Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      Transgeneridade é um transtorno mental

      Autor Mensagem
      General Patton
      Membro Novato
      # 20/mar/17 21:48


      Dr. Paul R. McHugh, ex-chefe da ala de psiquiatra do Hospital John Hopkins, em Baltimore, disse que a transexualidade é um transtorno mental que merece tratamento, e que a mudança de sexo é biologicamente impossível. O médico disse que as pessoas que promovem a cirurgia de redesignação sexual estão colaborando e promovendo uma desordem mental.

      Dr. McHugh, autor de seis livros e pelo menos 125 artigos médicos, fez essas afirmações em um comentário recente no Wall Street Journal, onde explicou que a cirurgia transexual não é a solução para as pessoas que sofrem dessa desordem – a noção de que a sua masculinidade ou feminilidade é diferente do que a natureza lhes atribuiu biologicamente.

      Ele também falou sobre um novo estudo que mostra que a taxa de suicídio entre pessoas transexuais que fizeram a cirurgia de redesignação é 20 vezes maior do que a taxa de suicídio entre os não-transexuais. Dr. McHugh ainda mencionou que estudos da Universidade de Vanderbilt e da Portman Clinic, de Londres, observaram algumas crianças que haviam demonstrado comportamentos transexuais. Ao longo do tempo, de 70% a 80% dessas crianças deixaram espontaneamente esses comportamentos.

      Enquanto o governo Obama, Hollywood e grandes meios de comunicação, como a revista Time, promovem o fenômeno transgênero como algo normal, disse o Dr. McHugh, “os legisladores e os meios de comunicação prestam um desfavor ao público e às pessoas transgêneras tratando suas confusões como um direito que precisa ser defendido e não como um transtorno mental que necessita de compreensão, tratamento e prevenção”.

      Segundo o médico, a desordem do transgênero consiste na “suposição” de que eles são diferentes da realidade física de seu corpo, da sua masculinidade ou feminilidade, conforme atribuído pela natureza. É uma doença semelhante à de uma pessoa extremamente magra que sofre de anorexia, que se olha no espelho e pensa que está acima do peso.

      Esta suposição de que o gênero é apenas uma condição mental, desprezando a anatomia, tem levado algumas pessoas transexuais a requerer que a sociedade aceite essa “verdade pessoal” subjetiva, disse o Dr. McHugh. Como resultado, alguns estados – Califórnia, New Jersey e Massachusetts – aprovaram leis barrando psiquiatras, mesmo com a autorização dos pais, de se esforçarem para restaurar os sentimentos de gênero naturais a um menor transgênero.

      Os ativistas da causa transgênero não querem saber dos estudos que mostram que entre 70% e 80% das crianças que expressam sentimentos transexuais perdem espontaneamente esses sentimentos ao longo do tempo. Além disso, dos que fizeram a cirurgia de redesignação sexual, a maioria disse estar “satisfeita” com a operação, mas suas condições psico-sociais posteriores não são melhores do que aqueles que não fizeram a cirurgia.

      “Assim, o Hospital Hopkins parou de fazer a cirurgia de redesignação sexual, uma vez que um paciente “satisfeito ” mas ainda perturbado parecia uma razão inadequada para amputar cirurgicamente os órgãos normais” disse o Dr. McHugh.

      O ex-chefe do hospital também alertou contra permitir ou incentivar certos subgrupos, tais como os jovens, suscetíveis a apologia do “tudo é normal” presente na educação sexual, e aos “gurus da diversidade” que habitam as escolas, que, como “líderes culturais”, podem incentivar estes jovens a se distanciar de suas famílias e oferecer conselhos sobre como rebater argumentos contrários à cirurgia transexual.

      “Mudança de sexo é biologicamente impossível”, disse McHugh. “As pessoas que se submetem à cirurgia de redesignação de sexo não mudam de homens para mulheres ou vice-versa. Em vez disso, eles se tornam homens feminilizados ou mulheres masculinizadas. Alegar que isso é uma questão de direitos civis e encorajar a intervenção cirúrgica é, na realidade, promover um transtorno mental.”

      Insufferable Bear
      Membro
      # 20/mar/17 22:17
      · votar


      você é um transtorno mental

      General Patton
      Membro Novato
      # 20/mar/17 22:20
      · votar


      Insufferable Bear



      Insufferable Bear
      Membro
      # 20/mar/17 22:31
      · votar


      General Patton
      lol esses burros não sabem que aparelho excretor não reproduz

      DoisUm
      Membro Novato
      # 21/mar/17 02:15
      · votar


      General Patton
      Aparentemente eles querem reinventar a biologia, afirmando que os cromossomos X e Y e a genética não significam nada, que o formato da coisa entre suas pernas também não decide coisa alguma e que a única coisa que importa é o sexo que a pessoa acredita ter.
      Um certo 'estudioso' chegou ao ponto de dizer que não existe NENHUMA forma de determinar isso, a não ser perguntar pro sujeito com qual sexo ele se identifica, rsrs.

      DoisUm
      Membro Novato
      # 21/mar/17 02:20
      · votar


      A partir dos 7:00 um grande estudioso de identidade de gênero nos explica como descobrir o gênero de outro ser humano sem ser malvado e insensível.



      Wuju Wu Yi
      Membro Novato
      # 21/mar/17 06:43
      · votar


      DoisUm

      biological sex is a social construction.

      hasush pqp.

      e aquele careca no fim ali? é homem ou mulher?

      ah sim, eu preciso perguntar pra ele.

      hsaushsa

      sandroguiraldo
      Veterano
      # 21/mar/17 07:58
      · votar


      Sobre o vídeo do Eneas... ver o cara o perguntando "mas isso é com base em algum estudo ou o que?"....

      Coitado... o cara não sabe como se fabrica um bebe...

      Wuju Wu Yi
      Membro Novato
      # 21/mar/17 08:00
      · votar


      sandroguiraldo

      A cegonha que trás.

      acabaramosnicks
      Membro Novato
      # 21/mar/17 10:02
      · votar


      Cada um faz o que bem entender, mas o que vc é por essência, biologia, natureza... isso não é opção. As pessoas tem que aceitar isso, simples assim.

      Se o cara é homem, quer se vestir como uma mulher, quer agir como uma mulher, quer dar o brioco pra outro homem... nem ligo! Cada um faz o que bem entender. Mas ele tem que ter a consciência de que ele é um homem, isso não vai mudar, até mesmo se ele fizer a tal da cirurgia e mudar os documentos, ele vai continuar sendo um homem, não tem jeito.

      Agora, dizer que isso é um transtorno mental é um pouco mais complicado... a hipótese foi levantada e há dados disponíveis, mas ainda há muita discussão a ser feita, há muita coisa a ser pensada e levada em consideração.

      A única certeza é que vc nasce com um gênero, e isso permanece por sua vida toda, isso não tem jeito. Cabe ao indivíduo aceitar esta condição imutável, ainda que seja desagradável.

      E parem de pensar em sexo somente como reprodução, sabemos que faz bastante tempo que a gente transa porque é gostoso, e tem gente que transa de maneiras que não seguem a naturalidade da coisa, e não cabe a ninguém dizer qual é o jeito certo ou errado de fazer sexo, ou de se obter prazer seja lá com o que for.
      É a mesma coisa que eu chegar para um pianista e dizer que ele é um otário, que o que dá prazer de verdade é tocar guitarra e que isso é que é o certo, que ele tá fazendo errado, que a vida dele é uma mentira kkkkkkkk

      General Patton
      Membro Novato
      # 21/mar/17 10:16
      · votar


      acabaramosnicks
      e não cabe a ninguém dizer qual é o jeito certo ou errado

      Saia do OT seu relativista safado

      acabaramosnicks
      Membro Novato
      # 21/mar/17 10:22 · Editado por: acabaramosnicks
      · votar


      General Patton
      nossa, que radical kkkkkk

      Mano, tem coisa que é certa, tem coisa que é errada, e tem coisa que pode ser relativo, simples assim.
      Quando se trata de prazer e preferências, é totalmente relativo SIM, e se tratando de sexo, que hoje tem como o principal (mas não único) objetivo a obtenção de prazer, cada um faz do jeito que quiser ué.

      Vale a pena reiterar: independente da maneira que o indivíduo resolve fazer sexo, o gênero é imutável, homem é homem, e mulher é mulher. Não interessa se vc fez cirurgia, se vc dá o brioco, se faz chuva negra, chuva dourada, se vc se veste do jeito que for... homem é homem e mulher é mulher, simples assim.

      Eu, particularmente, gosto de fazer sexo da maneira tradicional, eu, homem, com uma mulher, sem frescuras e sem exageros. Mas cada um transa do jeito que quiser, não to nem aí. Não vou dizer que é certo ou errado o jeito que cada um faz sexo, desde que seja uma coisa saudável para todas as partes envolvidas.

      Viciado em Guarana
      Veterano
      # 21/mar/17 10:30 · Editado por: Viciado em Guarana
      · votar


      Você pode julgar esse tipo de coisa se e somente se for um fiscal de foda devidamente registrado nos órgãos competentes.

      One More Red Nightmare
      Veterano
      # 21/mar/17 10:35
      · votar


      como diz o coltrane, a estatística é uma prima discursiva que suporta absolutamente qualquer tipo de conclusão que se queira.

      st.efferding
      Membro
      # 21/mar/17 10:40
      · votar


      Só eu fiquei com vontade de prover uma surra de pau mole na cara da imberbe petulante que aparece na imagem do vídeo que o DoisUm postou?

      General Patton
      Membro Novato
      # 21/mar/17 11:01
      · votar


      Todo mundo nesse vídeo merece apanhar.

      Jack Holland
      Veterano
      # 21/mar/17 11:30 · Editado por: Jack Holland
      · votar


      Eu discordo daqueles ultra relativistas que defendem que tudo é construção social, negando a biologia.

      Por outro lado, ir para a outra ponta do extremo e negar a transsexualidade é outra imbecilidade. Certeza que esses "cientistas" aí são daquela meia dúzia de gatos pingados malucos do naipe daqueles que ainda tentam provar a Terra plana. Se dizem estudiosos, mas no fundo não passam de crentes fanáticos enrustidos que praticam cherry picking descarado, tipo Malafaia e outros.

      Jack Holland
      Veterano
      # 21/mar/17 11:42 · Editado por: Jack Holland
      · votar


      O grande azar dos homo/bi/trans é o fato desta condição ocorrer dentro do cérebro, se externando na forma de comportamento.

      Como não dá pra "ver", isto dá azo a uma infinidade de teorias furadas e tempestade de chorume embutido em discursos de fanáticos religiosos enrustidos, com o único intuito de fomentar o preconceito, a exclusão e o ódio.

      Por que nenhum destes cientistas crentes tem culhão pra defender que o hermafroditismo é sem vergonhice? Por que é um fenômeno externo comprovado e qualquer um pode ver que é, sim, perfeitamente possível que um ser humano biologicamente de um sexo tenha órgãos genitais do outro, ou uma mescla de ambos.

      Agora se um fenômeno destes ocorre dentro do cérebro, somente se externando na forma de comportamento, aí não existe, aí é um atentado contra a família tradicional, sem vergonhice, etc. e somos premiados com estas pérolas.

      O erro dos Malafaias é colocar a carroça na frente dos bois. O comportamento não é a causa e sim a consequência. O indivíduo não é gay/bi/trans porque se comporta como gay/bi/trans. Ele se comporta como gay/bi/trans porque ele É gay/bi/trans. E não há até o momento método de "cura" testado e comprovado para isso.

      Na boa... tento o máximo possível ser imparcial, tentar desconectar uma coisa da outra e tal, mas tem hora que não dá... neste aspecto (tentar dar fundamento científico para absurdos) religião é um verdadeiro câncer na humanidade.

      Jack Holland
      Veterano
      # 21/mar/17 11:54 · Editado por: Jack Holland
      · votar


      BAD MEDICINE
      The Right’s Favorite Anti-LGBT Doctor Strikes Again
      Dr. Paul McHugh has a long history of anti-science, anti-LGBT stances. That doesn’t stop conservative media from lauding his work

      http://www.thedailybeast.com/articles/2016/08/23/the-right-s-favorite- anti-lgbt-doctor-strikes-again.html


      Alá... não disse?

      brunohardrocker
      Veterano
      # 21/mar/17 11:57
      · votar


      Não duvido que haja a possibilidade do ser nascer com um corpo que não condiz com seu pensamento.

      Mas, à luz da medicina, acho que a pergunta é bem básica: deve-se adequar o corpo ao pensamento ou o pensamento ao corpo?

      Em outras palavras, deve-se tratar para se aceitar ou para se adequar?

      Jack Holland
      Veterano
      # 21/mar/17 12:01 · Editado por: Jack Holland
      · votar


      brunohardrocker
      Mas, à luz da medicina, acho que a pergunta é bem básica: deve-se adequar o corpo ao pensamento ou o pensamento ao corpo?

      Isso é um ponto relevante que pode ser discutido.
      Eu pessoalmente não vejo nenhum problema em uma pessoa que calhou de nascer gay/bi/trans querer "se curar" desta condição, por qualquer motivo.
      O grande problema é, como falei, método para reverter isto, testado e comprovado, ainda não existe. Pode ser que um dia exista? Pode. E seria muito bom ter uma opção a mais para a pessoa.
      Mas, por enquanto, o que tem pra hoje é a cirurgia trans. A condição tem que ser muito bem diagnosticada? Sim (óbvio que um negócio desses não seria feito se baseando somente na palavra do indivíduo). Tem que vir acompanhada de acompanhamento psicológico? Com certeza. É a solução perfeita? Não sei. Mas quem sou eu pra fazer algum juízo de valor?

      Johnny Favorite
      Veterano
      # 21/mar/17 13:49
      · votar


      tão preocupados com o popô e o pipi dos outros né danadinhos?

      Wade
      Membro Novato
      # 21/mar/17 14:37
      · votar


      Não é.

      sallqantay
      Veterano
      # 21/mar/17 14:54
      · votar


      o Jack Holland enfia tudo no mesmo saco (homo/bi/trans ) só para usar a técnica do saco e xingar muito os religiosos

      deus tá vendo

      Maestro della Verità
      Membro Novato
      # 21/mar/17 15:00
      · votar


      Jack Holland
      Piti como valor de verdade

      Jack Holland
      Veterano
      # 21/mar/17 15:09
      · votar


      sallqantay

      São os religiosos que enfiam todos no mesmo saco. Ou vai dizer que eles aceitam numa boa algum desses?

      Infelizmente alguns deles viram "cientistas", como este cidadão aí, poluindo a academia com "estudos" absurdos e tendenciosos só pra tumultuar em nome da fé

      Insufferable Bear
      Membro
      # 21/mar/17 15:12
      · votar


      só para usar a técnica do saco e xingar muito os religiosos

      Religiosos é o grupo que a técnica se torna mais eficiente, porque todos deveriam ser amarrados num saco e jogados no rio.

      Insufferable Bear
      Membro
      # 21/mar/17 15:12
      · votar


      São os religiosos que enfiam todos no mesmo saco.

      Fight fire with fire, como dizem os bombeiros.

      sallqantay
      Veterano
      # 21/mar/17 16:24
      · votar


      Jack Holland

      pois é, como alguém ousa discordar da fé LGBTista?

      Jack Holland
      Veterano
      # 21/mar/17 16:57
      · votar


      sallqantay

      Não estou criticando-o apenas por discordar, mas sim por fazer pseudociência publicando "estudos" e "artigos" cuja imparcialidade é muuuito questionável.

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Transgeneridade é um transtorno mental

      303.923 tópicos 7.864.191 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2017 Studio Sol Comunicação Digital