Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      O engano principal dos comerciantes de lojas de música

      Autor Mensagem
      locostras
      Membro Novato
      # 17/jun/17 10:26


      Pra que dizer a um músico iniciante que pra comprar uma guitarra que grita os harmônicos tem que ter Floyd Rose se Floyd Rose ta fora de vogue entre o que manda o rock?

      LeandroP
      Moderador
      # 17/jun/17 12:03
      · votar


      Pra ele comprar.

      ogner
      Veterano
      # 17/jun/17 12:13
      · votar


      Pq eles querem te enganar

      makumbator
      Veterano
      # 17/jun/17 14:58
      · votar


      Se eles falarem realmente a verdade ninguém compra coisa alguma.

      locostras
      Membro Novato
      # 17/jun/17 15:16
      · votar


      mas o que acontece que uma guitarra sem Floyd Rose "grita".

      LeandroP
      Moderador
      # 18/jun/17 06:25
      · votar


      Se eu fosse vendedor seria um dos melhores, sem falsa modéstia.

      Seria o cara que daria atenção pra aquele moleque de 12 anos que não quer comprar, e só saber das coisas. Tô nem aí... Daria a maior atenção.

      O problema é que as lojas não pagaria o salário que EU acho justo pra mim... Azar o deles. Eu seria o vendedor legal.

      Adler3x3
      Veterano
      # 18/jun/17 08:34 · Editado por: Adler3x3
      · votar


      O vendedor tem que aprender que quanto mais atenção e melhor tratamento despender para o cliente mais vendas serão realizadas, tem o efeito de futuras indicações, onde o ganho é certo.

      Pontos:
      - manter os instrumentos afinados e limpos;
      - tocar para o cliente fazendo demonstrações;
      - explicar para o comprador as limitações de cada instrumento, destacando os que tem mais recursos e benefícios;
      - saber dar descontos;
      - vender junto métodos e outros acessórios, cordas de reserva, afinadores etc...
      - ouvir com atenção;

      makumbator
      Veterano
      # 18/jun/17 12:49
      · votar


      LeandroP
      Seria o cara que daria atenção pra aquele moleque de 12 anos que não quer comprar,

      O senhor está demitido. Pode passar no RH pra acertar as contas. Obrigado.

      Adler3x3
      Veterano
      # 18/jun/17 13:37
      · votar


      Neste ponto o Leandro é muito bom seria readmitido.

      makumbator
      Veterano
      # 18/jun/17 14:05
      · votar


      Adler3x3
      Neste ponto o Leandro é muito bom seria readmitido.

      Só seria readmitido pra aparecer na campanha publicitária da loja (promovendo o bom atendimento ao cliente). Logo depois da campanha acabar iria pra rua novamente.

      pedropohren
      Membro Novato
      # 18/jun/17 16:14
      · votar


      Adler3x3

      Eu ainda acrescentaria mais um ponto nessa tua lista:

      -Conhecer sobre e saber tocar vários instrumentos.

      Vai que a pessoa que veio comprar quer começar a aprender mais de um instrumento, tipo guita e sax (meu caso). Se o cara souber usar os dois e dar dicas sobre ambos, pode conseguir fechar uma venda muito melhor.

      brunoeZ
      Membro Novato
      # 18/jun/17 19:38
      · votar


      Quando eu fui comprar minha guitarra, pedi pra testar uma ltd-10(guitarra de entrada da marca), e o vendedor falou pra mim:"essa guitarra era o sonho de consumo dele".
      Em outra, pedi para testar uma jackson js1, e o vendedor falou:"essa guitarra é top".
      Acabei optando por comprar pela internet.

      Custa ser sincero?

      Ismah
      Veterano
      # 19/jun/17 04:47
      · votar


      Custa ser sincero?

      Custa...! Se ele não vender, não bate a meta, não recebe comissão... É questão de negócios...

      locostras
      mas o que acontece que uma guitarra sem Floyd Rose "grita"

      Pergunta pro Dimebag Darrel, Randy Rhoads etc...

      Pleonasmo
      Membro Novato
      # 19/jun/17 09:58
      · votar


      Uma coisa que eu acho desagradável em algumas lojas como a multisom, é o fato de você não poder simplesmente entrar, pegar o instrumento e testar, precisa um vendedor ficar na sua cola, geralmente te enchendo e tentando empurrar outra coisa, isso é brochante em uma loja de música.

      Tem uma loja aqui de ctba, a 0db que é divertida de visitar, você tem a liberdade de andar na loja, pegar o instrumento e testar a vontade e sem um vendedor no seu cangote tentando te vender o item mais caro da loja.

      Por fim, tem um vendedor que me atendeu tão bem que fechei várias coisas com ele, entrei na loja para testar um violão de aço, ele deixou eu pegar qualquer coisa para testar, tocou, me deu para tocar, ligou no amp, me deixou a vontade pelo tempo que eu quisesse e explicou vários detalhes sobre os instrumentos que eu peguei. No final comprei com ele um palco inteiro e até hoje é meu contatinho.

      jprpfera
      Veterano
      # 19/jun/17 10:13
      · votar


      Já trabalhei a um tempo atrás pra poder ir no show do Green Day haha.
      É uma merda trabalhar nessas lojas.No meu caso , tinha que vender muito pra conseguir o salário mínimo.
      Eu trabalhei poucas semanas...Mas vendi muita guitarra e violão viu rs

      Buja
      Veterano
      # 19/jun/17 11:28
      · votar


      Eu ja contei a historia aqui de uma lojinha nova que me chamou pra ser vendedor no frente do recem-contratado lá, um menino axezeiro com camisa de abadá que mal mal sabia o nome das notas musicais. Assim que eu achar aqui eu posto, porque ja faz tempo...

      Acho que vendedor tem que vender sim, e pra isso acaba usando alguns artificios digamos, "menos verdadeiros", pra conseguir vender o peixe e ter algum ganho. Isso acontece muito, mas muito pior, na compra-venda de imoveis, veiculos, softwares.

      Mas o primordial pra um vendedor, é ter conhecimento. O cara pode até prometer que da pra ter um sustain de 30s com uma menphis, que da pra tirar uma distorcao brutal de um groovin overdrive, e tal...mas ele tem que conhecer muito bem o que está vendendo.

      O cara tentou me vender um michael les paul usando como argumento de que ela é boa porque tem 6 cordas, 4 "BOTOES" de controle, 6 afinadores (seriam as tarrachas), 2 barras de som (captadores) e um cor personalizada incrivel (era um sunburst comum e normal)....

      Aváaaaa.....passei um sabao nele e o dono da loja queria me colocar no lugar dele na hora, na frente dele...kkkkkk

      JulianoF.
      Membro Novato
      # 19/jun/17 11:40
      · votar


      Conhecer o produto é importante.
      Conhecer o publico alvo também.

      Não adianta querer empurrar custom shop de 10k para alguém que chega e pede para ver uma strato de 350 reais, assim como o inverso também não é válido.
      Mas, pode sim, dizer que a guitarra é boa, até para empolgar e o cliente sair feliz, independente do preço.

      Não interessa se o cara gasta 300, 3000 ou 30000, o cliente tem que sair da loja com a sensação que o dinheiro dele foi bem gasto e empolgado com a compra.

      Felipe Stathopoulos
      Membro Novato
      # 19/jun/17 12:04
      · votar


      Negada aí falou tudo: vendedor tem meta pra bater. Não é só de guitarra, isso acontece com qualquer coisa de alto valor agregado: carro, moto, móveis, imóveis, etc. Capitalismo Malvadão é isso aí.

      Agora, recomendar guitarra com floyd rose pra iniciante é muita sacanagem...

      Assim: o cara empurrar uma guitarra mais cara que não tem nada de mais, mas que não deixa de ser um bom instrumento, tá valendo. O cara cobrar um pouco a mais ou não dar desconto num instrumento barato, tá valendo, é do jogo. Por isso que informação é essencial pra não cair em conto de vendedor.

      Mas vender uma coisa que SABE que o comprador não vai utilizar é crocodilagem da braba. Tinha que pegar de pau um cara desses.

      Mas como bom capitalista malvadão tenho fé que o livre mercado depura esses caras e vai expurgando do jogo. Mais cedo ou mais tarde os caras quebram a cara. Aliás, as lojas físicas em geral já estão quebrando a cara, muito por conta disso.

      Thiago.Guibu
      Membro Novato
      # 19/jun/17 14:00
      · votar


      Boa tarde!!

      Esses dias fui a uma loja aqui da minha cidade para comprar encordoamentos para a guita. Só no perguntar sobre o valor de uma marca e de outra o vendedor virou pra mim e disse:
      "Cara tem essa marca X que é bem parecida com a marca Y (importada) só que é fabricação nacional, foi lançada recentemente e com valor com quase um teço a menos que a da marca Y!"

      Achei que esse vendedor foi legal e tal. Mas infelizmente aqui na minha cidade só existe uma loja de instrumentos e afins. Mas achei a atitude do vendedor legal.

      Obs: O encordoamento que o ele me indicou, já faz uns 2 meses que estou utilizando e não apareceu marcas de ferrugem ou oxidação (toco uns 3 dias por semana, umas 3 horas por dia)

      Valeu!!!

      sandroguiraldo
      Veterano
      # 19/jun/17 14:27
      · votar


      Uma vez entrei numa loja e pedi para testar uma V-amp 2.
      Como já faltavam 15 minutos para fechar, o cara virou pra mim e disse:
      "Você quer mesmo testar?" - eu falei que não precisava.
      Sai de lá e no final de semana comprei em outra loja, onde o cara me deixou testar a vontade.

      Buja
      Veterano
      # 19/jun/17 16:42
      · votar


      sandroguiraldo
      Essas coisas me acontecem com frequencia, nao so com instrumentos.
      Certa vez meu carro tava com um probleminha na parte eletrica (coisa de mal contato), e eu pedi pro cara dar uma olhada, era no final do dia.
      O cara nem olhou na minha cara e disse: da uma passada ai amanha que eu olho.

      Ele ta esperando la até hoje.

      Ismah
      Veterano
      # 19/jun/17 20:33
      · votar


      Felipe Stathopoulos

      Na verdade não... As lojas querem bons vendedores, e isso quer dizer os que vendem coisas independente se as pessoas precisam ou não.

      Na maioria das lojas há UM entendido, e o resto é vendedor apenas. Se o vendedor ver que não tem mais um troux... digo, cliente leigo na sua frente, passa a bola pro entendido. Até o dia de hoje, encontrei apenas uma loja com pessoal totalmente capacitado no país, que foi a Made In Brazil no Barra Shopping Sul (PoA - RS), mas com toda a certeza isso está refletido em várias coisas:
      - localização da loja ser num shopping de nível razoável
      - nível dos instrumentos disponíveis (pra ter ideia havia um Yamaha de cauda 4/4 na loja)
      - preços e formas de pagamento praticadas, e tipo de clientes (só vi gente muito bem vestida, comprando equipamento de ponta, a vista no cartão de débito...)

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a O engano principal dos comerciantes de lojas de música

      302.594 tópicos 7.833.137 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2017 Studio Sol Comunicação Digital