Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      Curso de Tecnólogo

      Autor Mensagem
      Bog
      Veterano
      # nov/08


      Depois de algumas longas (LONGAS) respostas neste tópico, me ocorreu uma coisa...

      Há tempos eu sei que muita gente da minha área (Ciência da Computação) reclama do enfoque generalista e teórico do curso. Acham que o curso tem muita teoria "inútil" - o que não é verdade: essa teoria toda tem aplicação direta em muitas coisas práticas. A reclamação é mais porque essas pessoas não querem saber aquilo tudo, não querem fazer foguetes, satélites ou o sistema de busca do Google. Querem cair logo no mercado de trabalho, ser algo como "administrador de redes", "desenvolvedor web" ou "administrador de banco de dados", e pronto. Para eles, não há a menor necessidade de se conhecer por dentro todas as técnicas usadas ao longo da história dos bancos de dados, basta saber os nomes e as características daquelas usadas atualmente, e como usar BEM as ferramentas disponíveis. Afinal de contas, a maior parte das pessoas não vai fazer o Oracle, vai somente usá-lo.

      Sei que o mesmo tipo de reclamação existe também em outras áreas, como engenharia.

      Nestes casos, noto que o problema não é o curso - os cursos generalistas têm, e continuarão tendo grande importância - mas sim o fato de que esses cursos não formam o profissional que algumas pessoas querem ser. Pode parecer estranho, mas muita gente escolhe "Ciência da Computação" e depois reclama que o curso forma cientistas (que surpresa!), e não "o que o mercado tá querendo".

      Por isso, estou pensando aqui... o pessoal realmente conhece os cursos de tecnólogo? Quando eu fiz vestibular, há 11 anos, não conhecia, e nenhum dos meus amigos do cursinho fez curso de tecnólogo. Mas durante a faculdade, reparei que esses cursos eram exatamente aquilo que muitos dos reclamões sempre quiseram. São mais diretos, formam especialistas (ao invés de generalistas), que muitas vezes têm um conhecimento mais específico mas bem mais profundo do que o sujeito que se forma numa faculdade convencional. Além disso, são mais curtos, e têm o mesmo peso na hora de fazer um concurso público ou coisa do tipo.

      Por isso, fica a minha pergunta Canto:

      Você conhece os cursos de tecnólogo? Qual a sua opinião sobre eles? Acredita que esses cursos têm o espaço e destaque necessários?

      Se você é vestibulando, ou será em breve: cogita a hipótese de fazer um curso desses?

      Se você é universitário ou formado: não pensa às vezes que um desses cursos era o que você precisava na verdade?

      Se você é empresário, chefe, ou responsável pelo RH: você dá aos tecnólogos o devido valor, ou trata eles como técnicos?

      Eu particularmente acho que existe um espaço enorme para esses cursos, e para muitas pessoas, era uma solução ótima. Apesar de estar a caminho de ser um professor universitário, acho que devia haver mais foco nos cursos de tecnólogo - deixando os cursos generalistas para aqueles que querem ser generalistas, e não para aqueles que querem "fazer faculdade" e escolhem o curso generalista porque não existe um curso mais específico para aquilo que eles querem fazer (ou porque não conhecem mesmo).

      Podem jogar suas pedras, reclamar que eu escrevo demais, esperar pelo filme/resumo... Mas a questão é séria, na verdade, porque envolve a carreira de muita gente.

      lula_molusco
      Veterano
      # nov/08
      · votar


      Se você é vestibulando, ou será em breve: cogita a hipótese de fazer um curso desses?
      Não, simplesmente por que muitos desses cursos não são reconhecidos pelo MEC e muito menos aceitos como uma formação de nível superior por grande parte das empresas que eu conheço.

      Bog
      Veterano
      # nov/08
      · votar


      Para os que preferem esperar o resumo ou têm dificuldade de leitura:

      Ei pessoal! A galera reclama da teoria dos cursos nas faculdades, mas o que eles queriam eram ser tecnólogos! Tecnólogo é legal! Curso normal também é legal, mas não para quem queria ser tecnólogo! Afinal, a galera não tá querendo ser doutor, e sim sentar na grana logo de uma vez!

      E aí, o que vocês acham desses cursos aí? Alguém fez ou quer fazer? Alguém não fez e gostaria de ter feito?

      Diino
      Veterano
      # nov/08
      · votar


      Bog

      acho que nao vale, pq o salário é proximo do TÉCNICO,

      vamos supor que numa empresa "x":

      tecnico: R$1500,00
      tecnologo: R$2100,00
      engenheiro: R$3800,00

      mais ou menos por ai.

      creio que deve se esperar pra ganhar mais, eu to tri em duvida de fazer facul, esperar 5 anos pra sentar na grana, mas acho que tecnologo nao é praia.

      Bog
      Veterano
      # nov/08
      · votar


      lula_molusco

      Quanto ao primeiro problema, existem também faculdades não reconhecidas. ;) E existem muitos cursos de tecnólogo que são reconhecidos. Claro, poderiam existir mais desses - como eu mesmo disse, acho que devia haver mais foco nos cursos de tecnólogo.

      Quanto ao segundo problema, fica a pergunta que eu fiz também: Se você é empresário, chefe, ou responsável pelo RH: você dá aos tecnólogos o devido valor, ou trata eles como técnicos?

      Mas você não tem medo de fazer faculdade e ser só mais um reclamão dizendo: "menos papo, mais produção"? Não pensa que talvez você não queira ser um generalista? E se acontecer, o que você pretende fazer?

      Bog
      Veterano
      # nov/08
      · votar


      Diino

      Será que as empresas não vão eventualmente notar que o tecnólogo pode ser um cara que manja muito? Ok, manja muito de coisas específicas, mas se essa coisa específica é o que a empresa precisa...

      Ou será que vão continuar considerando os tecnólogos como algo entre o técnico e o engenheiro?

      Quanto ao dinheiro, você acha que vale o esforço? Encara Cálculo III e Mecânica dos Fluidos, ou Controle, ou Processamento de Sinais, mesmo sabendo que muita gente nunca mais vai usar isso depois?

      Bog
      Veterano
      # nov/08
      · votar


      Vou dormir, amanhã eu vejo se alguém mais entrou na brincadeira, hehe.

      shoyoninja
      Veterano
      # nov/08
      · votar


      Bog
      Concordo com você em um ponto, é ideal para quem quer a parte prática.

      Mas discordo em outro, não acho que um especialista possa se formar assim.

      maggie
      Veterana
      # nov/08
      · votar


      Por coincidência, assisti um pedaço do quadro do Max Gehringer no programa Fantástico falando justamente sobre isso. Pra quem está em dúvida ou quer saber mais, vale conferir.

      Acho que resumiu muito bem:
      O curso de tecnólogo também não é recomendável para jovens que estejam em dúvida quanto à carreira que desejam seguir. Nesse caso, o curso iria reduzir o leque de opções futuras de emprego. Seria melhor o jovem optar por um curso mais generalista, como economia ou administração.

      Mas o curso tecnológico é altamente recomendável para quem já desempenha uma determinada função e deseja saber mais sobre ela. Aí sim o diploma vai se somar à experiência prática e melhorar muito o currículo.


      Diino
      Veterano
      # nov/08
      · votar


      Bog
      Será que as empresas não vão eventualmente notar que o tecnólogo pode ser um cara que manja muito?

      creio que não, ou talvez, depende da maturidade da empresa, pra eles o que conta mesmo é o canudo escrito ENG. fulano de tal.
      isso faz a diferença.

      sou técnico em automação industrial, estou prestes a fazer engenharia elétrica, técnico, cara, nao sabe nada, eu sou uma excessão pq corro atras, eu GOSTO do que faço, mas nao sei se é o meu colegio em específico, mas a galera nao sabe medir tensão em tomada.
      :|

      Ou será que vão continuar considerando os tecnólogos como algo entre o técnico e o engenheiro?

      exatamente isso. mais pra técnico do que engenheiro.

      Quanto ao dinheiro, você acha que vale o esforço? Encara Cálculo III e Mecânica dos Fluidos, ou Controle, ou Processamento de Sinais, mesmo sabendo que muita gente nunca mais vai usar isso depois?

      é foda cara, facul vai MUITA grana, MUITA mesmo, são sacrifícios né, temos que encarar se quisermos ter aquilo que a gente gosta futuramente...

      eu já ouvi falar mto deses cursos, mas nao me despertaram mta atenção.

      Vou dormir, amanhã eu vejo se alguém mais entrou na brincadeira, hehe.

      em que mundo vc vive?
      IUAEHOIAEHEAIUHAEIUAEHAEIUHAEIUAEHIUAEHAEIUH

      lula_molusco
      Veterano
      # nov/08
      · votar


      Bog
      Eu sou técnico, e já trabalhei como técnico, numa das maiores empresas do mundo, e te digo: no processo de seleção, quando fizeram a dinâmica já nas etapas finais só havia gente de nível superior e de nível técnico...quase não há vagas para tecnólogos, ou você é técnico ou engenheiro.

      Bog
      Veterano
      # nov/08
      · votar


      shoyoninja
      não acho que um especialista possa se formar assim.

      Acho que um "especialista" em uma coisa específica, pode sim. Sei lá, um "administrador de redes", por exemplo. Não estou falando em um especialista em IA ou processamento de imagens, que são coisas bem mais teóricas. Mas muitas vezes, o que a empresa precisa é de um bom administrador de redes mesmo, um cara que sabe usar os equipamentos e programas, não necessariamente um cara que poderia reescrever o Apache, hehe. Ou então um cara que sabe fazer a manutenção de um tipo específico de máquina, mesmo que não possa inventar outra máquina em outra área.

      Lembro que houve um princípio de negociação quando eu estava na faculdade entre a universidade e a Oracle. Não foi para a frente porque a Oracle queria praticamente formar administradores de bancos de dados, obviamente, com foco em Oracle. O cara sairia da faculdade com certificação deles e tudo. Os professores exorcizaram eles de lá, hahahahah. Mas às vezes, é exatamente o que o sujeito queria.

      Bog
      Veterano
      # nov/08
      · votar


      Diino
      em que mundo vc vive?

      Em um onde são 1 e 10 da madrugada e eu tenho que ir trabalhar de manhã. ;)

      Luiz Rhoads
      Veterano
      # nov/08
      · votar


      Bog
      Se você é vestibulando, ou será em breve: cogita a hipótese de fazer um curso desses?

      Se tudo der certo pra mim, pretendo no ano que vem começar um curso de Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas (se não me engano é a mesma coisa que Sistemas de Informação). Para meu momento atual é o que preciso, quero e posso fazer. =)

      maggie
      Veterana
      # nov/08
      · votar


      Bog
      Diino
      sou técnico em automação industrial, estou prestes a fazer engenharia elétrica, técnico, cara, nao sabe nada, eu sou uma excessão pq corro atras, eu GOSTO do que faço, mas nao sei se é o meu colegio em específico, mas a galera nao sabe medir tensão em tomada.
      :|

      Ou será que vão continuar considerando os tecnólogos como algo entre o técnico e o engenheiro?

      exatamente isso. mais pra técnico do que engenheiro.


      Por partes:
      - Conheço técnicos que sabem muito mais do que Engenheiros que passaram a vida toda fazendo iniciação científica... os caras sabem a prática, o que costuma dar defeito, como consertar rapidinho, como matar tempo... huahua

      - Em empresas grandes, não sei se há espaço... mas posso dizer que os tecnólogos não concorrem com quem tem a formação tradicional, nessas empresas... elas podem se dar ao luxo de pegar só os melhores (e pagar por isso)

      - Realmente falta BOM profissional, mas não sei se os tecnólogos vão preencher essa lacuna; vai depender deles e da faculdade onde estudarem... hoje vejo uma grande desconfiança de quem contrata, o pessoal ainda prefere o tradicional. Pode ser que mude, mas vai levar tempo.

      brunohardrocker
      Veterano
      # nov/08
      · votar


      Acontece o mesmo na minha área, administração.

      Infelizmente os baicharéis ainda não são tratados por muitas empresas com pelo menos alguma consideração a mais que os tecnicos, ou até mesmo com quem não é formado em nada.

      shoyoninja
      Veterano
      # nov/08
      · votar


      Bog

      Acho que um "especialista" em uma coisa específica, pode sim. Sei lá, um "administrador de redes", por exemplo. Não estou falando em um especialista em IA ou processamento de imagens, que são coisas bem mais teóricas. Mas muitas vezes, o que a empresa precisa é de um bom administrador de redes mesmo, um cara que sabe usar os equipamentos e programas, não necessariamente um cara que poderia reescrever o Apache, hehe. Ou então um cara que sabe fazer a manutenção de um tipo específico de máquina, mesmo que não possa inventar outra máquina em outra área.


      Tá, mas aí é um especialista no sentido de que ele só sabe fazer aquilo e não no sentido de que ele focou seu estudo apenas em uma área para dominá-la.

      Pra mim um cara que é "especialista" em Apache, tem a obrigação de conhecer o código fonte e poder reescrever pelo menos parte dele para solucionar uma situação. Mesmo porque, essa é a grande vantagem do Apache e de outras soluções Linux (especialistas adaptando e aperfeiçoando o código fonte continuamente).

      Mas entendi o que você quis dizer, segue o jogo :P.

      Bog
      Veterano
      # nov/08
      · votar


      Luiz Rhoads
      se não me engano é a mesma coisa que Sistemas de Informação

      Hmmm, eu acho que não é...

      Mas é o que muita gente que estudou comigo gostaria de ter estudado, na verdade.

      maggie
      Conheço técnicos que sabem muito mais do que Engenheiros que passaram a vida toda fazendo iniciação científica.

      Heheh, eu conheci uns caras "super-técnicos", com anos de experiência. Eles tinham a sua importância. Um deles montava qualquer circuito que pedissem em tempo recorde, era extremamente útil. Ele só sabia fazer aquilo, mas fazia muito bem, muito melhor que a gurizada que sai da faculdade com o título de engenheiro e chegava lá achando que o cara era só um peão qualquer.

      iniciação científica

      Isso é uma coisa interessante, e um dos "problemas" do ensino generalista. Em geral, muitos professores são bem esses caras que fizeram IC, depois mestrado com bolsa, e doutorado com bolsa. São pessoas que acabam vivendo em "torres de marfim", meio alheias ao mundo real.

      Eu tentei não fazer o mesmo - nunca fiz IC, durante o mestrado, trabalhei, e resolvi trabalhar por uns anos agora também, antes de voltar para o Brasil. Depois dos estágios, nunca fiquei em empresinhas de software, só institutos de pesquisa aplicada, mas dá para ter um gostinho de "mundo real", diferente de quem fica só no mundinho acadêmico. Tomara que sirva para alguma coisa no fim das contas, hehehe.

      elas podem se dar ao luxo de pegar só os melhores

      Mas será que "os melhores" sempre são os que fizeram cursos tradicionais? Eu conheci tanta gente que se formou sem saber porcaria nenhuma, hahahah...

      shoyoninja
      Tá, mas aí é um especialista no sentido de que ele só sabe fazer aquilo e não no sentido de que ele focou seu estudo apenas em uma área para dominá-la.

      Sim, sim, eu digo especialista mais nesse sentido mesmo. E sinceramente, um cara que tivesse aprendido sobre equipamentos e uso de servidores num curso teria aprendido bem mais do que qualquer colega meu aprendeu na faculdade.

      O ensino generalista forma pessoas com uma base larga, mas no geral é pouco profunda. O cara sempre precisa de um bom tempo para aprender os detalhes. Um bom bacharel em ciência da computação pode não ter aprendido a administrar redes na faculdade, mas não terá maiores problemas para aprender isso na prática. Um bom tecnólogo sairia do curso sabendo administrar redes, mas teria sérios problemas em aprender qualquer outra coisa que fosse um pouco diferente.

      Note que eu não sou "contra" o ensino tradicional. Eu não teria feito curso de tecnólogo, e estudei nos moldes tradicionais até onde era possível ter estudado (parei só este ano, com quase 28 anos!). Estou no caminho de me tornar professor universitário, até, e faço questão de que o curso seja "Ciência da Computação". Mas é bem por isso que eu penso que queria formar bacharéis em Ciência da Computação, e não carinhas que queriam ser "Desenvolvedor Web" e que chegam ao fim do curso sequer sabendo o que é "ciência". Eu já ouvi tanta reclamação sobre problemas "do curso" vindas de pessoas que na verdade estão fazendo é o curso errado...

      Diino
      Veterano
      # nov/08
      · votar


      Bog

      acordou é?
      eu nem durmi ainda.
      IOUAEHOEIAUHEAIUHEAOIUEAHAIOEUHAEIU

      [/desvirtuação]

      Certeza
      Veterano
      # nov/08
      · votar


      Não, simplesmente por que muitos desses cursos não são reconhecidos pelo MEC e muito menos aceitos como uma formação de nível superior por grande parte das empresas que eu conheço.


      precisa conhecer muuuiiitooooo mais empresas meu caro...e conhecer melhor o mec tbm pois a maioria dos cursos tecnologicos te dão a oportunidade de se registrar em algum conselho...os q vc nao consegue registro é pq ainda não formou nenhuma turma...

      Bog
      eu tenho no curriculo um bacharelado e licenciatura e to fazendo um curso de tecnologo...finalmente estou tirando uma graninha pra conseguir minha independencia financeira...percebo q as empresas cada vez mais optam por gente formada nesse segmento...o curso é bem específico mesmo, mas permite pós, mestrado, doutorado, pós doutorado, tudo que uma graduação permite, pois é um curso de nível superior...porém o curso é muito diferente, totalmente voltado ao mercado de trabalho, sem a teoria que muita gente acha desnecessária para o mercado de trabalho, e que realmente é, se você não sonha em ser um cientista ou ganhar um nobel...mas isso é só a minha opinião, pelo que eu tenho vivido no dia-a-dia...

      Luiz Rhoads
      Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas
      é exatamente o curso que eu faço...
      se não me engano é a mesma coisa que Sistemas de Informação
      o nome antigo era tecnologia em sistemas de informação, e é o mesmo curso...diferente de bacharel em sistemas de informação...

      qquer duvida dá um grito...

      BokuWa
      Veterano
      # nov/08
      · votar


      Caramba, suas respostas são muito longas, ninguém lê...

      Carlos Henrique 2
      Veterano
      # nov/08
      · votar


      Curso de mestrado é generalista? o.O

      TG Aoshi
      Veterano
      # nov/08
      · votar


      BokuWa
      Hmm... Interesting...

      ...sempre me achei um ninguém mesmo! \o/

      The Blue Special Guitar
      Veterano
      # nov/08
      · votar


      Falando um pouco a minha opinião hehe...

      Faço análise e desenv. de sistemas numa federal e o foco do curso é realmente mais especialista do que generalista.
      Boa parte do pessoal que se forma vai trabalhar com desenvolvimento ou análise, realmente, no trabalho em si, fora do mundo acadêmico.
      Entretanto, ultimamente tem sido bem significativo o número de egressos que entram em programas de mestrado na área de computação e depois se tornam pesquisadores/professores.
      O esforço para entrar nesses cursos é maior para quem faz um curso de tecnólogo, já se vê isso pelo POSCOMP, em que parte do conteúdo da prova não faz parte da ementa dos cursos tecnológicos.
      Na área de informática, o que percebo, é que corporativamente tanto faz o curso que o indivíduo fez, o que conta mesmo é que tenha curso superior e seja suficientemente especializado para fazer aquilo a que foi contratado.

      Bog
      Veterano
      # nov/08
      · votar


      Certeza

      Você tem uma visão um pouco mais parecida com o que eu penso dos cursos de tecnólogo. Eu acho que ambos são importantes, na verdade, por razões diferentes, e para pessoas diferentes.

      permite pós, mestrado, doutorado, pós doutorado, tudo que uma graduação permite

      Permitir permite mesmo, mas é bem mais complicado. Por exemplo, eu jamais teria feito o PhD no Japão se não fosse graduado num curso de bacharelado em uma universidade federal. E mesmo se tivesse conseguido entrar, teria sofrido muito mais para sair doutorizado, hehee.

      Mas isso é porque doutorado é um troço BEM acadêmico, e sai bastante do tipo de conhecimento mais "prático" dos tecnólogos, que é bem voltado para o mercado e o momento.

      Uma outra coisa... No teu caso específico, existe o risco das tecnologias mudarem muito, o suficiente para você precisar praticamente reaprender tudo do 0? Tipo os antigos programadores Cobol, que ficaram com um nó no cérebro quando a orientação a objeto derrubou tudo?

      BokuWa

      Você teria gasto menos energia lendo do que entrando no tópico só para dizer isso.

      Carlos Henrique 2
      Curso de mestrado é generalista? o.O

      Não, é BEM específico. Mas mestrado tem orientação acadêmica já, mais do que um bacharelado, sai totalmente do mercado "comum". É bem útil, caso você queira trabalhar em um instituto de pesquisa, mas na minha área, para quem está no mercado corporativo vale muito mais uma certificação Java/Oracle/Oqueestivernamoda.

      The Blue Special Guitar
      O esforço para entrar nesses cursos é maior para quem faz um curso de tecnólogo,

      Não só para entrar, mas para sair também. E isso vale mesmo para quem tem bacharelado. O pessoal de Sistemas de Informação que ia fazer mestrado em Ciência da Computação ficava bem perdido, no geral. Os que iam para o lado de engenharia de software conseguiam levar melhor, os que tentavam se meter com IA ou visão computacional volta e meia ficavam sem saber o que fazer. Mas isso é "no geral" mesmo, varia muito de pessoa para pessoa.

      já se vê isso pelo POSCOMP, em que parte do conteúdo da prova não faz parte da ementa dos cursos tecnológicos.

      Heheheh, é bem isso, lembro de muita gente com medo, estudando, sofrendo... Eu fiz a prova sem estudar, e tudo o que caiu eu tinha visto na faculdade.

      corporativamente tanto faz o curso que o indivíduo fez, o que conta mesmo é que tenha curso superior e seja suficientemente especializado

      Principalmente porque a profissão nem é regulamentada. No fim das contas, o que impora é que o cara resolva o problema, não o que está escrito no diploma. Mas eu acho que nem todas as empresas pensam assim...

      Claro, isso falando de mercado corporativo "comum", não acho que seja igual para quem vai fazer o sistema de controle de um avião, um satélite, ou coisa do tipo.

      Luiz Rhoads
      Veterano
      # nov/08
      · votar


      Certeza
      é exatamente o curso que eu faço...

      \o/

      o nome antigo era tecnologia em sistemas de informação, e é o mesmo curso...diferente de bacharel em sistemas de informação...

      qquer duvida dá um grito...

      Valeu cara. Pode deixar que dando tudo certo começarei o curso no primeiro semestre do ano que vem, aí te dou um toque sempre que precisar.

      King of Terror
      Veterano
      # nov/08
      · votar


      Bog
      Não, é BEM específico. Mas mestrado tem orientação acadêmica já, mais do que um bacharelado, sai totalmente do mercado "comum". É bem útil, caso você queira trabalhar em um instituto de pesquisa, mas na minha área, para quem está no mercado corporativo vale muito mais uma certificação Java/Oracle/Oqueestivernamoda.

      Lembrando que há muitas empresas que preferem profissionais pós-graduados, principalmente no desenvolvimento de novas tecnologias / tecnologia de ponta. Conheço algumas empresas que compõem mais de 80% dos colaboradores com mestres e doutores, os outros 20% são da limpeza, café e serviços auxiliares.
      Um exemplo disso é o Google, que preferencialmente contrata pós-graduados.
      Outra empresa grande de celular que não posso citar o nome também tem apenas mestres e doutores, dos programadores aos projetistas.
      Além disso, o salário em geral é também muito mais alto para esse nível de qualificação. Não precisa seguir apenas no acadêmico, há setores de pesquisa e projeto em empresas privadas, mas também há aplicação.

      Bog
      Veterano
      # nov/08 · Editado por: Bog
      · votar


      King of Terror
      Conheço algumas empresas que compõem mais de 80% dos colaboradores com mestres e doutores, os outros 20% são da limpeza, café e serviços auxiliares.

      Um exemplo disso é o Google, que preferencialmente contrata pós-graduados.


      Por isso eu falei "instituto de pesquisa" e "mercado corporativo". Valem também empresas que trabalham com pesquisa, e o Google obviamente é uma dessas.

      Eu mesmo, estou trabalhando numa empresa de trens aqui no Japão. É pesquisa aplicada, um lugar onde coisas como "vetor gradiente" e "diferença de filtros gaussianos" encontram aplicação prática!

      Eu trabalhei num instituto de tecnologia no BR também. Infelizmente, no Brasil existem poucos lugares assim. Exceto por uma ou outra Petrobrás da vida, as empresas não investem muito em pesquisa, e tendem a correr atrás apenas de patentes que têm retorno garantido. Mas vai ver uma 3M ou Panasonic da vida - os caras fazem todo ano milhares de patentes, mesmo que no final só um punhado vire produto e dê lucro. Até eu tenho o meu nome numa patente da Panasonic, hahahahaah...

      Se você der uma olhada nas respostas que eu dei para o Atomic no outro tópico, vai notar que eu cito um punhado de lugares onde conhecimentos bem acadêmicos encontram aplicação na prática. Acho que vc pensa da mesma forma que eu. ;)

      fulanno
      Veterano
      # nov/08
      · votar


      mas acho que tecnologo nao é praia.


      eu ia fazer logistica e eles falaram que logistica é tecnologo .

      eu só preciso saber de uma coisa.

      com esse curso da pra fazer o concurso da receita federal ou não?

      Icaro Camelo
      Veterano
      # nov/08
      · votar


      Bog

      Isso vai depender muito da instituição que você vai estudar.

      No meu caso, curso Telemática no CEFET aqui do Ceará (Fortaleza). Aqui todos os alunos são bem reconhecidos devido ao peso da instituição, que é federal, ainda por cima aparece MUUUITO estágio e oportunidade de emprego pra quem ainda tá no início, como eu.

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Curso de Tecnólogo

      305.935 tópicos 7.899.209 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2018 Studio Sol Comunicação Digital