Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

Rick Wakeman (melhor tecladista do mundo) tocando na velocidade da luz

Autor Mensagem
Renan Gonçalves Flores
Veterano
# mai/07 · Editado por: Renan Gonçalves Flores


Vejam este vídeo:



Aqui Wakeman dá o seu melhor (eu que sou fanzaço do Yes nunca vi nada parecido!).
Vale a pena assistir ao vídeo inteiro, mas se você só quer diversão, acelere o vídeo para os 2:30.

Comentem!

Eric 146
Veterano
# mai/07
· votar


Posta isso no lugar certo, ja tem forum de teclado pra isso

fernando tecladista
Veterano
# mai/07
· votar


Posta isso no lugar certo, ja tem forum de teclado pra isso

já tem esse video por lá

mesmo assim valeu relembrar

Hugo capitalista
Veterano
# mai/07
· votar


Alguém pode me dizer que show é esse? Foi lançado comercialmente? Pela capa e cabelo do Xitãozinho e Xororó, diria que já deve ser meio velho.

Rapha_krust...
Veterano
# mai/07
· votar


legal mas eu´prefiro o Chik Corea!

TG Aoshi
Veterano
# mai/07
· votar


wow!
Essa onda de velocidade tá infectando até o mundo das teclas??

Legal o vídeo! (mas não pela técnica)

by the way, isso sim é divertido! =p


ROTTA
Moderador
# mai/07
· votar


Velocidade nunca garantiu qualidade. Movido para o fórum de teclado.
Abraços.

korgman
Veterano
# mai/07 · Editado por: korgman
· votar


Sou suspeito para Falar de Rick Wakeman, em 1974 aos 15 anos já formado em piano classico, simplesmente escutando as Seis esposas de Henrique oitavo literalmente enveredei para o rock progressivo.

Basta dizer que ele foi um dos precursores do rock progressivo sinfonico, juntamente com Keith Emerson, outra fera extremente rápido e harmonico, o Keith foi muito influenciado por Mussorgsky diga se de passagem. explosão e harmonia em doses certas, tal qual a receita de um bolo..

Vale a pena escutar A seis esposas de Henrique Oitavo, Rei Arthur e os cavaleiros da Távola Redonda, Viagem ao centro da Terra... Treis discos treis viagens...pelo menos uma vêz..

O Rick foi o tecladista da melhor fase do Yes.

Me desculpem discordar mas não o considero o Rick um velocista, seria o mesmo que incluir Franz Liszt e Mussorgsky e o argentino Ginastera neste clube, o que seria uma heresia..

Basta pesquisar e ouvir a discografia do Rick para perceber que se Wakeman tivesse nascido em 1800 com certeza teria sido um compositor tão famoso quanto Franz Liszt, basta escutar Viagem ao centro da terra para perceber que ele é um iluminado, tal qual Chopin, Mozart.


Lembro de uma uma apresentação a dois pianos entre Chick Corea e Herbie Hancock, em que ambos harmonizavam incrívelmente bem notas demoradas mas incrivelmente bem colocadas, como o bom gosto e economica, e de repente mudavam de atmosfera aplicavam uma velocidade espantosa em sincronia, enquanto um solava o outro harmonizada, invertendo-se a cada coclo de 8 compassos, incrivelmente divino e assustador.

O problema justamente a maneira que utiliza a velocidade, estes vídeos de velocidade em escala cromática que assisti em um tópico no cifra é pura besteira. se um musico treinar duro..com afinco em um teclado coj teclas bem leves com certeza conseguirá, o problema é que ninguem estará disposto a ouvir cromatismos, é como formula Indy, sem chicane.. sem redução, dá sono.

Pessoalmente acho que existam muitos velocistas por aí hoje em dia fazendo progressivo, estes sim "atletas de 100 metros rasos".


Claro que não é só de erudito e progressivo "de verdade" que dá base para se avaliar grandes musicos. e que jamais serão ser esquecidos..

Minha lista é enorme Jazz.. Chick Corea ,Keith Jarret e Errow Gardner, Duke Wellington, Herbie Hancock, Tellonious Monk, Jerry Lee lewis Rock an roll, Elton Jonh para o Pop romantico.

Sem esquecer o Hermeto (harmonioso e rápido).. o Egberto..e seu famoso Oberheim OBXA no início da década de 80.

E os atuais Jordan Rudess.. Derek Sherinian.. "quando não estão fazendo workshops claro" mas tocando para valer com certeza é fácil perceber a velocidade versus critério atuando.

Rápidos quando a situação pede, economicos quando a situação não pede.

Estilos a parte, adoro e pesquiso todos, cada qual destes musicos acima podem nos ensinar caminhos completamente antagonicos para se utilizar oo teclado.

Na minha opinião.. matéria prima e diversidade básica para se tornar um musico completo, ou pelo menos chegar o mais perto possível.


Valeu Galera

riceira
Veterano
# mai/07
· votar


korgman
Fiquei estupefato! "é como formula Indy, sem chicane.. sem redução, dá sono" (...) "estes sim "atletas de 100 metros rasos". Além de músico, programador de teclados e tudo o mais, você escreveu uma crônica brilhante! Só pergunto se teria lugar para o grego Vangelis neste clube?

FabioSalgado
Veterano
# mai/07
· votar


Fala Áureo, beleza ?

Avisa pro amigo aí de cima que esse é um vídeo até meio que novo, e que o Rick Wakeman tinha um cabelo muito mais comprido ainda, lembra dele naquela capa com uma túnica branca?

Rick Wakeman, esse é o cara !

Abraços!

Mauro Lacerda
Veterano
# mai/07
· votar


korgman

Falou tudo. Ótima colocação.


Abraços.

mam
Veterano
# mai/07
· votar


É, até que eles tocam direitinho!!! hehe...

korgman
Veterano
# mai/07
· votar


Amigos Riceira, Fabio e Mauro

Descrevi apenas a atmosfera que respirava em minha adolescencia e a incirível mudança em minha vida musical "culpa" deste incrível "vinil na do Rick.. e referencia até hoje..

SHOW AO VIVO

Assisti um Show que o Rick fêz no antigo Olympia, na década de 90 ...séculos atras he he he, ocasião que veio tocar junto com seu filho suas pérolas do progressivo... uma banda simples sem cellos violas ou mesmo Guineveres patinadoras.

Lá percebi o genio que este cidadão é...., e só precisei de 20 segundos para captar sua aura ao vivo ou talvêz menos..

Tudo aconteceu durante este show, chegou a uma parte onde o filho dele inicia a execução de uma parte de piano muito complicada, "não me lembro de qual musica"

Enquanto o "garoto wakeman" executava nas suas limitações esta parte encrenca, olhei para o semblante do "paiRick " e fiquei assombrado, Ímpressiona... chocado com o que testeminhei .

para tentar descrever o indescritível.. Imaginem então um pai tocando dois teclados ao mesmo tempo, com aquela tradicional e assombrosa independencia nas mãos que possui... olhando para o filho preocupado exibindo aquela cara de "não erra filhão".

O cara ficou olhando para o filho.. absorto observando com muita apreensão as mãos do filho..... enquanto as suas duas mãos executavam duas encrencas.. com uma facilidades que nós mortais executamos o Bife "shopstick"...

Na minha opinião Este cara vem de fábrica com um processador Dual Core !!!!!!!!!!

Depois de ter testemunhado isso, me deu vontade de sair.. pagar a entrada novamente.. e entrar

Afinal, só estes segundos de genialidade valeram o show inteiro!!

Valeu Galera

korgman
Veterano
# mai/07
· votar


Riceira.

Desculpe não ter mencionado o Vangelis e também o Michell Jarre.

O Vangelis é uma viagem alucinante, gosto muito da Musica Short Stories, musica que compóes um Vinil que ele fez em com parceria Jon Anderson (Yes).

Que disco brother... a voz do Anderson mais a atmosfera do Vangelis..

Impressionantye

Rick Pac
Veterano
# mai/07 · Editado por: Rick Pac
· votar


...

Rick Pac
Veterano
# mai/07 · Editado por: Rick Pac
· votar


...

AUTOBOT
Veterano
# mai/07
· votar


Rick Pac
O Vangelis também é muito econômico... seus discos com o Jon Anderson são, na minha humilde opinião, verdadeiras obras primas.

Meu Deus, aquilo é obra-prima????

Então eu venho botando uma fortuna fora, todo dia, pela patente da minha casa (porque na casa dos outros, merda não rola).

fernando tecladista
Veterano
# mai/07
· votar


Deborah é legalzinha
:)

korgman
Veterano
# mai/07
· votar


Com certeza Tom Jobin e João Donato, "Deodato" são grandes expoentes.

Apenas não os incluí, porque o Mot do tópico era velocidade..

Se não o fosse com certeza Jonhy Alf, Deodato, Mariano, Peranzetta, seria incluídos no tópico, mas que fazem parte integrante de minha discografia e didática.

Apenas mencionei musicos cuja mescla entre velocidade e economia, são mais proeminentes.

É justamente aí que o bicho pega, pois se é rápido mas não é criativo/economico/surpriendente, quando é necessário, será rotulado de Ben Jonhson dos teclados, que na minha opinião é tão rui quanto Cãozinho dos teclados!!! não importa se progressivo, jazzista... etc..

Mas para se avaliar isso, com consistencia escutando duas musicas do sujeito não da embasamento.

Chopin.. vai de noturno.. passe pelas valsas.. scherzos e encerre pela Polonaise não existe outra maneira.


NASA

Imagine se mandássemos uma capsula espacial para a via láctea contendo musicas de bandas variadas, e por acaso cometessemos o sacrilégio de enviar dos Beatles, apenas a musica " I want to hold in your hands".. se esquecendo das pérolas contidas nos Albuns Revolver, Rubber Soul, Sarggent Peppers???

Com certeza nenhum musico extraterrente irá achar os Beatles uma revolução, acho que iriam nos subavaliar??

Reitero.. è apenas minha opinião!!!!

valeu

james_the_bronson
Veterano
# mai/07
· votar


Keith Emerson

_\m/ !!!

Rick Pac
Veterano
# mai/07 · Editado por: Rick Pac
· votar


...

Ken Himura
Veterano
# mai/07 · Editado por: Ken Himura
· votar


Uma coisa acho impressionante : enquanto nós endeusamos estes tecladistas ingleses, gregos e outros ( confesso que eu também me incluia neste grupo até há bem pouco tempo), os lá de fora "babam" ( hoje me incluo neste grupo) pela economia de notas do Tom Jobim e do swing do João Donato.

Tem muita coisa nacional que não apreciamos!!! Entram pra esse grupo: Francisco Mignone, Guerra-Peixe, Cláudio Santoro e Ernesto Nazareth, só pra dar uma noção.

Olha essa obra, de Cláudio Santoro, só para ilustrar:

Bodas sem Fígaro
Musikalischer Spass
(trad. Divertimento musical)
obs: Encomenda da cidade de Mannheim, Alemanha, para as comemorações do ano Mozart. Para a comemoração foi utilizada programação de computador baseada nos parâmetros da Abertura "Bodas de Fígaro", de Mozart, e conduzida aleatoriamente;

Duração: 7 min.
Ano: 1976
Instrumentos na partitura: flauta (picolo), clarineta em si bemol, piano, violino, viola, violoncelo, contrabaixo, sintetizador.


Foi muitíssimo bem recebida essa. Ainda não tive a oportunidade de ouvir, mas estou caçando isso em mp3 que nem um maluco!!!

korgman
Veterano
# mai/07
· votar


Olá Rickpac, não se preocupe!! Entendi sim o que explicou, por isso afirmei o porque de não ter incluído os musicos que citei.

E.. muinha nossa!!! você citou o "Som nosso de cada dia"!! incrível, eu adorava os caras, e nem sequer me lembrava deles.. bons tempos..

Quanto ao coroa, fique tranquilo, hoje em dia isto é sinonimo de vivencia he he he!!!. Ainda mais para musicos como nós, que não estragamos facilmente!!

Ken Kimura.. já estava te esperando, he he !! demorou brother!!!, com certeza se existe alguem neste forum para citar musicos eruditos, voce é o cara.., alem de conhecer profundamente o assunto e grande pianista

Existem tantos pianistas eruditos brasileiros muito famosos no exterior e que aqui poucos conhecem..

É triste mas é a pura verdade.

Mas em se tratando de progressivo, e pela genialidade de trazer para o teclado toda a responsabilidade deste estilo na época, "e isto é apenas minha opinião", respeito e coloco o Emerson e o Rick no top da lista para o estilo.

Valeu galera, nada como ter amigos com este nível para debater um assunto tão complexo, e sem "quebra quebra"..

Se tudo que acontecesse no cifra fosse assim..

AUTOBOT
Veterano
# mai/07 · Editado por: AUTOBOT
· votar


Rick Pac

Começando pelo final:
Não sei quais os seus critérios de avaliação para chamar uma música de merda...
Também não sei o grau de sua cultura musical. Mas se for do mesmo nível de sua educação ... Barbaridade, tchê...


Critérios? São 2: ou a música É boa, ou É ruim.
Grau de Cultura Musical? Diria do nível Gran-Cafajeste!
Nível de Educação? Bagaceiro, mas sincero.

Primeiramente: você conhece a obra do Vangelis?

Como tenho aqui em casa Heaven and Hell, Albedo 0.39, Spiral, Antarctica, Blade Runner, Direct, The City, 1492, Voices e Ocean, creio que tenho capacidade para dizer alguma coisa desse grego gordo e barbudo, sim senhor. E não me interessa se ele usava um Yamaha CS-80 ou o diabo a quatro (como se vê na foto do Direct), equipamento bom nunca foi garantia de bons resultados, porque se fosse, estaríamos escutando os sons do paraíso saindo das emissoras de FM, por causa dos "músicos com músicas bem equipadas" que elas reproduzem.

As vezes nos despimos de toda a racionalidade teórica e nos deixamos levar somente pela emoção que a obra atinge-nos.

NOSSA, se é pra despir, prefiro fazer isso com a Kelly Key a ver o Vangelis e o Jon Anderson (ou você) pelados (há não ser que você seja a própria Kelly Key - que é secretamente louca por teclados - e está aqui no FCC com esse disfarce de carioca de 50 anos). Mas se for a obra do "Vangelis mais Jon Anderson", de fato, ela "atinge-nos" mesmo... é uma merda tão pesada que ela bate na água e a água bate na bunda, e daí, dá uma agonia profunda... Nesse frio... brrr!

Meus critérios para falar da parceria desses dois senhores (que, separados, cada um com seus projetos, têm lá seus méritos)? Sei lá... Talvez aquela Italian Song, Friends of Mr. Cairo, State of Independence, I Hear You Now dêem-me alguma credencial para poder falar delas... e detoná-las sem dó nem piedade.
Sinto muito, Rick Pac, mas o Vangelis que continuasse a fazer seus trabalinhos e o Anderson que continuasse a comer cenouras cruas com o Yes. A união de ambos é mais do que uma boa e constrangedora prova do porquê que o grego não tocou de fato no time de Rick wakeman, Steve Howe e Cia.

Mas I'll Find My Way Home seria uma música legal... se a Enya cantasse. Embalaria um bom dum soninho.

Ah, e quanto ao Barbaridade, tchê... ??
Se liga, malandro!

AUTOBOT
Veterano
# mai/07 · Editado por: AUTOBOT
· votar


Claro que eu deveria dizer, no começo ou final de casa parágrafo acima, que esta é somente a minha humilde opinião, mas não rola, porque se fui eu que escrevi, é óbvio que a opinião é minha, e se é minha, de humilde ela só tem o "i". Esses negócio de "humilde opinião" é coisa para politicamente corretos, enfim, essas cousas que não apetecem bacudos como eu.

Rick Pac
Veterano
# mai/07 · Editado por: Rick Pac
· votar


...

RafaelValeira
Veterano
# mai/07
· votar


Rick Pac
Relaxa aí meu, vc tá criando caso só pq ele não gosta de um álbum q vc gosta?
Isso é bobeira...

Rick Pac
Veterano
# mai/07 · Editado por: Rick Pac
· votar


...

AUTOBOT
Veterano
# mai/07 · Editado por: AUTOBOT
· votar


Rick Pac

Extremamente agressivo, pernóstico e com argumentos infantis.

Poxa, obrigado, cara! E eu achando que você não gostava de mim. ;)

Você é com certeza um desses participantes que, banidos, fariam um imenso bem ao nível do Fórum.

Se o bem imenso que tu refere é se tornar enfadonho como tu mesmo está sendo... Srs. Moderas, minha cabeça já está na guilhotina. A la vonté!

Mauro Lacerda
Veterano
# mai/07
· votar


É, acho que o frio tira o bom humor da galera. Gente, não é motivo pra tanto. Vou chamar o Fernando Alves pra animar todo mundo.


Em relação ao Rick Wakeman, eu lembro de ter escutado ele quando tinha uns 15 anos, já gostava de tocar, mas o cara me deu um choque de 220 volts no cérebro. Fiquei assustado com os sons do Yes."Aquilo é um teclado, pai? Mas que som estranho! Chama sintetizador, filho!" Pronto, deu no que deu. Eu curto, mesmo que pouco, até a fazer megalomaníaca do Rick Wakeman, com aquelas orquestras imensas e duzentos sintetizadores no palco. Mas o principal dele são as belíssimas composições, seus arranjos sutis e ao mesmo tempo arrasadores.

Eu estou quase lá hahahahahahahaha
Só falta um milagre hahahahahahahha


Abraços.

Você não pode enviar mensagens, pois este tópico está fechado.
 

Tópicos relacionados a Rick Wakeman (melhor tecladista do mundo) tocando na velocidade da luz

290.177 tópicos 7.569.874 posts
Fórum Cifra Club © 2001-2014 Studio Sol Comunicação Digital