Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

Livros 'L. Fletcher' e 'Meu piano é divertido' são indicados para adultos? (um p

Autor Mensagem
ReFDG
Veterano
# ago/12


Pessoal, desculpa pelo texto extenso que é minha pergunta, mas estou com uma dúvida que - sem querer ser chata - precisaria de uma <b>resposta urgente</b>, já que estou em vias de cancelar minha matrícula em um conservatório.

Comecei a estudar piano em novembro de 2010 e tive aulas com uma professora que usou comigo os livros leila fletcher volume 1 e 2, além do "F. Beyer Escola preparatória do piano" e da 'técnica dos 5 dedos'.

MINHA INTENÇÃO É TOCAR CLÁSSICO E TER COMPLETO DOMÍNIO, INCLUSIVE POSTURAL E ACOMPANHAR O METRÔNOMO.

Porém, em julho de 2011 tive um problema no punho direito e por recomendação médica eu deveria me afastar do piano por 1 ano.

Então, em julho de 2012 (há 1 mês), decidi, em vez de voltar às aulas com minha antiga professora, me matricular em um conservatório. Os livros usados são L. fletcher 1 e 2 e "meu piano é divertido 2". Ela não usa o "F.Beyer". Ela disse que em 1 mês vai passar todas as lições desses livros e vai passar às peças. Estou um pouco confusa achando que ela está correndo demais e tb não estou contente com algumas coisas que acontecem no conservatório em si.

Então, ontem conversei com outro professor de piano de outra escola de musica livre, que me disse que estudar nesses livro que ele chamou de infantil <b>eu serei motivo de chacota</b>, além de ficar mecanizada no piano, e jamais conseguir tocar sem ler partituras. A proposta que ele tem é a de que eu já comece na primeira aula a compor minhas próprias musiquinhas (como as do início do leila fletcher e piano divertido) para eu ir treinando o ouvido. Também já vai iniciar com peças eruditas, as mais fáceis. Disse ainda que vai marcar bem o tempo no metrônomo e que vou aprender a ler as partituras com as duas mãos juntas e sempre começando pela clave de Fá ("de baixo para cima").

Minha dúvida basicamente é a seguinte: Será que com esses métodos ficarei mecanizada? Será que esses livros não são realmente os mais indicados? O raciocínio dele está correto?

Às vezes acho que o melhor seria voltar para a primeira professora, que além de usar os livrinhos "infantis" usa o Beyer.

Tb achei estranho que nenhum deles mencionou hanon, embora eu vi que está no programa do conservatório!!

Me ajuda, please :-)

pianista1minuto
Veterano
# ago/12
· votar


ReFDG
Boa tarde.

Todos esses livros são ótimos, ele tem uma abordagem mais simples, e é perfeito pra quem esta começando no piano ou para que esta começando a ler partituras. Eu toco piano a 2 anos, mas só agora que entrei na aula, estamos usando o ''Bona'', mas meu professor deixou esse livro(Meu piano é divertido) comigo para eu ir tirando umas duvidas com ele e o achei perfeito.
Pense.. Se um homem quer aprender a ler, vc nao vai dar Don Casmurro (machado de Assis) para ele né? vai trabalhar com um livro para criança que ja são feitos para a nossa iniciaçao na leitura.

Eu e meu professor estamos trabalhando duramente encima de ''Czerny'' se vc acha esta perdendo tempo, pode pedir a sua professora para que ela possa te trabalhar com ele para vc. Foi um Pianista didatico, é famoso pelo seu grande numero de estudos deixados, mas ja vou te avisando.. Czerny trabalha com a INDEPENDENCIA dos dedos de forma extrema. Ele criou musicas que desenvolve a independencia, que se praticadas bastante, a curto prazo vc ja vai sentir uma grande diferença por da destreza que ele desenvolve.

Hanon , é uma serie de estudos que vão desenvolver a sua agilidade.
Isso é coisa pra se pegar depois de um certo tempo quando vc nao tiver nada pra fazer ashuashuashu
o maior erro do musico é querer achar que agilidade é mais importante que independencia, os seus professores vao trabalhar a sua independencia primeiro e depois, se precisar, a sua agilidade. Abç

Edson Caetano
Veterano
# ago/12
· votar


Cada professor tem um método, díficil dizer quem está certo

Fiz muitos anos de aulas particulares, quando entrei no conservatório, fiz praticamente 3 anos em 1, foi corrido pra caramba, é normal correr até o professor, acertar o seu real nível e domínio do instrumento

Não tem jeito, conservatório tem provas semestrais, não sabe, não segue adiante, não tem como ser empurrado, a professora com certeza deve estar tentando ver do que você é capaz

Tenha paciencia, por desencargo, busque informaçoes na região sobre a qualidade do conservatório, mas normalmente por serem mais tradicionais e conservadores, seus metódos podem parecer antiquados ao nosso ritmo atual, minha professora (tinha uma idade bem avançada) me dava reguadas para marcar o ritmo ou corrigir postura hehe

ps... legal treinar o ouvido compondo, mas eu acho que vai ser muito díficil para quem está começando... e vai te jogar muito para o lado popular, que normalmente os professores livres seguem

Hanon não é livro obrigatório, existem dezenas de livros de técnica, ainda melhores...

fernando tecladista
Veterano
# ago/12
· votar


como disseram os livros são bons, o fato de serem de longa data já dá um respeito a eles o que é diferente de revista de banca que aparece e some e ninguem que toca por ai diz que aprendeu por elas


Os livros usados são L. fletcher 1 e 2 e "meu piano é divertido 2
Ela disse que em 1 mês vai passar todas as lições desses livros e vai passar às peças
como você já fez aula entendo que ela vai usar esse método pra dar um "esquenta" pra depois pegar coisas mais adultas
também é dificil encontrar livros para piano focados em adultos, todos tem um ar infantil, esse do piano divertido no 1º vol tem músiquinhas como nome de [i]"o cavalinho, a papagaio, Mí o novo amigo"[/i]
o sengundo também vai na onda " margaridas, os tamanquinhos, mas do meio para o final tem peças do "F. Beyer" e algumas adaptações de outros
então você vai tocar Beyer de uma forma ou de outra

--------------------------------------------------------------
MINHA INTENÇÃO É TOCAR CLÁSSICO E TER COMPLETO DOMÍNIO
ontem conversei com outro professor de piano de outra escola de musica livre, que me disse que estudar nesses livro que ele chamou de infantil
o livro é infantil, estude as músicas e desencane dos nomes e desenhos dele, como disse é só um mês
o primeiro volume você faz tranquilo em uma aula e meia se ainda lembra como tocar


além de ficar mecanizada no piano, e jamais conseguir tocar sem ler partituras
isso é de cada um, conseguir tocar sem partituras, ser "mecanizado" qual o sentido da palavra?, conheço gente que toca só de ouvido e toca "mecanizado"
entendo que tocar "mecanizado" é passar reto na dinamica e ralentandos, isso tá tudo escrito na partitura é só respeitar e pegar seu modo de tocar
então tocar mecanizado não está relacionado a partitura ou método A ou B senão todo pianista erudito tocador de bach seria mecânico


Tb achei estranho que nenhum deles mencionou hanon
hanon é bom, mas por fóruns ai existem uma mania de esculhambar hanon, geralmente de quem nunca entendeu o seu porque ou nunca estudou
também é algo que dá pra treinar sem o livro
como boa parte dele é só sobe e desce com um desenho de um compasso, é facil pegar o desenho de cabeça e ir subindo de tecla em tecla

----------------------------------------------------
é a de que eu já comece na primeira aula a compor minhas próprias musiquinhas

compor eu acho que é algo igual a escrever um livro
tem que saber ler, ler muito e depois de assimilar trocentas ideias você escreve o teu livro

compor uma música sem saber onde ficam as notas, sem saber o que está tocando eu acho meio estranho, talvez só sirva para gastar parte da aula, ou valorizar auto estima
professor começar a mostrar como é a estrutura de uma música e em cima disso pedir para você criar algo, ai sim eu acho válido

pernalonga_uftm
Veterano
# ago/12
· votar


ReFDG

Concordo com o fernando tecladista, Edson Caetano e o pianista1minuto.

Ok, há escolas e escolas. Vai também de perfil, tem gente que prefere professores mais rígidos, tradicionais, outros gostam de construir algo no inicio. Vai de perfil.
Agora, esses livros vão te introduzir a pauta, as claves, a leitura, que desses livros dá para ser num andamento lento e treinando leitura, enquanto você vai estudando outros livros com o Czerny. O melhor para quem está começando é o "Primeiro mestre de Piano" (que é inclusive baixável na internet). Tem estudos bem progressivos... os primeiros são bem bobinhos, mas vai chegando ali pelo vinte/trinta... a coisa começa até introduzir um acompanhamento mais característico de sonatas e sonatinas... vai trabalhando a harmonia característica do período romantico... E outro livro que eu acho mto legal... e que não é nenhum pouco infantil é o Burgmuller - 25 peças fáceis. São bem melodiosos, nem parecem "estudos" embora aqui sejam usados como estudos pelo Conservatório Estadual de Música Renato Frateschi (Uberaba - MG). Vai dando noticias para nós de como está sendo os teus estudos... e vai compartilhando. Toda experiência é sempre válida. E ps.: se teve problemas no punho, já procurou uma fisioterapia para cuidar? O que foi? Sindrome do Tunel do Carpo? Fratura de algum osso do carpo? Abraço.

macaco veio
Veterano
# ago/12
· votar


Sinceramente, leila fletcher nem pra criança esse livro presta, as crianças que eu ensino são mais inteligentes que esse livro, Meu piano é divertido é mais bem feito que L Fletcher. Penso como o professor que lhe disse para começar com as proprias musiquinhas pra desenvolver o ouvido e não ficar agarrada so na partitura, apesar que ele começa com a clave de fa, eu começo com a de sol mesmo. Esqueça Bona e Hanon, isso é muito chato pra aprendiz. Eu sugeriria o Suzuki piano School 1 e 2, não tem lição chata

ReFDG
Veterano
# ago/12
· votar


A TODOS,

Nossa! Muito obrigada pelas respostas. Todas são ótimas e se complementam. Votei em todas como "boas".

De fato, eu nunca vi problema em aprender em livros 'infantis', já que para aprender a ler e escrever todo mundo começou pelo "Caminho Suave" (rs), mas o professor que criticou o método foi bastante enfático e disse que COM ESSES LIVROS EU NÃO APRENDERIA A "LER" PARTITURAS E SIM A "DECORAR". E foi essa afirmação que me assustou. Eu, particularmente, tenho um verdadeiro carinho pelos meus livrinhos. Acredito que um dia irei olhar para eles com saudade do tempo em que estava 'engatinhando' ao piano.

Mesmo assim achei-o um pouco arrogante em criticar vários pianistas.

Abraços
;-)

pernalonga_uftm
Veterano
# ago/12
· votar


ReFDG

Uai, a minha mãe também está estudando, só que teclado... ela faz livros de piano para aprender a ler... fez o Primeiro volume do Bastien, que é super infantil... e logo logo entrará no Czerny. Para não criar o hábito de decorar e sim ler, comece a pegar a partitura e tocar num andamento beeeeeeeeeeem devagar e vai lendo com calma, tenta observar o motivo da peça... assim vai se treinando leitura na pauta. Talvez o SilvG8 e o Edson Caetanotenha alguma dica melhor (que eu também sou iniciante nessa de estudar o piano piano, só com um ano a mais... não conheço muito da didática o que é melhor). Sei que comigo foi assim: Antonio Adolfo ainda na época que eu fazia teclado... e depois eu entrei no Czerny quando fazia teclado... depois quando comecei a fazer piano, continuei no Czerny, conheci o Hanon, o Berens, e o Cramer (embora Cramer eu definitivamente não faça ainda, é muito puxado) para trabalhar independência dos dedos... mecanismo... Fui fazendo as peças do Bela Bartok (que são leitura bem fácil... o primeiro volume é mto bom para quem está começando e já te introduz a uma sonoridade mais dissonante que é comum em peças eruditas modernas tipo Osvaldo Lacerda). Espero que você cresça bastante e vá dividindo conosco. Abraço.

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
 

Tópicos relacionados a Livros 'L. Fletcher' e 'Meu piano é divertido' são indicados para adultos? (um p

289.624 tópicos 7.555.590 posts
Fórum Cifra Club © 2001-2014 Studio Sol Comunicação Digital