Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

Como montar um campo harmônico e harmonizar

Autor Mensagem
LeandroP
Moderador
# dez/04 · Editado por: LeandroP


ESCALA MAIOR E MENOR

Antes de pensar em modos gregos, harmonização, etc., é preciso antes conhecer a escala maior e a escala menor, pois elas serão a nossa referência pras outras escalas.

MAIOR:

T - 2/9 - 3 - 4/11 - 5 - 6/13 - 7M - 8


MENOR:

T - 2/9 - b3 - 4/11 - 5 - b6 - 7 - 8


É importante passar a analizar as escalas pelos intervalos gerados, pois são esses intervalos que mudam quando se usa outra escala que não seja estas duas maior e menor, que como disse acima, são os padrões para as outras.


Pra isso é bom ter sempre em mãos (na cabeça é melhor ainda) esta tabela. Portando é bom copiar pro seu editor de textos.

Esta tabela é com todos estes intervalos, representado pelo número correpondente e pela distância em tons em relação a tônica.



INTERVALO TONS NOME DO INTERVALO
T -- tônica ou nota fundamental
b9/b2 0,5 nona menor / segunda menor
9/2 1,0 nona maior / segunda
#9 ou b3 1,5 nona aumentada ou terça menor
3 2,0 terça maior
4/11 2,5 quarta justa / décima primeira justa
#4/#11 ou b5 3,0 quarta aumentada / décima primeira aumentada ou quinta diminuta
5 3,5 quinta justa
#5 ou b6/b13 4,0 quinta aumentada ou sexta menor / décima terceira menor
6/13 ou bb7 4,5 sexta maior / décima terceira maior ou sétima diminuta
7 5,0 sétima menor (diz-se apenas sétima)
7M 5,5 sétima maior
8 6,0 oitava justa (mesmo que a tônica)



Para saber qual o intervalo usar no acorde, [url=http://forum.cifraclub.com.br/forum/3/41601/]clique aqui![ /url].


.... continua!

luksclt
Veterano
# dez/04
· votar


aee valew cara :}

LeandroP
Moderador
# dez/04
· votar


Clique aqui:

http://forum.cifraclub.com.br/forum/3/41601/

(ainda não aprendi a inserir url's direito he he he)

guitarist from hell
Veterano
# dez/04
· votar


so faltou o [/url] no final..

LeandroP
Moderador
# dez/04
· votar


Entendendo esta parte, vamos a segunda etapa: os modos!

CRIANDO OUTRAS ESCALAS PARTINDO DA NOSSA ESCALA MAIOR PADRÃO

Bom, podemos ver que a escala acima é constituída por sete notas, mais a repetição da tônica ou nota fundamental.

Dentro desta escala temos apenas 2 intervalos de semitons, os demais intervalos são todos de 1 tom inteiro.

Estes intervalos de semitons estão entre a 3a e a 4a nota e entre a 7a e a 8a nota.

Mantendo as mesmas notas da escala, o que aconteceria se os intervalos de smitons mudassem de lugar? Não sei se esta pergunta já pegou vocês, mas foi a questão que mais me intrigou no começo.

A resposta é: teríamos uma nova escala, pois os intervalos que analisamos no começo (da escala maior e menor) seriam alterados.

Agora como eu mudo os semitons de lugar, sem mudar a nota da escala?

A resposta é: começando a escala por qualquer outra nota, além da primeira.

Desta maneira, podemos chegar a conclusão que se a escala tem 7 notas, então eu posso ter 7 escalas diferentes, com as mesmas notas.

LeandroP
Moderador
# dez/04
· votar


Entendendo esta parte, vamos a segunda etapa: os modos!

CRIANDO OUTRAS ESCALAS PARTINDO DA NOSSA ESCALA MAIOR PADRÃO

Bom, podemos ver que a escala acima é constituída por sete notas, mais a repetição da tônica ou nota fundamental.

Dentro desta escala temos apenas 2 intervalos de semitons, os demais intervalos são todos de 1 tom inteiro.

Estes intervalos de semitons estão entre a 3a e a 4a nota e entre a 7a e a 8a nota.

Mantendo as mesmas notas da escala, o que aconteceria se os intervalos de smitons mudassem de lugar? Não sei se esta pergunta já pegou vocês, mas foi a questão que mais me intrigou no começo.

A resposta é: teríamos uma nova escala, pois os intervalos que analisamos no começo (da escala maior e menor) seriam alterados.

Agora como eu mudo os semitons de lugar, sem mudar a nota da escala?

A resposta é: começando a escala por qualquer outra nota, além da primeira.

Desta maneira, podemos chegar a conclusão que se a escala tem 7 notas, então eu posso ter 7 escalas diferentes, com as mesmas notas.

LeandroP
Moderador
# dez/04
· votar


Como havia dito antes, analizar a coisa toda através dos intervalos é que vai fazer com que você perceba a diferença entre as escalas de um modo mais prático e objetivo. Além do mais, num improviso por exemplo, você vai estar pensando em intervalos e não em nome de notas. (dica que extraí de Scott Henderson).


Eu fiz as novas escalas, primeiro começando pela primeira (claro:) e depois começando pela segunda nota, terceira, etc.

Observe a diferença dos intervalos em cada uma delas (não se preocupe em decorar). Pra começar a se familiarizar com estas escalas, eu já vou escrevendo o nome delas.

Modo Jônio - Escala maior padrão:
T - 9 - 3 - 4 - 5 - 6 - 7M - 8


Modo Dórico:
T - 9 - b3 - 11 - 5 - 6 - 7 - 8

Modo Frígio:
T - b9 - b3 - 11 - 5 - b6 - 7 - 8

Modo Lídio:
T - 9 - 3 - #4 - 5 - 6 - 7M - 8

Modo Mixolídio:
T - 9 - 3 - 4 - 5 - 6 - 7 - 8

Modo Eólio - Escala menor padrão:
T - 9 - b3 - 11 - 5 - b6 - 7 - 8

Modo Lócrio:
T - b9 - b3 - 11 - b5 - b6 - 7 - 8


Agora vamos separar os modos maiores e os menores.

Como fazer isso?

É só observar qual tem o intervalo 3 é maior, e o b3 é o menor.

Alguém pode fazer isso e postar?

LuizFB
Veterano
# dez/04
· votar


Grande Panucci, sempre trazendo um assunto que me interessa! Hehehe!
Taí uma coisa que me deixou sempre uma dúvida, pois eu entendia:
modos maiores --> Jônio, Lídio, Mixolídio
modos menores --> Dórico, Frígio, Eólio
modo meio diminuto --> Lócrio

Mas um cara me disse que o Lócrio é um modo menor, pois se analisarmos, ele têm a b3! Mas ele é um modo totalmente diferente, pq ele tem a b3, mas tb b5, sendo o único modo com essa característica! Tanto que o acorde meio diminuto é separado dos acordes menores! Qual tá certo? Eu ainda mantenho minha opnião, pq o cara não me convenceu!

DmS
Veterano
# dez/04
· votar


LuizFB
Eu tenho quase certeza q vc ta certo e o modo lócrio é meio diminuto ;)

Adriano Medeiros
Veterano
# dez/04
· votar


acho q os dois jeitos estao certos, pois o que caracteriza uma escala ou acorde ser menor é a 3ª, e o q caracteriza o diminuto é o tritono, q tem a 5ª diminuta e a 3ª menor decorrente do tritono.

se alguem me perguntar... eu digo q o locrio é um Modo menor (frizando a palavra modo, pois os diverços modos pra mim sao uma só escala)

LeandroPanucci
mas e ai? é agora q a gente vai sentir falta duma partitura pra explicar melhor como montar um campo harmonico, pq as vezes ficar só nos intervalos pode dar um nó na cabeça

Adriano Medeiros
Veterano
# dez/04
· votar


ah, ia me esquecendo...

se formor separar o modo locrio dos demais, caracterizando-o com diminuto, devemos separar também o mixolidio, dizendo q ele é dominante

LeandroP
Moderador
# dez/04
· votar


Esclarecendo:

O modo lócrio, embora tenha um intervalo de quinta diminuta, não pode ser considerado diminuto por que tem a sétima menor e não uma sétima diminuta (vide tabela dos intervalos acima).

Adriano Medeiros

Dá pra explicar sem partitura. Mesmo assim, aprendizado sem esforço não vale.

LeandroP
Moderador
# dez/04
· votar


Adriano Medeiros

se formor separar o modo locrio dos demais, caracterizando-o com diminuto, devemos separar também o mixolidio, dizendo q ele é dominante

Você está certo, mas ainda não vamos separar assim.

LeandroP
Moderador
# dez/04
· votar


SEPARANDO OS MODOS MAIORES DOS MENORES:

Maiores:

Modo Jônio - Escala maior padrão:
T - 9 - 3 - 4 - 5 - 6 - 7M - 8

Modo Lídio:
T - 9 - 3 - #4 - 5 - 6 - 7M - 8

Modo Mixolídio:
T - 9 - 3 - 4 - 5 - 6 - 7 - 8


Menores:

Modo Dórico:
T - 9 - b3 - 11 - 5 - 6 - 7 - 8

Modo Frígio:
T - b9 - b3 - 11 - 5 - b6 - 7 - 8

Modo Eólio - Escala menor padrão:
T - 9 - b3 - 11 - 5 - b6 - 7 - 8

Modo Lócrio:
T - b9 - b3 - 11 - b5 - b6 - 7 - 8


O importante é você conhecer os intervalos das escalas que servem como padrão, até aí é fácil. Depois comparar os maiores (lídio e mixolídio) com o maior padrão (jônio), e comparar os menores (dórico, frígio, lócrio) com a menor padrão (eólio) pra ver qual intervalo muda. Feito isso, se você sabe um desenho de escala menor padrão, o modo dórico só muda um intervalo, que passa de b6 para 6.

Desta forma você percebe os espaçamentos que existem nas escalas e nos acordes a coisa também fica mais fácil.

Não pense que é de uma hora pra outra, mas se você entrar fundo neste campo, tenho certeza que outras portas vão se abrir num passe de mágica, e e a música será observada de uma outra forma.

mas vamos continuar..... (compare os modos, não se esqueçam)

LeandroP
Moderador
# dez/04
· votar


dúvidas até aqui?

Agente Smith
Veterano
# dez/04
· votar


LeandroPanucci até ai e como harmonizar com escala menor harmonica eu sei velho, mas e se eu, digamos, queira dar um ar diferente numa harmonia? Tipo, dentro de uma harmonia em c maior, inserir um acorde da escala Am harmonica, existe alguma regra???

Agente Smith
Veterano
# dez/04
· votar


ae, vamos pr Exclamação aki!!!!!

guschard
Veterano
# dez/04
· votar


Agente Smith
depende d quais os acordes q formam
c os acordes tiverem dentro do campo harmonico da harmônica d Am, pod usar, mas eu n tenho certeza, espera o leandro q ele q eh o kra daki
auhahuahuahu

MacCa
Veterano
# dez/04
· votar


Agente Smith

Aí você teria um dó com quinta aumentada

MacCa
Veterano
# dez/04
· votar


O que me intriga é o uso desses modos, afinal o que eu mais vejo sendo usado é o modoo jônio, eólio, mixolídio, escala menor harmônica... eu acho que o uso de outros modos deve depender muito da harmonia, alguém sabe esclarecer isso?

Sincero
Veterano
# dez/04
· votar


LeandroPanucci
Ei tio, pq em vez de por 2º se põe a 9º? Vi isso em uma revista do Pollaco e queria saber o pq, já que vc tb pos aqui

Adriano Medeiros
Veterano
# dez/04
· votar


Agente Smith
gente, vamos aumentar o nivel gradativamente, vamos esperar a hora do "menor harmonico" chegar pra fazer perguntas sobre ele, na verdade ainda nem entramos em harmonização, estamos mexendo com os modos.

se começarmos fazendo perguntas mais avançadas o pessoal mais novo não vai entender nada

Adriano Medeiros
Veterano
# dez/04 · Editado por: Adriano Medeiros
· votar


e comparando os modos (como o Panuci pediu):

Maiores:

Modo Jônio - Escala maior padrão:
T - 9 - 3 - 4 - 5 - 6 - 7M - 8

Modo Lídio:
T - 9 - 3 - #4 - 5 - 6 - 7M - 8

Modo Mixolídio:
T - 9 - 3 - 4 - 5 - 6 - 7 - 8


Menores:

Modo Eólio - Escala menor padrão:
T - 9 - b3 - 11 - 5 - b6 - 7 - 8

Modo Dórico:
T - 9 - b3 - 11 - 5 - 6 - 7 - 8

Modo Frígio:
T - b9 - b3 - 11 - 5 - b6 - 7 - 8

Modo Lócrio:
T - b9 - b3 - 11 - b5 - b6 - 7 - 8


LeandroP
Moderador
# dez/04
· votar


Adriano Medeiros

Ok! Você destacou os intervalos que mudam de um modo pra outro!

Se enxergar desta forma você saberá as notas características de cada modo, podendo até aplicar ao acorde, criando harmonias e melodias inteligentes. Valeu a contribuição:)

Agente Smith

Sim, existe umas regras, ou melhor dizendo, progressões que utilizam acordes de outros modos. A medida em que for progredindo as explicações eu respondo melhor esta pergunta:)

LeandroP
Moderador
# dez/04
· votar


Sincero

A razão de se escrever 9 ao invés de 2 é o próximo passo do que vou explicar. Aguarde só um tempinho:)

LeandroP
Moderador
# dez/04
· votar


Sincero

A razão de se escrever 9 ao invés de 2 é o próximo passo do que vou explicar. Aguarde só um tempinho:)

LeandroP
Moderador
# dez/04
· votar


HARMONIZANDO:

Bom, agora que já temos todos os modos derivados da nossa escala maior padrão, vamos por a mão na massa e harmonizar.

O que aconteceria se pra cada nota da escala, nós dessemos uma terça diatônica?

Pra ilustrar melhor a pergunta, eu vou utilizar a escala de Dó maior, que todo mundo já manja.

Imagine tocar estas notas juntas: C e E, depois D e F, depois E e G

Nós estaríamos tocando a tônica de cada modo mais a terceira nota do seu modo.



tõnicas --> C - D - E - F - G - A - B
3as diatônicas --> E - F - G - A - B - C - D



Vejam que já temos como identificar qual tem terça maior e qual tem terça menor, baseando-se naquela tabela que postei acima ou pelos próprios modos mesmo.


(... continua)

LeandroP
Moderador
# dez/04
· votar


Na prática, podemos desenvolver desta forma:



e------------------------------------------------------
B------------------------------------------------------
G------------------------------------------------------
D--2----3----5----7-----9-----10----12----14-----------
A--3----5----7----8-----10----12----14----15-----------
E------------------------------------------------------
C Dm Em F G Am Bm C



A idéia já dá algum resultado. Experimente usar acordes com terças no lugar de acordes com quintas (os conhecidos power-chords). Guitarristas como Tommy Iomi utiliza este tipo de acorde, misturado aos power-chord. Em resumo: os dois ainda são bicordes.

LeandroP
Moderador
# dez/04
· votar


A idéia já dá algum resultado. Experimente usar acordes com terças no
lugar de acordes com quintas (os conhecidos power-chords).
Guitarristas como Tommy Iomi utiliza este tipo de acorde,
misturado aos power-chord. Em resumo: os dois ainda são bicordes.

(este fórum tá doido, além de postar repetido ele ainda come as palavras... eu heim)

LeandroP
Moderador
# dez/04
· votar


Observem que da mesma forma que conseguimos escalas maiores e menores, partindo da nossa escala padrão, com os acordes não poderia ser diferente.

Agora que já temos uma terça sobre a tônica, o que aconteceria se adicionássemos uma terça diatônica da própria terça?

Nós teríamos um intervalo de terça em relação a primeira terça, mas este intervalo seria uma quinta em relação a tônica.

Veja:



tõnicas --> C - D - E - F - G - A - B
3as diatônicas --> E - F - G - A - B - C - D
5as diatônicas --> G - A - B - C - D - E - F



Prentem atenção: terça da terça = quinta da tônica! (simples)


Agora sim, deixou de ser bicorde pra se chamar tríade, ou acorde formado por 3 notas.


Não sei se alguém observou, mas os intervalos gerados são todos números ímpares: 1 ou T (tônica), 3 e 5

Baseando-se nesta observação, qual seria o próximo intervalo a seguir?

Você não pode enviar mensagens, pois este tópico está fechado.
 

Tópicos relacionados a Como montar um campo harmônico e harmonizar

290.218 tópicos 7.571.211 posts
Fórum Cifra Club © 2001-2014 Studio Sol Comunicação Digital