Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      Amplificar Randall RD40C + Jackson JDR = Timbre horrivelmente estridente

      Autor Mensagem
      Léo Marioto
      Membro Novato
      # 26/jun/18 18:45


      Olá!

      Estou com um ampli da Randall rd40c e tenho uma Jackson JDR Japan (Caps originais Jackson).

      Não consigo tirar um som legal para distorção. Fica estridente demais, não sei mais o que eu faço. VC fica até surdo quando para de tocar. Já tirei agudo, aumente grave mas não fica legal.

      Será que é o ampli?? Captador da Jackson que é podre?? Algum pedal poderia resolver??

      Este ampli custa +/- 3.000 novo. É valvulado. Não é possível que seja tão ruim assim!!!

      Se alguém puder me ajudar, eu agradeceria muito... Eu nem acabei de pagar o ampli e já to pensando em vendê-lo...

      Abraços!!!!!

      ejames
      Membro Novato
      # 26/jun/18 19:24
      · votar


      Vi no seu outro tópico que você teve problemas semelhantes com um Vox e agora com esse.

      Cara, não tem segredo. É explorar as possibilidades. Posição da chave seletora dos captadores, knob de tone, tone stack e knobs do amp, etc... Comece colocando tudo em flat (no meio, posição 12h) e vá alterando de acordo com o seu objetivo.

      Léo Marioto
      Membro Novato
      # 26/jun/18 20:56 · Editado por: Léo Marioto
      · votar


      Olá, James. Obrigado pela resposta.

      Mas então, cara...Sou eu mesmo do VOX hahahaha... Acontece que eu gostaria de um timbre mais ou menos parecido com esses sons aqui:

      https://www.youtube.com/watch?v=KkSD3vF4M7c

      https://www.youtube.com/watch?v=soYrn1IfeBo

      Sei que pode parecer que um não tem nada a ver com o outro. E também que não vou tocar igual ao Zakk. Mas, tanto num vídeo quanto no outro, as notas soam rasgadas sabe, com sustentação, como se tivessem corpo, musculatura. Não sei muito bem explicar hahahaha

      Quando tento fazer as coisas aqui, soa um negócio magro, abelhudo, estridente. Como se o autofalante do ampli tivesse uma qualidade ruim.

      Fiz um pequeno vídeo (não se atente aos erros, não me preocupei mto em tocar certinho). A qualidade é de celular, mas dá pra perceber um pouco o som um tanto "ruim" do qual estou falando.

      https://www.youtube.com/watch?v=wvLnijJ8HvM&feature=youtu.be

      Léo Marioto
      Membro Novato
      # 26/jun/18 21:00
      · votar


      Se acaso eu conseguisse me ajeitar com esse ampli, com certeza ficaria muito satisfeito. Pois sinceramente estou com uma vontade abaixo de 0 em começar a ir atrás de outro ampli novamente!!!

      boblau
      Veterano
      # 27/jun/18 07:33
      · votar


      Léo Marioto

      eu sou meio suspeito em falar de Randall pois adoro o meu RM100 e já toquei em alguns outros e gosto muito da qualidade deles. Para vc ter uma idéia, eu tenho um Two Rock e acho que o Randall entrega mais do que ele. A diferença é que o Two Rock pesa 15 kg e o Randal 65 kg....

      Timbre é uma coisa muito pessoal, difícil mesmo. Acredito que este Randall pode te entregar o que vc precisa.

      Um dos recursos mais usados na guitarra quando se quer um timbre específico é um equalizador. O da Boss (GE7) é o que mais vejo por aí. Com ele vc consegue provavelmente atenuar a frequência que está te incomodando. Não é um pedal caro, os usados em bom estado são baratos e é um tanque de guerra. Vc pode usar ele entre a guitarra e o ampli ou no loop do amplificador.

      Esta seria minha sugestão. Leva a guitarra e o ampli em algum lugar que tenha este pedal para vender (ou pegue emprestado de alguém) e teste. Provavelmente, depois de alguns testes, vc vai encontrar esta frequência que está te perturbando.

      LeandroP
      Moderador
      # 27/jun/18 08:21
      · votar


      Léo Marioto

      Não poderia ser o captador da guitarra que está causando este problema?

      Felipe Stathopoulos
      Membro Novato
      # 27/jun/18 08:22
      · votar


      Léo Marioto bro, vc já tentou usar um compressor antes de entrar no ampli?

      Andras
      Veterano
      # 27/jun/18 10:54
      · votar


      Léo Marioto

      Tu não é a primeira pessoa que vejo reclamando da distorção desse ampli. Já recomendei ele algumas vezes aqui no Forum, mas para uso com pedais.

      Coisas que as pessoas costumam recomendar:

      1. A caixa ele é fechada atrás (closed-back), embora pra mim seja semi-closed pela grade. Algumas pessoas reportaram que abrindo/fechando ele total, trouxe melhorias no som. Podes testar isso.

      2. Outras reportaram uma diferença grande no uso do "boost" do amp. Já testou esta funcionalidade?

      3. Não usar a posição da ponte nos captadores. Parece bobagem, mas na minha guitarra que tem 2 EMG 707, eu uso sempre no meio, pois a ponte acho agudo.

      4. Colocar um EQ no loop. Li que você comentou já ter mexido no EQ do amp, mas um pedal de EQ são outros 500. Ouuuuuuuutros 500.

      5. Não usar o drive dele, usando apenas como plataforma pra pedais no clean. Essa semana mesmo saiu um review do Ola com um Randall que ele comenta isso (apesar de não ser o mesmo ampl):



      NeoRamza
      Veterano
      # 27/jun/18 15:18
      · votar


      Eu já toquei com esse amp e achei o som muito legal. Porém eu usei uma Gibson Les Paul, que já tem um som mais fechado. Pode ser a guitarra mesmo, tente outra. Mas antes, tente não usar tanto ganho.

      Léo Marioto
      Membro Novato
      # 27/jun/18 20:08 · Editado por: Léo Marioto
      · votar


      boblau

      Obrigado pela resposta! Então, na verdade, o que me parece que está me faltando também no momento dos solos é um pouco de ganho, força para tocar as cordas mais agudas com mais peso. A impressão é que elas parecem soar muito timidamente... Além, claro, do que eu disse do som estridente. Parece um agudo mas tímido, ou seja, sem muito ganho na distorção. É difícil explicar. Mas talvez me faltou dizer essa parte também.

      Em relação ao pedal de equalizador, eu já pensei nisso. Inclusive estou com um aqui que peguei emprestado hoje. Sinceramente, senti diferença, mas não foi láááá aqueeeeela diferença. Não sei também se o pedal não ajuda muito, é este: https://http2.mlstatic.com/equalizador-7-bandas-ammom-mini-pedal-cd000 -D_NQ_NP_944650-MLB27190255825_042018-F.jpg

      Senti o som dar uma encorpada com ele. E, para tentar um caminho, a frequência que mais curti aumentar foi a de 1k. Mas, ter de aumentá-la no último por um ganho a mais, parece tbm não ser mto o caminho.

      Será que esse outro equalizador da Boss teria muita diferença desse que estou aqui? Ou, com esse já daria para sentir mais alguma coisa?

      Léo Marioto
      Membro Novato
      # 27/jun/18 20:08 · Editado por: Léo Marioto
      · votar


      LeandroP
      Felipe Stathopoulos

      Então, estou pensando em trocar os caps da minha Jackson (originais). Estou vendo de colocar um JB na ponte e um 59 OU Jazz no braço.

      Mas eu não tenho tanta certeza se a troca dos caps fará tanta diferença assim no som.

      Andras

      Então, eu uso a função boost dele sim. Sem essa função, não curto. Ainda mais que quero tirar uns sons mais metal.

      Sobre usar um pedal de boost, logo logo estarei com um TS9 aqui que mandei fazer. Com certeza, acredito que ele irá ajudar para dar uma turbinada no som. Mas tbm não sei se chegarei naquilo que quero.

      O som do cara aí do vídeo, animal né!!! Se tivesse assim aqui, vixe, já tinha derrubado o quarto.

      Eu não sou tão experiente tbm. Eu toquei quando era mais novo e estou voltando agora. Mas, de todo esse tempo eu nunca consegui tocar em algo que chegasse naquilo que quero. Este é meu 3 ampli. Tive um Vulcano, depois o Vox Valvetronix e agora o Randall. Acaba desanimando um pouco tudo isso!!!

      Vlw a ajuda galera!!!

      Andras
      Veterano
      # 27/jun/18 21:35
      · votar


      Léo Marioto

      Na verdade, não te recomendaria usar um drive como boost nesse ampli. O truque do cara do vídeo foi que ele usou o pedal de drive no clean + ganho alto no pedal, porque ele acha o drive ruim.

      Mas, porque não testar os 2 quando teu TS chegar não é mesmo? 3 testes no caso:

      1. Drive do ampl com ganho alto + TS como boost clean (só level, sem drive)
      2. Drive do ampli com ganho baixo + TS com drive alto
      3; Clean do ampli + TS com drive alto.

      Pelo que eu li do ampli, o 2 ou 3 vão soar melhor, embora a "lógica" diria ser o 1.

      O outro "boost" que realmente te recomendo fazer é de frequências com um pedal de EQ no loop. Pra ter idéia de como pode mudar do 8 pro 80, já convenci neguim que tava achando em loja um ampli ruim a comprar esse mesmo ampli depois de mostrar ele com um EQ.

      E não desanime. Timbrar leva tempo mesmo :-)

      Léo Marioto
      Membro Novato
      # 28/jun/18 08:22 · Editado por: Léo Marioto
      · votar


      Andras

      Fala, Andras. Então, mas no vídeo o cara não está usando exclusivamente a distorção do TS, né! Porque a distor do TS não é desse nível. Ele deve estar usando mais alguma coisa, tipo a distor do ampli também.

      (Obs.: estou revendo o vídeo novamente com legendas, e agora entendi melhor hahahahahahaha, mas longe do meu ampli ter ao menos essa distorção desse ampli do vídeo também, não chega nem ferrando)

      Certo. Eu testei ontem o equali mas ligado direto da guitarra ----> no ampli. Vou testar no loop. O equali que tenho aqui é este: https://http2.mlstatic.com/equalizador-7-bandas-ammom-mini-pedal-cd000 -D_NQ_NP_944650-MLB27190255825_042018-F.jpg

      será que aquele da Boss, por exemplo, seria muito melhor??

      Abraxx, valews!!!

      Léo Marioto
      Membro Novato
      # 28/jun/18 08:25 · Editado por: Léo Marioto
      · votar


      Ah, estou quase também pra comprar os caps da Seymour Duncan (JB + Jazz)... Mas ainda estou com o pé atrás em relação ao no nível da mudança que essa troca trará para o som.

      Andras
      Veterano
      # 28/jun/18 09:44 · Editado por: Andras
      · votar


      Léo Marioto

      Esse teu EQ tem uma banda a mais que o da Boss, então, esse tem mais "potencial" que o da Boss (talvez o Boss "soe" melhor, mas não muito melhor com certeza).

      Melhor que isso só o MXR10 que tem 10 bandas e te permite fazer um boost limpo. Mas acho que não precisa chegar a tanto.

      E sobre os caps, com certeza vão fazer diferença, mas seria um "mudar de 8 pra 20". Teste antes os outros pontos citados aqui no tópico, porque eles tem mais potencial pra ser o "8 pra 80" que tu está procurando.

      Delson
      Veterano
      # 28/jun/18 12:13
      · votar


      Léo Marioto
      Grava alguma coisa aí pra gente ter noção e poder te ajudar melhor.

      Léo Marioto
      Membro Novato
      # 28/jun/18 13:39
      · votar


      Delson

      Gravei aqui oh: https://www.youtube.com/watch?v=wvLnijJ8HvM&feature=youtu.be

      Sei que a gravação tá bem tosca, o som não ajuda muito, mas põe um fone ae que dá pra sentir a vibe da distor meio xoxa, tímida, parecendo que ligou a guita naquelas caixinhas de PC hahahaahahahaha

      Delson
      Veterano
      # 28/jun/18 14:11
      · votar


      Léo Marioto
      Foi mal, não tinha visto ali acima.

      Eu apostaria em mexer nos knobs. Aumentaria o volume no amp, diminuiria o ganho.

      Léo Marioto
      Membro Novato
      # 28/jun/18 14:33
      · votar


      Delson

      Este pode ser um dos problemas tbm. É um valvulado mas como toco no meu quarto, não dá pra aumentar mto som. Isso é foda.

      Acho que tem um pouco a ver TBM...

      Buja
      Veterano
      # 28/jun/18 14:34
      · votar


      Achei que estava tocando com volume no talo e atenuador.

      Léo Marioto
      Membro Novato
      # 28/jun/18 14:40
      · votar


      Buja

      Magina. A galera enche o saco. Dahora seria ter um miniestúdio em casa. Para poder tocar como quer.

      Mas essa história de atenuador, o que é??

      Delson
      Veterano
      # 28/jun/18 15:58
      · votar


      Léo Marioto
      Um valvulado de 40W é muita coisa, até pra show ao vivo (dependendo do lugar), e é sabido que os valvulados têm seu "pico" de performance em volumes mais elevados.

      O meu é um SE de 8W e eu raramente deixo ele "cranked". Volume na metade já é suficiente pra incomodar, kkkkk

      Buja
      Veterano
      # 28/jun/18 16:05
      · votar


      Mas essa história de atenuador, o que é??

      Atenuador de potencia. Um dispositivo que serve pra diminuir a potencia de saida do head.

      Daria pra tocar com o volume e o ganho no talo, e ouvir de boas dentro do quarto.
      Nao custa muito baratinho nao.

      Mas normalmente quem tem heads valvuladoes cheios de potencia, tem atenuadores tambem.

      Andras
      Veterano
      # 28/jun/18 16:31
      · votar


      Léo Marioto

      Válvulados em geral ganham qualidade a medida que o volume aumenta. Alguns amplis tem o "problema" de soarem bem mal se o volume deles estiver abaixo de um certo ponto (50% do volume, por exemplo).

      Problema é que 40W válvulado a 50% do volume já faz teus vizinhos chamar a polícia.

      Atenuadores deixam tu usar o ampli em 50%, até 100%. Eles abaixam o volume "final", antes de chegar nos falantes. É diferente de baixar o volume no ampli, que baixa "no início", antes de chegar nas válvulas.

      Se tu não tem um atenuador, provavelmente está tocando abaixo do ponto em que teu ampli soa bem. Não acho que seja teu problema, porque ele soaria mal em geral, não apenas "muito agudo".

      Tu está baixando o volume no "master volume" ou no "volume"? Como está cada um desses dois?

      Léo Marioto
      Membro Novato
      # 28/jun/18 19:04
      · votar


      Galera, acho que cheguei num acordo aqui, creio que se não está perfeito, melhorou bastante... E com o TS9 tende a melhorar ainda mais...

      Mas a configuração que acabei encontrando é algo que tava bem fora do que estava fazendo: https://image.ibb.co/ey2bVT/Whats_App_Image_2018_06_28_at_18_51_14.jpg

      Meu médio estava na metade e o agudo estava um pouco a mais que a metade ainda. Enfim, talvez minha guita + caps tenham já médios e agudos demais.

      Mas tem outra coisa tbm, percebi que to ficando é surdo!!! Nesse volume aí que tá na imagem, dentro do quarto fechado, não rola não.

      Depois vou ver as outras dicas aí, agradeço bastante aí galera pelas sugestões, por ora!!!

      Léo Marioto
      Membro Novato
      # 28/jun/18 19:07
      · votar


      *este Presence dá um pouco mais de brilho e médios agudos...

      boblau
      Veterano
      # 28/jun/18 21:44
      · votar


      Léo Marioto

      Obrigado pela resposta! Então, na verdade, o que me parece que está me faltando também no momento dos solos é um pouco de ganho, força para tocar as cordas mais agudas com mais peso. A impressão é que elas parecem soar muito timidamente... Além, claro, do que eu disse do som estridente. Parece um agudo mas tímido, ou seja, sem muito ganho na distorção. É difícil explicar. Mas talvez me faltou dizer essa parte também.


      Nesta tua avaliação, me parece que vc deve rever a regulagem da guitarra. A guitarra deve ser o gerador dos sons de forma equilibrada em relação ao ganho de cada corda. por isso temos as regulagens de altura dos captadores. Outro erro comum, é querer ter uma ação de corda tão baixa, que as cordas trastejam um pouco (meio imperceptível), e o ganho da corda cai. Essa regulagem de guitarra é difícil, tem muito luthier que não consegue deixar o instrumento do jeito do guitarrista, ele tem uma receita pronta e aplica. Se nada disso te resolver, vc pode tentar mais algumas coisas, entre elas, testar uma guitarra com captadores ativos e ver se gosta do som. Estes captadores resolvem este problema do desequilíbrio (particularmente eu não gosto). Outra solução é usar um pedal de compressão para comprimir o sinal da guitarra que vai para o amplificador.

      Senti o som dar uma encorpada com ele. E, para tentar um caminho, a frequência que mais curti aumentar foi a de 1k. Mas, ter de aumentá-la no último por um ganho a mais, parece tbm não ser mto o caminho.


      Equalizadores devem ser prioritariamente serem usados de forma inversa a que vc usou. Devemos cortar as frequências que nos incomodam e não aumentar as frequências que nos agradam. Claro que se queremos um brilhinho aqui ou um gravezinho ali, podemos aumentar UM POUCO as frequências que nos agradam. Experimente deixar ele em flat e ir cortando frequências, se a guitarra perder punch, suba o ganho do pedal e aumente o ganho do amplificador.

      Será que esse outro equalizador da Boss teria muita diferença desse que estou aqui? Ou, com esse já daria para sentir mais alguma coisa?

      Pergunta dificílima. Faz uma mais fácil. O que eu vejo por aí é o Boss. O da Boss tem outra configuração pois atua em 100, 200, 400, 800, 1600, 3200 e 6400 hz enquanto este teu atua em 63, 125, 250, 500, 1000, 2200 e 5000 hz. Portanto pode ser que vc não "encontre" a frequência que te incomoda em um e "encontre" no outro.

      Ah, estou quase também pra comprar os caps da Seymour Duncan (JB + Jazz)... Mas ainda estou com o pé atrás em relação ao no nível da mudança que essa troca trará para o som.

      Cuidado, pelo teu relato vc gosta de punch na saída, portanto provavelmente captadores de saída alta. Teste guitarras com estes captadores antes de comprar.

      Tudo isso aí que eu te passei e mais o que o colega Andras e outros passaram também é muito tempo de dedicação atrás do timbre. Demora, mas depois que soou no ouvido, fica fácil tirar som de qualquer ampli. Parece meio esquisito dizer isso, mas hoje em dia, qualquer ampli bom para mim tem mais ou menos o timbre que eu gosto. Portanto não se queixe do teu Randall. Não é ele o problema.

      boblau
      Veterano
      # 29/jun/18 08:32
      · votar


      Léo Marioto

      Mas essa história de atenuador, o que é??


      O pessoal já explicou o atenuador. É um equipamento que "divide"a potência que sai para o alto falante e transforma ela em calor, ao invés de som. Portanto reduz o volume.

      Com isso vc consegue abrir o master do amplificador, sem que o volume seja alto.

      Funciona? Sim funciona. Existem dois conceitos aí:

      1- tocando em volumes muito baixinhos num power valvulado, em casa estudando, os timbres tendem a ficar mais estridentes, magros, sem peso. Com o atenuador, vc consegue regular o que vai soar no quarto mais próximo do que vai soar com a banda (nunca soa igual, com banda muda tudo).

      2- com um atenuador vc pode saturar as válvulas do power em um volume que dá para tocar em casa. Aí a coisa é mais complicada pois estaremos misturando saturações de pré com saturações de power, o que não é fácil. Hoje em dia, as marcas estão conseguindo excelentes saturações nos prés (como é o caso da Randall), sem necessitar saturar o power, mantendo o power valvulado somente para colorir com seus harmônicos e compressão característico.

      O atenuador é um equipamento caro (a não ser que vc monte em casa, tem um projeto aqui no FCC). Eu tenho dois atenuadores e confesso que não uso nenhum deles mais. Depois que eu acertei os timbres aqui, encostei eles.

      Léo Marioto
      Membro Novato
      # 01/jul/18 21:20 · Editado por: Léo Marioto
      · votar


      boblau

      Outro erro comum, é querer ter uma ação de corda tão baixa, que as cordas trastejam um pouco (meio imperceptível), e o ganho da corda cai. Essa regulagem de guitarra é difícil, tem muito luthier que não consegue deixar o instrumento do jeito do guitarrista, ele tem uma receita pronta e aplica.

      Minhas cordas estão trastejando um pouco. É coisa mínima, mas estão. Preciso dar uma reguladinha.

      Cuidado, pelo teu relato vc gosta de punch na saída, portanto provavelmente captadores de saída alta. Teste guitarras com estes captadores antes de comprar.


      Mas esses captadores não são muito indicados para um som mais "porrada"? Se não, tem sugestões?

      Tudo isso aí que eu te passei e mais o que o colega Andras e outros passaram também é muito tempo de dedicação atrás do timbre. Demora, mas depois que soou no ouvido, fica fácil tirar som de qualquer ampli. Parece meio esquisito dizer isso, mas hoje em dia, qualquer ampli bom para mim tem mais ou menos o timbre que eu gosto. Portanto não se queixe do teu Randall. Não é ele o problema.

      Valeu irmão! Apesar de eu tocar mais heavy / metal, talvez eu curta um timbre mais puxado para o Hard Rock, mais rasgado. Percebi um pouco isso.

      Léo Marioto
      Membro Novato
      # 01/jul/18 21:24
      · votar


      boblau

      O atenuador é um equipamento caro (a não ser que vc monte em casa, tem um projeto aqui no FCC). Eu tenho dois atenuadores e confesso que não uso nenhum deles mais. Depois que eu acertei os timbres aqui, encostei eles.


      Entendi, parceiro. Então, estou pensando em montar um esquemazinho aqui em casa para tocar mais tranquilamente e poder aumentar um pouco mais o som. Só tenho de ver se vai dar certo e se vai compensar. É um quarto com paredes drywall + 1 porta + 1 janela. Vou vedar a porta e janela. E ver como ficará. Enfim, ver as espumas para tratar o som etc.

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Amplificar Randall RD40C + Jackson JDR = Timbre horrivelmente estridente

      305.573 tópicos 7.892.512 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2018 Studio Sol Comunicação Digital