Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

Falando Sobre Saxofone

Autor Mensagem
Rafael Walkabout
Veterano
# mar/05


Os tipos de saxofone

O saxofone existe em sete tamanhos: sopranino, soprano, contralto ou alto, tenor, barítono, baixo e contrabaixo. O sopranino, o alto, o barítono e o contrabaixo soam em mi bemol, enquanto que o soprano, o tenor e o baixo, soam em si bemol. A maior parte dos saxofones é curva. O soprano, mais comum na forma reta como o clarinete, aparece também na forma curva. Já o sopranino é reto, aproximando-se do tamanho de uma flauta doce contralto.
Os saxofones mais comuns são o soprano, o alto e o tenor. É muito difícil para o iniciante escolher qual saxofone deseja tocar. Nesse caso, recomendo iniciar os estudos com um alto ou tenor, já que são os mais fáceis de encontrar no mercado, e também são mais baratos. Mais adiante, quando já estiver mais familiarizado, o novo músico poderá optar por aquele de sua preferência. Mas é muito comum tocar-se mais de um saxofone, já que todos possuem um mecanismo padrão

Como estudar

Estudar e tocar são ações completamente diferentes. Quando você toca, põe em prática alguns dos resultados que você obteve com seu estudo. Assim, o ato do estudo precede o ato de tocar. Não que não se aprenda tocando, todos aprendem. Mas se você não estudar, não terá o que aplicar quando for tocar e estará impondo limites a si mesmo, ao invés de estar ampliando suas habilidades.

Por outro lado, você só adquire um hábito repetindo ações no dia a dia, o que quer dizer que você só adquirirá o hábito de estudar exercendo o ato de estudar todos os dias. Somente após umas 3 semanas você estará habituado a estudar música. Procure estudar todos os dias, no mesmo horário, começando com 30 minutos/dia e aumentando esse tempo. A regularidade é muito importante. Você pode imaginar o que seria de um jogador de basquete que não praticasse arremessos constantemente?

Portanto, mãos à obra: estude todos os dias que puder, de preferência no mesmo horário. Deixe o fim-de-semana para tocar com os amigos, depois de estudar, é claro. Em pouco tempo, você estará tocando seu saxofone e experimentando o prazer que poucos mortais já sentiram.

Tocando notas graves e agudas

O que faz uma nota soar mais grave ou aguda que a outra, nos instrumentos de sopro, é a velocidade do ar. Imagine uma roda d’água girando em um rio calmo, e depois a mesma cena após uma tempestade: uma maior velocidade da água determinaria uma maior velocidade à roda d’água. No caso do saxofone, é a velocidade do seu sopro que vai fazer a palheta vibrar mais rápido ou mais devagar.

A questão agora é: como fazer para soprar com maior ou menor velocidade? Você tem de empurrar o ar para fora e fazer força com seu abdômen, como se estivesse empurrando um carro para fazê-lo "pegar no tranco", ou como quando você sopra uma bolinha de papel num canudinho. Lembre-se de não "trancar" o tórax, o que corresponderia a empurrar um carro com os freios acionados. Em termos, é isso o que você provoca quando "tranca" o tórax e os ombros: faz força contra si mesmo.

Resumindo: para tocar uma nota grave, você precisa de muita quantidade de ar e de pouca velocidade, e para tocar uma nota aguda, você precisa de pouca quantidade de ar e de MUITA velocidade. Para se ter uma idéia mais exata, uma oitava corresponde exatamente ao dobro da vibração, e duas oitavas ao dobro do dobro, ou seja quatro vezes mais.

Rafael Walkabout
Veterano
# mar/05
· votar


Como produzir o som do saxofone

Para produzir o som do saxofone, você deve morder a parte superior da boquilha e dobrar ligeiramente o lábio inferior para dentro, evitando que seus dentes inferiores toquem a palheta. A esse gesto damos o nome de embocadura. Para completar a cena, experimente um sorriso forçado ... pronto, já pode tirar uma foto!

Verifique se você consegue sentir a ponta da palheta com a ponta de sua língua, e siga os seguintes passos:

1. Após formar a embocadura como foi explicado acima, coloque a ponta da língua na ponta da palheta de forma que impeça completamente a entrada de ar.

2. Assopre e retire a língua com velocidade, como se você fosse cuspir uma bolinha de papel.

3. Provavelmente, a essa altura, você deve ter ouvido o som do seu saxofone, caso contrário repita os passos 1 e 2 novamente até conseguir.

Geralmente pronunciamos a sílaba TU para produzir uma nota nos instrumentos de sopro. A esse ataque damos o nome de golpe de língua.

Exercícios:

1. Toque notas secas no seu saxofone pronunciando várias vezes a sílaba TU, mas sem pressa.

2. Toque como em "1", mas retire o instrumento da boca a cada nota. Isso faz com que você se habitue a encontrar a posição ideal para a sua embocadura.

3. Toque notas longas: TUUUUUUU...., respire profundamente e TUUUUUU....

Agora que seus vizinhos já "sentiram o drama", vamos falar sobre como utilizar a respiração de uma forma mais adequada para tocar seu saxofone. Nós vamos utilizar um músculo chamado diafragma, do qual você não tem muito controle por ser um músculo involuntário, isto é, ele não se move obedecendo a comandos, ao contrário, por exemplo, de seu braço. O diafragma se expande, movendo-se para baixo e para fora, quando você inspira, e se contrai quando você expira.

Para iniciar, faça o seguinte exercício: movimente seu abdômen o mais para baixo possível, forçando-o, e movendo-o lentamente para cima, forçando-o contra o tórax. Repita esse movimento várias vezes começando lentamente, e aumente a velocidade aos poucos.

Experimente repetir o exercício "chupando" ar quando movimenta o abdômen para baixo, segurando-o por um instante e soltando-o vagarosamente. É importante manter os ombros, braços e mãos bem relaxados. Evite também deixar tenso (tensionar) o tórax. Experimente falar seu nome enquanto solta o ar, e se você estiver falando forçado, é porque não está relaxado o suficiente.

Você pode fazer esse exercício quando estiver tenso ou nervoso. Os indianos acham que sua vida é contada pelo número de vezes que se respira. O curioso é que em alguns momentos, quando você estiver tocando, terá de fazer muita força com alguns músculos e relaxar completamente outros. Você é capaz de fazer isso, basta tentar e praticar.

Agora repita aquele exercício do TUUUUU, e quando respirar, respire pra valer, com profundidade. Como você faz ao bocejar.

Rafael Walkabout
Veterano
# mar/05
· votar


As partes do saxofone

A BOQUILHA

A boquilha é a peça que se encaixa na ponta do saxofone, e na qual é fixada a palheta. Geralmente, a boquilha é feita de massa plástica, podendo ser também de metal. Há ainda boquilhas de madeira ou acrílico, mas de qualidade duvidosa. A boquilha de massa plástica é a mais indicada para os iniciantes. Apesar de existirem boquilhas de metal de excelente qualidade, o recomendável é somente utilizá-las depois de pelo menos dois anos de instrumento, pois é muito difícil o controle do som.



Não somente o material mas também o formato interno da boquilha pode variar bastante, o que altera significativamente o som produzido e, consequentemente, a maneira de tocar. Não existe um padrão entre as fábricas. Assim, cada fabricante usa suas especificações. De uma forma geral, duas dimensões são definidas: a altura da abertura (A) e a sua profundidade (B). Quanto maior for o valor a A e menor o de B, mais estridente será o som produzido e, assim, mais difícil o controle. Entretanto, as dimensões opostas, resultam num som abafado e pequeno. Desse modo, o ideal, em minha opinião, é uma boquilha de dimensões intermediárias.

Os instrumentos geralmente vêm com boquilhas adequadas para um iniciante, mas você pode, com alguns meses de estudo, procurar uma boquilha que se adapte melhor às suas ambições musicais. Por outro lado, uma boquilha inadequada pode fazer qualquer um desistir de tocar em poucas semanas - fique atento a esse detalhe!

A PALHETA

A Rico International fabrica vários modelos de palhetas, das quais posso indicar a Rico Royal e a La Voz, por serem de boa qualidade e fáceis de encontrar no mercado. A La Voz é qualificada da seguinte forma: soft, medium soft, medium, medium hard e hard. A Rico Royal aparece nas numerações 1, 1½, 2, 2½, ..., até 5. Recomendo ainda a Vandoren, uma marca francesa que tem apresentado alguns modelos novos, como a Java, também de boa qualidade. Existem ainda palhetas sintéticas, como a Bari e a Fibracel, que a meu ver apresentam um som muito artificial, mas têm a vantagem da alta durabilidade e de não serem tão sensíveis às variações atmosféricas.

No começo, recomendo a você comprar 2 palhetas de cada tipo, até encontrar aquela mais adequada ao seu conjunto. É comum ainda, após alguns meses, que o estudante passe a utilizar uma palheta mais dura. Assim que chegar a uma conclusão, compre uma caixa, geralmente com 10 palhetas. Costumo numerar minhas palhetas e utilizá-las alternadamente. Assim, tenho sempre 10 palhetas em boas condições de uso, e percebo que elas duram mais, já que lhes dou um bom tempo de descanso.

Vão aqui duas dicas importantes para se escolher uma palheta:
1- a palheta deve ser o mais simétrica possível, com o corte bem no seu eixo,

2- o comprimento da pala (C) deverá ser como o indicado na tabela abaixo, segundo o instrumento utilizado.

Enxugue sempre as palhetas após seu uso e tenha o hábito de guardá-las em local adequado. Existe no mercado um objeto denominado "porta-palhetas" (em inglês, reedgard), que protege a palheta e ainda evita seu empenamento.

A colocação da palheta na boquilha

Deve-se alinhar bem o eixo da palheta com o eixo da boquilha, e a ponta da palheta deve estar alinhada com a ponta da boquilha. Depois de acertar bem os alinhamentos, fixe a palheta com a braçadeira, de forma que ela fique bem presa, mas não apertada demais. Caso a palheta não apresente um bom som, experimente colocá-la um pouco mais para fora ou para dentro. Nesse caso, é possível que a palheta esteja fora das dimensões da tabela abaixo. Confira com uma régua, mas confie sempre nos seus ouvidos e lábios. Isso feito, fixe a boquilha no seu instrumento, com a palheta voltada para baixo. Se o encaixe da boquilha ao saxofone não for confortável, providencie a troca da cortiça por uma de tamanho adequado

Saxofone Comprimento da pala em mm
Soprano 31
Alto 33
Tenor 42
Barítono 53

Rafael Walkabout
Veterano
# mar/05
· votar


PALHETA - PARTE II

A palheta é a alma do saxofone. É ela que faz com que este instrumento pertença à família da madeira. Cada tipo de boquilha exige uma palheta adequada, e essa combinação é extremamente delicada. De nada adianta você ter um instrumento e uma boquilha excelentes se a palheta não corresponder.

Não é recomendável uma marca em particular, porque toda pessoa é diferente; se você fizer uma pesquiza e perguntar para 100 saxofonistas qual ele prefere, você adiquirirá 100 idéias diferentes. Sendo assim, por que você deveria confiar em mim? Francamente você não deve - você deve sim é fazer muitos testes até achar o que melhor lhe satisfaz. Mas para você que está iniciando darei algumas dicas.

As palhetas são feitas de uma cana especial existindo em várias numerações, determinando o padrão de dureza na região que fará contato com os lábios do saxofonista. A grosso modo uma boquilha mais fechada aceita uma palheta mais dura e vice versa, mas isso não é uma regra. Como acontece com as boquilhas, não existe um padrão nessa numeração, variando de marca para marca.
Para quem está iniciando o ideal é ter várias palhetas à mão, já que além de serem muito delicadas, elas variam muito de uma para outra e são muito sensíveis às variações de temperatura e umidade.

A Rico International fabrica vários modelos de palhetas das quais eu posso indicar: a Rico Royal e a La Voz por serem de boa qualidade e fáceis de encontrar no mercado brasileiro. A La Voz é qualificada da seguinte forma: soft, medium soft, medium, medium hard e hard e a Rico Royal , aparece nas numerações 1, 1 e ½, 2, 2 e ½, 3, 3 e ½, 4, 4 e ½, e 5. Recomendo ainda a Vandoren , uma marca francesa, que tem apresentado alguns modelos novos como a Java, também de boa qualidade. Existem ainda palhetas sintéticas como a Bari e a Fibracel, que a meu ver apresentam um som muito artificial, mas têm a vantagem da alta durabilidade e não de serem tão sensíveis às variações atmosféricas.

No começo, é interessante você comprar 2 palhetas de cada tipo até encontrar aquela mais adequada ao seu conjunto. É comum ainda, após alguns meses, o aluno passar a utilizar uma palheta mais dura. Assim que chegar a uma conclusão, compre uma caixa, geralmente com 10 palhetas. É interessante numerar as palhetas de 1 a 10 e utilizá-las alternadamente, assim você terá sempre 10 palhetas em boas condições de uso. Você irá perceber que elas duram mais, já que deu a elas um bom tempo de descanso.

--> Duas dicas importantes para escolher uma palheta:

1 - a palheta deve ser o mais simétrica possível com o corte bem no seu eixo,
2 - o comprimento da pala (C) deverá ser como o indicado na tabela abaixo, segundo o instrumento utilizado.

Comprimento da pala(C) em mm

Sax soprano31
Sax alto37
Sax tenor42
Sax barítono53


Palhetas - foto 01

Palhetas - Foto 02

Palhetas - Foto 03: Diferentes partes de uma palheta

Palheta - Foto 04: Posicionamento da Palheta na boquilha

Palhetas: a fabricação (em espanhol)

Palhetas: Mais delathes

Bquilha (tenor) - Foto 01

Locohawa
Veterano
# mar/05
· votar


Rafael Walkabout
Ae falcatrua, aonde você achou isso?

Ngm
Veterano
# mar/05
· votar


Rafael Walkabout
Opa, valeu ae cara!

Rafael Walkabout
Veterano
# mar/05
· votar


Locohawa
Pguei na net mesmo, nos sites correspondentes aos links das fotos.

Ngm
Beleza, precisar tamos ae.

NooBSaX
Veterano
# abr/05
· votar


massa essas explicações... muito boa as fotos tb !

Andre Carioni
Veterano
# mai/05
· votar


maravilha esse metodo. valeu. as pics tambem sao joias!

great job bro

fnd sax
Veterano
# ago/05
· votar


Bem,
sou novo nesse forum e o q posso dizer sobre dúvidas frequentes é que:

1- Cada instrumento, é um instrumento diferente, ou seja, cada um tem uma sonoridade diferente, bem como palhetas e boquilhas.

2- O que recomendo é que troquem de palhetas até acharem a de melhor sonoridade para cada um, afinal, gosto é gosto.(embora eu prefira um som mis aberto e puchado pro fusion)

3- Não existe essa historia de ter 10 palhetas e toca-las alternadamente, no inicio o que precisamos é formas nossa embocadura, o que fica mais difícil trocando de palhetas a toda hora. Lembrem-se cada palheta sou diferente!!

4- Esses TU TU TU....isso é besteira, estao ensinando da forma errada. O correto seria encostar de forma suave o meio a lingua na ponta da palheta, sem que ela para a passagem de ar para o interior do instrumento.

5- Tudo isso são técnicas que devem aprendidas com professores de qualidade. NÃO ACREDITEM EM TUDO QUE VOCÊS VEREM.

Afinal, nemseu melhor professor irá te ensinar tudo......

Abraços

Edilson Reis
Veterano
# set/05
· votar


Pessoal, sou novo no forum e preciso da ajuda de vocês.
Estou querendo aprender Sax e encontrei um muito antigo numa loja de usados da minha cidade por um preço muito bom (R$500,00). O vendedor até tocou nele pra eu ver e o som me pareceu muito aveludado e agradável. Só que o próprio vendedor me disse pra eu comprar um mais caro porque aquele não tinha recurso algum (como chave de F#, etc..). Será que vale a pena ? (devo ressaltar que o sax estava bem descascado e com algumas chaves coladas com durepoxi).

Daniellen
Veterano
# set/05
· votar


OI! TOCO SAX TENOR HÁ 2 ANOS E 1/2 E TENHO UMA BOQUILHA QUE GANHEI E É DA MARCA J. AMARAL, ELA É MUITO BOA, TENHO UMA CURIOSIDADE QUE AINDA NÃO CONSEGUI ACHAR, PARA QUE TIPO DE MÚSICA ELA É , A BOQUILHA É J.AMARAL Nº 2, TEM UMA ABERTURA INTERIOR BEM LARGA. ALGUÉ PODE ME RESPONDER ESSA PERGUNTA POR FAVOR. MEU E-MAIL É DKMAIRINK@HOTMAIL.COM. AGUARDO RESPOSTA DE ALGUÉM. ABRAÇOS DANIELLEN

Al3xandr3
Veterano
# out/05
· votar


Aos saxofonistas de plantão,se puderem me ajudar .
É o seguinte : Como faço para separar as notas mas sem "soquiar" para
deixa-las semi-ligadas?
Pois se tento o golpe de lingua tocando a palheta com a lingua o som fica muito seco e destacado e se tento apenas soprar eu mesmo emito um som tipo: U U U UU U UUU.

CecilTR
Veterano
# nov/05
· votar


Caros Amigos,

Estou dando o primeiro passo para um grande sonho que é aprender SAX, para isto, deverei estar comprando um sax alto, conforme sugestão deste fórum, mas no entanto, a compra será de um instrumento usado, a questão é: que cuidados deverei ter na avaliação do isntrumento? e que outras dicas vc poderia me dar neste sentido?
No mais, achei muito interessante as informações sobre o instrumento e as dicas para quem, como eu, está aprendendo.

Fred Marques
Veterano
# jul/07
· votar


Velho. eu tenho um problema muito sério. To com um Yamaha-25, ele ta semi-novo. Imaginava q seus abafadores estariam ressecados e com vazamento, mais nunca pensei q por causa disso teria q trocar todo o jogo de abafamentos do instrumento.
Se ouver alguem q entenda do assunto ai, adoraria a ajuda. Valeu

Rafael Walkabout
Veterano
# out/07
· votar


Um "upa lelê" pra ajudar nas dúvidas dessa turma ae :P

fnd sax
Edilson Reis
Daniellen
Al3xandr3
CecilTR
Fred Marques

Rafael Walkabout
Veterano
# dez/08
· votar


Pow, alguns dos links nem abrem mais ;/

eutoco_frauta
Veterano
# dez/08
· votar


Sempre achei essa história do 'tu tu tu' e outras formas de atacar as notas engraçada, pq cada lingua tem uma forma de pronunciar as sílabas diferente, no entanto o mundo todo diz que é 'tu tu tu'.

Rafael Walkabout
Veterano
# jan/09
· votar


eutoco_frauta
o_O

fran329
Veterano
# mai/09
· votar


Olá pessoal, gostaria de saber qual o melhor sax para iniciante (marca), se é bom comprar um sax alto ou tenor, algumas pessoas afirmam que é bom começar praticando com flauta doce pois dá agilidade aos dedos e as notas são parecidas com as do sax, ou o modo como tocá-las, isso é verdade?
Me perdoem se eu estiver meio que atrasada neste tópico, mas estou muito interessada em comprar um sax, não para logo é claro o dinheiro me foge sempre que preciso e minha mãe é muito comtroladora hehe, (tenho 17), mas trabalho e gosto de ter minhas coisas e uma que eu gostaria de possuir é um sax. Com o som deles eu flutuo, nem sei como explicar, mas deve ser a mesma sensação que tem quem ama esse instrumento, seja aquele que o escuta ou aquele que o toca.

Luiz Almeida
Veterano
# mai/09
· votar


fran329

"Olá pessoal, gostaria de saber qual o melhor sax para iniciante (marca)"
Não conheço, e talves não exista, isso de melhor ou pior pra isso ou aquilo, mas não seria razoável começar com um instrumento top de linha logo de início (preço muito alto, novato descuidado, pode perder o interesse pelo instrumento, etc...)

"se é bom comprar um sax alto ou tenor"
Isso é questão de gosto! E só você pode definir.

"algumas pessoas afirmam que é bom começar praticando com flauta doce pois dá agilidade aos dedos e as notas são parecidas com as do sax, ou o modo como tocá-las, isso é verdade?"
Nunca ouvi falar nisso, não sei se é verdade.

"Me perdoem se eu estiver meio que atrasada neste tópico"
Você poderia ter criado um tópico, esse fórum é muito parado!

Boa sorte.

Luiz Almeida
Veterano
# mai/09
· votar


fran329

Pelo que li você gosta mais do som do sax tenor.

"Assim como a vanessa eu também gosto do sax tenor, na verdade sou apaixonada pelo som deste magnífico instrumento. Opa, desculpem, sou nova no fórum gente, olá! Como eu disse, amo o sax tenor, na minha opnião não há outro instrumento que se iguale a ele, principalmente se for um sax de boa marca. Gostaria muito de aprender a tocar um e pretendo conseguir, só me falta tempo e o mais essencial, dinheiro para comprá-lo, mas tudo tem o seu tempo."

http://forum.cifraclub.com.br/forum/15/81952/p2#6017937

fran329
Veterano
# mai/09
· votar


Brigadão Luiz, e você acertou, eu prefiro mesmo o som do sax tenor, é mais aveludado do que os outros, faz transparecer as emoções da alma, é concerteza mais apaixonante, e nem que eu demore mais de 1 ano para juntar dinheiro eu vou comprar o meu do jeitinho certo, talvez um Conn ou um Júpiter, eu ainda verei, e acredito que a briga com minha mãe vai ser enorme já que tudo o que eu compro e sob as cobertas. Sobre a questão da flauta, isso foi um amigo meu que disse e ele até me afirmou que o Kenny G começou exatamente com uma flauta doce, mas acho que o caso do Kenny G está mais para "dom", coisa que nem todos possuem. Ah e você Luiz, prefere qual tipo de sax?

Luiz Almeida
Veterano
# mai/09
· votar


fran329

Eu também adoro o som do sax tenor, é muito sentimental e dramático, não toco sax, toco clarineta (se é que toco), já pensei em tocar clarone tenor, mas é muito caro.

"talvez um Conn ou um Júpiter"
Quem sabe um Selmer ou um Weril (que não é tão ruim).
Se esforce bastante para conseguir o seu, e quando comprar posta pelo menos uma foto dele, depois um som.
Boa sorte.

fran329
Veterano
# mai/09 · Editado por: fran329
· votar


Luiz Almeida

"Quem sabe um Selmer ou um Weril (que não é tão ruim)."


Um Selmer? Ótimo sax, porém tem um preço salgadinho!!! Agora um Weril pode ser, é eu vou me esforçar bastante para comprar o meu sax, não quero nenhum outro instrumento, quero um sax e vou comprar o meu nem que seja depois dos 60 anos de idade (fala sério, se eu ainda conseguir assoprar), e depois que eu comprá-lo juro que posto uma foto dele pra vc e quem quiser ver blz.
Abração!!!

Luiz Almeida
Veterano
# mai/09
· votar


fran329

"Um Selmer? Ótimo sax, porém tem um preço salgadinho!!!"
Mesmo salgado é um exelente instrumento, me arrisco a dizer que é melhor que os Yamahas, já vi e ouvi um sax tenor da Selmer.

" e depois que eu comprá-lo juro que posto uma foto dele pra vc e quem quiser ver blz. "
Vou aguardar, mas vê se não some, esse fórum de sax é muito parado, então sempre crie um tópico ou "ressucite" um, mas não suma!
Abração!!! (2)

fran329
Veterano
# mai/09 · Editado por: fran329
· votar


Luiz Almeida

Mesmo salgado é um exelente instrumento, me arrisco a dizer que é melhor que os Yamahas, já vi e ouvi um sax tenor da Selmer.

É Luiz vc tem razão eu também já ouvi dizer que alguns sax da Selmer são superiores aos da Yamaha (Selmer Mark) e é por isso que até mesmo esses sax, sendo eles usados, tem um valor superior aos R$7.000,00 se é que eu não estou sendo modesta em relação ao preço.

Vou aguardar, mas vê se não some, esse fórum de sax é muito parado, então sempre crie um tópico ou "ressucite" um, mas não suma!

Vou ver o que eu posso fazer, sempre que o tempo me permitir, postarei algumas coisitas, perguntas, dúvidas, sugestões, sei lá, mas gostaria de ver mais algumas mulheres nesse meio, estou me sentindo sozinha aqui, mas vc vai ter q me ajudar de algum jeito a manter este tópico movimentado eheh.

Vou passear!!!

fran329
Veterano
# mai/09 · Editado por: fran329
· votar


Ei Luiz, criei um novo tópico, participa lá por favor e dé a sua opinião.
Por que exitem mais homens que tocam sax do que mulheres?

Luiz Almeida
Veterano
# mai/09
· votar


fran329
Ok!

JuanRodrigues
Membro
# 20/jul/13 03:06
· votar


Amigos, se pudessem esclarecer uma dúvida, ficaria grato.
Toco violão, guitarra e gaita, e recentemente surgiu o interesse de aprender Sax. Queria saber se as notas do sax também se alteram conforme você sopra, ou se só se altera pra fazer bends fazendo a parte da troca das notas ficarem apenas na parte da digitação.
Também queria saber se vou ter uma facilidade para aprender a digitação do sax por já praticar muito os modos gregos no violão e tudo mais, ou se é completamente diferente e terei de começar do zero.

Obrigado, valeu!

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
 

Tópicos relacionados a Falando Sobre Saxofone

286.445 tópicos 7.482.237 posts
Fórum Cifra Club © 2001-2014 Studio Sol Comunicação Digital