Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      Lançamento Bias FX

      Autor Mensagem
      R. Carvalho
      Membro Novato
      # jul/15
      · votar


      SkyHawk
      Eu to com o Bias com alguns pacotes de expansão comprados e o JamUp Pro também. Agora vem a pergunta... com o JamUp é possível usar QUALQUER amp criado no Bias? Ou só os amps compatíveis com os modelos comprados no JamUp?

      E outra, além da mudança estética, qual a vantagem do Bias FX em relação ao JamUp Pro? Quando o Bias FX saiu, me pareceu que seria um app que estava vindo para enterrar até o próprio JamUp.

      Abçs!

      marcelosz
      Membro Novato
      # jul/15
      · votar


      SkyHawk
      Estou frustrado, baixei os dois de graça e não consegui rodar.... Sacanagem....rssssss

      Qual DAW você está usando ?

      Pô... uma pena hein!!!
      Estou usando o Logic Pro X (Mac).

      marcelosz
      Membro Novato
      # jul/15
      · votar


      R. Carvalho
      Eu tenho a sensação também que eles vão matar o JamUp. Deviam dar pelo menos um desconto pra quem quer migrar pro Bias FX.

      Pelo menos no Bias Amp, você só consegue usar amps criados por outras pessoas se você tiver o pacote que envolve a "categoria" de amp que você está querendo usar/baixar de outros.

      nofear
      Veterano
      # jul/15
      · votar


      Galera, fiquei feliz em encontrar este tópico pois estou numa dúvida danada!

      Estou voltando a montar banda depois de anos e moro em apartamento. Não quero comprar um amplificador de guitarra pois se a banda não rolar fico com o amp inutilizado em casa. Por isso, pensei em montar um sistema todo digital para os ensaios. A ideia é montar um sistema e ligar direto no PA da sala de ensaio ou comprar uma caixa ativa exclusiva para mim.
      Estive olhando os App para Ipad e fiquei maravilhado mas ao mesmo tempo me surgiram varias dúvidas:
      1- Alguém já usou estes apps ao vivo para ensaio ou shows?
      2- Alguém já fez testes comparativos entre interfaces externas para processar o audio e aquelas interfaces com p2 ligado no Ipad? Ví um vídeo comparativo entre Irig e Irig HD e o segundo tinha mais clareza e menos ruído. Procede?
      3- Alguém aqui já usou o BlueBoard com Ipad2? Ouvi histórias de que ele só funciona com a terceira geração de Ipads.
      4- Depois de muito pesquisar e surgir todas essas dúvidas andei vendo a respeito da Line 6 FX100. Curti a ideia por ser um sistema fechado e "perfeito" que oferece a melhor qualidade possível de processamento dentro da pedaleira. Alguém já testou, comparou ou chutaria dar um pitaco a respeito dessa pedaleira?
      5- Alguma experiencia e recomendação de caixa ativa para ligar o sistema?

      marcelosz
      Membro Novato
      # jul/15
      · votar


      nofear
      Posso responder algumas de suas dúvidas:
      - Sim, interfaces iRig HD e iRig PRO são muito superiores a iRig com cabo P2 e similares.
      - O maior problema de usar ao vivo, ao meu ver, é a questão da bateria. Se vc usa uma iRig HD por exemplo, vai carregar o iPad como? Se for esse o caminho que vc escoher, sugiro dar uma olhada numa interface chamada Focusrite iTrack Dock (coisa linda de Deus, com qualidade Focusrite....)

      nofear
      Veterano
      # jul/15
      · votar


      marcelosz

      O maior problema que encontrei foi achar alguma interface com saída line out. Não sei se a saída para fones serve como line out por causa da impedância e tal.

      EduJazz
      Veterano
      # jul/15
      · votar


      nofear

      Algumas interfaces "comuns" podem funcionar no iPad, via cabo de câmera da apple. A minha (Tascam) funciona, embora nunca tenha tentado (não tenho o tal cabo).

      Isso resolveria o problema de casamento de impedâncias, até porque ela tem saídas line out (stereo) balanceadas, além da saída de fone.

      De toda forma, acho que usar a saída de fone como line out também deve funcionar.

      davissilva
      Membro Novato
      # jul/15
      · votar


      Pessoal, eu tenho o BIAS antigo no iPad e usava ele juntamente com o Jamup, mas parei de usa-lo devido a minha antiga guitarra ter um jogo de captadores muito meia boca, fazendo com que ficasse praticamente impossível eu obter um som equilibrado (quando eu conseguia ajustar tudo, os graves embolavam loucamente), fazendo com que eu voltasse a usar o meu bom e velho Amplitube no notebook.

      Agora que estou prestes a pegar a minha guitarra nova com o pessoal da Dunamiz e com os captadores matadores do Edu Fullertone, eu queria testar novamente o BIAS, mas dessa vez no notebook, junto com um DAW melhor do que o que eu tenho no iPad.

      Por isso tenho algumas dúvidas e queria umas dicas:

      1) A diferença de qualidade entre aquele primeiro BIAS do iPad para o BIAS FX faz valer a pena gastar novamente a grana com ele?

      2) Qual DAW vocês recomendariam para utilizar o BIAS FX, já que ele ainda não tem uma versão stand alone?

      3) Que software de efeitos vocês recomendam para casar com os timbres do BIAS FX, já que ele se limita a modelar apenas os amplificadores?

      4) O BIAS FX possui um simulador de falantes ou eu preciso de outro software para isso? Caso eu precise, qual vocês recomendam?

      marcelosz
      Membro Novato
      # jul/15
      · votar


      davissilva
      Acho que houve uma confusão aí. O BIAS FX é um simulador completo. Pedais + Amps/Cabs. Para modelagem de amps é que existe o BIAS Amp. A vantagem é poder usar os amps modelados no Bias Amp dentro do Bias FX. Ou seja, uma complementa o outro.
      Acho que o JamUp pode ser descontinuado mais pra frente... ACHO

      davissilva
      Membro Novato
      # jul/15 · Editado por: davissilva
      · votar


      Acho que houve uma confusão aí. O BIAS FX é um simulador completo. Pedais + Amps/Cabs. Para modelagem de amps é que existe o BIAS Amp. A vantagem é poder usar os amps modelados no Bias Amp dentro do Bias FX. Ou seja, uma complementa o outro.

      Ahhh entendi marcelosz!!! Então em termos de modelagem de amp o BIAS FX não faz tudo que o BIAS AMP Desktop Professional faz, certo?

      Se for isso, eu teria que comprar os dois, o AMP Desktop Professional e o FX, para ter todos os recursos então...

      Algum deles conta com simulação de falante?

      marcelosz
      Membro Novato
      # jul/15
      · votar


      Então em termos de modelagem de amp o BIAS FX não faz tudo que o BIAS AMP Desktop Professional faz, certo?
      Exato. Inclusive o Bias Amp Desktop Pro tem aquele lance de Tone Match, que você consegue modelar um amp pegando um trecho de áudio de outro amp real.

      Algum deles conta com simulação de falante?
      Ambos. Só que eu acho que nesse ponto eles ainda tem a melhorar . Não são muitas opções de cabinets, nem muito menos de microfone. Nos fóruns o pessoal inclusive solicita melhoria dessas features.

      davissilva
      Membro Novato
      # jul/15
      · votar


      marcelosz

      Entendi, então ainda continua como no BIAS antigo do iPad. Aí nesse caso ainda vale a pena utilizar um simulador de cabs e mics dedicado... Você recomenda algum em particular?

      SkyHawk
      Membro
      # jul/15 · Editado por: SkyHawk
      · votar


      Vixi ..... Pergunta que não acaba mais ..... Kkkkkkkk

      Vou tentar responder com calma, se esquecer de alguma me perguntem novamente:

      1. Sim, eu uso o iPad com Bias Amp, Bias Fx e JamUp em ensaios e ao vivo, uso um iPad2 e a bateria dura mais que o suficiente;
      2. Outros aplicativos tmb são muito bons principalmente os de última geração como o ToneStack e o Amplitube 4.0 para IOS;
      3. As intefaces digitais que usam a porta 30 pinos ou lightning do iPad estão em outro universo se comparadas com as antigas que usam a entrada P2 (essas intefaces P2 já eram, coisa do passado e sem qualidade foge disso);
      4. A saída eu uso pela P2 mesmo, conecto um cabo P2/P10 (ou monta um ou compra em qualquer loja de eletrônica) e ligo direto no amp;
      5. O importante é usar um aplicativo onde vc possa desativar a simulação de gabinetes se precisar. Isso pois se vc ligar direto em um amp que já tem um falante a simulação de falante do aplicativo tem que ser desativada ou vai embolar o timbre;
      6. O Bias FX tem 4 modos de ligação (já configurado de maneira fácil), direct, loop, power amp e amp. Em cada modo ele liga ou desliga cada componente da simulação facilitando muito as coisas;
      7. O JamUp deve ser descontinuado sim, eles ainda são diferentes mas é questão de tempo;
      8. Sim, vc pode usar qualquer amp criado no Bias Amp tanto no JamUp quanto no Bias FX, a idéia é pegar um amp no Bias e adicionar efeitos nos outros dois;
      9. Não deixem de checar o ToneStack também tão excelente quanto.
      10. Nunca usei a Blueboard, acho que é caro e ainda não chegou em um nível de palco ou ensaio, o mercado tá devendo um foot decente, já tá mais que na hora tendo em vista a qualidade que os softwares alcançaram;

      SkyHawk
      Membro
      # jul/15 · Editado por: SkyHawk
      · votar


      Para obter um bom timbre ao vivo é importante entender a lógica da simulação. O simulador ligado direto em linha, tem que simular o amp todo, o gabinete e a microfonação. Só no amp tem o pré-amp, o tone stack e power amp.

      Quando vc liga em linha deixa tudo ativado. Conforme vai ligando em coisas físicas tem que ir desligando essas etapas. Exemplo, em amps que tem loop dá para ligar no retorno do loop, usando só o power amp físico, nesse caso basta desligar a simulação de gabinete.

      Se ligar na cara do amp, vai ter que desligar além dos gabinetes o tonestack da simulação, ou até mesmo a simulação de power amp pois vai usar o do próprio amp, se seu software não tiver isso, ao menos vai ter que usar tudo flat. Seu timbre nesse caso fica basicamente com os efeitos e o timbre signature do pré-amp do amp que estiver simulando.

      Tem que testar, desligar os gabinetes é o básico, desligar os outros componentes é caso a caso, tem que timbrar em cada tipo de ligação. Mesmo assim eu prefiro levar meu ipad para uma gig onde não sei o que vou encontrar do que qualquer set de pedais. Na pior dos casos desligo tudo do amp e fico só com os efeitos, isso quando dou a sorte de dar de cara com um Soldano da vida !!!! Rsssssss

      davissilva
      Membro Novato
      # jul/15 · Editado por: davissilva
      · votar


      SkyHawk

      Eu pretendo usar o BIAS em casa, para estudo e gravações despretensiosas, utilizando apenas a minha interface usb (uma antiga m-audio fast track pro) ligada no notebook, associada a dois monitores ativos KRK Rokit de 8", conectados através das saídas balanceadas em modo stereo.

      No meu caso eu teria que ligar então tudo no modo Direct, certo?

      Você se contentou com a simulação de speakers do BIAS?

      SkyHawk
      Membro
      # jul/15 · Editado por: SkyHawk
      · votar


      davissilva
      Exatamente isso, deixa tudo ligado (ligação no modo Direct).

      A simulação de gabinete é bastante boa e fica perfeita quando vc baixa da internet (dentro do próprio app) um amplificador que foi modelado por alguém usando o amp match, tem aos montes e são grátis, é só baixar e usar.

      Esse negócio de baixar amps montados por usuários no Bias Amp e setups completos no Bias FX é um grande diferencial e deixa as escolhas infinitas.

      Apesar do Amp Match ser um recurso da versão pro somente para descktop (achei bem cara), é grátis baixar amps modelados assim por outros usuários e usar a vontade. Como a modelagem do Amp Match funciona captando o timbre do amp com gabinete (microfona e a Amp Match "escuta" e cria um modelo idêntico) o resultado final fica excelente.

      davissilva
      Membro Novato
      # jul/15
      · votar


      Valeu SkyHawk!!!
      Vou baixar as demos aqui e testar desse modo então. Se eu curtir, ficarei alguns dólares mais pobre, kkkk...

      AlefxD
      Veterano
      # jul/15
      · votar


      eu fiz um teste com a demo !

      nofear
      Veterano
      # jul/15
      · votar


      Eu estava atras de uma caixa ativa para usar com pedaleira ou Ipad mas está dificil. As nacionais, em todos os foruns que leio a respeito, são consideradas ruins pela maioria. As importadas tipo Mackie RCF e etc. Estive pensando se uma boa opção não seria um ampli Peavey ou Roland de teclado. Acredito que eles tenham uma resposta mais flat e talvez fique bom! O que acham?

      davissilva
      Membro Novato
      # jul/15
      · votar


      Dei uma testada aqui no Bias AMP e no FX... Realmente eles são muito legais, mas muitos sons matched ficam indisponíveis para download para que usa a demo... Ou seja, só pagando pra saber mesmo (o modo preview dá pra ter uma idéia, mas as possibilidades ficam um pouco engessadas com ele).

      Agora, uma dúvida... Pelo que deu pra ver na tone cloud, o enfoque dos usuários do Bias parece ser mais pro lance HiGain... O que vocês acham da variedade de matched amps para se usar em som com ganho mais comportado ou bem baixo? Vale a pena?

      davissilva
      Membro Novato
      # jul/15
      · votar


      nofear

      Eu peguei um conjunto de monitores Krk de um vendedor no ML há uns 4 anos... Achei que valeu mais a pena do que comprar um ampli de teclado, pela portabilidade e tudo mais... Mas hoje com a alta do dólar realmente eu não sei qual seria a melhor opção...

      SkyHawk
      Membro
      # jul/15
      · votar


      davissilva
      Tem bons amps clean disponíveis com amp match, mas sim a turma curte um high gain. Fender tweed com amp match tem vários, mas na praia do clean as simulações sem amp match vão muito bem, pega mais na dinâmica dos high gain e aí sim o amp match é imbatível.

      nofear
      Veterano
      # jul/15
      · votar


      Comprei um Ipad e uma interface Fender Slide Interface. Essa semana chega tudo. E conto a experiencia!

      SkyHawk
      Membro
      # jul/15
      · votar


      AlefxD
      Excelentes timbres !!! Esse é para quem ainda acha que simulação não tem dinâmica....rssssssss.

      Iversonfr
      Veterano
      # 22/ago/15 00:38
      · votar


      Alguém aí ja comprou o iRig 2? Fiquei impressionado com os sons que vi do Bias e to cogitando comprar esse iRig 2 pra usar em casa, nos ensaios e quem sabe ao vivo dependendo de como for. Será que já é viável fazer isso ou ainda não? Li que o iRig 1 tem problema de ruído, queria saber se é realmente grave ou se é preciosismo, e se resolveram isso no irig 2.

      marcelosz
      Membro Novato
      # 22/ago/15 01:32
      · votar


      Iversonfr
      Minha sincera opinião: essas interfaces "analógicas" não valem a pena. Procure algo como iRig HD, iRig PRO , Apogee JAM, etc... que são plugadas através do plug Lightning ou similares.
      iRig tem ruído pra cacete, já tive uma. Não acredito muito que a versão 2 tenha melhorado isso, o problema é na concepção do produto, não na versão....

      Iversonfr
      Veterano
      # 22/ago/15 12:23
      · votar


      marcelosz

      Pelo que vi essas que usam a porta Lightning não carregam o tablet, aí inviabiliza usar para tocar por algumas horas imagino eu. Tem alguma que carrega?

      marcelosz
      Membro Novato
      # 22/ago/15 13:29
      · votar


      Iversonfr
      Sim, isso é verdade. Não tem como carregar, tem esse inconveniente.
      Existe uma da Focusrite chamada iTrack Dock. Mas daí é oooooooutro nível (bem mais caro).

      Iversonfr
      Veterano
      # 22/ago/15 14:20
      · votar


      marcelosz

      Mandei um email pra Positive Grid e falaram que a maior prioridade atual da empresa é fazer o Desktop compatível com midi. Aí vai dar pra botar uma controladora no chão pra tocar ao vivo. Falaram que sai dentro de alguns meses. Acho que vou esperar, qquer coisa coloco minha 2626 no rack e levo ela tb kkkk.

      marcelosz
      Membro Novato
      # 31/ago/15 17:32
      · votar


      Iversonfr
      Dá uma sacada nisso aqui!!!


      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Lançamento Bias FX

      302.839 tópicos 7.838.260 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2017 Studio Sol Comunicação Digital