Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      Quando você descobre um lugar onde andam "falsificando" guitarras

      Autor Mensagem
      Buja
      Veterano
      # 20/set/17 16:48


      Boa Tarde galera,

      O tema é meio tenso.
      Não quero dar nome aos bois, mas tambem nao quero que nenhum de nós da família saia prejudicado.
      Se possível gostaria de me manter no anonimato.

      Então quero opiniões da galera fcc do que pode ser feito para acabarmos com essa raça maldita.

      Vamos a historinha (se nao quiser ler, pule):
      ---------------------------------------------------------------------- -------------------------
      NEW HISTORY
      BEGIN

      Há uma lojinha na cidade, até grandinha, que vende instrumentos, na sua maioria usados, e muitos cabos, pedais usados, fontes, bateria, correia, corda...essas coisas. Toda cidade tem.

      O cara de lá é um extremo mala, ruim de conversar. Ja tentei fazer uns negocios com ele, mas descaradamente ele tenta ganhar muito nas suas costas. Ele praticamente te chama de otário na sua cara. Complicado.
      Fazer negocio nao rola.

      Mesmo assim passo por la algumas vezes, e esse fim de semana, passei la pra ver o que tinha de novo.
      Queria comprar uma fonte de pedaleira, umas cordas, um piezo (pra um projetinho ai), umas pecinhas de strato, uma mesa de som, tal.
      Passei la pra conferir.

      Chego la dou de cara com uma teleca linda, butterscotch, escudo branco. Pedi pra testar. Bom som. Pegada legal. Mas notei um detalhe:
      Headstock raspado. Muito mal raspado.
      Nao deu pra saber que guita era, por que nao tinha marca em inscricao em lugar nenhum dela. Perguntei pro dono da loja, ele disse: "FENDER".

      Fender?? Eu disse.
      É...Fender! Ele disse.

      Nao falei mais nada. Continuei tocando e comecei a reparar nos detalhes da guitarra.
      Captadores nao tinham sequer nenhuma inscricao. Saddles tambem nao.
      Nem a ponte. O corpo era translucido. 4 peças. O neck plate sem nada.
      Tarrachas comuns, die cast. E só. Nao conseguir sacar mais nada.

      Havia um luthier trabalhando nos fundos da loja, como terceirizado.
      Comecei a puxar papo com ele. Ele se mostrou muito simpatico. Amante mesmo da profissao.
      Dai comecei a prosear com ele, falando um papo mais luthieristico.
      O cara viu que eu nao era um leigo qualquer, e começou a me dar dicas interessantissimas.

      Dentre dicas boas, uma mais interessante ainda:
      Como fendeirizar uma condor!

      Pahhh, matei a charada!
      Dai, fingi de bobo e continuei a prosa.

      Ele foi explicando que corta o head com um molde de tele 52.
      Os captadores ele troca por algum mais vivo (nao precisa ser caro).
      Ele tem um set de strato vendendo por 99 reais...e se passa bem por uma fender.
      Terceiro, water slide com 2-3 camadas de verniz sem cor. Custom shop atras. Serial tirado da internet com numero de um tele da mesma cor e mesma aparencia de ano.
      Lixa, só fininha mesmo.
      Quarto, bota saddles e ponte chinesas, tarrachas vintade tudo com logo fender.
      E por ultimo, manual e certificado de autenticidade, so faltando o selo, claro.

      Bem, dai eu disse:
      Cara, essa tele nao me engana. Ta cheio de detalhes nao fender nela.
      O cara pra fechar com chave de ouro ele diz (o luthier)

      Eu sei que nao te engana, mas nao tem muitos de voce por ai.
      Diz que voce nunca comprou carro com kilometragem voltada?!

      Dai, continuei sorrindo, tocando a tele. Fiz cara de paisagem.
      Botei a tele no lugar, com uma vontade imensa de escrever com chave de fenda no corpo (NAO É FENDER).
      Tinha outras stratos que passavam facil por squier la.
      Se pega uma giannini tosp das que ja vi aqui no forum entao....era fender elite.

      Olhei uns pedais aqui e ali, comprei a fonte por 20 reais.
      Fui embora. E aqui estou pra relatar.

      END;
      ---------------------------------------------------------------------- -------------------------

      Poxa nao quero sacanear ninguem, tambem nao quero comprar uma briga com um lojista quando existem milhoes no mundo que fazem isso.
      Nao quero me envolver minha pessoa.

      E então, que posso fazer?
      Avisar geral no face?!
      Postar endereço, nome da loja?
      Fazer denuncia anonima?
      Fazer ameaça anonima?
      Deixar como tá?

      Ismah
      Veterano
      # 20/set/17 16:58 · Editado por: Ismah
      · votar


      Difamação é crime, tanto quanto falsificação, logo esqueça divulgação em massa...
      Pode tentar contato com a Fender Brasil ou o representante, mas nada é garantido...

      Se o cara sumir com as guitarras, fica a sua palavra contra a prova dele... Gravando o que ele diz, pode-se dar um passo a mais...

      Ainda a melhor arma pra isso, ainda é o conhecimento...

      Buja
      Veterano
      # 20/set/17 16:59
      · votar


      Ismah
      Voce tá certo.

      Ismah
      Veterano
      # 20/set/17 17:00
      · votar


      Acabei editando Buja, dá uma nova lida.

      MatheusMX
      Veterano
      # 20/set/17 17:02
      · votar


      Na mesma linha do Ismah:
      antes de citar qualquer nome, obtenha evidências e provas.

      Buja
      Veterano
      # 20/set/17 17:05
      · votar


      logo esqueça divulgação em massa...
      Pode tentar contato com a Fender Brasil


      Humm....nao sei....realmente nada garantido.
      Ele continuará fazendo isso com fender, squier, gibson, epiphone, etc.

      Felizmente, o "serviço" dele nao é tao bem feito assim. Da pra sacar alguma coisinha. Principalmente a lixada. E se der sorte de chegar la e ver algumas guitas com head lixado, sem a logo, logo logo ele vai se queimando.

      Mas é uma grande tristeza ver gente nesse nivel...pessoas que tratam a arte e hobby da musica como simplesmente meio de ganhar um a mais e passar o outro pra tras.

      Acho que ele tambem vai se embolar na hora de negociar.
      Geralmente caras assim jogam o valor la em cima...fora da realidade da fender no mesmo valor.
      E quando vao negociando conseguem cair o preco de forma absurda.
      Nenhum proprietario de fender faz isso.
      Dai ja da pra sacar que tem coisa errada na parada.

      Buja
      Veterano
      # 20/set/17 17:08
      · votar


      MatheusMX
      antes de citar qualquer nome, obtenha evidências e provas.

      Claro, tem toda razão.
      Porem, evidencias eu tenho. Claro, que so pra mim mesmo. Eu vi, e ninguem mais. Dificilmente vou conseguir coletar provas concretas do crime.

      E nem é meu principal objetivo mano. Nao fui lidibriado e nem vou mandar na justiça.

      Quero apenas saber como fazer um alerta, como botar uma placa de warning na porta entende.

      Ele vende produtos certos tambem. Tem muita vogga la.
      Mas tambem, alerta ligado. Ele pode tentar te enfiar um phender.

      Quero saber como avisar isso sem me envolver judicialmente, nada disso.

      JJJ
      Veterano
      # 20/set/17 17:36 · Editado por: JJJ
      · votar


      Eu já vi chibson numa loja aqui...

      Cara, na boa? O melhor que a gente pode fazer é informar. Informação é a riqueza do século xxi...
      Dizer o que diferencia. Mas sem se envolver diretamente... Esse negócio de polícia, sei lá... Tem denúncia anônima, né... Mas depois desse seu papo, vão saber que foi você.

      Gente disposta a fazer os outros de otario sempre vai existir. Assim como gente mal informada, infelizmente. Não vamos conseguir evitar que tentem vender (alguns sabendo, como é o caso citado, outros até sem saber, porque pegaram a guitarra sem conhecer, em sebo, herança...). O melhor a fazer é mostrar os erros, que, felizmente, sempre existem...

      Agora, pode chegar uma hora que a falsificação seja tão bem feita, que nem nós, conhecedores, consigamos detectar... Aí danou-se...

      Buja
      Veterano
      # 20/set/17 17:46
      · votar


      JJJ
      E é a mais pura verdade.

      A primeira coisa que eu olho numa "fender", são as marcas de lixa no headstock.
      Num olhar bem minucioso e clinico, da pra saber se ja foi lixada ou nao.

      Suponhamos que o cara foi federal nisso, e conseguiu fazer um trabalho de mestre ali. Ou então pintou o headstock todo de uma cor solida..vai saber.

      Dai eu começo a procurar pelas partes no corpo, pelas tarrachas, peçarias em geral, evidencias de troca de peças. Até um knob pode condenar a parada se bobear.

      Se tudo passou no olhar clinico (serial nem olho...isso é facilimo de falsificar), selo de autenticidade e tudo mais, bom...ai começo a apelar para o lado emocional do vendedor.

      Se ele ja sai plugando num amp fender e nem cogita mudar de amp ...hmmm...ta querendo fazer som de fender pra mim. 1ª desconfiança.
      Se ele embola pra falar specs detalhados da guita: É de alder? É de que ano? Pegou ela aonde? O cara embola um pouco pra falar...2ª desconfiança. Dono de fender sabe isso na lata, sem titubear.

      Outra: Já fez troca de trastes, retifica, trocou captador? Quem nao sabe de fender direito, diz: Já...troquei tudo...ta reguladinha, pegar e tocar.
      Ae? Onde fez? Titubeou? 3ª desconfiança.
      Dono de fender, ou manda fazer em luthier renomado (geralmente ainda tem o luthier de confianca), ou faz sozinho e sabe bem de luthieria, coisa que se embola aos falar dos specs.

      Quarta evidencia: Aceita variacoes facil de valores. Custa 5000 mas por 3000 sai. Estranho!
      Tambem aceita troca de equipos facil: aceita um marshall mg10 + condor rx10 + boss me25 + 1000 conto. Estranho tambem.

      Tem coisa que entrega mais do que a guita em si.

      Wade
      Membro Novato
      # 20/set/17 17:50
      · votar


      Compra uma dessas guitarras filmando a transação toda, inclusive o cara afirmando que é Fender.

      Depois mete o pau, porque agora você é vítima. Rapidinho ele sai do ramo.

      MatheusMX
      Veterano
      # 20/set/17 17:50
      · votar


      Buja
      Entendo perfeitamente.
      Dá vontade de jogar no ventilador mesmo. O duro é tentar ajudar as pessoas e acabar se dando mal, rs.

      Esse esquema de headstock com marca é complicado...
      Não vejo problema em fazer uma réplica, por motivo de estética e tals, para uma guitarra que seja do seu uso. Eu mesmo já fiz isso numa "partscaster".
      Mas fazer com o intuito de falsificar, colocando detalhes, serial number e até certificados, com a finalidade de vender como original sem o conhecimento da outra parte, aí muita sacanagem.

      Pior que recentemente também encontrei uma Fender Stratocaster beeem estranha numa loja, nova e com tag. Mas como estou meio por fora das novas linhas que a marca anda lançando, ainda mais nessa onda de segunda e terceira linha, nem questionei nada.

      Buja
      Veterano
      # 20/set/17 17:52
      · votar


      Wade
      Compra uma dessas guitarras filmando a transação toda, inclusive o cara afirmando que é Fender.

      Só me falta os 5000 que ele ta pedindo.
      Alem disso, nao quero incriminar um pra depois a gangue dele ir atras de mim.

      Mas que da vontade, isso da viu. fdp sacana.

      JulianoF.
      Membro Novato
      # 20/set/17 18:02
      · votar


      MatheusMX
      Eu mesmo já fiz isso numa "partscaster".

      Mas ai eu colocaria meu nome, ou uma piada, ou algo assim.
      nunca um logo da Fender.

      Essa que é a questão, como tu disse, o cara faz de propósito para sacanear mesmo.


      Buja
      Mas que da vontade, isso da viu. fdp sacana.
      É, é uma merda, mas o unico argumento seguro que temos, é o bolso, então.. não comprar mais nada dessa loja, já ajuda.

      NeoRamza
      Veterano
      # 20/set/17 18:13
      · votar


      Eu já vi várias falsificações no mercadolivre e fiz denúncias explicando cada detalhes que comprova a falsificação. Foram todas Jem7v e Fenders. Em todas as vezes recebi um e-mail agradecendo e dizendo que ainda assim o anúncio não feria as regras do mercadolivre. É triste ver isso, malandro tem em todo lugar, e uma empresa gigante dessa fica do lado deles.

      Buja
      Veterano
      # 20/set/17 18:14
      · votar


      É uma mafia esse negocio.

      Até o dia que o fantastico e a policia fenderal pegar a quadrilha....ai vai ficar com olho grande.

      Mas isso so pega os grandes. Mesmo assim, é um so.

      Agora as lojinhas lixando bensons e colocando ibanez, sempre vai ter.

      NeoRamza
      Veterano
      # 20/set/17 18:17
      · votar


      JulianoF.
      então.. não comprar mais nada dessa loja, já ajuda.

      Concordo, não compre absolutamente nada lá. E apesar de não falar aqui que empresa é, pessoalmente você deve avisar seus amigos.

      Mauricio Luiz Bertola
      Veterano
      # 20/set/17 18:40
      · votar


      Nem vou comentar esse fato lamentável...

      daimon blackfire
      Membro Novato
      # 20/set/17 18:43
      · votar


      Que sacanagem...

      Iversonfr
      Veterano
      # 20/set/17 20:06
      · votar


      NeoRamza
      Em todas as vezes recebi um e-mail agradecendo e dizendo que ainda assim o anúncio não feria as regras do mercadolivre.

      Tentei algumas vezes também e recebi a mesma resposta, desisti.

      Buja

      Fender usada nesse país sem chance, nem de loja. A única coisa que podemos fazer é alertar conhecidos e aprender o máximo a reconhecer uma dessa. Nunca é 100%, sempre fica algum detalhe por menor que seja. Posição dos parafusos, ponte, tarraxas. Até uma cor que não foi feita no ano da guitarra em questão já fico com pé atrás e já deixei de comprar por esse exato motivo. Infelizmente tem muito espertinho por aí, mas também acho desnecessário e arriscado apontar publicamente isso.

      Les Strato
      Veterano
      # 20/set/17 20:13 · Editado por: Les Strato
      · votar


      Buja

      (serial nem olho...isso é facilimo de falsificar)

      Mas deveria conferir, pois o sistema de busca da Fender te entrega o ano, modelo, série (custom shop, highway one), numero de trastes, madeira da escala (maple ou rosewood) e o mais importante, a cor do instrumento quando sai da fabrica. Sabendo que o cara falsifica muito custom shop, ele tem que se virar nos 30 pra fazer a guitarra bater com todas as specs do numero de série, que também devera vir sob encomenda, pois um numero aleatório desses que vendem no mercado livre não vai aparecer no banco de dados, entregando o esquema.

      Outra dica, é que boa parte das Fenders de origem americana, são 22 trastes (salvo algumas exceções), porém muitas das guitarras que pegam pra fazer as falsificações lá na china, são na maioria das vezes Squiers de baixo custo, que vem com 21 casas, portante vale atentar nesse ponto.

      Gibson já costuma ser outra praia, pois ao contrário da fender, eles não tem um banco de dados muito funcional pra verificar guitarras por serial number (pode-se por mandar email para eles verificarem).

      POREM, é difícil ver falsificação boa com essa marca, sempre costuma ter um ponto que entrega, por exemplo:

      - Les Paul com a parte sem cutway cortada de forma reta ou relativamente estranha, ao contrario da original que respeita uma bela curvatura

      - Apoio de cordas da ponte (saddle) com ajuste de altura por 2 parafusos , enquanto o original da Gibson é feito manualmente nas engrenagens que ficam abaixo, não apresentando aquelas cabeças de parafuso de fenda nas esquerda e direita do saddle

      - Numero de série pintado , enquanto o original é apenas entalhado de leve

      - tampa do tensor com 3 parafusos e headstock cortado com pouca curvatura costuma entregar facil um fake também.

      - Por ultímo, vale atentar que as melhores falsificações de Gibson que se tem hoje em dia, são aquelas feitas na china a partir de epiphones, essas podem apresentar mais semelhanças com as originais do que as falsificações mais ''pé de chinelo'', porém, costumam falhar no corte de headstock (pois é um da ephiphone retrabalhado), nos saddles com parafuso de fenda (epiphones usam esse tipo de saddle) e se retirarem os captadores, provavelmente irão se deparar com um ''epiphone'' entalhado na parte de trás dos mesmos (a não ser que o lojista os troque por originais da gibson, mas é dificil, pois encarecem muito o custo).

      - No mais, atentem as versões custom, que ao meu ver são as mais comuns de se ver fake por ai. contudo, mesmo uma bem feita SEMPRE vai entregar na seguinte questão, o serial number delas vem entalhado igual ao de uma Studio/Standard, enquanto numa Gibson Custom Shop original, o serial number vem da seguinte forma , uma numeração curta, acompanhada do CS (com exceção das antigas) e uma penca de certificados, porém nunca irão apresentar o ''made in U.S.A'' entalhado.

      Como recomendado, vale atentar aos preços ou descontos estranhamente duvidosos e sempre exigir a apresentação dos manuais e certificado de garantia com a numeração de série condizente ao instrumento. Lembrando que mandar um email pra Gibson a fim de verificar um serial number não custa nada.

      De qualquer forma, apenas desejo que nunca caiam em nunhum rolo desses nas compras futuras.

      Abraço

      ''A pressa é inimiga na compra de uma guitarra original'' - Aristóteles

      Ismah
      Veterano
      # 20/set/17 20:38
      · votar


      Buja
      Quero saber como avisar isso sem me envolver judicialmente, nada disso.
      Legalmente e sem deixar o seu na reta, o máximo que tu pode fazer é não comprar... Justamente por isso que sugeri entrar em contato com a Fender - principal interessada na coisa... Eles vão agir? Talvez não, mas sua parte foi feita... O mesmo se estende para uma denúncia formal, anônima (via 181) ou não, ainda que é pouco possível que trará resultados, sua parte foi feita... Podes ainda pedir que colegas músicos façam denúncias anônimas também...

      Já sobre a gangue do cara ir atrás de ti... Sim é possível, mas a menos que tu tenha ficha lá, como nome endereço, telefone, comprovante de renda, seu face (veja nota abaixo), etc... Ele vai ter uma BAITA trabalho, tua cidade tem mais de meio milhão de pessoas, e ele precisa encontrar apenas uma...
      Não é tão fácil, ainda além de que não é qualquer um que tem a cara e a coragem pra isso, ou sequer mandar terceiros - não que valha pagar para ver...

      victorhugorleite
      Membro Novato
      # 21/set/17 07:43
      · votar


      Buja
      Que soda. Acho que você não é de SP, mas deve conhecer. Tem um lugar próximo da Rua do Seminário (só vou dar o nome da rua, já que lá tem duzentos lugares que vendem instrumentos) que quando entrei, não pude acreditar. Parecia aqueles lugares na China. Cada andar é uma marca para falsificação! Fui com um ex-professor de música que tive que me disse "você não vai acreditar no que verá agora".

      E realmente não acreditei. Todas as luthierias tinham seus métodos para "Fenderização" (para qualquer Strato, Tele... Vi até uma Jay Turser Mustang passando por esse processo), "Gibsonrização" (Les Paul... campeã. Vi muita Epiphone passando por isso), "PRSrização" (vi umas T. JOHNSON passando por esse processo... até as Dolphin novas que estão bem feitinhas estavam no rolo)... ESP, TEISCO, vi DIAMOND STEREO.

      Cara, eu vi tudo. Meu professor falou que isso era "pior do que falsificar dinheiro". Sobre você buscar alguma solução... Bem, não quero ser o distópico, mas acho um bocado difícil. Você pode conseguir êxito em minar o trampo desse cara, mas... Não recomendo. Talvez você já esteja "manjado". Sabem que você sabe. Acho que já é de bom tamanho você denunciar isso na comunidade de guitarristas e conhecidos locais... Não é você que vai minar a falsificação de instrumentos. Aprecio sua vontade, mas penso que a sua segurança (já que há uma hipótese de perdê-la se denuncia houver) vale mais do que acabar com mais um luthier fenderizando guitarras simples...

      victorhugorleite
      Membro Novato
      # 21/set/17 08:00 · Editado por: victorhugorleite
      · votar


      E basta ir na olhada diária que dou na OLX para ver isso.

      Gibson Les Paul Black Beauty Ch com captadores Epiphone Perfeita!!!

      A Guitarra encontra-se perfeita, feita na CHINA pelos melhores luthieres de Quingdao, que fazem marcas famosas ,sem ralados e oxidações, com a tocabilidade incrível, altura das cordas baixa e super confortável de se tocar, um timbre matador com 3 captadores em alnico Epiphone® originais, um sustain sensacional e um apelo visual incrível.
      Não se trata de uma guitarra de baixa qualidade, e sim de uma guitarra com upgrades fantásticos que deixam muita guitarra CARA para trás!


      EDIÇÃO: tive que printar isso aqui também. Selo de qualidade de réplicas do Brasééél.

      victorhugorleite
      Membro Novato
      # 21/set/17 08:02
      · votar


      E como o camarada Les Strato disse, basta ver o saddle com o ajuste de altura por dois parafusos. Claro, pra quem manja, só de olhar o preço blá blá blá dá pra saber a origem...

      JJJ
      Veterano
      # 21/set/17 09:13 · Editado por: JJJ
      · votar


      Les Strato

      e se retirarem os captadores, provavelmente irão se deparar com um ''epiphone'' entalhado na parte de trás dos mesmos

      Que duvido muito que sejam Epiphone mesmo. Os caras tem um arsenal xing-ling à disposição. Pra quê usar peças Epiphone, que mesmo sendo mais baratas que as Gibson, ainda são mais caras que as genéricas?

      Eu já pesquisei muito (por curiosidade "científica" mesmo) e vi, pessoalmente, essas Chibson. O cara que fala que é "equivalente a uma Epiphone" (já vi isso sendo muito falado) não sabe o que está dizendo... Ou nunca comparou lado-a-lado uma Chibson a uma Epiphone ABERTAS ou deu muita sorte de pegar uma fake onde o chinês se esmerou MUITO além do normal.

      A falsificação "por fora" pode até ter seus detalhes de esmero (o acabamento, algumas vezes, é até bem razoável), mas, por dentro, nunca vi nada que prestasse. Pots vagabundos, elétrica pessimamente mal feita, cortes grotescos na madeira, sobra de madeira ou cera por dentro, tarraxas fake, captadores fake, ferragens de péssima qualidade, trastes muitas vezes desnivelados, etc, etc, etc...

      Ou seja: olhando por fora, se o cara não entender muito, pode até ser enganado. Mas, se abrir... tem que ser muito inexperiente pra achar que se trata de uma Gibson...

      Só tem um problema: NADA impede que os caras "evoluam". E, de fato, já evoluíram, pois alguns fakes originais eram muito mais óbvios. Os clientes começaram a ficar em cima, pedir isso, pedir aquilo. Os caras podem ser falsários, mas não são burros...

      Como eu disse lá em cima, pode chegar o dia em que fique bem difícil avaliar se se trata de uma guitarra fake...

      Alex guitar man
      Veterano
      # 21/set/17 09:26
      · votar


      Conheço uma loja que faz trabalho de lutheria por aqui, se vc levar uma guitarra la e eles gostarem da captação, se você for um super leigo vc nem percebe que retiraram o seu captadores e colocaram piores

      Les Strato
      Veterano
      # 21/set/17 09:31 · Editado por: Les Strato
      · votar


      JJJ

      Até não duvido de falsificarem os captadores também, contudo, pelos relatos que vejo nos sites gringos de uma galera que costuma comprar essas Chibsons do aliexpress, a qualidade do instrumento varia muito de acordo com o vendedor que manda, sendo algumas até bem usáveis (continuam sendo falsificações criminosas).

      De qualquer forma, acredito que muitas dessas falsificações até tenham a epiphone como material de origem, mas chuto que devam usar apenas o ''refugo'' da mesma, um braço que não estava de acordo, captadores mal enrolados, corpo mal cortado, etc. Meu chute deles usarem epiphones, é que se você observar essas Les Paul e SG's custom, com 3 captadores, pode observar que até a parte do headstock, elas possuem o binding igual ao de uma epiphone, bem como a cor, marcação e o madeiramento da escala (Epiphone custom usa rosewood, bem como as chibson, enquanto as Gibson usam ébano).

      Só tem um problema: NADA impede que os caras "evoluam". E, de fato, já evoluíram, pois alguns fakes originais eram muito mais óbvios. Os clientes começaram a ficar em cima, pedir isso, pedir aquilo. Os caras podem ser falsários, mas não são burros...

      sem duvida, atualmente já tem chibson vindo com a capinha do tensor com 2 parafusos e as pontes mais semelhantes as da gibson, sem o parafuso de fenda aparente (menos comum de ver)

      TendTudo
      Membro Novato
      # 21/set/17 09:34
      · votar


      Buja
      A melhor coisa a fazer na minha opinião é criar uma comunidade com pessoas que tem o mesmo assunto com guitarra.

      Buja
      Veterano
      # 21/set/17 09:42 · Editado por: Buja
      · votar


      trastes muitas vezes desnivelados,

      É o que eu mais vejo. Os dois braços chenders que comprei tive que relimar os trastes. E ta chegando mais um braço chinoca. Vamo ver se dessa vez presta.

      Mas eu coisa é voce comprar um braço chines e fazer isso que eu fiz:

      http://williamdeveloper.com.br/imgshare/bracoAli.PNG

      Outra é voce comprar isso:

      http://williamdeveloper.com.br/imgshare/fenderAli.png


      Sei que tambem não sou santo, ja que compro braços e corpos do ali.
      Mas tenho consciencia limpa, pela minha mãe, que jamais botei fender nas paradas e jamais comprei pra revenda como fender.

      Na verdade sou pessimo em vender instrumentos. Compro por 1000, vendo por 300. Mas o que quero pra mim, quero tambem pro outro. Assim a gente pode contaminar o mundo com honestidade. Pelo menos no mundo musical a gente pode.

      Les Strato
      Veterano
      # 21/set/17 09:50
      · votar


      Buja

      O negocio pra deixar bacana um braço desses, é colocar um waterslide com sua própria assinatura, ou algum logotipo com suas inicias, costuma ficar bacana e evita problemas com falsificação.

      Pretendo fazer isso quando trocar o braço da minha stratocaster por um de maple.

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Quando você descobre um lugar onde andam "falsificando" guitarras

      305.414 tópicos 7.889.855 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2018 Studio Sol Comunicação Digital