Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      Guitarras Dunamiz - Skillfully Handcrafted!

      Autor Mensagem
      SkyHawk
      Membro
      # 22/dez/15 18:38
      · votar


      Amigos,

      Consegui perder o telefone da Dunamiz e estou precisando fazer um contato com alguma urgência, alguém pode me ajudar ?

      SkyHawk
      Membro
      # 22/dez/15 21:48
      · votar


      Help

      Hitman
      Veterano
      # 22/dez/15 22:14 · Editado por: Hitman
      · votar


      SkyHawk
      Pagina do FB talvez?

      Edit: Nao achei la..

      MMI
      Veterano
      # 22/dez/15 22:42
      · votar


      SkyHawk

      As mensagens privadas do fórum parece que não estão funcionando. O que tem são os celulares deles, mas não acho muito correto postar no fórum sem autorização, é informação pessoal sujeita a muita sacanagem do mundo moderno. Arruma um jeito que te passo, sem problemas, mas reservadamente.

      boblau
      Veterano
      # 23/dez/15 00:19
      · votar


      A última mensagem inbox que mandei para eles pelo FB, responderam em 20 minutos...

      SkyHawk
      Membro
      # 23/dez/15 07:21
      · votar


      MMI
      boblau
      Sou ativista contra rede social, principalmente Facebook, logo não tenho esse caminho para fazer contato.

      Já tinha percebido que as mensagens privadas aqui não estão funcionando.

      Acho que vou ter que torcer para que respondam algum dos e-mails que mandei.

      Quanto ao motivo de ser contra rede social.... Um veiculo de comunicação uma vez publicou uma matéria sobre mim, pela qual acabou processado e condenado, e usou a titulo de ilustração uma foto minha retirada do finado Orkut !!!! Uma foto pessoal totalmente fora de contexto.

      Muito antes do Facebook, já tive esse tipo de aborrecimento e problema.

      SkyHawk
      Membro
      # 23/dez/15 07:27
      · votar


      MMI
      Eu consegui perder o celular do Fabrício. Você certíssimo de não passar publicamente, de qualquer maneira agradeço a atenção.

      Jabijirous
      Veterano
      # 23/dez/15 10:56
      · votar


      SkyHawk
      Não precisa estar registrado no face para ver os dados dele

      https://www.facebook.com/dunamizguitars/info

      É só clicar em informações da página que vai ter todas as fontes de contato.

      makumbator
      Veterano
      # 23/dez/15 11:19
      · votar


      Jabijirous

      Assim como o SkyHawk, não tenho facebook. Não sei se a visualização é diferente pra quem tem conta no site, mas no campo informações da página não vejo telefones, e sim endereços, e-mail e outros dados.

      Jabijirous
      Veterano
      # 23/dez/15 11:26
      · votar


      makumbator
      De fato não tem o tel, mas tem o email. Ou seja, uma forma de contato. Inclusive tem dois emails e até endereço.

      Geralmente, uma página comercial do face, você não precisar estar registrado, ele mostra todos os contatos que a pessoa deixou na página!

      SkyHawk
      Membro
      # 23/dez/15 12:54
      · votar


      Mandei mais um e-mail, só que agora para o conta do Gmail.
      Aguardemos.

      SkyHawk
      Membro
      # 23/dez/15 13:11
      · votar


      Valeu pela ajuda, consegui um retorno !!!

      Aguardem possível novidade....rsssss

      Jabijirous
      Veterano
      # 23/dez/15 13:42
      · votar


      SkyHawk
      Show!

      FStanzani
      Veterano
      # 22/mai/16 14:31
      · votar


      Esse tópico está paradão. E aí? Alguma novidade?

      nichendrix
      Veterano
      # 23/mai/16 00:04
      · votar


      FStanzani
      Fora que os caras estão fazendo guitarras cada vez mais de cair o cú da bunda e deram uma Lespa Goldtop de presente pro David Gilmour em dezembro, acho que não.

      MMI
      Veterano
      # 11/nov/16 14:54
      · votar


      Existe agora a intenção de parar de aceitar encomendas. Parece que vão produzir e disponibilizar para venda, mas nada de encomendas.

      Quem quiser encomendar alguma guitarra específica (ou violão), do jeito que imaginou, ao que tudo indica é o último mês que aceitarão. Em 2017, vai acabar a fila e as encomendas... rs

      nichendrix
      Veterano
      # 15/nov/16 23:57
      · votar


      MMI
      Isso pode até ser bom pro bolso, mas pra mim, tira toda a vantagem competitiva deles.

      boblau
      Veterano
      # 16/nov/16 08:37
      · votar


      nichendrix

      acredito que no futuro próximo, as duas coisas vão andar em paralelo, porém com valores diferentes. Isto por conta da qualidade deles.

      Se eles fizerem guitarras "em linha" eles ganham em produtividade e custos e os clientes terão a possibilidade de comprar as guitarras, escolhendo entre algumas que estão "na mão". O apelo de compra é muito maior. E o preço atual não deve mudar.

      Se aparecer um cliente e quiser comprar uma guitarra "customizada", terá um valor maior e prazo de entrega a definir no ato da compra. Com isso eles valorizam ainda mais a marca. E ganham mais dinheiro.

      Faz todo o sentido eles agirem desta forma. Eles estão plantando o que semearam, e é coisa boa.

      MMI
      Veterano
      # 17/nov/16 17:45
      · votar


      nichendrix
      boblau

      Amigos,

      Com certeza isso foi algo planejado e discutido entre eles, razão pela qual não questionei de forma nenhuma. Considero uma decisão corajosa, ousada, mas não cabe a mim discutir. :)

      Minha impressão aqui... Em relação ao "bolso", dentro da proposta deles que é produzir instrumentos "Skillfully Handcrafted", basicamente por 2 pessoas, eles estão próximos do limite que podem fazer. Das muitas vezes que conversei com eles, nunca vi a intenção de crescer no sentido de produzir em linha, como uma Music Maker ou Zaganin. Vejo também que tudo o que fazem, é bem feito e diferenciado, acabando por vender rapidamente (até porque a parceria com os captadores Fullertone é riquíssima) - então tanto faz se é encomenda ou não, apenas ocorre que quando é encomenda tem um dono pegando no pé. Tenho a impressão que existe neste novo direcionamento uma vontade de inovar, pesquisar e ter liberdade criativa. Nestes anos que os acompanhei, vi que quiseram produzir bandolim F-style, 335, teles diferenciadas (a de wenge, por exemplo), a tele Esquire, violões, Gretsch etc. Inclusive as Les Paul que ganharam fama, começou deste jeito, como uma "aventura" que resolveram construir, sem nenhum cliente ou projeto de venda. Algumas guitarras que fizeram, acho que dificilmente alguém bateria a porta deles pedindo, mas depois de pesquisadas, desenvolvidas e produzidas, venderam facilmente. É difícil ver luthiers de qualidade com tantos modelos diferentes. Então não vejo muito como uma "linha", talvez seja mais uma questão de liberdade criativa - o que é muito bom.

      nichendrix
      Veterano
      # 18/nov/16 00:10 · Editado por: nichendrix
      · votar


      MMI
      Mas eu não falo de tirar a vantagem competitiva no sentido que vão virar produção em linha, mas no sentido de ser menos customizados. Isso se vê até com os grandes nomes como o Suhr, Tom Anderson ou mesmo caras mais fodas como o Benedetto, uma coisa é o modelo fechado feito pela custom shop deles, outra é o modelo personalizado do jeito que você quer. Tem uma diferença aí no trabalho e no preço também, nem falo na qualidade porque a qualidade nesse nível é o mínimo que se espera.

      Só que no caso deles, isso pode ser uma faca de dois gumes, produzindo modelos fechados eles provavelmente vão começar a concorrer em um mercado muito maior do que o de modelos 100% personalizados. Se não é a Guitarra feita pro Zezinho do jeito que ele sonhou desde o dia que ouviu o disco XYZ pela primeira vez, então o Zezinho tem mais opções de modelos custom shop pra escolher. Essa concorrência não necessariamente pode ser boa pra eles, já que as outras custom tem uma marca bem estabelecida há muito mais tempo.

      A titulo de exemplo, esse ano dois amigos meus quiseram fazer projetos com eles, mas eles não toparam fazer personalizado do jeito que o cara queria, tentaram vender a ideia de um instrumento no padrão que eles vem estabelecendo, na mesma qualidade, mas mais padronizado.

      Um está morto de feliz com uma Suhr em casa e o outro comprou uma Fender Custom Shop que custou 3x mais e o único motivo de terem optado por essas marcas foi pelo fato de que se não tem personalização, essas aí eles tem mais tradição e no fim se precisar revender, tem mais garantia nesse quesito.

      Enfim, espero que dê certo a ideia deles e o mercado aceite bem, mas tenho minhas preocupações com isso também.

      MMI
      Veterano
      # 18/nov/16 19:25
      · votar


      nichendrix

      Acho que seu exemplo pode ilustrar muita coisa. Hoje eles podem não aceitar determinados projetos que não lhes agradarem. A proposta deles sempre foi mirar em projetos mais vintage, o que de certa forma afasta de projetos meio Suhr (de certa forma...). De certa forma, há um certo receio também em atender pessoas de outros Estados que nunca foram lá, não se sabe a real necessidade e desejo. Claro que existe também uma questão mais pessoal. Imagine se eles querem atender um cara que fica discutindo contrato, cláusulas, prazos, foro, advogados, cartório, abre tópico aqui para questionar tudo isso para no final achar melhor não gastar com isso...

      Não sei, só posso afirmar que no final das contas eles produziram e venderam aquelas poucas que conseguiram construir e pelo jeito estão felizes assim. Independente de não ter atendido um monte de gente (sei que encaminham bastante gente).

      boblau
      Veterano
      # 19/nov/16 01:41
      · votar


      nichendrix

      Um está morto de feliz com uma Suhr em casa e o outro comprou uma Fender Custom Shop que custou 3x mais e o único motivo de terem optado por essas marcas foi pelo fato de que se não tem personalização, essas aí eles tem mais tradição e no fim se precisar revender, tem mais garantia nesse quesito.

      Vc tem razão. A concorrência com marcas será até certo ponto desleal. O Ivan (MM) sofre com isso também. É um mercado de nicho muito específico, seleto, pequeno, porém normalmente fiel.

      Eu confesso que não seria capaz de opinar sobre esta decisão. É um passo arriscado? Não diria que seja. Eles podem sempre dar este passo para trás, desde que este passo não esteja significando um investimento em processo e em pessoas no qual eles não poderão voltar atrás (como por exemplo um investimento em máquinas pelo BNDES ou contratação de pessoas na manufatura). Se for assim, esta fatura vem todo mês e as vendas PODEM não responder conforme o plano de negócio traçado. Aí os caras vão entrar na roda que não pode parar senão morrem.

      Nesta época em que não se sabe se o roubo começa quando Garotinho ou se começou em Cabral e ambos vão debater em cadeia nacional, investir é uma aposta hoje onde sempre vc pode encontrar uma Cunha para frear teu crescimento.... affff

      nichendrix
      Veterano
      # 20/nov/16 05:01
      · votar


      MMI
      Acho que seu exemplo pode ilustrar muita coisa. Hoje eles podem não aceitar determinados projetos que não lhes agradarem. A proposta deles sempre foi mirar em projetos mais vintage, o que de certa forma afasta de projetos meio Suhr (de certa forma...).

      Cara, a ideia original desses dois não era um projeto "meio Suhr", era só algo na praia deles, mas um pouco diferente. Um queria uma guitarra bem no estilo deles, inclusive com um Heavy Relic , mas com uma arte típica da personalidade "malucona" do cara na pintura, que foi onde a conversa começou a desandar e ele saiu de lá foi direto pra Teodoro e me falou basicamente a mesma coisa, se for pra ter o acabamento que todo mundo tem eu compro uma Fender e mando fazer, ele foi e comprou uma Fender Custom Shop relicada pelo John Cruz, ainda não mudou o acabamento, mas já está vendo com outro carinha conhecido do meio pra fazer.

      O cara que levou a Suhr também não estava atrás de uma ou algo na praia Suhr, ele queria uma Strato no mesmo estilo vintage que eles sempre fizeram, mas com acabamento todo natural e sem nenhum tipo de envelhecimento, basicamente disseram que não faziam mais nada sem nenhum tipo de relic mas se ele quisesse um "woodporn" haviam outros luthiers pra isso, então novamente o cara saiu de lá, e foi caçar Fender na Teodoro e terminou se apaixonando por uma Suhr.

      Nenhum dos dois casos o que os caras queriam diferia drasticamente do que eles já fazem e do tipo de personalização que até um tempo atrás eles faziam sem pensar duas vezes, mas que de uns tempos pra cá não vem fazendo ou pelo menos botando banca pra fazer.

      Enfim, mesmo que eles mantenham a mesma escala de produção e qualidade e que realmente ganhem mais liberdade para testar coisas novas o que eu acho ótimo. Até porque os melhores projetos que vi do Felipe eram os que não copiavam ninguém, como aquela Tele de Mogno com Vengue e P-90 no braço.

      Só que ao limitar o que foi um dos grandes atrativos deles no início e que ajudaram a fazer o nome deles e tentar ir por uma linha de atuação que tem Custom Shop no meio da canela fazendo, eles estão se abrindo para uma concorrência que eles podem não ser capazes de dar conta, até porque como disse, por mais que seja um mercado fiel, também é um mercado de modismo, ano sim e ano não tem uma nova custo shop que vira a "da moda".

      De certa forma, há um certo receio também em atender pessoas de outros Estados que nunca foram lá, não se sabe a real necessidade e desejo. Claro que existe também uma questão mais pessoal.

      Mas os caras até são daqui, mas moram aí faz muito tempo e ambos com dinheiro de sobra pra pagar a vista caso eles topassem. Sem contar que eu tenho uma meia dúzia de amigos espalhados pelo Brasil, para quem eles fizeram guitarras e que praticamente só foram conhecer no dia que foram pegar o instrumento. Então essa conversa de receito de atender quem é de outro estado não faz sentido.

      Creio que o motivo foi justamente esse plano de fazer algo mais focado em pronta entrega, já que os dois casos foram nesse segundo semestre. De qualquer forma eles pegaram dois caras que tinham 20mil pra dar em guitarra e que terminaram dando pras Two Tones e Soul Shines da vida, porque os caras não toparam fazer algo que até o começo do ano passado, quando mudei pra Minas, eles faziam sem pensar duas vezes.

      Enfim, decisão deles, mas acho que a menos que eles tenham algum outro diferencial além da qualidade, eles entram em concorrência com as Custom de fora, e por mais que eu acredite que eles tem cacife técnico pra isso, eles ainda não tem a marca tão forte pra peitar essa concorrência.

      boblau
      Vc tem razão. A concorrência com marcas será até certo ponto desleal. O Ivan (MM) sofre com isso também. É um mercado de nicho muito específico, seleto, pequeno, porém normalmente fiel.

      O público é fiel sim, porra, eu mesmo nem cheguei a comprar guitarra com os caras, a que eu realmente queria foi vendida pouco antes de eu chegar lá atrás dela pra comprar. Só que o que eu acho é que pode ser uma aposta arriscada focar nisso ou pelo menos só nisso, porque o que fez a fama dos caras era ter qualidade de custom shop top de linha americana com a personalização que vc não consegue com elas morando aqui.

      Então acho que a ideia de ter uma linha padronizada é uma boa, até porque já aconteceu várias vezes de eu recomendar alguém pra ir lá e não ter uma guitarra pronta pra testar no dia. Acho que isso atende outro nicho, que é o dos caras que querem só a qualidade altíssima e pra pronta entrega, nesse nicho eles competem com os de fora tanto os que atuam na mesma praia (Fender, Gibson, Nash e afins), como as que estão em praias diferentes (Tom Anderson, Suhr, Pensa, PRS, etc.).

      Se eles forem atender os dois nichos, eles tem muito a ganhar, certamente, mas parar ou limitar demais o trabalho pro nicho que fez o nome deles para focar nesse nicho mais de pronta entrega, acho que é tiro no pé.

      Eu não pensaria duas vezes em pegar as guitarras deles mesmo nesse esquema de pronta entrega, mas eu não tenho muita fissura por personalizar guitarras, pra mim tendo a qualidade que eles tem o lance é só ter o braço do jeito que eu curto e o peso que minha espinhela aguenta, nenhum dos dois critério fogem muito do padrão que eles já fazem. Só que quem quer a pintura doidona, ou detalhes em folha de ouro ou inlay de metal com desenho tipo trilha de placa de CI (todos trabalhos que eles já fizeram), etc, com certeza vai fugir disso.

      Eu confesso que não seria capaz de opinar sobre esta decisão. É um passo arriscado? Não diria que seja. Eles podem sempre dar este passo para trás, desde que este passo não esteja significando um investimento em processo e em pessoas no qual eles não poderão voltar atrás (como por exemplo um investimento em máquinas pelo BNDES ou contratação de pessoas na manufatura). Se for assim, esta fatura vem todo mês e as vendas PODEM não responder conforme o plano de negócio traçado. Aí os caras vão entrar na roda que não pode parar senão morrem.

      Eu acho que eles não vão tentar ganhar escala não, sempre que eu falei com os caras, eles sempre deixaram claro que o lance pra ele é a qualidade, eles também veem aquilo como uma arte e uma expressão artística deles, então acho que o lance é só não ter que trabalhar com um backlog interminável de encomendas que por serem sempre algo "one of a kind", não dá pra por exemplo, ir adiantando uma boa parte do trabalho para as próximas encomendas.

      Sub_Zero
      Veterano
      # 20/nov/16 10:30
      · votar


      Tenho uma guitarra em produção com eles, e acho interessante essa ideia de mudar e começar a deixar instrumentos prontos pra venda. Com certeza tem bastante gente que curti o trabalho dos caras, mas não tem paciência pra esperar.
      Apesar da grande concorrência, enquanto estiverem cobrando preços abusivos nos instrumentos de marca,, haverá mercado pra Dunamiz, Music Maker, etc.
      Tenho uma strato Music Maker há 6 anos, e é a única guitarra que nunca pensei em vender, e se fosse fazer isso hoje, provavelmente conseguiria um valor muito próximo do que paguei na época, talvez até maior. Lembro que na época da encomenda, não conseguia achar nenhuma strato que me agradasse dentro do orçamento que tinha.
      Dentro da minha condição atual, até conseguiria comprar uma boa guitarra de marca, mas acho que os preços estão absurdos. Depois da minha primeira experiência com a Music Maker vi que é possível ter instrumentos top sem precisar gastar o olho da cara.

      NeoRamza
      Veterano
      # 03/jul/17 12:04
      · votar


      Alguém conhece algum luthier do nível da Dunamiz que consegue fazer réplicas de Ibanez Custom com o mesmo nível de detalhes que a dunamiz faz les pauls?

      http://vignette2.wikia.nocookie.net/ibanez/images/0/0c/J._Custom_serie s_2009_%28RG9670Z%29.jpg
      https://www.guitar-muse.com/wp-content/uploads/2012/08/ibanez-j-custom -guitar-neck-JCRG20126BGA.jpg
      http://www.ishibashi.co.jp/sale-event/img/8420.jpg

      nichendrix
      Veterano
      # 15/jul/17 02:16
      · votar


      NeoRamza
      A própria Dunamiz faz supestratos, embora eu não sei se eles ainda aceitam encomendas muito customizadas hoje em dia.

      NeoRamza
      Veterano
      # 15/jul/17 10:25
      · votar


      nichendrix
      Já vi eles fazerem, mas nunca vi nada parecido com Ibanez. E me parece que nem estão trabalhando com superstrato mais, só os modelos que tem no site deles.

      Umas superstratos que estão me chamando atenção são as MusicMaker e Peruzzo. O Peruzzo tem um modelo que parece muito com Ibanez RG. Mas apesar do trabalhao dele ser muito bom não vi nada no nível da J Custom. A Music Maker tem modelos próprios já bem diferente, mas parece ter um acabamento surpreendente.

      NeoRamza
      Veterano
      # 15/jul/17 10:31
      · votar


      Aproveitando que o tópico foi levantado, é com muita ansiedade que digo que esta semana encomendei uma Les Paul na Dunamiz. Muito obrigado ao MMI que despendeu seu tempo e me respondeu a inúmeras dúvidas no facebook. Esse cara é muito gente boa!

      Agora é aguentar a espera de 5 meses kkkk!

      MMI
      Veterano
      # 15/jul/17 18:33 · Editado por: MMI
      · votar


      NeoRamza

      Vai ser muito feliz com a Dunamiz, certeza.
      vlw

      Hammer
      Veterano
      # 17/jul/17 22:56
      · votar


      NeoRamza
      Parabéns!
      diga mais dessas duvidas ae...dos caps...fiquei na curiosidade....

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Guitarras Dunamiz - Skillfully Handcrafted!

      302.814 tópicos 7.837.684 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2017 Studio Sol Comunicação Digital