Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      Primeiras impressões de trastes de aço inox

      Autor Mensagem
      Fábio Santiago
      Veterano
      # 01/jul/17 12:36


      Ontem chegou a minha guitarra que foi entrastada com trastes Sanko Gotoh de aço inox

      Olhando nota se que a cor do metal é bem clara lembrando prata comparando com uma guitarra com trastes comuns

      Ao tentar polir notei que é mais difícil deixar com acabamento tipo espelhado que consigo em trastes comuns, os riscos do processo de retifica ainda permanecem poucos mas da pra ver, tem alguma manha pra polir eles

      Som: a guitarra desligada ja se nota que os agudos ficam bem pronunciados, brilham bastante, plugada a impressão é a mesma, comprando com outra guitarra com trastes comuns mesma captação mesmo modelo é comprovado que os agudos saltam bastante no aço

      Pegada: pegada notasse que o material é duro, bends vibratos tem uma sensação diferente, como se a guitarra ficasse como uma manteiga fácil pra trocar, se eu conseguisse polir melhor acredito que essa sensação seria melhor ainda.

      Durabilidade: bom ainda não se sabe, mas é claro que vai durar muito mais do que os trastes comuns

      Espero que ajude quem ainda não decidiu se trastes Aço inox é um aboa opção

      Delson
      Veterano
      # 01/jul/17 12:43
      · votar


      Fábio Santiago
      São as mesmas impressões que eu tenho. Agudos mais pronunciados, e tocabilidade bastante agradável.
      Minha guitarra veio com trastes em inox. Já fazem mais de cinco anos e nem sinal de uso.

      Pra remover os riscos, pode-se usar uma dessas: http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-757336123-ponta-de-borracha-abr asiva-verde-para-polimento-de-metais-_JM

      e depois uma esponja de aço pra dar brilho.

      Fábio Santiago
      Veterano
      # 01/jul/17 12:50
      · votar


      Pra remover os riscos, pode-se usar uma dessas: http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-757336123-ponta-de-borracha-abr asiva-verde-para-polimento-de-metais-_JM


      Show vou conferir

      Ismah
      Veterano
      # 01/jul/17 13:16
      · votar


      A parte que eu esbarro é a grana: 1k2 na média...

      Felipe Stathopoulos
      Membro Novato
      # 03/jul/17 09:34
      · votar


      Queria muito colocar na minha inox na minha Photoflame, mas aqui na quebrada (interior/SP) é até difícil de achar quem faça o trampo, quanto mais por um valor justo...

      Pelo visto vou ter que levar a SP...

      Fábio Santiago
      Veterano
      # 04/jul/17 12:45
      · votar


      Felipe Stathopoulos
      Aqui também é caro principalmente na Theodoro, um de lá me cobrou 880 pra fazer o serviço, poxa mais 200 fica o preço da guitarra nova, os trastes na internet não sai mais de 130 3 varetas, essa mão de obra vale ouro hein.

      Já estou pesquisando as ferramentas de corte de traste que é o alicate de força dupla, um alicate Nibbler, mais o serrote 0.6 e o taco de raiar de 12, mesmo assim não sai nem 500 em ferramentas.
      E vou começar a fazer esse trampo em minhas guitarras eu mesmo, não vou concorrer com os luthiers, mas vou parar de levar pro pessoal, e o serviço nunca fica 100% como disse, os trastes não foram polidos direitos,quando eu fazia bend as cordas arranhavam nos trastes, fora que ficou cortando um pouco nas laterais e precisei limar mais nessa área, e dar um acabamento com lixas pra melhorar. É coisa que a gente paga e os caras ainda sim não tem essa atenção na hora de dar o acabamento.

      Insufferable Bear
      Membro
      # 04/jul/17 12:52
      · votar


      Pra que gastar dinheiro com trastes se você pode tocar sem ?

      Fábio Santiago
      Veterano
      # 04/jul/17 13:09
      · votar


      Insufferable Bear


      Pra que gastar dinheiro com trastes se você pode tocar sem ?


      So se fosse um baixo

      Iversonfr
      Veterano
      # 04/jul/17 14:39
      · votar


      Felipe Stathopoulos
      é até difícil de achar quem faça o trampo, quanto mais por um valor justo...

      Você é de Campinas mesmo? Não conhece o Celso Freire? Ele coloca isso extremamente bem. Inclusive esses dias fui regular uma guita pra vender e ele me disse que há algum tempo parou de colocar traste normal e só tem usado de inox.

      Ismah
      Veterano
      # 04/jul/17 14:40
      · votar


      O inox é muito mais duro que a Alpaca, logo é mais difícil de se trabalhar com ele, e por isso que o preço é tão mais alto.

      Fábio Santiago
      Pra que gastar dinheiro com trastes se você pode tocar sem ?
      So se fosse um baixo


      Jake E Lee aprova fretless!

      https://www.youtube.com/watch?v=yshLWYjMijo

      rafael_cpu
      Veterano
      # 05/jul/17 09:46
      · votar


      Iversonfr
      Você é de Campinas mesmo? Não conhece o Celso Freire? Ele coloca isso extremamente bem. Inclusive esses dias fui regular uma guita pra vender e ele me disse que há algum tempo parou de colocar traste normal e só tem usado de inox.

      Opa, bom saber! Já fez refret com ele?
      Tem ideia de valor médio para o refret com inox?

      Fábio Santiago
      o serviço nunca fica 100% como disse, os trastes não foram polidos direitos,quando eu fazia bend as cordas arranhavam nos trastes, fora que ficou cortando um pouco nas laterais e precisei limar mais nessa área, e dar um acabamento com lixas pra melhorar. É coisa que a gente paga e os caras ainda sim não tem essa atenção na hora de dar o acabamento.

      Pois é, esse é o meu medo... Já tenho as varetas de inox (Jescar mesma medida dos originais) e os Dunlop originais da guitarra (6105). Não sei se faço com os originais para evitar problemas, ou arrisco nos de inox de vez.

      T+

      acabaramosnicks
      Membro Novato
      # 05/jul/17 10:15
      · votar


      rafael_cpu
      Eu arriscaria os de inox. Só não arrisco na minha hoje porque estou com outras prioridades. Ainda preciso pagar a bateria eletrônica do meu amigo que tá aqui em casa "emprestada" ja faz um mês e eu ainda não criei vergonha na cara de comprar de uma vez, ainda preciso comprar um bom retorno e/ou monitores de referência pro home studio, preciso terminar o tratamento acústico que está pela metade, preciso de um mic bom de verdade, enfim... quem sabe mais pra frente, né?

      Fábio Santiago
      Veterano
      # 05/jul/17 10:47 · Editado por: Fábio Santiago
      · votar


      Ismah
      Fábio Santiago
      Pra que gastar dinheiro com trastes se você pode tocar sem ?
      So se fosse um baixo

      Jake E Lee aprova fretless!

      https://www.youtube.com/watch?v=yshLWYjMijo


      Nem se compara porque não é popular, Baixo freteless ainda se vê aos montes, agora guitarra nunca vi nenhuma pessoalmente nem em loja nem ninguém tocando, claro me refiro pessoalmente.

      Iversonfr
      Veterano
      # 05/jul/17 11:06
      · votar


      rafael_cpu
      Opa, bom saber! Já fez refret com ele?
      Tem ideia de valor médio para o refret com inox?


      Cara, sou suspeito pra falar do Celso pois gostei tanto do trabalho que fiz duas guitarras com ele ao longo do tempo ( ESSA e ESSA ). Nunca tive experiência ruim com ele, levo minhas guitarras lá tem mais de 10 anos, inclusive pra consertar as cagadas que faço nas minhas tentativas de luthier com umas partcasters rs. Quanto ao preço, é só entrar em contato que ele costuma responder rápido. Abs!

      fabianomakuko
      Veterano
      # 05/ago/17 00:00
      · votar


      Tô querendo por na minha fender mexicana SSS single coil, acho que vai ficar legal, tenho medo desses agudos que sobram aí com os trastes inox, mas nada que um bom pedal equalizador não resolva.

      Ramsay
      Veterano
      # 05/ago/17 00:15 · Editado por: Ramsay
      · votar


      Som: a guitarra desligada ja se nota que os agudos ficam bem pronunciados, brilham bastante, plugada a impressão é a mesma, comprando com outra guitarra com trastes comuns mesma captação mesmo modelo é comprovado que os agudos saltam bastante no aço
      Fábio Santiago
      Eu tendo a acreditar na sua afirmação, mas, se pensar bem o traste de inox é apenas um ponto de apoio para os dedos e será que pelo simples fato desse apoio ser de aço daria todo esse salto nos agudos que vc afirma??

      Ismah
      Veterano
      # 05/ago/17 01:42
      · votar


      Daria... O nut de latão também tira agudos de onde não tinha... A densidade do material é muito acima da AlPaCa...

      Fábio Santiago
      Veterano
      # 07/ago/17 21:52
      · votar


      Ramsay
      Cara os agudos tendem a aparecer mais destacados mas nada que incomode, é mais falta de costume começar a ouvir um pequeno brilho a mais que antes não tinha. mas recomendo, os trastes até hoje ainda brilham, e nem se quer tem um arranhado de corda,

      Estou querendo começar aprender a entrastar com eles, até fiz um tópico perguntando no handmades mas o adm de lá e super ignorante da chilique do nada apaga o tópico e depois te ameaça em off

      makumbator
      Veterano
      # 07/ago/17 22:01
      · votar


      Ramsay
      Ismah

      Tenho nut de metal há anos em um dos meus baixos, e não sei se é placebo, mas lembro de ter sentido uma diferença do antes de depois quando houve a troca (mas não era diferença brutal, e era perceptível basicamente só nas cordas soltas). O original do instrumento era de plástico.

      Ismah
      Veterano
      # 08/ago/17 14:50
      · votar


      É o que eu disse... Sustain também tende a mexer... Mas não são 40dB de ganho... É algo muito sutil...

      Felipe Stathopoulos
      Membro Novato
      # 10/ago/17 09:55
      · votar


      Iversonfr

      "Você é de Campinas mesmo? Não conhece o Celso Freire? Ele coloca isso extremamente bem. Inclusive esses dias fui regular uma guita pra vender e ele me disse que há algum tempo parou de colocar traste normal e só tem usado de inox."

      Então bro, ouço muito falar dele, dizem que realmente o trampo dele é bom, mas o cara é um pouco careiro e dizem que é meio mala e tals... Mas é sempre bom ter mais uma referência.

      Outro que dizem ser bom por aqui é um tal de Igor Petinazzi, dizem que é até melhor que o Celso, mas é mais caro ainda.

      Mas depois de muito considerar e tocar com minha Photoflame acabei resolvendo deixar ela com os trastes originais japoneses, que são mais finos mesmo. Pro estilo de som que eu toco em banda (base de metal) é melhor ter uma guitarra mais confortável pra rythm do que pra solo.

      Se der na loca um dia eu troco o braço inteiro dela, pra num descaracterizar.

      Abç

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Primeiras impressões de trastes de aço inox

      303.018 tópicos 7.842.348 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2017 Studio Sol Comunicação Digital