Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      Gravidez Inesperada. E agora ?

      Autor Mensagem
      Bizet
      Veterano
      # 08/jun/17 12:39
      · votar


      Vovó chorona moralista, devolva a senha do Joseph Conrad.(2)

      coisa estranha btw, o moralismo e a estupidez dos pro-life nunca cansam de me surpreender

      brunohardrocker
      Veterano
      # 08/jun/17 13:23
      · votar


      Não é que ser pro-life é moralismo. É que ser pro-death é assumir a derrota filosófica na concepção da ideia, por razão de obviedade.

      Bizet
      Veterano
      # 08/jun/17 13:29 · Editado por: Bizet
      · votar


      "não confunda recuo estratégico com derrota" - General Tullius, Solitude, 4E 201

      Wade
      Membro Novato
      # 08/jun/17 14:15
      · votar


      pro-death

      Não é meu estilo preferido. Curto só algumas bandas.

      Pleonasmo
      Membro Novato
      # 08/jun/17 14:21
      · votar


      Bizet
      "não confunda recuo estratégico com derrota" - General Tullius, Solitude, 4E 201

      É uma forma gourmetizada de definir derrota, chummer

      Fidel Castro
      Veterano
      # 08/jun/17 17:31
      · votar


      O nome disso é ser pragmático. Fazer filho qualquer zé ruela faz, fazer direito exige planejamento sério.

      Bizet
      Veterano
      # 08/jun/17 17:39 · Editado por: Bizet
      · votar


      Pleonasmo
      você já defendeu a união de um império em meio às trincheiras de um território rebelde e obteve sucesso, chums?

      imagine-se estabelecido com seus batalhões em território inimigo, cercado de selvagens separatistas que te enxergam como representante de um império opressor, como símbolo de um governo que quer destruir a cultura local e os impedem de cultuar os deuses ancestrais. Diariamente você ouve boatos de imperiais sequestrados durante a noite, apenas pra confirmar estes mesmo boatos ao amanhecer, dois dias depois, quando estas mesmas vítimas aparecem, seus corpos esfolados, crucificados, suas feições, ou o que restou delas, congeladas numa expressão de dor e horror

      você percebe que é impossível caminhar pelas vielas de seu acampamento sem notar mulheres imperiais caminhando em seus trapos, seus pés descalços dormentes por caminhar no gelo, cabisbaixas em desolamento, destituídas de propriedade e dignidade, mulheres um dia mães de família agora obrigadas a abrir mão de sua honra apenas em nome da sobrevivência, seus descansos noturnos trocados por sessões de atos sexuais análogos a estupros, e, pasmem, perpetrados pelo seu próprio povo

      e você aceita esta situação em silêncio, porque sabe que, apesar de toda a dor, estas mesmas mulheres são indiretamente responsáveis pela estabilidade de seu exército, suas dilaceradas cavidades vaginais a principal ferramenta do seu comando na diminuição das tensões entre seus soldados

      e mesmo nesse tipo de situação, você, depois de sucessivas derrotas e recuos estratégicos, graças à sabedoria de recuar no momento correto, encontra um conjunto de vitórias decisivas, por fim mantendo a união do Império

      sentado nessa sua cadeira confortável, com um ventilador em sua nuca e um pacote vazio de doritos na mesa, quem é você pra chamar o general Tullius de gourmetizador, chummer? você não é nada além de uma criança sem cicatrizes

      CindyFerrari
      Veterano
      # 08/jun/17 18:17
      · votar


      só lembrando

      pro-life =/= pro-birth

      Wade
      Membro Novato
      # 08/jun/17 19:02
      · votar


      Até porque até cortar o cordão é só um parasita. Tipo um carrapato.

      Viciado em Guarana
      Veterano
      # 08/jun/17 19:11
      · votar


      Vcs ficam discutindo besteira, mas ninguém manda a ideia certa pro piá, né!

      S.A.G.A.Z
      Certifique-se que a criança é mesmo sua.

      Pedro_Borges
      Veterano
      # 08/jun/17 19:14 · Editado por: Pedro_Borges
      · votar


      Pleonasmo
      Por (de certa forma) sorte, ela perdeu nos primeiros dias.


      Feminazi, porks latino-americano , abortista...


      Rsrsrs

      Pedro_Borges
      Veterano
      # 09/jun/17 07:10
      · votar


      Bizet
      Credo, tive que tampar os olhos da Bia.

      Pleonasmo
      Membro Novato
      # 09/jun/17 08:19
      · votar


      Bizet
      ...e você aceita esta situação em silêncio... porque é um covarde acomodado, conformado e orgulhoso que resolve gourmetizar o covardismo.

      Se eu tivesse lá, o pau ia comer chummer, aqui não tem doritos e nem endeusamento, vaza cover do fidel castro.

      Pedro_Borges
      Feminazi, porks latino-americano , abortista...

      Meio progresex mesmo.

      sandroguiraldo
      Veterano
      # 09/jun/17 08:28
      · votar


      criança sem cicatrizes
      AKA menino de apto.

      qew
      Veterano
      # 09/jun/17 08:45
      · votar


      Certifique-se que a criança é mesmo sua.

      (2)

      e aja como homem

      brunohardrocker
      Veterano
      # 09/jun/17 10:19
      · votar


      CindyFerrari
      pro-life =/= pro-birth

      Isso é uma falácia das mais baratas.

      Ser pró-vida não é o mesmo que ser pai/mãe do filho dos outros.

      CindyFerrari
      Veterano
      # 09/jun/17 10:59
      · votar


      brunohardrocker
      não se trata de criar o filho de ninguém e sim de pensar no tipo de vida que a criança vai ter..

      S.A.G.A.Z
      Veterano
      # 09/jun/17 11:13
      · votar


      Insufferable Bear

      vida estável do que ficar com dois pós-adolescentes com apenas "uma certa independência".

      Velho.. Acho q vc é o único aqui que tá querendo provar seu ponto.. mas totalmente sem sucesso.. preparado eu não estou "de fato", até porque não estava planejando .. Mas agora não adianta chorar pelo leite derramado, é uma situação a qual temos que nos adequar, e superar..
      Outra, eu não to aqui julgando índole de ninguém.. e você também não me conhece pra falar se sou ou não preparado, ou se tenho condições de criar alguém.. a nossa certa "dependência" é pelo simples fato de ainda não termos uma casa própria.. coisa que já estou providenciando.. tenho meu emprego, meu carro, minha grana, e ela também.. a decisão já foi tomada, e criaremos da melhor forma possível.. Entendes?

      Passe bem.

      S.A.G.A.Z
      Veterano
      # 09/jun/17 11:24
      · votar


      CindyFerrari

      e aí, já contaram?

      Contei para o meu pai apenas Cindy, e falarei com a minha mãe hoje.. Mas vamos contar para os pais dela nesse fds.. mãe dela não vai receber bem a idéia pelo jeito.. mas é ter paciência ..

      Adler3x3

      Deveria gerar somente boas expectativas.
      Sendo pai a gente volta a ser criança e revisa pontos em que a nossa educação do passado foi falha não importam os motivos.


      Bom pensamento velho.. acho que poucos aqui pensam por esse lado..
      Chega a ser estimulante até, e faz com que se veja o lado bom disso tudo.
      Vlw.

      Jack Holland
      Veterano
      # 09/jun/17 11:29
      · votar


      brunohardrocker
      pro-death

      A questão é em que ponto da gestação um feto pode ser chamado de vida, pra que sua interrupção possa ser chamada de "morte".

      Há argumentos filosóficos, religiosos e científicos. Neste ponto, cada um está livre para ter a íntima convicção que quiser. Uns consideram que é a partir da concepção, outros fixam este marco por volta do 3º mês, que é quando o sistema nervoso central se desenvolve. É o caso dos países europeus em que a prática é liberada, com este limite.

      Outra questão relevante, é se tratar esta prática como crime com pena de reclusão é a estratégia mais efetiva para combatê-la, em detrimento de outras formas.

      Como dito, neste ponto, não se discute a íntima convicção das pessoas. O problema começa quando passam pro nível 2 e tentam impor sua convicção pessoal a todos os demais.

      brunohardrocker
      Veterano
      # 09/jun/17 11:31
      · votar


      CindyFerrari
      não se trata de criar o filho de ninguém e sim de pensar no tipo de vida que a criança vai ter..

      Então se trata de ser a mãe Dinah.

      brunohardrocker
      Veterano
      # 09/jun/17 11:33
      · votar


      Jack Holland

      No entanto, o assunto é delicado demais para ser relativizado.

      Então, pelo princípio da prudência e do conservadorismo, adota-se a opção mais segura frente a possibilidade do erro.

      S.A.G.A.Z
      Veterano
      # 09/jun/17 11:33
      · votar


      Viciado em Guarana e qew

      Já fiz isso.. e estou agindo.

      Insufferable Bear
      Membro
      # 09/jun/17 12:01
      · votar


      Se o pensamento vigente é que dar pra adoção é igual a abandonar é melhor que legalizem o aborto mesmo.

      Jack Holland
      Veterano
      # 09/jun/17 12:05
      · votar


      brunohardrocker
      o assunto é delicado demais
      pelo princípio da prudência e do conservadorismo, adota-se a opção mais segura

      Íntimo e subjetivo.

      S.A.G.A.Z
      Veterano
      # 09/jun/17 12:27
      · votar


      Fidel Castro

      O nome disso é ser pragmático. Fazer filho qualquer zé ruela faz, fazer direito exige planejamento sério.

      Não é totalmente verdade.. conheço mtos que não queriam ter filho naquela hora, e que hoje vivem bem melhor (em todos os aspectos) do que antes.. a responsabilidade e a maturidade cresceu infinitamente a ponto de virarem homem e mulher mesmo, e largarem o título de adolescentes irresponsáveis..

      Óbvio que tem mto zé droguinha aí que faz a criança, larga em casa com a vó e vai curtir o "frevo".. mas esses eu nem considero como parâmetro de comparação.

      brunohardrocker
      Veterano
      # 09/jun/17 12:38
      · votar


      Jack Holland
      Íntimo e subjetivo.

      Desconheço qualquer coisa mais objetiva do que falar sobre a vida e a morte.

      sandroguiraldo
      Veterano
      # 09/jun/17 12:44
      · votar


      chorar pelo leite derramado
      Aguardando piadinha do Makumbator sobre a literalidade da afirmação

      Então, pelo princípio da prudência e do conservadorismo, adota-se a opção mais segura frente a possibilidade do erro.
      Eu voto por mais pessoas como você meu amigo!

      Insufferable Bear
      Membro
      # 09/jun/17 12:49
      · votar


      conheço mtos que não queriam ter filho naquela hora, e que hoje vivem bem melhor (em todos os aspectos) do que antes..
      Isso é exceção à regra.

      makumbator
      Veterano
      # 09/jun/17 14:58
      · votar


      sandroguiraldo
      Aguardando piadinha do Makumbator sobre a literalidade da afirmação

      Hhahaha! Você foi mais rápido!

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Gravidez Inesperada. E agora ?

      303.024 tópicos 7.842.474 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2017 Studio Sol Comunicação Digital