Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      esquemas para trzer guitarra dos estados unidos

      Autor Mensagem
      arcade
      Veterano
      # ago/08
      · votar


      Ah, da próxima vez pede por USPS que não terá que pagar infraero e despacho aduaneiro, além de que FEDEX é muito mais visado para cobrança de impostos.
      Valeu, muito obrigado pela dica.

      Djemba
      Veterano
      # ago/08
      · votar


      eu vou para Vancouver, Canadá. Com escala em Toronto (Canadá tb). Quero trazer um AMP grandin.. tipo um 2x12".. Mesa/Boogie talvez... anyway..
      1) O excesso de bagagem num vai me ferra?
      2) Num vao quebrar o amp [ironic](mesmo sendo extremamente cuidadosos)[/ironic]???
      3) Será que eu vo conseguir falar q levo uma guitarra (Michael), vender ela lá, e comprar uma Fender sem pagar impostos quando trazer? -__-

      Soulface
      Veterano
      # ago/08
      · votar


      Djemba
      Qr trazer um amp na mala???
      É bom colocar numa caixa com bastante espuma e colar aqueles adesivos de "frágil" por tudo qnto é canto.
      E desembolsar o equivalente ao excesso de peso tb...

      3) Será que eu vo conseguir falar q levo uma guitarra (Michael), vender ela lá, e comprar uma Fender sem pagar impostos quando trazer?
      Vc pode até tentar. Mas precisa levar em consideração, alguns pontos.
      1- Qm é q vai qrer comprar uma Michael no Canadá???
      Vc no máximo, vai poder usar essa guitarra pra fazer um churrasquinho.
      2- Os fiscais federais não são burros como o povo pensa não.
      Qndo estão afim de trabalhar, é foda "passar a perna" desse jeito.
      O negócio é contar com a sorte, e com a boa vontade deles.
      3- Sonegação fiscal é crime. Diga-se de passagem.

      Foukez
      Veterano
      # ago/08
      · votar


      p.gusmao

      Cara isso é serio mesmo,tu ja encomendo guitarra com ele? deu certo?
      qual guitarra foi?modelo,quanto tu pagou...

      Explica melhor isso...

      Soulface
      Veterano
      # ago/08
      · votar


      Foukez
      Já deu uma olhadinha na data?

      harlero rock
      Membro Novato
      # 30/mai/17 17:28
      · votar


      boa tarde, vou usar esse tópico antigo pra nao abrir outro.
      talvez haja alguem tão curioso quanto eu às vesperas de viajar.

      esse mês eu trouxe de miami uma gibson les paul studio canhota.

      comprei no site da guitar center com cartão de crédito, solicitei buscar em kendall miami, preço final de 922 dolares. no brasil cotei por 7 mil reais.
      Meio que nao aceitaram o pedido, mandei email, mensagem via chat, mas so aceitaram o pedido após um amigo que mora em ny ligar e explicar que eu estava indo a miami a turismo.

      Na loja, atendimento padrao de loja de instrumentos, pega ta aqui e vaza. claro, abri o pacote e pedi pra testar, falaram ,escolha o amp, pegue o banquinho e toque.

      no check-in de retorno, o hard case so pode ser despachado, nao deixaram vir como bagagem de mão. mandei com cadeado aberto, após vistoria fecharam e deixaram um bilhete da alfandega americana.

      em são paulo, tem que ficar ligeiro por onde vao entregar os "frágil", apos um tempo encontrei-a num canto qualquer das esteiras junto com pranchas de surf.

      deram uma raspada no case, ele se aguentou bem.

      passei à 1 da manha, com varios passageiros, andando normal pelo setor da alfandega, guita, mochila e malona, 2 funcionarios, nem olhei, nem me olharam. zero taxas!

      a guita...excelente.

      Buja
      Veterano
      # 30/mai/17 17:39
      · votar


      harlero rock
      Gosto paracamba de ler essas aventuranças rsrs.

      NeoRamza
      Veterano
      # 30/mai/17 19:10
      · votar


      harlero rock
      passei à 1 da manha, com varios passageiros, andando normal pelo setor da alfandega, guita, mochila e malona, 2 funcionarios, nem olhei, nem me olharam. zero taxas!

      Foda viu, isso dá um cagaço. Se você pagar o imposto expontaneamente é 50%, mas se te pegarem tentando não pagar o imposto passa a ser 100%. É bem arriscado... Será que à 01:00 é sempre tranquilo ou foi sorte?

      harlero rock
      Membro Novato
      # 30/mai/17 19:14
      · votar


      esse meu amigo de ny veio em dezembro e tbm nao havia serviço na alfandega, vazio.

      JJJ
      Veterano
      # 30/mai/17 19:44
      · votar


      harlero rock
      em são paulo, tem que ficar ligeiro por onde vao entregar os "frágil", apos um tempo encontrei-a num canto qualquer das esteiras junto com pranchas de surf.

      Isso é dureza... uma vez deixaram minhas malas numa sala ao lado de onde estava a esteira... fiquei igual um babaca esperando um século, até um outro casal - com o mesmo problema - perceber pra onde tinham mandado as malas... Sorte que estavam lá!

      Fugitivo
      Veterano
      # 09/out/17 17:18
      · votar


      no check-in de retorno, o hard case so pode ser despachado, nao deixaram vir como bagagem de mão. mandei com cadeado aberto, após vistoria fecharam e deixaram um bilhete da alfandega americana.

      Esse lance de não deixar vir como bagagem de mão depende da empresa ou é regra geral? Estou querendo trazer uma guita usada dos EUA pela empresa Delta. Desde já agradeço.

      MatheusMX
      Veterano
      # 09/out/17 17:39
      · votar


      Fugitivo
      É meio negocial, depende da cia aérea. Geralmente cases retangulares e maiores são despachados, mas aqueles menores, no formato da guitarra, ou até bag, às vezes deixam levar como bagagem de mão.
      Uma alternativa, caso o braço seja parafusado, é desmontar. Mas só se não tiver case... se tiver não adianta.
      Vai fugir de avião mesmo? rs

      Fugitivo
      Veterano
      # 09/out/17 18:31
      · votar


      MatheusMX
      O case é retangular e a guitarra é braço colado . . . Num vou fugir não hehe vou pedir pra um parça trazer de lá

      JJJ
      Veterano
      # 09/out/17 20:45
      · votar


      Fugitivo
      O case é retangular e a guitarra é braço colado

      Acho que é trambolho demais... provavelmente tenha que despachar.

      Ou comprar um assento pra ela... rs. (pior que já li isso em algum lugar - e acho que foi aqui mesmo).

      MatheusMX
      Veterano
      # 09/out/17 22:18
      · votar


      Fugitivo
      No caso de despachar, algumas empresas tratam como bagagem especial, mas dentro da cota das bagagens comuns, e outras tratam como bagagem especial e cobram um valor de U$150~200 por isso.

      SteveRayMorse
      Veterano
      # 09/out/17 23:02
      · votar


      Tenta trocar o case e colocar um bag bom. Numa dessas passa mais fácil.

      Iversonfr
      Veterano
      # 10/out/17 13:49
      · votar


      Fugitivo

      Bag é tranquilo entrar, nunca vi enroscarem. Hardcase acaba tendo que despachar em 90% dos casos, entre experiência própria e de amigos.

      NeoRamza
      Veterano
      # 11/out/17 18:52 · Editado por: NeoRamza
      · votar


      JJJ
      Ou comprar um assento pra ela... rs. (pior que já li isso em algum lugar - e acho que foi aqui mesmo).

      Quem faz isso é Bonamassa. Direto ele posta no instagram as guitarras dele na poltrona do avião. Eu também não despacharia uma guitarra de meio milhão de dólares.

      MMJr
      Veterano
      # 11/out/17 20:19
      · votar


      Dezembro de 2016 fui para o Brasil levando um Guild DV6 como bagagem despachada.
      Chegando em Sao Paulo, as minhas bagagens nao apareceram na esteira, Nao chegaram, nem as malas e nem o violao. Sai do aeroporto com um papelzinho dizendo que minha bagagem estava sendo rastreada e eles entrariam em contato...
      Quatro dias depois, recebi minhas malas e o violao na porta de casa. O hardcase do violao estava todo arranhado e manchado mas fez o seu papel, o violao estava intacto, perfeito. E 0 impostos.

      >>>...

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a esquemas para trzer guitarra dos estados unidos

      303.518 tópicos 7.854.209 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2017 Studio Sol Comunicação Digital