Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      Pergunta técnica: na hipótese de dx, vst2 ou vst3, qual e por quê?

      Autor Mensagem
      JJJ
      Veterano
      # 13/fev/16 22:23 · Editado por: JJJ


      Instalo plugins que eventualmente me dão as 3 opções: direct x, vst2 e vst3 (além de aax, rtas e tal, mas esses aí meus programas não usam - anyway, se quiserem discorrer sobre esses também, pra ampliar o tópico, fiquem à vontade).

      Continuando...

      Eu instalo os 3 porque posso precisar de um tipo no audacity, outro no sound forge, outro no sonar, e por aí vai. Até aí, tudo certo.

      A questão surge quando posso escolher qualquer tipo pra usar (no Sonar, por exemplo, que aceita dx, vst2 e vst3). Nesse caso, existe alguma vantagem técnica em usar um tipo destes em vez do outro. Ou tanto faz?

      Podem opinar na base do "achismo" (vst3 é o padrão mais novo, então deve ser "melhor"... ok...), mas os argumentos técnicos que eu procuro são: velocidade de execução e gasto de recursos (processador/memória), ok?

      makumbator
      Veterano
      # 13/fev/16 22:49
      · votar


      JJJ

      Há diferença principalmente no que tange ao comportamente do plugin quando não há sinal passando por ele. No VST3 ele meio que se "congela" e gasta menos recursos do que o VST2 que fica sempre "atuando", mesmo sem receber sinal.

      Tem também certos recursos de sidechain só presentes no VST3

      Em geral eu sempre prefiro os VST3 em 64 bits.

      Mas observe que nem todas as DAWs são compatíveis com VST3. De cabeça eu lembro basicamente do Cubase, Nuendo, Wavelab e Studio One (todas as versões) e Sonar.

      JJJ
      Veterano
      # 13/fev/16 23:25 · Editado por: JJJ
      · votar


      makumbator

      Hummmmmmmmm.... isso é uma baita vantagem! (se funcionar sem problema... hehehe).

      Eu estou criando um "setup" categorizado pra meus plugins (tava ficando difícil achar um específico no meio de tantos). Uma lista por tipo: eq, amp simulation, reverber, delay, modulation, etc...

      Daí me deparei com 2 ou 3 "aparições" de alguns plugins (justamente por terem as versões em dx, vst2 e vst3 - e acho que ainda tem alguns com versão 32 bits...). A ideia seria deixar só o "melhor" na lista...

      Então, por enquanto e por aclamação de um voto, tá dando vst3... rs

      Valeu!

      Jabijirous
      Veterano
      # 14/fev/16 00:41
      · votar


      Em geral eu sempre prefiro os VST3 em 64 bits.

      Aqui tb! Instalo o vst2 caso tenho problemas com o vst 3. Mas o vst 3 é muito bom e raramente me dá problema.

      AAX e RTAS são do pro tools. O Amplitube 4 já não tem RTAS, só AAX.

      JJJ

      Isso é importantíssimo. Você compra um programa e aí descobre que sua DAW não é compatível (ou vice versa), dinheiro jogado fora. Um exemplo disso é o DirectX, é velho, ninguém aceita mais!

      Adler3x3
      Veterano
      # 14/fev/16 07:10 · Editado por: Adler3x3
      · votar


      JJJ
      VST3 64
      Como comentando anteriormente este é o melhor formato.

      VST2
      Já esta ultrapassado, mas o seu uso depende do que você tem.
      Ainda estamos numa fase de transição do VST2 para o VST3, como estamos também na transição de 32 para 64 bits.

      DXI
      Esta desaparecendo, das grandes marcas que me lembro que mas usavam este formato era a Cakewald e a Pgmusic entre outras menores.
      Até a versão 5 do Mixcraft dava para usar além do VST o Dxi também, mas a partir da versão 6 foi desabilitado, mas muito embora disponível eu raramente usava, principalmente na questão dos efeitos.
      E desde que uso o Mixcraft (atual 7) versão 2 até a 5 nunca usei nele qualquer coisa de DXI, os VSTs sempre se apresentavam melhores.
      Já na questão dos instrumentos que eu usava no Band in a Box , eu instalava o DXI, e parecia que tinha um melhor desempenho neste caso.
      Já os efeitos DXI não fazia tanto questão de instalar, mas as vezes instalava meio sem querer, mas quase nunca usei um efeito DXI.
      Mas o que tenho reparado é que o Band In a Box (nas últimas versões), que era fraco em VSTS esta ficando mais forte neste formato, e as ferramentas DXI nem tanto, mas o BIAB ainda ficando devendo na questão de efeitos e instrumentos.
      Assim seu uso depende do que você tem.
      No Sonar não sei dizer como esta a situação, mas o Sonar era no passado o que mais usava este formato, e usei por um bom tempo.
      Não sei se este formato vai sobreviver, só com um grande update, o que vai depender da Microsoft com relação ao DirectX, que sempre foi meio complicado, e sujeito a muitos bug, e a atenção sempre foi mais para os jogos do que para áudio.
      Mas já foi o tempo que eu instalava sem pestanejar os dois formatos VST e Dxi.

      VST3 - é a melhor opção.
      E só comprar novos instrumentos e efeitos neste formato.
      Para novas compras é bom evitar o VST2, a não ser que aquele plugin ou instrumento seja uma das suas paixões e só tenha neste formato, mas a tendência é o preço baixar pela obsolescência.

      DXI - somente se você tiver alguns projetos anteriores, que queira abrir e usar novamente.
      Talvez ainda vá usar alguma coisa como por exemplo no SoudForge.

      VST2 - ainda vamos usar um bom tempo, por conta das compras do passado, para aqueles que não foram feitos upgrades para VST2, mas também para projetos antigos tem que manter as versões anteriores.

      Para os outros formatos que são do PT, fica somente o alerta para outros membros iniciantes de que não é necessário instalar vários formatos, deve-se instalar somente o VST3, e desativar ou deixar de marcar os outros formatos, exceto se você tem também uma DAW que só aceite até o VST2, mas aí ocorre um desperdício de ocupação de espaço de disco, mais cedo ou mais tarde vai ter que optar pela DAW mais atual.
      E toda fase de transição é meio chata e complicada, mas queira ou não queira tem que se andar para a frente, e os softwares que gostamos muitos vão ficando obsoletos, e no futuro só vamos reutilizar no caso de uma nostalgia muito forte e assim mesmo usando simuladores de máquinas virtuais.
      Eu uso muitas ferramentas midi, programas antigos e até modernos, e depois que instalei alguns drives virtuais de midi, muitos destes programas e até os mais recentes/modernos pararam de funcionar, acredito por problemas no Direct X, como no momento não tem como formatar o meu computaror, estou privado do uso destes bons softwares, que uso em outro auxiliar um notebook, mas já complica o trabalho.

      Agora já que você esta reorganizando tudo, seria também o momento ideal de irmos mais a fundo neste aspecto, como racionalizar melhor o processo de instalação de VSTs, pois cada fabricante tem um padrão de instalação, e espalha pelo seu computador em diferentes locais do windows (irracional) e em pastas escondidas, e quando desinstalamos algo, sempre fica um lixo ocupando espaço, ou quando queremos encontrar algo, fica difícil.
      Por exemplo:
      Tem coisa de VSTs, na pasta de meus documentos, tem coisa em comomfiles(não é bem assim que escreve), arquivos de programas (separado por 32 e 64) e muitas outras pastas, fica um verdadeiro inferno as vezes tentar localizar algo, só um fabricantes pode espalhar por várias pastas em lugares nem tanto previsíveis.

      Adler3x3
      Veterano
      # 14/fev/16 07:48 · Editado por: Adler3x3
      · votar


      post duplo indevido.

      JJJ
      Veterano
      # 14/fev/16 10:22
      · votar


      Adler3x3

      Esse assunto das pastas é dureza mesmo. Mas quando instalo um plugin, eu já resolvo isso. Muitas vezes, eu mudo a pasta default para algo mais razoável. No fim, eu acabo com "apenas" umas quatro pastas.

      Outra possibilidade de arrumação é simplesmente eliminar alguns plugins que são "piores" que outros também instalados. Eu estou com tanto compressor e equalizador, por exemplo, que já tá ficando difícil escolher (mesmo usando só coisa legal)... Eu quero facilidade na minha vida.

      Jabijirous

      O dx é velho, mas eu ainda tenho uns dois ou três abandonware* aqui que, pelo menos por enquanto, tá difícil de substituir... Além disso, o Sound Forge e o Sonar convivem numa boa com o dx.

      * eu só tenho usado software legal; e abandonware é um território nebuloso, eu entendo. Não vou entrar nesse assunto aqui (se quiserem criar um tópico, fiquem à vontade).

      Jabijirous
      Veterano
      # 15/fev/16 11:45
      · votar


      JJJ

      * eu só tenho usado software legal; e abandonware é um território nebuloso, eu entendo. Não vou entrar nesse assunto aqui (se quiserem criar um tópico, fiquem à vontade).


      Quando eu passei do sistema 32 bits para o 64 bits, tive que abrir mão de muita coisa. Descobri o Jbridge, mas não deu certo. Tive que começar do "zero", foi aí que eu comecei a largar a pirataria e comprar os produtos originais. Era troca 6 por meia dúzia. Mas dá pena de largar certos plug ins velhos como esse aqui

      http://www.dspfx.com/VirtualPack/html/bigAural.html

      JJJ
      Veterano
      # 15/fev/16 14:20 · Editado por: JJJ
      · votar


      Jabijirous

      Certamente! Usei por anos e anos! Mas agora já tenho substitutos. Especificamente para o Aural Activator, se não me engano tem o Clarisonix (ou algum outro com nome semelhante, não estou com eles aqui) da Plug&Mix que eu acho que dá um efeito semelhante.

      Um que é dureza de achar equivalente é um da Steinberg que "copiava" a equalização de uma música (ou parte dela) para aplicar em outra. Esqueci o nome (ô cabeça véia!...rs). Os caras abandonaram o negócio e era super simples e eficiente. Se lembrar o nome eu escrevo depois.

      Adler3x3
      Veterano
      # 15/fev/16 19:58
      · votar


      Jabijirous
      Uso o Mixcraft 7 Pro Studio como principal DAW, que é a primeira versão em 64 bits, e levei sorte, os desenvolvedores pensaram bem, pois já vem com uma ponte interna (inaparente) que roda qualquer plugin de 32 em 64 bits, e não se nota nada, ficou até mais estável, e não precisei instalar a versão da DAW em 32.

      Jabijirous
      Veterano
      # 15/fev/16 20:14
      · votar


      Adler3x3

      Dizem que o cubase tem, mas não funcionou comigo!

      JJJ
      Veterano
      # 15/fev/16 21:59
      · votar


      Adler3x3
      Jabijirous

      O Sonar também está fazendo a ponte de forma transparente.

      makumbator
      Veterano
      # 15/fev/16 22:14
      · votar


      Jabijirous

      Todos os que eu uso em 32 bits funcionam bem com a Steinberg bridge (que também é "under the hood", sem que o usuário perceba). Mas na verdade tenho poucos em 32 bits. Mas em compensação tem um velhão, que é um synth da época do Cubase 5 que copiei a dll e roda normal em 64 bits.

      O lance é que tem uns instrumentos ou efeitos que nem com a Jbridge funcionam. Aí é abandonar mesmo.

      JJJ
      Veterano
      # 16/fev/16 08:36
      · votar


      makumbator
      O lance é que tem uns instrumentos ou efeitos que nem com a Jbridge funcionam. Aí é abandonar mesmo.

      Fato. Infelizmente.

      Jabijirous
      Veterano
      # 16/fev/16 11:24 · Editado por: Jabijirous
      · votar


      makumbator
      Então deve funcionar com produtos do próprio cubase.

      Os Kompakt's da vida, o Wordbuilder do Symphonic Choirs não são reconhecidos. E mais um bando de plug in dá época da faculdade pra música eletroacústica.

      makumbator
      Veterano
      # 16/fev/16 13:52
      · votar


      Jabijirous

      Então deve funcionar com produtos do próprio cubase.

      Funciona com muitos outros também (uso com o Miroslav da Ik Multimedia e mais uns 2 ou 3 plugins que não são da Steinberg).

      O lance é que você deu azar de querer que funcionassem justamente itens problemáticos até para a Jbridge. Inclusive, quando não funciona com a Jbridge é porque o lance é meio impossível de rodar mesmo com a spontes internas das DAWs e é caso de se abandonar mesmo...infelizmente.

      O Worldbuilder nunca usei mas conheço a fama de incompatibilidade que ele tem atualmente (por ser muito antigo).

      Know How
      Membro Novato
      # 20/out/17 09:48
      · votar


      Uma das vantagens do VST3 é que o mesmo tem Mono/Stereo dectetion, ele detecta automaticamente se a Pista está em Mono ou Stereo, o que por si só já e excepcional para eficiencia durante a mix e para organizar a biblioteca de efeitos que fica mais curta e objectiva.

      Beto Guitar Player
      Veterano
      # 22/out/17 09:37
      · votar


      Puts, tópico de utilidade pública.
      Estou comentando aqui só pra acompanhar o tópico mesmo.

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Pergunta técnica: na hipótese de dx, vst2 ou vst3, qual e por quê?

      303.739 tópicos 7.860.035 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2017 Studio Sol Comunicação Digital