Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      Eu ja fui fritador metaleiro de cabelo grande - Mateus Starling

      Autor Mensagem
      mateusstarling
      Veterano
      # mai/12


      Galera, descobri esse video na internet da gravação de um cd meu de 1997. Eu tinha 16 ou 17 anos, cabeludo, fritador, metaleiro, nem lembrava mais dessa gravina, mas um amigo da minha cidade natal Cabo Frio resgatou e eu coloco aqui para NOSSA ALEGRIA:


      OBS: NAda contra quem continua sendo fritador, cabeludo e metaleiro. Amo a todos.
      Deus abençoe.
      Mateus Starling

      Abixibarraba
      Veterano
      # mai/12
      · votar


      vc traiu o movimento
      /dado

      mateusstarling
      Veterano
      # mai/12
      · votar


      Abixibarraba rs....dizem que eu me converti ao jazz.
      Mas falando serio eu me amarro em som pesado, continuo gravando rock e pop e etc, cada vez menos por opção e tamb porque a galera vai achando que vc é aquilo que vc vende no mercado, enfim, hoje eu me achei na minha proposta sonora, mas repare que ainda tem peso.



      leandroantonioli
      Veterano
      # mai/12
      · votar


      Poxa, e como vc fez pra desaprender a tocar????
      KKKKKKKKKKKK
      Brincadeira.

      Acho que todos os guitarristas já tiveram sua fase de metaleiro.

      Guilherme Nau
      Veterano
      # mai/12 · Editado por: Guilherme Nau
      · votar


      mateusstarling
      Galera, descobri esse video na internet da gravação de um cd meu de 1997. Eu tinha 16 ou 17 anos

      Porra! Se eu tivesse a agilidade e técnica que você tinha com essa idade (mesma que a minha) eu tava era feliz! haha


      vc traiu o movimento[2]

      Fato.

      EDIT: Antigão isso aí, não era nem da época das fitas betas.

      makumbator
      Veterano
      # mai/12
      · votar


      mateusstarling

      O tempo passa hein? Hhehehe!

      Esse vídeo é de uma tomada de gravação de um solo no CD, certo? Pelo visto já estavam ali há muito tempo, pois o cidadão caído ao fundo está pra lá de cansado...hsahsahsa!

      É divertido ver essas coisas do passado né?

      mateusstarling
      Veterano
      # mai/12
      · votar


      leandroantonioli Eu comecei tocando metal, Seek and destroy do metallica foi minha porta de entrada. Fiquei pancado com o riff, dai peguei um violão e tirei ali mesmo e fiquei pentelhando minha mãe para me dar uma guitarra para poder tocar o riff igual, mas so depois que agente descobre que para ter aquele timbre pesado depende de mais uma seria de fatores caros...nesse sentido o jazz é mais barato, rs...
      Guilherme Nau rs.....era fita ADAT na epoca.
      makumbator kakaka, nessa epoca agente entrava no estudio e gravava o cd todo no mesmo dia, todo mundo tocando junto e depois eu colocava as guitarras solo.
      Hoje eu gravo todo mundo junto so que e o improviso rola com a banda para ter aquela lance da interação. Tal como esta ai no segundo video que eu postei.

      vinicius000
      Veterano
      # mai/12
      · votar


      mateusstarling

      Já tocava muito naquela época hein.

      Obs.: eu tinha um Taz igualzinho ao do começo do vídeo quando era criança. rsrsrs

      Guilherme Nau
      Veterano
      # mai/12
      · votar


      makumbator

      Eu do gargalhadas dos meus videos do passado, mas sozinho. Porque o que tem de coisa tosca eu me envergonho sozinho as vezes haha.

      Guilherme Nau
      Veterano
      # mai/12
      · votar


      mateusstarling
      era fita ADAT na epoca.

      Carai...

      Em 97 ainda tava fazendo as betas hahaha

      Abixibarraba
      Veterano
      # mai/12
      · votar


      "pior" eu que comecei tocando baixo em um cover do nirvana para um monte de bêbados e drogados..hauahauhauahuahaua....tempo bom que não volta mais....(eu tinha uma tonante com duas cordas de baixo e ai quebrei em em show e comprei um baixo jennifer que tbm quebrei)

      Guilherme Nau
      Veterano
      # mai/12
      · votar


      Abixibarraba

      Já vi você queimando pedais, guitarras e explodindo amps.

      É um verdadeiro metalcore

      makumbator
      Veterano
      # mai/12
      · votar


      Guilherme Nau
      Antigão isso aí, não era nem da época das fitas betas.

      O Betacam digital não é da mesma época que o Adat? Eu acho que sim. O analógico então é ainda mais antigo.

      Essa época daí era o final do reinado do Adat blackface no Brasil, mas muitos estúdios na época já tinham o Adat II

      Abixibarraba
      Veterano
      # mai/12
      · votar


      Guilherme Nau
      era.....mas quem sabe alguma vez , um dia sei la...sou fanático por explosões e bombas...(procura no youtube "bomba maquete", adorava roubar e explodir as maquetes qnd estava me formando em arquitetura),,,,
      mateusstarling
      vc é mais "musico" do que "metaleiro ou rockeiro"(ao contrario de mim).... se não ainda estava na fritação...hauhauahauhauaha... parabéns vc é um monstro na guitarra e no Jazz, naõ é de hoje que ouço trabalho...

      g.wilhelms
      Veterano
      # mai/12 · Editado por: g.wilhelms
      · votar


      mateusstarling

      Que pérola, hushahus. Acho que todo mundo que começou no mundo guitarristico teve influencia do HM. Eu custei um pouco, mas abri minha mente para outras coisas, e hoje acho que curto mais jazz/mpb do que metal, mas continuo curtindo um som pesado. A propósito curti a música do segundo vídeo que você postou, realmente tem um certo peso. Acho que o a sonoridade pesada se obtém, muito mais pela escolha das notas do que do equipamento; uma sonoridade outside, pode ter bastante peso, eu mesmo já fiz riffs nessa linha. Abraço

      Leomju
      Veterano
      # mai/12
      · votar


      mateusstarling
      Ah... sempre achei! Hehe

      O Engravato de hoje já foi o muleque doidão de antes... hehehe!

      Valeu cara e parabéns pela evolução!!!!!!

      renatocaster
      Moderador
      # mai/12
      · votar


      mateusstarling

      Eu já tinha visto esse vídeo no Youtube. Bacana, como as coisas mudam né? Mas deve ser uma grata lembrança, tendo em vista que naquela época vc já tocava muito bem.

      Abs

      De Ros
      Veterano
      # mai/12
      · votar


      mateusstarling

      Uhuahuahuhauha! Muito massa!

      Buja
      Veterano
      # mai/12 · Editado por: Buja
      · votar


      mateusstarling
      Eu estou ficando com medo, porque sou metaleiro (ainda nao fritador) mas muitas vezes me pego ouvindo chorinho, bossa nova, sambinha tipo chico buarque, ontem mesmo passei o dia ouvindo uma viola pontiada (esse eu tenho que deixar o video pra voces verem!), ja ouço direto red hot e esses ultimos dias ouço muito musica latim, como Era por exemplo.
      Será que o true metal das minhas veias ta evaporando?

      O prometido video do pagode de viola pontiado!


      Thyago_Trajano
      Veterano
      # mai/12
      · votar


      ahahahaha....eu já toquei baixo também, em banda de Death Metal...olha eu, em primeiro plano! Essa foto foi tirada em um show no Tomarock, em Duque de Caxias-RJ. Nesse dia rolou Torture Squad \m/

      Muita gente já passou por essa fase....mas dá saudades às vezes dos shows...cerveja barata, som ruim, mulher feia...sabe, na verdade, nem dá tanta saudade assim.......

      abraços

      renatocaster
      Moderador
      # mai/12
      · votar


      Thyago_Trajano

      um show no Tomarock, em Duque de Caxias-RJ.

      Tomarock rulez!!! Já fui muito, hahaha.

      Época legal, até uma vez fui assistir a uma banda que o Alan_Domingues tocava, cover de DT. Tu acredita que agora aonde rolava o evento do Tomarock só rola pagode? Nada contra, mas foi uma mudança brusca, hehehe.

      Abs

      Cristhyano
      Veterano
      # mai/12
      · votar


      Ainda ouço thrash, death e black, porém bem mais selecionado. Nunca abandonei, apesar de ouvir jazz, blues, mpb e outras coisas mais agora.

      Thyago_Trajano
      Veterano
      # mai/12
      · votar


      renatocaster
      caraca...pagode!? ahahaha mudou bruscamente mesmo!!!

      essa época era trash demais cara...o Luciano, que era organizador, deu 10 garrafas de GLACIAL pra cada um da banda...era o "cachê"...esse Luciano tinha uma banda meio gay, de metal melódico, com flautinha e tudo mais, e andava com calça da GANG...de mulher..ficava uma poupinha pra cada lado!!!

      nem sabia que o Alan_Domingues tocava em um DT cover, não sei quantos existem, mas já fui ao show de um DT cover no Kremlin, acho que o baterista era Rafael, ou algo do tipo...tocava para caramba

      Conheço um baterista que já tocou em um dos DT's covers do rio, que se chama Thiago Alves!

      g.wilhelms
      Veterano
      # mai/12
      · votar


      Buja
      Eu estou ficando com medo, porque sou metaleiro (ainda nao fritador) mas muitas vezes me pego ouvindo chorinho, bossa nova, sambinha tipo chico buarque, ontem mesmo passei o dia ouvindo uma viola pontiada (esse eu tenho que deixar o video pra voces verem!), ja ouço direto red hot e esses ultimos dias ouço muito musica latim, como Era por exemplo.
      Será que o true metal das minhas veias ta evaporando?


      È bixo, acho que o true metal está evaporando das suas veias sim, e digo por experiência própria, husha. Falo sério.

      renatocaster
      Moderador
      # mai/12 · Editado por: renatocaster
      · votar


      Thyago_Trajano

      nem sabia que o Alan_Domingues tocava em um DT cover, não sei quantos existem, mas já fui ao show de um DT cover no Kremlin, acho que o baterista era Rafael, ou algo do tipo...tocava para caramba

      Cara, confirmei com o próprio (Alan) agora o nome da banda...era Arkanum. Lembro que das vezes que eu fui lá no Tomarock, esta foi a que melhor se apresentou lá.

      essa época era trash demais cara...o Luciano, que era organizador, deu 10 garrafas de GLACIAL pra cada um da banda...era o "cachê"...esse Luciano tinha uma banda meio gay, de metal melódico, com flautinha e tudo mais, e andava com calça da GANG...de mulher..ficava uma poupinha pra cada lado!!!

      Ahn, eu lembro deste cara, já vi algumas vezes ele por lá. Muito louco, cara estranhão, hahaha. Na verdade eu nem fui muitas vezes ao Tomarock, devo ter ido no máximo umas 5 vezes...era um inferno, platéia suja, nego fedendo pra cacete...Eu achava melhor o Garage, era menos sujo, hehehe.

      Abs

      Tomaz.
      Veterano
      # mai/12
      · votar


      Tocar metal sem chacoalhar a cabeça = poser.

      Thyago_Trajano
      Veterano
      # mai/12
      · votar


      renatocaster
      era Arkanum

      então é essa banda mesmo! Jã fui a show dele, e nem sabia...hahahahh

      Eu achava melhor o Garage, era menos sujo, hehehe.

      ahhahhhahahahhh....não sei o que é pior! No Tomarock dava muito, digamos "roqueirinho do mal"...lembro até hoje de um menino, com camisa do Slipknot, a cabeça toda enfaixada, e com um nariz de palhaço!

      No Garage também se ve muita bizarrice! Uma vez eu fui lá, e vi um muleque com calça de couro, jaqueta de couro, e chapéu de couro...tudo justinho! E diga-se de passagem que tava um calor daqueles...ahahhaah

      A vez mais engraçada no garage, foi quando o juizado da infancia e da juventude foi lá, e catou geral! Foi muito engraçado, ver aquela cambada de preto, de spike, e tudo mais....dentro de um ônibus multi-colorido, com desenhos de leãozinho, macaquinho...e escrito: "Juizado da Infancia e Juventude"...

      Saudades do Garage antigo...e da época que o heavy duty era menor, e menos cheio de viadagem...

      mateusstarling
      Veterano
      # mai/12 · Editado por: mateusstarling
      · votar


      Acho que quem é musico e começa a viver de musica vai acontecendo uma abertura gradual para outros estilos.
      O meu processo particular se deu pelo fato de que eu sempre curti improvisação e o Metal sempre foi muito limitado nesse sentido. Enquanto nos anos 50 e 60 o jazz era improviso puro e influenciou diretamente a musica brasileira, latina e etc, o Metal caminhava num outro sentido, peso, atitude visual e etc.
      Hoje existem outras vertentes do metal onde se improvisa e tem muitas coisas interessantes nesse sentido, mas o foco do estudo da improvisação sempre esteve no jazz e vertentes.
      Eu peguei o Dream Theater quando surgiu o album images and words eu tocava os covers daquele album, fui um dos primeiros do Brasil a tocar as musicas desse algum ao vivo se não o primeiro, e naquele tempo isso era o ápice do desafio em se tratando de metal, claro que muitas coisas mudaram nesses 15 anos subsequentes, mas a questão do improviso para mim sempre foi mais livre no âmbito do jazz, fusion e etc.
      Na verdade o desafio no metal maior normalmente é na area tecnica (mecanica) enquanto no jazz e vertentes o desafio maior é no processo de improvisar e acompanhar outro improvisador.

      Lord-g
      Veterano
      # mai/12
      · votar


      hehe
      Massa !!!

      Alan_Domingues
      Veterano
      # mai/12
      · votar


      mateusstarling

      Nem te vi tanto metaleiro não. Pensei que iria ver algo na vibe do Venon, sei lá.

      Thyago_Trajano

      Olha você já deve ter me visto em shows sim. A banda que o Thiago Rafael tocava era a DTC na qual fundei em 2001 com ele, e ficamos tocando até 2006, depois sai e o pessoal continuou fazendo uns pipocos por ai, em 2009 voltei e sai ano passado, devido a falta de profissionalidade (se posso falar assim) de quase todos. Quando o "sonho" é maior que a realidade, nunca da certo. O Thiago Alves entrou em 2005. E infelizmente é uma boa banda, mas não querem parar de tocar cover. Eu gosto de compor, então os "santos não se batem".

      renatocaster


      Arkanum foi a banda que fiquei de 2002 até 2006 com os camaradas aqui da Tijuca. Abrimos show do Dimo, CD em coletânea, tocando em tudo quanto é canto. Acho que eles continuam tocando ainda.

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Eu ja fui fritador metaleiro de cabelo grande - Mateus Starling

      303.714 tópicos 7.859.373 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2017 Studio Sol Comunicação Digital