Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      Richard Clayderman faz apresentações no Br

      Autor Mensagem
      expedifer
      Veterano
      # set/08


      Pois é: essas coisas acontecem também aqui no Br

      Pianista Richard Clayderman faz única apresentação em SP

      O pianista Richard Clayderman volta ao Brasil depois de seis anos para se apresentar em quatro capitais --Porto Alegre (RS), Curitiba (PR), São Paulo (SP) e Rio de Janeiro (RJ). Em São Paulo, o show acontece neste sábado (13), no HSBC Brasil (região sul da capital paulista).


      Pra quem achar isso "importante":

      http://guia.folha.com.br/concertosedanca/ult10046u443507.shtml

      expedifer
      Veterano
      # set/08
      · votar


      Agora o absurdo: quem pagaria R$ 80 pra ver o "dito cujo"?

      http://guia1.folha.com.br/guia/shows/romantica/110362/richard_clayderm an

      makumbator
      Veterano
      # set/08
      · votar


      expedifer

      Esse cara(e seu piano branco) para mim é o estereótipo perfeito de tudo o que é cafona em música.
      Prefiro ouvir uma pianola desafinada de saloon que a esse indivíduo!Hhehehe

      CheshireCat
      Veterano
      # set/08
      · votar


      Poxa, na comunidade de piano no orkut também estavam "metendo o pau" no cara. Coitado =O

      (ok, mas aquele fundo passeante no clipe da Ballade é uma das coisas mais nada a ver que eu já vi)


      expedifer
      Agora o absurdo: quem pagaria R$ 80 pra ver o "dito cujo"?
      Curiosidade, quanto que normalmente se paga em apresentações do gênero, de pessoas menos conhecidas? (não faço nem idéia)

      expedifer
      Veterano
      # set/08
      · votar


      Acabei de ver o preço dos ingressos (assentos e não camarotes): de $ 80 a R$ 200, sendo 80% dos 1800 lugares deles a R$ 150. Pode? Se pelo menos tocasse num Steinway, eu iria pagar os R$80 (será?) pois que eu saiba, não existe ingresso mais barato que isso, seja qual for, pra se ouvir um Stainway, não?

      Mas soube que há uns 10 anos atras ele era contratado da Tcheca:

      http://www.petrof.com/

      Será que ainda toca neles? Alguem sabe da sua qualidade (falo do piano)?

      makumbator
      Veterano
      # set/08
      · votar


      CheshireCat

      Olha, já assisti caras do nível do violinista russo Maxim Vengerov de graça ou algo muito perto disso. Não só ele como figuras do nível do Perlman, Zuckerman, Daniel Barenboin, Martha Arguerich, Trevor Pinnock, Sigswald Kuijken, Rostropovich, L'orquestre de contrebasses, Rio Cello Ensemble, Arnaldo Cohen, Daniel Guedes, Tibor Delô, irmãos Santoro e o pai Sandrino Santoro, entre outros.

      Coitado do Clayderman perto deles.


      Só pra vc que é pianista ficar com inveja:

      Eu já toquei acompanhando em orquestra figuras como: Nélson Freire, Heitor Alimonda, Rosana Lanzelotte, Eudóxia de Barros(essa dona é nota 11!), Arthur Moreira Lima, Edmundo Vilani-Côrtes...sem contar os não pianistas:

      Turíbio Santos(um dos mais simpáticos e acessíveis, e ao mesmo tempo um virtuose e músico completo), Altamiro Carrilho, Antônio Carrasqueira, Mariuccia Iacovino, Fausto Borém, David Chew, etc...

      E não só não paguei para estar presente, como ainda recebi, e me valeu como uma grande aula de música em cada um desses encontros...Heheheh...isso é melhor que assistir ao Richard Clayderman!

      fernando tecladista
      Veterano
      # set/08 · Editado por: fernando tecladista
      · votar


      Agora o absurdo: quem pagaria R$ 80 pra ver o "dito cujo"?

      se eu estivesse eu uma fase normal de grana eu até pagaria sendo o show aqui perto
      hoje o cara não é mais a sensação como foi, está igual a roberto carlos, julio iglesias, ray conniff.... que aparece agrada uma geração e depois passa a sua vida tocando pra eles

      ele apareceu lá no final da decada de 70 onde onde o cinema emplacava músicas muito melhor do que hoje: "tema de lara" "love story" ainda sobrevivem

      quando era pequeno eu ouvia muito, ainda tem um LP aqui em casa, lembro das minhas tias ouvindo


      não é um trabalho performatico, o cara segue a linha de "melodias inesqueciveis" sem ficar com improvisos, reharmonizações, fritação...

      cafona pode ser relativo, quanto a aparencia
      o cabelinho loiro e o piano branco do richard é tão cafona quanto:
      -elton jonh que também já teve piano branco e uma indumentaria de desfile de carnaval
      - o visual da banda KISS
      - músicos de progressivo que tocavam com capa de cetim ou lantejoula

      quanto ao estilo
      -a "amor i love you" que a marisa monte canta
      - "isso" do titãs (Isso, que acontece com a gente, acontece sempre com qualquer casal)
      -"amor e sexo" da rita lee

      e outras... dão otimas músicas pro richard fazer versões instrumentais, pra mim o estilo não muda nada, só muda o marketing

      expedifer
      Veterano
      # set/08 · Editado por: expedifer
      · votar


      makumbator
      Cara: que currículo!! Vc toca o quê?

      Mas sobre essas verdadeiras estrelas, contra o "pobre dito cujo", pode apostar que ele ganhará seus U$ 200mil por noite de apresentação (1800X150X1,8) no Br, e com certeza lotação total, não conseguirão estes além de nunca lotar uma casas de shows dessas, muito menos a esse preço, a "pequeninha" fortuna que esse infeliz já fez. Porque? Pergunte ao povo brasileiro (e mundial).

      http://desciclo.pedia.ws/wiki/Richard_Clayderman

      makumbator
      Veterano
      # set/08
      · votar


      expedifer

      Em orquestra toco contrabaixo acústico.

      fernando tecladista

      cafona pode ser relativo, quanto a aparencia
      o cabelinho loiro e o piano branco do richard é tão cafona quanto:
      -elton jonh que também já teve piano branco e uma indumentaria de desfile de carnaval
      - o visual da banda KISS
      - músicos de progressivo que tocavam com capa de cetim ou lantejoula


      Verdade. Mas vamos admitir que a fabricação de pianos brancos deveria ser proibida internacionalmente! Já toquei em um contrabaixo acústico branco, que também era de matar!

      Ray Connif até gostava. Já assisti show dele duas vezes(só aqui em Juiz de Fora, ele deve ter vindo umas 10 vezes!).

      Mas não sei, acho o Richard Clayderman não só cafona na aparência, mas principalmente na sonoridade...muito meloso!!Hhsahas

      Artref
      Veterano
      # set/08 · Editado por: Artref
      · votar


      Enquanto vocês e muita gente ficam metendo o pau no Richard Clayderman, ele está lá gozando de uma vida maravilhosa, com os 60 milhões de discos vendidos. Esse cara é um herói.

      E eu não acho ele ruim, até gosto, me desculpem.

      Engraçado é que geralmente vejo pessoas criticando o cara, mas que no entanto quando precisam tocar "Balada para Adeline" não conseguem sequer tirar a música, quanto mais fazer decentemente o arpejo do meio...rs....pô, se vai meter o pau, faça melhor né...rs...

      Outro fator é que ele popularizou o piano, e pra mim isso é positivo.

      makumbator
      Veterano
      # set/08
      · votar


      Artref

      Poxa, mas o piano já era bastante popular muito antes do Clayderman. Na verdade, no início fim do século XIX e começo do século XX, o piano era um dos instrumentos mais populares em várias camadas sociais. Inclusive, havia vários instrumentistas de "origem humilde" que tocavam o instrumento(no choro por exemplo havia muitos).

      O Clayderman até pode ter levado o instrumento a um patamar de visibilidade diferente na música pop "moderna", o que eu reconheço. Mas não consigo gostar do estilo e sonoridade dele de jeito nenhum, mas é claro que é só uma opinião pessoal, assim como tem muita gente que gosta. No entanto, tem muita gente que ganha menos(e tem menos fama) que ele, e toca muito mais!

      expedifer
      Veterano
      # set/08
      · votar


      O Richard Clayderman tem realmente um bom curículo: seu pai era um excelente professor de piano em Paris, se detacou no piano desde a adolescência e se formou na academia (conservatório) de musica de Paris. Só isso já o ressalta sobre a maioria dos grandes pianistas mundiais. E já ví (coisa rarissima) se desbruçar com aptidão em notas clássicas sobre o piano.

      O problema é que é conhecido publicamente por APENAS tocar músicas com um ou dois dedos (melódicas) como se pode ouvir e ver em 99% das suas gravações. Isso acaba com seu currículo e "destroi" a sua reputação. Sobre TODAS sua obras gravadas, o nosso João Donato toca mais e melhor que o "de cujos" mil vezes, mesmo nunca tendo se formado em nada, iniciado em acordeon/sanfona e só tocar jazz e Bossa Nova. Arrebenta no piano e já gravou mais de 50 discos. Pra ele eu pagaria ate esse ingresso que pedem (e já tocou e cantou com a maiores estrelas brasileiras além de muitissimos artistas americanos). Precisa ver o que ele faz num piano.

      Agora, será que alguém precisa ver o que esse "Phillippe Pages " Clayderman faz no piano?

      TG Aoshi
      Veterano
      # set/08
      · votar


      Não curto, acho muito sem graça, e fico por aqui...

      makumbator
      Wow!!! <o>

      Que currículo!!!! <Õ>
      Até com o grande Altamiro!!

      makumbator
      Veterano
      # set/08
      · votar


      expedifer

      Taí...o Donato é extamente o tipo de cara de que estou falando. É até relativamente famoso internacionalmente, e deve ter uma vida financeira bem tranquila, mas não no nível "pop" do Clayderman. Mas mesmo assim ele toca trocentas vezes mais que o loiro, e ainda é um bom compositor, ótimo arranjador, excelente improvisador...e por aí vai!

      makumbator
      Veterano
      # set/08
      · votar


      TG Aoshi
      Até com o grande Altamiro!!

      Esse velhinho é uma figura! Conta altas piadas! E está na ativa até hoje!!!! Ele é a Dercy da flauta!!!!Hsahash

      Ken Himura
      Veterano
      # set/08
      · votar


      makumbator
      Esqueceu de contar que tocou com o grande Ken Himura também hahahaha.

      CheshireCat
      Veterano
      # set/08
      · votar


      makumbator
      Wow!!! <o>

      Que currículo!!!! <Õ>
      [2]
      =OO
      Um dia eu chego lá! (nem que seja na próxima encarnação)

      Pajé
      Veterano
      # set/08 · Editado por: Pajé
      · votar


      Discutir e classificar o q é ou não brega é uma corda bamba. Vejam, por exemplo, o monstro dos analógicos Rick Wakeman, com sua capa prateada inconfundível e todo sensacionalismo que promove em seus shows; no entanto, assim que sua apresentaçaõ se inicia, sua proficiência nos teclados fica logo evidente e mantem qualquer simpazante de timbres e habilidades nas teclas sentado facilmente na cadeira por 2 horas.
      Agora falar de um cara que treinou como ninguém arpejos e executa-os em qualquer espaço na música para tentar convencer a platéia a pagar R$ 80,00 e espera aplausos por isso é concluir muita pretenção, pra não dizer "maldade".
      Deixe que as senhoras insatisfeitas com seus maridos enriqueçam Richard Clayderman, e que sua música seja ouvida em todo tele carinho, casamento e caminhão de gas...

      elektrodisco
      Veterano
      # set/08
      · votar


      Pago no maximo um passe de ônibus, o mesmo que daria para entrar em um show do Tiririca ou Moacir Franco.
      E o pior...ter que tomar cerveja Schincaril no HSBC ! Ai acabou com tudo !

      fernando tecladista
      Veterano
      # set/08
      · votar


      e que sua música seja ouvida em todo tele carinho, casamento e caminhão de gas...

      na verdade a do gas é do Beethoven

      AUTOBOT
      Veterano
      # set/08
      · votar


      Acho que o Richard Clayderman é um cara punk, no sentido de seguir aquela filosofia D.I.Y.

      Por isso ele se tornou extremamente popular: se ele toca, qualquer um pode tocar (sem virtuosismos e outros malabarismos tecladísticos).

      Também escutei muito quando era pequeno. E melhor ter sido ele do que "a dança do créu".

      CheshireCat
      Veterano
      # set/08
      · votar


      fernando tecladista
      na verdade a do gas é do Beethoven
      Na verdade... ele toca alguma música de autoria dele? A Ballade eu sei que não é.

      makumbator
      Veterano
      # set/08
      · votar


      Ken Himura

      Esqueceu de contar que tocou com o grande Ken Himura também hahahaha.

      ...isso quando vc não chega atrasado no ensaio...hsahashashashas!!!!

      CheshireCat
      Um dia eu chego lá! (nem que seja na próxima encarnação)

      hehehe...mas acompanhar essas figuras é moleza, tocam bem pra caramba sozinhos e em grupo! Acompanhar nego sem noção de tempo e ritmo ruim é que é difícil!!!!

      Ken Himura
      Veterano
      # set/08
      · votar


      makumbator
      Hahahahaha

      Claro, o melhor chega por último. Hahahaha

      Sérgio me mata se vir isto! hauahuahauh

      fernando tecladista
      Veterano
      # set/08
      · votar


      Altamiro Carrilho
      Até com o grande Altamiro!!

      pra ver como são as coisas

      curto muito o altamiro, tenhos alguns CDs dele

      mas já vi o professor de flauta da minha irmã mandando ela parar de ouvir o cara, porque o timbre dele não é aconselhavel pra quem pretende tocar erudito

      expedifer
      Veterano
      # set/08
      · votar


      Pois é, makumbator e Ken Himura.

      O Richard Clayderman poderia ter contratado voces dois pra participar da apresentação, pois contratou 6 músicos (os melhores?) de uma orquestra sinfônica me parece, de SP, onde fez essa apresentação (foram 4 violinistas e 2 violoncelistas).

      Acabei indo no show pois soube dessa casa que iria mesmo ter um Steinway D na apresentação. Não perderia por nada mesmo se o "Tiririca" estivesse tocando nele pra cantar a "Fiorentina". E não foi só eu: a casa LOTOU mesmo. As fotos são logo bem antes da apresentação ate o fim do show onde todo mundo levantou pra tirar fotos do palco (e era proibido levar camara!):

      http://img232.imageshack.us/my.php?image=rc0gs6.jpg
      http://img229.imageshack.us/my.php?image=rc1vs3.jpg
      http://img209.imageshack.us/my.php?image=rc2ch3.jpg
      http://img209.imageshack.us/my.php?image=rc3co6.jpg
      http://img175.imageshack.us/my.php?image=rc4dp5.jpg

      E como havia gente famosa lá. Incrível o que esse "tingidão" faz (não mudou só o nome)!!

      Mas fiquei deslumbrado com o que fez com as mão nesse piano: me espantei - arrasou mesmo. Pensei que era artista de dois dedos. Mas se debruço sobre o piano (havia 2 telões focados o tempo todo nas teclas). O cara brincava muito mais com a mão esquerda, nos acordes. E eu pensava que só tocava com a direita e ainda com 2 dedos!! Ví que o forte dele é acordes mesmo, a uma velocidade incrível. Não ví absolutamente um erro sequer em 2 horas tocando quase sem parar. O cara é uma fera mesmo. E fez um improviso de 1ª com uma música brasileira. Eu que ví o Donato tocando pessoalmente, sinceramente esse "alegre" o deixa "no chinelo".

      Mas não fui pra ver algum francesinho tocando, mas sim o piano. Confesso que nunca ví um Steinway D arrrebentando,. Ví uma vez na Sala SP na orquestra sinfonica de SP. Mas era música erudita e pouco se ouvia o piano, ainda assim com notas "timidas", apesar dos demais belos instrumentos dessa orquestra.

      Mas o Clayderman quase destruiu o piano arrebentado notas nele pesadas, que maravilhoso piano. não distorcia dejeito nenhum, em qualquer nota que se ouvisse. Falo isso porque já ví todas as marcas possíveis no Br de pianos e 99% distorce SEMPRE em alguma nota, principalmente nas muito baixas (graves) e nas altas (agudas). Nos graves então doi ate os ouvidos dependendo da marca de piano. Tem gente que evita músicas ou partituras que tenham demais essas notas. Sabem da vergonha que irão passar. Ví isso ate em Steinways sem afinação (velhos) .

      Mas esse Steinway estava absurdamente perfeito. Soube na mesa de som dessa casa que o Clayderman não mais viaja com pianos e em cada cidade que chega, aluga SEMPRE um Stainway D. Se a cidade não tiver, não vai lá pra não "sujar" o nome (no RJ então vai ter um). E a empresa contratada afina no local o piano (deve custar por baixo uns U$5mil por dia o aluguel). E ele não leva piano pois saem da afinação facilmente nas viagens. E soube que faz tempo não tem mais contrato com nenhum fabricante de pianos. Mas seu maior remorso é justamente a Steinway nunca o ter posto no hall da fama, isto é, no site de famosos que usam esse piano e que aparece na pagina da Steinway. Porque será?


      Agora sobre esse piano:fiquei maravilhado. NADA a ver com as gravações que ele fez (CD), é muito melhor. E foram usados Steinway também. Ouvindo lá suas músicas, e eu tendo algumas, ví diferença brutal no som. Conclui que NÃO EXISTE microfonia que realmente obtenha o som real de um Steinway, com sua acustica, resonância, etc (soube que ele leva consigo ate microfones especiais). E mais: o som da amplificação estava bem baixo nesse teatro, só concentrado nos outros 6, mas no piano se ouvia a acustica mesmo em todo o salão (quem já foi a um recital sabe disso).

      O cara detonava nas notas graves e saiam perfeitas, com gosto de se ouvir mais essas notas. Os agudos não fazem ranger os dentes, nem pareciam unhas arranhando. Caramba, que piano lindo. E não é nada que já ouvi em CD, DVD ou outra forma qualquer. Quando cheguei lá, achava que um Steinway D era um F1 dos pianos, uma Scania poderosa dos caminhões. Ou seja, um Jumbo que faz tremer a barriga na decolagem. NADA DISSO. É simplesmente um "simples" piano que enganaria qualquer um que não ficasse prestando MUITA atenção (com ouvidos afinado) pra perceber que NÃO DISTORCE de jeito nenhum. E se não prestar atenção (como conversando com alguem), nunca saberá que é um Stainway. É SÓ ISSO. É pra quem tem ouvidos mesmo e nada de Jumbo ou transatlantico. Mas é maravilhoso pelo simples fato de saber que é IMPOSSÍVEL alguem conseguir gravar seu som real e só poucos felizardos o ouvirão pessoalmente (a microfonia distorce demais nos CD e DVDs nas notas altas, baixas, toques pesadas dadas em qualquer nota mesmo as médias, etc) . Só isso já vale o ingresso. Recomendo a todos essa oportunidade.

      expedifer
      Veterano
      # set/08 · Editado por: expedifer
      · votar


      O belissimo Steinway D de U$ 100mil, o mesmo da foto:

      http://www.steinway.com/steinway/catalogue/models.shtml

      E o grandissimo João Donato:

      http://www.youtube.com/watch?v=nFTbCpUlIvc&feature=related
      http://www.youtube.com/watch?v=8UTREyn8CNA&feature=related

      makumbator
      Veterano
      # set/08
      · votar


      expedifer

      Nossa, não é que vc prometeu ir e foi mesmo!!!! Hhehehe.

      Então ele é um desses artistas que em estúdio tocam de uma forma e no palco são bem diferentes? Só tinha ouvido o sujeito em gravação de estúdio, ou trechos dele ao vivo(há trocentos anos), mas era naquele estilo especial do Roberto Carlos, em que tudo é certinho demais e exagerado.

      Que bom que valeu a pena, imagino o nível desse piano! Realmente nem vale a pena ficar viajando pelo mundo levando-o junto. Deve ser mais barato e prático alugar o melhor disponível no local. O Nélson Freire é ainda mais esperto, pois na época em que toquei com ele, o namorado era seu afinador, assim resolvia dois problemas de uma só vez! E grátis!!!!

      O Clayderman tem boa técnica, eu só não gosto do estilo dele tocar(em suma, o que ele faz com essa técnica). Mas muita gente gosta, sem problemas para mim. Ele me desagrada musicalmente da mesma forma que o falecido Pedrinho Mattar o fazia(também tinha MUITA técnica, assim como a maioria da chamada "escola florida"), mas para meu gosto não servia...apesar que acho que o Mattar tocava mais limpo que o Clayderman(além de seus arranjos serem tecnicamente bem mais difíceis).
      Outro que nunca me agradou(dessa mesma escola) era o Liberace.

      Na questão da gravação também concordo. Mas acho que isso se extende a todos os instrumentos(apesar que realmente o piano é um dos piores para se gravar, mas que o grande órgão também é uma dor de cabeça). Mas também não é só a questão da gravação, pois temos que lembrar como ouvimos a mesma: em caixas comuns a maior parte do tempo. Isso também deteriora a melhor das gravações. Por isso aqueles audiófilos compram caixas e amplificadores hi-end de milhares de dólares...para igualar ou suplantar o nível de qualidade dos equipamentos que foram usados para se gravar, e obter a melhor resposta sonora possível(o que faz bastante sentido).

      Por isso sou da opinião, que nada, nada mesmo, bate um par de ouvidos e um cérebro, ouvindo um instrumento(e se possível, principalmente no caso de um piano, sem P.A. reforço, nada, apenas a sonoridade natural em uma boa sala de tamanho adequado).

      fernando tecladista
      mas já vi o professor de flauta da minha irmã mandando ela parar de ouvir o cara, porque o timbre dele não é aconselhavel pra quem pretende tocar erudito

      Também já ouvi isso de professores de flauta, que até gostavam do som do Altamiro, mas quando aplicado apenas no popular.

      fernando tecladista
      Veterano
      # set/08 · Editado por: fernando tecladista
      · votar


      Mas seu maior remorso é justamente a Steinway nunca o ter posto no hall da fama,
      já pra adiantar não dá pra dizer que é só porque coloca erudito ou fudido porque o guilherme arantes está lá


      Então ele é um desses artistas que em estúdio tocam de uma forma e no palco são bem diferentes?
      como qualquer artista pop tem que seguir padrões

      Só tinha ouvido o sujeito em gravação de estúdio
      muita gente julga o cara pela gravação de "Ballade pour Adeline" de """1976"" se passaram 32 anos, o cara na certa toca melhor do que na decada de 70, mas ele é pop, tem seu público que na década de 70 tinha lá 20, 30 anos, então hoje ele toca pra pessoas na faixa dos 50, 60... alguém consegue imaginar sua avó curtindo uma fritação do Jordan Rudess?

      é uma gravação melosa, é, mas era como se fazia om música romanticca na década de 70

      ----------------------------------------

      um ano atras um restaurante francês me chamou para tocar... e claro... tinha que tocar música francesa, mas música tradicional, como aqui a gente só paga pau pra americano, sai pela internet procurando repertório, e praticamente 90% do que achei de mp3 pra baixar era de Édith Piaf e do Clayderman, ouvi, tirei de ouvido e fiz do meu estilo
      então tem muito mais coisa do que "Ballade pour Adeline" na obra dele, mas claro mantém a linha de trabalho dele: "música para senhoras e senhoritas que não piravam o cabeção com lsd na década de 70", se fosse um picareta de verdade não passava do 2º "LP" porque levaria três anos pra estudar o arranjo novo em arpejo aberto na mão esquerda e os intervalos de 6ª na direita

      Chespirito
      Veterano
      # set/08
      · votar


      Richard Clayderman é reconhecido por suas músicas de alto teor romântico, que embalam platéias ao redor do mundo.

      Esse cara é fera!!!

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Richard Clayderman faz apresentações no Br

      305.954 tópicos 7.899.768 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2018 Studio Sol Comunicação Digital