Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      Tipos de madeira e som que elas proporcionam

      Autor Mensagem
      boblau
      Veterano
      # 08/set/18 09:16
      · votar


      Neste assunto, a conclusão que eu cheguei, é que a natureza fez madeiras diferentes e que soam diferentes, mesmo sendo da mesma espécie e gênero. E esta mesma natureza fez seres humanos que tem ouvidos sensíveis suficientes para escutar a diferença entre os sons diferentes que as madeiras produzem e outros que não têm esta capacidade de ouvir esta diferença, mesmo sendo da mesma espécie e gênero.

      Eu já levei várias pessoas para escutar um bom cantor cantando de peito em um estúdio e depois escutar o mesmo cantor gravado e elas dizerem que não tem nenhuma diferença da voz saindo da boca do cara e saindo dos alto falantes. Mas tem muita diferença. Em compensação, alguns, escutam claramente esta diferença.

      O mesmo acontece com violinos, pianos, flautas, saxofones, baterias, percussões e todos os outros instrumentos.

      Logicamente, como já amplamente sabido pela ciência, a humanidade está longe de produzir sensores capazes de chegar perto dos sentidos humanos:

      1- os filmes e sensores digitais captam cerca de 20% do que o olho humano é capaz,

      2- sensores de cheiro (muito usados na indústria) captam 11% atualmente do que um nariz humano é capaz de cheirar,

      3- sensores de calor, rugosidade, dureza, etc. não chegam a 5% do que um dedo é capaz de sentir,

      4- sensores de sabor não chegam a 1% atualmente do que as papilas gustativas da afiada língua humana é capaz de sentir e finalmente,

      5- microfones e outros sensores não chegam a 20% da gama de frequência e seus harmônicos que o ouvido humano é capaz de ouvir.

      Se formos extrapolar isso para os animais então.... Portanto, tecnicamente não dá para comparar ainda máquina com ser humano enquanto medimos sentidos

      Testes cegos, sabemos que o erro está na forma da pessoa processar a informação e normalmente não são aceitos de forma definitiva cientificamente (seria bem fácil destrinchar a fórmula da Coca-Cola se fosse fácil assim).

      O que eu acho, é que no contexto musical da guitarra, dentro da sua participação na música, esta diferença não é sensível suficiente para compensar um enorme investimento em madeiras caríssimas, porém o músico pode não se sentir bem tocando um instrumento que não soe as notas como ele treinou. E isto deve ser respeitado.

      Uma gravação de guitarra acústica onde ela é a protagonista, pode realmente precisar de todo este requinte, um violão nas mãos de um Paco ou de um Yamandú, vão fazer diferença com madeiras diferentes.

      O resto é estética, status, e discussão no fórum de guitarra onde a polarização é a lei.

      felipe bento pereira
      Membro Novato
      # 08/set/18 20:10
      · votar


      A verdade dos fatos é que se a qualidade da madeira não influenciasse no timbre, as Custom Shop da Gibson, Fender e outros fabricantes não existiriam, simples assim...
      E, no caso, a Gibson não perderia anos de seu tempo colecionando mognos de altíssima qualidade e especificações diversas tipo A2, A3, A4 para colocar nas suas guitarras Les Paul Custom Shop de ponta caríssimas e que soam muito melhor que as Les Paul Standard.

      O que não faria sentido é ele não usarem materiais nobres e ainda venderem a peso de ouro essas guitarras!!
      Eu nunca que pagaria 20 mil 30 mil em um instrumento com madeira de guitarra de 500!!
      E o fato deles selecionarem madeiras nobres e secas é exatamente pelo grau de "dificuldade" de se conseguir matérias a altura das marcas!!...
      E no mais pelo valor que se cobra de uma custom shop da Fender e da Gibson deveria ter circuitos com fios de ouro e captadores com fios de prata trastes nuts ponte e tarraxas em titânio!!!????????????

      felipe bento pereira
      Membro Novato
      # 08/set/18 20:12
      · votar


      ????????????
      Era pra ser umas carinha rindo!! kkkkkkk

      Gabriel Landim
      Veterano
      # 08/set/18 20:54
      · votar


      felipe bento pereira
      esse link é de um video que da uma luz praticamente definitiva sobre esse assunto! muito bem explicado e abordado!! vale a pena conferir!...

      Muito bom o vídeo e concordo com a visão dele.
      Acho sim que madeira influencia, mas muito pouco em relação a outros componentes e a construção da guitarra.

      Buja
      Veterano
      # 10/set/18 11:39 · Editado por: Buja
      · votar


      Porque a gente nao faz uma enquete e acabamos com o assunto?!

      Para você, qual influência que a madeira tem nos instrumentos solidos?



      +---+---------------------------------------+
      | | Pra mim não faz diferença nenhuma |
      +---+---------------------------------------|
      | X | Pra mim, faz diferença, mas é mínima |
      +---+---------------------------------------|
      | | Pra mim faz toda a diferença, total |
      +---+---------------------------------------|
      | | Nao sei, e nao to nem rasgando p isso |
      +---+---------------------------------------+


      renatocaster
      Moderador
      # 10/set/18 11:50 · Editado por: renatocaster
      · votar


      JJJ

      Eu não entendi pq vc me citou nesse post:

      http://forum.cifraclub.com.br/forum/3/83001/p1#9326533

      Eu não compactuo com a mesma opinião dos outros usuários que vc citou. O meu post anterior foi em tom de brincadeira justamente para ironizar o post do Insufferable Bear. Cuidado com as interpretações equivocadas!

      makumbator
      Veterano
      # 10/set/18 12:01 · Editado por: makumbator
      · votar


      renatocaster
      Eu não entendi pq vc me citou nesse post:

      Mete o ban no JJJ! Em nome da madeira! Hahaha!

      Brincadeira hein!



      boblau
      esta mesma natureza fez seres humanos que tem ouvidos sensíveis suficientes para escutar a diferença entre os sons diferentes que as madeiras produzem e outros que não têm esta capacidade de ouvir esta diferença, mesmo sendo da mesma espécie e gênero.

      Mas se em testes cegos ninguém (até os tais ouvidinho de ouro) consegue diferenciar nada além do nível de variação de chute estatístico, podemos concluir que:

      1. A madeira realmente não faz diferença alguma

      2. Ou ela até pode fazer alguma diferença sonora, mas ninguém percebe, logo é como se não fizesse diferença.

      Resumindo: tanto faz e ela não muda nada.

      Buja


      +---+---------------------------------------+
      | X | Pra mim não faz diferença nenhuma |
      +---+---------------------------------------|
      | | Pra mim, faz diferença, mas é mínima |
      +---+---------------------------------------|
      | | Pra mim faz toda a diferença, total |
      +---+---------------------------------------|
      | | Nao sei, e nao to nem rasgando p isso |
      +---+---------------------------------------+

      JJJ
      Veterano
      # 10/set/18 12:28
      · votar


      renatocaster
      Influência do material de produção em guitarras e baixos elétricos: nenhuma.
      Em instrumentos de verdade: mínima.

      L-A-C-R-O-U


      Há alguma dúvida quanto ao seu posicionamento?

      JJJ
      Veterano
      # 10/set/18 12:35 · Editado por: JJJ
      · votar


      Buja

      mais umas opções aí...

      - não sei, mas acho que deveria fazer, pra fazer justiça às madeiras de lei;
      - deve fazer porque o fulano falou que faz e ele é fera;
      - não faz, mas eu digo que faz pra não entrar em polêmica;
      - faz muita diferença, meu morcego de estimação me disse isso;
      - a diferença é inversamente proporcional à saída dos captadores.

      Opa, essa última é boa, hein? hehehe

      renatocaster
      Moderador
      # 10/set/18 12:41 · Editado por: renatocaster
      · votar


      JJJ

      O "lacrou" foi em tom irônico.

      Enfim, estou apenas querendo esclarecer que não concordo que guitarra e baixo elétrico não são instrumentos "de verdade".

      makumbator
      Veterano
      # 10/set/18 12:57
      · votar


      JJJ
      Há alguma dúvida quanto ao seu posicionamento?

      Pra mim era óbvio que o Renato estava sendo irônico.

      MatheusMX
      Veterano
      # 10/set/18 13:28
      · votar


      boblau
      Neste assunto, a conclusão que eu cheguei, é que a natureza fez madeiras diferentes e que soam diferentes, mesmo sendo da mesma espécie e gênero.

      Concordo.

      felipe bento pereira
      Membro Novato
      # 10/set/18 13:34
      · votar


      +---+---------------------------------------+
      | X | Pra mim não faz diferença nenhuma |
      +---+---------------------------------------|
      | | Pra mim, faz diferença, mas é mínima |
      +---+---------------------------------------|
      | | Pra mim faz toda a diferença, total |
      +---+---------------------------------------|
      |X | Nao sei, e nao to nem rasgando p isso |
      +---+---------------------------------------+

      agora pode fechar né?! kkkkkkkkkkkk

      boblau
      Veterano
      # 10/set/18 22:43
      · votar


      makumbator

      Mas se em testes cegos ninguém (até os tais ouvidinho de ouro) consegue diferenciar nada além do nível de variação de chute estatístico

      Quem disse isso?

      makumbator
      Veterano
      # 10/set/18 23:00 · Editado por: makumbator
      · votar


      boblau
      Quem disse isso?

      Testes cegos. Não mais do que chutes. Nego não consegue diferenciar nem amp valvulado de kemper, quanto mais tipos de madeira. Depois que eu toquei em instrumento sem ser de madeira eu parei com essa viadagem.

      Mas instrumentos sólidos de madeira são realmente mais bonitos visualmente. Pelo menos isso né?

      boblau
      Veterano
      # 10/set/18 23:11
      · votar


      makumbator

      Vc usou testes cegos como argumento para "lacrar" (termo tá sendo usado aqui, vou usar também... rsrsrs) que madeira não interfere, agora está afirmando que testes cegos não são nada mais que chutes. Estou tentando entender a lógica da sua argumentação. Mas sinceramente não estou conseguindo. Mas deixa pra lá, não estou querendo te convencer de nada não. Quem sou eu para ousar fazer isso. Respeito quem acha que não faz diferença, porque realmente, a diferença é muito pessoal. Muitas outras coisas interferem muito mais. Aliás, eu seria uma pessoa que não conseguiria diferenciar um Kemper de um valvulado, até porque ele foi feito para isto.

      Eu tenho um instrumento sólido de madeira que "para mim", sem querer convencer ninguém com isso, soa melhor que outros, e ela é pintada de vermelho. Portanto, mesmo que fosse de compensado, esteticamente não faria diferença nenhuma.

      makumbator
      Veterano
      # 10/set/18 23:28
      · votar


      boblau

      Então, eu lembro até de um estudo feito há vários anos pela associação internacional de contrabaixo. Na época que eu era associado eu vi esse material. Acho que foi feito lá nos anos 90. Testaram com especialistas em contrabaixos. Os caras tiveram um desempenho parecido com o chute. Não conseguiram diferenciar um Testore (instrumento fodástico) de um baixo alemão mediano de fábrica.

      Eu já comentei sobre esse estudo aqui faz alguns anos. Procurei na internet e não achei (foi antes da era da internet, ate referências a ele são ruins de se achar).

      Houve um estudo bem mais recente com violinos Stradivarius e violinos modernos e o resultado foi parecido.

      No caso do estudo com os baixos havia até o mesmo som que os caras ouviam diferenças que nem existiam (era a mesma coisa).

      E estamos falando de instrumentos com caixa de ressonância. Imagina os sólidos! Lembro de outros dois que foram feitos com guitarras e chegaram a resultados parecidos (ninguém diferenciava de verdade nada além do chute estatístico). Um desses estudos até apareceu em tópicos por aqui há alguns anos.

      Eu também tenho instrumentos sólidos de madeira, mas não me deixo impressionar por ela. Até hoje, tudo que vi mais científico sobre o tema não conseguiu atestar a influência (ainda mais no nível que as pessoas alegam). na verdade eu compro os sólidos de madeira por mera falta de opção. Adoraria ter outros materiais mais estáveis e baratos pra escolher.

      mas em termos estéticos eu concordo que nada bate a madeira bem trabalhada (eu por exemplo adoro o visual natural de madeira, e tenho 3 baixos assim!).

      JJJ
      Veterano
      # 11/set/18 07:33
      · votar


      renatocaster
      makumbator

      lacrou
      irônico


      ok

      felipe bento pereira
      Membro Novato
      # 11/set/18 13:45
      · votar


      Houve um estudo bem mais recente com violinos Stradivarius e violinos modernos e o resultado foi parecido.

      kkkkkkkkkkkkkkk eu só imagino a cara de decepção deles depois do resultado!!!

      rafael_cpu
      Veterano
      # 11/set/18 19:45
      · votar


      makumbator
      felipe bento pereira
      Houve um estudo bem mais recente com violinos Stradivarius e violinos modernos e o resultado foi parecido.

      kkkkkkkkkkkkkkk eu só imagino a cara de decepção deles depois do resultado!!!


      Hahahahahahahahahaha

      T+

      Casper
      Veterano
      # 11/set/18 19:55
      · votar




      Podem fechar o pótico.

      felipe bento pereira
      Membro Novato
      # 12/set/18 13:15
      · votar


      noooo que doido!!! quando chegar em casa vou assistir!!...

      Casper
      Veterano
      # 13/set/18 08:50
      · votar


      Daqui a pouco vão surgir os comentários do tipo:


      "Ahhh, esse papelão é de caixa de embalagem
      da Noruega, misturado com fibra de bigode de lontra,
      muito superior!"

      "Eu só uso papelão orgânico feito com plantações
      renováveis, porque o meio ambiente agradece"

      "Papelão brasileiro é um lixo, porque papelão
      bom mesmo vem de países com invernos rigorosos"

      "Eu paguei uma fortuna nesse papelão gourmet, mas
      não deu timbre nos meus single-coils...!

      boblau
      Veterano
      # 13/set/18 09:06
      · votar


      Casper

      "Papelão brasileiro é um lixo, porque papelão
      bom mesmo vem de países com invernos rigorosos"


      Está bem perto disso aí....

      renatocaster
      Moderador
      # 13/set/18 13:34
      · votar


      Casper

      Eu acho essa Strat de papelão mó maneira!

      boblau
      Veterano
      # 13/set/18 21:29
      · votar


      O que ninguém percebeu é que isso aí não é mais papelão. Para fazer esta guitarra, o papelão foi mergulhado em resina que impregnou totalmente o papel e o papelão ainda foi colado um sobre o outro com resina. Virou uma pedra. Não tem mais nada de papelão aí. Se vc pegar este papelão e pesar ele antes de resinar e colar e depois que resinou e colou, verá que o papelão só serviu de molde para a resina. Em peso, deve ser algo em torno de 70-80% de resina e 30% de papel. É como dizer que uma madeira fossilizada é madeira. Não é mais madeira, é pedra.

      Eu trabalho com papelão há décadas e já fiz vários destes projetos malucos como bancos, camas, armários e outras bugigangas de papelão. Não tem a menor condição econômica de se produzir isso em escala. A não ser que isso aí vire " hype ", aí o valor é infinito....

      makumbator
      Veterano
      # 13/set/18 22:01
      · votar


      boblau

      Então madeira também não é mais madeira, afinal ela recebe um monte de tratamentos também, pinturas, verniz, etc... Ninguém toca direto da árvore.

      Não tem a menor condição econômica de se produzir isso em escala

      Mas não é sobre isso o vídeo. Eles não fizeram pra vender, fizeram só porque podem. E funciona. E não tem madeira nessa guitarra e mesmo assim soa bem.

      boblau
      Veterano
      # 14/set/18 00:30
      · votar


      makumbator

      Tratamento de superfície nada tem a haver com impregnação. Não chega nem perto.

      Quando uma madeira é tratada para fazer móveis, estruturas, portas, utensílios e guitarras, a madeira é cortada, seca e pintada ou impermeabilizada.

      Ninguém pegou ela, picou em pedacinhos, cozinhou em soda cáustica, tirou toda a sua resina original, transformou ela em uma folha, moldou o seu formato, colou em outras folhas, mergulhou estas finas folhas em uma resina acrílica e transformou isso num produto composto (celulose impregnada com resina).

      Lá dentro da sua guitarra, ela continua madeira seca. É um pedaço de uma árvore, com seus veios, estrutura original, densidade, etc.

      Isto que vc falou, está muito, mas muito longe de um argumento razoável....

      Casper
      Veterano
      # 14/set/18 07:46
      · votar


      Caro boblau:

      O que ninguém percebeu é que isso aí não é mais papelão.

      Que papelão!

      makumbator
      Veterano
      # 14/set/18 11:12 · Editado por: makumbator
      · votar


      boblau

      Me responde uma coisa. Tem madeira naquela guitarra de papelão? Não tem né. O lance não é se fazem alquimia com o papelão e sim a ausência de madeira. Ninguém falou que se usarem algum outro material não se pode processar em nada ele antes. Não é sobre isso (assim como a questão não era sobre a viabilidade econômica). Você está tentando fugir do ponto, pois já percebeu que a questão da madeira não se sustenta.

      Se não tem madeira nessa guitarra como ela soa bem? Afinal a madeira é para muitos o ingrediente sacrado dos sons guitarrísticos. Vai ver borrifaram essência de madeira no papelão! Hahah!

      Sem mais perguntas meritíssimo.

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Tipos de madeira e som que elas proporcionam

      305.952 tópicos 7.899.719 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2018 Studio Sol Comunicação Digital