Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      Guitarristas incompletos: solam muito mas não sabem fazer a parte rítmica!

      Autor Mensagem
      renatocaster
      Moderador
      # abr/12 · Editado por: renatocaster
      · votar


      Thyago_Trajano

      Pode ser maluquice minha, mas eu nunca fui de acordo com esse rótulo! Para mim é guitarrista e ponto...

      Não é maluquice não, é bom senso. Vc conhece algum baixista que especificamente seja só "solo"? Ou algum tecladista "solo"? Não estou falando de musica instrumental, e sim num contexto musical como um todo.

      Quando vc tá montando uma banda, vc chama um baixista pra base e outro pra solo? Chama um tecladista pra base e outro pra solo? Só na guitarra que tem essa coisa!

      Claro que em algum momento da musica vai ter um solo de guitarra, de baixo, de teclado, etc. Mas quando vc não está solando, está fazendo a base, oras. Simples assim!

      Aí é a hora de vc ver a diferença entre musico x guitarrista. Depois que acaba o momento da "masturbação pentatônica", o cara vai pra base e não sabe fazer um acorde decente, só sabe power chord.

      FDG
      Veterano
      # abr/12
      · votar


      renatocaster
      Quando vc tá montando uma banda, vc chama um baixista pra base e outro pra solo? Chama um tecladista pra base e outro pra solo? Só na guitarra que tem essa coisa!


      Correto...
      Bandas com 2 ou mais guitarristas não deveriam ser encaradas com essa divisão,e sim como esses 2 ou mais músicos podem interagir para melhorar a música.
      Cito como exemplo os Strokes,nada de firulas,mas o 2 guitarristas trabalham para preencher as músicas com suas guitarras,fica bem interessante.

      MauricioBahia
      Moderador
      # abr/12
      · votar


      FDG: 2 guitarristas trabalham para preencher as músicas com suas guitarras,fica bem interessante.

      Isso aí! Preencher de forma harmônica e não tocar igual, parecendo coral de karaokê. hehe

      Abs

      Iago_guitar2
      Veterano
      # abr/12
      · votar


      Bandas com 2 ou mais guitarristas não deveriam ser encaradas com essa divisão,e sim como esses 2 ou mais músicos podem interagir para melhorar a música.

      iron maiden eh um grande exemplo, os 2 guitarristas solam, e solam muito, a fear of the dark tem um arranjo impecavel na minha opiniao, e os 2 guitarristas trabalham juntos e nao "separados" eh qse um jam em uma musica.

      Aí é a hora de vc ver a diferença entre musico x guitarrista. Depois que acaba o momento da "masturbação pentatônica", o cara vai pra base e não sabe fazer um acorde decente, só sabe power chord.

      gosto muito do richie sambora e do slash, acho que eles fazem otimos solos, e as bases sao muito boas.

      outro grande que sabe fazer isso muito bem o grand eric clapton, ele eh um genio, manda muito bem em bases dedlhadas ateh mesmo em violao (Tears IN Heaven eh fantastica), e faz uns solo devagares geniais.




      igor.schecter
      Veterano
      # abr/12
      · votar


      o fato de ter 2 guitarristas é que não da pra solar e fazer base ao mesmo tempo, o arranjo da guitarra na música por ser mais complexo que o baixo necessite de 2 guitarristas.

      Thyago_Trajano
      Veterano
      # abr/12 · Editado por: Thyago_Trajano
      · votar


      o fato de ter 2 guitarristas é que não da pra solar e fazer base ao mesmo tempo, o arranjo da guitarra na música por ser mais complexo que o baixo necessite de 2 guitarristas.


      Em partes é verdade....mas não vamos entrar nesse mérito de que "arranjo da guitarra é mais complexo que o baixo"...

      Realmente não dá para tocar base e solo ao mesmo tempo...mas é justamente isso que o pessoal tá falando aqui! Ter um guitarrista extra, apenas para segurar a base na hora do solo, é bobagem!

      O legal é ter dois guitarristas que solem, que se complementem...não a idéia do guitarrista solo e do guitarrista base...

      Nunca vi alguém pedindo um baixista que fizesse Slap e outro que tocasse com 3 dedos, porque geralmente o bom baixista treina de tudo...o que, sejamos francos, não acontece com todos os "guitarristas"..

      Tem cara aí que só quer saber de treinar solo, e esquece de todo resto...tem mulecada aí que ouve uma música, e ao chegar ao final, e perceber que não teve um solo de guitarra, simplesmente mandam: "Esses caras não tocam nada"...

      Agora ouve Dave Matthews Band, que, na minha opinião, só tem músico monstro. Você percebe que os caras tem uma preocupação melódica absurda...

      Na minha opinião, e levando em conta o estilo que mais curto, acho que ter dois guitarristas é, em alguns casos, bobagem....curto mais a idéia guitarra/teclado para harmonização...

      abraços

      abraços

      Lozartan
      Veterano
      # abr/12
      · votar


      Um amigo meu aqui toca altos riffs do Slayer muito rápidos, palhetada alternada tipo One mas não conseguia fazer acordes "inteiros" para fazer base ahuahuuhaa

      Iago_guitar2
      Veterano
      # abr/12
      · votar


      Nunca vi alguém pedindo um baixista que fizesse Slap e outro que tocasse com 3 dedos, porque geralmente o bom baixista treina de tudo...o que, sejamos francos, não acontece com todos os "guitarristas"..

      na primeira aula de guitarra, o professor pergunta, qr solar ou fazer base?

      Tem cara aí que só quer saber de treinar solo, e esquece de todo resto...tem mulecada aí que ouve uma música, e ao chegar ao final, e perceber que não teve um solo de guitarra, simplesmente mandam: "Esses caras não tocam nada"...


      eu era assim, hj em dia treino bases dedilhadas no violao, oque pra min eh muito mais bonito q power chords e ritmos batidos.

      Na minha opinião, e levando em conta o estilo que mais curto, acho que ter dois guitarristas é, em alguns casos, bobagem....curto mais a idéia guitarra/teclado para harmonização...


      bon depende dos guitarristas, o iron tem 2 ou 3 nao lembro :O e eh muito show, todos solam fazem bases e tals.

      ja o bon jovi tem guitar + teclado, e eu axo muito show, o David Bryan manda muito bem nos teclados, Wanted Dead Or Alive,Livin On Prayer, Always, axo fantastico, a musica November Rain do guns tbm eh show de mais, o teclado combinado com as guitarras eh algo incrivel.

      pena que haja um certo "preconceito" contra tecladistas.

      Curly
      Veterano
      # abr/12 · Editado por: Curly
      · votar


      Thyago_Trajano

      Realmente não dá para tocar base e solo ao mesmo tempo...

      e baixo, base e solo ao mesmo tempo ?



      Thyago_Trajano
      Veterano
      # abr/12
      · votar


      Curly
      po...colocar Charlie Hunter na parada é covardia...eheheheh

      Eu tenho o Blue Note aqui, importado...acho que o único presente que ganhei da minha irmã...ahahaahha

      Mas como o pessoal colocou bandas como Iron, Strokes, segui o contexto...mas se for parar para pensar nisso, no Jazz a gente vai ver muito guitarrista fazendo walking bass, e outras coisas, que eu mesmo não entendo, e prefiro nem comentar, para não falar bobagem...ahahah

      abraços

      MauricioBahia
      Moderador
      # abr/12
      · votar


      Lozartan: Um amigo meu aqui toca altos riffs do Slayer muito rápidos, palhetada alternada tipo One mas não conseguia fazer acordes "inteiros" para fazer base ahuahuuhaa

      Eu fico abismado em ver um cara virtuoso em solos e na hora de fazer um acorde simples até se enrola e fica mandando aquela palhetada horrorosa, tocando duas cordas ao mesmo tempo sem querer, com dinâmica zero!!! Parece mentira, mas eu já vi isso acontecer mais de uma vez.

      Abs

      MMI
      Veterano
      # abr/12
      · votar


      MauricioBahia

      Isso de fato é interessante, mas acho que na realidade faz parte de uma certa maturidade musical.
      Hendrix falava que fazer bem a parte rítmica que era o importante no instrumento, porque 90% do tempo que você toca costuma ser base. Pelo menos na época dele...

      MauricioBahia
      Moderador
      # abr/12 · Editado por: MauricioBahia
      · votar


      MMI: Pelo menos na época dele...

      hehe. O cara era profissional. Aí que tá! :)

      Abs

      chiock
      Veterano
      # abr/12
      · votar


      Agora ouve Dave Matthews Band, que, na minha opinião, só tem músico monstro. Você percebe que os caras tem uma preocupação melódica absurda...
      O baterista deles é um monstro, o Carter Belford.
      É verdade não tem essa de guitarrista base e guitarrista solo, é guitarrista ou é fazedor de barulho.
      Parece loucura, mas eu quero ter uma banda de hard rock/ thrash com guitarra, piano, violino, bateria, baixo e vocal.

      Thyago_Trajano
      Veterano
      # abr/12
      · votar


      No caso do Hendrix, o cara era músico, e tocava guitarra a serviço da musicalidade...

      É muiiiiiito mais fácil alguém que não seja músico ouvir Jimi Hendrix (meu pai mesmo), do que ouvir Jason Becker, por exemplo...

      PS.: adoro JB...

      MauricioBahia
      Moderador
      # abr/12 · Editado por: MauricioBahia
      · votar


      Thyago_Trajano: No caso do Hendrix, o cara era músico, e tocava guitarra a serviço da musicalidade...

      Ele começou fazendo "a cozinha"!



      ;)

      ps. o brega sempre esteve presente! hehe

      MMI
      Veterano
      # abr/12
      · votar


      MauricioBahia

      hehe. O cara era profissional. Aí que tá! :)

      Sim, mas o mundo da música não estava inundado com a onda de shredders. Veja a música de Satriani, Vai, Malmsteen e outros, apesar que a música deles terem sua estrutura, mas também pode-se chamar a música toda de um solo só. O problema é achar que isso é o máximo da técnica e do domínio do instrumento, daí garoto fica estudando, estudando, estudando o blublublu.
      Recentemente vi isso acontecer, é comum. O garoto acha esses "solistas" o máximo, bate no peito com todo orgulho que teve aula com um cara famoso. Então beleza, vamos fazer uma jam? Bota uma frase "outside" e uns cromatismos que o rapaz se perde inteiro, isso para não falar da cara de perdido que o cara faz se falar que agora é para trocar, ele faz a base. O que eu quero dizer com isso não é que um é melhor que outro, mas estudar e tentar se desenvolver, se tornando mais completo é bem interessante. Assunto tem e muito! Fazer base, dominar acordes, harmonia, é algo importante.

      JEFF_SAN
      Veterano
      # abr/12
      · votar


      No Deep Purple, Ritchie Blackmore detestava fazer bases. Praticamente todas as bases eram feitas pelo Jon Lord, o organista da banda, que precisou ligar o Hammond na distorção do amp Marshall pra criar um timbre pesado o suficiente pra sustentar as músicas. Blackmore participava mesmo nos riffs e nos solos, que por sinal, foi o que o consagrou.



      MauricioBahia
      Moderador
      # abr/12
      · votar


      MMI

      Concordo plenamente! Pra mim, não tem coisa mais irritante que "blublublublu" o tempo todo. As coisas tem que ter um "motivo", senão fica sem graça. :( Isso vale pra velocidades menores também! hehe

      Abs

      MauricioBahia
      Moderador
      # abr/12
      · votar


      JEFF_SAN: Praticamente todas as bases eram feitas pelo Jon Lord, o organista da banda,

      Ele é fantástico! Realmente o Deep Purple sem teclados não é o Deep Purple, mas uma tentativa... hehe

      Blackmore participava mesmo nos riffs e nos solos, que por sinal, foi o que o consagrou.

      Aí eu já não concordo. Me mostra 1 música em que o Blackmore não fazia base, por favor. Sinceramente, eu não me lembro.

      Abs

      MMI
      Veterano
      # abr/12
      · votar


      MauricioBahia

      Ainda assim depende... O cara pode ter muita categoria para só fazer solo e ficar fantástico. Vide BB King que assumidamente não faz base.

      g.wilhelms
      Veterano
      # abr/12
      · votar


      Um guitarrista atual, que faz um trabalho muito interessante na guitarra é o Matthew Bellamy do Muse. Foge de muitos estereótipos guitarristicos...

      JEFF_SAN
      Veterano
      # abr/12
      · votar


      MauricioBahia

      hehe, é, realmente o Blackmore também fazia bases em todas as músicas, mas na mixagem e tudo mais, o órgão ficava sempre em destaque quanto a isso. A bases do Blackmore eram por demais simples, e em diversas músicas, passam desapercebidas. Smoke on the water é talvez o maior exemplo: ouvimos tranquilamente o Hammond do Lord (ele nem usou tanta distorção nessa música, apenas no refrão e no riff) e o baixo do Roger Glover. Já a guitarra de Ritchie ficava mais encoberta durante os vocais do Gillan.

      clebergf
      Veterano
      # abr/12 · Editado por: clebergf
      · votar


      Eu acho que tem que ver qual é a intenção do músico, se é realmente viver só de solos ou se o cara quer dominar o instrumento e chegar em um local com um monte de gente que ele nunca viu na vida tocando e conseguir levar um som com a galera.

      O Kerry King do Slayer disse que não sabe improvisar, ele já deixou de participar de uma jam no Big4 pq eles tinham combinado uma música e na hora resolveram tocar outra e ele não tinha ensaiado ela aquela semana/mês e o cara é um monstro dentro do estilo dele.
      O BB como disse o MMI apenas sola...

      O problema disso tudo é a galera achar que por isso não precisa aprender as outras coisas e já parte do avançado antes de saber o básico e sem saber onde realmente quer chegar.
      Se a intenção do cara é ser músico da noite/bares, ai meu caro colega, senta a bunda na cadeira e vai estudar para ter o mínimo de conhecimento e competitividade....agora se o cara só quer tocar Metal e nunca na vida dele irá precisar saber o que é uma inversão de acordes, que aprenda a fazer os power chords e riffs direito pelo menos...xD

      Kride
      Veterano
      # abr/12
      · votar


      Não considero o Kerry como parte do grupo de 'guitarristas solo', ele não combina nada com isso. Ele é um ótimo criador de riffs, no entanto.

      clebergf
      Veterano
      # abr/12 · Editado por: clebergf
      · votar


      Kride

      Não quis dizer que ele é solista, mas que ele não sabe improvisar e assume isso...

      nichendrix
      Veterano
      # abr/12
      · votar


      MauricioBahia

      Cara, não li o tópico ainda, mas sobre o tema posso falar um pouco de mim.

      Eu tenho tenho uma dificuldade enorme de fazer bases, mas isso não se traduz ao solo.

      Essa difuldade com bases não é uma questão de não entender o que deve ser feito, acredito que seja uma dificuldade de percepção.

      Minha formação musical foi num instrumento de sopro, e por mais que tu estude harmonia e ritmo, são sempre as aplicações disso pra melodia, visto que não tem como tu fazer no mesmo instrumento duas ou mais notas simultâneas.

      Se não houver muita interação com instrumentos como piano, guitarra, violão e afins, tu termina não desenvolvendo a capacidade de ouvir as notas e algumas nuances rítmicas de base, ao menos não de forma adequada pra guitarra.

      Seis anos mais tarde, quando comecei a tocar guitarra, de cara me identifiquei com solos e com improvisação porque era algo natural, tinha estudado por 6 anos no saxofone. Tive muita dificuldade de aprender a tocar base e de perceber uma base.

      Essas dificuldades ainda tenho até hoje, em geral eu acho mais fácil ir direto na melodia pra descobrir as tonalidades e aplicar o conhecimento de harmonia pra tentar "adivinhar" os acordes, porque tirando os sons básicos, maior, menor, diminuto e aumentado e os acordes com 7, eu tenho muita dificuldade de perceber o que tem só de ouvido.

      Eu tenho alguma facilidade pra saber se uma sequência é maior, menor, maior com sétima 2x, etc. Mas dizer se é um Am7 ou um C6 começa a entrar numa área muito nebulosa pro meu ouvido, em geral é a hora que eu fico de olho na melodia pra alguma indicação e ou fico tentando acordes até achar um com o mesmo som.

      Eu realmente acho que isso prejudica meu desempenho, especialmente se tiver que ser o único guitarrista de uma banda. Ritmicamente, na melodia eu me garanto, mas com acordes nem tanto. Por isso admiro guitarristas como o Curly, ou o Nile Rodgers, o Chimbinha, o Al McKay, Vernon Reid e outros grandes mestres do Ritmo.

      MauricioBahia
      Moderador
      # abr/12 · Editado por: MauricioBahia
      · votar


      nichendrix

      Cara, toda minha parte rítmica veio do violão. Aliás, se eu fosse professor de guitarra "exigiria" um tempo de estudo di aluno tocando exclusivamente violão. É dele que você sente reverberar no peito os graves e agudos, no modo mais rústico! O violão é quase um batuque. A guitarra, exige menos "porrada" pra ser ouvido. Violão dá calo nos dedos da mão direita!

      Enfim, eu acho que sou melhor ritmista do que solista por causa do violão, que pratico desde os 12 anos. Trinta anos atrás! hehe

      Abs

      ogner
      Veterano
      # abr/12
      · votar


      MMI
      A molecada nao sabe nada, e muitos nem vao saber!! :( ( ja fui molecada tb :)
      mas agora eu sei, só nao consigo tocar, mas sei onde gostaria de estar, hehehe!!

      Final de semana passado fui a um show do Carlos Malta, tributo a Elis, e o guitarrista ( ANDRE SIQUEIRA ) simplesmente roubou o show ( claro, pra que é musico e fica ligado noq esta acontecendo ), o cara harmozava de uma forma genial, solos encorpados com conteudo.....era tudo que eu queria ser...hehehehe!! Misturava coisas tipo scofield, alguma coisa rock.. nao ficava só na onda mpb/bossa...Enfim, cara fod@!!

      Ele usava uma Teleca Fender, nao vi o amp...

      nichendrix
      Veterano
      # abr/12
      · votar


      MauricioBahia

      EU comecei tocando violão, mas tocava basicamente meu repertório do saxofone, que era Bossa e Standards de Jazz, tanto que não sei tocar isso com palheta, só com dedos, e são as únicas coisas que eu me arriscaria a ser guitarra base.

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Guitarristas incompletos: solam muito mas não sabem fazer a parte rítmica!

      305.938 tópicos 7.899.367 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2018 Studio Sol Comunicação Digital