Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      Digitech GNX3000 - Review

      Autor Mensagem
      Bog
      Veterano
      # dez/06 · Editado por: Bog


      Olá crianças! Vamos começar com a minha saga... Eu vou fazer um outro post abaixo com o review propriamente dito.

      Estive durante o último ano juntando dinheiro para comprar uma pedaleira "de gente grande". Nos últimos 3 meses, li centenas de reviews, ouvi dúzias de samples, coletei informações e fucei uma pilha de manuais. Conversei com diversas pessoas, e fui tentando procurar nessas opiniões o que era fato, o que era preconceito e o que era puramente uma questão de gosto pessoal. Num negócio onde existe pouco consenso, passei por vários momentos de dúvida. Afinal, dinheiro não nasce em árvore, né! Aprendi muito, e agradeço a todos que me ajudaram, incluindo algumas pessoas aqui do fórum.

      Em pouco tempo, meu universo de busca se restringiu a um grupo seleto de produtos: Boss GT-8, Line 6 Pod XT Live, Digitech GNX3000, Zoom G9.2tt e Vox Tonelab SE. Outras entraram e saíram da lista, como Korg AX3000G , Behringer V-Amp Pro, Boss GT-6 e ME-50, Zoom GFX-8, e outras que não me lembro.

      No final, cheguei à conclusão de que todas as pedaleiras do tal "grupo seleto" atendiam muito bem a um determinado público. Algumas pessoas conseguem preferir a G9 à GT-8, outras pessoas dizem que o Pod tem um chiado horrível, outras não trocam analógico por nada. Mas todas elas têm defensores ferrenhos, que fazem discursos apaixonados a favor de seus brinquedos prediletos.

      O meu teste final foi uma visita a uma loja aqui em Tokyo, onde pude brincar por algumas horas com todas essas crianças, e ficar um pouco desapontado. Eu obviamente sei que não faz lá tanto sentido testar em loja um produto que você leva semanas para dominar. Mas não imaginava que ia achar TODAS elas tão ruins, hahaha... A única coisa que conseguiu soar razoável para mim foi um amplificador Vox Valvetronix, que usa a mesma tecnologia da Tonelab. Testei mais a resposta das pedaleiras, tendo em mente os sons dos samples que eu ouvi por aí.

      Bom, antes de tudo, eu queria uma pedaleira para fazer gravações. Tenho cá meus pedais de distorção analógicos, mas não tenho amplificador, ambiente ou microfone para gravar de outra forma. Além do mais, quero uma grande variedade de timbres. Outra coisa é que eu estava procurando algo mais para tocar com som limpo ou com distorção leve. Mutantes, Paralamas do Sucesso, Pato Fu, coisas do tipo. No máximo, de vez em quando um Weezer ou Green Day da vida. É, pop rock sim. Diferente da imensa maioria das pessoas daqui do Fórum, eu não gosto de metal (!). Na verdade, nem rock muito pesado faz tanto minha cabeça. Vai, Satriani, Malmsteen... ok todos tocam horrores, mas não o tipo de coisa que eu quero tocar. Até porque eu já não sou mais nenhum adolescente com sonhos de ser o próximo virtuose a dominar o mundo, toco guitarra muito mal, tenho mãos lentas, mal sei segurar a palheta e [outras mediocridades].

      No final, fiquei com a GNX3000 porque ela foi a única opção que sobrou. A GT-8 é muito complicada para mim, e não tem a bendita USB que eu tanto preciso (meu notebook não tem S/PDIF). O Pod XT Live seria a minha escolha se eu tocasse metal, mas os limpos dela não me soaram tão bem quanto os da GNX3000. A G9.2tt tem umas distorções bacanas, e aquelas válvulas realmente podem soar bem, se reguladas com cuidado. Também tem um loop, apesar de menos flexível que o da GT-8. Mas os sons limpos ficavam ruins: sem usar as válvulas, parecia a minha G2, e com as válvulas, até um Twin Reverb tem distorção. A Tonelab SE foi a que melhor respondeu, e o Valvetronix soou muito bem. Mas é uma pedaleira meio limitada, com poucos recursos... E sem a USB! Por isso, fui de GNX3000.

      Bog
      Veterano
      # dez/06 · Editado por: Bog
      · votar


      Bom, depois de todo o discurso acima, finalmente o review. Hahhaahha...

      Até o momento, não consegui tirar nenhum som que eu considerasse absolutamente fantástico da pedaleira. Levei mais de 1 semana para conseguir entender os recursos dela, e onde cada coisa se encaixa. Gosto muito da resposta dela, ela realmente reage de maneira bem natural a palhetadas dadas com diferentes graus de força. Os timbres limpos dela – mesmo ainda não estando 100% - estão a anos-luz de distância da minha Zoom G2. E eu consigo um crunch ou um drive leve razoável, sem sofrer demais – com a G2, eu nunca conseguia esse tipo de som, e só resolvia o problema espetando um Boss BD-2 antes da pedaleira. As coisas que eu mais gostei (mais ou menos em ordem) foram:

      1. Warp models! É disparadamente a característica mais legal desta pedaleira. Funciona assim: num mesmo patch, você pode usar 2 simulações de amps diferentes (entre 45 opções) e 2 simulações de caixa/falante (entre 26 opções). Aí acontece a mágica: pode-se usar um par amp/caixa ou outro... ou algo entre os dois! Ou seja, pode-se pegar o som de um amp e misturar com outro. E com isso, fazer um novo amp! As possibilidades são infinitas. Muito legal isso. E você também pode variar a porcentagem de cada “ingrediente” com o pedal de expressão, fazendo um amp se transformar gradualmente em outro. E ainda dá para salvar uma das suas misturas como se fosse um novo modelo de amp... e misturar as misturas também pode!

      2. Reamp. É uma coisa que eu acho que também pode-se fazer no Pod XT Live. Você grava uma música, mas manda pela USB apenas o sinal puro da guitarra. Depois, você pode reenviar pela USB o sinal puro, e aplicar os efeitos. Ok, mas para que serve isso? Para pesquisar mais facilmente timbres. Você pode tocar e salvar apenas o sinal da guitarra, e ficar procurando o som desejado a vontade enquanto o som volta para a pedaleira. Digamos que você gravou o som e na hora de mixar notou que ficou com muito drive. Sem problemas, é só pegar o mesmo sinal e passar de novo pela pedaleira, com menos drive. Não precisa regravar tudo.

      Na verdade, eu inicialmente não gostei do reamp, porque o som não ficava como devia quando passava a gravação de novo pela pedaleira. Depois me toquei que é um negócio meio “tricky”. A trilha gravada é em mono, mas o programinha deixa tudo em estéreo. O som que vem pelo canal da esquerda passa pelo reamp, mas o que vem pela direita não. Como todas as trilhas ficam no centro por default, o som fica misturado entre o som original e o da pedaleira. Jogando tudo para a esquerda.... ainda não resolvia o problema. Aí parecia que eu estava palhetando como um ogro. Mas é claro! Normalmente, o volume é aumentado na hora de gravar. Mas gravar o sinal original com mais volume... é igual a tocar com mais força. Depois de entender esses truques, o reamp funcionou direitinho, e aí sim ficou legal.

      Ah, e esse rolo serviu também para ver que a pedaleira realmente reage de forma diferente a palhetadas fortes e fracas. Hheheh, e você também pode corrigir aquele trecho que todo mundo fala que devia ter tocado com mais força. É só aumentar o volume e passar pelo reamp, heheheh

      3. O programinha para configurar a pedaleira é muito bom. Simples, funcional, sem muitas frescuras ou coisas complicadas. O jeito de controlar os Warp models é bem legal. As 2 simulações de amp e caixas ficam dispostas como num quadrado, e tem um quadrado colorido entre elas. Dependendo de onde você clica neste quadrado, a “cor” do warp model é decidida. Só não gostei que tudo é feito por meio de knobs desenhados na tela. Às vezes eu queria simplesmente um quadradinho onde eu pudesse digitar “42” em vez de ficar rodando um knob virtual.

      4. Os efeitos são todos em estéreo. Você pode joga-los para um ou outro lado, e fazer coisas divertidas, como mais delay na esquerda e mais reverb na direita.

      5. Você pode mudar a freqüência de ressonância da caixa acústica simulada. Eu levei um tempo até entender o que diabos isso significava, e é meio difícil de explicar. Mas digamos que é um jeito de alterar o tom diferente do equalizador. O equalizador aumenta ou diminui o volume em freqüências existentes. Esse negócio simplesmente coloca uma vibração extra, em alguma freqüência. É como se a caixa não vibrasse perfeitamente no mesmo tom da nota tocada.

      6. A pedaleira vem com saídas balanceadas para ligar direto em um mixer / PA. Para os corajosos que dispensam um amplificador de verdade...

      7. A GNX3000 vem com entrada para microfone e linha, e pode servir como um mini-mixer para esses sinais. Você pode usar ela como um processador para a voz, ou qualquer outra coisa. Claro, como mixer, é uma ótima pedaleira, heheh... Não se pode usar patches diferentes para cada entrada. A única coisa que dá para escolher é passar o microfone e a linha por todos os efeitos, apenas pelo reverb, ou por nenhum efeito, servindo apenas de preamp. E mesmo esse reverb, é exatamente o mesmo usado para a guitarra. Mas, em caso de emergência, ela serve como preamp de voz.

      8. A pedaleira vem com uma tabelinha colorida meio brega por cima. No início achei que era uma bobeirinha, mas na verdade é muito útil, porque ali tem escrito basicamente tudo o que você precisa para achar o que quer sem precisar acessar o manual!

      9. Whammy e Yaya são efeitos realmente engraçados! =) Já o talkbox (efeito que mistura guitarra e microfone) não fica tão bom.

      Ok, mas nem tudo são flores, né!? Os defeitos da GNX3000 são:

      1. O processamento é 24 bits por amostra... com taxa amostragem de 44100Hz. Eu estou acostumado a trabalhar com 48000Hz, e as novas Zoom trabalham com 96KHz. Bom, 44.1KHz ainda é qualidade de CD...

      2. É muito difícil de ligar e desligar o wah usando o pedal de expressão. Precisa fazer muita força, e sempre dá aquele medo de destruir o pedal. Fora que eu não consigo mudar sempre, e isso pode ser fatal numa apresentação. Não seria tanto problema se a gente pudesse usar um dos footswitches para ligar o wah. Porém...

      3. Os footswitches praticamente não são configuráveis. Eles têm função fixa e pronto. E nenhum deles pode ser usado para ligar/desligar o wah! Se eles fossem configuráveis como os da GT-8, ou se estivessem na quantidade do Pod XT Live, eu ficaria mais feliz.

      4. Alguns parâmetros de alguns efeitos não podem ser configurados na pedaleira. Ela tem apenas 4 knobs para cada efeito (e 1 para selecionar o efeito), e se o efeito tem mais parâmetros, só pode ser configurado pelo computador, no programinha que vem com ela. Mas pelo menos eles declaram isso claramente no manual, hehehe.

      5. A ordem dos efeitos é fixa, e não pode ser mexida. Nadinha. Bom, pelo menos a ordem faz sentido...

      6. Nao tem loop, como a GT-8. Nem sequer um loop mais simples, como a G9.2tt. Pode-se colocar efeitos extras antes da pedaleira – meu BD-2 soou bem ali. Mas distorção antes do wah não dá certo, então colocar pedais de distorção extra, só se for para não usar wah.

      7. Tem menos efeitos que a GT-8 ou o Pod XTL. Mas ainda tem mais que a G9.2tt e a Tonelab. Para mim, está ok, porque eu não sou adepto dos efeitos aos montes.

      Bom, moral da história: fiquei feliz com minha nova aquisição, mas ainda vou levar um boooom tempo até poder dizer que dominei o negócio. É uma pedaleira mais fácil de usar que a GT-8, e mais complicada que a Tonelab. Tem menos simulações que o Pod, mas ainda são várias, e com os Warp Models, isso não é tanto problema.

      Fico só devendo os samples, que eu prefiro mandar quando tiver aprendido a usar a pedaleira um pouquinho melhor. Vou viajar agora no fim do ano, então, talvez só em Janeiro... mas vou tentar fazer algo antes, heheh...

      Steve Van Halen
      Veterano
      # dez/06
      · votar


      YUHUUUUUUU

      Steve Van Halen
      Veterano
      # dez/06
      · votar


      PO cara, tava quase q decidido por essa pedaleira mas agora to com o pe atras de nvo. To ainda em duvida entre ela e a gt8. Eu nao me preocupo com gravaçao e nao to nem ai pra poder colocar os efeitos em ordem x ou na ordem Y. Isso tira os pontos fortes de cada uma, tirando isso, vc acha q tem alguma difereça entre as duas

      Bog
      Veterano
      # dez/06 · Editado por: Bog
      · votar


      Steve Van Halen

      Diferença? A GT-8 é muito mais complicada, hhahahah...

      A única característica que é praticamente unânime com relação à GT-8 é essa. Ela é complicada. Por outro lado, essa complicação só existe porque ela é bem flexível. A vantagem dela é que você pode escolher as coisas com mais detalhes. O problema dela é que você PRECISA escolher as coisas com mais detalhes.

      Mas não realmente, eu levei 3 meses para me decidir... Não é uma escolha lá muito simples de se fazer.

      Steve Van Halen
      Veterano
      # dez/06
      · votar


      Bog
      eh cara, depois de ler outro review sobre a gt8 ja to voltando a me decidir pela GNX. Eu nao quero ter 30000 opcoes de chorus, ainda mais pq nao vou conseguir distinguir a diferença de colocalo antes do phaser ou depois do phaser, eu quero ter um ou dois q seja bom e me agrade o ouvido.

      Bog
      Veterano
      # dez/06
      · votar


      Steve Van Halen

      Hehehhe, mas cuidado, porque na GNX3000 vc não pode usar uma modulação em cima da outra. É chorus OU phaser. Só dá para usar alguns efeitos por cima das modulações - reverb e delay, e aqueles que alteram o tom - detune, whammy, yaya e tal. Ah, e wah, obviamente.

      Para mim, essa limitação não é tão importante, porque eu não uso tantos efeitos. O importante é ter boas simulações de amps! Mas isso é para o meu jeito. Se eu gostasse de U2, certamente precisaria de algo mais complicado... De preferência algo que me deixasse usar 2 delays simultaneamente (estranhamente, a Zoom é uma que te permite fazer isso!).

      Steve Van Halen
      Veterano
      # dez/06
      · votar


      Bog
      opaopa
      eu toco mto steve vai e satriani, outro problema. Volto a minha antiga duvida. FUdeu, q merda

      Bog
      Veterano
      # dez/06
      · votar


      Steve Van Halen

      Mas então você já reduz bastante as tuas possibilidades. Simples assim: G9.2tt, GNX3000, Pod XT Live, Tonelab SE... nenhuma delas te permite usar modulação sobre modulação. Adivinha só o que restou?

      Bend
      Veterano
      # dez/06
      · votar


      Bog

      Cara tirando a complicação, você acha que os timbres que voce consegue tirar na GT8 são superiores?

      Steve Van Halen
      Veterano
      # dez/06
      · votar


      Bend
      boa

      Cara tirando a complicação, você acha que os timbres que voce consegue tirar na GT8 são superiores?
      (2)

      Steve Van Halen
      Veterano
      # dez/06
      · votar


      1. O processamento é 24 bits por amostra... com taxa amostragem de 44100Hz. Eu estou acostumado a trabalhar com 48000Hz, e as novas Zoom trabalham com 96KHz. Bom, 44.1KHz ainda é qualidade de CD...
      isso faz mta diferença no timbre entre a gt8 e a GNX??

      Fábio Goll
      Veterano
      # dez/06
      · votar


      Bog

      E nada de gravação ainda né?? rsrsrs

      Bog, em 10 minutinhos tu grava alguma coisa tosca aí!!!! =P

      nettoroses
      Veterano
      # dez/06
      · votar


      cara esse lance do wha wha ta duro
      tem regulagem cara
      tem que calibrar
      eu tenho uma digitech
      naum é tao foda quanto essa
      mas é legal
      a RP300A
      e eu ligo e desligo o wha wha
      na velocidade da luz ]o]
      so é calibrar

      Soulface
      Veterano
      # dez/06
      · votar


      Steve Van Halen
      aheuhauehuaheuaheuhaeuhaeuhaea!!!
      Vc á parecendo um cara largado no meio da Amazônia sem mapa e nem bússola! hehehehe
      Mas eu entendo... Desde q tomei vergonha na cara e comecei a investir em equipamentos, eu vivo nessa constante.
      Já tive o V-Amp Pro. Muito bom, mas precisa de controladora. Aí eu vi q se juntar o preço dele mais o preço q eu pagaria numa controladora, daria pra compar uma POD ou uma GT-8... Consegui vender o V-Amp pelo preço q paguei novo, fiz algumas pesquisas e optei pela POD XTL.
      Ótima pedaleira. Gostei muito dela mas confesso q não cheguei a extrair tudo q ela pode oferecer. Por total falta de conhecimento, talvez.
      Aí me apareceu outro negócio... Me desfazer da POD, ganhar um GT2 e mais uma grana (equivalente a uma POD ou GT-8 usada).
      Acabei fazendo o negócio.
      Mas agora estou nessa... Uma distorção muito foda em casa e sem saber oq fazer com a grana...
      Posso comprar outra POD, uma GT-8, uma AX3000G (essa eu compraria nova pq é mais barata), ou até uma Tonelab SE de um amigo...
      Sem contar q, fica na minha cabeça a possibilidade de um set analógico.
      Enfim... acho q a gente se encontra ainda no meio dessa Amazônia! ahuehauehuaehuaea

      Bog
      Putz cara, muito bom mesmo o review.
      Sei q ainda tem muita coisa a ser explorada aí, mas deu pra ter uma idéia direitinho do funcionamento do brinquedo.
      Uma coisa q eu to a te perguntar é o seguinte...
      O Whammy dessa pedaleira tem qualidade equivalente ao pedal Whammy da Digitech?
      PQ se estiver, estou prestes a fazer um negócio em um Whammy, e eu poderia revender ele e inteirar a grana pra pegar essa pedaleira.
      Mas se naõ estiver, volta a minha dúvida! hauehuaheuhaeuhaea

      Bog
      Veterano
      # dez/06 · Editado por: Bog
      · votar


      Bend
      Steve Van Halen

      Sinceramente, não acho que o timbre da GT-8 seja melhor ou pior. Mas uma coisa é certa: se eu tocasse coisas cheias de efeitos, iria de GT-8 ou (talvez) Pod. O que me levou a ficar com a GNX3000 foram as simulações, especialmente as com drive leve e limpas. Não que as pesadas sejam ruins, mas eu nem prestei muita atenção a elas.

      Quanto a amostragem em 44.1kHz, é a mesma da GT-8 e da Tonelab SE. Não sei qual é a do Pod, mas é possível que seja a mesma. Só coloquei como desvantagem porque eu estou acostumado com 48kHz. Na verdade, para os meus ouvidos, a diferença só fica bem evidente para gravações de voz.

      Fábio Goll

      Hhahaha, o problema é que se eu gravar uma coisa MUITO tosca, vão dizer que a pedaleira é ruim. Bom, mas eu vou tentar fazer pelo menos UM timbre decente. Aí eu mando algo.

      Soulface

      Não sei se o Whammy é igual ao original, porque não conheço o original! Hehehe, mas esse aqui também é da Digitech, hahahah...

      Calma, calma, samples virão em breve... se meu "chefe" deixar.

      Soulface
      Veterano
      # dez/06
      · votar


      Bog
      mas esse aqui também é da Digitech
      É exatamente o ponto onde está a minha dúvida. Da mesma forma q a melhor simulação de um Vox AC15/30 é a do Tonelab, eu suponho q o melhor Whammy de pedaleira deve ser o da Digitech.
      Mas agora resta saber até q ponto eles usaram a mesma tecnologia e deixaram ele fiel ao original.

      Bog
      Veterano
      # dez/06
      · votar


      Soulface

      Deixa que eu faço um sample de Whammy hoje ou amanhã. Esse é tranquilo, já que não precisa ficar equalizando ad nauseum, hehehe.

      Soulface
      Veterano
      # dez/06
      · votar


      Bog
      Po cara, eu agradeço muito! hehehehe
      Na verdade, eu até já estou com o Whammy em mãos, mas preciso achar uma fonte pra ela. A fonte q eu uso nos outros pedais não encaixa nela. Parece q aquele pininho q tem na netrada da fonte é mais grosso.
      Fui num Hard Off aqui perto pra ver se encontrava algum, mas não achei.
      Tem com eu fazer algum contato com vc fora do fórum?
      Acho q podemos tracar algumas boas idéias. Aqui é complicado pq nunca sabemos qndo o outro vai responder...

      Belloni
      Veterano
      # dez/06
      · votar


      Bog,

      Tu poderias gravar algum timbre bem pesado, algo próximo dos Mesa Boogie Dual Rectfier e do Soldano SLO100, que a galera sempre pede? Sei que tu não toca metal, mas ajudarias um monte ao apresentar o som da GNX para nós. Grava qualquer coisa bem simples é só pra sentir o som! Quem sabe não está na GNX também uma saída para os metaleiros que gostam de inovar, com esse lance do Warp Models, mas que não tem paciência de pegar uma GT-8! Grato!

      Abraços

      Bog
      Veterano
      # dez/06
      · votar


      Soulface

      Meu, eu não tenho usado o MSN. Se você quiser convesar, me passa o teu e-mail. Eu também posso te passar meu denwa bango do keitai (hehe).

      Bog
      Veterano
      # dez/06 · Editado por: Bog
      · votar


      BOM CRIANÇAS! Depois de gastar mais de 1 hora e meia, aí vão meus samples. Não fiquei muito tempo em cima de cada um, fiz meio que de qualquer jeito, mas espero que dê para dar uma idéia do som da pedaleira.

      Descrição dos arquivos:

      Clean - Dist: Fiz este aqui para mostrar essa coisa dos warp models. São dois tipos BEM diferentes de preamps: um deles é um Twin Reverb, o outro é um preamp valvulado em formato de rack da própria Digitech, chamado GSP2101 Artist. Aqui, joguei com um drive bem puxado, para que a "transformação" apreça melhor.

      clean: uma brincadeira meio aleatória com um som de drive BEM leve. Algumas pedaleiras sofrem para tirar drives BEM leves e sutis.

      Slo100 - Dual Rect: Outra brincadeira com um amp que se transforma em outro. Desta vez é um Soldano que vira um Mesa, para ateder ao pedido do Belloni ali em cima.

      Sweet Les Paul Dedilhado: O riffzinho da Sweet Child of Mine, mas o timbre é total e completamente diferente do original. O reverb está jogado para a direita. Aqui é dedilhado...

      Sweet Les Paul Palheta: ... e aqui é palhetado. Ambos foram gravados com uma Les Paul, obviamente.

      Sweet Single Pickup Sim Off: Ah, esqueci de mencionar uma característica da GNX3000! Ela tem um simulador de pickup bem simples. Mas até que ele funciona. É só comparar este teste...

      Sweet Single Pickup Sim On: ... com este. Esses 2 foram gravados com uma mini-guitarra Pignose com um captador Seymour Duncan, que custa 1/4 do preço da outra guitarra (incluindo o captador).

      whammy e yaya: er........ bom, esses testes são REALMENTE aleatórios. Ainda preciso aprender a usar esses efeitos esquisitos, hahahah...

      Bom, nunca coloquei nada no 4Shared, mas acho que o link é este aqui:

      http://www.4shared.com/file/6953345/a322f499/GNX3K.html

      AAAAH, e não liguem para o amadorismo do guitarrista!!!!!!

      Belloni
      Veterano
      # dez/06
      · votar


      Opa! Muito grato!

      Abraço.

      Steve Van Halen
      Veterano
      # dez/06
      · votar


      Bog
      opa vlw
      soh o som limpo q me decepcionou um poco, o do meu frontman ainda eh melhor

      Praxis
      Veterano
      # dez/06
      · votar


      Soulface > realmente cara, se o whammy tiver a mesma qualidade, eu comprava essa pedaleira, um whammy novo custa 800 conto.

      Soulface
      Veterano
      # dez/06
      · votar


      Bog
      Opa!!! Até q enfim! hauehuaehuaheuhaeuaea
      Vou ouvir os samples em casa depois.
      Qndo vc estiver ON aí eu te passo o meu e-mail pra gente conversar então cara.

      Bog
      Veterano
      # dez/06 · Editado por: Bog
      · votar


      Steve Van Halen

      Hehhehe, mas eu também não fiquei regulando e regulando... O que você acha que faltou? Ah, e também é preciso levar em conta que existem várias outras simulações de amps limpos, incluindo uns 3 modelos que nem existem de verdade.

      Soulface
      Veterano
      # dez/06 · Editado por: Soulface
      · votar


      e-mail editado.

      Dr Jivago
      Veterano
      # dez/06
      · votar


      Tambem achei a simulação do som limpo meia boca, mas deve ser só uma questão de regulagem.

      Bog
      Veterano
      # dez/06
      · votar


      Soulface

      Está comigo já!

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Digitech GNX3000 - Review

      304.182 tópicos 7.869.105 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2018 Studio Sol Comunicação Digital