Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      Interface de audio sem entrad XLR

      Autor Mensagem
      lucassescato
      Veterano
      # 03/abr/17 18:50


      Galera, eu tenho uma interface de audio Roland Duo-Capture MK2, e uso ela pra gravar o violão plugado... Agora eu estou querendo microfonar meu violão e começar a gravar voz.. e surgiram duas duvidas:

      1. essa interface da roland só tem entrada P10, o microfone eu sei que a saída padrão é XLR, vai ficar muito ruim se eu usar um microfone razoável (por exemplo o behringer c1), plugado com um cabo XLR-p10? (essa eu procurei e nao achei resposta no forum)

      2. eu pretendo gravar voz e violão separadamente(uma coisa de cada vez), é realmente necessário eu comprar dois microfones, ou existe um que eu consigo usar pras duas coisas? (se quiserem pular essa pergunta, eu sei que deve ter resposta pra isso no forum, coloquei aqui pra aproveitar haha)

      Essa é a interface: https://www.roland.com/br/products/duo-capture_mk2/


      Desde Já agradeço galera.

      JJJ
      Veterano
      # 03/abr/17 21:21 · Editado por: JJJ
      · votar


      1 - Existem microfones com saída P10 direto. No caso, acho melhor que usar conversores.

      2 - Sim, se vai gravar em separado, pode-se usar o mesmo microfone para ambos. Particularmente, pra estilo voz e violão eu prefiro condensador (mas isso é opinião pessoal).

      O C1 é um microfone "barato", não vai ser nenhum "Neumann", mas dá pra usar, tranquilo. Eu tenho um e acho bem razoável, pelo que custa. Só que acho que não tem modelo dele com saída P10. Aliás, condensador com saída P10 me parece que não vai ter nenhum, por conta do Phantom Power. E sua interface nem deve ter... então, vai de dinâmico mesmo...

      Ismah
      Veterano
      # 03/abr/17 23:49
      · votar


      vai ficar muito ruim se eu usar um microfone razoável (por exemplo o behringer c1), plugado com um cabo XLR-p10?

      Ruim é questão relativa... O JJJ tem razão, mas se passou numa coisa: todo condensador precisa de phantom power, e todo mic precisa de pré-amp! Não vamos nem tocar no fato técnico das impedâncias.

      Assim, vai precisar ou de um mixer (melhor saída ao meu ver) com phantom power, e entrada XLR e jogar a saída L e R (ou canais individuais caso tenha como realizar insert em cada canal (send/return individual), mas isso te faz pular os controles da mesa. Ou ainda por modificações no mixer, mas aí já vira gambiarra, mesmo que bem feita...

      JJJ
      Veterano
      # 04/abr/17 09:11
      · votar


      Ismah

      Mas se ele for de dinâmico com "saída" P10, não precisa de nada disso. Liga direto na interface e pronto.

      Ismah
      Veterano
      # 04/abr/17 11:00
      · votar


      O pré-amp é bem vindo... Mesmo que o dinâmico possa ser usado sem. Mesmo que o pré atue apenas como buffer.

      francisco2004
      Veterano
      # 04/abr/17 14:12 · Editado por: francisco2004
      · votar


      Ismah
      É real que os cabos balanceados são necessários apenas para distâncias grandes, tipo algo da ordem de "metros" de cabo? Ou seja, um microfone dinâmico conectado por cabo não-balanceado de uns 50cm já ficaria (praticamente) livre de interferências?

      Nesse caso, é o que você disse mesmo, é só conseguir um mixerzinho com phantom power, caso for usar condensador, e conectar o mixer na interface Roland com um cabo não-balanceado (P10 mono). Tá certo isso?

      Ismah
      Veterano
      # 04/abr/17 16:15
      · votar


      francisco2004

      Posso ter um cabo de 400m e não ter ruído. E um de 40cm com ruído.
      Tudo depende do contexto. É apenas questão de prevenção, se puder usar balanceado use, mesmo em sinais fortes... A qualidade não tende a ser maior, mas tende a eliminar qualquer coisa que se vá captar pelo caminho.

      francisco2004
      Veterano
      # 05/abr/17 15:10
      · votar


      Ismah
      É que só recentemente descobri que as saídas do meu mixer mackie são híbridas, embora sejam no formato P10. Para fazer a saída funcionar como balanceada, basta fazer um cabo P10 stereo para XLR. Não sei se vale a pena essa onda, já que eu ligo o mixer na interface por cabos não-balanceados de uns 20cm.

      Wade
      Membro Novato
      # 05/abr/17 15:25
      · votar


      - Microfone condensador precisa de phantom power pra funcionar.
      - O phantom power é passado pra ele através do XLR.
      - O recomendado é que todo microfone, condensador ou dinâmico, passe por um pré-amplificador antes de ser gravado.

      Tendo isso em mente, você precisa de algo que tenha entrada XLR, que forneça phantom power por essa entrada e que tenha um pré incluso.

      Pode ser um mixer. Mas sinceramente, se for pra comprar um mixer só pra isso, é melhor comprar logo uma interface que tenha tudo (XLR, phantom e pré). Das mais baratas mesmo.

      Ismah
      Veterano
      # 05/abr/17 15:58
      · votar


      Wade

      XLR é só um conector, pode ser qualquer um de 3 vias.

      francisco2004

      Se está tendo problemas de ruído sim, mas caso contrário não. CREIO que também possa resolver gravar sinais com fase invertida e mesclar eles depois. Nada certo apenas uma ideia.

      acabaramosnicks
      Membro Novato
      # 05/abr/17 16:04
      · votar


      Manolo, to com uma Line6 POD Studio Ux2, pra quem não conhece tem um link no final do post.
      É como o Wade disse, é uma interface, tem XLR, tem phantom, e tem pré, tudo junto. E funciona MUITO bem. E nem paguei muito caro. Aposto que tem outras semelhantes com preços não exorbitantes.


      Link do produto:
      http://line6.com/pod-studio/ux2

      Wade
      Membro Novato
      # 05/abr/17 16:25
      · votar


      Ismah
      XLR é só um conector, pode ser qualquer um de 3 vias.

      E?

      makumbator
      Veterano
      # 05/abr/17 17:41 · Editado por: makumbator
      · votar


      Wade

      O que ele quer dizer é que a energia não precisa ser necessariamente enviada através de um cabo xlr (apesar de ser massivamente mais comum dessa forma).

      Outro dado é que há mic condensadores que não usam energia vinda pelo cabo (pois podem ser alimentados por baterias). Nesse caso eles podem ser usadados facilmente sem conexão xlr

      Wade
      Membro Novato
      # 05/abr/17 19:28
      · votar


      makumbator
      O que ele quer dizer é que a energia não precisa ser necessariamente enviada através de um cabo xlr (apesar de ser massivamente mais comum dessa forma).

      Sim, o meu "e?" é justamente em relação ao fato de que essa informação é irrelevante para o amigo autor do tópico, já que ele não vai mexer com circuitos, construir o próprio microfone/cabo, encomendar custom nem nada do tipo. O objetivo aqui é facilitar as coisas, não complicar. Por isso sintetizei em "O phantom power é passado pra ele através do XLR", já que a dualidade do tema seria xlr vs P10.

      O Ismah só tem essa mania chata pra caramba de gritar "olha, eu estou estudando eletrônica" em toda e qualquer oportunidade que ele tem. Faça ou não faça sentido.

      Outro dado é que há mic condensadores que não usam energia vinda pelo cabo (pois podem ser alimentados por baterias). Nesse caso eles podem ser usadados facilmente sem conexão xlr

      My bad. Tinha esquecido completamente dos que funcionam com bateria.
      Mas de qualquer forma, o cara mencionou que tem um C1, que é comum. Creio que trocar a interface ou adquirir um mixer vai ser muito mais jogo pra ele em relação a custo x benefício do que ir atrás de um microfone novo que funcione a bateria e ainda assim poder ficar em falta de um pré, etc, etc...

      Só tentei mostrar o caminho mais simples, prático e barato.

      makumbator
      Veterano
      # 05/abr/17 20:20
      · votar


      Wade
      Sim, o meu "e?" é justamente em relação ao fato de que essa informação é irrelevante para o amigo autor do tópico, já que ele não vai mexer com circuitos,

      Mas você sabe que o Ismah sempre vai por esse caminho (o que ás vezes pode ser visto como excesso de informação para quem pergunta, mas em outras pode ter uma utilidade informativa extra).

      lucassescato
      Veterano
      # 05/abr/17 20:21
      · votar


      Bom pessoal primeiramente obrigado pelas respostas. Resumidamente o que entendi e o que pretendo fazer:

      Eu poderia utilizar um microfone dinâmico plugado direto na interface, porém, não seria a forma ideal, porque a interface não tem pré amp. e perderia muita qualidade. Não existe a possibilidade de utilizar um condensador por conta do phantom power que é viabilizado pela entrada XLR. Então, vou vender essa interface que eu tenho e comprar uma semelhante a citada pelo acabaramosnicks, eu não tenho o C1, só usei como exemplo, mas em todo caso, vou comprar também um microfone condensador que eu vou poder utilizar pra gravar tanto a voz quanto o violão, levando em conta que o ambiente que eu gravo é praticamente livre de sons externos. certo?

      JJJ
      Veterano
      # 06/abr/17 08:46
      · votar


      Só uma coisinha que ficou aqui, uma pulga atrás da orelha...

      O fato da interface não ter entrada XLR significa que não tem pré???

      Sei não hein... mas acho que toda interface tem que ter algum tipo de pré amplificação, pra pegar o sinal pífio de microfone, converter pra digital e mandar pra saída... só acho, posso estar enganado...

      Agora, se é bom ou ruim, são outros quinhentos.

      francisco2004
      Veterano
      # 06/abr/17 12:27 · Editado por: francisco2004
      · votar


      lucassescato
      A versatilidade suprema seria ter apenas um bom conversor A/D, sem pré, apenas com entradas balanceadas (ou híbridas). Aí você poderia espetar nele mixers e prés variados. O problema é que não vemos um mercado desenvolvido de conversores A/D. Acho que as fabricantes preferem vender interfaces com pré embutido e aí já agregam valor ao produto (cobrando bem mais por isso).

      Eu tenho feito umas experiências com o meu mixer e a minha Fast Track Pro (velhinha, mas funciona). Ligando o mixer na conexão de "inserts" (uma espécie de loop de efeitos), consigo pular o pré da interface e usar apenas o conversor A/D. Na minha humilde e nada científica análise, o som fica um pouco melhor desta forma, pois o pré da interface adicionava mais ruído branco no mesmo nível de ganho que aplico no mixer. Imagine com bons prés...

      Em suma, o que eu quero dizer é que pré de interface regra geral te deixa meio engessado. Se você comprar um pré externo, vai ter que acabar passando pelo pré da interface do mesmo jeito, exceto se esta tiver entrada para inserts.

      mas em todo caso, vou comprar também um microfone condensador que eu vou poder utilizar pra gravar tanto a voz quanto o violão, levando em conta que o ambiente que eu gravo é praticamente livre de sons externos. certo?

      Sim, embora eventualmente a sua gravação irá captar uma buzina, a criançada brincando na rua, uma britadeira da repavimentação da rua a duas quadras da sua casa, mas certamente a voz e violão ficarão bem mais pronunciados. Eu não esquento a cabeça com isso. Prefiro a ambiência do condensador, com todos esses problemas, do que gravar violão elétrico e voz com microfone dinâmico, o que resolveria boa parte do problema dos ruídos externos, mas também fica pobre em termos de ambiência.

      Ismah
      Veterano
      # 06/abr/17 13:51
      · votar


      Wade

      Leia tudo e fará sentido no contexto. Mas...! Considerando que eu não conheço o autor, pressuponho total ignorância da parte DELE, e não sua.

      Como testemunhado pelo francisco2004, existem saídas híbridas, e estão cada vez mais comuns. Logo existem equipamentos onde não seja XLR o conector utilizado, mas operam com sinal balanceado...

      Não é nosso primeiro atrito por isso, se estou complementando, não é pra me sobrepor, mas para adicionar uma informação. Pena que me veja como adversário.

      JJJ

      Sim, tu estás com razão em parte. NORMALMENTE se espera que exista um "pré-amp" que atue como buffer antes do conversor AD.
      Ainda que exista um pré-amp com função apenas de aumentar o ganho, seja de valor fixo ou variável, o circuito de pré que se usa para sinal de linha, não é o mesmo e nem tem o mesmo ganho que para sinal de microfone. Aqui que mora o porém: sinais diferentes, circuitos diferentes, diferentes níveis de ganho...

      Um suposto pré que espere 100 mV (sendo modesto) de uma guitarra, deve ter um ganho na melhor hipótese de 10 dB. Já em nível de microfone, que espera sinal na ordem de 2 a 245 mV de um dinâmico e seus 10 mV de um condensador (que já tem pré acoplado), deve ficar nos 100~400dB. Por ser uma diferença muito grande, este geralmente é variável.

      Sinal de linha não há exatamente um consenso sobre o que é. Mas é quase sempre na ordem de 1W ou mais, sobre uma carga de 600r ~ 1M...

      Isso responde a pergunta anterior do francisco2004!!! 2mV é um nadinha, a relação s/n fica muitíssimo baixa, e é apenas por isso que se opera com sinal balanceado em microfones: qualquer ruído captado, se cancela no destino, por inversão de fase.

      Se quiser dar uma estudada, gostei bastante da leitura, e não vi erros a priori, apesar de não aprofundar tanto

      https://musicaeadoracao.com.br/25622/niveis-de-sinal-de-audio/

      Se quiser ir mais afundo...

      - http://www.attack.com.br/artigos_tecnicos/niveis_audio.pdf (LEIA A BIBLIOGRAFIA!)
      - https://somaovivo.org/forum/threads/mic-in-e-line-in-em-mesas-de-som-u ma-tremenda-confusao.851/

      Wade
      Membro Novato
      # 06/abr/17 14:07
      · votar


      JJJ
      Tenho aqui uma UCA222, que é uma interface bem simplezinha, com entradas e saídas RCA. Aparentemente, ela não tem pré. Não vou afirmar porque nunca abri ela e nem li o manual. Mas pelo que li em foruns sobre, ela é apenas o conversor, sem pré, sem phantom, sem nada.

      JJJ
      Veterano
      # 06/abr/17 15:14
      · votar


      Wade

      Então... é dúvida mesmo. Por isso que coloquei como "acho", porque o sinal de microfone talvez seja baixo demais pra sair direto pra algum conversor AD. Mas... sei lá, tem aqueles mics agora que saem direto pra USB... se tem algum tipo de "pré-amplificação embutida" deve ser bem simples...

      Wade
      Membro Novato
      # 06/abr/17 15:42
      · votar


      JJJ
      Acho difícil. Ela é mais voltada pra ser apenas o ultimo elo antes de entrar no computador, já que não tem sequer entrada P10. Usava ela na saída de um mixer que me fornecia o phantom e o pré.

      lucassescato
      Veterano
      # 06/abr/17 17:52
      · votar


      vocês realmente me motivaram a estudar. Vou tentar entender todos os termos utilizados nesse post pra depois pensar em comprar alguma coisa. hahaha continuarei acompanhando aqui..

      Ismah
      Veterano
      # 07/abr/17 18:43
      · votar


      JJJ

      Os mic's USB tem um pré, mas ele é possivelmente tão simples quanto o Neve 1073 (na versão sem trafos).
      O que ocorre é que o 1073 provavelmente usa uma PCB ou até PTP, e componentes PTH, que ocupam mais espaço que os SMD do mic...

      Quanto a essa miniaturização, acho que podes gostar desse vídeo
      https://www.youtube.com/watch?v=aihmaB2Xgxo

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Interface de audio sem entrad XLR

      303.024 tópicos 7.842.502 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2017 Studio Sol Comunicação Digital