Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      Bom pré-amp pra gravação com VST. Mas o que o torna bom?

      Autor Mensagem
      trashit hc
      Veterano
      # ago/10 · Editado por: trashit hc
      · votar


      T-Rodman

      o esquema de se usar o plugin de gain com limiter serve tanto para guitarra quanto para vocal. Tudo em casa ficava baixo. Só depois que comecei usar esse artifício que melhorou tudo. Vou tentar tirar umas screens - melhor, vou tentar mixar novamente a "sera" que eu gravei no tributo do Renato Russo, que foi uma das primeiras, e que todo mundo reclamou que tava baixo o volume, só mixando, com as mesmas fontes.
      eu tô com uns esquemas da waves aqui.
      vou usar C1 compressor no vocal.


      velho, de uma olhada nesse tópico>> http://forum.cifraclub.com.br/forum/16/234578/
      tá fechado, mais tem coisa boa ai!!! hehe
      se interessar a vc, me mande uma mensagem privada.

      abç.

      T-Rodman
      Veterano
      # ago/10 · Editado por: T-Rodman
      · votar


      Valeu. eu lembro desse tópico ai.
      No entanto, até o momento, estou mixando usando só os instrumentos do Logic Studio. Como ele se diz ser um pacote completo, pouco a pouco estou explorando tudo que ele oferece.
      Seu eu tirar screen de uma faixa antiga que eu mixei e de uma remixagem posterior, você vai notar que os plugins fazem toda diferença. eu simplesmente não usava quase nada, nem compressor.
      Acho que foi vendo aquele vídeo do Bonadio sobre iniciação à produção musical que eu comecei a entender o uso dos efeitos, rs. Ele só mencionava compressão de 5:1 nos instrumentos, mas tentando configurar isso na parte de efeitos da mesa, que eu vi que tinha um monte de efeito, e comecei a testar um a um. Foi usando e configurando alguns deles que eu achei minha receita de bolo que estou usando atualmente.
      http://forum.cifraclub.com.br/forum/3/237537/

      amplexos

      T.

      trashit hc
      Veterano
      # ago/10
      · votar


      T-Rodman

      eu vi esses videos do Bonadio!!

      mais o que ele atocha de compressor... não tá no gibi. hehehe

      eu também tenho medo de usar alguns efeitos, e estragar tudo!! hehe
      mais eu tenho uma base muito bacana para uma podução completa, com os plugins da waves. hehe santo torrent!!!

      abç.

      MauricioBahia
      Moderador
      # ago/10 · Editado por: MauricioBahia
      · votar


      shoyoninja:

      Fala!
      Prés tem sempre dois aspectos, seja pra guitarra, seja para qualquer coisa.

      O primeiro é a função básica de um pré: ser um estágio de ganho com impedância alta o suficiente para que não ocorram distorções no sinal que você quer utilizar. As fast tracks tem impedância de 220K na entrada de instrumentos. É alto, mas não é tão alto quanto a maior parte dos prés utilizados em guitarras. Utilizar um pré com impedância maior TALVEZ traga algum benefício dependendo da guitarra e dos captadores.

      Ainda aqui existem um monte de outros aspectos técnicos que podem ser mensurados. Mas qualquer pré bem construído que utilize amplificadores operacionais vai apresentar níveis de distorção muito baixos. Na verdade tão baixos que é difícil até de apurar. Ouvir, nem a pau.

      Nesse aspecto eu acho uma bobagem fazer um investimento para tentar alguma mudança mais radical na qualidade do timbre e da gravação. A úncia coisa onde a Fast Track poderia melhorar um pouco é a impedância, ainda assim, não acho que é algo tão terrível a ponto de comprometer uma gravação caseira.

      O segundo aspecto é o de distorcer o sinal propositadamente. Seja com válvula, eq, compressão ou o que for. Nesse ponto ele atua como um efeito na cadeia de sinal. Não há como medir qualidade disso. Mais importante: você pode acrescentar efeitos similares utilizando plugins. Isso já é questão de gosto, e aqui o primeiro aspecto é deixado de lado pois se há qualquer alteração no timbre, há distorção, não importa se é desejável ou não.

      Para uso com simuladores de amps e efeitos a Fast Track é mais do que suficiente. Os simuladores ainda tem que evoluir muito para que a impedância relativamente baixa seja o ponto fraco do sistema. Isso não impede o uso de um outro pré para colorir o sinal de acordo com seu gosto.

      Abraços!


      Bacana!!! Essa impedância de 220K já não configura um interface de alta impedância. "HiZ" o nome né? Saberia me dizer um valor mínimo e um máximo aceitáveis?

      E sobre prés valvulados? Além de colorir o som, traz algum benefício num Amplitube da vida?

      Abs e obrigado!!!!

      THRASH3R
      Veterano
      # ago/10
      · votar


      Bacana!!! Essa impedância de 220K já não configura um interface de alta impedância. "HiZ" o nome né? Saberia me dizer um valor mínimo e um máximo aceitáveis?

      Pelo que entendi em poucas pesquisas sobre o assunto, o nivel de impedancia de entrada "ideal" seria a partir de 1 Meg Ohm.

      Assim como nos pedais, que tambem precisam de alta impedancia pra nao alterar o timbre na cadeia até o ampli, o pré ou a interface, necessita de uma impedancia alta pra conseguir deixar o som o mais proximo do real quando chegar dentro do seu PC.

      Caso alguem nao concorde, ou ache que falei bobeira, por favor, vamos acrescentar mais nessa discussão.

      MauricioBahia
      Moderador
      # ago/10 · Editado por: MauricioBahia
      · votar


      THRASH3R: Pelo que entendi em poucas pesquisas sobre o assunto, o nivel de impedancia de entrada "ideal" seria a partir de 1 Meg Ohm.

      Eu li no manual do Vintage Amp Room:

      É muito importante ter uma caixa de linha (DI) ou de um pré amplificador com uma entrada que é projetada para guitarra (ou baixo) antes do sinal de sua guitarra entrar em seu computador.
      More tecnicamente falando: o sinal da sua guitarra deve ir diretamente a uma entrada de alta impedância (1 megohm). Entradas de linha de mixers ou placas de som são, normalmente, entradas de impedância baixa (em torno de 10 kilohms), que na maioria dos casos, remove altas freqüências de sua guitarra, que por sua vez, faz seu som de guitarra opaco e sem vida.
      Todos os amplificadores real que temos simulados possuem impedância de 1 megohm e entrada, e para o plugin recriar o som corretamente, a entrada de guitarra para o seu sistema deve ter uma impedância de entrada de 1 megohm!

      Dica: Se você não tiver uma caixa de linha ou pré-amplificador, você pode sempre verificar o seus pedais. Se o pedal não é true bypass "true", as chances são de que ele vai funcionar como um pré-amplificador de alta impedância quando em bypass.

      Se você quiser verificar a impedância no manual do seu pre-amplificador, vá para "specificações técnicas" e procur e por "Impedância de entrada ". A fim de obter a mais exata representação do som de guitarra e simulação de amplificador, impedância de entrada deve ser de 1 megohm (1 M) (temos repetido isso o bastanete agora?). Um valor que varia entre 500 e kilohms e 4 megohms também está OK.


      makumbator
      Veterano
      # ago/10
      · votar


      MauricioBahia

      Tem alguns produtos que já contam com entrada hi-z. Eu uso um antigo(mas muito funcional) gravador digital multipista da Boss(BR-532) que tem essa entrada Hi-z. Nesse caso ela dispensa o uso de DI ou pedal com buffer em bypass, pois foi projetada para ser ligada diretamente ao instrumento.

      Eu acho que toda interface voltada para guitarra e baixo deveria vir com uma assim. Na verdade nem tanto para baixos, em que é mais comum ter modelos ativos do que as guitarras(uma vez que os ativos tem impedância baixa).

      ogner
      Veterano
      # ago/10 · Editado por: ogner
      · votar


      Fast Track Pro tem entrada de instrumentos de 220k

      Edit: Input Impedance = 220k

      T-Rodman
      Veterano
      # ago/10
      · votar


      ogner
      dá um help aqui, a Firestudio Project teria quantos?
      http://www.presonus.com/products/Detail.aspx?ProductId=43
      Tá em ohms!
      Input Impedance (Balanced) 1600

      valeu

      ogner
      Veterano
      # ago/10 · Editado por: ogner
      · votar


      T-Rodman

      1600 ohms = 1,6K

      A fast track pro tem um pad que nuda de Instrumento pra Mic, no Mic a Impedancia é menor doq a Inst, fica em 2,7K contra os 220k para inst.

      MauricioBahia
      Moderador
      # ago/10 · Editado por: MauricioBahia
      · votar


      ogner: Fast Track Pro tem entrada de instrumentos de 220k

      Igual a Fastrack então, como o mestre Shoyoninja disse!

      Aliás, vale a pena ler o post dele.

      Abs

      T-Rodman
      Veterano
      # ago/10
      · votar


      ogner Mesmo assim, então parece baixo os inputs da Presonus:
      Microphone Preamp
      Input Impedance (Balanced) 1,6K
      Line Inputs
      Input Impedance (Balanced) 10 K

      aliás, huh, acho que tô fazendo caca em casa já, usando as entradas frontais da placa com os instrumentos. Estou praticamente gravando tudo com 1.6K, onde eu tenho 10K na parte traseira, ou também, se eu configurasse as entradas frontais, teria também, aff.

      É bom de vez em quando ler o manual, rs.

      amplexos

      T.

      makumbator
      Veterano
      # ago/10
      · votar


      ogner

      Pois é, o BR-532 tem entrade de 1 M

      Algumas interfaces tem entrada hi-z de 470K

      Inclusive tem gente que chama a hi-z de 1M de super hi-z e as de 220k de lo hi-z.

      T-Rodman
      Veterano
      # ago/10 · Editado por: T-Rodman
      · votar


      Assim makumbator?
      Hi-Z, 1/4" 1 Meg Ohms

      Tá bom, não tô tão mal assim, com o TubeBlue
      http://www.presonus.com/products/Detail.aspx?ProductId=11

      Por R$ 500, tá bom, não tá?

      Aliás, o tube blue tem o defeito de compartilhar a valvula em 2 canais. Se o negócio é aproveitar tudo, tem a versão de 1 canal só:
      http://www.presonus.com/products/Detail.aspx?ProductId=16

      makumbator
      Veterano
      # ago/10
      · votar


      T-Rodman

      Assim makumbator?
      Hi-Z, 1/4" 1 Meg Ohms


      Isso aí, essa entrada é a super hi-z, igual a do meu gravador Boss.

      ogner
      Veterano
      # ago/10 · Editado por: ogner
      · votar


      makumbator

      Bom quando eu tiver tempo vou colocar um pedal TBP na frente da placa, desligado, assim ele elevaria a impedancia de entrada, certo? E farei testes comparativos.

      Obs: Nunca fiz esse teste. Quando uso, uso ligado, acho que aí ele não funciona como um "bosster" de impedancia.

      MauricioBahia

      Eu li. Leio tudo, rapá. Afinal aqui é um Forum, coisa que a maioria não sabe!! haheha

      shoyoninja
      Veterano
      # ago/10
      · votar


      MauricioBahia
      Bacana!!! Essa impedância de 220K já não configura um interface de alta impedância. "HiZ" o nome né? Saberia me dizer um valor mínimo e um máximo aceitáveis?

      E sobre prés valvulados? Além de colorir o som, traz algum benefício num Amplitube da vida?

      Abs e obrigado!!!!


      Configura sim, 220k já é bastante alto. Mas, como você mesmo citou, geralmente se usa impedâncias ainda maiores para guitarras. Eu acho 220k bastante aceitável já. Máximo é difícil dizer... Mas acho que muito mais do que 1Mega é bobagem.

      Lembrando que impedância não é algo do tipo quanto mais melhor. Se por um lado você até pode perder algo do timbre com 220k, um pré com 1Mega obrigatoriamente vai captar mais ruído. Na verdade, quanto menos impedância sem perder/distorcer sinal, melhor.

      Sobre válvulas. A utilidade delas em um pré é justamente colorir o som, comprimir e etc. Pode ser uma vantagem ou não dependendo do som que você quer e da forma como você gosta de gravar...

      É uma questão mais pessoal, como escolher pedais. O pré da Fast Track não tem essa finalidade.

      Abraços!

      ogner
      Veterano
      # ago/10
      · votar


      shoyoninja
      O pré da Fast Track não tem essa finalidade.

      Qual seria a finalidade? Acho que tão somente dar um UP no sinal de entrada, certo?

      THRASH3R
      Veterano
      # ago/10
      · votar


      MauricioBahia
      Eu li no manual do Vintage Amp Room:

      De acordo com esse manual, estou certo entao?...:D

      makumbator
      Veterano
      # ago/10
      · votar


      ogner
      Qual seria a finalidade? Acho que tão somente dar um UP no sinal de entrada, certo?


      É. A idéia é subir o nível sonoro com o mínimo de "coloração" . Eu prefiro pré de interface o mais neutro possível(como o da Fast track Pro), justamente para se a pessoa quiser, usar outro pré antes para colorir. Ao ser mais neutro, ele também possibilita que se grave o som mais da "maneira como se escuta", coisa que a coloração de alguns prés altera(o que pode ser para melhor ou não).

      Mas é claro que isso passa também pela questão de gosto. Tem gente que acha esses prés neutros "estéreis".

      trashit hc
      Veterano
      # ago/10
      · votar


      makumbator

      coisa que a coloração de alguns prés altera(o que pode ser para melhor ou não).

      em uma guitarra por exemplo, essa ''coloração'' boa, hehe
      add que tipo de benefício ao timbre??
      mais clareza?? uma distorção bunita? parecida com as valvuladas?


      porque todo mundo fala desse tal de colorir, mais não sei ao certo o que é...
      tem a ver com o happy rock... hehehehehe

      makumbator
      Veterano
      # ago/10
      · votar


      trashit hc
      em uma guitarra por exemplo, essa ''coloração'' boa, hehe

      Não necessariamente. Pode-se querer o som sem cor, para o usuário definir se usa algo para mudar o timbre(como um pedal, pré externo, rack, VST etc...)

      add que tipo de benefício ao timbre??
      mais clareza?? uma distorção bunita? parecida com as valvuladas?


      Tudo isso é muito relativo e subjetivo...

      bluesmanjf
      Veterano
      # ago/10 · Editado por: bluesmanjf
      · votar


      Gente esse tópico está muito bom. Baseado em o que foi discutido até agora, fui dar uma lida pra ver as impedâncias de alguns equipamentos meus e ví que minha zoom(g2.1u) tem até bons valores

      Zoom
      Input:Input impedance: 1M
      Output:Output load impedance: 10k or higher

      Bom, eu tenho usado um jackhammer+ um behringer v999 que é valulado que acabo usando como preamp e a zoom para efeitos.

      O vt999:
      In:510 k
      Out:1 k

      Jackhammer:
      In:>1MOhms
      Out:<>20MOhms

      Será que esse 510k do vt999 detona algo no meu sinal? Digo... a ponto de ser considerável?

      É por isso que rolam esses buffers pra casar a impedância?

      T-Rodman
      Veterano
      # ago/10
      · votar



      add que tipo de benefício ao timbre??
      mais clareza?? uma distorção bunita? parecida com as valvuladas?

      O que posso dizer seria o seguinte: faz o teste com um amp transistorizado bem clean, tipo Fender Frontman 212r. Toque um pouco com ele, e depois ligue um pré-amp entre a guitarra e o amp. Você vai notar essa diferença - você que está tocando vai sentir. Já na hora de se gravar, essa percepção se esvai, principalmente na hora que se adicionar efeitos.
      A mesma coisa dá pra se notar quando se faz o teste com um condensador e um fone de ouvido.

      Bom, falei com o que tenho. Acabei de voltar da loja com um pré amp Meteoro valvulado que imita o legado Mesa Boogie V-Twin. Vou ligar a guitarra nele pra ver qual é a do pré, e qual é a do drive dele. Sei que muita gente usa esse aparelhinho como pré mesmo.

      amplexos

      T.

      braddock
      Veterano
      # ago/10
      · votar


      MauricioBahia
      Eu li no manual do Vintage Amp Room:

      É muito importante ter uma caixa de linha (DI) ou de um pré amplificador com uma entrada que é projetada para guitarra (ou baixo) antes do sinal de sua guitarra entrar em seu computador.
      More tecnicamente falando: o sinal da sua guitarra deve ir diretamente a uma entrada de alta impedância (1 megohm). Entradas de linha de mixers ou placas de som são, normalmente, entradas de impedância baixa (em torno de 10 kilohms), que na maioria dos casos, remove altas freqüências de sua guitarra, que por sua vez, faz seu som de guitarra opaco e sem vida.
      Todos os amplificadores real que temos simulados possuem impedância de 1 megohm e entrada, e para o plugin recriar o som corretamente, a entrada de guitarra para o seu sistema deve ter uma impedância de entrada de 1 megohm!


      Fica bem melhor e sem ruídos. Estou ligando a guitarra num DI (whirl wind director) e a saida balanceada (XLR) no preamp da Fastrack usb. O sinal fica amplificado e diminui os ruidos da gravação. Depois de comprar esse DI que eu começei a gostar de usar o GuitarRig, fica bem melhor para praticar.

      abs

      guitarg3
      Veterano
      # ago/10
      · votar


      no fim das contas vale a pena vc comprar um pre ampli pra chegar a impedancia de 1MOhm ou so os 220k da fast track ja é o suficiente pra se obter um bom resultado com vst?

      shoyoninja
      Veterano
      # ago/10
      · votar


      ogner
      Qual seria a finalidade? Acho que tão somente dar um UP no sinal de entrada, certo?

      Isso, sem adicionar uma outra sonoridade.

      Simplesmente fazer funcionar corretamente.

      trashit hc
      Veterano
      # ago/10
      · votar


      makumbator

      Não necessariamente. Pode-se querer o som sem cor, para o usuário definir se usa algo para mudar o timbre(como um pedal, pré externo, rack, VST etc...)
      entendi!

      T-Rodman

      um pouco com ele, e depois ligue um pré-amp entre a guitarra e o amp. Você vai notar essa diferença - você que está tocando vai sentir. Já na hora de se gravar, essa percepção se esvai, principalmente na hora que se adicionar efeitos.
      A mesma coisa dá pra se notar quando se faz o teste com um condensador e um fone de ouvido.

      assim que puder, vou fazer uns testes!!

      Bom, falei com o que tenho. Acabei de voltar da loja com um pré amp Meteoro valvulado que imita o legado Mesa Boogie V-Twin. Vou ligar a guitarra nele pra ver qual é a do pré, e qual é a do drive dele. Sei que muita gente usa esse aparelhinho como pré mesmo.
      é o doctor drive??

      abç.

      MauricioBahia
      Moderador
      # ago/10 · Editado por: MauricioBahia
      · votar


      shoyoninja: Simplesmente fazer funcionar corretamente.

      Se concluí corretamente, traduzir o som da guitarra fielmente, preparando este som (sinal) com o máximo de fidelidade para que este seja trabalhado digitalmente. Se for isso, esse seria "O" papel primordial de um pré-amp para guitarra num ambiente VST. Colorir o som já seria um adereço e não um função essencial. Até pq poderia colorir o som com um equalizador ou um TS.

      Abs

      MauricioBahia
      Moderador
      # ago/10 · Editado por: MauricioBahia
      · votar


      shoyoninja

      Existe essa coisa de "empurrar" o som com um pré-amp real num ambiente VST? Não seria mais lógico usar um pré amp virtual? Afinal estamos emulando a realidade num mundo digital. Enfim, o sinal "emburrado", real, não seria limitado pelo software?

      Abs

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Bom pré-amp pra gravação com VST. Mas o que o torna bom?

      305.956 tópicos 7.899.814 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2018 Studio Sol Comunicação Digital