Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      Clube das Super-Stratos.

      Autor Mensagem
      Lelo Mig
      Membro
      # 07/set/17 01:13 · Editado por: Lelo Mig
      · votar


      Bom...Menos de 48 hs de tópico, 04 páginas de posts, nos tempos atuais...

      Desculpem os puristas, mas temos de considerar que as Super Strats são um sucesso....kkkk.

      Brincadeiras à parte, não são melhores nem piores que nenhuma outra guitarra... São mais uma opção.

      Agora, toquei muito na noite, bossa nova, jazz, pop, rock.... até carnaval de saideira, tudo na mesma noite, com uma só guitarra...

      ...acreditem SSH, Tone TBX e chave de 5 posições... são uma mão na roda pra "caçar" timbres.

      A Floyd Rose, hoje em dia dispenso...mas o resto, adoro!

      JJJ
      Veterano
      # 07/set/17 09:01
      · votar


      Lelo Mig

      O melhor da Floyd não é a "Floyd" em si, mas o sistema de travas... Nmho.

      Se bem regulado você pode fazer a loucura que quiser no palco e a coisa fica lá, afinadinha.

      MMI
      Veterano
      # 07/set/17 09:20
      · votar


      NeoRamza

      Você chegou a tocar numa daquelas super-stratos feitas pela Dunamiz em 2015?

      Eu as conheci, mas não que tenha tocado de verdade.

      Buja
      NeoRamza

      Relic bem feito é complicado... Existe uma tendência de um "heavy relic" exagerado demais. Algumas pessoas, raríssimas, destroem a pintura, como SRV e Rory Galagher. ( estou fazendo força para me limitar às stratos...). A questão é que isso aí é literalmente um ponto fora da curva, bem fora. A grande maioria das Fender vintage não ficam assim, ou pelo menos não estão assim. Deem uma olhada, por exemplo, neste site com as pré-CBS. Vocês vão notar que uma "guitarra relic" como se pensa hoje em dia é mais fácil de encontrar numa nova que numa velha, por incrível que pareça... É artificial.

      Um relic bem feito é bem difícil de fazer. as linhas de craquelado do nitro, detalhes... Não é uma questão de passar lixa e amarelar botões. Digo isso porque se for pensar em relic, eu prefiro algo mais real que um negócio totalmente fake. Ainda porque depende de muito estudo também.

      NeoRamza
      Veterano
      # 07/set/17 09:29
      · votar


      JJJ
      O melhor da Floyd não é a "Floyd" em si, mas o sistema de travas... Nmho.

      Concordo, é uma maravilha.

      MMI
      Algumas pessoas, raríssimas, destroem a pintura, como SRV e Rory Galagher

      Quando eu penso em relic feio eu penso justamente nesses dois, e no John Mayer

      Digo isso porque se for pensar em relic, eu prefiro algo mais real que um negócio totalmente fake.

      Pois é, se for pra fazer relic meia boca eu prefiro ter a guitarra brilhando.

      MMI
      Veterano
      # 07/set/17 09:37
      · votar


      NeoRamza

      Este é o relic que a maioria pensa. Exceção, totalmente fora. Isto praticamente não existe, então eu não curto. É coisa da guitarra deles. Tem uns caras que transpiram Thinner, acho... Até conheci um cara assim (nem tanto como dizem que Rory Galagher era), mas não é normal.

      NeoRamza
      Veterano
      # 07/set/17 09:57 · Editado por: NeoRamza
      · votar


      MMI
      É, gosto cada um tem o seu, mas eu acho feio. Nem sabia que isso fazia tanto sucesso. Eu não gosto nem desses extremos nem de NOS, gosto do meio termo, e até achava que isso já era considerado heavy.

      Em super-strato eu nem gosto de relic, prefiro brilhando mesmo.

      -Saved
      Membro Novato
      # 07/set/17 10:01
      · votar


      https://encrypted-tbn1.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcS7_gAq9K9gRtUH69 3ZEl6zhQSoD-Ke-ImXPfKfQu7NSonsW2kNjYtgPhM5HA


      Kkkk essa quebra a regra dos requisitos pra ser superstrato

      JulianoF.
      Membro Novato
      # 07/set/17 10:34
      · votar


      JJJ
      O melhor da Floyd não é a "Floyd" em si, mas o sistema de travas... Nmho.


      Concordo plenamente. Facilita bastante. Uma Floyd bem regulada, não desafina. Principalmente se não subir em cima da ponte, como um tal de Steve Vai, haha.

      Vida longa as superstrats. \m/

      Lelo Mig
      Membro
      # 07/set/17 11:01
      · votar


      JJJ

      "O melhor da Floyd não é a "Floyd" em si, mas o sistema de travas... Nmho."

      É vero!... Mas, como citei uma situação particular, ponte flutuante é algo totalmente dispensavel pra mim hoje em dia... O que não quer dizer que são ruins.

      NeoRamza
      Veterano
      # 07/set/17 11:24
      · votar


      Lelo Mig
      Eu também uso a ponte em raríssimos casos, mas apesar disso a floyd tem essa vantagem da afinação. Se a guitarra for boa fica dias sem desafinar, usando ou não igual o Steve Vai. Pra mim o único defeito é o tremolo sag, mas na próxima vez que eu tiver uma super-strato vou testar um mag-lok.

      renatocaster
      Moderador
      # 07/set/17 11:42 · Editado por: renatocaster
      · votar


      Lelo Mig

      Bom...Menos de 48 hs de tópico, 04 páginas de posts, nos tempos atuais...

      Pois é, andava bastante desanimado do fórum ultimamente, sem tesão nenhum para participar dos tópicos. Esse me chamou atenção, pois eu tenho uma queda por Superstrats. A gente pode ficar aqui confabulando eternamente sobre o que é definitivamente uma guitarra "Superstrat". Mas eu tenho uma definição bem clara na minha cabeça do que elas são.

      Eu gosto dos modelos, especialmente pelas formas e ergonomia. Geralmente os corpos são mais compactos, um pouco menores que o da Strat tradicional. Esteticamente pra mim é um detalhe relevante, pois como sou baixinho, uma guitarra Strat tradicional fica meio grande pra mim proporcionalmente. Fica estranho, parece uma criança tocando com uma guitarra de adulto, ahuahuauha.

      Já tive 3 Superstrats (pelo menos no conceito que entendo do que é uma Superstrat). Ibanez RG, Washburn KC630 e Washburn N4 (réplica feita pelo luthier Peruzzo). Foram disparadas as melhores guitarras que tive em termos de conforto e ergonomia. Nem se compara com as LP's e Strats tradicionais que tbm já tive (e que ainda tenho).

      Synth-Men
      Veterano
      # 07/set/17 12:15
      · votar


      ...Giannini GGX-1HH. Ja tive, e de strato ela NAO TEM absolutamente nada.
      Nao tem timbre, nao tem pegada, nao tem nem visual direito...


      A minha Giannini GGX- 1S com captadores originais chinenses e ferragens de 5ª categoria, te mandou a seguinte lembrança: - #@%&! E ainda disse mais: - Para mm, super-stratos é uma guitarra com capa nas costas que voa!


      "...Poxa, mas aí também é uma guitarra que custa 400 reais nova. Aí seria querer demais..."

      A minha Giannini GGX- 1S disse que você é um cara legal e que gostou de você.

      Synth-Men
      Veterano
      # 07/set/17 12:37
      · votar


      Eu ja tive uma Yamaha RGX nos anos 90 HSH. Era linda de morrer.

      renatocaster
      Moderador
      # 07/set/17 14:38
      · votar


      Outra Superstrat que me amarro é essa Fernandes Adryan Vandenberg.

      Bem "bregona", do jeito que gosto, hahahaha!

      JulianoF.
      Membro Novato
      # 07/set/17 16:29
      · votar


      A Kramer Nightswan também é legal:

      https://reverb-res.cloudinary.com/image/upload/s--gse4jd9i--/a_exif,c_ limit,e_unsharp_mask:80,f_auto,fl_progressive,g_south,h_620,q_90,w_620 /v1469322601/s62gwnmtbgz4hhbtamx8.jpg

      6Strings
      Membro Novato
      # 07/set/17 16:54
      · votar


      Essa PRS SE parece ser nervosinha, tenho vontade de conhecer:

      PRS Torero

      NeoRamza
      Veterano
      # 07/set/17 17:05
      · votar


      6Strings
      Já toquei em uma dessa. Ela é legal. O que mais gostei foi o conforto que o neck-through dá. Mas eu não gostei da tinta na parte de traz, muito brilhante daquelas que gruda e não dá agilidade. Eu sou mais nitro na parte de traz. E também não gosto desses EMGs não.

      Pra quem não conhece essa aí tem a escala 25,5" em vez das 25" tradicionais das PRSs. E o raio é 14" em vez dos tradicionais 10".

      E a falta de inlays na escala me deixou um pouco confuso pra tocar hehe, mas aí a culpa é minha.

      Harva
      Veterano
      # 08/set/17 21:48
      · votar


      Boa noite pessoas!

      Sou novato no Mundo das cordas, venho do mundo das teclas.

      Tinha em mente superstratos HSH ou HSS com tremolo, que acredito que são uma evolução das Stratos. Vejo que são guitarras que são de certa forma mais versáteis conseguindo fazer timbres mais gordos como timbres mais estridentes e brilhantes como uma stratocaster. Claro, entendo que este seria o conceito, mas ao mesmo tempo são guitarras bem diferentes.

      Minha Ibanez reproduz um som bem diferente da minha Fender. Hehehe

      bruno_novatorj
      Membro Novato
      # 11/set/17 16:41
      · votar


      Sobre o relic, eu acho uma coisa engraçada. não é comum ver relic em super strato, eu pelo menos nunca vi. Pelo contrario, quando vejo alguem pegar uma super strato judiada leva logo pro luthier pra deixar zero bala. pq será?

      Buja
      Veterano
      # 11/set/17 16:45
      · votar


      A modinha do relic so pegou em strato, tele e les paul.
      É modinha mesmo rsrs

      bruno_novatorj
      Membro Novato
      # 11/set/17 16:51
      · votar


      Buja
      A modinha do relic so pegou em strato, tele e les paul.
      É modinha mesmo rsrs


      eu até curto um relic, mas me amarro e trazer coisas de volta a "vida". pegar uma guitarra boa que esta largada e dar um trato, ou uma moto que esta judiada e dar uma tapa no visual. Dá uma nova motivação.

      Buja
      Veterano
      # 11/set/17 16:53
      · votar


      O relic é a mesma coisa, so que no caminho inverso.

      Eu mesmo acho muito legal VER relics na internet. Mas nunca na vida vi um relic na minha frente que prestasse.
      Nao curto tanto mexer nisso.
      Custo mais mexer outras coisinhas, que nao fiquem ferrando o visual da guita.

      MatheusMX
      Veterano
      # 11/set/17 17:05 · Editado por: MatheusMX
      · votar


      bruno_novatorj
      Sobre o relic, eu acho uma coisa engraçada. não é comum ver relic em super strato, eu pelo menos nunca vi. Pelo contrario, quando vejo alguem pegar uma super strato judiada leva logo pro luthier pra deixar zero bala. pq será?

      Acho que é porque strato, tele e LP são guitarras da década de 50/60, e criou-se uma fama de que as desse período são as melhores.
      Então a aparência criada pelo relic remete à essas guitarras vintage. É um fetichismo.
      Já as superstrat ficaram populares na década de 80, mas é muito difícil ver alguém defendendo que as daquela época são melhores que as de hoje. Até porque elas soam quase tudo iguais, independentemente do modelo e ano (postei e corri, haha).

      NeoRamza
      Veterano
      # 11/set/17 17:18 · Editado por: NeoRamza
      · votar


      bruno_novatorj
      Sobre o relic, eu acho uma coisa engraçada. não é comum ver relic em super strato, eu pelo menos nunca vi. Pelo contrario, quando vejo alguem pegar uma super strato judiada leva logo pro luthier pra deixar zero bala. pq será?

      No caso de Fender e Gibsons dos anos 50/60 por causa da pintura em Nitro acabavam relicadas naturalmente depois de muito usadas, mesmo que bem cuidadas. É uma pintura que se deteriora muito fácil, até mesmo com apenas o clima e luz, sem nem precisar tocar nela, imagina tocando. Quando se pede um relic de fábrica a pessoa quer que a guitarra tenha essa aparência vintage.

      Já quando inventaram as super-stratos não se usava mais pintura em nitro. Essas pinturas mais novas tinham e tem uma durabilidade muito superior, e portanto para ficar naturamente relicada é muito difícil, a não ser que o dono seja muito desleixado. Bem, e ninguém quer ter uma guitarra com aparência de mal cuidada né. Sem contar que ponte floyd tem um limite de uso, depois de alguns anos (décadas?) as facas desgastam, e a melhor coisa a se fazer é trocar a ponte inteira. Demora mas acontece. Então essa parte também não vai chegar ao ponto de enferrujar completamente e ainda funcionar direito. E por falar nisso, não sei se vocês já perceberam mas de uns 10 anos pra cá (não sei com exatidão) o Vai trocou a Lo Pro da Evo dele pro Uma Original Edge nova, que inclusive nem é dourada.

      bruno_novatorj
      Membro Novato
      # 11/set/17 17:52
      · votar


      MatheusMX
      Concordo com vc nesse ponto da sonoridade tb. Até porque as superstratos são na maioria das vezes usadas com bastante ganho.

      NeoRamza

      Sakei, faz sentido a questão da pintura em nitro em relação ao relic

      Buja
      Veterano
      # 11/set/17 18:04
      · votar


      MatheusMX
      Até porque elas soam quase tudo iguais, independentemente do modelo e ano

      É engraçado, porque stratos e lespauls tambem soam bem parecidas uma com as outras, quando elas sao todas de basswood e caps genericos.
      Todas soam secas, afabadas e sem vida.

      As super-stratos, pelo menos as que tive so tinham uma diferenca timbristica. Uma soava mais grave ou aguda do que outra. Mas todas sem, sem...sem vida. Hoje eu sei.

      Se eu fosse procurar uma super strato hoje, nao procuraria pelo timbre, como tentei fazer com minha teleca e to tentando botar a strato no jeito.
      Procuraria
      (1) pelo conforto (super-strato dura de tocar é brabo!)
      (2) pela valor de revenda (nesse quesito uma signature é indiscutivel na revenda)
      (3) pela aparencia (super strato feiosa é muito brochante).
      Acho que estes sao os criterios basicos na busca de uma super strato.

      Ja na telecaster por exemplo, que curto muito, os criterios ja mudam de ordem:
      (1) pelo timbre (tem que ter twang)
      (2) pelos specs (componentes melhores tem maior chance de sucesso)
      (3) pela aparencia (mais classica possivel).

      Pra strato e les paul, tambem mudo a ordem dos parametros:
      Strato
      (1) pela revenda em primeiro lugar (strato baratinha é pessimo de revenda)
      (2) pela aparencia em prol da revenda (strato mais conhecida, [red fiesta rosewood, sunburst, blackie] é mais facil de revenda tambem)
      (3) pela madeira em prol da revenda (falou alder, vendeu)
      (4) pelo timbre (ai sim pra mim, pq strato tem que estalar)

      Ja les pauls nao sei. Busco pelo (1) aparencia (tem que ser bonitona) (2) conforto (esse item é dificil). Timbre nenhuma les paul tem.

      MatheusMX
      Veterano
      # 11/set/17 18:14
      · votar


      Buja
      Pois é.
      Um aspecto que contribui ou agrava essa característica genérica do timbre das superstrat, como citou o bruno_novatorj, é que normalmente elas são utilizadas com alto ganho, além de efeitos, e etc, o que acaba mascarando demais o timbre real do instrumento.
      Eventualmente nos deparamos com alguma superstrat que se sobressai em timbres distorcidos, com mais definição, clareza, punch... mas é exceção.

      NeoRamza
      Veterano
      # 11/set/17 18:14
      · votar


      Buja
      Timbre nenhuma les paul tem.

      -_-

      Buja
      Veterano
      # 11/set/17 18:17
      · votar


      Deixa o MMI ver isso

      MatheusMX
      Veterano
      # 11/set/17 18:34
      · votar


      Agora, se tem um tipo de guitarra que o som não justifica preços altos (na verdade, quase nenhuma justifica), são as superstrat.
      Um corpo em basswood, um braço bem feito, um hardware de boa qualidade, e caps de alta saída. Em tese, nenhuma guitarra dessas deveria passar dos R$3.000. O resto é perfumaria no acabamento.

      Aliás, dando uma leve desvirtuada (nem guitarra é), um video bem interessante comparando um baixo de $100, um Fender JB de $700, e um Fodera de $10.000.
      Fazendo um paralelo: poderíamos dizer que o Jazz Bass é uma strato e o Fodera uma superstrat?

      Jazz Bass > Fodera.



      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Clube das Super-Stratos.

      303.304 tópicos 7.849.415 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2017 Studio Sol Comunicação Digital