Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      Sobre a greve dos caminhoneiros

      Autor Mensagem
      xmarhunterx
      Membro Novato
      # 30/mai/18 12:00
      · votar


      O segredo é usar caminhão elétrico ;-)

      Dhanab
      Membro Novato
      # 30/mai/18 12:13
      · votar


      https://www.ahnegao.com.br/wp-content/uploads/2018/05/cachorro-4.jpg

      Foi nesse momento que a greve passou dos limites

      Black Fire
      Gato OT 2011
      # 30/mai/18 12:57
      · votar


      brunohardrocker
      Numa analogia, temos fabricas de Etanol a partir do milho se espalhando pelo centro-oeste. Todo este etanol, não pode ser vendido para quem as fabricas quiserem. Todas elas tem que dizer amém para a Petrobrás. O etanol é enviado para outro estado e depois é distribuido, com custos adicionais de frete e impostos estaduais. Ou seja, a região que produz paga o litro mais caro.

      Que eu saiba, isso nada tem a ver com a Petrobrás, é uma portaria da ANP, que é uma Autarquia Federal. Nunca ouvi falar de privatização de agências regulamentadoras. Esse tipo de portaria independe da existência ou não de uma estatal de petróleo e gás.
      http://www.udop.com.br/download/legislacao/comercializacao/juridico_le gislacao/res_anp_43_cadastramento_fornecedor_etanol.pdf

      Além do mais, no assunto desregulamentação, os produtores de Etanol sobreviveriam sem a adição obrigatória de 27% na gasolina?


      Por que o assunto não pode parar em privatização? Porque simplesmente vender, não nos favorece. Um governo corrupto pode muito bem entregar para grupos de interesse e a gente acreditar que está resolvido. Teria que ter uma equipe de abençoados que montassem um bom plano para assegurar concorrência. Dividir a porra toda, vender para uns 20. Foda-se se são estrangeiros.
      Arrecada com a venda, usa para tapar outro canyon aberto nas contas publicas. Se o Bizet diagnosticar isso como câncer no cérebro eu vou ficar satisfeito.


      Vendo o retrospecto das privatizações dos anos 90 e considerando o momento político atual (1822-2018), é lógico que isso é como dizer: "temos que vender a Petrobrás, porque aí vamos ter dinheiro pra comprar a Nasa e ir de foguete pra saturno minerar diamante".


      -Governo se concentra nos tributos a arrecadar.
      -Concorrência.
      -Fabrica de corrupção politica demolida em 70%. Os outros 30% correspondem ao lobby - que será um desafio para os próximos 100 anos.
      -Preços mais próximos ao mercado.
      -Liberdade na cadeia produtiva.


      Explique como a existência de uma estatal de petróleo e gás afeta negativamente a política de preços de combustíveis para o consumidor final, eu não estou conseguindo enxergar. A representatividade do custo de produção da Petrobrás não me parece muito diferente de outras petroleiras internacionais.
      Quais são exatamente as oportunidades de concorrência? Como se evita a formação de um oligopólio em um setor com custos de entrada tão altos?
      Explique o impacto positivo na economia nacional de uma liberdade de cadeia produtiva, os ganhos no setor de tecnologia e engenharia que a Petrobrás gera com a política de aquisição preferencial no mercado nacional seriam compensados por qual fator exatamente?

      Black Fire
      Gato OT 2011
      # 30/mai/18 12:59
      · votar


      Skider
      Voces estão considerando o frete mínimo PL 121 e a reserva de transporte da conab para autônomos?


      Não, porque essa bandeira me parece estar sendo escanteada pelos apoiadores (não caminhoneiros) da greve.

      sallqantay
      Veterano
      # 30/mai/18 12:59
      · votar


      os produtores de Etanol sobreviveriam sem a adição obrigatória de 27% na gasolina?

      se o diesel fosse liberado para carro de passeio, certamente nao

      One More Red Nightmare
      Veterano
      # 30/mai/18 13:32
      · votar


      Quem disse que há ganhos na política de compras? Veja bem, me refiro a ganhos líquidos, ou seja, aqueles em que o benefício social supera o custo de oportunidade.

      Black Fire
      Gato OT 2011
      # 30/mai/18 13:36
      · votar


      One More Red Nightmare
      Fale mais sobre.

      Jonas Kahnwald
      Membro Novato
      # 30/mai/18 14:29
      · votar


      Black Fire
      vc é contra a greve , contra a privatização e contra o congelamento de preços... tudo ao mesmo tempo?

      Black Fire
      Gato OT 2011
      # 30/mai/18 14:49
      · votar


      Jonas Kahnwald
      Eu não sou contra nem a favor de nada. Só estou tentando entender o posicionamento das pessoas.

      brunohardrocker
      Veterano
      # 30/mai/18 15:11
      · votar


      Black Fire
      Que eu saiba, isso nada tem a ver com a Petrobrás, é uma portaria da ANP, que é uma Autarquia Federal. Nunca ouvi falar de privatização de agências regulamentadoras. Esse tipo de portaria independe da existência ou não de uma estatal de petróleo e gás.

      Uma portaria da ANP que define que as fabricas de etanol devem dizer amém para a Petrobrás.

      Além do mais, no assunto desregulamentação, os produtores de Etanol sobreviveriam sem a adição obrigatória de 27% na gasolina?

      Uai, a adição obrigatória já é por motivos de baixar custo no gasolina, então por que não poderiam simplesmente competir com a gasolina e firmar contratos para adição à gasolina?

      Vendo o retrospecto das privatizações dos anos 90 e considerando o momento político atual (1822-2018), é lógico que isso é como dizer: "temos que vender a Petrobrás, porque aí vamos ter dinheiro pra comprar a Nasa e ir de foguete pra saturno minerar diamante".

      De forma alguma o ganho social seria na venda. Os benefícios podem ser indiretos e no longo prazo, como o aquecimento da economia nas camadas mais baixas até a média do empresariado com a redução de custos esperada. Sem falar no simbolismo de um corte de um gargalo de corrupção e cabide de cargos publicos.
      Dá bilhão? Dá indiretamente.


      Explique como a existência de uma estatal de petróleo e gás afeta negativamente a política de preços de combustíveis para o consumidor final, eu não estou conseguindo enxergar. A representatividade do custo de produção da Petrobrás não me parece muito diferente de outras petroleiras internacionais.

      O governo intervém nos preços. Isso permite que um escândalo de desvios bilionários lá em cima possa ser magicamente coberto por aumentos de alíquotas artificialmente. E cada um que passa pela bomba estaria deixando sua caixinha.

      Quais são exatamente as oportunidades de concorrência? Como se evita a formação de um oligopólio em um setor com custos de entrada tão altos?


      Tem que repartir o bolo em vários pedaços e para grupos que podem bancar.
      Reductio ad USA: Tem que se espelhar no modelo norte americano.

      Explique o impacto positivo na economia nacional de uma liberdade de cadeia produtiva, os ganhos no setor de tecnologia e engenharia que a Petrobrás gera com a política de aquisição preferencial no mercado nacional seriam compensados por qual fator exatamente?

      Empresas privadas estariam privadas desta capacidade?
      Não seria possivel uma tacada de inteligência num processo de privatização desse certo, de modo que beneficiasse o pequeno e o médio, aumentando seu poder de compra (alimentos no supermercado, passagens no busão, tanque do carro, caminhoneiro tirando uma gorja a mais)? Isso não seria benéfico para a economia?

      Levanto estas questões e não quero dar lição porque não sou o ministro do planejamento.

      brunohardrocker
      Veterano
      # 30/mai/18 16:28
      · votar


      Tem carro de som com audio do zapzap com alguém que faz a voz do Marcelo Rezende falando sobre a manifestação dos caminhoneiros.

      Parei, galera.

      Black Fire
      Gato OT 2011
      # 30/mai/18 16:46 · Editado por: Black Fire
      · votar


      brunohardrocker
      Uma portaria da ANP que define que as fabricas de etanol devem dizer amém para a Petrobrás.


      Na verdade é uma portaria da ANP que regulamenta a distribuição de etanol, o fato de a ANP estar vinculada a Petrobrás em algumas de suas portarias, não significa necessariamente que a venda da Petrobrás vá liberalizar a ANP. Num cenário realista, é muito mais provável que a ANP passe a trabalhar pra algum oligopólio.

      Uai, a adição obrigatória já é por motivos de baixar custo no gasolina, então por que não poderiam simplesmente competir com a gasolina e firmar contratos para adição à gasolina?

      Na verdade não, acho que nem teria lógica uma lei obrigando a adicionar alguma coisa pra baixar custo, existe todo um discurso ambiental e uma óbvia reserva de mercado para o setor produtor de etanol. Em um mercado desregulamentado é muito improvável que o consumidor opte por um combustível que consome mais por causa de uma diferença de custo que nem se sabe se seria atraente, em, em um mercado ainda mais desregulamentado, não seria lógico esperar que o consumidor compre gasolina misturada com etanol quando ele pode optar por diesel, conforme bem assinalado pelo sallqantay. A desregulamentação total do mercado significa possivelmente o fim da indústria do etanol, mas é claro que estou especulando.


      De forma alguma o ganho social seria na venda. Os benefícios podem ser indiretos e no longo prazo, como o aquecimento da economia nas camadas mais baixas até a média do empresariado com a redução de custos esperada. Sem falar no simbolismo de um corte de um gargalo de corrupção e cabide de cargos publicos.
      Dá bilhão? Dá indiretamente.


      Isso pode ser uma vantagem, evidentemente, mas não sei se essa redução de custo esperada tem base real ou é especulação/ideologia sem fundamento, afinal, os custos de produção propriamente dita da Petrobrás não são muito mais altos do que de qualquer petroleira mundo a fora, dadas as condições dos poços que perfura, é claro.


      O governo intervém nos preços. Isso permite que um escândalo de desvios bilionários lá em cima possa ser magicamente coberto por aumentos de alíquotas artificialmente. E cada um que passa pela bomba estaria deixando sua caixinha.

      E porque a ausência de uma empresa estatal significaria o fim da regulamentação dos preços por parte do governo? Não existem outras formas de intervir nos preços? Agencia de regulamentação, política tributária, etc?



      Tem que repartir o bolo em vários pedaços e para grupos que podem bancar.
      Reductio ad USA: Tem que se espelhar no modelo norte americano.


      Quais são exatamente as semelhanças existentes entre os EUA e o Brasil que justificariam uma cópia do modelo? Por que não o modelo saudita ou norueguês?


      Empresas privadas estariam privadas desta capacidade?
      Não seria possivel uma tacada de inteligência num processo de privatização desse certo, de modo que beneficiasse o pequeno e o médio, aumentando seu poder de compra (alimentos no supermercado, passagens no busão, tanque do carro, caminhoneiro tirando uma gorja a mais)? Isso não seria benéfico para a economia?


      Em tese não, na prática sim. O incentivo a cadeia de tecnologia e engenharia pesada no país é praticamente exclusivo da Petrobrás, tanto que com a crise na empresa o setor inteiro está no buraco. A menos é claro que fizessem um tipo de privatização onde o governo continuasse interferindo em praticamente tudo na empresa, inclusive na política de compras, mas não me parece razoável.
      No mais, esses benefícios indiretos poderiam ter alguma relevância se o custo de produção da Petrobrás fosse exorbitantemente alto, o que não é, e, além disso, todo mundo sabe que a Petrobrás paga bem e assim também injeta dinheiro indiretamente na economia, como seria a política de salários do setor privado? E de contratações? Iriam absorver a mão-de-obra técnica especializada nacional ou brasileiro é pra burro de carga?

      Wild Bill Hickok
      Membro Novato
      # 30/mai/18 17:07
      · votar


      A desregulamentação total do mercado significa possivelmente o fim da indústria do etanol, mas é claro que estou especulando.


      Provavelmente sim. Mas, qual o problema?

      brunohardrocker
      Veterano
      # 30/mai/18 18:15
      · votar


      Wild Bill Hickok

      Exato.

      sallqantay
      se o diesel fosse liberado para carro de passeio

      Exato.

      Depois continuamos.

      Black Fire
      Gato OT 2011
      # 30/mai/18 19:42
      · votar


      Wild Bill Hickok

      Provavelmente sim. Mas, qual o problema?


      Eu não sei, quem surgiu com a história de que a regulamentação prejudica o setor de etanol foi o brunohardrocker, mas aparentemente concluímos que a regulamentação é o que mantém o setor vivo. Mas agora ele está pouco preocupado com o setor, porque, aparentemente, o setor era uma figura retórica e não algo com existência na realidade.
      Eu acho.

      Black Fire
      Gato OT 2011
      # 30/mai/18 19:46
      · votar


      O que eu entendi é que nos devemos ser a favor da privatização da Petrobrás porque a regulamentação está quebrando as usinas de álcool, mas a falta de regulamentação vai quebrar as usinas de álcool, mas aí não tem problema porque não.

      sallqantay
      Veterano
      # 31/mai/18 04:54 · Editado por: sallqantay
      · votar


      o etanol é como tudo no BR. Começou bem, protegendo o país de choques do petróleo, inovação tecnológica, alternativas energética, etc.

      terminou com um monte de usineiro sugando a sociedade

      Jonas Kahnwald
      Membro Novato
      # 01/jun/18 10:16 · Editado por: Jonas Kahnwald
      · votar


      Eu não tenho certeza (digo, isto é o que eu percebo, pq acompanho o que muitos têm falado, mas não li 34 livros sobre) mas acho que a grande maioria dos investidores querem a privatização de Petrobrás, investidores esses que não gostariam que a indústria do etanol fosse abalada

      Se eles que conhecem mais do mercado que vocês e não tem esse medo, acho que vocês estão equivocados em achar que a privatização acabaria com a indústria do alcool

      Digo isso pq os mesmos que investem em Petro tbm investem em Cosan e quando o governo represou os preços da gasolina isso tbm foi prejudicial para os preços do álcool

      Consequentemente ambas empresas passaram por momentos ruins (principalmente Petro).

      Na teoria um ambiente menos regulado vai ser melhor para o consumidor e para o investidor, pois os preços nunca vão ser congelados por interesses políticos, a empresa nunca vai ser usada para criar um preço artificial só para depois os preços crescerem de forma desgovernada e ficarem muito mais caros do que se o preço acompanhasse o valor do brent

      brunohardrocker
      Veterano
      # 01/jun/18 10:31
      · votar


      Black Fire
      O que eu entendi é que nos devemos ser a favor da privatização da Petrobrás porque a regulamentação está quebrando as usinas de álcool, mas a falta de regulamentação vai quebrar as usinas de álcool, mas aí não tem problema porque não.

      Não, eu não estou concluindo nada, estou ensaiando. A desregulamentação é só o jogo limpo. O meu ensaio tem como foco o consumidor, que é o elo mais fraco. Se é o elo mais fraco, então os esquerdinhas deveriam se antenar tambem, já que gostam de pagar de defensor dos fracos.

      Se o diesel se tornar mais viável ao consumidor, quebrando o setor alcooleiro e reduzindo a demanda pela gasolina, qual seria o problema nisso?
      Eu usei o processo produtivo e comercial do alcool para ilustrar como ele prejudica o consumidor. E que este seria um campo onde o governo poderia trabalhar em uma desburocratização/desregulamentação para que o alcool ficasse mais barato ao consumidor e se tornasse mais competitivo em relação à gasolina. Já que privatizar a Petro é um sonho mais distante.

      sandroguiraldo
      Veterano
      # 01/jun/18 10:59
      · votar


      Posso estar muito errado, mas quem alimenta a mais remota possibilidade da Petrobrás ser privatizada é muito inocente.

      brunohardrocker
      Veterano
      # 01/jun/18 11:23
      · votar


      sandroguiraldo

      um sonho mais distante.

      brunohardrocker
      Veterano
      # 01/jun/18 11:24
      · votar


      Elon Musk vai enterrar os combustíveis fósseis.

      brunohardrocker
      Veterano
      # 01/jun/18 12:07
      · votar


      Pedro Parente (engenheiro) pediu demissão.

      Beto Guitar Player
      Veterano
      # 01/jun/18 14:11
      · votar


      Elon Musk vai enterrar os combustíveis fósseis.

      Ele vai é explorar os combustíveis de Marte.


      PS.: Só eu não estava conseguindo comentar no FCC?
      Eu loguei, mas quando ia comentar alguma coisa, pedia para logar novamente. Bugou geral...

      sandroguiraldo
      Veterano
      # 01/jun/18 14:33
      · votar


      brunohardrocker
      Eu diria muito, muito, muito distante meu amigo!

      brunohardrocker
      Veterano
      # 01/jun/18 14:55
      · votar


      sandroguiraldo

      Negócio agora é ir sucateando e entregando para o capital financeiro internacional.

      brunohardrocker
      Veterano
      # 01/jun/18 18:14
      · votar


      https://scontent.frao1-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/34200983_1938671246152 507_5801864225433321472_n.jpg?_nc_cat=0&oh=c34c0c801bf5e94c27c8bef07f2 d28e2&oe=5BB6885A

      brunohardrocker
      Veterano
      # 01/jun/18 19:31
      · votar


      Eu pedi e o Alvaro Dias atendeu.

      Vejam o que ele acabou de fakar sobre a eliminação de intermediários na comercialização do etanol:



      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Sobre a greve dos caminhoneiros

      305.742 tópicos 7.895.268 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2018 Studio Sol Comunicação Digital