Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      PRS usa madeira brasileira em edição limitada de guitarras semiacustícas

      Autor Mensagem
      dallman
      Membro Novato
      # 10/mar/17 16:49


      Texto

      Buja
      Veterano
      # 10/mar/17 17:06
      · votar


      Que linda aquela PRS da foto principal. A que nao tem escudo. Olha que nao sou fã de guitarras assim. Mas deu uma louca gas agora.

      strinbergshredder
      Veterano
      # 10/mar/17 17:37
      · votar


      Buja

      Imagine o preciiiiinho hahahahaha

      Ramsay
      Veterano
      # 11/mar/17 01:11
      · votar


      Pelo jeito a PRS está decaindo!!
      Usar peroba rosa numa guitarra??
      For God Sake!!

      Luis A.
      Membro Novato
      # 11/mar/17 02:38
      · votar




      Delson
      Veterano
      # 11/mar/17 11:26
      · votar


      Como todos nós sabemos, madeira não influencia no timbre.

      The Man Who Sold The World
      Veterano
      # 11/mar/17 11:39
      · votar


      Delson
      Como todos nós sabemos, madeira não influencia no timbre.
      não vi aonde disseram que influencia, muito menos vi aonde que o assunto do tópico é esse, sem discussão inútil ai amigo
      fique de boa com sua condor rx10 ai então

      renatocaster
      Moderador
      # 11/mar/17 15:03
      · votar


      Não vi nada demais, e pra mim esse uso recente de madeiras, digamos, mais "exóticas" pela industria de instrumentos musicais é apenas para encobertar a principal verdade: As madeiras verdadeiramente nobres para construção de instrumentos estão acabando.

      Eu acho que seria muito mais digno por parte da industria começar a intensificar o uso de materiais alternativos nos seus instrumentos, do que ficar garimpando madeiras não convencionais para tentar vender a ideia de que isso realmente vá fazer alguma diferença.

      Rei Arthur Pendragon
      Veterano
      # 11/mar/17 18:25
      · votar


      renatocaster
      Verdade, cara. Até pq a gente busca sempre aquilo que é clássico. A prova disso é que as fábricas de guitarras tem dificuldade de inovar ou até consertar erros de projeto em certos modelos. O público quer sempre daquele jeito clássico. A onda é tentar popularizar logo essas outras possibilidades. Quando tiver artista bom usando aí já é meio caminho andado.

      Delson
      Veterano
      # 12/mar/17 11:16 · Editado por: Delson
      · votar


      The Man Who Sold The World
      não vi aonde disseram que influencia, muito menos vi aonde que o assunto do tópico é esse, sem discussão inútil ai amigo
      Me desculpe, mas não liguei meu modo irônico no último post. Mas eu vi no tópico que o assunto seria também TIMBRE, de acordo com o próprio texto, que está no link, é só clicar pra ler:

      Peroba Rosa, typically used as siding, was selected for the top wood. The density of this wood combined with the semi-hollow body construction gives the Reclaimed Limited CE24 Semi-Hollow and S2 Vela Semi-Hollow a unique sound that is punchy but also warm and full. Brauna Preto, typically used as the supporting posts of these old buildings, is used for the fretboards due to its tight-grain and sustain.


      fique de boa com sua condor rx10 ai então

      Se eu tivesse uma, não seria ruim não.

      #paz

      renatocaster
      Moderador
      # 12/mar/17 13:16
      · votar


      Rei Arthur Pendragon

      A onda é tentar popularizar logo essas outras possibilidades. Quando tiver artista bom usando aí já é meio caminho andado.

      Sim, e se a gente analisar bem, isso nem chega a ser uma grande novidade. Nos anos 80, a Steinberger começou a fabricar instrumentos utilizando outros materiais (grafite, epóxi, etc) além da madeira.

      O que faltou (e ainda falta) são as outras fabricantes gigantes começarem a fazer algo parecido de maneira mais incisiva, e não pontual, como algumas já fizeram (um exemplo é aquela série da Ibanez signature do Steve Vai construída em acrílico).

      Mas é complicado, pois esse mercado é movido por muita paixão, e quando falamos de madeiras essa paixão aflora mais ainda. Então, a previsão é de que a industria ainda continuará explorando essa paixão dos consumidores por algum tempo. Por isso essa alternativa de explorar "novas" madeiras, como a PRS vem fazendo, a Gibson tbm já faz há algum tempo...

      Delson
      Veterano
      # 12/mar/17 13:30
      · votar


      E a Gibson usando Richlite no lugar do ébano nas Les Paul Custom (não nas CUSTOM SHOP).

      Outro dia eu vi um video de um instrumento que lembrava uma guitarra. Era feito de metal, parecia um daqueles instrumentos indianos que eu não sei o nome. Tinha som de tudo, menos de guitarra elétrica (como nós a conhecemos)

      E eu não lembro a marca, mas aqui no FCC apareceram umas guitarras feitas de fibra de não sei o quê, misturado com madeira. Eram caríssimas.

      Enfim, ja fizeram guitarra até com pá, caixa de cigarro, e, acredite ou não, MOGNO, MAPLE E JACARANDÁ DA BAHIA.

      KenACwb
      Membro Novato
      # 12/mar/17 15:28
      · votar


      Papelão: https://www.youtube.com/watch?v=7Oo2H-W7d6A

      Lata: https://www.youtube.com/watch?v=A-dmuTEhWdk

      Arium: http://www.guitarworld.com/electrics-gear-artist-videos-news/aristides -instruments-launches-060-guitar-and-music-video

      --: etc :--

      Hammer
      Veterano
      # 15/mar/17 22:51
      · votar


      Me parece uma tentativa de buscar alternativas para competir em um nicho que a Suhr vem ganhando mercado, neste setor de madeiras exoticas. Ainda que no caso da Suhr a maioria não tem nada de exotica e sim madeiras de alto nivel (vide cocobolo , koa etc.)
      O problema de usar madeiras alternativas e´ que se perde um pouco de referencia de timbre.

      As madeiras verdadeiramente nobres para construção de instrumentos estão acabando
      Concordo não, acho que ainda existe muita madeira "boa" para instrumentos que não foi ainda comercialmente explorada...

      Acredito que a maioria das madeiras utilizadas até hoje o são por uma questao muito de conveniencia e disponibilidade (tb questoes acusticas foram observadas) principalmente por paises do norte.

      O que eu acho e´ que a industria acordou para um mercado custom de madeiras exoticas, e estao explorando isso.

      Buja
      Veterano
      # 16/mar/17 17:04
      · votar


      Esse negocio de madeira influencia ou nao de novo?! Ah neeeem...
      Pra mim até guitarra de pedra sai som. E pode surpreender ainda rsrs.

      Mas no caso eu tambem sou da turma que gosta do mais classico.
      Nao queria ter no meu set uma guitarra de papel, plastico, acrilico, aluminio ou o que for. Prefiro de madeira mesmo.

      Mas a madeira tanto faz. Ja tive guitarra de cedro, mogno, ash, agathis, nato, pau ferro, e muitas outras. (BASSWOOD claro, como fui esquecer rsrs).

      O importante era o timbre, muito mais consertasvel atraves de uma equalizacao ou troca de captadores (que nunca precisei fazer) do que mudanca da madeira da guitarra.

      Ja devo ter pegado muita guitarra de compensado por ai. E quer saber, toquei muito rock nelas.

      Mas claro, que, voltando ao topico...voce pegar uma guitarra dtipo essa PRS com um top figurado desse jeito é super lindo de se ver. O timbre nem sei, e tambem nem sou qualificado pra opinar nada. Se eu mandar um Mizao numa guitarra dessas e o som sair bonito, tanto faz.

      Mas eu ligo e primo pela beleza da guitarra. E pelo menos os tops de guitarra de madeira figurados, lindos assim, nao se fazem com os pedaços de caixote de tomate da casa do meu avô.

      Tiltmode77
      Veterano
      # 17/mar/17 23:51
      · votar


      O que acho mais bizarro é a síndrome de vira-latas do brasileiro. Enquanto uma grande empresa vem pra cá catar as madeiras daqui, o pessoal aqui já acha o que nós temos ruim.

      sk8_Guitar_god
      Veterano
      # 22/mar/17 17:25
      · votar


      Isso é terrível e irritante. É sabido que a Fender usava o Alder e o Ash devido a disponibilidade da madeira em terras yankees, e que usam até hoje pelas CARACTERÍSTICAS do timbre (que pouco influencia no som final) e por manter o padrão clássico de construção. Bom, vou lhes compartilhar um pensamento meu, que sempre comento com uns amigos. A Giannini fabricava em meados da década de 70 a Guitarra Craviola, com o corpo e o braço em cedro e escala em pau ferro. Trabalhei por um tempo em uma luthieria aqui da minha cidade (Belém do Para, Manga City), e tive o imenso prazer de empunhar uma dessas, toda original. Feita a regulagem, fomos para o último teste antes de entregar para o cliente. Pluguei no valvestate e sentei a mão no overdrive, hehehehe. Depois fui testando o som limpo e curtindo cada vez mais. A Craviola é um instrumento NACIONAL, cara, um formato único e som peculiar, pois foi feita com "ingredientes" da nossa terrinha tupiniquim, hehehe, indo parar até mesmo no arsenal de Jimmy Page. A Guitarra Craviola é única no mundo, e TOTALMENTE NACIONAL! Essa deveria ser nossa Gibson Les Paul, ou Fender Stratocaster. A grande questão, o uso de madeiras nacionais deveria ser totalmente endorsado por empresas daqui. O que alavancou e alavanca as grandes marcas Norte Americanas é o tal orgulho americano. Eles valorizam seus produtos. Diferentemente daqui, que de toda forma tentamos copiá-los. A Tagima usa o Marupá em algumas guitarras, e o pessoal fala "ah, não tem som de Fender". Claro que não, p*rra, tem som de TAGIMA. E por que não poderia ser bom? Não tem as "características sonoras" do alder, tem as do marupá, o que diferenciaria o nosso produto. Mas nããão, é só o alder que presta para strato. Velho, eu tenho certeza de que se tivesse uma strato feita TODA no padrão da Fender, só que com marupá no corpo e marfim no braço, e uma Fender americana, porém ambas sem logo nenhum no headstock ninguém saberia dizer com convicção qual era qual, iria ficar sempre no acho. E mais, imagina se eu ponho o logo da Fender na guitarra de marupá/marfim, iria ter maluco dizendo que o som da "Fender" era infinitamente melhor do que a outra...

      daimon blackfire
      Membro Novato
      # 22/mar/17 21:17
      · votar


      Ainda bem que não é uma madeira chinesa, pessoal ia tacar pau dizendo que é compensado.

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a PRS usa madeira brasileira em edição limitada de guitarras semiacustícas

      302.074 tópicos 7.824.162 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2017 Studio Sol Comunicação Digital