Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      Mestrado e Doutorado - A Pedido (no singular mesmo)

      Autor Mensagem
      Ibanez GSA 270dx
      Veterano
      # fev/09 · Editado por: Ibanez GSA 270dx
      · votar


      Bog
      Eu odiava cálculo e afins. Estudava só para passar nas provas, e fiz questão de esquecer logo depois.

      pior é pra quem tem a disciplina de Calculo e nem faz engenharia ou demais cursos de exatas, como é o meu caso auhUahuahUHAua num é a toa que peguei DP

      Bizet
      Veterano
      # fev/09
      · votar


      Bog

      Fundamentos de Matemática para Computação;
      Programação Imperativa;
      Fundamentos da Computação.

      Pode me explicar em umas duas linhas o que essas matérias que eu vou pegar são? Eu tenho uma idéia pelos nomes, mas queria saber exatamente o que é.

      Bog
      Veterano
      # fev/09
      · votar


      Bizet

      Ixi cara, tirando programação imperativa, teria que ver o conteúdo programático delas. Cada universidade tem disciplinas diferentes, e às vezes, na mesma universidade, professores diferentes dão conteúdos diferentes.

      Fundamentos de matemática pode ser qualquer coisa. Cálculo (que vc pode ver, pela conversa acima, que tem lá sua utilidade), geometria analítica e álgebra linear (computação gráfica *É* álgebra linear), teoria dos grupos (criptografia usa muito)... realmente não dá para saber.

      Programação imperativa é o paradigma clássico de programação, talvez seja uma das coisas mais fundamentais do curso, porque até a programação orientada a objetos (que é o que mais tem hoje) é só um jeito bacana de juntar um monte de pedaços de programação imperativa. Ou seja, programação imperativa é a programação normal, diferentes são as outras.

      Fundamentos da computação... pode ser qualquer coisa também. Números binários, lógica de predicados, representação de dados, estruturas de dados básicas, história da computação...

      Zuzza
      Veterano
      # abr/09
      · votar


      UP...

      Vou prestar a prova do Mestrado na USP, em junho. \o/

      Bog
      Veterano
      # abr/09
      · votar


      Zuzza

      Ieie, boa sorte! Vai tentar ser bolsistinha?

      Zuzza
      Veterano
      # abr/09
      · votar


      Bog
      Sim. Com bolsa.
      Mas, mesmo se eu passar... Talvez eu não desenvolva, ainda. Tenho outras prioridades primeiro... Cá pra nós, q ridícula a bolsa de mestrado, hein? Eu traduzo textos e consigo ganhar mais do que a bolsa do mestrado. Vergonha isso...

      Bog
      Veterano
      # abr/09
      · votar


      Zuzza

      Heheh, eu na verdade recusei a bolsa, mesmo tendo sido oferecida. Preferi trabalhar em um lugar um pouco mais "real". Acho que, como eu quero ser professor, é importante eu não chegar lá tendo ficado SEMPRE só no mundo acadêmico. Tá certo que instituto de pesquisa não é igual a empresa normal, mas ainda assim, acho melhor do que chegar aos 30 anos tendo sido sempre estudante bolsista. =P Fica aí a dica, cabeça nas nuvens e pés no chão.

      Mas agora tá quanto? Uns 750 reau?

      Zuzza
      Veterano
      # abr/09
      · votar


      Bog
      Sim, concordo com vc. Não quero ser professora tão cedo, mas o fato de aceitar a bolsa é justamente para pagar os gastos que terei com o projeto. Mas, ficaria presa aos ''deveres'' do bolsista. Eu sempre fui bolsista, desde meu primeiro ano de facul e sei o qto isso é chato. =(
      Vamos ver o q é q vem... =)
      A bolsa tá mil e trezentos mangos. E, de boa, dá pra ganhar isso em duas ou três cirurgias simples. =/

      Bog
      Veterano
      # abr/09
      · votar


      Zuzza
      A bolsa tá mil e trezentos mangos. E, de boa, dá pra ganhar isso em duas ou três cirurgias simples. =/

      Hahhaha... ou o Real mudou totalmente de valor nesses últimos 4 anos, ou eu sou um rapaz totalmente econômico! =P

      Zuzza
      Veterano
      # abr/09
      · votar


      Bog
      Hahhaha... ou o Real mudou totalmente de valor nesses últimos 4 anos, ou eu sou um rapaz totalmente econômico! =P
      Eu tbm sou muito econômica e não vejo nem a cor do real. hehehe

      Sephiro
      Veterano
      # abr/09 · Editado por: Sephiro
      · votar


      Zuzza
      Vai fazer mestrado em que?? =D

      Bog
      comofaz pra fazer doutorado no japão?? =]

      Bog
      Veterano
      # abr/09
      · votar


      Zuzza
      Eu tbm sou muito econômica e não vejo nem a cor do real. hehehe

      Hahah, quando eu estava aí (até 2005), ganhava 850 por mês. =S Mas trabalhava só 6 horas por dia.

      Sephiro
      comofaz pra fazer doutorado no japão?? =]

      http://www.sp.br.emb-japan.go.jp/pt/index.htm (no menu "Cultura e Educação")

      http://www.asebex.org.br/

      Algumas bolsas são só para descendentes, mas a mais abrangente é a do governo japonês (procure por Monbukagakusho ou Monbusho), que vale para qualquer pessoa.

      Sephiro
      Veterano
      # abr/09 · Editado por: Sephiro
      · votar


      Bog
      Ok, vlw pelas dicas.

      Vc já conhecia a língua japonesa qdo foi para o Japão??
      Pergunto isso porque, segundo um amigo que fez doutorado no Japão, não é de todo necessário saber japonês para se comunicar aí, ele conseguiu se virar muito bem só com o inglês, depois ele fez curso de língua japonesa e foi aprendendo já estando no Japão. A informação procede? =]

      Zuzza
      Veterano
      # abr/09
      · votar


      Sephiro
      Vai fazer mestrado em que?? =D
      Cirurgia de pequenos animais. =)

      Bog
      Hahah, quando eu estava aí (até 2005), ganhava 850 por mês. =S Mas trabalhava só 6 horas por dia.
      Caramba... Já formado? =(

      Headstock invertido
      Veterano
      # abr/09
      · votar


      O que vem depois de Doutorado ou PHD?

      erico.ascencao
      Veterano
      # abr/09
      · votar


      Headstock invertido
      Depois de doutorado vem o pós-doutorado... não me pergunte o que é isso!!!

      Além disso, para quem entra na carreira acadêmica (dar aulas), há ainda dois "cargos":
      - livre docente
      - professor titular (vulgo "dono" de um departamento ou laboratório ou até disciplina)

      Headstock invertido
      Veterano
      # abr/09
      · votar


      erico.ascencao
      Valew

      Bog
      Veterano
      # abr/09
      · votar


      Sephiro
      Vc já conhecia a língua japonesa qdo foi para o Japão??

      Muito pouco. Aliás, eu conheço muito pouco até hoje, 4 anos depois. O motivo é que passei o doutorado inteiro falando inglês com o meu orientador, hehe.

      Mas isso varia de caso para caso. Tem professor que não fala inglês. Tem professor que fala mas se recusa.

      Zuzza
      Caramba... Já formado? =(

      Já formado e fazendo mestrado!!! =P Eu tinha proposta para ir para Manaus e ganhar 3000 e poucos, mas na época, preferi ficar por perto de pessoas que podiam me ajudar a vir para o Japão. Valeu cada centavo não-ganho. =)

      Headstock invertido
      O que vem depois de Doutorado ou PHD?

      Não existe título depois do doutorado. O que chamam de pós-doutorado na verdade é simplesmente quando um doutor tira um tempo e fica em uma universidade fazendo pesquisa. É bom para ter um tempo de "sujar as mãos" sem precisar dar aulas, tendo contato direto com outros pesquisadores e tal, mas no final não ganha título nem diploma.

      Se o cara for realmente anormal, ele faz dois doutorados mesmo!!! E um deles no MIT. O.o

      adnz
      Veterano
      # abr/09
      · votar


      Bog
      Aqui na UFRGS recebi um e-mail que falava sobre a seleção de alunos para Mestrado e Doutorado em algumas universidades do Japão. \o/ Quem sabe depois que eu me formar... : D

      Mas tenho que passar com A em tudo antes! :d

      Zuzza
      Veterano
      # abr/09 · Editado por: Zuzza
      · votar


      Bog
      Caramba...
      Bom, mas se valeu a pena... Bom pra vc. Eu estou pensando em várias coisas e minha cabeça tá entrando em parafuso. hehehehe
      Posso fazer mestrado, estágio nos EUA, ou especialização + trabalho. Ah, como disse pra Cheshire, eu estava pensando, tbm, em prestar o concurso da vigilância sanitária, mas acho q não daria muito certo...
      Preciso decidir até o final do ano. =(

      adnz
      Mas tenho que passar com A em tudo antes! :d
      Outro tipo de QI ajudaria bem mais. =)

      Bog
      Veterano
      # abr/09
      · votar


      adnz

      Ieie! Vamos virar japonês!

      Zuzza
      Posso fazer mestrado, estágio nos EUA, ou especialização + trabalho. Preciso decidir até o final do ano. =(

      Se fosse eu 5 anos atrás, talvez escolhesse o estágio nos EUA (ou em outro país). Trabalho/especialização/mestrado vão continuar existindo e acessíveis. Oportunidades no exterior são valiosas, mas são mais raras, e depois de um certo tempo, fica mais difícil de chutar o balde (por causa de família, carreira, filhos, etc). Claro, existem detalhes importantes: por ex, se o teu objetivo é fazer doutorado no exterior, talvez valha mais a pena fazer o mestrado logo de uma vez, e deixar a experiência internacional para "em seguida". Mas ter saído do Brasil foi *A* coisa mais impactante na minha vida. A gente aprende até a ver o Brasil com outros olhos. Não trocaria os meus últimos 4 anos por absolutamente NADA, nem se me dissessem que eu poderia ser um empresário rico hoje em dia.

      Outro tipo de QI ajudaria bem mais. =)

      Hehehhe, sempre vale. Mas se o I do QI for professor, é bom passar com A mesmo... =P

      Zuzza
      Veterano
      # abr/09
      · votar


      Bog
      Concordo com vc. Estou mesmo quaaase aceitando a proposta. Mas, no meu caso é um pouquinho diferente... Eu não estaria adiando algumas coisas por aqui, eu estaria jogando fora. Sem contar outras questões mais pessoais...
      Preciso mesmo colocar tudo na balança e não deixar minha vontade de morar fora falar mais alto. Mas, é como vc falou... Eu tbm escolheira ganhar bem menos e ir trabalhar fora. =)

      Hehehhe, sempre vale. Mas se o I do QI for professor, é bom passar com A mesmo... =P
      Sempre é bom ser um aluno ''A''. =D

      Bog
      Veterano
      # abr/09
      · votar


      Zuzza
      Eu não estaria adiando algumas coisas por aqui, eu estaria jogando fora. Sem contar outras questões mais pessoais...

      É, aí complica... Quando vim para cá, eu era solteiro, livre e leve, e por isso a decisão foi mais simples. Como disse, eu propositalmente deixei de aceitar certas coisas "boas para a carreira", porque sabia que queria vir.

      Hoje em dia, já seria diferente. Mesmo se me oferecessem uma vaga no Google, eu recusaria. Agora estou chegando nos 30, é bom também pensar um pouco na minha protofamília. No fim, só você mesma é que pode pesar as coisas para você - por isso eu disse "se fosse eu 5 anos atrás". O eu de hoje tomaria outra decisão. Talvez a Zuzza também. ;)

      thebassx
      Veterano
      # abr/09
      · votar


      Bog

      vc é descendente de japa? a cultura no japao é mais ocidentalizada que nos outros paises asiaticos, leia-se china, onde eles nao sabem nem quem é jesus cristo ?

      pq eu acho que deve ser barra pesada mudar de uma cultura ocidental pra uma oriental sem nem ter referencia, ou seja... nao ser um descendente de oriental.
      eu enlouqueceria em dois meses.

      Bog
      Veterano
      # abr/09
      · votar


      thebassx

      Quanto a ser descendente, eu sou sim, mas não tive exatamente "referências" de cultura oriental. Via minha avó uma vez por ano, e o máximo de "referência" que eu tive foram comportamentos que japoneses interioranos dos anos 30 tinham, e ainda assim em doses mínimas. Sou 100% brasileiro, meus pais são brasileiros, minha criação foi brasileira.

      Essa ilusão de que descendente de japa tem alguma "referência" muitas vezes causa um impacto maior naqueles que PENSAM que vão encontrar aqui um ambiente igual ao da casa da vovó, heheh.

      onde eles nao sabem nem quem é jesus cristo

      Muitos japas não sabem quem foi Jesus, e muitos entendem que é um tipo de lenda, ou que ele tem alguma relação com o Papai Noel (?!). Acho que apenas uns 3% dos japoneses são cristãos.

      eu enlouqueceria em dois meses.

      Nada, a gente acostuma. Uma das coisas que a gente logo nota é o quanto somos brasileiros, e como "cultura brasileira" é uma coisa muito mais profunda do que samba, futebol e carnaval. Você não entende nada - nem as piadas, nem os códigos de conduta, nem as placas na rua, nem que não pode discordar do chefe diretamente, nem as barreiras entre "vida pessoal" e "amizade". Claro, muitos brasileiros vêm para cá e ficam só convivendo com outros brasileiros, aí acabam agindo aqui como se estivessem aí, o que às vezes gera mal-entendidos e "pósconceitos preconceituosos" (ex: brasileiro é barulhento, bagunceiro, desrespeitoso com os mais velhos, despreocupado com a educação, etc). Mas para os que acostumam, estranho mesmo é voltar para o Brasil e se sentir perdido aí também!!!

      thebassx
      Veterano
      # abr/09 · Editado por: thebassx
      · votar


      Bog

      sim, ir morar no exterior (estou vivendo a mesma experiencia), mostra que no Brasil nos também temos uma cultura forte, em termos de comportamento. vc nao beija o bochecha das suas amigas japonesas quando as encontra, beija? (apesar de isso ser comum na europa tambem).

      mas sim, há muitas diferenças na forma como tratamos as pessoas, na verdade, ter vindo pro exterior eu percebi como o brasileiro é um povo amigo entre si, na forma como se tratam...
      aqui o 'hi how are ya' é só um ritual.
      alias, foi engracado esses dias...
      eu estava com uns amigos alemao e tenho um amigo da guatemala. e ele estava discutindo com um amigo colombiano, em espanhol é claro... mas nao juntamente conosco (alias, é uma tremenda falta de educacao falar seu proprio idioma na frente de outros que nao o falam) por falar portugues eu entendia basicamente tudo o q eles estavam falando.. e eles nao estavam realmente discutindo, brigando, estavam só conversando... um pouco mais calorosamente... entao o amigo alemao vira e me fala... "nossa.. eles estao furiosos." .. e eu falei "nao, nao tao soh conversando"... dai ele me fala.. "ah, entao esse é o famoso temperamento latino americano" hahahhahaha

      engraçado é que os italianos sao assim tb, (meus avos sao italianos. quando era crianca e ia passar fim de semana na casa deles, era 6 da manha jah tava acordado pq os dois conversavam na cozinha aos berros .. era lindo) ..
      :)

      Bog
      Veterano
      # abr/09
      · votar


      thebassx

      Ah é, não sabiaque vc também estava fora do Brasil... =P Tá onde?

      Mas é bem isso, tem muito nikkei (descendente) que no Brasil se acha O japa, vive naqueles clubes e tal, mas quando vem para cá percebe que não é japa p* nenhuma.

      vc nao beija o bochecha das suas amigas japonesas

      Hahha, no primeiro ano-novo, fui dar um abraço na secretária do meu professor, e quase matei a tia de susto, haahah. Ela disse que não abraça nem os PAIS dela!!! =O

      brigando

      Aqui foi a mesma coisa... Descobri que a gente fala alto, gesticula, e interrompe o que o outro está falando, um falando por cima do outro. Japa só faz isso quando está brigando, senão é aquela coisa de fala um - pausa - fala outro - pausa - fala um... Agora imagine um brasileiro interrompendo o que o chefe está falando. Nem que seja para dizer "ah, entendi, senhor chefinho", é considerado extremamente rude.

      Igão
      Veterano
      # abr/09
      · votar


      Bog

      Seu nick me lembra "Bogas" =\

      Bog
      Veterano
      # abr/09
      · votar


      Igão

      Eu nem sei o que significa isso. E prefiro ficar sem saber. =P

      Igão
      Veterano
      # abr/09
      · votar


      Mas se quiser saber é só pesquisar no fórum que tu acha ;)

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Mestrado e Doutorado - A Pedido (no singular mesmo)

      305.940 tópicos 7.899.551 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2018 Studio Sol Comunicação Digital