda hoje dá pra ver no Canal Viva no Casino do Chacrinha que mostra músicas doa anos 80) e atualmente é diferente. Será nós que precisamos nos atualizar?.

      Então penso que não é apenas o XPS10, mas todos que alegam ter aqueles timbres apenas trarão a ideia principal do timbre, mas sem o peso. Porém, estou bem satisfeito com ele, pois me custou apenas R$ 1.800,00 (a MilSons de Porto Alegre/RS,negociando direto na loja se consegue um bom desconto). E não sei qual outro modelo teria com a mesma qualidade e fica claro que atualmente em qualquer modelo vai depender muito do áudio pra compensar.

      Joesky
      Veterano
      # ago/14
      · votar


      Não sei de onde tiraram esta ideia de que teclado antigo soa melhor do que os mais novos... Na era digital isso não existe, sempre os mais novos são melhores do que os mais velhos. Isso só acontece se compararmos digital com analógico, aí os analógico dá um baile total.

      on-man-band
      Veterano
      # ago/14 · Editado por: on-man-band
      · votar


      Joesky

      [i]Não sei de onde tiraram esta ideia de que teclado antigo soa melhor do que os mais novos[/i]

      Desculpe amigo, não sei quanto à tecnologia, mas quem tocou num DX7, D50, JX8P, SY77, Wavestation (até o M1 tem alguns timbres bons), sem falar dos Ensonic TS12, KS32, entre tantos outros, há de concordar que tem uma outra pegada.. até posso concordar ser saudosismo.. mas a questão da textura é um fato. Outro dia vi Ivan Lins falando exatamente isso. Tem ainda o fator emoção, veja, estava com um Motif XS7 a poucos dias.. timbres bonitinhos e tal, ao tocar na banda já desaparece..passado um tempinho é aquele que não empolga, frio e sem emoção (minha opinião pessoal).. Acredito que o teclado deva proporcionar prazer de tocar, despertar a musicalidade, só isso. Claro que antigamente não tinha tantos lançamentos, mas hoje se passa muito tempo nas configurações, experimentando timbres, e pouco tocando realmente. Ainda pra pensar, por que os anos 70, 80 e 90 tivemos o tempo dos grandes tecladistas? Que instrumentos eles tinham? Por que hoje temos teclados de 10 a 20 mil e os tecladistas estão lá no fundo fazendo a 'cama'? Se não são os teclados então eram os músicos...

      Joesky
      Veterano
      # ago/14
      · votar


      "Acredito mais que eram os músico"... Gosto muito da sonoridade destes instrumentos que você citou, gosto também do visual de muitos teclados antigos. O que vejo é que as pessoas querem timbres prontos que sejam idênticos aos clássicos, mas se souber usar os recursos teremos timbres tão bons quanto os de outrora.
      Acho que o Korg SV1 tem essa proposta de ser moderno com visual vintage, e tecnológico com timbragem retrô. Gosto muito desta idéia, mas não acredito que seja um caminho que os demais fabricantes vão seguir!

      on-man-band
      Veterano
      # ago/14 · Editado por: on-man-band
      · votar


      Neste vídeo dá pra ver o piano MIDIed Grand e ainda o West Coast do XP80 pra se ter uma ideia...


      jrpianissimo
      Veterano
      # ago/14
      · votar


      o midi edgrand parece ter pressão sonora por esse vídeo hein...o que seria diferente da experiencia juno...

      on-man-band
      Veterano
      # ago/14
      · votar


      jrpianissimo

      Então, eu particularmente gostei muito do XPS10 e até os timbres que ele simula do XP, D50 e JV mesmo que possa haver uma diferença com o original. Como você disse, o timbre se destaca e aparece bem nos ataques, a região do grave é definida e os agudos até que são encorpados. Estou satisfeito inicialmente e nem comecei a editar. No momento se tivesse que escolher entre o XPS10 e um XP60/80 ou Juno ainda ficaria com o XPS10 pelo conjunto da obra e recomendo! Sem contar que é uma seleção de timbres de 3 gerações Roland pelo menos (Série D, JV e XP), além do Juno. Mas você já viu tecladista 100% satisfeito com algum teclado?

      petu_ce
      Veterano
      # ago/14
      · votar


      Duas dúvidas:

      1) alguém sabe se já existe algum editor de timbres e performances via computador?

      2) existe alguma forma de conectar o xps10 a outro teclado sem utilizar um computador, pela porta usb-midi? Algum adaptador ou espécie de hub, por exemplo?

      jrpianissimo
      Veterano
      # ago/14
      · votar


      on-man-band

      sem dúvidas, não haverá esse teclado que possa vir a nos satisfazer 100%...entendo a divergência de opiniões entre os amigos. A linha xp foi muito especial. Dificilmente algo soará exatamente como ele. A proposta da roland é boa, esse teclado é barato. Acho que ela foi honesta pelo valor que ele custa. Mas é isso, estamos sempre em busca do que soa melhor. Eu uso samples, triton e um nord electro 3 e não estou satisfeito.

      Joesky
      Veterano
      # ago/14
      · votar


      petu_ce
      Pra conectá-lo via midi com outros teclados, só conheço este dispositivo que tem um HUB USB: http://akaipro.com.br/p_gravacao.asp... Mas o problema é que o preço não ajuda.

      musebreaks
      Veterano
      # ago/14 · Editado por: musebreaks
      · votar


      on-man-band

      O que você achou das teclas do xps-10 comparado com os outros teclados que você tem experiência?
      Como não tem review em inglês, e os videos brasileiros são todos patrocinados pela Roland, fica meio difícil descobrir se realmente estão sendo sinceros... haha

      on-man-band
      Veterano
      # ago/14 · Editado por: on-man-band
      · votar


      musebreaks

      Então, as teclas são bem confortáveis, em tamanho padrão, ou seja, não são menores. Semelhantes as do GW7, GW8. São leves, mas melhores que as dos PSRs. Não tão boas como do XP60, que são mais firmes. Pensei que iam ser barulhentas pelo vídeo demo que vi no Youtube do SidinhoLeal Tecladista (a do sample de acordeom), mas são normais. Na minha opinião dá pra dar uma nota 7.

      musebreaks
      Veterano
      # ago/14
      · votar


      on-man-band

      Valeu pela resposta!
      Hoje eu passei numa loja e "experimentei" as teclas do Kross, achei leve demais pro meu gosto... Acho que vou acabar ficando com o XPS mesmo, vou só esperar a ExpoMusic pra garantir.

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Novo Roland xps-10

      301.832 tópicos 7.821.690 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2017 Studio Sol Comunicação Digital