Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      Configurando o POD HD 500

      Autor Mensagem
      guitarg3
      Veterano
      # dez/11 · Editado por: guitarg3


      Bom, eu pesquisei aqui no fórum e não achei nenhum tópico específico contendo dicas interessantes e respondendo a dúvidas interessantes sobre essa pedaleira. Tudo que encontrei foram tópicos de nego preguiçoso que não leu o manual perguntando coisas do tipo: como que faço pra trocar o pedal de posição e coisas do tipo.

      Algo que tenho a dizer é que o manual da pedaleira é meio incompleto no quesito de descrever algumas funções e botões de alguns pedais.

      Pretendo que nesse tópico a galera discuta sobre os vários pedais e amplificadores que vem na pedaleira, assim como regulagens, dicas, e a solução de dúvidas sobre configurações dos pedais.

      Ou seja, se for pra perguntar coisas que estão escritas no manual procurem outros tópicos ou larguem a mão de serem preguiçosos! É o cumulo comprarem uma puta pedaleira dessas e ficarem com preguiça de ler o manual!


      Começo deixando minha contribuição inicial com o link do manual dessa pedaleira em português:
      http://line6.com/support/docs/DOC-2482/version

      E deixo também um link do site da line6 contendo vários patches para a pod hd 500, alguns muito bons até, que podem servir de referência pra quem está começando e está meio perdido, servindo de guia para a criação de futuros timbres:
      http://line6.com/customtone/browse/podhd500/

      guitarg3
      Veterano
      # dez/11
      · votar


      Bom iniciando a parte das dúvidas algo que eu tenho procurado no fórum do cifraclub e no google e não tenho encontrado muitas respostas satisfatórias é sobre a configuração dos ampli valvulados. Existem certos parâmetros lá que eu nem sabia que existiam em um ampli hehe, e gostaria que alguém mais entendido do assunto, que tenha um pod igual ou que tenha um ampli valvulado pudesse responder. Eis as dúvidas:

      Na parte "Amp Parameters" existe alguns ajustes que eu não sei no que isso influenciam. São eles:
      SAG
      BIAS
      BIAS X

      E tem uma outra opção também pra você selecionar no ampli Triodo ou pentodo.

      Alguém poderia me ajudar nessa parte? E no que isso tudo influencia no timbre?



      Outra coisa, se alguém puder descrever os pedais de dinamica pra onde cada um é mais indicado e td mais seria legal tb.. já que no manual e no "Model Gallery", que é um outro manual que eles disponibilizam contendo descrição dos amplis e td mais, não falam nada a respeito.


      E quem tiver patches pra compartilhar com a galera que acham que são bons patches compartilhem ae!!

      guitarg3
      Veterano
      # dez/11
      · votar


      Existe também uma parte pra selecionar a classe do amplificador entre A e A/B. Não entendi muito bem no programa que vc instala no pc pra controlar a POD se isso é selecionável ou cada ampli já vem com sua classe selecionada e mexer nessa chave de seleção não altera nada. Se alguém souber me dizer se mexer na chave seletora entre A e A/B muda algo no timbre do ampli ou se isso ja é pre definido pra cada ampli seria legal...

      pegando de um outro tópico segue abaixo as definições de ampli classe A.. classe B.. etc:

      Classe A: O amplificador que possui melhor qualidade de som sem distorção mas com um consumo de potência muito grande, possui eficiência de +/- 20% (teórico máximo de 25%) , isto é, se ele fornecesse 10W de som, consumiria 50W de energia, essa diferença de 40W seria transformada em calor. Geralmente é um amplificador com potência de saída abaixo dos 100W, gasta muita energia e seu preço é muito alto;

      Classe B: Um amplificador com esse tipo de etapa de saída não consome muita energia e possui rendimento teórico máximo de 78,5% mas sua amplificação gera grande distorção audível para pequenos sinais (distorção de crossover) mas para sinais de grande amplitude essa distorção é muito pequena quando comparada com a amplitude do sinal tornando a distorção menos perceptível. Não existe amplificadores desse tipo no mercado;

      Classe AB: Como o nome indica, é um circuito de amplificação que une características de um classe A e um classe B. Consumindo energia, pequeno quando comparado com um Classe A, temo distorção de um Classe B somente para grandes potências e em pequenas potências (pequenos sinais) o funcionamento é como um classe A. Possui rendimento em torno de 50% , isto é, se ele fornece 100W de som consome 200W de energia. A maioria dos amplificadores comercializados são de classe AB, pois possui boa qualidade e bom rendimento utilizando componentes baratos, portanto, ótima relação custo benefício;

      Classe C: Gera distorção pior que um classe B e geralmente é utilizando em radio-frequência ( celulares, transmissores de rádio e TV );

      Classe D: As vezes confundido com "Digital". Mas um classe D, não leva o D por ser digital, mas pela sequência de classificação dos amplificadores. Seu funcionamento se deve a um circuito de chaveamento digial com frequência de 100Hz a 200KHz que transforma o sinal de entrada em uma onda quadrada de largura variável, possui rendimento perto de 90% (fornecendo 100W de som, estará consumindo 111W de energia) e está limitado a trabalhar abaixo de 1Khz, porque acima disso, existe a geração de distorção e pode ocorrer do amplificador interferir em rádios AM. Com isso seu uso fica restrito a alimentar subwoofers com potências acima de 1000W RMS;

      Classe G: Tabalha como um classe A em pequenas potências e como um classe AB em grandes potências possuindo rendimento em tornor de 70%;

      Classe H: É um classe AB que trabalha com dois níveis de tensão de alimentação. Um nível mais baixo para baixa potência e outro nível de tensão de alimentação maior para potências maiores, com isso os componentes dissipam menos energia conseguindo um rendimento maior. A desvantagem é a distorção causada pela comutação das fontes para um determinado nível de sinal. Possui rendimento em torno de 70%;

      Classe I: É um classe A mas a alimentação desse estágio é feita por um controlador do tipo classe D (modulação por pulso), com isso o amplificador classe A recebe somente energia o suficiente para alimentar a si próprio a a carga (alto-falante). Assim, variando sua fonte de alimentação um classe I possui rendimento em torno de 75%;

      Classe T: Seu funcionamento é parecido com um classe D mas este, possui bem menos distorção e pode trabalhar em toda a faixa audível (20Hz a 20KHz). O sinal de áudio entra no amplificador, é transformado digitalmente através de algoritmos em um sinal digital de frequência variável até 1.5MHz depois é amplificado . Seu rendimento está em torno de 90% e possui menos distorção que um classe D.

      guitarg3
      Veterano
      # dez/11
      · votar


      caramba.. ngm nesse fórum tem um POD HD 500???

      LipeGuitarrero
      Veterano
      # dez/11
      · votar


      guitarg3

      Claro que sim, eu tenho uma HD300, da mesma forma deve ter um monte de gente com HD400 e HD500.

      Normalmente que compra uma HD500 ja é uma pessoa que entende um pouco mais sobre os efeitos, e ja vai ler o manual, e ja sabe os botoes como funciona e talz.

      Deve ser por isso que ninguém comentou, se a galera se interessar a postar sobre as HD500, vai ser de ajuda para alguem que procurar.

      Como eu tenho uma HD300, não posso ajudar em nada. E ja tem tópicos sobre ela também.

      Eu achei seu tópico bem útil, caso alguém tenha informações fora do manual, seria uma boa postar aqui para ajudar outros que procurarem.

      iRock
      Veterano
      # dez/11 · Editado por: iRock
      · votar


      guitarg3

      Essa parte de tipologia, Class A/B e modo só funcionam se tu tiver um amplificadoe DT50 ligada a ela, pois isso mudaria as configurações do amp. Em relação ao MASTER, BIAS, SAG, HUM e BIAS X, estes são controles da seção do power do amp(por isso não aparecem nos amps "pre"), simulando os de um valvulado real. Com exceção do MASTER, que controla o volume, os outros não tiveram alterações sonoras significantes aos meus ouvidos, por isso nem mecho neles. Não estou certo de como cada um deles funciona, mas do jeito que está pra mim ta bom.

      iRock
      Veterano
      # dez/11 · Editado por: iRock
      · votar


      guitarg3

      Acabei de achar uma explicação pra funções desses controles:

      MASTER: Use this Master Volume to adjust the amount of power amp distortion. This parameter is highly interactive with all other power amp parameters - the lower the Master is set, the less effect the other controls will have.

      SAG Setting the Sag to minimum offers a "tighter" responsiveness, and turning clockwise provides more "touch" dynamics & sustain.

      HUM Controls how much heater hum & AC ripple interacts with your tone. At the maximum setting things get really freaky.

      BIAS: Changes the Bias of the power tubes. Set to minimum to achieve a very "cold" Class AB biasing. At maximum the amp is operating in Class A.

      BIAS X: The Bias Excursion determines how the power amp tubes' voicing reacts when they are pushed hard. Set low for a tighter feel. Set high for more tube compression. This parameter is highly reactive with the DRIVE & MASTER settings.

      guitarg3
      Veterano
      # dez/11
      · votar


      iRock
      poxaa vlww ae.. foi de grande ajuda as info!! Esses botões ai quando eu mexo tb não percebo alterações significativas no meu som..


      isso ae galera.. vamos acrescentar ao tópico coisas úteis que não são explicadas ao manual!!

      guitarg3
      Veterano
      # dez/11
      · votar


      iRock
      Você tem alguns pedais na pedaleira que vc curte mais? aqueles pedais específicos q td simulação vc usa?

      guitarg3
      Veterano
      # dez/11
      · votar


      Mais uma dúvida.. no amplificador, qual a diferença do "CH Vol" e do "Master". Em teoria os dois aumentam o volume do ampli certo?

      Será que o Master aumenta o volume do ampli distorcendo ele conforme o volume vai ficando mais alto e o CH vol só aumenta o volume do ampli?

      Calime
      Veterano
      # dez/11
      · votar


      guitarg3

      Kra, ótima proposta desse tópico. Qdo tiver mais tempo vou dar uma lida melhor nele e tentar ajudar em alguma coisa. Tbm tenho uma HD 500 e gosto MTO dela.

      De fato, até a 2º atualização dela eu tava me virando de boa nas config's, mas daí eles implementaram umas paradas que eu não sei nem exatamente o que sejam(apenas suponho), e aí que reside minhas dúvidas...são tantas opções e acha paciência e tempo pra fazer isso. Mesmo que se consiga fazer um som legal (eu consigo), fica sempre a impressão que pode melhorar, pelas mtas opções de configuração existentes.

      Acho que esse tópico vai ser mto útil, ao menos pra mim, e acredito tbm que ele irá ter mtoas páginas, rs....

      Forum agora só dps do ano novo, feliz 2012 pra todo mundo e vamo que vamo! Abraço galera!

      guitarg3
      Veterano
      # dez/11
      · votar


      Calime
      Verdade.. sempre fica aquela impressão de que se mexer em alguma coisa q vc não sabe o q é ou acrescentar aquele pedal q vc nao sabe direito como funciona vc pode melhorar seu som.. por isso a ideia do tópico.. compartilhar o conhecimento e assim a gente conseguir tirar o melhor da pedaleira..

      podiamos ver tb um lugar pra compartilhar patches que a gente construiu pro pod hd 500 junto com uma trilha d audio pra galera ouvir antes d puxar o patche.. e ae a galera ia suregindo mudanças e td mais no patche com o objetivo sempre de melhorar ele.. alguém tem alguma sugestão de algum lugar q podemos postar esses patches d forma organizada?

      georginho_gallagher
      Veterano
      # dez/11
      · votar


      E aí galera tudo certo!?

      Tenho a POD HD há quase um ano (importei logo que lançaram em dez/2010). Muito boa a iniciativa do tópico. To usando pouco ela, tenho tocado pouco. Não tenho muito o que contribuir nesse momento.

      Mas já que estamos aqui... gostaria de saber como estão "setando" o sinal da saída da pedaleira? Já usei stack return, mudei para sack input e após ler um tópico em que o Carlos Adolphs sugeriu saída em Line out quando usasse a pedaleira no loop, mudando também as chaves para line out (isso de maneira geral para todas as pedaleiras - seria de acordo com as impedâncias):
      http://forum.cifraclub.com.br/forum/10/273757/
      Fiz o teste com line out, mudei as chaves e o sinal ficou forte demais, comparando com o sinal da guita direto no amp. Alternei saida em stack input e também em stack return com a chave em line out mas não ficou legal.
      A melhor saída para mim ficou em stack return e chave em amp.
      Uso a HD 500 como se fosse uma M13, no 4 cables. Vale frisar que o bypass dela na minha opnião soa melhor que a boss gt8 que já tive e fazia o mesmo uso, apesar de não ser um true bypass. Considerando também os 4 cabos e mais algumas ligações de pedais externos, to satisfeito com os resultados.

      E aí donos de HD500, como tem usado a saída dela? Descrevam os seus resultados timbrísticos!

      abraços

      iRock
      Veterano
      # dez/11 · Editado por: iRock
      · votar


      guitarg3

      Então cara, pra cleans, eu uso somente um chorus(Analog Chorus) e um reverb(Chamber), e a partir daí vou mudando os modelos dos amps. Vale ressaltar que eu sempre uso dois amps, sendo no clean ou no drive. Faço isso porque da um peso a mais no som, da um encorpada legal. Pros drives, eu normalmente uso um Tube Drive de boost e um Red Comp pros solos, e adiciono um delay(Multi-head) que fica sempre ligado, pra dar aquela ambiencia e arredondar o som. Em termos de amps eu gosto bastante do AC-30 e do DR-Z pros cleans. Nos drives eu uso dois ENGLs pra high gain e normalmente uso os Parks pra crunch e sons mais leves. Nas caixas eu tenho um padrão que funciona muito bem pra mim. Normalmente uso nos cleans os cabs que vem, de vez em quando mudo o mic. Já nos drives eu quase sempre uso 2 Greenbacks 25, um com um 421 e outro com um 409. Essa combinação foi a que soou melhor aos meus ouvidos, pois da um peso e deixa o som mais encorpado, bem a meus gosto.

      É basicamente isso, a única coisa que me incomoda é o limite de DPS, pois como uso dois amps, isso me limita quase sempre a usar apenas uma modulação ou delay, mas vale a pena.

      Melquib2
      Veterano
      # jan/12 · Editado por: Melquib2
      · votar


      Na pod hd500, existe uma das funções da GT 10 que é a DUAL L/R?
      Por exemplo, Usa-la no modo Stereo atribuindo uma distorção para o esquerdo e um Clean no Direito?

      iRock
      Veterano
      # jan/12
      · votar


      Melquib2

      Sim, é só usar dois amps e configurar no mixer da pedaleira pra o sinal de um ir para o lado esquerdo e o do outro para o lado direito.

      guitarg3
      Veterano
      # jan/12
      · votar


      iRock
      boas dicas.. vou testá-las aqui depois.

      Eu tenho conseguido bons timbres usando apenas um ampli. Uma mistura q eu gostei bastante para timbres hi gain eh entre o dual rectiffer e o jcm 800. O Rectiffer tem graves e agudos e o jcm tem mais médios.. ae eu uso o jcm uns 5 db abaixo do rectiffer.. e consegui um timbre bem encorpado e pesado..

      algo q tenho usado bastante eh o pedal de distorçao screammer pra dar um boost e uma definida melhor na distorçao...


      quando a dúvida do Melquib2 é o q o iRock disse mesmo. Só tem que tomar cuidado pra nao usar efeitos mono dps dos ampli se não seu sinal irá se tornar mono.

      Kevlar
      Veterano
      # jan/12
      · votar


      Sou outro feliz usuário da pod hd 500.

      Uma dica bem útil pra criar timbre é utilizar o loop (pré-efx) para criar patches.
      Toque um lick ou mesmo um acorde na guitarra (uns 10s) e grave com o loop, que obviamente tem que ser pré-fx, daí é só deixá-lo repetindo e ficar mexendo à vontade nas regulagens.

      Melhorei muito minhas regulagens utilizando isso, bem como regulando no volume adequado (uns 85db), devido à curva de loudness...
      vejam esse artigo

      Volume de quarto vs volume de banda

      Tem um tópico no site da line 6 com centenas de dicas de como timbrar de maneira eficaz a pod... vale a pena conferir (tá em inglês), perdi o link, se alguém encontrar posta aí...

      Abs!

      guitarg3
      Veterano
      # jan/12
      · votar


      Kevlar
      opa posta sim!

      como q vc faz pra saber q o volume está em torno d 85 db? vc tem um decibelimetro?

      Practus
      Veterano
      # jan/12
      · votar


      Uma dica legal que vi no canal do Glenn de Laune (no Youtube) sobre a HD500 é a configuração do controle de volume do amplificador como um assignment, e não como um bloco na cadeia de efeitos... Explico:

      A cadeia de efeitos da HD500 comporta 8 efeitos simultâneos, e vemos que o pedal de volume ocupa um bloco desses 8 disponíveis... Isso limitaria ainda mais a HD (que já tem alimitação de DSP)...

      A saída que ele deu foi configurar o output level do amplificador (qualquer simulação de amplificador tem isso) como um assigment controlável pelo pedal de expressão (variando do mínimo ao máximo).

      Assim, você passa a poder controlar o volume do seu timbre com o pedal de expressão, sem "gastar" um bloco da cadeia de efeitos para configurar o controle de volume.

      Para quem quiser mais detalhes, segue o vídeo:



      Como dica, dêem uma olhada no resto do canal dele no Youtube... o cara tem muitos vídeos sobre dicas de configs para as pedaleiras tops do mercado (HD, X3L, GT-10)...

      Aqueeeeele

      guitarg3
      Veterano
      # mar/12
      · votar


      alguém saberia me dizer se um ampli como um fender princeton 112 que tem um ótimo clean + um POD HD 500 seria uma boa combinação??


      abraços!

      guitarg3
      Veterano
      # jun/12
      · votar


      refletindo aqui surgiu outra dúvida.. ligando o pod no loop d um ampli.. ou seja ligando a pedaleira no ampli d modo q a pedaleira funcione como pre ampli.. e o ampli so sirva pra reproduzir o som.. ql seria a melhor opção pra se escolhar nas configurações da pedaleira?

      Studio/Direct
      Combo e Stack
      Combo Front e Stack front

      tipo o último me parece que é recomendado para aqueles ampli combo, que possuem a caixa separada do head.. então eu descartaria..

      porém o primeiro simula até o mic no ampli.. ja o combo e stack parece q nao tem a simulação do mic.. ai fica minha dúvida se o som soaria abelhudo ligando no loop do ampli utilizando essa segunda opção.. alguém tem uma idéia mais formada a respeito dessas opções do pod??

      Bog
      Veterano
      # jun/12
      · votar


      guitarg3

      A opção "oficial" para ligar no loop pulando o preamp é "Combo Power Amp & Stack Power Amp" (dependendo se o teu amp é um combo ou head+gabinete).

      Não entendi direito a preocupação com abelhice. O que atenua a abelhice é o falante do amp, e qualquer ligação feita no amp - seja direto no return, seja no input - vai passar pelo falante. Obviamente, o resultado final vai depender das características do falante em questão.

      guitarg3
      Veterano
      # jul/12
      · votar


      Bog
      Vlw pela ajuda.. é que as coisas estão meio confusas pra mim ainda.. mas devagar vou pegando o jeito....

      o que me confunde a cabeça ainda eh ql a diferença na escolha do ampli em pegar apenas o pre ampli ou o ampli completo... tipo da pra se perceber algumas diferenças.. por exemplo o que simula mesa boogie quando vc seleciona o ampli completo a distorçao fica com mais peso do q selecionar apenas o pre ampli... ms qual a diferença fisica de vc pegar apenas o pré ampli de algo ou o ampli completo?

      e alguém saberia me dizer pq qndo vc escolhe o ampli completo o som sai bem mais baixo do que quando vc escolhe apenas o pré ampli? a diferença d volume é absurda....

      Calime
      Veterano
      # jul/12
      · votar


      guitarg3

      e alguém saberia me dizer pq qndo vc escolhe o ampli completo o som sai bem mais baixo do que quando vc escolhe apenas o pré ampli? a diferença d volume é absurda....


      Kra, já percebi isso tbm, com certeza é um bug da pedaleira, pq não faz sentido. Como uso a HD 500 no loop de um head carvin all tube (100watts), acabo sempre optando pelo power amp.

      guitarg3
      Veterano
      # jul/12
      · votar


      Calime
      poxa ms bug da pedaleira? sei lá.. como deixariam passar um erro tao grande desses.... deve ter outra explicação...

      Calime
      Veterano
      # jul/12
      · votar


      guitarg3

      Kra, dentre as inúmeras variaves é sim possível que o fabricante tenha deixado passar despercebido esse problema, ainda mais se tratando de line 6....os kras são mto afobados em lançar coisas novas....daí não testam de maneira mais criteriosa....acho que nesse caso deve ser isso, e no caso posteriormente isso tbm será corrigido com alguma atualização de firmware.

      AllanGouveia
      Membro
      # out/13 · Editado por: AllanGouveia
      · votar


      vou reviver esse tópico porque acho que é o que se enquadra mais com minha pergunta.

      Alguém já conseguiu a façanha de timbrar uma simulação de violão em uma HD500??!!

      Já vi algumas pessoas falando sobre isso, já tentei, já pesquisei e não encontro ninguém que ajude como fazer isso (apesar de eu já ter visto no google gente dizendo que já simulou violão em HD500)... alguém aqui no fórum já conseguiu fazer isso??

      há, só para deixar mais explicado; eu uso uma guitarra tagima ja2 com captação cabrera E-tone.

      ajudem aew! abç

      Victorblues
      Veterano
      # out/13
      · votar


      AllanGouveia

      Não tem nenhum Patch pronto no site da Line configurado para simular violão? Eu sinceramente nunca vi isso.

      edilsonaragaojr
      Veterano
      # nov/13
      · votar


      Galera, vcs q manjam, vale a pena dar uma boss gt 10 + 400 reais numa POD HD 500?

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Configurando o POD HD 500

      303.282 tópicos 7.848.787 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2017 Studio Sol Comunicação Digital